Notícias
Comentários 64

“Paciente Zero” é inocente


bbc

Gaëtan Dugas, um comissário de bordo homossexual, virou lenda na história do HIV/aids quando se tornou conhecido como o “Paciente Zero” — o primeiro caso de aids nos Estados Unidos. Contudo, um estudo publicado na revista Nature mostrou que ele era apenas uma dentre as milhares de pessoas infectadas pelo HIV na década de 1970. O estudo também mostrou que Nova York era um centro de propagação do vírus.

A aids só começou a ser conhecida em 1981, quando seus sintomas incomuns começaram a aparecer em homens homossexuais. Mas agora os pesquisadores conseguiram olhar mais para trás no tempo, através da análise de amostras de sangue ainda armazenadas de estudos de hepatites feitos na década de 1970, algumas delas contendo HIV. A equipe da Universidade do Arizona desenvolveu um novo método para reconstruir o código genético do vírus nestes pacientes.

“Podemos estimar a data mais precisas da origem da epidemia nos Estados Unidos para cerca de 1970 ou 1971.”

Após uma triagem de 2.000 amostras de sangue de Nova York e São Francisco, os pesquisadores foram capazes de obter oito códigos genéticos completos do HIV. Isso deu aos cientistas a informação que eles precisavam para construir a árvore genealógica do HIV e identificar o momento em que o vírus chegou aos Estados Unidos. O Dr, Michael Worobey, um dos pesquisadores, disse: “As amostras contêm tanta diversidade genética que não poderiam ter se originado no final da década de 1970. Podemos estimar a data mais precisa da origem da epidemia nos Estados Unidos para cerca de 1970 ou 1971.”

dugas

Gaëtan Dugas

“Gaëtan Dugas é um dos pacientes mais demonizados da história.”

Os pesquisadores também analisaram o código genético do vírus da imunodeficiência humana a partir do sangue de Dugas. Assim como um teste de paternidade que deu negativo, os resultados mostraram que o vírus em seu sangue não foi o “pai” da epidemia de HIV/aids americana. O Dr. Richard McKay, um historiador de ciência na Universidade de Cambridge, disse: “Gaëtan Dugas é um dos pacientes mais demonizados da história e é apenas um dentre uma longa lista de indivíduos e grupos sociais vilipendiados pela falsa crença de terem sido responsáveis por epidemias e com intenção maliciosa.”

Dugas, funcionário da Air Canada, foi rotulado como “Paciente O” (a letra, não o número) pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, porque ele era um caso de aids “Out-of-California” — isto é, de fora da Califórnia. Ao longo do tempo, o “O” tornou-se um zero e o termo Paciente Zero nasceu. Ele ainda é usado até hoje para descrever o primeiro caso de um surto, tal como aconteceu com o ebola na África Ocidental. Dugas morreu em 1984, mas permaneceu identificado como o Paciente Zero no livro And the Band Played On, de Randy Shilts. O estudo também descobriu o papel fundamental de Nova York na propagação da infecção.

nyc

Nova York

A origem da pandemia se deu em Kinshasa, na República Democrática do Congo, em 1920 — a cidade onde começou a pandemia global. De lá se espalhou para o Caribe e para os Estados Unidos, por volta de 1970.

“Nova York parece ter sido o ponto a partir do qual o vírus se espalhou.”

Segundo o Dr. Worobey: “Em Nova York, o vírus encontrou uma população que era como palha seca, fazendo com que a epidemia queimasse mais quente e mais rápido, infectando pessoas suficientes para chamar a atenção do mundo pela primeira vez. Assim como Kinshasa foi um momento decisivo para o vírus se tornar uma pandemia, Nova York parece ter sido o ponto de virada a partir do qual o vírus se espalhou para a costa oeste dos Estados Unidos e, então, para a Europa Ocidental, Austrália, Japão, América do Sul e todos os demais lugares.”

O Prof. Oliver Pybus, da Universidade de Oxford, comentou: “Estes novos dados ajudam a confirmar o quadro das origens do HIV nos Estados Unidos e trazem um ponto muito interessante sobre o Paciente Zero, que se tornou sinônimo da origem da aids. Embora esta narrativa seja atrativa, ela não tem qualquer base científica e é realmente lamentável que esta pessoa tenha sido identificada dessa maneira.”

