Carta para Além dos Muros

O documentário de longa-metragem “Carta Para Além dos Muros” acaba de divulgar seu trailer. Com data de estreia prevista para abril de 2019, o filme refaz a cronologia da epidemia de aids no Brasil, através de um debate envolvente sobre a evolução do tratamento antirretroviral e os desafios que ainda enfrentamos em relação ao estigma e discriminação.

O documentário investiga o porquê da evolução no tratamento do HIV não vir acompanhada da mudança de mentalidade em relação à infecção. Um dos depoimentos retratados no filme, da imunologista Márcia Rachid, resume bem este desafio: “falar de HIV hoje tem o mesmo mistério de 35 anos atrás. Não pode!”.

André Canto, o diretor, entrevistou especialistas, pessoas que vivem com HIV, personalidades e autoridades. Estão no documentário nomes como os ministros da saúde que foram chave para que o Brasil se tornasse uma referência na resposta à epidemia, José Serra e José Gomes Temporão; os médicos Dráuzio Varella, Ricardo Tapajós, Ricardo Vasconcelos e Rosana Del Bianco; a apresentadora Marina Person; Lucinha Araújo, mãe de Cazuza, além de jovens que se tornaram a nova voz desta epidemia, entre tantos outros entrevistados, incluindo o autor deste blog.

“Contar a história da epidemia de aids significa tocar nos medos e nas memórias soterradas de pelo menos duas gerações. Dezenas de milhões de pessoas chegaram à vida adulta no Brasil dominadas pelo pavor de serem infectadas pelo HIV. Os gays viveram um medo duplo, tanto pela doença, que no início os afetava quase que exclusivamente, quanto pela discriminação que já sofriam. Uma combinação que só contribuiu para aumentar ainda mais o clima de incompreensão acerca do HIV”, explica Canto.

“Apesar de todos os avanços no tratamento e no entendimento da doença, muito desse medo e dessa incompreensão ainda persiste. O filme não é um trabalho psicanalítico, nem um relatório informativo sobre o HIV e a aids. Ele se propõe a ser um estopim, para tocar algo que permanece inconsciente no espectador, para mobilizá-lo, para instigá-lo a uma reflexão importante e incontornável sobre o HIV em nossa sociedade, para provocar uma mudança de postura e perspectiva sobre a história da aids e sobre a realidade atual do HIV”, conclui o diretor.

Anúncios
avatar
9 Comment threads
2 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
Gustavo FreitasRodrigoDuvidaLifeAyelen Recent comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Inscrever-se  
Receber notificação
Xavier
Visitante
Xavier

Importante, mto importante esse filme.

Servidor Público da Saúde
Visitante

Nossa que massa !!!! Vou assistir e conhecer o autor desse blog maravilhoso que leio há quase 3 anos…mesma data que tomo a medicação…nesse exato momento estou sob efeito colateral do 3×1 (alucinaçao). Gosto muito desse blog….pena que não tem citação do evangelho poderoso do nosso Senhor Jesus Cristo…. Falar em contribuição aos portadores de HIV…. Eu contribuo pouco, porque atendo poucos pacientes soropositivos….Eu não falo da minha sexualidade e nem da minha sorologia….. mas já pensei em fazer trabalho voluntário em Hospital de Infectologia, no momento certo e hora vou contribuir sim, com certeza….para honra e glória do nosso… Ler mais »

1RapazSC
Membro
1RapazSC

Ansioso para assistir, com certeza ira servir para desmistificar para várias pessoas sobre o HIV! Imagino que será um grande trabalho.

luquinha
Visitante
luquinha
Cara
Visitante
Cara

Ansioso para ver esse filme nos cinemas. Espero que chegue ao maior alcance de pessoas possíveis. É preciso falar sobre o assunto e desmistificar muitas coisas.

Obs – Luquinha sempre que aparece é com boas notícias. Já estava com saudades !

Bruno
Visitante
Bruno

Pessoal, esse caso do cientista Chines que modificou o DNA dos bebes não poderia ser um caminho para cura definitiva para o Hiv? Pois até agora a maior barreira dos cientistas era alterar o DNA e fazendo dessa forma as pessoas nao precisariam de transplante de um doador. Utilizariam seu próprio DNA alterado e reimplantado na medula produzindo celulas imunes! Isso eles não divulgam… as industrias farmacêuticas devem estar em alerta!

Ayelen
Visitante
Ayelen

Ouvi dizer que o cientista sumiu! Será verdade?😱

Life
Visitante
Life

Muito bacana

Duvida
Visitante
Duvida

Pessoal, Qual a chance de eu tomando o esquema com dolutegravir me recontaminar por hiv? E maior que a chance de uma pessoa tomando profilaxia pré exposicao, ou menor?

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Dúvida pertinente, já que o Dolutegravir faz parte da combinação para profilaxia pós-exposição.

Gustavo Freitas
Membro
Gustavo Freitas

Alguem usa KIK pra trocar idéias?