Notícias
Comentários 97

CD32a, a molécula que pode indicar onde o HIV está escondido

Pela primeira vez, cientistas encontraram um biomarcador que identifica algumas células latentemente infectadas com o HIV. A molécula, denominada CD32a, pode ser encontrada na superfície de cerca de metade das células T CD4 latentemente infectadas pelo HIV, mas não é encontrada em células não infectadas ou em células com uma infecção ativa de HIV. A descoberta é resultado de um estudo conduzido pelo Dr. Monsef Benkirane, PhD, do Instituto de Genética Humana de Montpellier, França, e seus colegas, publicado na Nature.

Esta descoberta abre uma nova porta na pesquisa da cura, especialmente para estudos que visam destruir os reservatórios de HIV — o conjunto de células latentemente infectadas, que permite que o vírus volte quando os medicamentos antirretrovirais são interrompidos. “Essa descoberta é quente e importante”, disse Sharon Lewin, uma das líderes da pesquisa da cura do HIV no Instituto Doherty, em Melbourne, na Austrália. “Ela precisará ser confirmada por outros, mas realmente parece ser um bom marcador de latência”, disse ela à MedPage Today. “Este trabalho abrirá diversas novas e importantes vias de trabalho.”

O estudo foi feito in vitro, utilizando células CD4 a partir de amostras de sangue de participantes soropositivos para o HIV-1 que estão sob terapia antirretroviral supressiva. Dentre estas amostras, foi identificada uma subpopulação de 0,012% de células T CD4 que expressava a molécula CD32a e hospedava até três cópias de DNA de HIV em cada célula.

Anúncios

97 comentários

  1. H+ diz

    Nossa, só notícias boas. Que o ano de 2017 seja o ano de luz pra descobertas promissoras e concretas de uma cura realmente eficaz. E que 2020 seja o ano , com certeza, da “libertação” do banimento de vez dessa praga do nosso organismo. Deus é fiel.

    • JuniorRN diz

      Rezo muito por isso, todos os dias: Senhor, ilumina os cientistas para que encontrem a cura. Amém.

      • Esperança diz

        Fé assim a de tudo,mas tenhamos uma fé inteligente,DEUS vai nos conceder essa vitória,imagino quantas pessoas se infectaram inocentemente isso me faz refletir muito.

    • Alex diz

      Gente, desculpe, mas isso não é Deus. É ciência!!! Não confundam as coisas!

      • Dr. Vinicius diz

        Sou Farmacêutico Clínico, Imunologista e soropositivo. Trabalho com o HIV algum tempo e sei que a cada dia um passo positivo é dado em grandes e pequenos centros de pesquisas. A Molécula CD32a é mais um passo em direção a grandes conquistas na Terapia antiretroviral e na cura. Conhecendo o hiv sei que não é fácil, estamos lhe dando com material genético, mas vamos fundo a cada dia para que enfim a cura seja o nosso maior objetivo. Confiem e não desistam. Vão até o fim! O HIV não vencerá.

        Att,

        Dr. Vinicius4

        • Sorocaba diz

          Vlw Dr. Eu estava precisando ouvir isso de alguém da area da saúde isso.

  2. Sorocaba diz

    Olha JS curti a matéria. Feliz Páscoa a vc e a todos. Esse único marcador já é muito nos dias de hj! Creio que vem mais! Acho que agora há uma corrida dos pesquisadores (os internacionais lógico, pq aqui os do Brasil devem estar curtindo uma prainha kkkkk ), e essa corrida eh para ver quem que vai ficar rico e eternizado na história da humanidade como o herói que descobriu a cura!

    • JuniorRN diz

      Será meu herói de fato. Mas não só ele. Todos os que, já nos dias atuais estão fazendo os remédios deterem o avanço desse terrível vírus.

    • Dr. Vinicius diz

      Amigo sou pesquisador. E não estou curtindo a prainha não. Pelo contrário, faço o que posso e muitas vezes tiramos do bolso num país que não investe em pesquisa. Que vc passa anos num mestrado e doutorado sonhando com coisas que vc poderia fazer e não fez porque nunca teve recurso. Infelizmente quem deveria investir no Brasil, esses sim estão na prainha!