Em 26 de outubro de 2016 por James Gallagher para BBC

Anúncios
Este post foi publicado em: Notícias
Etiquetado como: , ,

por

Jovem paulistano nascido em 1984, que descobriu ser portador do HIV em outubro de 2010. É colaborador do HuffPost Brasil e autor do blog Diário de um Jovem Soropositivo.

64 comentários

  1. Lucio diz

    Pessoal vocês tem alguma novidade sobre a pesquisa de cura dos dinamarqueses?

    • Alex diz

      Mas e vai ser possível a troca para quem não possui falha terapêutica?

      • Pedro diz

        Alex ontem na minha consulta o meu médico me propôs a troca e falou que é possível a troca mesmo sem a falha terapêutica.

        • Alex diz

          Mas e a notícia que foi divulgada dizendo que só será pra quem ainda não toma ARVs ou quem possui falha? Estranho.

          Seu médico é particular ou pelo sus? Devo realizar a troca tbm.

          • Pedro diz

            Alex
            Sou de Bh, meu médico atende particular e em um cta de referência aqui. Tenho 2 anos de 3×1 e nunca dei certo com ele porém é cômodo para mim. O médico falou que poderei trocar sim.

    • Se eu entendi bem, Mateus é o vírus. Até agora, muitos achavam que quem tinha parido o vírus era Gaëtan Dugas, um soropositivo, sob a acusação de ter sido o primeiro e maior transmissor do vírus. (Há algum tempo eu postei mais sobre a história dele aqui.)

      Achei relevante essa matéria porque, ao meu ver, ela ajuda a desconstruir a imagem do soropositivo como um agente fundamental para espalhar a epidemia. Esse estudo genético e histórico da matéria acima mostra que o vírus se espalhou porque encontrou meios para isso, diante do conhecimento científico da época, do momento histórico e do comportamento social, tal como o que era visto em Nova York nos anos 1970 e em Kinshasa dos anos 1920.

      • Paraense+ diz

        Meu Caríssimo JS, gostaria de te dizer que tudo, mas tudo mesmo, que tu postas aqui é de absoluta relevância , o que penso não ter muita importância é a acusação que se imputou a esse rapaz, que, com certeza , não tinha noção de que carregava consigo esse vírus maldito, e que se saiu por aí transmitindo não o fez por maldade, e sim por puro desconhecimento da sua condição. Aproveito o ensejo para parabeniza-lo pelas excelentes matérias aqui publicadas.

  2. Lara diz

    herivaldo virulato gostaria de conversar com você. Caso se sinta à vontade, me diga seu mail . obrigada querido! Lara

  3. Vida+ diz

    Bom dia a todos.
    Pessoal vou usar este meio de comunicação entre pessoas que tem o mesmo problema que eu para pedir uma GRANDE AJUDA, não se preocupem, não é dinheiro que preciso rsrs.
    É desagradavel falar da vida pessoal, mas vou contar um pouco de minha história “superficialmente”. Sou soro positivo desse 2010 e em 2013 sai do Brasil para estudar, realizar um sonho que sempre tive, volto ao Brasil nas minhas férias que é em meio de Junho até final de julho e meio de dez até fevereiro. sempre fiz meus controles e acompanhamento no Brasil até porque onde estudo o País é menos desenvolvido que o Brasil,a tecnologia é menos avançada e o preconceito é altíssimo. Em Outubro de 2015 fui obrigado iniciar meu tratamento e 3 meses depois ja era INDETECTAVEL e mantenho indetectavel. Cada consulta que vou ao Brasil trago a medicação para 3 meses e deixava um receita com caixa para envio dos medicamentos para e seus respectivos valores de envio tudo pago com uma colega no Brasil que é a única que sabe da minha sorologia, porém essa senhora já tem 70 años é uma enfermeira aposentada e não consegue por “N” motivos ir ate CRT Santa Cruz pegar a enviar minhas medicações. Hoje estou simplesmente DESESPERADO por que sobe que ela não enviou os produtos que deveria ter enviado ha 15 dias atrás. Mas vou conseguir resolver dessa vez indo até a cidade brasileira que faz divisa con o Pais que estou estudando e vou conseguir a medicação suficiente até dezembro quando estarei regressando para São Paulo de férias.
    SEGUE MEU PEDIDO.
    Só nos sabemos a importância de manter uso regular e interrupto dos medicamento. Gostaria de saber se alguém que mora em SÃO PAULO (capital) e de alguma forma se prope a me ajudar para que eu deixe casa vez que vier de férias uma receita com seus respectivos valores de envio, inclusive com caixas preenchidas, PORÉM que disponha de um pouco tempo e boa vontade para retirar minha medicação ( isso durante so 2x no ano, porque outras 2x eu buscarei mas ferias de Junho a dezembro) e enviar para meu endereço no País onde estou morando.
    Caso alguém, sinta-se motivado e tenha essa posibilidade de deslocar-se de sua residencia para retirar a medição no CRT Santa Cruz e postar no correio por favor entre em contato através do meu e-mail, para mantermos contato.
    O único problema é que teremos que sair do anonimato, porque quando eu estiver de férias, antes do meu retorno para o Pais onde estou estudando precisarei encontra-lo (la), para entregar minha receita e documentos para retirada e envio.
    Meus sinceros pedido de desculpa por incomodar com um problema que é meu, mas preciso de ajuda.
    Antecipando o questionamento que alguns poderao fazer: não deixo isso é cargo de amigos o minha família porque nenhum deles sabem da minha sorologia e espero que nunca saiba porque conheço minha família e sei que não tem estrutura emocional para lidar com essa notícia que um dia foi devastadora para mim, mas hoje é apenas uma vírgula na minha história.
    Obrigado a todos que tiraram um tempinho para ler esse post que era para ser pequeno.
    Meu e-mail: pccarvalho2004@yahoo.com.br
    Obrigado (mais uma vez)

