Artigos
Comentários 104

Carta de uma leitora: traição e HIV

“Olá, Jovem.

Necessito dividir a minha história porque li poucos relatos de mulheres, porque preciso desabafar. Espero que possa me compreender e me ajudar. É difícil saber por onde começar.

“Já fazia dez dias que eu estava com os remédios em casa e não tinha coragem de começar a tomá-los.”

Acho que tudo começou há mais ou menos sete meses, quando conheci o seu blog. Eu estava desesperada, procurando informações relacionadas ao HIV. Tinha acabado de descobrir minha sorologia positiva, em 10 de maio de 2016, e foi através do seu blog que tirei muitas dúvidas no decorrer desses meses — e te agradeço por isso. Comecei a tomar a medicação ‘3 em 1’, no dia 1º de dezembro, quando por acaso vi uma reportagem sobre o dia Mundial de Luta Contra a Aids — este foi o empurrão que eu precisava, pois já fazia dez dias que eu estava com os remédios em casa e não tinha coragem de começar a tomá-los.

“Abriu em mim uma porta para a ilusão de que eu nunca teria HIV.”

Tenho 33 anos, sou do Rio Grande do Sul. Estava casada há dois anos, com um homem mais jovem. Nossa relação parecia ser respeitável e saudável — e, quando digo ‘saudável’, me refiro ao fato de que, logo nos dois primeiros meses de namoro, fizemos o teste de HIV e demais doenças sexualmente transmissíveis. Todos resultaram negativo. E acho que foi neste momento que me senti muito feliz, achando que estava imune a tudo. Abriu em mim uma porta para a ilusão de que eu nunca teria HIV, pois achava que tinha encontrado alguém em quem eu podia confiar e com quem eu não precisaria mais usar preservativos, uma vez que estávamos em um relacionamento sério e fiel e já falávamos sobre ter um filho. Acredito que muitos indivíduos passam por esta situação: confiar sua saúde à outra pessoa, não é mesmo?

tumblr_o4ysh1nsid1s5qhggo2_1280

No decorrer do relacionamento tivemos briga e uma breve separação, por besteiras que envolvem qualquer casamento. Voltamos em seguida, como de fato acontece com qualquer um. Mas foi nos meses seguintes que comecei a desconfiar que ele estava me traindo. Procurando no computador, encontrei um site de sexo no histórico do navegador. Coloquei o e-mail dele e sua senha e, então, fui levada para uma página cheia de mensagens que ele trocara com pessoas com quem vinha fazendo sexo, com quem ele estava se relacionando durante todo o nosso casamento. Descobri que ele era bissexual.

Me desesperei quando li uma conversa na qual ele indagava sobre a suspeita da pessoa com quem ele estava saindo ter HIV. E não tinha como contar isso a ninguém. Liguei pra ele falando o que havia descoberto, mas ele negava tudo. Nos separamos. Ficamos sem nos falar por algum tempo. Esperei o período de janela imunológica e o convenci a ir fazer o teste.

“Ele ficou em silêncio, antes de desabar em choro, pedindo desculpas, até me contar do resultado positivo no teste de HIV.”

Foi o pior dia da minha vida quando vi a cara dele ao sair da sala. Ele ficou em silêncio, antes de desabar em choro, pedindo desculpas, até me contar do resultado positivo no teste de HIV. Enquanto ele chorava, saí correndo e fui fazer o meu teste, o qual também deu reagente. Meu mundo desabou. O que eu ia fazer agora? Eu queria morrer.

tumblr_o4ysh1nsid1s5qhggo5_1280

Cheguei em casa e comecei a procurar na internet. Descobri o seu blog e, aos poucos, fui me acalmando. Percebi também que, por mais que não fosse alienada, eu era totalmente leiga no assunto. Consegui respirar com mais alívio, mas confesso que a dor, a culpa e a vergonha ainda me perseguem. Não tenho coragem de falar sobre isso com quase ninguém: as únicas pessoas que sabem são os médicos do SUS e meu ex. Sequer tive coragem de contar para meu médico do plano particular, pois toda minha família se consulta com ele — e tenho a certeza de que eles não entenderiam e me julgariam. Desde o meu diagnóstico, vivo nesta prisão interna. Não estou trabalhando. Fico quase 24 horas em casa sozinha. Me isolei totalmente.

Por outro lado, acho que consegui me manter racional. Convenci meu ex a fazer todos os exames necessários, a fim de saber quanto tínhamos de CD4 e carga viral. Meu primeiro exame deu 649 células/mm³ de sangue e 26 mil cópias do vírus. Esperei mais 3 meses e fiz novamente o exame de carga viral, que veio em 27 mil. Meu médico me convenceu que era melhor começar a fazer o tratamento antirretroviral. Eu sabia que quanto mais cedo, melhor.

tumblr_o4ysh1nsid1s5qhggo4_1280

Peguei os frascos de remédio, decidida a aderir ao tratamento. Mas, quando cheguei em casa, perdi toda a coragem. O medo tomou conta de mim: tinha medo dos efeitos colaterais que eu poderia sentir, ainda mais sozinha e sem ter ninguém para recorrer. Como eu disse, tomei essa coragem no dia 1º de dezembro. Passadas algumas horas, senti tontura. Minha boca ficou molhada, mas os lábios estavam secos. Um gosto estranho. Minha barriga ficou inchada. Será que não me alimentei muito bem? Nos últimos dias a tontura já foi menor, embora minha barriga continue muito inchada. Tive vontade de vomitar. Acordei no meio da noite com muita sede.

“Enquanto não existe a cura, quero chegar ao indetectável.”

Peço desculpas se escrevi demais. A verdade é que queria deixar registrado aqui que nunca devemos depositar a nossa saúde nas mãos de outra pessoa, por mais que confiemos nela. Todos falhamos. Todos tempos nossos medos e segredos. Aprendi que devemos continuar nos prevenindo sempre e que, em caso de falha, sempre há uma saída — eu, agora, estou tentando encontrar a minha. Enquanto não existe a cura, quero chegar ao indetectável, para nunca sentir a culpa que vi nos olhos de meu ex, por ter transmitido esta doença para alguém, por ter descoberto que ele estava com HIV e que o passou para mim.

Obrigada por poder te escrever, Jovem. Já me sinto um pouco melhor em dividir a minha história.”

Anúncios

104 comentários

  1. Ale diz

    Oi tb sou soroo positivo se quiser uma amiga p desabar meu zap e 062995113556

  2. AmigoSp diz

    Força!! Vai dar tudo certo, querida.
    Se quiser conversar, estou aqui!

  3. Grão da Noite diz

    Acho que a autora do texto está com depressão. Procure ajuda psicológica. Há bastante preconceito sobre esse assunto também, muita gente acha o fim da picada ter de procurar um psicólogo ou psiquiatra. Se for esse seu caso, saiba que as pessoas mais equilibradas que eu conheço são as que frequentam psicólogos e/ou psiquiatras. Eu já frequentei quando tinha meus 18/19 anos. Depois me recuperei e não precisei mais. Mas, caso precise, não vou hesitar nem por um segundo em procurar um (a). Recomendo que você leia Histórias da Aids do Brasil, do Artur Timerman e Naiara Magalhães. Numa parte do livro há o depoimento de algumas pessoas que vivem com HIV, e os perfis delas são os mais diversos (o Jovem Soropositivo é um dos que estão lá). Esse livro ensina que só quem nunca faz sexo sem camisinha está livre de um dia ter HIV (inclusive sexo oral), e acredito que essas pessoas sejam raríssimas (a maioria das pessoas acaba se expondo ao risco de contágio em algum momento, ainda que sob a ilusão ou ignorância de que o risco não existe e de que estão seguras). Um depoimento que me marcou em especial foi o de uma senhora que descobriu que estava com HIV aos 67 anos, porque o marido, com que estava casada há muito tempo, morreu de AIDS, o que a levou a fazer um teste de HIV na época. Quando o livro foi escrito ela já estava se tratando acho que há 21 anos (estava com 88 anos). Ela é pianista em SP e já li um artigo com ela na Folha de SP. Histórias da Aids no Brasil me ajudou muito quando fui diagnosticado. Me mostrou que há sim vida após o diagnóstico. Ter HIV não é mais uma sentença de morte e tudo sinaliza que um dia se chegará à cura para o vírus, e que, enquanto a cura não for desenvolvida, até lá os tratamentos com certeza se tornarão mais eficientes e com menos efeitos colaterais. Quanto ao seu ex-namorado, tente perdoá-lo. Sentir ódio vai ser um corrosivo pra você mesma. O perdão vai ser um bem pra você si e não a ele. Espero que você se recupere e que não demore muito pra você descobrir que a intensidade com que o HIV afetará negativamente sua vida depende especialmente de você mesma.

