Ano: 2020

Meus dez anos com HIV

Foi em maio de 2011 que escrevi, pela primeira vez, sobre Timothy Ray Brown, então conhecido tão somente como o “Paciente de Berlim”. Naquela altura, fazia pouco tempo de sua cura, e pouco tempo de meu diagnóstico. Me ocorreu, por muitos anos, que a cura de Timothy viesse a ser a nossa cura, também. Me ocorreu que isso ocorreria em seu tempo de vida. O mesmo pensamento ocorrera a Timothy, sei disso, pois o próprio me confessara tal coisa durante nossos breves encontros em Lisboa, em janeiro de 2016, quando o conheci. Disse ele que era coisa da “culpa do sobrevivente” que carregava: uma vontade de que todos pudessem experimentar o livramento alcançado por ele, que todos tivessem o HIV extirpado de seus corpos, na inegavelmente mais desejosa cura esterilizante, até então unicamente experimentada por Timothy Ray Brown. Mas Timothy se foi, recentemente falecido, e não estamos próximos à cura esterilizante do HIV. Timothy não a viu ser difundida, como ele tanto desejava e, por isso, generosamente entregava repetidamente seu corpo à ciência, ainda em …

Avalie isto:

Descanse em paz, Timothy

Ontem, 30 de setembro, foi-se embora Timothy Ray Brown, o “Paciente de Berlim”, o primeiro e por muito tempo único homem curado do HIV no mundo. Conheci Timothy em Lisboa, em 2016, onde nos encontramos por dois dias, para um jantar e, depois, uma cerveja. Seu marido o acompanhava e foi ele que, ontem, enviou por WhatsApp a última imagem de Timothy: magro, fraco e muito sorridente, abraçado com um boneco do personagem Yoda. A leucemia que, por fim, o levou à cura — graças à perspicácia do Dr. Gero Hütter, que transplantou sua medula com um doador naturalmente imune ao HIV — foi a mesma que levou sua vida, ao retornar no começo deste ano, de forma bastante agressiva. Nesse ínterim, Timothy cedeu sua vida e seu corpo à ciência, para que pudéssemos nós, soropositivos, nos beneficiarmos de todo o aprendizado que seu caso oferecia e, quem sabe, também alcançarmos a cura. Obrigado, Timothy. Descanse em paz.

Avalie isto: