Notícias
Comentários 141

Dez meses de supressão viral

new-croi-logo-2017-241x300

Foi divulgada na CROI 2017, a Conference on Retroviruses and Opportunistic Infections, no mês passado, em Seattle, mais um caso de prolongada remissão viral. Depois de um transplante de medula óssea para tratar um câncer, um paciente soropositivo ficou quase 10 meses — mais tempo do que os chamados “Pacientes de Boston” — sem carga viral detectável, mesmo após interromper a terapia antirretroviral. Apesar de sua carga viral ter voltado depois disso, seus reservatórios de HIV parecem ter sido reduzidos, conforme relata o Aidsmap.

O caso foi apresentado por Nathan Cummins, da Mayo Clinic em Rochester, Minnesota, e seus colegas. O paciente que recebeu este transplante foi um homem de 55 anos de idade, diagnosticado com HIV em 1990 e que começou a terapia antirretroviral em 1999 com uma contagem de CD4 de 300 células/mm³. Ele interrompeu o tratamento antirretroviral entre 2004 e 2009 por conta própria e, em seguida, reiniciou o tratamento com Ritonavir, Atazanavir, Tenofovir e Emtricitabina.

Em abril de 2013, foi diagnosticado com leucemia linfoblástica aguda de células B. Em antecipação à quimioterapia, seu regime de antirretrovirais foi mudado para Raltegravir, Etravirina, Tenofovir e Emtricitabina. Em outubro de 2013, para tratar a leucemia, ele fez uma ablação de intensidade reduzida do sistema imune, seguida de um transplante de células-tronco de um doador com CCR5. Na altura do transplante, o homem tinha uma carga viral de HIV de 25 cópias/ml e uma contagem de CD4 de 288 células/mm³. Ele então seguiu em tratamento sem interrupção. Após o transplante, desenvolveu infecções oportunistas (septicemia por E. coli e pneumonia) e doença do enxerto contra hospedeiro — uma condição típica de transplantes de medula óssea em que as células T do doador atacam as células e tecidos do organismo receptor.

O homem continuou em tratamento antirretroviral por mais de dois anos após o transplante, com níveis detectáveis de carga viral plasmática. O DNA do HIV nas suas células sanguíneas ficou indetectável 56º dia e os procedimentos repetidos de leucaférese mostraram reduções significativas no tamanho do reservatório de RNA e DNA do HIV. Além disso, seus níveis de anticorpos contra o HIV diminuíram, indicado em bandas de Western blot mais fracas.

Depois de manter níveis de HIV tão baixos durante um período prolongado, o homem foi submetido a uma cuidadosa interrupção do tratamento antirretroviral. Os seus níveis plasmáticos de RNA do HIV foram testados a cada duas semanas durante as primeiras 12 semanas de interrupção do tratamento e, depois, a cada quatro semanas. No 288º dia — 9,6 meses após interromper os antirretrovirais — verificou-se que ele tinha uma baixa taxa de recuperação viral, com 60 cópias/ml. Sua carga viral depois aumentou para 1640 cópias/ml no 293º dia, exigindo que ele reiniciasse o tratamento contra o HIV. O homem não tinha evidência de resistência aos medicamentos e sua carga viral voltou a ser suprimida em um mês.

Timothy Ray Brown

Timothy Ray Brown

Até hoje, a única pessoa que parece ter sido curada do HIV foi Timothy Ray Brown, o “Paciente de Berlim”, com quem me encontrei no ano passado. Assim como o paciente relatado na CROI 2017, Timothy também interrompeu a terapia antirretroviral depois de receber dois transplantes de medula óssea para tratar uma leucemia. Há dez anos ele não tem vírus detectável. Porém, diferentemente deste último paciente, um dos transplantes que Timothy recebeu veio de um doador com uma dupla mutação CCR5-delta-32, o que significa as células CD4 do doador não tinham os receptores CCR5, a porta de entrada mais comum que o HIV usa para entrar nas células T. Os cientistas ainda não sabem, porém, se a remissão de Timothy é atribuível à mutação CCR5 do doador, à forte quimioterapia que ele recebeu para matar células sanguíneas cancerígenas, à uma forte reação de enxerto versus hospedeiro ou aos múltiplos fatores.

Anúncios

141 comentários

  1. Caio PE diz

    O que levou esse rapaz da reportagem à desenvolver linfoma (os ARVs têm algo a ver) ?

    • anonimo bravo diz

      Tem pesquisas recentes na revista NATURE que nao foi colocada aqui e sobre um biomarcador de reservatorios de hiv é do dia dia 16/03/2017…

  2. Jonas diz

    Matéria desalentadora, mas realista. Esse vírus é um FDP com todas as letras. O bicho é um hospedeiro de primeira linha. Entra e não sai nem com transplante de medula!

  3. Alessandro diz

    Alguém aqui mora em Santarém no Pará ? Gostaria de saber se o tratamento por lá é bacana, ou se costuma faltar medicamentos, e qual tempo de dispensa dos remédios, 30 dias… 60 dias… Obrigado.

    • Luiz Carlos diz

      O tratamento é o mesmo no Brasil inteiro. Ser bom ou ser ruim vai depender do infectologista que lhe acompanhar. Fiz uma pesquisa rápida aqui e existe um CTA na cidade, que está dispensando medicação normalmente:

      Nome da Instituição: CENTRO DE REFERÊNCIA CIDADÃO
      Status: Ativo
      Endereço: AVENIDA BARÃO DO RIO BRANCO, 860
      Bairro: SANTA CLARA
      Cidade: Santarém
      CEP: 68.000-310
      telefone 1: (93)3523-1041
      telefone 2: (93)2101-2500

      O tempo de dispensa dos medicamentos não é relativo à UDM, e sim ao estoque e ao ARV, e pode variar conforme a disponibilidade do estoque, como em qualquer lugar do país.

      Abraços

      • Rodrigo diz

        Só para reforçar a informação do Luiz Carlos, que, aliás, é sempre muito bem informado e didático, sobre a dispensa de medicamentos.
        Como já faço tratamento há um bom tempo (desde 2011), e sempre tive bons indicadores de CV e CD4, meu infecto passou a fornecer pedido para 6 meses de medicação. Contudo, como a farmácia depende do estoque, recebi para 2 meses e fiquei com 4 meses de “crédito”.
        Ah, e também agora não precisa mais de receita, apenas o formulário.

        • Luiz Carlos diz

          Obrigado pelo elogio Rodrigo!

          Sobre a quantidade disponível para dispensa, é isto mesmo! Cabe à farmácia avaliar seus estoques e dispensar de acordo.

          Sobre o formulário, em algumas cidades é necessário levar apenas o formulário, enquanto em outras é necessário levar o formulário acompanhado da receita branca.

          Normalmente nas cidades que possuem o sistema automatizado e fazem a dispensa diretamente pelo computador apenas o formulário de dispensa é necessário. Muitas cidades menores, porém, ainda não tem computadores suficientes ou conexão estável para controlar o estoque pelo sistema logístico do SUS, então a medicação é dispensada com o formulário e a receita branca carimbada (com data e assinatura do profissional da saúde que efetuou a dispensa). A receita branca fica com o paciente, pois nestas localidades a inclusão no sistema é feita apenas semanalmente ou a cada duas semanas, dependendo do volume de dispensas.

          O mais importante é seguir a recomendação do infectologista, ele sempre irá saber dizer quais os documentos necessários para a retirada dos ARVs. Importante lembrar também que, por questões de controle de estoque, o formulário de dispensa só vale para o estado do CRM do médico, ou seja, não adianta se consultar com um infecto em SP e tentar retirar os medicamentos no RJ.

          Abraços

  4. Positivo Azul diz

    Pessoal acalmem!
    O que aconteceu com a pessoa da matéria desenvolver uma leucemia poderia acontecer com qualquer pessoa tendo HIV ou não. Existe sim um caso raro no qual o paciente era portador de HIV recebeu um transplante de medula e está até hoje sem rastros do vírus em seu organismo. Mas do meu ponto de vista um transplante de medula e bem mais complexo e cuidadoso. Acredito que hoje os cientistas estão descobrindo um caminho mais promissor e seguro que é de fortalecer o organismo para que ele possa eliminar o virus com drogas menos agressivas a nossa saúde. Sabemos que isso tem um caminho para percorrer mas temos ser pacientes e seguir nossas vidas normalmente na medida do possível, sem estresse e frustrações com notícias que são apenas uma fagulha de uma “Bomba” que não vai demorar explodir que se chama A CURA!

  5. emilio diz

    hoje no programa da Fátima Bernardes o tema foi HIV, mas não da forma estereotipada que normalmente é tratado na Tv ainda hj. no palco um gay( aquele gato giovanni que tem um blog) e uma senhora hétera. um médico esclarecendo tudo que já sabemos e a população nao e o tema foi o preconceito. procurem no youtube ou no site da globo. foi gostoso de ver.

    • Paraense+ diz

      Muito bom o programa, emilio, acabei de assistir. No final foi até divertido.👏👏👏

  6. Dsouza diz

    Galera, tem muitas notícias ótimas no site POZ sobre pesquisas e estudos de novos medicamentos, notícias boas mesmo, e o site demora meses pra colocar alguma coisa e nessa semana colocou 3 notícias maravilhosas . Bom dia!

  7. Alexandre diz

    O negócio é o seguinte, eles querem entender o que acontece nesses transplantes para daí desenvolver uma possível estratégia de controle. Resumindo, não teremos nada de concreto em 40 anos, por essa linha.

  8. Paraense+ diz

    Na contramão do pessimismo do cara aí de cima👆(o Alexandre), penso, e torço, para que esses cientistas sintetizem, logo, em laboratório esse tal de CCR5-delta-32. Acredito que o “pulo do gato” da cura esta está aí, só falta descobrir como utiliza-lo sem a necessidade de transplante. Vamos ser nais positivos gente !!!.

      • Alexandre diz

        Num é pessimismo, não, é constatação. O Timothy até hj tem que ser avaliado e será por anos e anos a fio até que se conclua que ele, de fato, está curado. Enquanto isso eles vão tentando entender, coisa que ainda não é possível, pois para entender eles precisam ter certeza, e para ter certeza é só com o acompanhamento por anos e anos, quiçá décadas. Depois disso é tentar criar uma forma para tentar replicar essa estratégia em tratamento, depois de criada testa-se em animais. Com os resultados em mãos a coisa caminha, ou não, para testes em humanos.
        Paranaense, ou vc está sendo muito ingênuo ou está jogando pra torcida.
        Eu sou um grande otimista quanto a cura mas sou extremamente cético com essas coisas de transplantes, genética, etc. Acho que por essa linha não estaremos vivos para ver, já o Picker……

        • Paraense+ diz

          Caro Alexandre, em primeiro lugar : não sou Paranaense.Sou Paraense, do Pará, de Belém. Em segundo lugar : prefiro ser ingênuo a ser pessimista. Na minha ingenuidade acredito que a cura pode não estar perto, mas,acredito que ela é factível apesar das pesquisas incipientes. Não tenho pressa !. Pra finalizar, não jogo pra torcida,minha opinião é minha, não sou, e nem quero ser, formador da opinião alheia. Grande abraço e fique com Deus.

          • Alexandre diz

            Paraense, em primeiro lugar, se vc prefere ser ingênuo a ser pessimista, isso não é uma exclusividade sua. Todo mundo prefere isso. E em segundo lugar, vc acredita que a cura PODE não estar perto mas é factível. Se vc acredita que ela pode não estar perto vc é muito mais pessimista que eu. Eu acredito que ela esteja perto mas não por essa estratégia, já vc acredita que ela PODE não estar perto mas é factível. Em terceiro, lugar vc não concatena suas ideias, e em quarto lugar, nunca vi um Paraense que não fosse do Pará, ou tem?

            • Paraense+ diz

              Alexandre, qualquer coisa é possível até que se prove o contrário. Quanto a cura eu acredito que ela seja possível apesar de crer que ela não esteja tão perto,mas também não penso que esteja tão distante( 40 anos) feito você. Quanto ao restante do que você disse,Alexandre, não vejo relevância por isso não vou responder, pois vejo que queres polemizar.Fique em paz e bom dia !.

              • Alexandre diz

                Difícil ter que explicar 30x a mesma coisa e a pessoa insistir em não entender, meu Deus.
                Eu disse 40 anos para a cura através da estratégia do Post mas por outra estratégia acho que está próxima, entendeu? “Já o Picker…” Por favor, diga que entendeu!!!

                • Jorgito diz

                  Essa vacina do Picker (se a estratégia funcionar) seria uma cura funcional ou esterilizante?

                • Paraense+ diz

                  Alexandre, paz e amor ✌!.Vou pingar meu colírio alucinógeno !!!.🙌😵

            • MB+ diz

              Ale meu amigo…

              Comi uma castanha do Pará …so que ela era do Acre …se era do Acre não pode ser do Pará
              Logo cheguei a conclusão que pode ter paraense fora do para.

              Kkkkkkkk

              • Paraense+ diz

                Kkkkkkk, boa MB+ !. Só tenha cuidado com essas castanhas “Piratas”, a original é a castanha do pará, assim como o verdadeiro Açaí.

  9. Positividade de luz diz

    O positivismo faz parte de pessoas ESPERANÇOSAS que sabem que temos dificuldades como TODO SER HUMANO TEM,porém,somos de uma geração PRIVILEGIADA que não é mais condenada a MORTE,digo isso por que tenho 39 anos e vi meus ídolos MORREREM de AIDS,hj estou mais de 1 ano e meio em tratamento,indetectável,cd4 1090 e vivo normalmente,tenho esperanças de cura sim,mas só o fato de eu viver NORMALMENTE com 1 comprimido por dia,me sinto feliz,cheio de vida e de saúde!!!
    Claro que torço por medicações menos danosas,vacinas ou até mesmo a cura,porém,já passei dessa fase de luto,vivo e deixo viver!!!
    Sou kardecista,tenho fé!!! Um dia de cada vez,dias melhores sempre virão amados!!!

  10. Maycon diz

    Esperando o Luis Picker com seus resultados para daqui uns 5 anos :)!

    • Jorgito diz

      Essas vacina do Luis Picker seria uma cura funcional ou esterilizante?

  11. Força e Fé diz

    Caros amigos positivos , fiz uma postagem aqui nos dias que sucederam meu resultado , resultado este avassalador que jogou por terra todos os sonhos e planos de uma vida . No dia descobri o site por acaso e nele encontrei forças pra seguir, não sei nem de onde , porém logo após um desabafo desnorteado alguns amigos desconhecidos dirigiram à mim palavras de conforto que foram o combustível a lenha da fornalha da vida. Após idas e vindas e muitos exames com uma cv =27000 e cd4 = 360 iniciei hoje , mais precisamente as 20:40 o tratamento com o dolutegravir. Acabei de tomar e muito ansioso pelos resultados , espero não ter muitos efeitos colaterais e que o medicamento possa cumprir seu papel . Sozinho aqui nessa casa tudo parece mais incerto . Porém agradeço a Deus e todos do site que indiretamente já fazem parte da minha história . Força e fé. Vou contando pra vcs o resultado . Um grande abraço a todos e gostaria de saber se tem alguém de BH que queira conversar um pouco e compartilhar algumas ideias . Foco no INDETECTAVEL

    • Gaucho29 diz

      Força amigo! Você não está sozinho! Somos muitos na mesma situação. Tome o seu remédio todos os dias que em breve você vai se recuperar e conseguir ter uma vida plena. Felicidades

    • Fiquei tranquilo,com o passar do tempo vc verá que esse vírus será um simples detalhe em sua vida. Força 😘

    • Caio PE diz

      Você está iniciando um esquema muito bom: o DTG e o TDF+3TC é um dos melhores esquemas de 1ª escolha atualmente. Foco no tratamento, busque ajuda psicológica (se houver necessidade), cuide da sua saúde e deixe o tempo fazer o papel dele.

    • Mel diz

      Show!!
      Vai dar tudo certo.
      Nao se preocupe com efeitos colaterais, foque seu pensamento no resultado final…CV indetectavel!

      Grande beijo 🙂

      • Força e Fé diz

        Oi Mel bom dia . Acredita que segunda noite tomando o DTG e não senti absolutamente nada e dormi maravilhosamente bem. Estou achando até estranho pois ontem durante o dia me senti muito melhor e bem mais disposto. Não sei se por causa do remédio ou pelo peso que tirei das costas com o início do tratamento. De qualquer forma estou em alerta. Bj a todos

        • Caio PE diz

          O DTG é um dos poucos ARVs que resultam em nenhum (ou pouquíssimos efeitos colaterais). Não é à toa que ele já era utilizado em terapias de resgate e é muito utilizado em pacientes que participam de pesquisas científicas modernas. A 3TC também é bem tolerada. O único, desse esquema em específico que pode ocasionar efeito a longo prazo mais intenso é o TDF, que pode cursar com osteoporose. Medidas de prevenção: atividade física regular, suplementação de vitamina D, ingestão de cálcio e proteínas de boa qualidade. E seria conveniente realizar um exame de dessintometria óssea 1x/ano para aqueles que possuem a formulação com o TDF inclusa nela.

          • Cris diz

            Olá,

            Eu tive de deixar de tomar o Dolutegravir por efeitos secundários gravíssimos.

            Foi o tratamento de 1º linha, que é dado aqui em Portugal.

            Agora tomo o Raltegravir + Truvada, e estes mais antigos, não me deixam ter nenhum efeito secundário 🙂

              • Cris diz

                Olá AmigoSP. Então, eu iniciei o Dolutegravir em Maio dia 06, em 2015. Tinha o cd4 em 400 e a CV em 70.000 cópias…. 15 dias após tomar, fiz novamente exame e deu indetectável e os cd5 subiram muito. Este esquema é muito bom… No inicio não senti efeito secundário nenhum… Zero efeitos secundários… Passados 4 meses, acordei, e fiquei com uma diarreia muito estranha… Durante semanas diarreia, ia no infeto, exames e mais exames, medicamentos para parasitas, para bactérias…. E nada passava…. Diarreia ficou por 4 meses…. Até que fiz uma colonoscopia e deu colite ulcerosa (em forma linfocitica)…. Passo a ir no gastronomia e a tomar imensos medicamentos… E nada passava…. Até que minha infeto disse: o Dolutegravir pode ser a causa…. Trocou meu esquema e ao fim de poucos dias fiquei bem :). Agora tomo o Raltegravir e estou a 100%. Meus cd4 continuam a subir (rumo aos 1000) e estou indetectável.. e sem qualquer feito secundario. (Troquei para o Raltegravir há cerca de um ano). Se quiser falar sobre: cris.jorge.1809@gmail.com

    • Sou Jorge diz

      Minha carga viral deu mais alta que a sua é o CD4 mais alto tb. Hoje iniciei com esse dolutegravir +tenafovir(composto por outro q não lembro o nome). Força rapaz que tudo dará certo, okay?

    • Vi diz

      Boa tarde Colega,

      Gostaria de saber se está disponível e se poderia compartilhar sua esperiencia com a medicação. Eu estou perdido pois soube essa semana que virei uma estatística.

  12. Lv Antônio bh diz

    Há um ano, fui diagnosticado e este blog me ajudou muito. Acabo de pegar meus exames e posso dizer que, além de ser outro homem, estou com uma saúde melhor do antes da descoberta.
    A doença me fez descobrir um cara que eu fingia não conhecer. Hoje não ligo para a opinião dos outros e nem para o preconceito que depositam sobre minha experiência de vida.
    Meu namorado preferiu encerrar nosso relacionamento. Hoje, entendo que foi a melhor coisa que ele me fez, pois só os fortes conseguem sobreviver a relações como a de um poz. A maioria é preconceituosa e não apenas medíocre e medrosa.
    Mas, mesmo buscando um relacionamento, confesso que viver só é bom. Hoje sou independente, feliz na medida certa e seguro da minha vida e dos meus objetivos. O sonho nunca acaba quando se medica e se torna indetectavel.
    Seja você e viva! Pratique um esporte, converse com um amigo, saia sozinho, viva sua vida normalmente, pois a vida não espera vocêse levantar da dor e da tristeza ocasionada pela descoberta.
    Se mostre forte, seja forte. O restante, acontece.
    Abs, Antônio lv bh.

    • RecentWave diz

      Exatamente meu caro. A vida está aí para ser vivida. Se foi escolha do seu ex terminar com você, talvez tenha sido a melhor maneira que ele tenha encontrado para lidar com a situação, talvez o amor não fosse tão forte, vai saber. O que importa realmente é está de bem com a vida, aproveitar a vida.
      No meu caso eu quando descobri eu já tinha quase 5 anos de relacionamento. O meu namorado não me julgou, não se afastou um momento, me deu força pra caramba. Sou sortudo por ele está junto de mim quando recebi o diagnóstico, me protegendo, me dando afeto e compreensão. Hoje sou um cara muito melhor do que era e o amo mais ainda.

  13. Mineirinho diz

    Tem dias que estou pra baixo, sem esperanças, venho aqui e não vejo notícias tão motivadoras. Mas é uma fase, todos vivemos de fases, boas ou ruins, tudo passa. Por mais que a tristeza as vezes venha, vejo que há tanta gente em situações piores que a gente.E a vida é tão passageira. Se eu morrer em um acidente amanhã? O que vale as minhas preocupações, angústias de hoje. Perdi um grande amigo a uns dias, cara saudável, melhor pessoa do mundo. Morreu em um piscar de olhos. Um acidente de carro. Temos que agradecer, é só um vírus que não vai fazer diferença alguma daqui 50 ou 100 anos. Enquanto isso vivo, viajo, bebo minha cerveja com limão, pqp deu uma sede agora, mas vou esperar o fds. Boa noite pessoal, bons sonhos vividos de efavirenz e uma ótima semana. E muito juízo na cabeça de vocês. 😀

  14. João Vicente diz

    Atualmente tenho 24 anos, e sou positivo desde 2013, com o início do coquetel já em março de 2014, e apesar de estar indetectavel e com CD4 acima de 1.000, não me sinto psicologicamente bem. Admiro pessoas que conseguiram superar a condição de ter o vírus e prosseguir sua jornada com esse “algo a mais”. Mas eu, diferentemente disso, tenho passado por momentos de extrema ansiedade e pensamentos suicidas recorrentes, que as vezes soam como única alternativa para mim, e tem sido mais recorrentes, e confesso que ainda não o fiz pela minha mãe, pra não faze-la sofrer. Tentei por várias vezes relevar minha condição e tirar o melhor disso, mas não consegui ainda. É como um fantasma que me persegue diarimente e me trava diante da vida, e tudo isso começou no dia que recebi aquele maldito diagnóstico. Falta de coragem talvez, não sei. Mas é angustiante passar por isso sozinho, moro com minha família e ninguém sabe que sou soropositivo, somente uma amiga mais próxima, a quem nem relato tanto sobre meu estado de saúde. Não sei o que pode acontecer amanhã, só sei que estou muito cansado, cansado de travar uma luta que parece que já perdi, cansado de estar sozinho sempre, cansado da rejeição, de outros tantos problemas, de ter deixado de lado sonhos lindos pra mim, por simplesmente não saber conviver e lidar com isso. Eu estou sempre lendo os artigos postados no blog, e lendo os comentários, admiro msm a força de alguns de vocês. Só queria fazer esse desabafo. Obrigado pelo espaço!!!

    Boa noite!

    • Luiz Carlos diz

      João, você já falou sobre isto com o seu infecto? Pelo seu relato este quadro é muito compatível com um efeito colateral do Efavirenz (caso você esteja no 3×1). Muitas vezes a depressão é erroneamente associada ao quadro clínico (a infecção pelo HIV) e não à medicação. Aí se lhe receitam um antidepressivo, o seu organismo fica em uma eterna batalha entre ARVs e antidepressivos.

      Recomendo que você comente a situação com o seu infecto e pergunte sobre a possibilidade da troca de medicação, afinal não custa nada tentar uma outra terapia ARV para verificar se há associação deste quadro com a medicação.

      Eu sou uma das provas vivas de que o EFZ pode causar quadro depressivo e pensamentos suicidas. Por duas vezes voltei ao 3×1 (na segunda para comprovar que era realmente a medicação que estava me levando a este quadro), e foi tiro e queda. Sendo acompanhado pelo meu psiquiatra juntamente com o infecto ficou constatado que em alguns meses de administração do EFZ meu quadro de depressão se agravava exponencialmente.

      No mais, caminhe um dia de cada vez. Se não conseguir criar planos para daqui a alguns meses, crie para daqui a algumas semanas. Se não conseguir para daqui a algumas semanas, crie para daqui a alguns dias. E se não conseguir para daqui alguns dias, crie para daqui a algumas horas. Dependendo do quadro, sair de casa e ir ao mercado já é uma vitória.

      Seu infecto pode também lhe ajudar a encontrar um terapeuta especializado em HIV, ou lhe recomendar um psiquiatra que também tenha conhecimento farmacológico sobre os ARVs. Se você achar que seu infecto não é de grande ajuda, também sempre há a possibilidade de trocar de profissional, e encontrar um que realmente possa ser seu apoio nesta luta que todos nós vivemos.

      Abraços e, precisando, pode desabafar a vontade!

      • Raquel diz

        Usei esse tal 3 em 1 por poucos meses,tive efeitos colaterais horriveis,e tive ouvir coisas horriveis do meu infecto.Ele disse que trata pacientes ha 25 anos,e ninguem teve esses efeitos que eu tive,que era frescura minha(deu a entender que eu estava mentindo,ou exagerando).Reclamei da queda de cabelo,e ainda tive que ouvir que eu estava sendo futil em me preocupar com um simples cabelo.As vezes médicos estão mais pra inimigos do que pra qualquer outra coisa.Troquei de médico,e hoje estou me tratando com um MÉDICA de verdade.

  15. Mathias diz

    João vicente, lendo teu comentário até parece que foi escrito por mim, acho que sinto e passo por tudo que tu passas e mais um pouco, em todos os aspectos por mencionados.

    Cara o que lhe dizer apesar dos pesares é que eu dias “normais” tenho tentado deixar essa angustia de lado, muitas vezes esquecendo tamanha tormenta.

    Hj percebo que o maior sofrimento já não é mais com o diagnóstico em sim, e sim com o que dito cujo fez comigo, em termos psicológicos e sociais.

    Por fim desejo o melhor pra ti e pra mim.
    Caso queira entrar em contato para um desabafo qlqr estou a disposição, sinalizar aqui nos comentários do blog, seria de muito proveito! Abraços!

  16. Ricardo diz

    Olá Pessoal, acabei de chegar da Farmácia onde retiro os medicamentos e fiquei bastante apreensivo e preocupado com minha situação. Faço uso dos ARvs desde 2012, já troquei o esquema algumas vezes por diferentes razões,enfim, desde março de 2016 minha VC está indetectável graças ao esquema do RITONAVIR,BIOVIR e FOSAMPRENAVIR. Acontece que ,por motivos que não me esclareceram,simplesmente o Fosamprenavir não está mais disponível. Finalmente, trocaram mais uma vez meu esquema ecolocaram o DARUNAVIR,só que já fiz uso dele um tempo atrás e não teve o efeito desejado,agora fica a preocupação de voltar a ter o vírus detectável.Alguém pode me explicar se isso é em todo País? O melhor substituto me disseram ser o DOLUTEGRAVIR mas só está disponível pra quem está começando o tratamento. Por favor,será que devo procurar outro infecto,pensei até em ir a São paulo.Não sei o que fazer……me ajudem. Obrigado.

    • Caio PE diz

      Não sou médico, não posso falar com propriedade, mas eu sugeriria que você buscasse a opinião de outro médico infectologista para “confrontar” com a ideia desse seu atual.
      Agora, essas mudanças com vários esquemas alternativos deveria ser investigada: resistência viral? Má adesão ao tratamento (pulando doses)? Reações adversas?

      • Sou Jorge diz

        Amei meu médico!. Ele é gay, já fez PEP que me disse num acidente de trabalho,gentil e bem humorado. Nunca fui na minha vida a um infectologista antes, mas, esse meu eu não vou largar de jeito nenhum!.Acho que fui muito feliz em encontrá-lo, muito mesmo!

    • Luiz Carlos diz

      Ricardo, eu já comentei aqui no JS sobre isto, inclusive pra uma pessoa chamada Ricardo, não sei se foi você e você acabou por não ler a resposta ou se era outra pessoa. Em todo caso, segue o que comentei:

      DOU # 246 de 23/12/2016, Seção 1 p. 188:
      MINISTÉRIO DA SAÚDE
      SECRETARIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INSUMOS ESTRATÉGICOS
      PORTARIA Nº 49, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2016
      Torna pública a decisão de excluir os medicamentos antirretrovirais (ARV) fosamprenavir (FPV) 700mg, didanosina Entérica ddI EC 250mg e ddI EC 400mg do arsenal terapêutico de antirretrovirais para tratamento do HIV/Aids, no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS.
      O SECRETÁRIO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INSUMOS ESTRATÉGICOS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE, no uso de suas atribuições legais e com base nos termos dos art. 20 e art. 23 do Decreto 7.646, de 21 de dezembro de 2011, resolve:
      Art. 1º Fica excluído os medicamentos antirretrovirais (ARV) na forma farmacêutica comprimido de fosamprenavir (FPV) 700mg, didanosina Entérica (ddI EC) 250mg e ddI EC 400mg do arsenal terapêutico de antirretrovirais para tratamento do HIV/Aids, no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS.
      Art. 2º O relatório de recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC) sobre essa tecnologia estará disponível no endereço eletrônico: http://conitec.gov.br/.
      Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
      MARCO ANTONIO DE ARAUJO FIREMAN

      A decisão de remover o Fosamprenavir foi feita por conta de outras medicações que são menos agressivas e mais modernas. Segue o link do relatório completo do CONITEC (recomendo a leitura, pois contém todas as explicações necessárias sobre esta tomada de decisão):
      http://conitec.gov.br/images/Relatorios/2016/Relatorio_Exclusao_Antirretrovirais_HIVAIDS_final.pdf

      Sugiro que você fale com seu infecto para procurar uma nova terapia ARV que você se acostume. Eu não entendi a sua colocação sobre o Darunavir, de “não ter o efeito desejado”. Você tem resistência a esta medicação? Caso sim, o infecto tem que possuir seu histórico para então recomendar outra medicação com a qual você não tenha resistência.