    • luquinha diz

      Vida você se refere a Santa Cruz Rio de Janeiro ? Hoje moro no Recreio dos Bandeirantes , que fica a menos de uma hora de Santa Cruz caso for posso ajudar sim , abraços e aguardo resposta

      • Vida+ diz

        Não Luquinha…
        O CÉU Santa Cruz que refiro é em São Paulo/SP
        Próximo do Shopping e Metrô Santa Cruz.

    • HomemPositivo diz

      Vida+
      No CTE me informaram que é possivel pegar medicação para até 1ano. Em caso de viagem.

      • Vida+ diz

        Homem positivo
        Em minhas próxima ferias que será em dezembro vou confirmar esta informação com a farmaceutica do CRT onde faço tratamento, pode ser que tenha mudado as regras de disponibilização porque seguia às mesmas regras de disponibilização de tratamento de doenças crônicas como HIPERTENSAO, DIABETES E DISLIPIDEMIA. Ou para pacientes que usam antidepressivos, que só podia disponibilizar para no máximo 3 meses. Que era uma forma de garantir que esses pacientes estavam tendo um controle regularizada pelo SUS.
        A única possibilidade que é farmacêutica me sugeriu era que não necessitava ser o médico que faz o acompanhamento para manter as receitas prescrita. Mas a disponibilização seguia a orientação do SUS para acompanhamento de doenças crônicas.
        De todas as formas agradeço a informação e vou averiguar com a farmaceutica do Centro de Acompanhamento.
        Obrigado.

  4. Rodrigo diz

    Sempre achei essa história bastante intrigante e interessante, apesar de inverossímil.

  5. Levi diz

    Gente, faço uso do biovir-efavirenz há 3 anos. Tenho reparado numa gordura concentrada na região abdominal e acho q meus glúteos meio que murcharam. Estou com medo que seja lipodistrofia. Fui ao ambulatório e o enfermeiro me garantiu que era algo que só aparecia para quem fazia a medicação por mais de dez anos, e que eu estava sem problemas. Alguém aqui está passando pelo mesmo? Tomaram algo para “interromper” o processo de lipodistrofia? Estou bastante incomodado, meu corpo parece diferente de quando eu estava no começo do tratamento e eu gostaria de parar com esse aspecto.

    • Dr.Rj diz

      Olá Levi. Todos nós seres humanos perdemos massa corpórea a longo dos anos, os portadores do vírus do HIV tem esse processo acelerado. Sei que isso incomoda bastante. Mas exercícios fisicos e um alimentação adequada pode retardar esse fenômeno. Eu faço academia, hoje percebo uma grande diferença no meu corpo. Se você não tiver acesso academia pode fazer alguns exercícios em casa. Agachamento (4 séries de 30) / abdominal (3 séries de 15) isso tudo 2 vezes por semana. Só um conselho, não use suplementos!