    • Daniel Lemos diz

      mesmo uma pessoa usando camisinha ainda pode ser vitima de carimbador né? realmente ta todo mundo exposto.

        • CACA diz

          Julia carimbador é o cara positivo que transmite propositalmente aos outros o vírus. Transando sem camisinha ou furando a camisinha com esse objetivo para que a pessoa se torne positiva.

          • CACA,
            Carimbador é alguém que faz exatamente isso que você falou e que não faz tratamento antirretroviral e não tem carga viral indetectável.

    • Neuri diz

      Grão da Noite muito sensatas suas palavras…A vida precisa continuar…não é o momento de tentar entender o porque e sim aceitar e recomeçar da melhor forma possível…..Hoje já existe medicamentos muito bons, boa alimentação, atividade física e muita lucidez são essenciais para manter a melhor qualidade de vida!!! Também faz parte da terapia ter um bom amigo ou parceiro para dividir esse fardo, pois sozinha ele se torna muito pesado!!!

  4. Cabral diz

    Sinta-se abraçada por mim !!! Muita coragem da sua parte fazer esse desabafo mas não desista nunca! É um tratamento muito difícil mas que tem ser levado a ferro e fogo pra sempre até acharmos a cura! Fique em paz e não se preocupe com o que os outros vão pensar! Ah! Os seus pais precisam saber… eles vão te apoiar e isso ajuda muito… é triste mas é reconfortante!! Força… bjs

  5. luquinha diz

    É por essas e outras que eu nunca deixo de apagar o histórico do navegador do meu ultrabook .

    • De nigris diz

      Pode até ser, mais se eu estivesse no lugar dela eu colocaria ele na cadeia pois passar a doença para outra é crime e é inafiançável deixaria apodrecendo na cadeia.

    • Adriano diz

      LUQUINHA
      Se queria aparecer conseguiu. Agora todo mundo que leu o seu comentário sabe o quanto você é uma escória irrecuperável, e de absolutamente todos que PRESTAO você vai estar recebendo essa energia depreciativa, que não conhece fronteiras, e surgirá pra você nos momentos mais propícios da sua vida.

  6. melinda falcão diz

    oi querida! que bom que você conseguiu desabafar, pelo menos um pouco por aqui.
    sou mulher também. não tenho o virus, mas tenho amigos que têm, então me acostumei bem com o assunto. se quiser, me mande um email. ( melindafalcao@yahoo.com.br )
    espero muito que você logo sinta confiança em algum amigo ao seu redor pra que possa compartilhar isso.
    abraços de uma leitora =***

  7. Leanno diz

    Nossa que xocante esse depoimento. Mas, parabéns pela coragem em compartilhar aqui! Isso nos faz refletir que muitas pessoas estão passando pelos mesmos medos, pelas mesmas angústias e sofrimentos e que ñ estamos sozinhos. Eu ainda esperando o resultado do exame confirmatório. Tenho vivido todos os tipos de emoções possíveis. O que tenho a agradecer é que ñ estou passando mal fisicamente. Eu não tenho como contar pra minha mãe. Na verdade, meu medo maior é como vou conseguir esconder. Não tenho condições de digerir um problema mais. Vou ter que buscar ajuda psicológica sem dúvida, ter que desenvolver aceitações. Pois a depressão dilacera a alma. Ler os depoimentos, as histórias é o que tem feito com eu me mantenha mais calmo. O próposito de Deus é continuar nos guiando pro bem, só ele pode curar as nossas feridas. Tenha força! Tome a medicação corretamente. Pois será um ato de amor com vc e com o próximo. Deus te abençoe sempre!

    • CACA diz

      Acabei de saber do meu resultado. to acabado. Também não tenho coragem de contar pros meus pais. Não sei o que vai ser.

      • Renan diz

        Eu tbm acabei de saber dia 3/1/2017
        Tou inconformado com toda injustiça q tou sofrendo do namorado q me abandonou e me acusa e já espalhou então pouco tempo pra todo mundo ,preciso fazer algo.

  8. Ledos diz

    Olá querida! Sou gaúcho de Porto Alegre, triste relato, mas lida tua força! Conta conosco…Tudo vai passar, e a vida vai seguir normal! E natural, não foque somente nas coisas ruins…Logo você vai ter superado isso! Qualquer coisa me chama, tenho uma história semelhante a sua, com o hiv…Beijos no coração! Vou raramente por vc…

  9. luquinha diz

    Eu não vejo nada de chocante na vida da autora , e outra ela não esta depressiva não , pois quando seu ex marido estava chorando em saber ela ao invés de chorar junto consolar o cara, não _saiu correndo para fazer exame .
    O cara não teve culpa , perdoe pois da mesma forma que esta sofrendo ele esta também , eu sou hétero ,não entendo dessas paradas ….agora coitado será que ele quis ser assim ? Ninguém quer se contaminado , já pensou se ele foi carimbado ? Procure ele converse com ele pois afinal você foi a mulher dele né! , Aposto que teve momentos bons com o garotão , mesmo que bi
    Nesses quase 40 anos , quantas mulheres foram embora por ter sido infectadas pelos seus parceiros , e pensaram que os seus maridos foram infectados por outras mulheres e na verdade foram por homens ou travestir , antes eu pensava que existia culpado , hoje vejo que ninguém tem culpa Cada um com sua dor , cada um com sua superação

    • JJ diz

      Acho q ele é culpado sim. Consolar o cara, ah por favor ne, fez a merda daí fica de chororo. Comigo aconteceu a msm coisa.
      Acho q cd um tem o direito de transar c quem quiser mas se resolveu casar é outra história.
      Se o cara ou mulher querem ficar pipocando de parceiro em parceiro que não se case ou q seja responsável o bastante p usar preservativo e não expor o outro q é fiel por capricho, luxúria, tesão…

    • Katia diz

      Ele a traiu isso para mim é o suficiente para ela abandoná-lo, independentemente do HIV.

    • Maya diz

      Independente da doença, ficou claro q ele a traia pelo q ela descobriu no computador.
      E outra, ela relatou q viu uma conversa do marido com amante falando da possível contaminação deixando ainda mais claro q ele q transmitiu a doença a ela, oriunda de uma TRAIÇÃO.
      Se ele fosse fiel ao seu CASAMENTO talvez o destino fosse outro. E ainda, se fosse vítima de carimbo como vc disse, ainda estariam juntos enfrentando o problema.

    • Fernanda B diz

      O q tem a ver ser hetero e não saber dessas paradas? Absolutamente nada. Vc não sabe pq não tem conhecimento no assunto. Ou vc ainda vive na idade da pedra achando q o vírus está restrito aos homossexuais? Por favor né.
      Além do mais, o ex marido tinha incríveis chances de ter contraído se ele já na correspondência com o outro suspeitava do outro ter HIV. Ele só não teve coragem de ver o resultado do exame que já sabia qual era. Ter infectado a esposa foi crime. Além disso, ninguém fica com um monstro desses q sabe q tem e não anunciou pra ela. Ele podia até tê-la traído, mas o fez sem proteção, e não avisou pra ela, continuando a fazer com ela também sem proteção.