      Independente disto, não adianta ir para outros locais do Brasil, o Fosamprenavir já não está mais disponível há algum tempo.

      Abraços!

      • Sou Jorge diz

        Se esse for o medicamento que melhor se adequou a vc que qualquer outro entre com mandado de segurança que o Governo tem que te fornecer

      • Ricardo diz

        Obrigado Luiz Carlos,
        Então,já fiz uso do Darunavir e continuei com CV 71,estava baixa mas não chegou ao Indetectável. Já fiz o exame de genotipagem e não tenho resistência à ele.Quanto à reações adversas só tive mesmo com meu primeiro esquema com Efavirenz. Enfim,estou tomando Darunavir,Ritonavir e Biovir, daqui 30 dias vou fazer o teste de CV e torcer pra dar tudo certo. Volto aqui pra contar depois dos resultados. Mais uma vez obrigado pela força.

  17. luquinha diz

    Na minha opinião o Alexandre e tão sábio como o Apostolo Paulo , abaixo do eterno Paulo era de uma inteligência sobrenatural , então Alexandre na sua opinião qual a linha de cura ? Quantos anos , na sua opinião houve uma redução de tempo para a cura ? Abraços

    • Alexandre diz

      Fala, Luquinha! Acho que será através da redução dos reservatórios, mesmo. Tem que ser, né?
      Acredito que injeções de fármacos que invadam esses reservatórios é bem plausível. Mais ou menos na linha do Picker.
      Acredito que em 7 anos, mais ou menos, teremos excelentes notícias nesse sentido.
      O Barasão que é bom pra isso. O cara saca pra caralho!
      Valeu!

  18. Alessandro diz

    Meus caros, quando me descobri positivo em 2014, li uma das poucas informações de cura que falava de anticorpos de lhamas que neutraliza uma grande % do vírus, mas que porém precisava ser humanizado, era algo tão distante dá realidade, nos anos que se seguiram, eu li diversos estudos, e cada vez mais voltado para a temática dá cura, se algum que se diz esperto realmente souber verificar a bolsa de valores, busca todas empresas e instituições que visam a cura, aos poucos suas ações cada vez mais valorizadas, e as que estão produzindo/desenvolvendo medicamentos menos nocivos estão estacionadas, se não em uma leve queda, oque será que isso significa ? Óbvio que não será próxima, acredito que dentro de 5 anos, já terão todas informações necessárias, e algumas estratégias reais de cura em andamento, essa de 40 anos do Alexandre sei que ele quis apenas relatar que vai demorar rsrsrs, mas nem tanto, a pouco começamos fazer edições genéticas e algumas doenças já estão sendo tratadas dessa forma, e n faz tanto tempo assim, outra coisa que não tem ninguém aqui gabaritado a dizer exatamente como funciona todas as etapas de um estudo desses, ou seja, especulação por especulação prefiro ficar com a visão otimista, abraço a todos e vamos que vamos.

    • Jorgito diz

      Putz! A cura em 2020 seria o paraíso! Mas me diga uma coisa, Lukinha. Quando se fala, nestes posts, em cura, por meio dessas vacinas, estão falando em cura funcional ou esterilizante?

  19. Sou Jorge diz

    Caros leitores, No dia 01 de fevereiro de 2017 fiz o teste rápido e para minha surpresa o resultado foi reagente. Eu imaginei que meu mundo fosse cair,mas vi que sou mais forte do que imaginava. Ao receber o resultado lembro que tinha ao lado um transexual profissional do sexo e estrangeiro super hiperativo, e em conversas com a transex ao meu lado na tentativa de acalmá-lá, pois, ela falando que tinha muito medo pela vida que levava e as situações que havia passado, Eu eu falando pra ela que tudo iria dar certo, e que sairíamos Dalí numa boa e conscientes.mas, apenas ela é o estrangeiro saíram, eu não.
    Sempre me cuidei demais, e fico pensando ainda como eu pude me infectar. Mas, não por sentir culpa, e sim por não me expôs em práticas sexuais.
    Sabe o que disse quando veio o resultado: Não vou ter filhos! Foi a minha maior decepção!
    Quando quis esclarecer com a assistente social sobre ;
    -expectativa de vida;
    -filhos;
    -Como era a vida Pós HIV;
    – Como poderia o tratamento afetar minha capacidade de racioraciocício e tal

    Eu dei graças a Deus por ser esse ser humano que aguenta as portadas que a vida dar e segue em frente, pois, se fosse pela assistente social sairia Dalí pra me jogar frente ao primeiro carro que aparecesse. Logo mais, pedi que ela me direcionasse para um local distante de minha residência para manter a privacidade e intimidade sobre meu estado de Saúde.
    Chegando à unidade de Saúde fui super bem atendido por 2 anjos que me deram apoio e tiraram minhas dúvidas todas sobre o assunto, sendo super gentis e humanas comigo. O Médico olhou pra mim e disse: Você está ótimo, e vou pedir para refazer seu teste
    Como tenho porte fisíco de atleta,nunca adoeci também notei que muitos me olhavam na fila de coleta de sangue. Enfim, dia 10 vou receber os exames e conhecer os tratamentos e seguir com a vida que é o que interessa. Quando descobri eu estava trajando roupa de treino de academia, e pensei: ué , vou pra academia!
    Se eu caísse na cama em depressão iriam notar que algo estava errado,então, decidi retomar minha vida na mesmo instante enquanto minha cabeça só pensava sobre o HIV…confesso que no outro dia fiquei mal,mas disfarce por 3 dias, busquei vídeos de pessoas no YouTube de como elas vivem, o que é a doença entre outras coisas…detalhe: Não contei pra ninguém, nem pretendo contar.
    Gostaria muito de conhecer um grupo no Rio de Janeiro de conversas.mas, pra descontrair que ficar chorando pelo que não pode voltar,que possam se olhar e não ter medo de sofrer rejeição. A felicidade se conquista todos os dias olhando pro lado melhor da vida,pois os motivos pra lamentações são muitos, mas os pra sorrir são poucos e precisamos apenas de 1 por dia pra ter estímulo pra viver, pensem nas coisas boas!.

    • Felipe diz

      Bom dia Jorge… tbm sou do Rio! Se quiser podemos trocar uma ideia! Abraço

    • Caio PE diz

      Curioso (mas no sentido de intrigante) foi você desconhecer a sua forma de contaminação (se as relações sexuais foram devidamente protegidas, talvez sobre para o sexo oral).

      • Sou Jorge diz

        Caio, eu sou esclarecido se caso se referiu a mim?Eu transei sem camisinha com meu último namorado que inclusive é médico e faz exames periodicamente por exigência ético profissional. Quando falo que não tive comportamentos de risco é pq segui a regra, e só o que vem a minha cabeça é como pode ter acontecido quando penso,porém,não vou ficar pensando no que poderia ter acontecido. Pois acho que as pessoas que me relacione jamais fariam algo de propósito pra me prejudicar, como assim eu poderia ter feito com alguém também sem intensão. Temos que nos cuidar,usar preservativos, tomar a medicação correta e seguir com a vida sorrindo. Embora eu não tenha ainda pego resultados do meu exame,sei das probabilidades mínimas de um falso positivo. Já estou disposto a me cuidar e decidi seguir com minha vida feliz como sempre fiz. Não me fiz de ingênuo, até porque uma pessoa com 3° grau Pós graduado tem o mínimo de Informação possível.
        Sei que hoje representamos apenas 0,39% da população do País graças a Deus. No entanto, me relacionar nesse momento não me vejo contando pra alguém,portanto namorar fica difícil, ou com uma pessoa soropositivo que eu me apaixonei.mas, já estou sozinho tem 3 anos e com 99,61% dos soronegativos a disposição e +0,39% dos positivos e até agora nada, imagina o quão difícil pode ser? Sem amor, sem envolvimento. Não vou me envolver por condição e sim sentimento! Outra questão é filho, quero ter alguém em quem eu reconheça meus traços, que ponha no colo e que eu ame mais q a mim mesmo, pq eu me amo mesmo!tá
        Amanhã vou pegar meu resultado e falar pra vocês sobre minha experiência, okay?.beijoooo!