      Att,

      Dr. Vi

      • Sorocaba diz

        Dr desculpe pela prainha. Olha gostei da sua breve historia acima. Vejo que vc eh uma pessoa estudada e tb pegou HIV. Olha a primeira vez que fui no infecto ele logo de cara me perguntou minha profissao e eu disse que eu sou analista de sistema. Entao ele me disse em tom de indignação:
        -Nossa mas vc me parece um cara estudado…. como vc deixou acontecer isso?! Fazendo uma careta feia de repreenção!
        Putz me senti mau na hora. Poxa a doença soh pega gente sem estudo então? Então sou culpado por ter estudo? Nossa eu fiquei pra baixo msm. Mas tenho visto pessoas com grau de estudo maior que o meu e estao com HIV tb.
        Ele fala outras coisas tb a respeito do tratamento que da a impressao que tenho que sofrer no tratamento. E no fim da frase fala éééééé meu amigo. Dando impressāo de vc se meteu nisso agora aguenta!

        • Junior + diz

          Que ridículo ! Pior que eu já passei por situação bem parecida. Minha ex médica me deixou no esquema 3 em 1 por mais de um ano, mesmo eu reclamando dos efeitos colaterais do Efavirenz a cada consulta (eu tinha a impressão de que ela não trocava o meu esquema porque ela achava que eu merecia aquilo por ter contraído o vírus) . Até que eu fui em outra médica que me indicou trocar de esquema o mais rápido possível.
          Hj em dia eu tenho ódio dessa médica que me deixou sofrer por mais de 1 ano.

        • Q difícil deve ter sido. Eu fui a um médico ótimo q deu muito apoio e conforto.

  3. Cbb diz

    Julgo que no encontro que acontecerá em Julho, 23 a 26, em Paris teremos informações mais detalhadas e contundentes sobre a cura do hiv ou a remissão sustentada e prolongada deste vírus.
    Algo que me está a inquietar, e peço desculpas, mas mto do eu sei hj sobre este vírus aprendi aqui neste blogue, e gostaria muito que alguém pudesse dar uma dica é se o efavirenz, composto do 3×1, pode ter consequências negativas na gravidez e concepção do bebé que a minha esposa está a espera.
    É que eu vivo em uma relação sorodiscordante e eu faço uso do 3×1 composto por efavirenz, erimitrobicina e tenofavir a 1 ano. Abraços a todos e que Deus esteja connosco.

    • Urso diz

      Oi Cbb, conheci pessoas que tiveram filhos utilizando efavirenz, não deu problema algum a criança, acredito que para ti não será diferente, mas nada como consultar o seu Medico para ter melhores detalhes, pois cada caso é um caso, também é muito importante sua esposa saiba da sua realidade e acompanhe ao seu medico para que ela tire as dúvidas dela. Abraço e que Deus ilumine você e sua família.

  4. Sorocaba diz

    Só uma coisa eu penso sobre esse vírus! Se ele consegue entrar no nosso corpo, de alguma forma ele vai ter que sair. E para sempre! Isso (o vírus) não faz parte de nós humanos!

  5. duvidacruel diz

    Bom dia amigos

    venho acompanhando o blog e quero parabenizar ao dono e todos aqui pelos comentários e mensagens positivas e acolhedoras que muitos já fizeram. Eu ainda não sei se sou soro+, porem tenho quase isso como certo. Tive uma relação perigosa no começo do mês de março. a menina era uma conhecida de alguns anos. Fomos fazer no primeiro dia e estava sem camisinha e eu neguei, passaram mais alguns dias ela me procurou novamente e eu acabei cedendo. 3 dias após essa relação tive a primeira DST. Fui ao medico e ele me passou um comprimido, acredito que eu tenha pego gonorreia! Fiquei meio paranoico e comecei a ler de tudo na internet. Passaram 20 dias e comecei a suspeitar do HIV. Não tive febre alta, mas me sentia quente, tive uma íngua de baixo de braço que durou um dia ou dois dias, apareceu uns rash bem fraco no braço. Nesse periodo liguei para um CTA e o mesmo me disseram que teria que esperar 60 dias para o teste. Ainda não deu esses 60 dias. O que mais me deixa triste e certo ponto deprimido é o fato deu ter namorada e ela se prejudicar por um erro meu, isso vem me agoniando muito!! Hoje fico intrigado do fato dessa minha conhecida saber que tinha e fez isso de maldade já que sabia da minha relação.
    Desculpa meu desabafo, mas gostaria de tirar umas duvidas:

    O antivirral emagrece ? trabalho como modelo e meu maior medo é perder meu corpo, sei que parece banal, mas eu perderia meu emprego e minha auto estima!!

    Desculpa mais uma vez pelo desabafo!!

    • Luiz Carlos diz

      duvidacruel, vamos lá. Já dizia minha mãe: “Não coloque a carroça na frente dos burros.” (não sei porque a carroça dela era puxada por burros em vez de bois, mas enfim).

