Notícias
Comentários 47

Anvisa proíbe publicidade de mutamba para cura da aids


anvisa

A Anvisa proibiu, nesta sexta-feira (26/08), a divulgação irregular do produto feito a partir da planta mutamba e que estaria alegando a cura do HIV/aids.

O produto “Mutamba contra a Aids” não tem registro na Agência e é, portanto, um produto clandestino, de origem e composição desconhecidas. A medida é preventiva, pois, apesar das denúncias, não foram encontrados indícios da comercialização da “cura da aids”. A resolução RE 2.290/16, portanto, proíbe a publicidade do produto em todo o território nacional a partir da data de publicação no Diário Oficial da União.

 

Denuncie promessas falsas

mutamba

O produto feito à base da planta mutamba não apresenta ensaios clínicos que comprovem suas características medicinais e, dessa forma, não possui registro na Agência. Os produtos irregulares, isto é, produtos que estejam fora das exigências da Agência, não oferecem garantias de eficácia, segurança e qualidade, que são necessárias para saber se um produto funciona e é seguro.

Produtos e medicamentos irregulares ou falsificados podem não fazer efeito, prejudicar tratamentos médicos ou, em casos mais graves, comprometer a saúde de quem o consumir. Antes de comprar ou divulgar produtos de origem suspeita ou não registrados, entre em contato com a Anvisa através do canal (0800-642-9782). Você também pode fazer uma denúncia pela Ouvidoria da Anvisa.

Em 26 de agosto de 2016 pela Ascom/Anvisa

Anúncios
Este post foi publicado em: Notícias
Etiquetado como:

por

Jovem paulistano nascido em 1984, que descobriu ser portador do HIV em outubro de 2010. É colaborador do HuffPost Brasil e autor do blog Diário de um Jovem Soropositivo.

47 comentários

  1. Santos diz

    Eu comprei este remédio diretamente da mão do descobridor do suposto remédio Dr. Paulo. Ele disse que já havia casos de cura. Tomei da forma recomendada e não me curei. Me senti enganado.

    • Wesley diz

      Quanto tempo vc tomou ?? A cura vc comprova com genotioagem , vc fez ?? Tem gente que a cv vem reduzindo sem uso de tarvs, vc tem exame antes e depois ??

  2. davi-pe diz

    Dr. Paulo um charlatão sem vergonha…deveria ter o registro cassado.

  3. hooby diz

    Eu acho que deveria ter uma pesquisa melhor sobre o assunto porque até aonde eu vi, estão sendo feito os testes necessários e vi muita gente dizendo que conseguiram se curar, vi uma nota dizendo que o diretor da fiocruz autorizou os estudos.

  4. Maxwell diz

    Alguém aqui já fez ou sabe de algum caso ( de algum conhecido) que se dispôs a tomar a medicação dia sim, dia não por conta própria e que tenha ficado por esse tempo ainda indetectável? Eu lembro uma vez de ter lido um relato de uma pessoa que estava fazendo isso há uns 5 meses e continuava indetectável mas não consegui mais encontrar esse relato…

    • Ser+H diz

      Se quiser cultivar um vírus resistente, faça essa alternância. Arque com as consequências.

    • Xavier diz

      Na página existem algumas pessoas que relatam, inclusive um que fez um vídeo logo depois da reportagem do fantástico, não toma o arv também e está indetectável, não estou dizendo que funciona ou não, ou que ele talvez seja um controlador de elite. Mas defende piamente o uso, e realmente os exames melhoraram

    • Vivendopositivo diz

      O estudo ainda nao é definitivo mas parece ter funcionado com atripla que só difere do 3×1 daqui pela lamivudina.
      “People with undetectable viral load who switched from taking the Atripla single-tablet regimen (efavirenz/tenofovir/emtricitabine) every day to just every other weekday were able to maintain viral suppression for six months, and longer follow-up is planned, according to research presented last month at the ASM Microbe conference in Boston “

    • Antonio diz

      faz 20 meses que eu tomo meio comprimido 3×1 todo dia e continuo indectável. Tenho noção dos riscos. Não incentivo ninguém. Mas faço assim e estou bem melhor. Muita atividade física, boa alimentação. Tomo meu vinho (uma taça por noite), as vezes um martini. Final de semana 2 cerveja, um churras etc.

    • Ricardo - Gru diz

      Tenho um amigo que tbm faz uso um dos comprimidos dia sim dia não e está indetectável a mais de dois anos, conversei com a minha infecto, ela disse que corre o risco do vírus criar resistência, mas sei não, se até agora não criou, acredito que não irá evoluir não. Acabei de ler tbm o relato “Antonio” que informa tomar 1/2 comprimido por dia e que tbm está indetectável a quase dois anos. Mas na duvida eu prefiro tomar todos os dias, afinal não é nenhum trabalho.

  5. SILVA diz

    Pessoal, entendam uma coisa, com o advento dos novos medicamentos a tendência é que os casos de infecção por HIV comecem a reduzir drasticamante, de forma que para as empresas de farmaceuticas somos um caso concreto de perda de receita a longo e médio prazo. Dessa forma, acredito que o mais sensato é que nos próximos anos deve haver uma verdadeira corrida pela cura do HIV por esses laboratórios na tentativa de buscarem “bumm” em suas receitas assim como aconteceu com o surgimento da cura do vírus da hepatite. Acredito que nós soropositivos deveriamos focar mais em nossos tratamentos e manter-nos saudáveis, para que ao sugir uma possibilidade de cura ainda tenhamos uma boa qualidade de vida nos anos seguintes. Lembrem-se que curar o HIV não lhe cura de outras de doenças, logo você precisa pensar como um soropositivo ao tratamento específico, mas ao mesmo tempo se prevenir como os soronegativos com boas práticas diárias de saúde fazem, como alimentar-se bem e fazer atividades físicas regurlares.

  6. Maxwell diz

    Tem um pessoal que vê tudo com lado pessimista quanto ao vírus. Não pode isso, não pode aquilo. Quando questiono é pra servir como debate pois já li que houve estudo baseado em
    Remédios que tinham o efavirenz na composição e que o pessoal que se predispôs a participar
    Dessa pesquisa obtiveram resultados de indetectabilidade fazendo isso (mas esse estudo durou uns 6 meses).
    São pessoas que se dispõe a “arriscar” é que se há uma evolução no tratamento.
    Sabem que há pesquisas aí pra remédios de longo tempo de duração em nosso organismo? São feitos por voluntários com coragem de não se render à medos. Ou vocês querem mesmo passar a vida toda tomando medicação?
    OS: encontrei o link onde as pessoas discutiam sobre essa questão: e pasmem: há relatos de pessoas que fizeram.

  7. Hudson diz

    É ainda muito cedo para se posicionar diante de questões dessa natureza. Não podemos perder de vista que a Anvisa é expressão de um conjunto geral de discursos validados por determinado tipo de conhecimento. Isto é, nem sempre foi assim que soubemos como nos orientar e nem sempre precisa ser assim. Nesse primeiro momento, não custa suspender nosso preconceito e conversar sobre o tema antes de atirar em soluções novas com armas caducas. Qualquer um que tenha noções mínimas sobre evolução científica entende a importância desses estudos. Se não é a cura, pode ser um disparador dela ou conter pistas importantes. É preciso examinar com atenção todo trabalho de pesquisa como esse, pois o conhecimento sofre gestações antes de sua validação em todos os tempos. Não obstante, são incontáveis – desde sempre – os exemplos de como já erramos tentando invalidar aquilo que sabemos pouco. Portanto, acho lamentável que um canal maravilhoso como esse lance uma nota desse nível, tratando como verdade aquilo que, ao menos por hora, não passa de um ponto de vista amparado por uma autoridade. Nunca é demais lembrar que para a industria que lucra com dependentes, o interesse é mantê-los e não curá-los.

    • Will diz

      Sabe o que eu acho lamentável? Um médico sem embasamento científico nenhum oferecer “cura” da AIDS através de uma planta da qual não se tem ainda qualquer pista no mundo acadêmico sobre sua eficácia. O médico lucra em cima da falta de conhecimento, desespero, etc, de algumas pessoas, e isso é crime!
      A “verdade” atual é que a ANVISA está mais do que certa em tentar barrar a publicidade da mutamba. Se a mutamba cura, cabe ao médico provar cientificamente que ela realmente cura ANTES de começar a fazer propaganda dela e vendê-la, e não à ANVISA provar que ela não cura. Não inverta o ônus da prova!