    • Jorgito diz

      Converse com seu médico sobre a troca da medicação. A lipodistrofia se detectada e interrompida logo no começo pode ser revertida.

    • cariocarj diz

      Levi

      Infelizmente você faz uso de um medicamento que pelo que relatou causa sim a lipodistrofia e lipoatrofia que é o 1º retroviral AZT ( Biovir é o AZT (Zidovudina) + lamivudina). Tente troca esse medicação por outra, converse com seu infecto.

  6. Ciro diz

    A Tecnologia CRISPR-Cas9 Poderia Levar a Avanços Mais Rápidos no Campo da Pesquisa do HIV
    Por Léa Surugue
    25 de outubro de 2016 17:00 BST

    A ferramenta inovadora de edição de genoma conhecida como CRISPR-Cas9 poderia acelerar a busca por uma cura eficaz do HIV, dizem cientistas. Eles têm utilizado a tecnologia para investigar se ajustes genéticos específicos para DNA de células imunes ‘poderia aumentar a resistência a uma infecção por HIV.

    Nas últimas décadas, tem havido grandes progressos na luta contra o HIV. O desenvolvimento da terapia antirretroviral (ART) foi um dos avanços mais importantes e é creditado por ter reduzido drasticamente o número de mortes relacionadas com a SIDA – acredita-se que com a prevenção, ART salvou 7,8 milhões de vidas ao longo dos últimos 15 anos. No entanto, ainda não há cura definitiva para o HIV.

    Esta nova pesquisa, publicada na revista Cell, testou o método CRISPR-Cas9 prometendo, o que é descrito como tendo o potencial para tratar muitas doenças genéticas.

    O HIV não infecta todos os indivíduos da mesma maneira – em alguns casos, o sistema imunitário resiste de uma maneira eficaz contra a infecção. Na maioria dos casos, estas são as pessoas que carregam uma mutação genética específica no gene CCR5, conhecidos como CCR5-Delta32, mas muitos outros genes também podem estar envolvidos – alguns controlam a capacidade do vírus para entrar nas células imunes, outros controlam como o vírus usa as células, fazendo-as expressar seus genes.

    A idéia dos cientistas era conseguir inspiração do sistema imunológico de todas essas pessoas diferentes, a fim de editar células do sistema imunológico com CRISPR-Cas9, e ver qual das versões editadas poderia resistir a uma infecção por HIV.

    Usando CRISPR-Cas9

    Os pesquisadores da UC San Francisco e os Institutos Gladstone afiliados criaram uma plataforma de edição de célula usando uma variante da tecnologia / Cas9 CRISPR. Eles utilizaram esta plataforma para mutar genes diferentes em centenas de milhares de células T imunes de voluntários saudáveis. Os pesquisadores, então, expuseram a estas células o vírus para descobrir qual deles resistiu.

    As mutações dos genes CCR5 e CXCR4 – que codificam moléculas receptoras utilizadas pelo vírus HIV para infectar células do sistema imunológico – apareceu para bloquear a infecção. De fato, quando estes genes foram inativados pelas mutações, o vírus foi impedido com sucesso a partir da integração em células T.

    Os pesquisadores então desenvolveram 146 edições diferentes baseadas em CRISPR para confirmar o potencial do método. Cada edição foi concebida para se desativar um dos 45 genes que tinham associados com a capacidade do vírus de integrar em células do sistema imunológico. Isso permitiu aos cientistas identificar vários genes cuja ausência conferia resistência ao HIV.

    Mais estudos vão acontecer em breve para confirmar ainda mais a validade do método e ver como ele pode ser aplicado concretamente para acelerar os tratamentos de HIV.

    O co-autor sênior, Alexander Marson, concluiu: “Este conjunto de ferramentas tem sido uma enorme peça que faltava na pesquisa de doenças infecciosas. Agora nós temos a capacidade de fazer modificações nas células imunológicas humanas e imediatamente ver os efeitos. O potencial é imenso – este é apenas a ponta do iceberg ”

    LINK: http://somosmaispositivos.blogspot.com.br/

  7. homempositivo diz

    Amigos, tomo a combinação 3em1 já fazem 12 meses.
    Tres meses após o inicio do tratamento, fiquei indetectável.
    Porém já fazem 6 meses que não estou indetectável e minha carga viral vem subindo.
    Antes estava em 58cópias/ml e este mes subiu para 120copias/ml, ou seja, não é blip.

    Alguém já passou por isso?
    Tem que esperar chegar em 1.000 copias para fazer o teste de genotipagem?

    Se alguém já passou por isso e puder dividir a experiencia aqui ou no e-mail, serei muito agradecido.

    homempositivo@hotmail.com

  8. Mauricio diz

    Pessoal, tenho uma dúvida, vocês sofrem com dificuldade de ganho de massa muscular? Não consigo ganhar massa muscular, mesmo fazendo atividades físicas e uma alimentação voltada para isso. Não sei se é uma condição particular do meu corpo ou algo que atinge a todos. Se alguém conseguiu ganhar massa muscular e puder comentar como foi que ocorreu, agradeço.

  9. cariocarj diz

    homempositivo

    Você tem que falar com seu infecto, para saber o que está acontecendo e qual a melhor alternativa.

    • cariocarj, quando houve o primeiro “blip” meu infecto já me alertou. Tanto que, segundo ele, pediu um outro checkup em tempo menor do que de costume. Obrigado pela preocupação, já estou com a consulta marcada. Gostaria de saber de outras experiencias e diminuir a ansiedade.

  10. Rodrigo10 diz

    É possível ganhar peso depois de começar o tratamento com 3×1? Minha namorada quer engordar e não consegue, começou tratamento com 3×1 faz uma semana.

    • Maxwell diz

      Claro que é possível Rodrigo. O 3×1 não age no organismo para a perda de peso.
      A questão é o metabolismo corporal dela que deve ser acompanhado por uma nutricionista que poderá ajudá-la a conseguir, de forma saudável, a dar uma engordada.

    • luquinha diz

      Eu lembro que em março o JS postou algo sobre essa matéria mais não estou conseguindo achar , a caminho da cura , algo assim .

  11. Cris diz

    Acho que essa história do “Paciente O” já tinha caído por terra há muito tempo. Estamos falando dos anos 70/80, liberação sexual, Nova York, Gay Pride, São Francisco, Rua Castro, etc. Não dá pra demonizar o cara por ter transmitido o HIV para diversos parceiros, eenquanto era comum uma pessoa ter diversos parceiros. Estamos falando do auge das saunas, das paradas de orgulho, enfim, da libertação. É só assistir alguns comentários sobre a Act Up que várias pessoas comentam que chegavam a transar sem proteção com dezenas de parceiros em.uma noite. O que, realmente, fez disseminar o HIV foi a demora do governo Reagan em admitir que existia uma epidemia e, consequentemente, investir em pesquisas e.medicamentos. É vergonhoso que o Azt só tenha sido comercializado em 87. Vamos deixar o cara descansar em paz, ele não teve culpa de nada.

  12. marcos diz

    Gente sou de Manaus/Am e estou precisando de um conselho urgente de voces. minha visita ao meu medico e a cada tres meses e eu estava tambem conseguindo pegar minha medicaçao para esses tres meses. Motivo, trabalho e moro atualmente no interior de Manaus,fazendo manutençao de ar condicionados. quando fui esse mes de novembro pegar minha medicação para tres meses a pessoa do ambulatorio me negou dizendo que eles so podem entregar a medicação para um mes, expliquei que nao posso esta todos os meses em manaus pois trabalho viajando pelo interior fazendo justamente manutencoes em aparelhos de ar condicionados e que ficaria dificil para me locomover pra manaus e ficar indo e vindo do emprego. por mas que eu tenha garantia do emprego, fica chato voce ficar indo e vindo todos os meses e sem contar que o hospital poderia sim me ajudar entregando a medicação para os tres meses seguidos, assim quando eu fosse fazer minha consulta com o infecto ja pegaria a medicacao, seria ate mas pratico e comodo. Gente com posso resolver essa situação??? tem alguem ai passando por isso tambem?? devo procurar o ministerio publico??
    fico no aguardo de uma ajuda, abraco a todos

    • Marcus Vinicius diz

      Onde eu moro quem reside na cidade pega toda mês e quem vêm do interior pegar pra dois, existe essa flexibilidade sim, só não sei se é obrigatória ou bom senso