      A probabilidade aproximada de contaminação por HIV no sexo pênis-vaginal insertivo é de 4 em 10.000 exposições, e sexo oral receptivo é tão baixa que não é nem contabilizada. Não é porque você pegou gonorreia que necessariamente você está com HIV. Todos os sintomas que você descreveu podem muito bem ser de uma gripe.

      Há quanto tempo ocorreu ocorreu sua relação de risco? A janela imunológica é de 30 dias aproximadamente, porém como cada organismo responde de forma diferente. Normalmente em caso de resultado negativo no exame o teste é repetido novamente com mais 30 dias.

      Se já se passaram 30 dias você pode ir ao CTA e fazer o teste de HIV, dessa forma você já tira um peso da sua cabeça, seja por um resultado positivo ou um resultado negativo. O que é mais agoniza é ficar imaginando coisas na sua cabeça e não fazer o teste.

      Respondendo sua pergunta: o esquema inicial atual do SUS não tem como efeito colateral a perda de peso. Normalmente o emagrecimento está associado a três motivos:

      1) diagnóstico tardio, com outras doenças oportunistas (não é o seu caso);
      2) efeitos colaterais de algumas medicações no SNC (algumas medicações podem induzir à depressão, mas não seria o seu caso no inicio de tratamento);
      3) efeitos psicológicos por conta do diagnóstico, como depressão.

      Tudo isto é um processo relativamente lento, perceptível e tratável por um bom infecto com auxilio de um psicoterapeuta e um psiquiatra.

      Novamente, não deixe isto te consumir. Seu contato de risco já aconteceu, agora você precisa esperar a janela imunológica e fazer o exame de HIV. Tudo tem seu tempo.

      Não sou ninguém para julgar, mas também cabe a você ser honesto com a sua namorada, especialmente pela questão da gonorréia, já que em quase 90% das mulheres a gonorréia não apresenta sintomas, mas pode causar complicações muito sérias no futuro.

      Ainda mais importante: use SEMPRE camisinha. Como você mesmo testemunhou, camisinha não existe apenas para nos protegermos do HIV, ela existe também para evitar o contágio de inúmeras outras DSTs.

      Abraços

      • Jorgito diz

        Sinceramente, não acredito nessa proporção de risco de infecção de 4 para 10.000, no caso de sexo insertivo, pênis vagina. Acho complicado como chegam a esses números. As chances são muito baixas. É difícil aceitar que eu tenha sido tão azarado assim.

  6. Ombro Amigo diz

    Eu acredito que os cientistas já tem noção da existência de mecanismos para a cura do HIV. Afinal, esse vírus maldito já está sendo estudado exaustivamente há mais de 30 anos. O “X” da questão é como ativar tais mecanismos, neutralizando e mesmo erradicando o HIV do corpo humano. Se a cura do paciente de Berlim e os casos onde o vírus foi desativado forem plenamente entendidos, a cura estaria garantida. Eu acredito que antes da cura, que não deve tardar, já tenhamos tratamentos espaçados que substituem o atual esquema diário de antirretrovirais.

  7. paraense+ diz

    Acredito que em, no máximo, três anos estaremos tomando uma injeção por mês, quiçá até de dois em dois meses…

    • Gohan diz

      Como eu faço pra falar contigo?, to so enrolando a começar a tomar os remedios, por favor me ajude to enlouquecendo..

  8. paraense+ diz

    … Até lá, muita laranja e suco de limão, e umas CERPAS que ninguém é de ferro…🙌

  9. Maycon diz

    Gente! Relaxa… Eu estava brincando com o JS. Quem conhece ele pelo Kik sabe que o mesmo possui uma maneira bem irônica as vezes de tirar a gente da paranoia hehe. JS quero essa Natureza em casa please rs

    • paraense+ diz

      Maycon, quem entendeu riu. Quem não te entendeu, negativou. Eu entendi e sei, também, que o JS quis tirar um sarro de ti. Mas que a resposta foi divertida, foi… Hahaha.

  10. JU diz

    Torço muito pela cura, não por mim pois perdi as esperanças na vida, mas sim por esses milhões de jovens que tiveram suas vidas marcadas por esse vírus demoníaco e maldito.
    Logo todos vocês serão curados…tenho esperança na medicina.

    • LVTENSO diz

      Bom por terem encontrado, mas acredito que isto acabe dando uma freada na cura, visto que aumentará o número de locais que precisaremos chegar para erradicar o vírus.

