Notícias
Comentários 95

Reality show de namoro tem participante com HIV


people

Um competidor da próxima temporada da série de reality show de namoro Finding Prince Charming é soropositivo, People confirmou. Lance Bass e Robert Sepúlveda Jr., apresentador do programa, foi parado pela People na segunda-feira e falou do assunto com exclusividade, depois que a notícia foi relatada pela primeira vez pelo TMZ no domingo.

“É verdade”, disse Bass, 37 anos, que está pronto para apresentar a nova e pioneira série gay de relacionamentos. “Esta é uma das coisas que eu amo sobre o programa — é um reality show divertido, é dramático, mas há muita emoção nele e enredos incríveis que vão fazer você derramar lágrimas. E uma delas é descobrir que o cara é soropositivo.”

“Alguém que é soropositivo não é digno de amor?”

Sepúlveda Jr., modelo de moda e designer de interiores, disse à People que a notícia não mudou a maneira como ele abordou o competidor que vive com HIV. “Pra mim, é tipo: alguém que é soropositivo não é digno de amor?” disse Sepúlveda Jr., 33. “Essa é realmente a questão, e isso não importa para mim. Ser Prince Charming é aceitar as pessoas. E é assim que eu sou.”

robert-sepulveda-0-435

Robert Sepúlveda Jr.

“Ter uma doença não é razão para ser empurrado para longe.”

Sepúlveda Jr. também disse que a notícia não alterou a dinâmica entre os competidores. “Na comunidade gay, assim como em qualquer comunidade, ter uma doença não é razão para ser empurrado para longe”, disse ele. “Mais uma vez, eu sendo o Prince Charming — o cara que todo mundo está competindo por sua atenção — não vou deixar de namorar alguém porque é soropositivo. Isso é ridículo. É de fato um estigma que temos de resolver.”

“E isso é que é ótimo: lutar contra esses estigmas”, acrescentou Bass. “O que é importante sobre este momento é a fraternidade que de fato tem se formado na casa com esses caras por conta dessa situação. É uma coisa bonita de se ver.” Bass acha que isso vai entrar em ressonância com os espectadores — e educá-los também.

“Acho que vamos educar um monte de gente.”

“Todos nós conhecemos alguém que está vivendo com HIV e acho que o estigma ainda é muito ruim lá fora — as pessoas são tão ignorante sobre isso”, disse ele. “Para nós, obviamente, não importa de modo algum. Já estamos habituados com o assunto. Mas acho que vamos de fato educar um monte de gente. Estou animado para as pessoas assistirem especialmente a este episódio.”

“Vamos ver críticos, vamos encontrar inimigos, mas precisamos seguir em frente.”

E eles estão preparados para a reação que o show pode enfrentar.”Vamos ver críticos, vamos encontrar inimigos, mas precisamos simplesmente seguir em frente”, disse Sepúlveda Jr. “Este é um reality show que vai ajudar a comunidade LGBT. É mais um passo no entretenimento LGBT.”

Sepúlveda Jr. também abordou a possibilidade dos participantes namorarem entre si. “Pensamos nisso, mas se os caras se apaixonarem um pelo outro, então ótimo!”, disse ele. “Ainda assim, eu aprecio aqueles que permanecerem fiéis ao fato de que eles vieram aqui por mim e para encontrar um amor.”

Quanto à Bass, ex-membro do NSYNC, ele disse estar emocionado com a oportunidade de apresentar o programa. “Eu sempre quis fazer um programa como este, porque tem tudo a ver com a realidade… Eu estou obcecado com isso!”, disse ele. “Eu amo poder fazer parte disso porque eu já encontrei o meu ‘príncipe encantado’ e eu estou muito bem casado, de modo que poder ajudar alguém a encontrar o seu amor vai ser muito divertido. Vou ser seu braço direito por uma temporada inteira!”

prince-charming

Finding Prince Charming estreia em 8 de setembro de 2016 Sept. 8 às 21h UTC -4 no canal Logo.