  8. rogerio diz

    sinceramente eu não sei nada a respeito, mais na máteria diz que somente uma pessoa ficou indetectavel sem tomar o coquetel e fazendo o uso da planta… tudo bem, esse tal medico pode ta tentando pegar uma grana como muitos por ae, mais numa materia do fantastico, rede nacional, eles nao iriam omitir dizendo que uma pessoa sem o uso do coquetel e fazendo o uso somente da planta ficou indetectavel, deveria de alguma forma ir fundo nos estudos dessas planta, ela pode realmente ajudar nas celulas de defesa e aumentar o cd4, porque infelizmente o ministerio da saude só querem saber de remedio porque é uma forma de ganhar muito, nao que os remedios nao seja bons, mais sempre vao querer tratar sobre remedios pra continuar gerando lucros, temos que tentar alguma forma alternativa… me desculpa pela sinceridade

    • Will diz

      Rogério, segundo a própria reportagem, apenas 1 ficou indetectável porque provavelmente é um “controlador de elite”, ou seja faz parte de uma pequena porcentagem de portadores de HIV que naturalmente não desenvolvem AIDS. 1 entre mais de 20 não diz nada sobre “cura” cientificamente falando, muito pelo contrário. E mesmo assim, estar indetectável NÃO é estar curado, qualquer HIV+ sabe disso. Se fosse assim eu estaria curado menos de 6 meses após começar com o 3×1 rs.
      Não me entenda mal, eu sou completamente à favor de pesquisas sobre possíveis novos tratamentos/cura, “alternativos” ou não, desde que seja feito da forma certa, responsável e embasada, o que não ocorre no caso do médico vendendo a tal da mutamba.
      E não seja ingênuo, tudo no mundo gira em torno de dinheiro e lucro hoje em dia, o próprio médico vendia um pacote de folha de mutamba que ele provavelmente colhia no quintal dele por 150 reais segundo a reportagem!

    • Vivendopositivo diz

      “porque infelizmente o ministerio da saude só querem saber de remedio porque é uma forma de ganhar muito”. Me diga uma coisa, você COMPRA esses medicamentos (ARV) ? Ou você recebe no posto de “graça”? Até onde se sabe o MS GASTA dinheiro COMPRANDO eles de alguém, seja importando ou de fabricantes nacionais. Pra mim é tolice que um governo insista em manter alguém infectado com algo, podendo disponibilizar uma cura definitiva que desafogaria o SUS e seus gastos, além de evitar mortes e complicações. Vide hepatite C. Tem cura agora, e o governo oferta essa medicação. As patentes de alguns foram quebradas justamente para trazer economia para o governo (contribuintes). Uma coisa é uma medicação ser disponibilizada na farmácia, outra coisa é você receber ela de graça custeada por toda a população. É óbvio que é interesse do governo reduzir os custos em cima desses gastos, e a cura acessível seria o ideal para governo/usuários. Provavelmente você está confundindo “industria farmaceutica” com “ministério da saúde”, e até isso é questionável, se uma medicação para cura (e mais cara) não seria muito mais rentável do que uma medicação permanente.

      • renato diz

        Quem disse a você que o governo quer economizar? acorda. Querem se dar bem…

        • renato diz

          Você acha que quem manda no governo? pense…Grandes farmacêuticas,ou OMS? Corrupção?…será?

      • Marcello diz

        Discordo do seu ponto de vista… existe sim uma industria farmacêutica que visa sim lucros… e é tudo cíclico… é só vc ver para quem nossos deputados trabalham… nunca pelo povo e sim por empresas que os patrocinam…vc acha q o governo simplesmente compra a medicação? vai saber de quem é o lab.. de quem é a importadora.. de quem é a distribuidora… e assim vai… nao estou questionando a medicação… apenas acredito que sim.. é dessa forma que acontece… veja só o caso da fosfo… avisa barrou.. uma medicação que ja vinha sendo usada.. testada e estudada a anos… porem… nao geraria lucro a industria farmacêutica.. qie supostamente acabaria ou no minimo diminuiria bem com os tratamentos convencionais do câncer.. radio.. quimio..