    • Izabelle diz

      vei, ele traiu, mentiu, transmitiu HIV pra ela, não teve o menor respeito e consideração por ela é vc vem dizer um absurdo desses?! Se fosse o contrário, vc estaria dizendo “Vadia traidora” …

  10. luquinha diz

    Ele não tem culpa não ! Pq quando a corroa pegou o garotão ao invés de fazer exame ela não usou camisinha , mais não queria levar banho de porra , e outra o fato de ela ser curiosa é que salvou a vida dela , pois você queria o que que ele contasse ?Ai amor eu cheguei atrasado em casa porque eu dei uma passadinha na sauna do amor e conheci um urso , talvez ele vem jantar conosco amanha tá . Eu tinha uma mulher linda que jurava a me amar , uma mulher inteligente linda , pode acreditar foi a única mulher que eu tive que não tinha uma celulite ,o que eu fiz ? Como você diz capricho tesão luxuria LUXURIA eu ia transar com prostitutas ,mulheres lindas , na verdade eu não procurava beleza procurava tesão o fato de eu sair com prostitutas me dava muita tesão , JJ você quer saber eu sempre tive muita tesão por puta , sabe de quem é a culpa ? Da Tieta do Agreste? Pois foi depois que passou essa novela que comecei a sentir tesão pela personagem , eu era uma criança tinha sei lá 10 ,11 anos e aquela puta que tinha vindo de São Paulo direto pro agreste mexeu com a minha cabeça , eu me masturbava inúmeras vezes pensando como era o cabaré de São Paulo , só que a Tieta não me ensinou a usar camisinha , quem tem culpa ?Ninguém teve culpa .

    • Emilio diz

      Kkkkkkkkkk, o cabaré de Tieta ficava no Higienópolis e a sua secretária era ninetty(Rogéria)…kkkkkkkkkk.

    • caradobemsampa2 diz

      Luquinha sendo luquinha kk
      Concordo.
      Não existe culpado. Existe falta de informação

    • caradobemsampa2 diz

      Tem tempo que não apareço aqui. .. Só ler os comentarios e lembro pq…
      Aqui também foi o local que achei para me informar e me acalmar sobre o hiv depois que peguei meu resultado em marco de 2015.
      Fiz varios amigos, muitos conheço pessoalmente.
      A intolerância é o mal da humanidade mesmo!
      Todos querem achar um culpado. Como se isso fosse minimizar a dor.
      Pelo que li do relato o rapaz nem sabia que tinha o vírus.
      Mas todo mundo quer dar sua opinião né?
      Sejam menos intolerante com os outros, vocês não sabem o que passa na vida deles.
      Autora do texto, se perdoe, e perdoe seu ex parceiro. A vida ficará mais leve.
      Mais amor por favor!

      • Neuri diz

        É até porque achar um culpado não vai mudar nada!! É pura intolerância, mal de querer fazer justiça….Gente a vida precisa prosseguir, tenho certeza que a vida se encarrega de punir quem por maldade faz um mal desses a alguém….Porém digo uma coisa, acusar, julgar é muito simples, mas tentar entender, acolher, acalmar, isso ninguém procura fazer…O tempo e o tratamento nos ajudam a compreender muitas coisas!!! Viva intensamente…..Viva, pois o medo nos aprisiona! A morte não é apenas para quem tem HIV…..Portanto vamos diminuir as críticas….

    • Drica diz

      Se vc tem tesão por puta, e não consegue controlar o pintinho, simplesmente não namore, não case. Isso é falta de respeito e foi culpa do cara sim. No mais, duvido que se fosse ao contrário, o cara fiel e a mulher que saísse transando com outros caras sem camisinha se vc iria dizer que a culpa não é de ninguém, que ela pode ter sido carimbada, que luxúria é normal e todas essas outras merdas que vc disse

    • Caráter querido. Se vc tivesse isso jamais faria e falaria tanta bobagem. Que Deus tenha misericórdia de vc, pois precisa muito!

    • Silvia santos diz

      Meo, vc eh doente. Vai se tratar. PS. Toda mulher tem celulite

    • CBSul diz

      Gente é serio isso????? Meu Deusssss
      Quanta ignoância numa criatura só… pasmei
      Assim luquinha: ela errou em não usar camisinha.. ok
      ele errou em não usar camisinha e trair ok…
      Ambos erraram, mas tem um detalhe em tudo isso:
      Transmitir o virus (sendo que ele por transar sem proteção estava se arriscando e existia a suspeita e ele nem sequer teve coragem de ver se tava infectado mesmo) É CRIME.
      Se ela deveria apoiar ele ou não?
      Problema dela!
      Se você estivesse exatamente na situação dessa pessoa, você apoiaria sua “mulher sem celulite” sabendo que além de ela ter te traido com outros homens/mulheres teria te passado um virus????
      E sinto lhe dizer mas tu sofre de sindrome do coitadismo: nossa quem me fez punheteiro foi a Tieta… Quem me fez ter tesão por prostitutas foi uma novela… Não culpabilize programas de TV enquanto que na verdade seria mais honesto contigo mesmo dizer que simplesmente sente tesão por tal coisa….
      Seria a mesma coisa que dizer que viu filmes do batman e vai pegar umas armas e ser um fodão limpando a sociedade….
      Procure urgente um psicologo, ou volte pra caverna de onde vc saiu…. Assim como muitos outros que estão a solta por aí, você é muito lixo.

  11. Alessandro diz

    Infelizmente a grande maioria das mulheres n assumem responsabilidade, ela sempre buscam repassar a culpa/responsabilidade para alguém, maioria dos relatos que li aqui elas são totalmente vítimas, triste isso !!! A autora casou, ok é claro que se exige fidelidade, mas todos bem sabemos que traições acontecem, não sejamos ingênuos, infelizmente ele contraiu hiv e acabou passando para a parceira, não estou buscando tirar a culpa de ninguém, só quero dizer que a culpa seja de ambos, até pq nunca conhecemos 100% as pessoas, desejo a autora que pare de buscar um culpado é assuma a responsabilidade de ter pego pq de fato preferiu sexo sem camisinha e bola pra frente, estamos todos na mesma situação e n ficamos de mímimi chorando pelos cantos não, volte a trabalhar, ocupe sua cabeça, retome sua vida !!!

    • JJ diz

      Vc está falando da mulher vítima, porém, TODOS homens ou mulheres q estejam num relacionamento, q sejam fiéis e tenham sido contaminados por seus parceiros devido a traições sem uso de preservativo, são vitimas sim, ela não quer repassar a culpa p ninguém apenas expôs o q acontece em muitos casos.

    • Ana diz

      Cala a boca retardado, quem vai querer casar com um infiel? Acéfalo, vai se tratar.

    • Katia diz

      Ela confiava nele, queria ter um filho, como que faz isso com camisinha ? Ele foi infiel, pra mim é motivo suficiente para ela não apoiá-lo. Ela é uma vítima sim !

  12. SAR diz

    Olá…
    Cara autora, primeiramente, te parabenizo pela coragem em compartilhar conosco a sua história. Percebi que, em momentos como esse, escrever nos traz enorme alívio. De antemão, deixo claro que não farei julgamento algum a respeito de sua história. Não temos o direito de sermos juízes da história de outrem. Você relata sua história, seus medos, suas angústias e isso é muito pessoal. Recebi o diagnóstico de soropositivo há quase 3 meses, em Setembro de 2016, e os medos, dúvidas e anseios em relação a nova condição foi muito parecidos com os relatados por você e pela maioria aqui no blog. Parece que todos ao receber o diagnóstico cumprem um protocolo emocional. É natural ficarmos buscando culpados pela nossa nova condição, questionando o porquê de estarmos passando por tudo isso. Sentimos pena de nós mesmos, acredito. No seu caso, você sabe quem te infectou e imagino ser muito difícil saber que alguém que amamos que, supostamente, teria a função de também nos proteger, acaba por uma situação ou outra nos expondo. Minha sugestão a você é que procure ajuda psicológica e psiquiátrica para auxiliá-la nesse processo inicial. Eu pretendo fazer isso em janeiro do próximo ano. Já fiz terapia em outro momento e me ajudou muito. Hoje penso que ninguém é culpado por contraírmos doenças infectocontagiosas, salvo em alguns casos, onde não é dado o direito de escolha pelo uso de preservativo. Como você disse, o problema é que sempre confiamos no outro e acreditamos estar imune a tal situação. Não sei como está sua relação atual com seu ex marido, porém, tente perdoá-lo, pois o que poderia ser evitado, por vocês, já ocorreu. Mágoas, ressentimentos e angústia não fazem bem para o seu sistema imunológico. Histórias, exatamente, como a sua são frequentes. Lembre-se que o HIV surgiu em meados dos anos 80 como uma doença que acometia, principalmente, homossexuais. Foi conhecida por algum tempo como “peste gay”. Hoje o HIV não escolhe sexo, classe social, profissão…enfim, o vírus é democrático. Fui diagnosticado em um estágio crítico da doença, porém não desenvolvi qualquer sintoma, às vezes penso que meu diagnóstico está errado (rsss…). Leio tantas coisas e quando me olho no espelho, tenho a certeza de ter sido muito abençoado. Tome seus medicamentos corretamente, no caso de não se adaptar, procure seu médico e veja a possibilidade de mudar de esquema até encontrar algum que você consiga aderir sem grandes transtornos. Assuma você o compromisso de se manter intransmissível. Contar a sua sorologia para outras pessoas é uma decisão sua e só você saberá o momento de contar e para quem contar. O estigma sobre o HIV ainda é muito grande. Desejo que fiques bem, que essa turbulência passe e que em breve você deponha relatando suas conquistas, vitórias e tudo de bom que tem acontecido contigo após o diagnóstico. Um grande abraço para você.

    • Neuri diz

      SAR suas palavras são perfeitas….Somente quem passa por tal situação pode entender um pouco do que o outro está passando, + realmente mágoas, vinganças, punição não vão mudar o fato!! A vida precisa prosseguir…..É hora de retomar a vida…O estigma é muito forte, mas nós também precisamos impor respeito….O ser humano é assim, se sente imbatível, + todo mundo já se expôs ao risco e quem não contraiu nenhuma doença, parabéns…Então o momento é de procurar fazer algo útil…..seguir em frente sem desistir!!! Quanto aos ignorantes no assunto, que busquem se informar e compreender um pouco da dor do outro!!!

  13. Pedro diz

    Ah sim, ela é fiel todo o relacionamento, o marido trai com inúmeras pessoas e ela é a culpada? Parece que alguns nunca tiveram um relacionamento, a forma como nos entregamos aquela pessoa esperando que ela cuide de nós como nós cuidamos dela. Ela é vítima sim! Ela não foi irresponsável, tanto que fez todos os exames no início do relacionamento, e depois achou que o parceiro seria fiel, como ela foi. Não empurrem a culpa para a vítima.

    • JJ diz

      Isso msm Pedro, a pessoa entra em um relacionamento, faz teste de hiv, se entrega de corpo e alma e o parceiro não tem o mínimo respeito e consideração em pelo menos usar preservativo. Saber da traição doi mais q saber da sorologia. E hj em dia Não tem desculpa de desconhecimento da camisinha. Na sua época sim, Luquinha, o não uso da camisinha pode ter sido falta de informação, mas hj não. Vc não sabe como é difícil aceitar ter recebido o vírus de alguém em quem vc amava, confiava, planejava futuro, e a pessoa pensava somente em si próprio. No teu caso é mais fácil aceitar, pq vc não foi apunhalado pelas costas e pq vc tem ciência q o erro foi teu.

  14. Acadêmico-RS diz

    Esse Luquinhas sempre falando asneiras. Cada comentário maldoso. No início da descoberta é assim mesmo. Sentimos um ódio da pessoa, medo, incerteza do futuro, é uma explosão de coisas ruins. Comigo foi assim, senti um ódio, na hora pensei em ir atrás da pessoa e acabar com a vida dele. Acredito que se ele soubesse da sua sorologia ele não iria me contaminar. Aos poucos fui aceitando minha sorologia, reconhecendo a minha culpa e perdoando ele. Vindo de uma família de profissionais da área da saúde e seguindo os mesmos caminhos, nunca pensei que isso iria acontecer comigo, sempre tomei os cuidados necessários, mas aconteceu. Vamos parar de julgar as pessoas, estamos todos no mesmo barco, vamos ajudar o próximo a superar essa fase difícil. Meu Kik: Guslira94 , estou criando um grupo no KiK, vamos dividir nossos medos e conhecimentos. Somos mais forte que o vírus HIV !

  15. luquinha diz

    Acadêmico você pega do meu primeiro comentário ate o ultimo e nunca vera , preconceito , discriminação ….não carrego maldade no meu coração , agora eu acho que o bissexual não tem culpa e pronto , hétero também pega tá !

    • Junior diz

      acompanho faz um tempo, e realmente, seus comentários são na maioria das vezes agressivos e com raciocínios não muito racionais. Só pra te avisar, tb sou hétero.

  16. homempositivo diz

    Eu acredito que o único culpado na historia é o HIV.
    Não dá pra julgar, com um desabafo de algumas palavras.
    NINGUÉM nesta terra, é dono da verdade absoluta.
    Estamos todos aprendendo a ser melhores.

    Vamos supor que a autora tivesse contraído HIV num salão de beleza, que não esteriliza as ferramentas. Parece um devaneio? E se for verdade?

    Infelizmente existem inúmeras formas de se contrair HIV e óbvio que não estou eximindo o comportamento de risco do namorado dela.

    Prefiro desejar força e saúde, aos dois, ou melhor, a todos nós!
    (principalmente aos cientistas)

    O resto, só Deus sabe!!

  17. Maycon diz

    Creio que talvez a culpa seja do próprio preconceito e estigma que a sociedade criou em volta do HIV. Essa moça foi criada em uma época que se dizia que o HIV era uma doença de pessoas promíscuas (pensamento existente até hoje), assim como eu. Foi muito difícil aceitar que eu estava contaminado e que me contaminei com o meu primeiro namorado, que mantinha uma vida dupla tbm, só que no caso, era de prostituto transformista que chegava a entrar e sair do posto de saúde, com um sorriso no rosto, dizendo: – deu negativo. Eu tento perdoá-lo, mas não consigo, mesmo tendo ele morrido devido ao ataque do vírus e uma pneumonia de arrasar. Nossa sociedade não nos cria para nos proteger em todos os momentos, mas para a entrega ao tal amor. Eu como essa moça, confiei em alguém. Poderia ser pior? Poderia… Ele podia ter me matado, como ocorre nos lares repletos de violência doméstica. Acho que só não espero que ele esteja queimando no inferno, pois sou ateu! Tento não pensar, mas sei que se ele estivesse sobrevivido, não seria por muito tempo. Não só pelo vírus, mas por toda a enganação e cinismo.

  18. Mauricio diz

    Na vida devemos identificar a chance e praticar o auto-amor e o HIV é uma delas, que ironicamente nos impulsiona a nos cuidar mais e sermos vigilantes;Sobre o caso da moça da historia prefiro trocar a palavra CULPA por RESPONSABILIDADE pois não se deve depositar realmente sua saúde na mão e outros o que é argumento crucial para derrubar o vitimismo que muitos usam quando são diagnosticadas. O ruim não éo fato e ele ser bissexual ou ter tio um relacionamento extra-conjugal e sim que eles como parceiros não tinha nenhum acordo sobre isso, não havia nada combinado , que diferencia fidelidade de lealdade pq quando gostamos de alguém o privamos de incomodo, lhes desejo muita alegria e determinação nessa caminhada de auto-amor !

  19. Dere diz

    Estou com uma dúvida, alguém ai sentiu depois de tomar o 3 em 1 a pele mais quente e o estomago um pouco mais alto? Já estou me tratando tem mais de um ano e meio e senti que minha pele esta meio quente….. ótima semana a todos….!

    • Gustavo diz

      Olá Dere! Sinto muita queimação nas mãos e nos pés.
      Acho que pode ser efeito da medicação mesmo. Não se preocupe, não é só com vc 🙂

    • Acadêmico-RS diz

      Dere, isso acontece, minha pele as vezes esquenta, fica entre 37 a 37,5. A primeira vez que isso aconteceu fiquei desesperado. Meu estômago continua normal, o único problema é a queimação 10 min depois de tomar a medicação. São alguns efeitos do remédio. Mas qualquer coisa comunica com seu médico ou enfermeira.

    • Mineiro de BH 1964 diz

      Nunca senti coisa alguma. Estou em tratamento há 4 meses.