      De qualquer maneira, estamos cercando o vírus de todos os lados. Sigamos!

  11. Carlos Eduardo diz

    Também acredito na injeção semanal, mensal… Vai ser lucrativo pra grandes laboratórios, logo eles vão implementar fácil em todos os países…
    Agora na cura eu não acredito em pelo menos 50 anos

    • Jorgito diz

      Não vai demorar 50 anos nunca! Com o tanto de descobertas atuais, as novas tecnologias e frentes de estudo que tem surgido, essa cura sai em uns dez anos.

    • Jorgito diz

      Apenas projeções. Com base no que tem ocorrido no meio científico. Isso é algo tão corriqueiro… A toda hora são feitas projeções em relação a praticamente tudo na vida. Inclusive muitos infectologistas fazem projeções relativas à cura também.

  12. Fabio diz

    Ola pessoal,

    Faço uso do Triumeq ( abacavir + dolutegravir + lamivudine) desde o dis 18 de fevereiro. Estava com cd4 380 e carga viral 50 mil. Fiz a coleta de sangue no dia 15 de marco, resultado cd4 520 e carga viral indectável. Unico inconveniente até o momento, um pouco mais de gases que o habitual. Abraços e fiquem com Deus.

      • Good Vibes diz

        A+, a posologia do Triumeq é apenas 1 comprimido por dia, assim como o nosso 3×1.

      • Good Vibes diz

        Oi, Ricardo.

        Os 3 compostos do Triumeq estão sim disponíveis no Brasil, mas em separado. Ainda não se usa esse esquema por aqui. O esquema que envolve o Dolutegravir (que está no Triumeq) é 1 comp de Dolutegravir + 1 como de Lamivudina + Tenefovir por dia.

    • Renato diz

      Isso não é nada em relação ao meu sofrimento com o 3/1 ,em quase um ano de tratamento, minha médica tentou trocar pelo dolutegravir ,mas o sistema n aceitou ,entao ela conseguor o realtegavir estou me sentindo outra pessoa!

  13. Sorocaba diz

    Bom o cara de Berlim foi curado do HIV antes de encontrarem esse reservatório ae. E acho que saber que existe jah eh uma chance de combater mais fortemente. Depois o virus retornou em 1/4 dos ratos e nao em todos.

  14. Sorocaba diz

    Olha eu dei uma olhada na internet e ja tem matérias desde 2002 dizendo que o hiv entra em macrófagos . Então os cientistas jah sabem disso.

    • Caio PE diz

      Que eu saiba eles já entravam nos macrófagos mesmo, usando como meio de transporte para viajarem pelo corpo. Mas reprodução não.

  15. Lara diz

    Oi queridos!!! Estava eu procurando minhoca para encher minha cabeça, como diz minha mãe, acerca dos efeitos colaterais do dolutegravir… já mencionei aqui que fui compelida a mudar, não teve jeito e depois de amanhã início esse novo esquema…estou em pânico, mas isso é só um detalhe rs… aí me deparei com esse link no Google http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=24633662016&pIdAnexo=4000318…. pois é, comecei a ler o arquivo e aí na parte que fala em transmissão, menciona claramente que o remédio não impede a transmissão e etc, etc,etc…eu que já estava tranquila por conta dos estudos de sorodiscordancia e INtransmissibilidade arregalei os olhos e já me preocupei… será que dá pra manter apenas um discurso, uma linha de pensamento ou tá difícil? Ainda, a OMS mantém essa postura pra não incentivar o abandono ao preservativo? O que vcs acham pessoal ?

    • Luiz Carlos diz

      Lara, não caia nessa.

      Este texto é padrão de todas as bulas de ITRN, IP, e Inibidores de Integrase vendidos no Brasil. Vamos lá pra bula do Efavirenz: “Não existem dados que demonstrem que a terapia com efavirenz reduz o risco de transmissão do HIV para outras pessoas por meio de contato sexual ou de sangue contaminado.” Que tal a do Raltegravir? “ISENTRESS® [nome comercial do RAL] não reduz a chance de transmissão do HIV a outras pessoas por meio do contato sexual, compartilhamento de agulhas ou ao serem expostas ao seu sangue.”

      O Dolutegravir é o que há de mais moderno disponível hoje para tratamento de HIV no mundo. Os efeitos colaterais são praticamente zero na maioria da população, e pelo que você mencionou de ter sido compelida, imagino que esteja saindo do RAL.

