Notícias
Comentários 87

Quais alimentos são saudáveis?


The_New_York_Times_logo

Pipoca é saudável? E pizza, suco de laranja ou sushi? E frozen yogurt, costeletas de porco ou quinoa? Quais alimentos são saudáveis? Em princípio, essa é uma pergunta bastante simples e uma pessoa que deseja comer de maneira mais saudável deve saber quais alimentos escolher no supermercado e quais deve evitar. Infelizmente, a resposta não é tão simples.

A Food and Drug Administration americana recentemente concordou em rever seus padrões para os quais os alimentos podem ser considerados “saudáveis”, um movimento que destaca o quanto o conhecimento nutricional mudou nos últimos anos — e o quanto permanece desconhecido.

Morning Consult, uma empresa de mídia e pesquisa, pesquisou centenas de nutricionistas — membros da Sociedade Americana de Nutrição –, perguntando-lhes se achavam que certos alimentos (cerca de 50) eram saudáveis. A Morning Consult também pesquisou uma amostra representativa do público americanos, questionando a mesma coisa.

0705-uphealthyfoods-artboard_1

Os resultados sugerem uma surpreendente diversidade de opiniões, mesmo entre especialistas. Sim, alguns alimentos, como couve, maçãs e aveia, são considerados “saudáveis” por quase todos. E outros, como refrigerantes, batatas fritas e biscoitos de chocolate, não são. Mas há alguns alimentos que parecem ter uma percepção pública positiva, enquanto outros confundem tanto o público quanto os especialistas. (Sim, nós estamos falando de você, manteiga.)

“Há vinte anos, eu acho que sabíamos cerca de 10% do que precisamos saber sobre nutrição”, disse Dariush Mozaffarian, reitor da Escola de Ciências e Políticas Nutricionais Tufts Friedman. “E agora nós sabemos 40 ou 50%.” Aqui está o que descobrimos.

 

Alimentos considerados mais saudáveis pelo público do que por especialistas:

 Porcentagem que descreve como “saudável” Nutricionistas Público
granola-barBarra de cereais 28%
71%
coconutoilÓleo de côco 37%
72%
frozen-yogurtFrozen yogurt 32%
66%
1606wtopancakes1Granola 47%
80%
slimfast_cmykShake dietético 21%
47%
orange-juiceSuco de laranja 62%
78%
americancheeseQueijo 24%
39%

Dos 52 alimentos que pedimos para especialistas e para o público para avaliar, nenhum tinha tanta diferença quanto à barra de cereais. Mais de 70% dos americanos a descreveu como saudável, enquanto menos de um terço dos especialistas em nutrição fez o mesmo. Uma diferença semelhante existe para a granola, a qual menos de metade dos nutricionistas inquiridos a descreve como saudável.

Vários dos alimentos considerados mais saudáveis por americanos do que por especialistas, incluindo frozen yogurt, um shake dietético e barras de cereais, têm algo em comum: eles podem ser acrescidos de montes de açúcar. Em maio, a Food and Drug Administration anunciou um novo modelo de rótulos nutricionais: uma das prioridades era permitir ao distinguir claramente entre os açúcares naturalmente presentes nos alimentos e os açúcares que são adicionados mais tarde, para aumentar os sabor. (Você ficaria surpreso com quantos alimentos têm açúcar adicionado.) Muitos nutricionistas sabem disso, mas em geral o público ainda não.

 

Alimentos considerados mais saudáveis por especialistas do que pelo público:

 Porcentagem que descreve como “saudável” Nutricionistas Público
quinoaQuinoa 89%
58%
flextariantofu30Tofu 85%
57%
sushiSushi 75%
 49%
hummusHummus 90%
66%
wineglassVinho 70%
52%
shrimpCamarão 85%
69%

No outro extremo do espectro, vários alimentos receberam um selo de aprovação do painel de especialistas, mas deixaram os inexperientes incertos. O mais surpreendente foi a reação à quinoa, um grão considerado um “superalimento”, tão freqüentemente elogiado como saudável que parece ter virado piada. (Atualmente, o site de culinária do New York Times oferece 167 receitas com quinoa, das quais cerca de um terço é explicitamente marcada como “saudável”.)

Além disso, tofu, sushi, hummus, vinho e camarão foram classificados como significativamente mais saudáveis por nutricionistas do que pelo público. Por quê? Uma razão pode ser que muitos deles são alimentos novos na dieta americana popular. Nosso colega Neil Irwin mediu as menções de alimentos na moda ao longo dos anos e descobriu que a quinoa só recentemente ficou famosa. Outros podem se confundir com mensagens ambíguas da imprensa sobre alimentos saudáveis. O camarão foi demonizado por conta de sua taxa elevada de colesterol, embora as diretrizes recentes tenham mudado. Por sua vez, as mensagens públicas sobre os benefícios do álcool são conflitantes: enquanto beber moderadamente parece trazer alguns benefícios à saúde, um consumo maior, obviamente, pode causar danos à saúde.

Não é surpreendente encontrar áreas em que tanto o público americano quanto os especialistas discordam. Espera-se que os pesquisadores estejam mais bem informados sobre as pesquisas atuais e que os consumidores comuns sejam mais suscetíveis às afirmações dos comerciantes de alimentos, mesmo que estas alegações sejam duvidosas. Ainda assim, alguns dos alimentos dividem tanto o público quanto os especialistas.

 

Alimentos em que especialistas e público se dividem:

Porcentagem que descreve como “saudável” Nutricionistas Público
popcornPipoca 61%
52%
pork-chopCostela de porco 59%
52%
milkLeite integral 63%
59%
steakBife 60%
63%
cheddarcheeseQueijo cheddar 57%
56%

Quatro dos alimentos listados acima — bife, queijo cheddar, leite integral e costelas de porco — tendem a ter muita gordura. E a gordura é um tópico que poucos especialistas parecem concordar. Anos atrás, o consenso nutricional era que a gordura, e particularmente a gordura saturada encontrada na carne vermelha, era ruim para o coração. Porém, novos estudos são menos claros a respeito disso e muitas das discordâncias entre os nutricionistas tendem a ser sobre a quantidade certa de proteína e gordura em uma dieta saudável.

A incerteza sobre esses alimentos, expressa tanto por especialistas quanto pelos americanos comuns, reflete a falta de evidência nutricional sobre eles. (Se você é um amante de bife e sente-se desencorajado por esta notícia, nosso colega Aaron Carroll escreveu que a carne vermelha é provavelmente saudável desde que com moderação.)