  20. Autora, belo texto! Escreva mais inclusive pra você. Isso nos ajuda a refletir sobre tudo e não fique lendo alguns comentários maldosos ou com o uso de palavras ou expressões sem empatia com sua dor. Cada dor é completamente única e pessoal pra cada um de nós. Tudo é um processo, que vai desde o choque, luto até à superação. Talvez na fase de luto que você está seja interessante contar com o apoio de algum profissional para que você dívida suas angústias e seja menos dramático passar por esse período. Por mais que todos sabemos que devemos usar camisinha em qualquer relação sexual, seja ela dentro de uma relação estável ou não, pois o uso do preservativo é responsabilidade de cada um, sabemos que quando entramos numa relação estável a maioria das pessoas eliminam a camisinha, pois acredita se num acordo entre as partes sobre fidelidade. A questão é que sabemos que manter uma fidelidade 100% nem sempre é fácil para as pessoas e como vivemos sempre achando que somos imunes a qualquer mal nunca achamos que um dia pegar o HIV será uma realidade. E assim todos nós nos tornamos positivos, seja porque confiamos em terceiros, seja porque não cumprimos com uma responsabilidade que é nossa. Mas a vida é cheio de novidades, não é mesmo? Coisas boas e ruins acontecem o tempo todo. O que importa é como lidamos com elas. Eu, por exemplo, conheci um cara e começamos a transar de camisinha desde o começo, mas de vez em quando rolava umas preliminares sem. Chegou inclusive a rolar até uma transa sem, após uns 3 meses juntos. Depois desse dia, fomos fazer exames para eliminar a camisinha, já que estávamos quase transando sem. E dai veio à minha surpresa, eu estava com o vírus e ele não. O que eu mais pedia a Deus era pra não ter contaminado ele, mesmo sem eu saber que tinha o vírus, pois não queria viver com essa culpa. Por sorte, ele não se contaminou e continuamos nosso namoro. Trago essa reflexão pra você, pois imagina se eu tivesse o contaminado? Por mais que nós dois fomos responsáveis por nossas escolhas de transar sem camisinha, hoje eu poderia estar vivendo uma culpa enorme e poderia ser visto por amigos e familiares dele como sendo o cara que o contaminou. Mas nem eu sabia que tinha. Na verdade, eu nem suspeitava que tinha. Sempre fui tão preocupado com DSTs de um modo geral e eu sempre tomava à frente com camisinhas. No entanto, eu estava com o vírus. Portanto, se eu puder te dar uma dica eu diria: siga sua vida! Que o vírus te transforme numa pessoa melhor, como me transformou. Que esse seja apenas um detalhe ruim na sua vida e que te fará a ser ainda melhor por causa disso. Faça algo para as pessoas! Caridade, pratique o bem! Você vai ver que todo mundo tem dores e verdades secretas que não precisam ser ditas aos ventos. Essa é a sua intimidade! Essa é a nossa intimidade e é um presente que deve ser dada a poucos. Fé e força! Dias melhores virão.

    • CACA diz

      “Que o vírus te transforme numa pessoa melhor, como me transformou”, acho que essa era a frase que eu precisava ler hoje. Obrigado.

    • Thais diz

      lindo recado. acho que o vírus ajuda a pessoa e evoluir pessoalmente e até espiritualmente, sabe?
      muita luz no caminho de vcs

    • Neuri diz

      Muito motivadora essas palavras…Não temos muita alternativa sabe, revolta, medo, questionamentos não vão mudar nada….Agora é seguir em frente sempre fazendo de tudo para não contaminar ninguém e isso é uma grande verdade, não precisamos escancarar ao mundo essa informação. Afinal nem todos são dignos de estar ao nosso lado em um momento tão delicado como esse! Há muita gente perversa que vive em função de julgar e simplesmente não vai acrescentar em nada…É o momento de ser seletivo com as amizades, com tudo……Por isso precisamos usar algo a nosso favor! Quando paramos para olhar um pouco mais com carinho para o outro, vemos que há muitas pessoas que sofrem não apenas com esse estigma, mas com tantas mazelas que esse mundo nos mostra a todo instante! Então podemos tentar ser uma luz que torna o dia de alguém um pouco melhor!!! A vida precisa prosseguir……

  21. João diz

    Bem! Toda a parte dos sentimentos que no momento te atormentam, eu vou deixar pra vc, pq só vc sabe da intensidade deles e se vc precisa de ajuda ou não!

    O que posso te dizer é que, se vc se permitir, vc vai ter uma vida completamente normal e produtiva, com problemas e preocupações não muito diferentes da que vc tinha antes da sorologia positiva, vai voltar a trabalhar como antes, conviver com todos como fazia antes, se relacionar como antes e sonhar como sempre!

    Convivo com o HIV desde 2012 e como já disse em outros relatos meus aqui, ele só faz parte da minha vida durante 37 segundos do meu dia, que é o tempo que levo pra levantar da minha cama, ir até a cozinha, tomar meu remédio e voltar pra cama, fora isso eu realmente nem me lembro de que sou soropositivo!
    Mas EU permiti que isso acontecesse, pq simplesmente não penso mais em como ou pq aconteceu comigo, estou indetectável desde o final de 2012, então não me preocupo mais em transmitir o vírus para minha esposa e percebi que não está escrito na minha testa HIV, portanto me relaciono normalmente com todos!

    Se permita e vc vai ver que tudo vai ficar bem!

    Grande abraço!

    OBS: A cura tá chegando em… Kkkkk

    Meu email: serumaninho81@gmail.com

  22. Mineiro+ diz

    Força e fé amiga! O início é difícil mesmo. Descobri em novembro de 2016 e apenas em março deste ano tive coragem de iniciar a medicação. Passado nove meses estou bem e forte, a única coisa que me faz mal são sonhos bem realistas que tenho todas as noites, mas tenho que me acostumar pois quero continuar com o 3×1. Deus nos abençoe e aqueles que buscam pela cura!
    Grande abraço!

  23. Maycon diz

    É muito estranho quando vejo um homem hétero querer falar sobre a sua posição diante o HIV. Sempre com esse ar de julgamento e retirada de responsabilidade, atribuindo a si e a mulher 50% disso ou daquilo. O ideal está bem longe do real. Aqui onde moro tem um homem branco, filho de lavoureiro que todos sabem possuir o HIV. Ninguém fala nada, pois no meio desse lance, ele continua sendo hétero, branco e rico. A lógica basicamente é esta:
    Se você é hétero e tem HIV = Pegador, vai morrer feliz e o escambau.
    Se você é mulher = Prostituta, vagabunda etc.
    Se você é gay = Promíscuo que dava pra todo mundo.

    O rapaz traía a esposa com homens e mulheres e a responsabilidade é dela? Só esse Luquinhas pra achar uma coisa assim, já que até o ex saiu inconsolável do laboratório.
    Eu mesmo quero essa cura não apenas pela cura fisiológica. Mas pela cura psíquica. Poder chamar todos os meus amigos e dançar Madonna no cemitério em cima do caixão desse meu ex.

    • cariocarj diz

      kkkkkkkk dançar Madonna no cemitério em cima do caixão do ex. Muitos risos….

  24. Luis Carlos diz

    Me chamo luis e quero lhe dizer que a vida com HIV não sua sentença de morte, até porque quem determina sua vida é Deus. Mais realmente não é fácil quando sabemos de uma notícia como essa. Mais lhe digo que minha vida não parou estou noivo, minha noiva bem mais nova do que eu e realmente entendeu e esta me ajudando muito graças a Deus. A sua vida não vai parar por causa disso, fique firme e tenha fé. Sou do rio de janeiro. Deus te abençoe e te guarde.

  25. SAR diz

    Maycon,

    Perfeita essa sua lógica sobre os diversos perfis e o HIV (rssss…). Tenho percebido que a sociedade de uma forma geral pensa EXATAMENTE assim.

    Abraço!

  26. Maycon diz

    Em uma sociedade machista, o HIV caiu com uma luva! Um vírus que infecta mais mulheres e homens gays. Não precisava de mais nada…

  27. Paraense+ diz

    Eu sou Homem hétero e, como já disse – e assumi -aqui no começo de 2015, assumo 100% da responsabilidade de ter infectado a minha esposa. Essa culpa eu vou carregar para sempre, é algo que doi na alma. Mas, infelizmente, o que está feito, está feito. Não tem como voltar atrás. No nosso caso, a gente continua junto, vamos enfrentar esse problema juntos até quando Deus quiser, pois temos três filhos pra criar. Penso que a melhor forma de administrar esse problema é : Não guardar mágoa, perdoar e continuar juntos. É minha opinião particular.

    • Anderson Luiz diz

      Respeito seu ponto de vista, mas confesso que é muito difícil não guardar mágoas de quem colocou sua saúde em risco. Ame essa mulher da forma mais intensa que você puder, a maioria delas teria largado você.