  13. junior diz

    Gente tou muito desesperado… Sou soropositivo com caraga viral indetectável a mais de um ano e sem nenhuma outra dst. Essa semana aconteceu de a camisinha estourar e eu ejaculei dentro da pessoa com quem estava transando. Acontece que nao percebi o momento que estourou, ele nao ficou preocupado mas eu estou me sentindo horrível, por pensar que posso ter transmitido hiv para ele. Estou sem formas de contar para ele fazer o teste, ele é uma pessoa bem neurótica com relação a doenças mas disse que confiava em mim, o que me fez se sentir um lixo e culpado. Não tenho coragem de falar, tem uma semana de relação estável, nunca aconteceu isso comigo e justo agora com um cara q sempre gostei e quis cuidar de evitar qualquer transmissão isso ocorreu. Estou sem paz no coração. Será que ele se contaminou? 😥

    • Vida+ diz

      Caro amigo Júnior, que linda atitude a sua com essa preocupação com seu parceiro. Ele é um felizardo.
      Referente a sua preucupação fique tranquilo. Você relata queja estava indetectavel e o risco de você ter contaminado seu parceiro é 1 em 1000.000. Esse é o parâmetro para um casal soro discordante heterosexual tentar uma gravidez. Fique em paz, porém não é motivo para esquecer a prevenção por “N” motivo.
      Referente esse assunto vc poderá confirmar minha irformação na página giv.com.BR
      tem bastante estudos sobre esse assunto.
      Mais uma vez parabéns pela atitude.

    • Marcus Vinicius diz

      Desde que me descobri positivo e depois de saber que indetectável a chance de transmissão é mínima eu ja comecei prever isso, que um dia a camisinha poderia estourar e o que eu ia fazer, então pensei assim: Se um dia acontecer eu falo pra pessoa procurar a PEP alegando que sou interrogativo e digo que vou fazer PEP também, é uma forma de preservar a saúde dela e evitar a infecção sem me revelar, pois as pessoas podem ser cruéis, às vzs a pessoa já tem e te acusa só por conta da sua condição sendo que o risco maior nesse caso é pro positivo de se reinfectar…

  14. Junior silva diz

    Gente tou me sentindo um verdadeiro lixo… Estou junto a uma semana de uma pessoa q ja gosto a algum tempo fez duas semanas hoje. Eu sou soropositivo mas faz mais de um ano que estou com carga viral zerada e sem nenhuma dst. Essa semana a camisinha estourou e eu nao percebi e quando vi havia ejaculado dentro do meu recente parceiro. Ele eh muito neurótico com dst mas disse que confiava mt em mim (o que fez eu me sentir um monstro), culpado. Há grandes chances dele ter pego hiv? Se eu contar agora vai ter q completar o tempo necessário pra fazer o teste e sei q iria ser torturante, tenho medo de perde-lo mas tb me sinto um transmissor de algo q nunca quis ter para alguém que ja eh especial pra mim. Estou muito mal.

  15. Dere diz

    Uma dúvida que estou aqui, não é sobre a matéria e sim sobre o nosso cotidiano. Sou positivo a um pouco mais de um ano e este ano fui eleito o mister fitness do meu estado, desde que descobri a minha sorologia rola uma indecisão do que usar como suplementos, até fui em mais de um infectologista e cada um pensava de uma forma…. queria ver com vocês alguma experiencia com suplementação esportiva e até a famosa creatina. Agradeço desde já. E o lema que sigo.. a cura esta mais perto hoje do que ontem e mais distante que amanhã…. força foco e fé na vida que conseguimos ter uma vida com SAÚDE.

    • Bahiuno diz

      dere

      a minha só proibiu a crêatina. uso whey bcaa l carnitine e glutãmina sob acompanhamento de um profissional. Se quiser trocar uma idéia kik: bahiuno

      • positivosempre@outlook.com diz

        Eu tava ganhando um corpo legal, mas acabei parando com a creatina, BCAA e Whey por que tive hepatite medicamentosa no início do tratamento (segundo meu infecto). Não se sabe se foi pelo uso do medicamento ou pela sobrecarga com os suplementos.

        Enfim, hoje minhas enzimas hepáticas estão normais, frequento academia regularmente, mas ainda não iniciei suplementação.

        Alguém aqui de Fortaleza que queira manter contato, mesmo que em anonimato, para trocarmos uma ideia a respeito de suplementação e academia?