Muitos consumidores querem comer alimentos saudáveis, mas não sabem o que escolher. Para obter alguma perspectiva sobre isso, perguntamos ao Google quais alimentos mais frequentemente são pesquisados — “[Nome do alimento] é saudável?” A comida que as pessoas mais têm dúvidas foi uma que os nutricionistas geralmente mais aprovam: sushi.

captura-de-tela-2016-12-12-as-22-36-28

Existem algumas áreas de consenso nutricional. Quase todos concordaram que laranjas, maçãs, aveia e frango podem seguramente ser descritas como saudáveis e concordaram também que biscoitos de chocolate, bacon, pão branco e refrigerante não podem.

 

Alimentos que ambos os grupos consideram não saudáveis:

 Porcentagem que descreve como “saudável” Nutricionistas Público
cheeseburgerHamburgers 28%
29%
jerkyCarne seca 23%
27%
pepsiRefrigerante 18%
 16%
whitebreadPão branco 15%
18%
cookieBiscoito de chocolate 6%
10%

 

Alimentos que ambos os grupos acham saudáveis:

 Porcentagem que descreve como “saudável” Nutricionistas Público
appleMaçã 99%
96%
orangeLaranja 99%
96%
nongmo-2Aveia 97%
 92%
roastchickenFrango 91%
91%
turkeyPeru 91%
90%
peanutbutterManteiga de amendoim 81%
79%
potatoBaked potatoe 72%
71%

 

Como é que tudo isso deixa um consumidor bem-intencionado e ocasionalmente confuso? Possivelmente mais tranquilo. Mas, às vezes, a ciência da nutrição é confusa até para os especialistas.

Muito provavelmente, sua dieta do dia a dia é muito mais importante do quaisquer regras rígidas que ditam um alimento como “bom” ou “ruim”. Nosso colega Aaron Carroll publicou uma lista de regras de bom senso para comer de maneira saudável, o que já é um bom começo.

Aproveitamos a pesquisa para perguntar aos especialistas se eles consideravam sua própria dieta saudável e como eles a descreveriam. 99% dos nutricionistas disseram que ter uma dieta muito ou relativamente saudável. O tipo de dieta mais comum foi a “mediterrânea”: 25% dos nutricionistas a escolheu como a mais saudável de todas. Mas também houve uma resposta muito comum, mesmo entre os especialistas, que disseram não seguir “nenhuma regra ou restrição especial”.

Sobre esta pesquisa:

O New York Times fez uma lista de alimentos em consulta com especialistas em nutrição e a partir das tendências de pesquisas no Google. A pesquisa pública foi realizada on-line pela Morning Consult e incluiu 2.000 eleitores registrados. Você pode ler os resultados completos aqui, com tabelas de referência cruzada aqui. A pesquisa com nutricionistas foi enviada para os membros da Sociedade Americana de Nutrição, um grupo profissional de nutricionistas. Nem todos os membros completaram a pesquisa, mas 672 nutricionistas o fizeram. O New York Times entende que o resultado dessa pesquisa não é uma medida científica de todos os nutricionistas, mas como uma medida útil e imperfeita dos alimentos que estes profissionais consideram ser saudáveis.

Por
Anúncios

87 comentários

  1. Staying Positive (+) diz

    Olá, pessoal! Vocês poderiam me tirar uma dúvida? Fui retirar os meus medicamentos essa semana e percebi que meus comprimidos não são mais amarelos e sim de cor branca. Achei que estivessem errados, mas pelo que eu vi em alguns comentários algumas pessoas já comentaram aqui que há a diferença de cor do 3×1 mesmo.

    Eu nunca tive nenhum efeito com o 3×1 amarelado. Somente nos 2 primeiros dias que tive uma pequena tontura e nos primeiros meses de tratamento que tive um leve cansaço. Mas vi pessoas reclamando que sofreram alguns efeitos com a mudança para os comprimidos brancos.

    Vocês tem algum relato? Gostaria de saber.

    O meu médico também me disse para eu manter um horário fixo para tomar os medicamentos entre 22h e 23h. Ele disse que eu posso “queimar” a combinação ao longo do período se eu não manter um horário fixo. Eu estava tomando entre 21h e 0h. E às vezes quando saio à noite, aos sábados, tomo por volta de 5h da manhã quando chego em casa. Ou por volta de 18h do sábado antes de sair. Eu não sinto tonteira, mas como gosto de beber e usar algumas outras coisas, não gosto muito de misturar. O que vocês acham?

    • Positivo Azul diz

      Olá Staying Positive.
      Eu também percebi essa diferença , com o comprimido branco principalmente os que foram fabricados neste ano eu estou tendo alguns efeitos colaterais como tonteira e a pele um pouco seca. Sempre acontece isso quando muda a coloração dos comprimidos, mas todos vem com a mesma formulação descrita na caixa.

      • Pequena + diz

        Boa noite pessoal ❤

        A diferença das cores é porque o laboratório muda.
        A moça da farmácia onde pego a minha medicação me explicou que o SUS compra por lotes, e sempre o laboratório que oferece o melhor preço é feita a compra.
        A composição é a mesma, apenas existe a diferença da cor.
        Eu não tive nenhum efeito colateral quanto a alternância.
        Espero ter ajudado 😉
        Um forte abraço Pequena + ❤

    • Uber Positiv diz

      Olá, joia?
      Esse mês a minha medicação foi também alterada do comprimido amarelo para o branco. Mas eu não tive nenhuma reação quanto a isso. Alias, acordei me sentindo super bem, como se nem tivesse tomado medicação alguma. Aqui em meu município sempre alterna entre essas cores. Espero que assim como eu, você também não sofra nenhuma reação.

    • Paraense+ diz

      O que são essas outras coisas, positive ?. Eu não te negativei mas, como você pode ver, alguns aqui são caretas e não conseguem deglutir certas escolhas dos outros. Francamente, acho que cada um deve viver da forma que achar legal, usar o que achar legal e pronto. Depois o cara vem dizer que existe preconceito contra isso ou aquilo e, nem percebe que é preconceituoso.

      • Staying Positive (+) diz

        Paraense+,

        Então, eu nunca fui de usar bebidas, nunca gostei do efeito do alcool pra falar a verdade. Cerveja eu tomo muito raramente quando vou a algum barzinho com amigos, etc, mas é muito raro. Eu saio algumas vezes, aos sábados, e acabo usando bala e outros derivados quando vou a algum festival. Mas nada além do limite que o meu corpo e mente permite. É somente para que eu consiga atingir o auge que o alcool talvez me proporcionaria e conseguir curtir a noite de boa.