  9. BR_posit diz

    Um tema que gostaria de ver mais por aqui são terapias alternativas ASSOCIADAS à TARV. Por exemplo, já ouvi o Doutor Lair Ribeiro falar sobre a terapia com baixas doses de Naltrexona como muito positiva para portadores de HIV. Já ouvi falar de gente que faz uso de Coenzima Q-10 também.

    Faço exames (além da carga viral e CD4) com muita frequência e consegui baixar meu colesterol total e meu LDL para níveis normais, porém meu HDL ainda está baixo e triglicérides ainda estão altos, são meus próximos desafios. Se o JS puder fazer um post sobre essas terapias alternativas que auxiliam a nós portadores de HIV a melhorar nossa qualidade de vida acho que seria muito bom para que cada um possa relatar nos comentários o que vem usando e discutir com seu médico a possibilidade de agregar essas outras coisas ao tratamento. A chave para a nossa saúde não está só na TARV, creio que ela é a base de tudo, não podemos deixá-la de jeito nenhum, ainda mais para nos metermos em maluquices não comprovadas como essa mutamba. Mas outros tratamentos e terapias seria de grande valor.

    Outra coisa, sinto uma falta danada de produtos (alimentos, suplementos etc) voltados para nós soropositivos. Eu sempre comparo o nosso caso ao dos que convivem com Diabetes. Existem lojas com uma infinidade de produtos para esse público, se vocês observarem em 20 anos um diabético aumentou enormemente seu arsenal para levar a doença numa boa. Acho que é uma dica para empreendedores. Quem sabe um e-commerce com produtos voltados à saúde dos soropositivos. Somos um público grande, não estamos mais morrendo nos corredores de hospitais, trabalhamos, ganhamos nosso dinheiro e podemos comprar produtos que melhorem nossa saúde e qualidade de vida. Quero uma linha de produtos também.

  10. Clara diz

    Olá, alguém saberia me dizer se o remédio homeopático “pés leoninos” (lycopodium) interfere com os arvs? Obrigada.

  11. Gusta diz

    Gente, uma pergunta p vcs… Com quantos dias após a relação sexual pode fazer o exame para sífilis? Quantos dias o exame já pega se tiver pego o vírus da sífilis? Com 20 dias depois o exame já consegue ???

    • Vivendopositivo diz

      Só fica reagente depois que apresenta a lesão, que pode ser visível ou não. Pode demorar até 90 dias para dar reagente.

      • Gusta diz

        A sim, o meu exame deu negativo mas tem apenas 20 dias da ultima relação… Então n deu tempo p da positivo no exame

  12. serginho diz

    Estou indo para o segundo frasco dei 3×1 e não sinto mais absolutamente nada….Minha infecto me falou que no meu caso minha carga viral era muito baixa 116 cópias e o meu cd4 estava num nível excelente de 1,300 a chance de efeitos colaterais seriam bem menores. .portanto está mais que provado que qt antes começar o tratamento msm com níveis altos de cd4 menos efeitos colaterais vão aparecer .Abraço a todos…

    • Vivendopositivo diz

      Efeito colateral do remédio ou não, é muito singular de organismo pra outro. Nao tem nada a ver com contagem cd4. Provavelmente ela se referia a sintomas de imunodepressão ao cd4 baixo. Quanto mais cedo iniciar o tratamento, maior o cd4 e chance de recuperar os níveis de imunidade de pessoas soronegativas sadias.

  13. Gil diz

    Esta situação lamentável de charlatães prometendo cura pra tudo, é algo que me envergonha, em pleno 2016, ver na mídia denúncias, ver anúncios de falsas curas a todo momento e as autoridades não se mobilizarem para frear esta fábrica de ilusão e os lucros em cima dos incautos, verdadeiro golpe!.
    Dizer que uma planta cura alguma doença que anos e anos de pesquisa pró-cura não conseguiram descobrir, com os mais célebres cientistas do mundo trabalhando e pesquisando, com os laboratórios mais gananciosos do mundo se engalfinhando para ver quem descobre a cura primeiro, é algo surreal, pior que piada de mau gosto, é o pé da humanidade ainda na Idade Média.
    O vírus, em sua característica, se associando ao DNA de algumas células do corpo, se adere ao núcleo, altera o DNA e não é um chá, uma substância qualquer, que talvez nem atinja estes pontos, que vai depurar o corpo, matar o vírus como um vermífugo mata as lombrigas. Mas os “espertos” lucram em cima dos leigos, e isso só nos atrasa…
    O que fazer? Denunciar? Cobrar das autoridades posicionamentos sérios?