  28. Kriska diz

    Eu tenho o HIV a mais de 7 anos ,sou indetectável a 5 anos ,mas de uns anos pra cá vivo normalmente me lembro só qndo tomo o retroviral mesmo kkkk . Contraí o vírus do meu marido q já faleceu a 3 anos ,ele nunca quis tomar os remédios. Um dia ele c internou com dor nas costas e nunca mais voltou,dali apareceu várias complicações. Mas hj tenho um relacionamento normal só não tenho coragem de falar pra pessoa q tenho ,fico totalmente sem coragem pq sei q existe um puta de um preconceito entre as pessoas . Mas me cuido e muito pq como sou indetectável o perigo é a outra pessoa ter algo e me passar e estragar tudo q lutei pra chegar até onde estou e como estou. Muito bem !! E digo, tomem pois o indetectável chega e qndo chega da um alívio na gente… Ah! Quero participar de algum grupo será q alguém pode me add??? Eu sei q tenho muito oq passar e oq aprender . Bjus e obrigada

    • Rossana Souza diz

      Olha pessoa, sabe mesmo você se cuidando estas coisas, eu acho que quando você entra num relacionamento você deveria contar sim, pois, sabemos todos nós aqui que o risco de contaminação mesmo que pequeno existe, e você tem de dar o direito a essa pessoa de decidir se quer ou não se relacionar com alguém soropositivo. Não é preconceito é jogar limpo, ser sincero. Dói demais ouvir um não eu já ouvi alguns mas minha consciência encontra-se tranquila.

  29. Alguém pode me dizer se um casal sorodiscordante, onde apenas o homem é positivo, e se encontra indetectável há mais de 6 anos, pode ter filhos ao método natural? há chances de contaminar a mulher ou a criança? grata!!

    • Anderson Luiz diz

      Pense que você não é a única , em um universo de milhares, milhões. Também pequei por confiar demais, por abrir minha vida literalmente a alguém que não valia um centavo. Agora ânimo mulher, todos nós passamos por dias bons e ruins os efeitos colaterais infelizmente existem para uma grande maioria , mas garante sua saúde. Força amiga !! E não tenha vergonha você não é uma depravada , você foi uma vítima !!!

    • Anderson Luiz diz

      Eu conheço casos aonde a mãe sorodiscordante utilizou-se do tratamento por toda a gravidez teve um acompanhamento super rigoroso e teve uma criança não portadora do virus e também não se infectou. Infelizmente o ideal seria o processo da lavagem do esperma , mas isso ainda é uma realidade distante para grande maioria devido ao alto custo do processo. Converse com seu ginecologista e com um bom infecto , pense nos prós e contras e depois decida, seu corpo suas regras. Boa sorte pra vocês que esse bebê venha pra completar sua felicidade.

    • JJ diz

      Vá em uma consulta junto com ele, dizem q após indetectavel é praticamente zero o risco de transmissão, mas se tem uma forma 100% segura é melhor ne, mas só o médico poderá explicar melhor e encaminha-los para os procedimentos necessários. Qto a criança fique despreocupada, vc é soro – e msm q fosse vc a pessoa +, descobri minha sorologia ao fazer os exames do pré natal, iniciei o tarv e qdo o bb nasceu tbm fez uso de um arv líquido, acho q por 12 dias (não lembro direito) e com 18 meses fez o último exame qual deu negativo, ele vai fazer 7 anos em janeiro, criança muito feliz desde q nasceu, sempre sorrindo e o melhor muito saudável.

    • Carlos diz

      É perfeitamente possível . É exatamente a minha situação, sou soropositivo e minha mulher não. Hoje ela está grávida de seis meses e nossa filha foi concebida de forma natural.

    • Vale1105 diz

      Olá….Boa noite, meu marido descobriu ter o HIV em novembro de 2015, em dezembro já começou o tratamento com o 3/1; Ele contraiu a doença devido a uma traição.Somos casados a quase 11 anos, graças à vontade de Deus, mesmo tendo ficado exposta a mais de 1 ano a doença, eu não me contaminei. Eu o perdoei e o apoio em tudo. Com 6 meses de tratamento ele conseguiu ficar indectavel, hoje depois de 1 ano e 3 meses de tratamento vamos ter outra filha(nossa filha mais velha tem 9 anos).Estou grávida de 7 meses de uma menina super saudável, nem a sífilis que ele me passou fez mal a minha filha(fiz o tratamento antes dá gravidez e repeti por precaução aos 6 meses de gestação). Foi uma gravidez não planejada, tivemos muito medo no começo, mas os médicos garantiram que ela é saudável. Minha história foi muito difícil, não tive tempo de sentir raiva ou julgar meu marido…Tive que apóia -lo com o tratamento, por ele e por minha filha que precisava do pai.Pela traição ele pagou muito caro, vai ter que conviver com o HIV pro resto de sua vida (enquanto não houver cura). Hoje nós temos que nos policiar pra não esquecer dá condição dele de soro positivo, a vida dele é super normal, fica fácil esquecer.O que me incomoda são só as crises de tristeza dele de vez em quando, mas acho que são devido aos efeitos do remédio.Quando ele fica desanimado, eu chamo a atenção dele, falo que ele tem que ser grato pela 2 chance que Deus lhe deu…Eu sempre digo pra ele que um câncer seria 1 milhão de vezes pior, e que ele está tendo a chance de criar a filha e ainda por cima vai ter outra.Eu sou muito grata aos médicos que desenvolveram os remédios mais modernos, porque graças à isso hoje minha família continua, e ainda por cima com uma nova vida…Minha princesa vai chegar logo e junto com ela mais alegria para o pai. Não desista, os soro positivos podem ter uma família sim.Boa sorte e que vc tenha filhos com muita saúde.

  30. Staying Positive (+) diz

    Olá, pessoal!

    Primeiramente gostaria de compartilhar com a autora do texto que toda essa aflição e medo vai passar. Nos primeiros meses é normal que pensamentos negativos e medos perambulem nossa cabeça o tempo todo. Depois começamos a aceitar e perceber que isso não vai nos matar, apenas nos fortalecer e fazer com que vejamos a vida com outros olhos. Hoje eu vejo que os acompanhamentos médicos que eu faço são essenciais para uma pessoa saudável, eu antes de descobrir que tinha o vírus não tinha ideia do que acontecia no meu organismo. Agora tenho totalmente o conhecimento e percepção de que estou bem, saudável e com o vírus sob controle.
    Eu também senti tonteira nos três primeiros dias, e a barriga inchada durante algumas semanas, sem falar do cansaço matinal. Acho que tudo isso durou uns 2 meses. Hoje já me sinto melhor. A quantidade de vírus em meu organismo sempre foi baixa, e meu CD4 alto. Tanto que em 2 meses já alcancei o indetectável. Então fique tranquila. Com 3 ou 4 meses vai ficar tudo bem e você estará indetectável, se não bem próxima de alcançar a este estado.

    Tenho uma dúvida, que gostaria de compartilhar com vocês. Essa semana fui buscar o meu remédio e percebi que o meu 3×1 não é mais amarelo. Ele é branco. Eu achei que tivesse pegado o remédio errado e andei pesquisando e vi que existe sim. Inclusive vi que há pessoas que reclamam bastante desse comprimido branco. Gostaria de saber de vocês que tomam o 3×1 se passam por alguma coisa anormal.

    Eu nunca senti nada de anormal com o comprimido amarelo e agora com esse branco eu tenho sentido mais sonolência pela manhã e dificuldade em acordar cedo. Estou com medo.

  31. CBSul diz

    Olá amiga, saiba que não está sozinha nessa. Sou do Rio Grande do Sul também. Se quiser conversar, me manda seu e-mail… Atraves da pagina, num relato parecido acabei conhecendo uma menina que hoje é uma das minhas melhores amigas. Aos poucos o medo e a insegurança vão desaparecendo e vais ver que vai ter uma vida normal… 🙂
    Abraços e energias positivas pra vc :*

  32. Sou soro negativo, mas tenho vários amigos soro positivos. Lhes suplico que usem os remédios e cuidem da saúde de vocês. A vida é o bem mais precioso que temos… É a única coisa que temos..
    Autora da carta, não se entregue. Você foi vítima, mas todas as nossas ações trazem consequências. Infelizmente tendemos a confiar em pessoas erradas. Infelizmente tendemos a confiar.
    Você tem a chance de ter os remédios de forma gratuita.
    Hoje em dia não sabemos se viveremos MUITO ou pouco… Só em por a cara no portão já podemos tomar um tiro e morrer. A vida é incerta. Não achei que seus dias será reduzidos pelo HIV. Se cuide e viva. Lembre-se que a vida é uma constante luta para todos nós e para morrer, basta ficar parado.
    Muita paz e luz para vc.