  16. Junior diz

    Gente estou escrevendo pela terceira vez esse comentário com os olhos cheios de lagrimas e me sentindo um monstro. Sou soropositivo, minha carga viral ta zerada e não tenho nenhuma dst, Tive relações com uma pessoa que assumi um namoro a uma semana, e aconteceu um acidente, mesmo com todo cuidado na hora na relação sexual a camisinha estourou e eu não percebi e no final da relação havia ejaculado dentro do meu parceiro. 😦 Não consigo mais ficar bem comigo mesmo e com ele porque acho que o infectei. Ele é muito neurotico com dst mas disse nos meus olhos que confiava em mim (e isso me fez me sentir a pior pessoa), porque pensei que naquele momento eu poderia ter acabado de infecta-lo com o virus. E nao tive coragem de falar, por medo de estragar tudo, eu só pedi a Deus que não permitisse que mesmo com carga viral zerada ele pudesse NÃO ter adquirido essa doença. Não consigo me sentir bem comigo mesmo, e nem viver o relacionamento em paz, nao sei como mandar ele fazer o teste daqui a algum tempo, estou perdido. Sinto que com todo cuidado ainda sou um risco para as pessoas que eu amo.

    • Cris diz

      Junior,sei muito bem oq vc deve ta passando pois eu namorei uma pessoa maravilhosa,durante 10 meses,e no terceiro mês de namoro sem eu saber da minha sorologia fizemos sem preservativo uma única vez,no entanto eu fiquei muito debilitado,quando fiz o exame e confirmou minha sorologia meu mundo acabou,chorei muito,claro que falei pra ele,e ele me deu o maior apoio,e mesmo depois de saber ele fez 3 exames a cada 2 meses e graças a Deus deu negativo. Eu recusava ter relações com ele mesmo com preservativo,com receio de eu passar alguma coisa pra ele (eu tive preconceito comigo mesmo),mesmo assim tivemos várias com preservativo e só terminamos pq ele voltou pro Maranhão pra cuidar da mãe dele…Então não sofra por antecipação,se vocês tem um diálogo legal,ele precisa fazer o exame…e tem o direito de saber… No meu caso eu queria terminar mas ele não quis,mas dei essa opção pra ele… Hoje só somos amigos por causa da distância. Acredito que o meu psicológico não ficou mais abalado pois já tinha amigos soropositivos que vivem muito bem a anos,mas minha família não sabe,apenas 2 amigos e meu ex que virou amigo. Não se sinta culpado ! Claro que temos que termos cuidado,mas peça pra ele fazer o exame…Fique bem querido Abraço !

  17. Batista diz

    JS

    Cadê a matéria que o luquinha falou? “a caminha da cura” do estudo de cura funcional dos EUA.

  18. Maupr diz

    Mauricio, quanto tempo você pratica musculação? Eu sempre treinei, mas depois que descobri minha sorologia, entrei numa fase de luto fiquei um ano e meio sem treinar, perdi 10kg. Voltei no começo do ano ganhei 4kg, recente tive uma gripe que me fez perder os 4KG, que ódio(rsrs) Depende do biotipo também da musculatura, eu por exemplo tenho dificuldade de ganhar massa. Perguntei sobre o uso de whey e BCAA minha infecto, ela liberou, tomo dia sim e dia não. Não deixe de treinar, tenha paciência que você consegue.

    • Mauricio diz

      Comecei no inicio desse ano. Você tá fazendo alguma dieta para ganho de massa muscular? Acho que meu biotipo é parecido com o seu, tenho dificuldade em ganhar. Podemos trocar emails sobre o assunto? Se sim, o meu é mauricioneto_2@msn.com

  19. Babuuu diz

    Boa tarde galera, não tem muito haver com o assunto o que eu vou dizer na verdade so preciso desabafar pois não tenho ninguém, eu fui infectada pelo meu esposo ja tem 1 ano e 5 meses que soube do meu diagnostico, faco tratamento certinho, estou zerada desde de outubro do ano passado, temos uma filha de 4 anos que não tem o vírus, e ele e um cara super difícil, sempre aprontou muito comigo mas eu resolvi perdoa-lo por tudo, mas o problema e que ele nunca mudou mesmo com o vírus continuou aprontando comigo, e agora a exatamente 1 semana atraz eu cansei decidir por um fim nessa historia, e agora ele esta me ameaçando se eu não voltar com ele, ele vai contar para todo mundo sobre a nossa doença, estou sem chão… muito triste isso.