    • Will diz

      Tenho exatamente essa mesma indignação sua, Gil! Essa coisa da mutamba é mais ou menos como a história da fosfoetanolamina como cura de todos os cânceres. Com a diferença de que a fosfo ao menos parece (repito, PARECE), ser promissora de alguma forma. Pelo menos alguns defensoes ferrenhos da fosfo finalmente começaram a fazer pesquisas científicas sérias para verificar sua eficácia.
      Agora, vir me dizer que a única “mutamba milagrosa” é a do Tocantins, tirar estatísticas “da bunda” dizendo que “5 mil pessoas foram curadas no Brasil e mil no estrangeiro”… faça-me o favor!!!

      • Gil diz

        Verdade… o pior é que ele é grosseiro, tecnicamente sem argumento, mas o nosso povo não sabe discernir. Pena.

  14. Olem diz

    Pessoal, se alguem quiser bater papo e trocar experiencias, aí está o meu skype olemleao ou olemfort.

    Bom fim de semana!

  15. BR_posit diz

    Alguém falou ai atrás que divide o comprimido 3×1 em dois…Não façam isso de forma alguma, não apenas pelo aspecto concentração do medicamento (que por si só já tem uma incognita ai), mas vocês já pararam para pensar que o comprimido, como o próprio apelido sugere, são na verdade 3 em 1? Sim, é um comprimido revestido, tem toda uma tecnologia por trás que prevê o comprimido entrando inteiro no seu estômago e entrando na corrente sanguínea nos estágios corretos. Se fosse simples juntar 3 comprimidos já tinham feito há muito tempo, mas não é, até conseguirem chegar a isso foi muito tempo e testes. Então não arrisquem quebrar o comprimido, os 3 remédios (Efavirenz, Lamivudina e Tenofovir) podem entrar no seu corpo em momentos errados e dar algum problema.

    • Vivendopositivo diz

      O comprimido é dissolvido completamente no estômago, basta molhar que já sai a capa amarela toda. Os componentes são dispostos na horizontal do comprimido. É só partir a versão amarela ao meio que dá pra ver as camadas de cor diferente. A questão de unir 3 tipo de remédios em UM comprimido vem muito mais de uma questão de patentes (pois são de criadores diferentes) do que uma questão de complicação. É só um comentário técnico mesmo sobre o comprimido. Não estou incentivando ninguém a tomar doses pela metade.

  16. Xavier diz

    Alguém me explica com mais de 50 mil cópias, sem arv, tomando mutamba, fiquei indetectável? Só estou perguntando.

    • Vivendopositivo diz

      Suspeito é que na postagem sua anterior lá em cima você se refere a “Na página existem algumas pessoas que relatam,inclusive um que fez um vídeo logo depois da reportagem do fantástico, não toma o arv também e está indetectável, não estou dizendo que funciona ou não”. E agora magicamente VOCÊ é uma dessas pessoas, e mesmo ” não dizendo que funciona ou não ” vem contar que milagrosamente ficou indetectável tomando mutamba? Enfim funcionou com você mas se referia a “algumas pessoas”. Totalmente suspeito esse seu relato.

  17. Jader Junior diz

    Minha opinião é que para comprovar a eficácia, todos os portadores deveriam tomar o chá e experimenta-lo, já que é como tomar chá de boldo ou qualquer outro.

    Se curar a maioria? que mal tem?

    Se não curar, fica claro que não é um tratamento médico válido, afinal, tudo o que qualquer PhD em Química pode afirmar é: 90% dos substratos e componentes químicos contidos nas drogas farmaceutícas são retirados de Plantas, os outros 10% são venenos de animais, ou insetos e conjunto com minerais encontrados na natureza.

    Seriam 8 meses de um teste interessante…. Se funcionar que mal tem?

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s