        Conversei com o meu médico sobre isso e ele disse que não tem nenhum problema o que eu faço da minha vida desde que seja cautelosamente e nada que fuja do controle ou interfira no meu treinamento. Uso anabolizantes também, etc.

        No mais, eu tento manter a alimentação balanceada e o corpo em dia nos exercícios para que não deixe falhar em nada. No resto é mais psicológico mesmo.

        Vi que me negativaram, fiquei sem entender, francamente. Acho que ninguém tem o direito de apontar o dedo na cara de ninguém e dizer qual é a melhor forma de viver. Francamente eu evito as vezes interagir aqui no blog porque vejo muito disso. E acho que todos nós estamos aqui por motivos semelhantes.

        Estamos aqui em busca de informações, novidades, interações, amenizar nossas dúvidas, conversar e conhecer pessoas e outras situações que possam amenizar o nosso medo e deixar a nossa mente um pouco mais leve para que consigamos tocar nossos dias de forma mais tranquila.

        • Gustavo diz

          Boa Tarde!! Hj completa uma semana que descobri soropositivo. Carga viral em 29000 e CD4 630. Sou viciado em malhar e também pretendo usar anabolizantes. Como foi essa questão pra vc?

          • positivosempre@outlook.com diz

            Poxa Gustavo, eu também, porém depois que descobri até o Whey eu cortei por orientação do infecto. Mas sei que existem soropositivos que usam inclusive anabolizantes com orientação de endocrinologistas. Se quiser, podemos manter contato. positivosempre@outlook.com

    • JOAO diz

      Ola sera que tem alguma pesquisa ou mais informação sobre a questão de horarios ?

      • Staying Positive (+) diz

        @JOAO,

        Então, eu nunca pesquisei nada referente a isso. Nenhuma pesquisa. Mas o meu infecto, que já está na área a mais de 20 anos, ele me diz bastante coisas referente a mutações. Ele diz que a duração do tratamento está ligada a tomada das medicações. Ou seja, se você toma de forma certa todos os dias, a duração de você manter o 3×1 (que convenhamos: é muito bom em relação a ser somente um comprimido) é bem maior.

        Se você perceber, na folha que te dão para busca das medicações há lá várias linhas de tratamento, que são divididas por níveis. Eu tenho muito medo de tomar outras medicações mais pesadas. Estou fazendo o tratamento há 6 meses, e ele me relatou casos de que devido a mutação teve pacientes que queimou a combinação em 2 anos e também relatou de um paciente que está há 18 anos com a mesma combinação.

        Eu não tenho hoário certo para dormir, então muitas vezes tomava o remédio 23h, 0h, ou 3h da manhã. Ele disse que eu poderia manter um horário fixo, devido a eu não sentir sonolência, poderia tomar sem nenhum problema por volta de 22h30. Porque assim se eu tiver uma diferença de 30 minutos pra tomar a medicação no dia seguinte é de boa. Por exemplo: Eu poderia tomar 22h ou 23h. Alternar entre esses 3 horários.

        No 3×1, uma das medicações é muito delicada e pode ser nula a qualquer mutação que o vírus sofrer. Eu evito pesquisar as coisas na internet porque acho que a internet está repleta de desespero, e nada do que eu li no período em que me infectei e não havia buscado auxílio médico confere com as informações que tenho hoje.

        Espero que tenha lhe ajudado.

        • VivendoPositivo diz

          Staying Positive (+), O fato de seu infectologista ter 20 anos na área não quer dizer nada. Tá cheio de médico em várias especialidades que só fizeram especialização e nunca mais foram atrás de atualizações. Os dois últimos (e atual) infectologistas que passei são uma porcaria, e já são “senhores”, e nunca ouviram falar na pesquisa PARTNER 052 e disseram que só é possível ter filhos através de lavagem de esperma, o último que tô indo agora nem sabia que o dolutegravir foi incorporado em 1a linha. Já meu primeiro infectologista é referência no meu estado, e disse que usada corretamente a medicação raramente vai criar resistência e pode ser usada indefinidamente. Que não existe “prazo de validade” para uma certa combinação. (Coisa que eu cheguei lá achando que existia – porque assim como muitos cheguei perguntando “quanto tempo tenho de vida até gastar todas as combinações?”). Outra coisa, o 3×1 é até então 1a linha pela facilidade de uso, e não por ser “menos pesado” como você acha. Um raltegravir que é 3a linha é muito menos danoso que um 3×1. O que muda entre as combinações é em que fase da replicação do vírus ele age, e não a “potência” dele. Cada corpo reage de uma forma a determinada combinação manifestando certos efeitos colaterais, e dependendo da cepa que contraiu essa já pode ter vindo resistente. Outra coisa que li aqui semana passada foi que disseram que parando uma medicação, e o vírus voltando a subir a CV AUTOMATICAMENTE já fica resistente a medicação que tomava, isso também não é assim. O que causa resistência é o uso inconstante que assim como de antibióticos, que leva a uma seleção natural das que sobrevivem e recolonizam o organismo. Constantemente alguma célula infectada que estava latente se ativa liberando uma porrada vírions no sangue, só que a medicação circulante evita que novas células se infectem (ou dependendo da classe da medicação, até se infectam mas se destroem em seguida, sem produzir novos vírions) e os vírions que não conseguem infectar nada, em algumas horas são destruídos pelo organismo.

        • Luiz Carlos diz

          Staying Positive, muita desinformação em um comentário só.

  2. Cris de Cristo diz

    Na Bíblia você encontra todos os alimentos que Deus nos concedeu e que são saudáveis. Simples!

  3. Paraense+ diz

    Pra mim todos os alimentos são saudáveis, pois não me privo de nada mesmo. Como de tudo, bebo de tudo, não fumo de tudo mas as vezes dou uns “tecos”. Afinal eu sou normal !!!…

    • Paraense+ diz

      Afinal eu sou normal, pago minhas contas, junto com minha mulher, sustento minha família, não vivo pedindo nada pra ninguém, então…

      • Mark floripa diz

        Gostei da sua resposta muito franca e objetiva , também
        Tenho esses hábitos às vezes kkkk…gostaria de conversar mais com alguém como você . Abraços