Por Lanford Beard e Aurelie Corinthios em 29 de agosto de 2016 para People

Anúncios

95 comentários

  1. Gil diz

    Espero que os xingamentos e discussões políticas deprimentes do post anterior parem…
    Tem “gente” que não vive sem encrenca, sem xingar, sem perturbar.
    Até eu me perco, vez ou outra, porque passam da noção do ridículo, mas sinceramente, exageram, fazem sempre, destratam sempre, ofendem até parentes, se acusam politicamente, seria bom darmos um limite a nós mesmos, faz bem para a cabeça, a própria e dos outros.
    Se cara é coxinha, é mortadela, cacete… estamos todos no mesmo barco neste blog, em busca de informações, em busca de mais qualidade de vida, até amizades. Já temos nossas vidas fora deste espaço virtual, não fiquemos a arrastar nossas mazelas para um lugar onde o foco é mais nobre. Todos são iludidos politicamente ao tomar um determinado partido ou figura política
    Quanto à postagem, é ótimo esta visualização, mas eu preferiria que, além de gays soropositivos, héteros positivos também fossem protagonistas. Primeiro porque não é só os gays que são soropositivos, dá-se muito o estigma de doença de gay para o HIV/AIDS.
    Heterossexuais tendo filhos sem inseminação, soropositivos, independente da orientação, tendo relação com seus cônjuges sem risco de contágio cairia muito bem a nossa sociedade imbecilizada e desinformada.

  2. Alexandre diz

    Gil, vc disse que não iria mais ler as minhas postagens.
    Sobre o post, tenho notado que o blog está tomando uma certa tendência gay. Reality show de gays, um vídeo de um gay falando da onda do efa, o Aidsfobia falando só de gays, transar com um soropositivo também era um gay. Nada contra, mas isso cria um rótulo na sociedade que a AIDS continua sendo uma doença de gays.

    • Alessandro diz

      Concordo contigo Alexandre, não sou gay e tbm quero posts relacionados a minha condição, tbm nada contra mas poderia haver uma alternância entre a abordagem de um público e outro, seria mais democrático.

      • Henrique diz

        Todo mundo percebeu ou so eu que o alexandre e o alessandro sao as mesmas pessoas? Kkk

        • Alessandro diz

          Não somos a mesma pessoa, porém compartilhamos de algumas idéias, não todas, tbm sou hétero e concordo que dessa forma só falando de gays o estigma vai recair apenas ao público gay, e não deve ser assim, tbm carrego esse fardo pesado que a vida me impôs, aqui estamos em um ambiente democrático, n sou um hater como muitos aí, mas é isso, abraço.

    • Alex diz

      Não acho q o blog toma uma tendência gay, o que parece ocorrer é que gays se expoem mais para falar da soropositividade. Afinal, quantos héteros ou bissexuais ultimamente vc ouviu publicamente falando q tem HIV? Só me recordo do ator americano há alguns meses, e um vídeo esporádico que vi no YouTube.

      • Luquinha diz

        Eu sou Hetero e quero participar do Reality show e vou colocar um truvada na bebida da mina e vou lever pra abaixo do edredon , vou comer a loira e a morena .E sobre a materia que pastei acima o que acharam ?

  3. Mar+ diz

    O médico que me atendeu quando eu estava na fase aguda da infecção, e que se recusou a solicitar o teste de HIV (por eu não ser gay), me falou o seguinte: “- Não há como negar, AIDS e GAY parecem sinônimos. Mas, como em quaisquer regras, existem exceções, por isso ainda encontramos heterossexuais com essa doença.”

    Não insisti com ele e fiz o teste num CTA. Mas ouvi isso da boca de um médico em pleno 2015.

    Será que ele tem alguma razão?

    • Maxwell diz

      indiretamente sim Mar+. A questão é que não só ele como uma grande maioria dos héteros pensa que AIDS é doença de GAY e muitos héteros acabam por contrair o vírus por conta desse preconceito acreditando que estão imunes ao vírus e terminam por adoecer e até a vim a falecer sem fazer esse exame que poderia salvar a vida deles.
      Pode ser que haja muitos gays positivos conhecedores de sua portabilidade pq uma boa parte fazem esse exame por conta do estigma contra os gays e os héteros que contraem muitas vezes escondem sua condição pra não ser “taxado” de “gay”. Vivemos em uma sociedade de pré-conceitos e preconceitos.