        • JV diz

          Anota aí. Joaopositivo30@gmail.com. Seu depoimento me fez lembrar minha descoberta…em especial na parte que parece se questionar como e quando. Meu caso foi assim… certeza quase absoluta que foi no sexo oral ( que infelizmente muitos médicos ainda abordam pouco). Provavelmente fui premiado e o cara estava com cv altíssima. Depois de alguns meses tive a certeza de que veio desse rapaz com quem saí. O destino foi tão louco que ele se envolveu com um ex meu. E como esse ex e eu tínhamos contato cordial, em uma conversa eis que ele me conta que estava saindo com um garoto…e enquanto ele narrava eu pintava o rosto do garoto na minha mente. Não deu outra…ele falou com o menino…o menino fez exame…e a descoberta veio. Nesse momento, apesar de já ter feito exames mais aprofundados, foi quando a ficha caiu e vi que era um fato ( pois mesmo com os exames e os números, ainda me questionava muito…pois SEMPRE USEI PRESERVATIVOS. HÁ ainda uma falha muito grande na informação. Os jovens sabem sim que precisam usar a camisinha. Mas onde usar? Em que momento? Que tipo de sexo? Existe uma quantidade de práticas sexuais pré definidas? Bom…acho que não neh RS.. .tem sexo de várias formas muitas vezes inimagináveis por uns ou outros. Será que o uso da camisinha não tem que ser direcionado? Lembro- me de quando iniciei minha vida sexual aos 18 anos. Marquei uma consulta com um médico para saber sobre o sexo oral…era a prática que mais me intrigava pois realmente não usaria camisinha nela ( como a maioria das pessoas acredito). A resposta: probabilidade mínima. Continuei minha vida…me pautava naquela resposta e em tantas outras que achava nos sites. Bom…se a probabilidade realmente eh mínima…acho que preciso jogar mais na Mega Sena hehehe.

          • Sou Jorge diz

            Pensei a mesma coisa sabia homem?. Eu indo pro meu curso estava trovejando e cheio de raios cortando o céu, daí pensei: Vou fechar esse guarda-chuva, pq tenho uma sorte acessada, Deus me livre!rs
            Pensei como você: poderia jogar na mega-sena e acertar né?rs

    • Dom diz

      Tudo passa, Jorge!

      Baixe um app chamado KiK, lá tem mtos grupos de ➕, pois este app não é vinculado ao nro de telefone, garantindo assim, mais privacidade.
      Baixe o app e me chame!.

      KiK: Dom_SP

      • Sou Jorge diz

        Boa noite, amigos anônimos!

        Quero agradecer a atenção de vocês antes de tudo ao me responderem sobre minhas questões,me ajudarem nesses dias de ansiedade,sim ansiedade. Pois meus queridos se trata da nossas vida, não é mesmo?
        Hoje peguei meus exames, segundo o médico estou com a imunidade excelente com CD4 696, e todos os exames para saber das taxas obtive um resultado pra lá de satisfatório como qualquer pessoa que se cuida normalmente, sem nenhuma outra DST ou hepatite. O Médico super atencioso disse que estava mais saudável que ele brincando comigo,tu um pouco pq como sou hiperativo e acelerado ele ficava brincando com isso.
        A hora mais tensa foi ir à Farmácia pegar os remédios, e nesse momento que estou falando com vocês tomei meus remédios a algumas horas,porém, sem sono. Foi receitado pra mim dois comprimidos um amarelinho redondo que foi aprovado em outubro segundo o médico que vcs muito cítaram na postagem e tenofovir + alguma coisa (composto) .
        Meu estado de saúde por ser bom,e ser assintomáticos também (descobri ocasionalmente por rotina) apresentar bons níveis de CD4 e tal,segunda vou tomar as vacinas que ele passou. Também perguntei sobre o CD4 quanto que era a taxa normalmente de uma pessoa soronegativa, ele me respondeu que acima de 1000 e no máximo 1500, daí fiquei preocupado, porém, ele me afirmou que meus exames estavam bem e que agora por diante era se prevenir, cuidar de mim e ter cuidado com os outros. Vale ressaltar que mesmo tudo existiu um porém, minha carga viral estava alta! Ademais queridos, agradeço imensamente a todos você pelo carinho e vou ficar aqui acompanhando,participando e dando força para quem precisa. Fiquem com Deus!

        • Caio PE diz

          As taxas normais de CD4 em um soronegativo são a partir de 500 (e não de 1000 como cutou esse médico). Não é à toa que antigamente, o protocolo clínico era não oferecer a TARV a paciente com células acima de 500. E, inclusive a indicação atual para vacina contra a febre amarela é com pessoas acima de 500. Ter acima de 1000 células é para poucos.

          • Luiz Carlos diz

            Na verdade, nem um nem outro. Os linfócitos sofrem o ciclo circadiano, ou seja, seus valores mudam no decorrer do dia, e pessoas com outros agravantes podem ter mais ou menos linfócitos no geral. A forma mais precisa de medir a adesão e evolução é através da relação CD4/Linfócitos totais, onde o parâmetro de pessoas saudáveis é entre 31% e 56%.

            Abraços

            • Vi diz

              Sou Jorge,

              Boa tarde,
              Constatei que és do Rio de Janeiro, como moro aqu a pouco tempo e essa semana descobri ser S+ gostaria de manter contato.

              Meu e-mail é galian@outlook.com.br

              Ficarei grato se estiver disponível.. obg

              • Pedro diz

                Com o esquema 2×1 mais dolutegravir, praticamente não há mais efeitos colaterais.. Eu comecei o tratamento faz 1 mês e até agora não tive nenhum efeito colateral.. De acordo com a minha infecto, esse novo esquema, além de ser o melhor disponível, é o menos tóxico…
                Comecei tomando os dois comprimidos a noite e, como não estou sofrendo dos efeitos colaterais, mudarei meu horário, que será na hora do almoço.
                Espero ter ajudado.

  20. Enquanto os “especialistas e cientistas” que entram aqui e em outros espaços virtuais e redes sociais para ficarem discutindo suas “teorias leigas baseadas em achismos” sobre quando, como e qual o procedimento científico mais correto para a cura…Na vida real e aqui neste país os remédios antirretrovirais estão começando a faltar com mais frequência e até sendo distribuídos com prazo de validade vencido em várias localidades (façam uma busca por notícias e se surpreendam com a gravidade REAL deste fato). Portanto, do jeito que as coisas estão se encaminhando aqui neste país, sem que ninguém faça nada para mudar, em pouquíssimo tempo os soropositivos VIVOS serão uma exceção. Uma sugestão: Procurem tentar ajudar de alguma forma para que isso não se torne uma realidade irreversível, NO MUNDO REAL, e usem todas as suas energias, indignações, revoltas na LUTA NO MUNDO REAL, porque aqui, nas redes sociais, na internet nada acontece, nada muda, nada melhora, até porque é no MUNDO REAL que tudo acontece….QUE SE VIVE E QUE SE MORRE!