  4. Jonas diz

    Aqui na minha cidade sempre há alteração da cor, tem meses que pego o amarelado outro o branquinho. Eu sinto que há alteração muito leve quanto ao sono, porém, no quinto comprimido já me adapto. Aliás, aproveitando pra comentar sobre o 3×1, tenho um caso de amor com eles. Não tenho efeitos colaterais a curto prazo e quando recebo os meus exames de INDETECTÁVEL atribuo a Deus e ao 3×1. Como aprendi a não ficar especulando sobre a cura. Confesso tomei “nojo” destas notícias prematuras sobre a “cura” da aids. Tenho absoluta certeza que ela um dia virá, nem sei se estarei por aqui para ver. Não consigo entender um vírus já isolado, por mais mutante que seja, já é conhecido e não se chega a uma cura esterilizante. Se a bendita cura não chega, agradeço dia e noite pelo comprimidão 3×1 que me oferece a possibilidade de estar vivo e longe da aids. Quero acabar de criar meus filhos e viver intensamente cada dia como se fosse único. Fico muito feliz de não ter conhecido minha sorologia positiva numa cama de hospital. No primeiro dia que fui atendido pela minha infectologista ela me disse: “Fique tranquilo, se brincar, terá mais saúde que agora, pois se tornará mais vigilante com a sua saúde.” Digo a ela que nunca esqueço estas palavras. A primeira infectologista que me atendeu durante o diagnóstico foi dura comigo, mas eficaz, me disse: “Nada de choro meu amigo. Você assumiu o risco da infecção. Agora é assumir o tratamento. Você não vai morrer de aids, a ciência não encontrou a cura ainda, mas já temos tratamento medicamentoso.” Gravo na minha memória cada palavra ouvida durante o meu desespero. Hoje todos os dias faço o sinal cruz e antes de engolir o 3×1 garganta abaixo, repito como um mantra: “Vai e cumpre teu papel de aniquilar aquele que deseja me consumir.” Gente, um feliz natal pra todos nós que estamos na luta pela vida. Não esqueçam o que disse aquele que neste mês de dezembro comemoramos o seu nascimento: “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância.” Jesus Cristo. Repita em seu coração, amém!

  5. Gustavo diz

    Gente estou com uma dúvida.
    O HIV afeta a visão? Estou enxergando muito mal. Coincidência ou não foi após o diagnóstico que ocorreu no início de 2016.

    Alguém pode me ajudar?

    Obrigado

    • ArielLima diz

      Consulte um médico. Pode ser diabetes já atacando a retina (sem vc nem saber que é diabético), ou podem ser mil outras coisas. Procurar ajuda profissional é a melhor coisa, para diagnosticar e tratar corretamente.

      • Gustavo diz

        Ariel, fiz meus exames recentemente e não tenho diabetes não.
        Tá tudo ok.

  6. luquinha diz

    Gustavo eu não sei pq negativaram a sua duvida ? Pelo o que você passou e muito vago , tipo há diferença entre hiv e AIDS eu infelizmente tenho AIDS ,o meu cd 4 chegou ficar muito baixo , hoje não e o melhor do mundo mais graças ao Yakult , ( lactobacilos ) pois daqui a pouco vão ter que me pagar uma boa grana pois estou fazendo propaganda , mais vamos voltar, devido ao medicamento que tomo no horário exato , uma boa alimentação, exercícios , hoje criei uma defesa , mais suponhamos que por algum motivo eu venha parar de tomar os medicamentos , em poucas semanas aquilo que levei anos para conquistar ou seja o castelo vai desmoronar , e em uma semana o vírus vai vir muito mais forte do que da primeira vez , e eu posso perder a visão , isso e (uma) das coisas que pode acontecer, tá Gustavo .
    Mais vamos por parte se seu cd4 estiver alto , pode ser outro fator que esteja ocasionando isso , tipo diabete , Neurológico ,e muitos outros , mais importante é que você leia tudo isso e corra , mais não se assuste pois tudo que é descoberto a tempo tem solução .
    Ate a minha sorologia tardia teve , vá a um oftalmologista o mais rápido possível , se cuide e vai dar tudo certo ……Boa sorte e beijo no seu coração

    • Gustavo diz

      Luquinha obrigado por esclarecer.
      Não estou no estágio de aids. Cd4 acima de 600 e cv indetectável

      Fui ao oftalmologista em outubro fazer exame de rotina e ele disse que tá tudo bem.
      Porém, não contei pra ele minha sorologia.

      Mas confesso que estou bem preocupado :/

      • Caio PE diz

        Com CD 4 em níveis altos como o teu, é muito difícil ser a ação do vírus no teu olho. Procure seu infecto e relate o caso. Possa ser que ele te encaminhe para um oftalmo que trata a visão de pessoas soro+. Assim vc se sentirá mais confortável em ser atendido.

    • Paraense+ diz

      Luquinha, você está com AIDS por quê ?. Tem alguma doença oportunista ?. Teu CD4 está <200 ?. Quando eu fui diagnosticado meu CD4 estava 147 mas não tinha doença oportunista, eu estava com AIDS. No meu último exame deu a cima de 700. Como não tenho nenhuma doença oportunista, não estou com AIDS, certo ?.

  7. luquinha diz

    “E uma das coisas que pode acontecer “? Ou “É uma das coisas que poderá acontecer” HOOOOOO duvida HOOOOO céus

  8. Cel diz

    gente, eu tomo 3×1 faz 3 anos. desde o primeiro mês com cv zerada. mas meu cd4 nunca mudou, está sempre em torno de 380. alguém tem alguma dica boa pra ajudar a elevá-lo? tomo yakut todo dia, tenho alimentação saudável, durmo bem, vou na academia, corro e nada eleva o cd4.
    obrigada, bjs.

    • Ph diz

      Cel,
      meu infecto me falou q tem gente q fica pra sempre com um CD4 menor. Ainda mais em infecções tardias. Mas q mantendo CV indetectável, a morbidade é a mesma de quem alcançou níveis “normais”.

      Kik: Ph_Tc

  9. Gil diz

    Pessoal, importante lembrar que nem sempre o que sentimos de diferente no corpo pode estar relacionado com a medicação nova, com algum efeito colateral, assim como que não é pelo fato de que estejamos indetectáveis a gente esteja imune a pegar qualquer doença infecciosa, dessas tantas que o Brasil nos dá.
    Ou seja: até a própria ansiedade de tomar algo e ficar se medindo, se examinando, vai fazer você ter certeza que sente algo e que é por conta da medicação que você tomou.
    Mas, em geral, os efeitos colaterais da maioria dos remédios afeta menos de 2% da população, sendo que muitos desses ainda se atribui ao acaso, não se confirma se foi efeito mesmo.
    Nos antivirais, também é ínfima a parcela de pessoas com efeitos adversos. E a longo prazo, não é todo mundo que terá problemas no fígado e nos rins…. sugiro que relaxem, não se preocupem tanto. Quanto ás cores dos remédios, tem a ver com fornecedores, creio eu, laboratórios diferentes, se alguém souber com mais propriedade, publica aí.

