Hong Kong desenvolve novo anticorpo contra o HIV

Uma equipe de pesquisadores de Hong Kong afirma ter desenvolvido e testado em camundongos um novo anticorpo contra o HIV, que pode ser usado na prevenção ou em tratamento, oferecendo a “cura funcional”.

A descoberta, publicada no Journal of Clinical Investigation, ocorre no momento em que a China enfrenta uma epidemia crescente entre grupos de alta prevalência de HIV, como profissionais do sexo e homens que fazem sexo com homens. Cerca de 850.000 pessoas na China vivem com HIV.

A descoberta vem da equipe liderada pelo professor Chen Zhiwei, do Instituto de Aids da Universidade de Hong Kong. Sua descoberta, testada em camundongos, mostra que o novo anticorpo pode ajudar a controlar o vírus e eliminar as células infectadas. O anticorpo seria capaz de tratar todas as variedades de HIV. “Nosso anticorpo específico, recém-descoberto, funciona para todas as cepas”, disse Chen à Reuters.

Chen explicou que uma “cura funcional” significa que o nível do vírus seria tão baixo a ponto de ser indetectável no corpo, contanto que os pacientes continuem tomando injeções do anticorpo, talvez trimestralmente, ou com menor frequência. O novo anticorpo teria uma meia-vida significativamente mais longa do que os tratamentos atuais e poderia, por exemplo, ser administrado trimestralmente. Chen e sua equipe dizem que pretendem levar o anticorpo para testes clínicos em humanos dentro de três a cinco anos.

Andrew Chidgey, executivo-chefe do grupo Aids Concern em Hong Kong, lembra que resultados promissores não significam que o novo tratamento estaria prontamente disponível em breve.

Anúncios

25
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
16 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
18 Comment authors
Antoine LacroixJotaAnjoAllpeCbb Recent comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Inscrever-se  
Receber notificação
Novo Positivo
Visitante
Novo Positivo

Acabei de descobrir que sou soropositivo. Alguem me indica um infectologista bom em Belo Horizonte que atende unimed? Obrigado.

Luis Gustavo
Visitante
Luis Gustavo

Oi amigo,tbm sou de BH,trato com um infectologista excelente,sou soro a 1 ano e estou indectectavel e com vida saudavel,vou te passar o contato da clinica q ele atende,la e pela unimed mesmo. Dr.Marcelo santos. (31)2555-4733. Vai da tudo certo viu. Abraços!!

Fábio
Visitante
Fábio

Olá! Conheço o Dr. Marcelo também que o Luis Gustavo recomendou. Gosto também do Dr. Rodney. Ambos atendem Unimed.

Jota
Visitante
Jota

O melhor pra mim é Luiz Lignani, também pela Unimed. Já fui no Dr. Rodney e não gostei.

Paulo Roberto
Visitante
Paulo Roberto
EuPositivoSC
Membro
EuPositivoSC

Eita Chineses! No passado, TVs. No presente, réplicas. No futuro, remédios para HIV.
Tá de parabéns, Dona China!

Allpiste
Membro
Allpiste

Simmmm! E o que eu mais gosto é que estão fora do circuito Gilead vs GSK….colocando pressão nessas multinacionais ! Avante china!

Diego
Visitante
Diego

Excelente notícia. Pena eh a demora (3 a 5 anos) para começar testes em humanos.

Sorocaba
Visitante
Sorocaba

Xééé fiiiii 3 anos passa num piscar de olhos. jah to indo pra 2 de descoberta kkkkk passou voando

Rômulo Monteiro
Visitante
Rômulo Monteiro

Show ! (ง ͠° ͟ل͜ ͡°)ง

Pedro
Visitante
Pedro

Este site é incrível! Não comento mt aqui, mas sempre to por aqui para saber as notícias, os desabafos, questionamentos, etc. Saber um pouco da vida das pessoas que convivem com a mesma doença que a sua e a forma como elas superam essa doença, tudo isso me motiva ainda mais, fazendo eu seguir em frente e criar expectativas por um futuro melhor…… As experiências aqui trocadas ajudam milhares de pessoas!!!!!! Cada pergunta, resposta, dúvida, experiências, aqui escritas, com toda a certeza do mundo, estão de alguma forma ajudando a pessoa que tá do outro lado, ou melhor, lendo a… Ler mais »

Henrique
Visitante
Henrique

Pedro, concordo com voce. Tem poucos 6 meses que descobri e o site me ajudou demais e continua ajudando.

Adriano
Visitante
Adriano

Pessoal comecei a pouco tempo o meu tratamento e tenho uma dúvida.
É melhor tomar a medicação com ou sem alimento?
Eu tomo de manhã, se tomar um pouco depois de ter tomado um copo de leite pode fazer mal?