    • Caio (orgulhosamente) PE diz

      Sua opinião é válida. Seria importante uma mobilização nesse sentido, começando a cobrar das secretarias municipais e estaduais de saúde, inclusive denunciando à imprensa essa falta de medicamentos. Mas ninguém aqui “dá uma de cientista ou especialista”. As pessoas aqui TROCAM experiências, através das quais umas ajudam as outras. Uma palavra de conforto a quem entra aqui apenas em busca disso já é válida. Uma orientação de como ter uma qualidade de vida melhor, por experiência própria, já é válida. Isso chama-se rede SOCIAL !

    • Caio PE diz

      Seu comentário é pertinente e deve sim ser valorizado (em parte). Se estiver faltando medicamentos em sua cidade, o mais importante é cobrar das secretarias municipais e estaduais de saúde, denunciando o problema à TV e ao rádio. Agora, não venha dizer que aqui existem “especialistas e cientistas”. Esse espaço é feito por pessoas que TROCAM experiências pessoais e que estão aqui para umas ajudarem as outras. Alguém que entra, angustiado aqui em busca de uma orientação e encontra uma palavra de conforto, já é válido. Uma pessoa que tem alguma dúvida na administração de um ARV (que horas poderá toma-lo, se existe algum efeito adverso etc) e encontra uma resposta de alguém que já passou pelo mesmo fato, é válido. Resumindo: os “especialistas e cientistas” daqui forma o que chamamos de rede SOCIAL.

      • Paraense+ diz

        É isso aí caio PE, aqui nós jogamos para a equipe como todo e, como em toda equipe que se preza, as vezes divergimos também o que é super natural. Afinal somos todos humanos !!!.✌

  21. Força e Fé diz

    Pessoal terceira noite seguida tomando o DTG e nenhum efeito colateral . Nada mesmo, ao contrário , meus dias e noites estão muito melhores. Durmo super bem e produzo muito mais durante o dia. Estou achando até estranho viu. Bjo a todos

    • Caio PE diz

      Ótimo ! Seria interessante mais opiniões de mais pessoas que estão usando o DTG também.

    • Ombro Amigo diz

      Tenho um amigo que foi diagnosticado como soropositivo há pouco tempo e já entrou na combinação com o DTG. Ele disse que está tomando a medicação há dez dias e não sentiu absolutamente nada. Realmente, esse é um passo a diante na luta contra o HIV.

      • Cris diz

        Eu senti e muito grave. O Dolutegravir tem efeitos secundários para algumas pessoas. Se pesquisarem, existe alguns relatos de colites Ulcerosas, o meu caso. E nos primeiros 4 meses de tratamento eu não tive um único efeito colateral, nada, zero. No entanto, 4 meses depois, acordei, e o pesadelo começou. Volto a referir, o adolutegravir não é a perfeição. Eu agora tomo o raltegravir (bem velhinho já tem 11 anos este medicamento) e os meus efeitos secundários agora sim são zero!

    • AmigoSp diz

      DGT é a melhor opção.
      Não vai sentir nada mesmo! Vai nos contando )

      • Cris diz

        Eu senti e muito grave. O Dolutegravir tem efeitos secundários para algumas pessoas. Se pesquisarem, existe alguns relatos de colites Ulcerosas, o meu caso. E nos primeiros 4 meses de tratamento eu não tive um único efeito colateral, nada, zero. No entanto, 4 meses depois, acordei, e o pesadelo começou. Volto a referir, o adolutegravir não é a perfeição. Eu agora tomo o raltegravir (bem velhinho já tem 11 anos este medicamento) e os meus efeitos secundários agora sim são zero!

  22. Força e Fé diz

    Com certeza Caio. Vamos ver se mais pessoas postam a experiência real com o DTG. A farmacêutica que me atendeu disse que não tem estudo nenhum no Brasil ainda com relação ao uso do DTG. No próximo mês irei participar de um estudo da UFMG como voluntário sobre esse assunto . Efeitos colaterais , como me sentia antes e depois do medicamento etc… Achei bacana poder ajudar de alguma forma e espero que todos possam mudar o esquema logo se for pra melhor .

    • Ricardo diz

      Bacana isso de ser voluntário,a propósito você é de BH? Teria um contato pra trocar uma ideia? Abraço.

  23. gusta diz

    alguém aqui tomou a vacina da febre amarela sem ter passado pelo infecto antes? Tipo, é perigoso p quem tem o cd4 baixo

    • Caio PE diz

      CD4 abaixo de 500 deve ser avaliado o risco x benefício.
      Se for abaixo de 200 nem pensar! Pergunte ao seu infecto.

    • JV diz

      Olá. Tomei há dois dias com orientação do meu infecto. Estou em Vitória ES com frequência e aqui se tornou lugar de risco. Estou vivo hehehe…mas confesso que fiquei muito impressionado ao tomar. Ainda não tive problema e espero nem ter! Tem muita notícia mal redigida na internet sobre a questão. Na verdade eles falam que o soropositivo não deve tomar. Mas eles não detalham o assunto. O correto acredito é que o soropositivo sintomático, com cd4 baixo, ou aquele que esta desenvolvendo o quadro denominado AIDS é que não podem. Os corpo não teria como reagir ao vírus introduzido através da vacina ( mesmo atenuado! ).

  24. Sou Jorge diz

    Caros amigos, eu tenho uma dúvida: Quando se toma aquele monte de vacinas?

    Eu estou procurando me informar desde o dia do diagnóstico, amanhã diante dos resultados o médico vai me esclarecer, no entanto, gostaria de saber se você também. Fico muito grato!

    • Caio PE diz

      As vacinas são ofertadas seguindo o calendário vacinal do PNI (programa nacional de imunizações) da SBI (sociedade brasileira de imunizações). Entre no site da SBI que tem tudo lá.

    • Dom diz

      Geralmente, o Infectologista prescreve a vacinação após a melhora do CD 4 e CV diminuir drasticamente ou se atingir o sonhado status de indetectável.

      KiK: Dom_SP

      • Sou Jorge diz

        Boa noite, Dom!

        Graças a Deus apesar de ter iniciado hoje todos os níveis estão como de alguém sem o vírus, porém, o CD4 vai melhorar ainda muito ,Pois, o médico me falou que vai subir ainda , pois está em 696 , amém!. Se Deus quiser vou chegar logo no indetectável, apesar da carga viral alta! Obrigado pela atenção!

        • Caio PE diz

          Usando a TARV, assiciada aos anticorpos naturais e a um estilo de vida regrado, A CV reduz drasticamente.

  25. Fabio diz

    Ola pessoal, moro foro do pais e faco uso do Triumeq (contem DTG). Ja estou indo pro segundo mes e nada de anormal, apenas um pouco mais de gases. Farei uma coleta de sangue no proximo mes, sera a primeira após o inicio do tratamento e volto aqui para um feedback. Um grande abraco a todos, fiquem com Deus.

    • CACA diz

      Olá Fabio como é a distribuição de medicamentos fora do país?? Sou cidadão italiano e confesso que deixei de lado antigos planos de morar fora após saber da minha sorologia. Hoje vejo que não é esse bicho de sete cabeças e que posso voltar a correr atrás de alguns planos mas não achei informação confiável a esse respeito. Poderia me ajudar?

      • Fabio diz

        Ola Caca, vi so agora a sua pergunta, me desculpe. Eu descobri aqui na europa, portanto estou tendo todo o apoio possivel e necessario. Acredito que vc tambem nao tera nenhum tipo de problemas aqui. Nao desista de seus sonhos e venha sim! Abracos

  26. Emilio diz

    Estava eu assistindo vídeos no YouTube e eis q vejo nosso ilustríssimo jovem dando uma entrevista para um documentário. De costas, mas fiquei feliz em conhecê-lo mesmo assim.