    • vivendopositivo diz

      Uma parcela “ÍNFIMA” todo dia sente alguma tontura/leseira/queimação com efavirenz? De onde você tirou essa estatística de 2%? Efeitos colaterais não só coisas perceptíveis sensorialmente. TODO remédio tem efeito colateral. Quem dirá os que ficam “amarelos” se não tomarem 2L de água/dia com o atazanavir. Tenofovir tá aí todo dia tirando um pouquinho de cálcio dos ossos… 2% é forçar a barra. Se fosse só isso certamente a gente não era obrigado fazer exame de sangue a cada 3 meses.

      • Gil diz

        Vivendo, eu falei do 3×1? O termo ínfima não se referiu ao 3×1, especificamente. Releia o que eu disse. Mas outros remédios cobtra o HIV têm efeitos colaterais menos intensos. E não são todos que continuam a sentir “leseira” pelo efavirenz com o passar do tempo.
        Eu me referi aos remédios, em geral. O efavirenz causa mal estar numa parcela maior, é verdade.
        Mas procure por pesquisas em Aronson, Grahame…
        Tudo, depende do que você quer ver, tem efeito colateral: café, açúcar, suco de laranja, proteínas da carne, chá de sei lá o que.
        Eu prefiro reparar nos benefícios das medicações. Não vejo que o atazanavir está lixando meus ossos… fiz exames porque me preocupei, em dezembro 2015, em junho. Mandaram eu parar de neurotizar, tanto a infecto como o médico dos ossos… porque não e5bem assim, tomou, ferrou.
        O que me referi é que se ficarmos esperando efeitos adversos, a gente não relaxa, nao vive de modo saudável.
        E quanto aos exames a cada 3 meses, os médicos que fui, na minha fase mais neurótica, por falta de informação e os que continuo indo, me indicam carga viral anual e demais exames idem.
        Depende muito de como você quer seguir a vida. Mas seu estado clínico é diferente di meu, dos demais leitores.
        Quanto à porcentagem de efeitos adversos na pessoas na maioria das pessoas, procure ver que não é 2%… é menos ainda.
        Depende também de como encaramos os números… a mulher transar no período fértil sem camisinha com homem fértil tem alta chance de engravidar… alta: 20%.
        Cocaína é altamente viciante: 20 a 22% dos usuários que repetem o uso por mais de 10 vezes num prazo curto, não sei se meses ou semanas, me falhou a memória… Dá pra bobear?
        Não. Mas números tem lá a sua subjetividade. Assim como todos temos nossos alarmismos…

  10. Patrick diz

    Olá pessoal!!

    Em relação ao saque do fgts que temos direito, podemos sacar sem problemas? A empresa tem como saber se a gente sacou?

    Obrigado

    • Luiz Carlos diz

      A empresa não tem como saber. Apenas peça para seu infecto fazer um Atestado com o CID B.24 (é importante ser ATESTADO, e não Declaração – a Caixa só aceita como Atestado).

      Existem várias razões que podem levar ao saque do FGTS. Em 2012 minha mãe estava em câncer terminal, eu ainda não era portador do HIV, mas informei a minha empresa (que estava com o FGTS atrasado) que eu precisaria sacá-lo por aquele motivo, logo caso eles não regularizassem eu entraria na justiça solicitando a regularização. Eles regularizaram o meu FGTS em alguns dias, e 5 dias úteis depois da entrada do pedido ele já estava disponível na Caixa. Na época minha única complicação foi provar que minha mãe era minha dependente.

      Quando saquei por HIV foi super tranquilo, só levei o número do PIS, o atestado e a CNH, nada mais.

      Abraços

      • Luiz Carlos diz

        Só mais um detalhe: a única informação que a empresa tem acesso é o “Saldo do FGTS para fins rescisórios”, e este não muda com o saque por qualquer motivo que permita-o.

    • Gil diz

      Eu saquei tudo e agora a cada dois meses saco o depósito mensal porque ainda não tive saco de ficar na fila das mesas para programar a transferência direta para minha conta. Minha amiga do RH que sabe da minha sorologia disse que a empresa até pode saber, dependendo do acesso que a agência venha a ter, mas para busca específica. Relaxe, eles só depositam e pronto. Tanto que, pelo cálculo da rescisão, sempre é o cálculo sobre o valor depositado para a multa de 40%, nunca sobre o valor que consta na conta do trabalhador.

  11. luquinha diz

    O primeiro link diz que a técnica de chutar e matar causaria danos ao cérebro o segundo link diz que a pesquisa avança …só o tempo dirá .
    Tenham todos um bom final de semana .

  12. Sem.horizontes diz

    Bom pessoal acredito que todos que desesperadamente chegaram até o site é porque passam por um problema em comum ” HIV” , quisera eu fosse o contrário , mas comigo foi a mesma coisa. Descobri o resultado no dia 29/12 , semana de provas finais da faculdade . Um sonho que chegava a ser palpável . Mas veio o resultado , tudo mudou . Não durmo não como não relaxo. Ainda convivo com o medo de ter transmitido pra minha namorada. Já pensei em tantas coisas que vcs nem imaginam . Estou até mesmo com meu suicídio esquematizado pra não parecer suicídio . Meu Deus um turbilhão de emoções me envolvem agora e não sei se serei capaz de conviver com a culpa de ter infectado a mulher que amo. Não contei pra ninguém venho sofrendo calado tentando trabalhar e fazer as atividades rotineiras . Mas acho que o fim esta proximo. Desculpem o desabafo mas precisava escrever minha história e compartilhar com aqueles que sofrem o mesmo que eu . Não pedi essa doença não nasci com essa doença . Mas terei que pagar o preço pela falta de responsabilidade. Talvez esse seja u único depoimento . Deus abençoe a todos

    • Paraense+ diz

      Não faça isso !!!. Sua História é igual a minha e de tantos e tantos outros aqui. Não cometa esse ato tresloucado, dê uma chance a sí próprio. Eu também vivi esse pesadelo e pensei em tudo isso que você falou aí, transmiti pra minha mulher, pensei em suicídio e tudo o mais. Hoje, passados dois anos, ainda tenho remorso e sentimento de culpa mas, cada vez que olho o presente, o momento atual, percebo que tomei a decisão cerreta. Amigo, tenha certeza, HÁ VIDA APÓS O DIAGNÓSTICO, é possível viver com o vírus da Aids, só depende de você, quer prova maior ?. Veja aqui nesse blog, centenas de pessoas vivas, com problemas claro. Mas quem não os tem ?. Seja forte enfrente esse vírus de cabaça erguida. Prove pra ele que você é mais. Boa sorte !.