  33. Kal diz

    Não se desanime em viver não, também passei por dificuldades no inicio, de inicio tive o apoio de meus pais, os quais me deram força para seguir em frente, hoje tomo a medicação e sigo minha vida normalmente, estava namorando e tive medo de contar a pessoa, nosso relacionamento era sempre com preservativo, porém certo dia ele descobriu e tive que contar, o mesmo entendeu que isso não é algo fácil de se abrr, hoje não estamos mais juntos, e conheci uma nova pessoa também, e de inicio já expliquei o que se passava, e pude notar a compreensão tb na pessoa.
    Não devemos deixar de viver, devemos sim, tomar ciência que somos Soropositivo e sim nos cuidar e tomar cuidados com quem nos relacionamos.
    Confiança é fundamental.

    CARPIE DIEM sempre

  34. Rodrigo diz

    Estou mto arrazado … Eu mesmo não sei oq fazer eu estou sozinho e desesperado,perdi tudo que tinha de maior valor minha saúde meu namorado meu convivo com as pessoas,me sinto perceguido e olhado,tou sofrendo mto com o resultado é meu companheiro me abandonou e foi viver a vida dele…
    Não tenho mtas amizades,pra mim é o fim…
    Socorro…Eu tou sozinho
    Sou do rio de Janeiro alguém pra me fazer uma companhia eu vou acabar com Tudo…
    Não paro de chorar eu tou mto triste meu deus…
    Alguém me ajude .

    • CACA diz

      Amigo fica calmo. Não é o fim do mundo. Descobri que sou positivo no dia 2 desse ano, inicialmente nos bate o desespero mesmo. mas fique calme pesquise sobre o assunto e procure o CTA e o SAE da sua cidade. Eu procurei eles me deram to do o apoio necessário, médico e psicológico. Ser positivo não significa o fim da sua vida. Você vai ter que se cuidar mais, e fazer o tratamento. Apenas isso. Hoje a expectativa de vida de quem é positivo e se cuida é a mesma de qualquer outro cidadão. Procure ajuda profissional, não conte pra ninguém por enquanto. Você vai ver que tudo vai dar certo. Hoje, aproximadamente duas semanas após saber meu resultado estou iniciando o tratamento, que é apenas um comprimido, todas as noites. Além disso, em breve minha vida será a mesma de antes. Fique calmo, precisando estamos por aqui!! Grande Abraço.

    • Gaucho29 diz

      Oi Rodrigo! Não fique assim, estamos em 2016 e o hoje em dia graças Deus (e aos cientistas) o HIV tem tratamento, tu vai tomar só um comprimido por dia e vai ficar bem! A medicina avançou muito, em breve teremos a cura, até lá vamos tomar o remedinho. Me descobri soropositivo faz 1 mês e passei por tudo isso também, mas acredite que vai passar! Se quiser conversar, baixe o aplicativo Kik e me adiciona: rodgaucho

    • Rodrigo diz

      Bom cara estou vivendo uma angústia igual a sua descobri que a pessoa que mais amo está com HIV e nunca pode imaginar isso sabe? Vivo perdido nesse mundo sem saber se tenho coragem de fazer o exame e descobri tbem que tenho essa doença. Meu medo a cada dia aumenta. E me apego com deus pra me conceder um milagre. Mesmo sabendo que posso ter tbem e o pior de tudo descobri várias traições da parte dele e minha relação com ele nunca mais será a mesma. Força pra vc amigo.

  35. Lua diz

    Oi Rodrigo, nao se desespere, tudo vai passar, tenha força e fé pra seguir. Acho que deve postar nos últimos posters do JS, aqui quase não vem ninguem , vão lendo os mais recentes.
    Deus no comando!!!Bjus

  36. Le diz

    Oi Srta. Coragem,
    Te chamarei assim pq vc é uma mulher forte, uma mulher com garra, uma guerreira. Saiba que muitas mulheres nunca fariam o que vc fez, confesso que não sei se eu teria coragem de fazer o que vc fez (tb sou soropositiva e minha história é bem diferente da sua, mas não vem ao caso agora). Pelo o que vc contou é obvio que vc se ama acima de tudo, vc correu atrás de saber se vc tinha ou não o vírus, e isso já te define como uma guerreira. Vc, assim como eu e a maioria, tinha medo do resultado, mas isso não te impediu de saber a verdade. Pq vc se ama, vc quer viver, e não vai ser um vírus babaca, ou um ex-marido igualmente babaca que vai tirar sua vontade de viver. Sabe… em todos esses anos que convivo com o meu vírus eu percebi que ele é só isso = ele é só um vírus, uma partícula microscópica, algo ínfimo, que de forma alguma define quem eu sou, ou que definirá quem vc é. Nenhum de nós fica feliz com o resultado, mas o que devemos nos lembrar é que aquele “reagente” na verdade nos deu a chance de tratar. Nos deu a chance de deixar esse babaquinha indetectável e seguir nossas vidas da mesmíssima forma que estávamos antes. Claro: tomando mais cuidado com a alimentação, nos exercitando mais, tomando mais água…tudo isso que já sabemos; mas nada disso nos faz menos que outra pessoa, nada disso nos inferioriza. Saiba que, o que vc sente agora, esse desespero que bate as vezes, tudo isso vai reduzir, tudo isso vai passar, vc vai ficar bem, vc vai ser feliz, e com certeza vc merece ser feliz, e vc vai ser.
    Sabe pq vc vai ser feliz? Pq vc QUER SER FELIZ, pq no fundo, vc sabe que todo o problema do HIV/AIDS não passa de preconceito da sociedade que no fundo tb não passa de preconceito sobre a forma que foi descoberto o vírus. É SÓ UM VÍRUS, assim como o vírus da gripe, assim como o vírus da dengue… ok, o HIV fica latente…. o vírus da hepatite C tb, e vc não vê tanto preconceito com ele como há com o HIV.

    Sabe, eu não sei o que o futuro nos reserva, mas eu sei do nosso agora: nós somos fortes!! Todos nós somos mais fortes que essa bostinha que acabamos adquirindo, e, enquanto ainda não há cura, simples, eu tomo meus remédios!! Todo dia!! No mesmo horário!! E me mantenho saudável!! E faço minha dieta!! E vivo!! Um dia de cada vez! E viajo! E trabalho!! E faço tudo exatamente da mesma forma, pq no fundo, no fundo mesmo, eu sei que é só um vírus, não vou deixar ele tomar conta dos meus pensamentos, e também não vou deixar ele tomar conta do meu corpo (meus remédios não vão deixar!!). Vida que segue! E eu? Eu sigo me amando!! Eu, vc, todos nós somos as mesmas pessoas que eramos há 10 anos atrás, talvez um pouco mais vividos, um pouco mais machucados, mas me nego a me machucar mais por algo que não esta no meu controle mudar! Mas sabe o que eu posso mudar? A forma como eu enxergo a minha vida!! Poxa, vale muito a pena viver!! Quero vive!! E sei que vc tb quer! Resta agora a dúvida de COMO vc quer viver? Vc quer viver triste, desiludida, se arrependendo OU vc quer ser feliz, sabendo que não foi culpa sua (e que no fundo não foi culpa de ninguém, é só um vírus, que infelizmente chegou até nós, não importa a forma, quando ou onde. Vamos conviver com o babaquinha até termos a cura, enquanto isso, VIVEMOS!!!). Nós acordamos todos os dias e podemos fazer uma escolha:
    * Podemos deixar o vírus nos derrotar
    * Podemos deixar pessoas que não nos conhecem nos derrotar com sua ignorância e preconceito
    * Podemos deixar pessoas que nos amam, mas que infelizmente não entendem, nos por pra baixo
    * Podemos simplesmente desistir, pensar que não valemos a pena, pensar que viver não tem mais sentido…
    Mas pq faríamos essas escolhas horrorosas se podemos fazer outras bem melhores:
    + Podemos acordar e olhar o céu, observar o céu azul, o sol, ou aquela chuva linda que lava tudo de ruim e agradecer por mais um dia
    + Podemos levantar, tomar um banho quente (ou mais geladinho naquele calor das Arabias), tomar um café, agradecer pela comida e pela chance de aprecia-la
    + Podemos não reclamar de uma leve tontura que vira ou meche a gente pode ter com os remédios, entendendo que basta se alimentar direitinho e se hidratar que ela vai passar
    + Podemos respirar… simplesmente respirar… e cantar, e trabalhar, e viajar sabendo que ESSA PESSOA É VOCÊ, só vc!! Vc sendo vc!! Enquanto simplesmente vive!!! E se cuida!! E se ama!!