      Você está fazendo uma excelente troca, saindo de um medicamento e indo para outro praticamente 10 anos mais novo. Eu gosto de brincar quando me perguntam sobre medicamentos, falando o seguinte: qual celular você utilizava 10 anos atrás? Lembra do LG Chocolate? Ele era a grande onda da época. A Apple estava prestes a lançar o primeiro iPhone, o primeiro celular com tela touchscreen que rodava aplicativos. Lembra? Pois é, olha onde estamos hoje.

      Fique tranquila, efetue a troca como orientada pelo seu infecto e procure não pensar nisso. O estudo PARTNER continua valendo, você continua tendo risco zero de transmissibilidade se tomar os seus ARVs todos os dias e permanecer indetectável. Usar camisinha não é só uma proteção contra o HIV, é uma proteção contra inúmeras DSTs que existem por aí, e muitas delas causam danos bem piores do que o HIV quando temos o HIV diagnosticado e tratado.

      Abraços e se tiver mais alguma dúvida é só chamar!

      • Lara diz

        Luis Carlos muito obrigada. Suas colocações são super esclarecedoras e conseguem me convencer. Essa parte do convencimento eu atribuo à minha neurose, oh pessoa difícil rs…hoje já consigo rir de certas situações, mas ainda tenho um longo caminho a percorrer. Então, minha preocupação é apenas por conta das alergias que apresentei em vários esquemas. Nunca tive falha terapêutica e a mudança de esquemas se deu apenas por conta dos inúmeros episódios de alergia muito fortes a ponto de ir orar no hospital pra tomar antialérgico e o RAL me veio como um presente em meio ao caos, por isso gosto muito dele, nunca senti nada e já estamos nesse relacionamento tranquilo há algum tempo. Mas vamos lá encarar o top 10 dos remédios. Agradeço imensamente você pelo apoio. Beijos em você e em todos por aqui e vamos em frente que eu quero é viver…

        • Luiz Carlos diz

          Imagina Lara, fique tranquila! Sobre as alergias, pelo seu relato, imagino que tenha sido um exantema (rash cutâneo). Ele é comum à muitos medicamentos e normalmente pessoas com a pele mais clara deixam estas erupções na pele mais evidentes. É um período bem complicado principalmente no sentido social e, dependendo do caso, pode ser necessária a administração de anti-histamínicos por via intravenosa.

          O Dolutegravir é um medicamento que dificilmente apresenta este efeito colateral de forma exacerbada a ponto de ser necessária a troca do ARV. Ainda não tenho relatórios completos, mas até o momento não houve nenhuma troca por exantema.

          No mais vale tudo que eu já falei, fique tranquila que vai dar tudo certo e evite ficar pensando demais sobre o assunto. Coloque na sua cabeça que você está trocando por um medicamento muito melhor que, com certeza, pode melhorar muitos aspectos da sua vida, inclusive o “pill burden” (quantidade de medicamentos ingeridos por dia), que costuma acarretar em um peso psicológico que muitas vezes está presente e nós não sentimos.

          Novamente, no que eu e toda esta comunidade linda pudermos ajudar, estamos a disposição!

          • Renato diz

            Boa tarde Luíz Carlos ,minha médica tentou consegui pra mim essa nova medicação ,mas a farmácia n liberou alegando q o sistema n aceita porq eu já estava em uso de outra ,daí ela conseguiu o realtegavir , seria a o caminho pra chegar até o outro?

      • Olá Luiz Carlos, gosto muito dos teus comentários. Li num outro post que tu trabalhas na área da saúde, com pesquisa voltada para a cura do HIV, correto?
        Tu que estás por dentro das pesquisas, como visualizas as perspectivas de cura? Na tua opinião, estamos próximos ou não?
        Um abraço.

        • anon diz

          Oi Lara,
          Utilizo DTG desde janeiro de 2016, unico tarv que utilizei até hoje, portanto não sei como são os outros. Mas para te deixar calma, jamais apresentei nenhum efeito colateral, e olha que sou uma pessoa alérgica a tudo. É tão tranquilo tomar que sinto mais efeito colateral no composto de cafeina, alho, vitamina d …. que tomo diariamente do que o TARV em si.

          Fiquei indetectável com menos de 1 mês de uso, e e me mantenho até hoje, o que para mim comprova a eficácia deste medicamento. Não há o que temer, tenha em mente que este remédio é o que há de mais moderno para tratamento do vírus.

          • Lara diz

            Anon como fico tranquila com teu comentário pq sou a rainha das alergias tmb. Graças a Deus!!!