    • Gusta diz

      Sua historia nao e pior q de todos noa aqui… Tbm descobrimos em momentos difíceis… Beeeeeem difíceis. Hj eu olho p trás e vejo aquele cara desesperado e sem visão nenhuma do futuro q eu iria ficar esteticamente feio com cara de doente e me pego conpeltamente errado. Hj nem lembro q tenho isso, nem lembro q tomo o remédio… Virou rotina, virou um nada p nim… Minha vida ta ótima, tudo normal dentro doa conformes. Tenho problemas mas os da vida q todo mundo tem, uma conta atrasada kkkk e por ae vai… Eu e meu namorado sonos positivos, não só no sangue, mas na vida tbm. Saímos, tomamos umas rimoa namoramoa temos planos trabalhamos malhamos e por ae vai… Sorria p vida 🙂

    • Emilio diz

      Nossa cara que horror.nao faça isso.olhe, ano passado perdi meu irmão q eu amava tanto, perdi minha mãe q era minha idola, sofri uma tentativa de homicídio durante um assalto, e pra fechar o ano fui carimbado por um ser diabólico. Fui contaminado, e descobri o resultado qdo fazia exames para realizar meu maior sonho: ser pai,acabei contamindo minha namorada e o mundo desabou…..passado o luto hj eu e minha namorada estamos felizes.

    • Jota diz

      Cara, não pense assim, tudo vai passar com o tempo, digo por experiência própria, pensei nas mesmas coisas que você, vivi algo semelhante, pois transmiti para minha namorada. Mas hoje as coisas estão ótimas, ambos seguimos nossas vidas e acreditamos que somos pessoas normais, eu e ela não estamos mais juntos, mas continuamos preocupados com a saúde um do outro e vida que segue, hoje estou num relacionamento sorodiscordante e muito feliz, segui minha vida, cuido da minha saúde e da minha carreira, comece seu medicamento e logo logo você não transmite esse vírus pra ninguém. Converse com sua namorada e se abracem nessa dificuldade, certeza que ela não irá te culpar, até porque aparentemente você não sabia. Mas não deixe ela sem saber já que existe a possibilidade de a ter infectado, sigam juntos e enfrentem essa batalha, tudo vai dar certo. Grande abraço.

  13. Batista diz

    Não faça isso, por favor! Vale a pena viver. Não seja egoísta, pense na sua família. Todos estamos no mesmo barco, crianças. Jovens. adultos, idosos convivem com a doença. Não vai resolver nada se matar.

  14. Maycon diz

    Mas que drama senhor! Gente, efeitos colaterais até doce de leite tem. Confie na resistência do corpo de vocês. Tudo pode ser contornado. Tem gente que nasceu com isso e está aí, belo, magro e perfumado como a Rafuska Queiroz. Esqueçam aquele soronegativo, pois esse está sepultado! Agora temos uma doença crônica, perdemos cálcio mas não os braços e as pernas… Força povo!

  15. Maycon diz

    Sem horizontes, vou te achar tão trouxa quando a cura sair e pensar: “O cara entregou seu bem mais precioso a toa”! Erga a cabeça homem… Tenha culhões e enfrente. Tem crianças morrendo pelas canelas nos hospitais e não estão querendo morrer não, vice! Para com isso e sacode a poeira.

  16. Sampa26 diz

    @sem.horizontes
    Não faça isso pense que dos males o menor, existem pessoas com patologias extremamente piores que o hiv a diabetes no meu ponto de vista é muito pior que o vírus. Existem indivíduos paraplégicos, cegos, com distúrbio neurológicos irreversíveis…reflita e siga em frente, pois ainda com o tratamento conseguimos viver durante vários muitos anos. Seja forte cara, seja homem pois sabemos que é barra demais mas temos que seguir.
    Caso precise conversar me chame no kik @carasampa25

  17. Maycon diz

    E a mulher que você ama vai ficar como? E se ela estiver infectada? Vai abandonar o barco e a deixar só com as pedradas da vida ? Tem certeza que isso é amor? Vocês podem continuar, vencer essa barra e serem muito felizes. Podem ter filhos e amar um ao outro mais ainda 🙂

  18. Tomas S. diz

    Tive relações sexuais com um soro positivo por mais de uma vez no mês passado, até descobrirmos a sua sorologia. Senti diversas coisas neste último mês e peço a Deus todos os dias que não seja este vírus. Li muito – mas tanto que me fez até mal creio eu. O que mais senti foi raiva de mim! (E também um pouco do rapaz por acreditar que foi de prósito, em insistir na relação sem preservativo) Mas eu que cedi! Eu que escolhi ceder, eu tinha o poder e o deixei ir embora.

    Sinto o que muitos aqui sentiram ou ainda sentem. Mas ainda tenho esperanças. Pelo bem e pelo mal.

    Quando penso que possa vir positivo, uma nuvem se forma na minha cabeça, meus pensamentos e planos mudam e é claro, suicídio sempre vem a cabeça e me questiono se seja a solução, creio que não. Logo em seguida penso “Várias pessoas estão vivendo aí” e penso como vai ser minha vida após o diagnóstico. Meus planos de viajar, meus planos de casar e ter filhos e isso tudo toma uma forma diferente, distante. E adapto, me vejo em outra situação, mas sempre só e com muito mais incertezas e essa outra situação não parece tão feliz.

    Amo o rapaz que está comigo, que sabe do drama que estou passando e insiste em dizer que está aqui comigo e não vai se afastar, mas já noto um afastamento normal, natural, tanto dele quanto meu. Ele por medo de estar comigo talvez e eu por medo de ser rejeitado após o diagnóstico. O “Eu te amo” foi substituído pelo “Te adoro”. Assim como demais pessoas morro de medo de ficar só também, mas pior que isso, morro de medo de sofrer por amor. Não o amo por estar em perigo, “Em quarentena” aguardando um resultado. O amo porque meu coração aquece quando chego perto dele, meus olhos se enchem de alegria quando saímos e só ele me distrai. Não dá para achar que o futuro é seguro e por isso me apegar, eu sei disso mas essa constante incerteza (e esta é a primeira delas!) me deixa muito triste.

    Fui neste fds a uma feira, vários casais, várias pessoas com seus filhos, rindo, felizes. Comendo, brincando, correndo e gritando e eu estava ali só em corpo. Minha mente LONGE, minha vontade de estar na cama chorando. Existem muitas doenças por aí, N enfermidades, mas esta foi uma ‘escolha’ e uma escolha infeliz.