  27. Emilio diz

    Me parece q é um gato, uma voz bonita. Eu achava q ele era gordo e homossexual(não sei pq mas a gente faz uma imagem de alguém qdo conhecemos só pela escrita…..)

    • Paraense+ diz

      Muito bom o documentário. JS parabéns pelas suas respostas, objetivas e esclarecedoras. Informação pura !. Eu te imaginava assim mesmo, jovem e cheio de saúde.. Assistindo a esse vídeo, cheguei à conclusão que sou abençoado e estou no lucro, pois apesar de já estar com quase 53 anos não tenho nenhuma seqüela causada pelo HIV, e tenho boa saúde também.

    • luquinha diz

      A parte que eu mais gostei foi da entrevistadora ,o som no meu ultrabook estava baixo tive que ir num shopping aqui na barra e comprar um fone , e deu certo .
      Quando vi o jovem em cima da mesa pensei … fudeu pois estava de costas mais o rosto poderia ser refletido no espelho da luminária do gesso . ,
      Em um futuro próximo teremos 100% da cura e vamos ver de frente o jovem positivo , com terninho preto e lacinho vermelho .

    • Ombro Amigo diz

      JS, quero te agradecer por manter um blog tão bacana como esse que me ajudou a desmistificar a situação do portador do vírus e do tratamento do HIV. Sei que cometi muitos erros, o pessoal daqui sabe, e como me arrependo deles… E desde que conheci esse blog, há uns cinco anos, muita coisa mudou: a chegada do comprimido único, do DTG e até da diminuição da janela imunológica. Lembro de uma vez que fui no CTA e elas me disseram que, possivelmente, o período de janela estava no menor limite possível [que era de 22 dias para o Elisa]. Eis que veio um exame ainda mais sensível que permite captar a presença do HIV em apenas 7 dias. Quem sabe numa surpresa dessas, virá a notícia do século, da cura da AIDS? sonhar não custa nada…

  28. Vida diz

    Boa noite!
    Preciso de uma ajuda , sei que irão sugerir para eu procurar o médico,mas preciso de uma resposta urgente. Meu esposo toma 3×1 e está tendo dor de barriga e hoje com diarréia. Algo que possa tomar para ajudar?

    • luquinha diz

      Vida boldo vê se você consegue umas 7 folhas , faça um sumo meio copo com agua vai corta na hora , a segunda opção e broto de goiaba e se não conseguir vai dando coca cola quente pra ele . Mais o boldo e tira e queda .

  29. luquinha diz

    Quando no meu caso foi porque eu estava na fase aguda, e só boldo cortou , mais não necessariamente ele esteja doente pois qualquer um tem dor de barriga e diarreia , melhoras pra ele

    • Vida diz

      Luquinha.
      Muito obrigada pela dica. Hoje ele está melhor. Utilizei o boldo. Valeu !!!

  30. Daniel diz

    Boa noite a todos

    Tenho HIV a 5 anos e graças a Deus esta tudo bem comigo, acompanho o blog desde o dia do diagnóstico. Estou pensando muito em morar fora do Brasil, muito provavelmente na Europa, ja fui algumas vezes pra lá. Mas gostaria de saber como é o acesso aos TARV’s lá na europa, alguém tem alguma experiencia ou sabe onde devo me informar ?

    • Sorocaba diz

      Oi Daniel bom dia! Quando vc foi para a Europa vc jah fazia uso de TARVS? E se jah como foi levar os remédios junto? Se puder responder desde jah obrigado!

      • Daniel diz

        Oi Sorocaba
        Pode viajar tranquilo, levei os medicamentos na bagagem de mão sem problemas algum, veja qtos dias vc vai ficar fora e leve uma quantia de medicamento um pouco maior do que os dias q vai ficar fora. Ja fui pra mais de 7 paises e NUNCA me pararam ou coisas do tipo.
        Ah, leve a embalagem do remédio e por precaução uma receita medica 🙂

  31. Fabio diz

    Ola Caca, vi so agora a sua pergunta, me desculpe. Eu descobri aqui na europa, portanto estou tendo todo o apoio possivel e necessario. Acredito que vc tambem nao tera nenhum tipo de problemas aqui. Nao desista de seus sonhos e venha sim! Abracos

  32. Joao diz

    Olá, estou tomando PEP, após o preservativo romper-se com o meu namorado que estamos há 3 meses. Fizemos o teste rápido após 35 horas e descobri que o dele deu reagente… Estou muito tenso. Estou enfrentando vários dilemas. Soh vim desabar aqui… Obrigado pelo espaço.

  33. Joao diz

    Estou tomando há duas semanas, graças a Deus só tive no segundo dia um pequeno distúrbio gastrointestinal. Eu estou ansioso com tudo… Não sei muito o que dizer. Meu namorado percebeu isso. Ele Jah deu início aos exames e não vejo a hora dele começar a se tratar. Só estou ansioso e tentando me preparar para este momento novo, o qual preciso tentar admintrar. Gosto dele, temos planos, só em continuarmos, mas minha cabeça parece não se conter na ansiedade. Ajudem me…

    • CACA diz

      Olá João descobri ser soropositivo em janeiro desse ano após alguns exames de rotina que fiz em dezembro. Meu marido tb começou depois de mim. Também sofro de ansiedade, e o início é a pior parte. Se puder tire um tempo semanal e faça terapia, ajuda bastante. Infelizmente na minha rotina não consegui ainda inserir esse tempo, mas certamente o tempo é o melhor remédio. Logo sua vida vai voltar ao normal, com o detalhe de ter q se cuidar um pouco mais e tomar uma pilula religiosamente todos os dias, no mais paciência, vai dar tudo certo!!

  34. Filha do Rei diz

    Venho aqui dizer, que caí nesta pagina por acaso, venho contar sobre uma mulher que padecia de um fluxo de sangue havia 12 anos…gastou tudo o que tinha com médicos, e vivia a margem da sociedade.Venho contar de um homem que estava acamado havia 38 anos… venho contar sobre uma mulher que vivia encurvada desde que se entendia por gente… e essas pessoas que viveram há muitos anos tem algo em comum, foram curadas pelo toque, ou pela palavra, ou pelo gesto do mestre Jesus, que está vivo pois ressucitou, venceu a morte, seu sepulcro está aberto para visitaçao, vazio, Ele vive entre nós, e basta uma palavra do Senhor, para que a paz que excede todo entendimento, a felicidade, e depois daqui, a salvação, e a glória que teremos no céu com o Pai, se o escolhermos, pois Ele nos amou primeiro.

  35. Rico diz

    Nao existe forma de transmissão por sexo oral! Isso é teoria, tem varios sites específicos dizendo isso. (Há casos comprovados pelo qual a pessoa ingere o esperma, aí sim existe risco real.) Digo isso porque vi um comentário acima dizendo que foi transmitido por sexo oral a ele…

  36. Rico diz

    Quem fala isso não sou eu, é a ABIA. ” Fazer sexo oral é considerado de baixíssimo risco, mas o risco aumenta se há ejaculação na boca (os casos de transmissão por sexo oral registram que houve ejaculação na boca e consequentemente exposição ao sêmen). Não há casos documentados de infecção pelo HIV quando houve somente exposição ao fluido vaginal ou ao pré-sêmen.”

    http://abiaids.org.br/em-nota-abia-esclarece-duvidas-sobre-transmissao-do-hiv/29054

  37. Cláudio diz

    Boa noite, alguém pode me ajudar por favor? Eu estou fazendo uso do 3×1 e desde quando iniciei eu tenho muita colite, triglicérides e colesterol alto. Já conversei com a minha médica, más ela diz que não é por conta da medição. Alguém tem esses efeitos colaterais?

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s