        • Luiz Carlos diz

          luizgaucho02, meu foco de pesquisa é na parte de ciência de dados e estudo de proteínas. Não tenho como dizer nada sobre estarmos próximos ou não da cura, seria apenas um chute impreciso.

          Todos os dias nos deparamos com pesquisas que mostram possíveis curas. Para ser bem sincero, eu já nem costumo lê-las, a não ser que seja algo que se identifique muito com as minhas áreas.

          Prefiro dizer que estamos sempre avançando em direção de um bem comum onde o produto final é a cura para todos. Nos meios para justificarmos este fim temos o desenvolvimento de medicamentos cada vez melhores, com menos efeitos colaterais e com menor número de doses necessárias, bem como pesquisas para entendermos cada vez mais como o vírus se comporta.

          Abraços!

  16. Sorocaba diz

    Força Lara! Estou torcendo por vc! E nos conte depois como foi! Abraços!

  17. Luiz Carlos diz

    Pessoal, pequena nota sobre a inclusão da Etravirina em formulação de 200mg no arsenal de ARVs.

    “Em continuidade ao processo de atualização das recomendações técnicas para manejo da infecção pelo HIV, informamos que a apresentação Etravirina (ETR) 200mg foi incluída ao elenco dos antirretrovirais (ARV) disponibilizados no Sistema Único de Saúde.”

    A Etravirina é uma droga aprovada pelo FDA no início de 2008 e já existia como terapia de resgate no SUS desde 2010. Ela era apresentada apenas na formulação de 100mg, pois também é utilizada (nesta formulação) para tratamento de infecção por HIV em recém-nascidos. As pessoas que apresentavam falha terapêutica a pelo menos um ARV de todas as três categorias de ARVs (ITRN, ITRNN e IP) comprovadas por genotipagem possuíam a ETR como terapia de resgate na administração de 2 comprimidos de 100mg 2x por dia.

    Com a economia feita pela substituição do 3×1 pelo DTG em primeira linha foi possível adquirir o ETR também em formulação de 200mg no orçamento de 2017, diminuindo assim a quantidade de comprimidos tomados por dia e facilitando a adesão ao tratamento destas pessoas em falha terapêutica.

    Os critérios de adesão continuam os mesmos: falha terapêutica comprovada em uma droga de cada classe comprovada por genotipagem nos últimos 12 meses e aprovação pela câmara técnica.

    Abraços!

  18. Antonio diz

    Caros
    Alguém aqui importa truvada?
    Caso sim poderia passar o contato?
    Por favor

  19. rafael henrique nunes diz

    Gente, descobri que sou positivo em Agosto de 2016.. dai a medica marcou o dia pra fazer exame e pasmem: Voltei la somente nessa semana com minha mae pois ela descobriu!!
    Dai depois de tirar sangue (tirei umas 10x ¬¬).. descobri que estou com cd4 em 120.. baixissimo!! A medica disse que eu deveria estar internado, que devo agradecer a Deus por estar tao bem.
    Agora estou tomando 2 remedio (coquetel), e um remedio para evitar a pneumonia, pois pelo visto estou em alto risco!
    Engracado que ate agora nao senti nenhum efeito colateral..

    • SAR diz

      Olá Rafael,

      Penso que se descobriu em agosto/2016 e você voltou somente agora, você vacilou. Com saúde não se brinca meu amigo. Quanto ao CD4 em 120 células/microlitro você está em vantagem em relação a mim quando descobri. Rafael, não se usa mais o termo coquetel e sim TARV (Terapia Antirretroviral). Certamente o remédio que você está tomando não é apenas para evitar pneumonia, mas sim um tratamento com antibiótico para evitar uma série de outras infecções. Digo isso pois também fiz uso dessa terapia. Procure seguir seu tratamento à risca para que não venha a ter complicações futuras. Sorte e felicidades para você.

      Abraço.

  20. Sorocaba diz

    Fica sussegado meu amigo Rafael! Se alimente bem fique em casa se recuperando que daqui uns dias sua vida volta ao normal tomando o remedio direito ok. A minha vida já voltou.

  21. João diz

    Amigos, poderiam responder algumas perguntas sobre o SAE em que fazem o tratamento ou retiram o remédio?

    1) O SAE tem horário específico para retirar os remédios? Fecha ao meio-dia?
    2) Vcs podem retirar os remédios para mais de um mês? Quantas vezes por ano?