    • Marcus Vinicius diz

      O que ele está ameaçando fazer a crime, então diz pra ele se ele quer passar 4 anos na prisão, por esse artigo: V – divulgar a condição do portador do HIV ou de doente de aids, com intuito de ofender-lhe a dignidade. Segue a lei:

      Lei 12.984, de 2 junho de 2014

      Define o crime de discriminação dos portadores do vírus da imunodeficiência humana (HIV) e doentes de aids.

      A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

      Art. 1o Constitui crime punível com reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa, as seguintes condutas discriminatórias contra o portador do HIV e o doente de aids, em razão da sua condição de portador ou de doente:

      I – recusar, procrastinar, cancelar ou segregar a inscrição ou impedir que permaneça como aluno em creche ou estabelecimento de ensino de qualquer curso ou grau, público ou privado;

      II – negar emprego ou trabalho;

      III – exonerar ou demitir de seu cargo ou emprego;

      IV – segregar no ambiente de trabalho ou escolar;

      V – divulgar a condição do portador do HIV ou de doente de aids, com intuito de ofender-lhe a dignidade;

      VI – recusar ou retardar atendimento de saúde.

      Art. 2o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

      Brasília, 2 de junho de 2014; 193o da Independência e 126o da República.

      DILMA ROUSSEFF
      José Eduardo Cardozo
      Arthur Chioro
      Ideli Salvatti

    • Maxwell diz

      Isso é conversa dele pra ter você sempre nas mãos dele. Não caia na dele. Faça como o amigo falou que você pode entrar com uma ação contra ele e o colocar na cadeia baseado na lei acima explanada.
      Ele não vai falar pq automaticamente ele também se assumiria como soropositivo e isso tenho certeza que ele não quer. E mesmo que ele falasse vc poderia dizer as pessoas: “ah, esse idiota disse que ia ficar contando mentiras contra mim para me difamar caso eu o deixasse, nem ligo, é um pobre coitado”

  20. Rodrigo 10 diz

    Junior fala logo com ele e faz uma PEP. Até 72horas ele pode fazer.

  21. Marcus Vinicius diz

    E não tenha vergonha, como ele quer te difamar por isso se foi justamente ele que infectou você por irresponsabilidade e desrespeito à saúde alheia.

  22. Mel diz

    Junior… Caso não esteja a tempo de realizar a PEP, espere o término da janela imunológica e proponha que ambos façam o teste (na verdade mais para saber se ele foi infectado ou não). E fique calmo… Os estudos demonstram que a pessoa que é indetectável não transmite o HIV.

    E outra: a gente não sabe se ele já fez algum exame anterior algum dia, ou seja, ele é soro interrogativo! Vale a pena conversar sobre isso com ele… Se estão namorando, o correto é terem uma conversa franca! Pergunte se ele já fez o teste algum dia e se sabe da condição sorológica dele. Espero que tudo se resolva da melhor maneira possível!

  23. Ombro Amigo diz

    Existe uma forte discussão sobre o surgimento do HIV, a teoria mais aceita seria a de que as precárias condições sanitárias e talvez o uso indiscriminado de antibióticos do então Congo Belga teriam ajudado no surgimento do vírus. Os registros mais antigos de portadores seriam por volta de 1959, dali o vírus teria sido levado para o Haiti e dali entrado nos EUA por volta de 1970. Não sei se vocês sabem, mas existem relatos de um adolescente chamado Robert Rayford que sucumbiu a uma misteriosa doença por volta de 1969, que possivelmente seria a AIDS. Antes mesmo do Gaetan Dugas ter a sua primeira experiência sexual. Não seria impossível de um único indivíduo ter levado o vírus da África para os EUA em alguma data imprecisa dos anos 60. Mas definitivamente não foi ele.

    J.S., houve um erro de tradução no seguinte trecho da reportagem: “que não poderiam ter se originado no final de 1970. Podemos estimar a data mais precisa da origem da epidemia nos Estados Unidos para cerca de 1970 ou 1971.”

    Dá-se a entender que foi no final do ano de 1970, na verdade o texto quer dizer que foi no final dos anos 70 [o inglês se refere à década como 1970s e que poderia ser traduzido como anos 1970 ou anos 70].

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s