    Sabe Srta. Coragem, eu tenho fé em vc!! E eu tenho fé em todo mundo aqui!! E mesmo sem conhecer nenhum de vcs sei que somos fortes!! NÓS SOMOS FORTES!! E NÓS ESTAMOS VIVOS!! ENTÃO VAMOS VIVER!!

    De forma alguma digo que não choro de vez em quando, choro sim, choro quando me machuco, choro quando brigo com meus pais, mas confesso que não choro mais por ser soropositiva… Pq, poxa, é só um vírus!! E não é o único que eu tenho, afinal, já peguei várias vezes gripe… já tive dengue tb! Horrível!! Tb tenho umas bactérias, que ficam no meu intestino, me ajudando a digerir minha comida, e produzindo vitamina K… não choro por causa delas… Então me nego a chorar pelo HIV!! É . SÓ . UM . VÍRUS. !!! E, com certeza, ele NUNCA será mais forte do que eu!!

    Se vai existir uma cura… não sei…. se não surgir até chegar minha hora, ao menos eu sei de uma coisa, eu vou morrer com HIV, mas jamais vou morrer pelo HIV, não vou deixar ele acabar com minha vida… me nego!!!

    Minha msg pra vc então são só essas poucas linhas, e saiba que vou rezar por vc e sabe o que vou pedir nas minhas orações? Para, um dia, eu ter ao menos metade da sua garra e tb para que vc tenha um vida maravilhosa, dias inesquecíveis, viagens surpreendentes, enfim, a vida que vc merece, e que tb depende de vc querer ou não ter.

    Muitos e muitos beijos com muito carinho.

    • Thi diz

      Seu texto me deu forças. Estou no momento que acordo varias vezes de madrugada me questionando e me culpando. Tambem contrai numa relação estável, ao que tudo indica ele sabia da sorologia mas me escondeu a verdade. Enfim, aguas passadas. Bola pra frente e bora viver!

    • bmr diz

      Le, a quanto tempo você vive com HIV? Belas palavras, você também é uma guerreira. Abraço, Deus lhe abençoe.

    • Mateus diz

      Acho que esse foi um dos comentários mais lindos e motivadores que já li! Duas guerreiras com certeza!!!

  37. Frederico diz

    Com certeza pelo seu texto você também teria preconceito com alguém portadora do virús, relaxa não é o fim. Bem vindo ao mundo do HIV.

  38. Fe diz

    OLÁ,
    TENHO UMA HISTÓRIA BEM PARECIDA COM A SUA, SÓ QUE O MEU NAMORADO SIMPLESMENTE SUMIU, ME BLOQUEOU EM TODAS AS MIDIAS DE COMUNICAÇÃO QUANDO EU DISSE A ELE QUE DESCOBRI AS TRAIÇÕES E QUE ELE TINHA ME PASSADO HIV. PASSEI EXATAMENTE PELO MEDO E ACABEI CONTANDO AOS MEUS PAIS. ELES TIVERAM TODO O TIPO DE REAÇÃO, O DESESPERO INICIAL, DEPOIS ME CULPARAM, SE CULPARAM, TENTARAM PARTICIPAR E DEPOIS VEIO A NEGAÇÃO, HOJE, DEPOIS DE 6 ANOS, ELES JÁ ME PERGUNTAM COMO ESTOU DE SAÚDE, MAS NÃO VÃO AO MÉDICO COMIGO. NO INICIO O REMÉDIO ME DEU MUITA DOR MUSCULAR, FRAQUEZA, TONTURA, FOI QUANDO O MÉDICO TIROU O REMEDIO COM AZT E ME DEIXOU XOMENTE COM O REMEDIO UNICO, AÍ SIM COMECEI A TER VIDA NOVAMENTE. MAS ATÉ HOJE AINDA FICO MUITO EM CASA ISOLADO, POIS TENHO MEDO DE ME RELACIONAR NOVAMENTE, FACO TERAPIA 2X POR SEMANA, MAS AINDA TENHO MEDO DO PRECONCEITO.
    SEJA FORTE,POIS O MUNDO NAO ACABOU E SAIBA QUE VC AINDA PODE TER FILHOS, É SÓ SE INFORMAR COM O MEDICO CERTO.
    UM GRANDE ABRAÇO

  39. Edy diz

    CARACAS HISTORIA BACANA E COMO TODOS NOIS TEMOS A NOSSA HISTORIA CADA UMA DIFERENTE DA OUTRA CULPA VIXXIII É AGENTE CONFIAR NUMA PESSOA É COMO ENTREGAR NOSSA VIDA NA MÃO DESSA PESSOA MAIS É ISSO AI BOLA PRA FRENTE E VAMOS SEGUINDO A VIDA COMO DEUS NOS PERMITIR QUEM FAZ NOSSA HISTORIA É NOIS MESMO SEJA ELA BOAS OU RUIM DEUS NOS DA FORÇA E FÉ PRA SUPERAR TUDO.
    AGORA KKKKKK ESSE LUQUINHA É MUITO ENGRAÇADO ACHO QUE ELE NÃO ESCREVE ESSAS COISAS PRA OFENDER ALGUEM FAZ ISSO MAIS PRA CHAMAR ATENÇÃO E SER UMA PESSOA POLEMICA E COM IDÉIAS DIFERENTES DAS OUTRAS ME RACHO COM AS CONVERSA DELE KKKKKK
    E PARABÉNS PELA SUA HISTORIA AMIGA TENHO CERTEZA QUE TUDO VAI DAR CERTO PRA VC JA ESTA DANDO ENQUANTO AO SEU EX SE ELE FEZ OU NÃO DE PROPOSITO MAIS A FRENTE ELE SERA JULGADO NÃO POR VC E NEM POR NÓIS TUDO TEM O SEU TEMPO.

  40. Paulo diz

    A pior coisa é o julgamento que as pessoas fazem. Assim como muitos eu tbm errei e confiei o meu prazer a outra pessoa. Eu vacilei feio, feio mesmo. me expus à forma mais arriscada de contrair o vírus, e extamente duas semanas após essa exposição comecei a sentir alguns dos sintomas que vemos nos sites por aí e perdurou por pouco mais de uma semana. Eu já estava me preparando psicologicamente pra encarar um resultado de hiv positivo; algo que para mim já estava mais do que certo. Fui investigar e descobri que o cara é soropositivo. Nesse dia eu quase pirei,e se eu tivesse uma arma na mão acho q não hesitaria em dar um tiro no meio da testa daquele FDP. Sei que errei feio em me expor, mas acho muita sacanagem um soropositivo, que sabendo de sua condição, expõe outras pessoas ao risco de contaminação (não é o caso do texto, pois pelo o que entendi, o ex-marido da moça que escreveu não sabia que era portador do vírus, embora tivesse uma suspeita). Fui atrás do cara tirar satisfação, e ameacei levar o caso à polícia. Vacilei pela segunda vez, pois depois disso o cara sumiu do mapa e até trocou de telefone. Perdi a chance de fazer uma “casinha” e dar uma surra para deixa-lo aleijado. Nunca passei por tanta aflição em minha vida. Após o periodo da janela imunologica fiz o exame laboratorial 2 vezes e o resultado foi não-reagente. Fiquei imensamente feliz e chorei mais do que qndo descobri que o cara é soropositivo, pois foi um milagre eu não ter sido infectado e até agora não consigo entender essa loteria. Isso não diminui a minha raiva, pois hj vejo claramente a intenção q aquele merda tinha em me infectar. Não sou de desejar o mal para ninguém, mas pra ele eu desejo sim que a AIDS o leve para o quinto dos infernos. Uma pessoa dessa não merece viver.

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s