    Estou muito preocupado com o SAE onde retiro os remédios. Só posso retirar depois das 9h da manhã, sendo que fecha ao meio-dia. Depois só pode retirar das 13 às 14h, mas fica aberto até às 17h. To ficando angustiado por causa disso. Como invento uma desculpa todo mês para dizer que chegarei atrasado ao trabalho? E se eu perder o meu emprego? Eu mantenho minha condição sob sigilo absoluto. Estou com medo que descubram e eu possa perder o emprego e, pior, depois sofrer preconceito e não conseguir outro. Minha vida está um inferno por causa deste SAE.

    Obrigado.

    • Diego Castro diz

      tente conversar com os responsáveis pela farmácia, onde eu faço tratamento recebo medicação pra três meses e fico super aliviado com isso

  22. Positividade de luz diz

    Rafael qnd me descobri soropositivo meu cd4 estava 260 e cv 200.000,hj estou quase 2 anos em tratamento cd4 1090,e indetectável desde o 3 mês,nem um resfriado eu contraí nesse tempo todo,fica em paz e toma o arv certinho,que sua vida será boa querido,qnd descobri achei q teria poucos meses de vida,pois tinha 37 anos e sou da geração que viu os idolos agonizando com AIDS,Cazuza,Freddie Mercury,Renato Russo entre tantos outros,hj,só morre de ´´AIDS´´ se não se tratar,ser soropositivo é uma condição ruim obviamente,porém de certa forma querido,somos de uma geração que consegue viver e viver com qualidade de vida graças a Deus!!!

    • Rick positivo diz

      Como fazer o cd4 aumentar? o meu não sai de 650. Carga viral indetectável. Alimentação saudável e faço atividades físicas.

  23. paraense+ diz

    Fiquei pensando: nesses tempos de “Baleia azul” , quando tanta gente fica caçando motivos para se matar, a gente entra nesse blog, justamente, pelo contrário: encontrar razão, e força, para continuarmos vivos. Dá pra entender o ser humano ?… Bom feriado a todos !.

    • Carlos Eduardo diz

      Paraense, acho que os adolescentes nem buscam se matar, parece que nesse baleia azul alguns é que se aproveitam por estarem em alguma condição de fragilidade, e depois eles são pressionados a se matarem…
      Da mesma forma como muitos (inclusive eu) se encorajam para seguir adiante com os comentários aqui do blog, que ser soropositivo é normal, outros se aproveitam desse intrumento democrático chamado internet para desencorajar essas crianças a viver…

  24. Iago diz

    Verdade! Somos muito fortes e guerreiros. Queremos viver. É lindo ver isso aqui.

  25. luquinha diz

    Já vou tomar um banho me arrumar e só me resta encher a cara de cerveja só sei que hoje eu vou beber e só sei que vou chorar isso eu sei ! O resto não

  26. anonimo diz

    Os cientistas precisam vencer esses obstáculos até 2020 pelo menos… mas vamos ter fé em Deus que tudo vai dar certo…

  27. Pablo diz

    Alguém sabe m dizer sobre a possibilidade de isenção de impostos na compra de veículo 0 km p portadores de HIV

  28. paraense+ diz

    Possibilidade ZERO. É mais fácil entrarem a cura, do que nos darem isenção de impostos.😯😂😂

  29. Guto diz

    Boa noite JS

    Me tire uma dúvida (alguém que entenda do assunto também pode responder se souber) Caso um método de cura seja de fato dado como funcional e efetivo em 2020, a partir daí leva-se mais ou menos quanto tempo até que a FDA aprove a fabricação dá vacina ou terapia em questão? Surgiu essa dúvida pois outro dia estava em um fórum internacional de pesquisas científicas que falava justamente sobre uma descoberta que revelava os macrófagos como reservatórios do vírus, e que isso era um passo importante para entender o porquê dos ARVs não terem conseguido erradicar o vírus até hoje e que essa descoberta abria espaço pra uma nova abordagem terapêutica mais próxima de uma cura, etc. Eis que nos comentários alguém comentou o fato de que, ainda que uma cura seja descoberta leva cerca de anos ou até uma década para que a FDA aprove a fabricação e distribuição… Mas já não é por isso mesmo que existe toda a burocracia a cerca dos testes clínicos? (primeiro in vitro, depois em animal, por fim em seres humanos…) existe toda uma diversidade de terapias possíveis sendo testadas já hoje pra apresentar resultados até lá, se caso alguma dê certo e mostrar resultados positivos em testes clínicos, por qual motivo haveria uma demora assim para a aprovação? Não faz muito sentido pra mim.