    Feito o desabafo.
    Voltarei mais tarde para compartilhar minhas lágrimas, sejam estas de alegria ou tristeza.
    Abraço a todos

  19. Sem.horizontes diz

    Pessoal perdoe o desabafo . E obrigado pelas palavras de conforto . Não esperava menos de um grupo tão humano e sensível como esse. Obrigado a todos de coração

    • Paraense+ diz

      Já desistiu da intenção ?. Agora, em primeiro lugar, busque um psicólogo. Depois vá se tratar e viver sua vida como qualquer outro. Onde já se viu se matar ?. Isso é para os fracos !.

  20. Jonas diz

    Olá Sem.horizontes, a paz esteja contigo. Nós aqui não imaginamos o quanto é doloroso, nós sabemos o quanto é. E diferente de você sou casado, com filhos maravilhosos e em março obtive o meu resultado. Como diria a cantora Maysa, ‘Meu mundo caiu’. Não sei com quais pernas sai daquele laboratório com o exame na mão. Sim, não te critico, cheguei a arquitetar meu suicídio. Mas, Deus foi mais forte. Digo que foi Deus, pois eu não tinha condições aquela altura. Um poder muito superior ao meu me sustentou. Vivi a década de 80 e nunca me atualizei com as notícias sobre hiv (sim, hiv com letras minúsculas para enfraquecê-lo cada vez mais). Eu estava na dúvida se havia ou não infectado minha esposa, mas a dor maior era saber como ela receberia tamanha notícia de traição. Meu casamento estava por um fio. Então meu querido, sua situação não é pior que a minha, por exemplo. Nos três dias que antecederam a revelação para minha esposa fui conversar com um terapeuta amigo, que me disse: “você pode se surpreender com a resposta da sua esposa.” Foi um anjo que falou por ele naquele momento. Enfrentei a situação. Sim, pense neste verbo: “ENFRENTAR”. Enfrentei e revelei tudo. O anjo foi profético. Para resumir, comecei meu tratamento e para que você tenha uma ideia passarei o melhor natal de minha vida ao lado de minha esposa, que hoje tenho a certeza que me ama, e dos meus filhos. Eu e ela mantemos um “pequeno” segredo. Viva a vida meu irmão. Deus esteja contigo!

  21. Lua diz

    Belas palavras Jonas!!! Deus no controle. A sua esposa é negativo? Que sejam muito felizes.Bjs

    • Jonas diz

      Lua, claro que dias se antecederam até o exame da sorologia da minha esposa e ela disse que enfrentaríamos juntos se estivesse hiv+. Mas graças a Deus, deu negativo. Somos hoje um casal com sorologia para o hiv + e -.”Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor”. 1 Coríntios 13:13.

  22. Leanno diz

    Também descobri o diagnóstico recentemente ( 13/dezembro). Passei e passo por momentos de muita tristeza, arrependimento, preocupações de todos os tipos possíveis. Quando a gente é chamado no laboratório, é como se fosse um réu que se depara com a sentença de MORTE! Eu tbm pensei e esquematizei suicídio. Mas, nunca, deixei de pedir direcionamento pra Jesus. Ele é nosso amigo fiel que, nunca, jamais, nos deixa sozinhos. E esse blog, os textos, os depoimentos de pessoas, só me encorajou a não cometer mais essa injustiça com a minha vida. Sim pois o Sexo desprotegido é uma injustiça que a gente comete com a gente mesmo e com o próximo. Pensei muito na minha mãe, como uma senhora de 72 anos iria se recuperar depois da experiência de ter um filho suícida? Então, SEM HORIZONTE, busque o máximo de informações, converse com seu Médico e busque orientação divina. Deixa Deus te alcançar! Só ele cura as nossas feridas! Vc vai melhorar!

  23. Gil diz

    Quando eu fui pegar o resultado positivo para hiv em abril/2015, eu quase surtei… imaginei o ocorrido da infecção, entre confuso e desesperado, fiquei em pânico de ter contaminado minha esposa. Deu não reagente 4 exames depois, quase um ano, relaxamos.
    Não entendi, mas ela me deu toda força e apoio. Encarei de frente a situação que, atéentão via como terrível. E, dias após o susto e desde o primeiro dia, ela ficou do meu lado, com ou sem hiv.
    Todos pensaram em morrer, em sumir, creio, na hora do desespero. Ainda mais quem acompanhou todo o drama do que é AIDS e o que ela fez na vida dos infectados e doentes dos anos 80 e 90 como eu.
    Na minha ignorância, atendia a soropositivos no consultório, mas achava otimismo excessivo e negação a questão de estarem saudáveis e dizendo que não tetiam AIDS. Quando atendi um casal sorodiscordante falar que transavam sem camisinha, achei delírio.
    Mas, já sabia da longa sobrevida com “os coqueteis”, e depois vocês do blog me ajudaram a entender ler, saber enfrentar e viver normalmente. Sou psicólogo e procurei terapia, também, que havia parado, após 15 anos de sessões. Foi fundamental.
    Consegui me manter equilibrado para atender meus pacientes, exercer meu cargo na Universidade e no serviço público.
    Se eu sumisse, largasse tudo, se eu desistisse da vida, não estaria vendo dois dos meus 3 filhos se formar, o sucesso de minha esposa e não atingiria o patamar que consegui neste fim de ano: promovido na Universidade, clínica nova, ir a mídia dar entrevistas técnicas que me deram novos pacientes, ser reconhecido na comunidade da escola que atendo nos plantões da prefeitura…
    Enfim, por ter decidido viver, estou na melhor fase da minha vida, fiz a sonhada cirurgia bariátrica e emagreci 26kg até aqui, estou num momento sensacional da vida, feliz, feliz, bem de saúde e otimista.
    Não foi o hiv que fez eu mudar e ter garra pra crescer nesta cidade nordestina que me adotou ao sair do Sul… foi descobrir que somos fortes, mais do que supomos, somos lutadores, quando temos razões.
    Eu não tenho fé em um ser superior como a maioria concebe. Não orei e nem pedi nada a Divindade, à Espiritualidade. Só acreditei que, se me deram a chance de estar neste mundo e o milagre da vida, já tinha força em mim pra superar, tenho de honrar o que recebi, do acaso ou de uma Energia Superior.
    O hiv é um detalhe da minha vida, que nós aqui, leitores deste blog, venceremos com a ajuda destes cientistas abnegados e destes capitalistas miseráveis, que investem alto pra curar e ficarem ainda mais ricos e gananciosos.
    Vocês, recém infectados, cuidem-se e se tratem, superem o choque e a dor, com psicólogo e religiões que não explorem a fragilidade nem queiram seu dinheiro, superem escondendo ou divulgando a sorologia. Mas encarem, suportem, se elevem, planejem futuro, parem de achar que as TARV são piores que o vírus e aproveitem o dia.
    Somos maiores e melhores que nossas limitações, desespero passa. Fica a luta e dela a alegria de vivermos nossas conquistas.
    Dor é força jogada fora. Canalizem a energia pra superação!!!!