Sorocaba
Visitante
Sorocaba

Se for o 2×1 dulotegravir minha medica falou que pode tomar com o estômago forrado … tipo nao se importando com a quantidade. .. bom eu como antes sim mas coisa leve não demasiado. Agora quando eu ia em outro medico e tomava o 3×1 efavirenz esse meu primeiro medico pedia jejum leve 2 horas antes e duas depois, como eu tomava o 3×1 antes de dormir confesso q eu comia mesmo assim mas coisa bemmm leve tipo um cafe com leite e umas 3 a 4 bolachas. …. um amigo meu que tb tem hiv e toma o 3×1… Ler mais »

Paulo Roberto
Visitante
Paulo Roberto

Eu tomo o 3×1 e sempre como algo antes, tipo umas duas horas. Pois, antes, quando não comiá nada, amanhecia mal pra caralho. Ah! Tomo sempre a noite antes de dormir! Como batata doce, frango grelhado e salada.

Adriano
Visitante
Adriano

Obrigado pelas respostas pessoal!

Então acredito que não tenha problema o leite né?

Antoine Lacroix
Visitante
Antoine Lacroix

Cara, não se toma remédio com leite. Por favor, evite. “Se você é do time que precisa de um bom copo de leite para conseguir engolir um comprimido –seja para “proteger o estômago” ou só pela sensação de conforto, é melhor abandonar o hábito. A bebida pode reduzir e até mesmo anular a eficácia de alguns medicamentos, principalmente dos antibióticos. Isso acontece por conta das reações químicas que acontecem entre determinados fármacos, que são as substâncias responsáveis pelo efeito do medicamento, e as substâncias presentes no leite, principalmente o cálcio. Quando as moléculas do princípio ativo do medicamento e do… Ler mais »

Positivo
Visitante
Positivo

Qual a chance de um indetectável transmitir hiv ?

EuPositivoSC
Membro
EuPositivoSC

Praticamente nenhuma. Vários estudos científicos mostram que o risco é negligenciável. O que não quer dizer que dê para sair transando sem preservativo, pois existem várias outras Ist’s que podem ser contraídas pelo soropositivo ou disseminadas aos parceiros deste.

Cbb
Visitante
Cbb

Ando meio preocupado pq estive de viagem e a pasta onde continha as minhas “vitaminas”, é assim que eu chamo os meus ARVs, foi roubada e fiquei dois dias sem a minha medicação. A minha inquietação é saber se este intervalo pode criar uma resistência ao 3×1 e fazer com que eu deixe de estar indetectável.

EuPositivoSC
Membro
EuPositivoSC

Oi. Não vai te tirar da indetectabilidade permanentemente não, fique 100% tranquilo. Pode ser que nesses 2 dias sua carga viral tenha subido ligeiramente, pois os remédios, mesmo tendo longa duração no organismo, vão tendo sua atividade reduzida se ficamos um intervalo de tempo sem ingerí-los. Mas se estamos falando de apenas 2 dias tenha a certeza que a eficacia do seu tratamento não foi sacrificada. Volte a tomar a medicação de forma consistente e seu corpo vai continuar respondendo ao tratamento como sempre ocorreu, como se nada tivesse acontecido. Se rolou um blip de aumento de carga viral, não… Ler mais »

Allpiste
Membro
Allpiste

Meu amigo cbb, há estudos consistentes mostrando que o 3×1, devido à dosagem do efa, pode ser tomado 4 x na semana. Portanto, esqueça essa 2 dias. Um abraço. Allpe

Ombro Amigo
Visitante
Ombro Amigo

Vai ser uma corrida ao ouro, o primeiro que encontrar uma cura viável para o HIV ganha o Nobel de Medicina. Sempre tenho a sensação de que poderá haver uma boa surpresa a qualquer momento. Aquele exame que detecta a presença do vírus com uma janela de apenas 7 dias me surpreendeu e muito. Eu jurava que a diminuição da janela para 21 dias era o máximo que podiam chegar. E se compararmos com os anos 80, o salto é gigantesco: o resultado do Elisa sai em 15 minutos, há 30 anos saía em 15 dias!

Anjo
Visitante
Anjo

Oi pessoal,

To ha 1 mês com dolutegravir (estive 4 anos com 3×1 efavirenz) e desde o inicio com a mediçao nova estou com problemas gastrointestinais (ma digestao, diarreia, enjoos). Mais alguem enfrentou isso? To achando estranho pois isso nao sao efeitos comuns do dolutegravir. Alguém ja voltou pra medicaçao anterior? Queria encontrar uma forma de contornar isso sem voltar pro 3×1.

Alias, voltar pro 3×1 ainda é possivel ou ja perdi a eficacia do efavirenz por ter largado?

Me ajudem

EuPositivoSC
Membro
EuPositivoSC

Oi. Esses efeitos podem sem resquícios do 3×1 e a novidade do tratamento com o novo esquema. Persista mais alguns dias que provavelmente vai passar.
Se vc não tinha resistência viral ao 3×1 pode voltar sim ao esquema anterior.

Se os colaterais melhorarem, volte para contar ☺️