    Aproceitando por ser minha primeira postagem, descobri minha sorologia em janeiro e esse blog tem me ajudado bastante a me manter informado e acima de tudo esperançoso, pois sempre trás evidências científicas e depoimentos reais (quase sempre positivos) diferente das muitas páginas do Facebook que abordam o assunto sempre com um ativismo e revolta um tanto exagerados. Iniciei a terapia com o esquema DTG + Lamivudina e minha saúde está ótima. Todas as dores decorrentes de infecção que eu sentia antes sem saber o que era passaram logo que iniciei o tratamento, linfonodos enormes no pescoço já quase desapareceram, não sofri lipodistrofia, mantenho meu peso normal, minha bateria de exames com tudo em níveis dentro da referência, sou um jovem de 23 anos saudável (com HIV) e com uma vontade incessante de viver. E viver muito bem.

    Sou estudante dá área da saúde e estou sempre atento as pesquisas e acredito sim em uma cura muito próxima. Talvez ela venha até mesmo antes do tempo estipulado pela ciência. Basta fazer uma retrospectiva de 2015 pra cá, quantos avanços importantes e a pouco tempo inimagináveis… A AmFAr tem financiado pesquisas importantes ao redor do mundo, nosso papel é só o de não perder a fé e esperar um sinal verde vindo de qualquer lugar a qualquer momento.

    Sejamos sempre positivos (no bom sentido) rsrs

    • Ombro Amigo diz

      Guto, não existe uma regra pré-determinada de quando o FDA deve aprovar determinado medicamento para uso público. Após a conclusão das pesquisas em todos os níveis, se dá início ao processo burocrático no órgão. Devo lembra-lo que o AZT foi liberado para comercialização após 25 meses, incluindo nesse período os testes necessários.

  30. Caca diz

    Realmente a cada dia que entro no site reabasteço as forças pra seguir em frente. Ver os comentários de vcs é extremamente animador! Força pra todos nós!

  31. A+ diz

    Já melhoraria minha auto-estima se daqui a 3 anos inventasse uma vacina ou uma medicação menos tóxica, e com efeito prolongado de pelo menos uma semana. Desculpe amigos, mas é muito ruim pra mim lembrar e ficar me policiando já qdo chega a tarde de que eu tenho que tomar a medicação à noite. O medo de “passar batido”, esquecer de tomar, é uma sensação desconfortável. Talvez, lá pra frente, eu veja uma outra perspectiva. Mas tá tudo muito recente em minha vida. E não é nada fácil. O medo e o caminhar sozinho nessa jornada é muito triste a mim ainda.

    • Vega diz

      Querido amigo, sei que é difícil, mas veja por outro ângulo: quantos milhões tem diabetes, hipertensão, hipotireoidismo, dentre outras doenças crônicas e necessitam tomar diariamente remédios para manter a doença sobre controle; e muitas vezes são muitos comprimidos, veja que um diabético as vezes toma 3-6 comp/dia para mantê-la sob controle, hoje p o HIV em geral vc só toma um (3×1) ou 2 (2×1 + dtg), sem falar que hoje com as novas drogas há mais flexibilidade quanto ao horário do dia, o importante é tomar diariamente.

      • A+ diz

        Obrigado vega pela força. Sinto meu corpo perdeu massa muscular como um todo. E isso é mais preocupante pra mim. Não por questão de ego, mas sim pra eu continuar no anonimato na sorologia em relação aos outros. O preconceito lá fora pra quem não tem conhecimento sobre assunto, pode até matar um soropositivo de depressão. E olha que já estou na academia e numa boa alimentação. Sempre fui um cara forte, não em termos de músculos, mas de aparência física. Mas, todo mundo conhece o seu corpo, e se ele está mudando ou não. Até perguntei pra meu médico se há risco de eu já estar sofrendo lipodistrofia, e ele falou que dificilmente com essa nova medicação atual alguém sofrerá disso. Mas sei não. Kda pessoa é kda pessoa.

  32. MH_Pt diz

    JS obrigado pela partilha da matéria. Eu já tinha feito o pedido há umas semanas e como vc nao publicou (e como tambem nao vi nada na comunicação social ca em Portugal) achei que talvez eu estivesse a dar mais importância à notícia do que a merecida, pelo que hoje tive uma boa surpresa ao consultar o blog 😉

    Continuação de um bom trabalho, estamos juntos!

  33. Renato diz

    No caso a matéria que o Lukinha postou joga um balde de água fria nesse post ?

  34. Felipe interior sp diz

    Quando alguém quiser conversar no Kik: Gutosp, só add.

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s