      • Gil diz

        Olá Emílio,
        Acho que todos podem curtir ou não curtir, ainda mais com tantas opiniões e ideais de vida diferentes. Isso não controlamos, né?
        Na verdade, nada controlamos, a não ser nossas vontades e ações, “mal e porcamente”…
        Tem uns caras aqui, um que eu até hostilizei, que xinga mas não suporta ser xingado, mas ele tem uma mente altamente perturbada e até relevo o coitado, mas ele tem fã-clube… e até fiz trégua com ele, pois senti pena dele e tive de repensar minha impulsividade. Aí vai além do cara não gostar ou não entender.
        Outra coisa é que falei de não ter crença igual à maioria, por não crer mesmo em deuses que favorecem uns pela propina que pagam ou salvam outros pelo ranking de quantidade de fé. Mexeu com fanático, já viu, né?
        Eu mesmo negativei o cara que diz que consome “balas”, que é um apelido de drogas ilegais sintéticas, vendidas por traficantes em baladas ou pra se usar nelas.
        Por mais que eu concorde que se legalize as drogas, que não é assunto pra Segurança Pública, mas caso de Educação e Saúde, acho o consumidor de drogas tão podre quanto o traficante. Aí, se falou disso, de drogas, mesmo estando correto, eu negativo mesmo.
        Porque se a pessoa usa coisas ilegais, você financia o traficante que mata, que suborna, que rouba pra comprar droga em atacado…mesmo um simples e “inofensivo” baseado.
        Só quem perde um filho ou um querido ou vivencia pessoas com esta dor sabe o quanto de mal um traficante faz quando um usuário resolve “dar um teco”.
        Não sou careta, usaria algumas drogas, se fossem liberadas e controladas. Mas achar que não se faz mal a ninguém por ser usuário esporádico, só é verdade quando se olha somente para o próprio umbigo…

        • Rock Hudson diz

          Eu so negativei por vc ter chamado os capitalistas de miseráveis

  24. Gusta diz

    o que acontece com a midia né? ae vc ver altas horas e um jovem q poderia ter falado mais e a verdade sobre, vai la e diz q o corpo dele ajudou muito pq ele descobriu beeem no inicio e começou o tratamento no terceiro dia, dando intender, q ele só esta bem por isso… Ae daniela mercury vem e piora a situação dizendo q nao é facil q é uma vida dificil com dificuldades e q toma um monte de remédio e a vida é beeeeeem menor.. Oi? entao é isso? um youtuber q pode ir la e colocar q a vida de nos soropositivos nao é nada disso dessa dificuldade toda, nao desmente aquela escrota? ta né

    • Renato diz

      Pois é , fiquei até meia noite esperando e n teve nada relevante , o próprio Serginho e a Daniela estavam desinformados em alguns aspectos e ele poderia ter desmestificado .

  25. Anônimo diz

    Oi JS,

    Não sei se já falou por aqui, mas gostaria de saber mais sobre a lipodistrofia e quais medicações estão mais relacionadas a esse efeito adverso, e também sobre o Leucogen (timomodulina), que supostamente melhora o sistema imune. São temas bem discutidos na internet mas você sempre tem as melhores fontes. Gostaria de ver aqui no blog algo sobre isso! Obrigado.

  26. Jorgito diz

    Quando recebi o diagnóstico também cheguei a pensar em suicidio. Hoje eu percebo como era grande meu preconceito em relação à doença. Com os atuais tratamentos a ideia de suicidio é absurda. É puro preconceito. Eu levo uma vida completamente normal. Essa doença é grave, principalmente porque ainda não tem cura, mas também não é tudo isso, basta se tratar, é uma doença totalmente controlável e os medicamentos são muito bem tolerados. A cura funcional está aí na porta, em uns cinco a dez anos ela sai, aí sim teremos uma vida ainda mais tranquila, cem por cento igual a de qualquer um, com mesma expectativa de vida, sem preocupação com colaterais a longo prazo. Qualquer um que morreu nos anos 80 de AIDS sonharia com o quadro atual de controle da doença, somos privilegiados. A vida segue. Depois que recebi o diagnóstico já fui no enterro de dois amigos. Um morreu em um acidente de carro e o outro se suicidou após o término de um namoro ( ele já sofria de depressão). Eu percebi algo meio óbvio, que muitos soronegativos morreriam mais jovens que eu. Essa doença não é sentença de morte. E também não é uma doença que te impeça de fazer nada. Vale a pena seguir em frente.

  27. Acadêmico-GusL diz

    Para os 2 rapazes dos desabafos. No início do diagnóstico é assim mesmo. Medo de ter infectado outras pessoas, incerteza do futuro, raiva da pessoa que nós nos relacionamos. Isso também aconteceu comigo. Por eu ter um conhecimento sobre o vírus e estar entrando na área da saúde isso não me ajudou em nada. Na hora fiquei sem ação, não conseguia pensar em nada, achei que tinha apenas 24h de vida. Estava conversando com as pessoas com a mão cobrindo o nariz e a boca, correndo das pessoas com resfriado, me afastando do amigos e relacionamentos. Mas isso tudo passa, é nosso momento de luto e superação. Já pensei em suicídio. Em seguida eu me fiz a seguinte pergunta : Você aconselharia o seu paciente a cometer um suicídio ? NÃO !… Não vale a pena interromper a nossa vida por uma doença. As coisas vão voltando a normal e a vontade de viver vai ser maior que o medo do HIV. A vida do Soropositivo dos anos 80 não é a mesma do Soropositivo dos anos 2000, hoje podemos dizer: Existe vida sim depois do diagnóstico. Não vamos culpar quem nós infectou, muitos não sabem da sua sorologia, e mesmo se soubesse não iria transmitir para o parceiro. Aconteceu! Agora é cuidar da nossa saúde, tomar os remédios, fazer os exames. A nossa geração vai estar presente no dia que a cura sair… kik: Guslira94

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s