    • GF-SP diz

      Lógico que ele não tem razão. Não existe “grupo” de risco e sim “comportamento” de risco. E isso independe de faixa etária, genero, sexo, religião, estudo etc…

  4. Matheus diz

    Esse tipo de pensamento é tão arcaico de que aids é uma doença homossexual…no continente africano o hiv é predominantemente transmitido pela população heterossexual.

  5. Maycon diz

    Vão me xingar! Eu sei. Mas no Brasil a nossa “San Francisco” é “Florianópolis”. E cidades próximas como Brusque, Itajaí e Camboriú, apresentam os maiores índices no país. Alguns dados do ministério da saúde, mostram que até 35% dos gays dessa região estarão infectados até seus 30 anos de idade. Essa doença e gays tem uma relação íntima no ocidente, e essa relação se chama sexo anal. Desvincular que a nossa comunidade LGBT não é a mais atingida por essa doença, é tampar o sol com a peneira. Já que dados mostram que em cidades grandes, o número de homossexuais infectados chega a 10,5% . Ser gay no Brasil, é ser transportado para uma realidade africana, e não tem como não ver isso! No entanto, como o Alexandre disse, um homem heterosexual infectado faz um estrago gigante, já que muitos pensam: “é doença de viado”. Aqui onde moro, a própria agente de epidemiologia fala isso: “homens gays fazem mais testes”.
    Então, dizer que nós homossexuais não sabemos disso, é contraditório e nada realista. O preconceito pra mim que deveria ser abolido é : “Portador de HIV é promíscuo”, não que haja algum problema em ser se você utiliza camisinha, mas, é esse rótulo que nos assombra, tanto na comunidade Gay +, quanto como soropositivos no geral.

    • Caio PE diz

      Acredito que várias cidades grandes do país podem ser taxadas de “São Francisco Brasileira”. Recife (e região metropolitana) por exemplo, estão com muitos casos. O país anda na contramão da grande maioria dos demais. Mas os casos de heterossexuais também aumentam bastante. A cultura do macho pegador ainda é forte na cultura nacional. E homem, seja hétero ou gay, em sua maioria, não se cuida.

    • Gil diz

      Florianópolis, Itajaí e região litorânea de SC têm números enormes. Mas isso tem explicação: os soropositivos sempre procuraram o hospital Marieta, que foi ou ainda é uma referencia na região toda, e vinha gente de tudo que é cidade morar ali ao descobrir-se positivo. Some-se a este quadro uma região altamente turística, um porto com forte zona de prostituição, onde rola droga forte associada a sexo livre…
      Mas ao vir pro Nordeste, me deparei com números de Recife, JP e Natal. UAUU…
      E a informação nas escolas quase não chega. Trabalho em uma escola de 720 alunos e foi a primeira vez que teve trabalho sobre DST’s quando cheguei. Temos muitas mães e pais infectados, muitos alunos positivos, alunas prostitutas aos 13 anos, com dst, alunos travestis, alunos com 13, 14 anos trepando com gays adultos, estilo michê, sendo gays assumidos e outros” só dando pau pra bicha chupar e levantar uns trocos”, mas se dizendo heterossexual. Isso que dizem as pedagogas que nossa escola é um paraiso, perto de outras.
      Nas regiões pobres, a maioria infectada é heterossexual, por aqui, mas HIV não vê orientação sexual. Tem mais gay fazendo exame, isso é fato. E tem muitos gays que chutam o balde e se tornam promíscuos, uma autoagressão inconsciente, talvez pela não aceitação de sua condição e por estarem descobrindo a si mesmos num ambiente desfavorável a conquistas, como é a mossa sociedade em relação ao espaço dos gays em terem afeto e namoro… é minha visão da situação.

    • Calatrava diz

      Sou de Balneário Camboriú. Minha infectologista que atende aqui na região disse que a situação está muito crítica por aqui, e que inclusive a faixa etária de novos infectados está diminuindo.

  6. Maycon diz

    O homem heterosexual com essa doença não quer ser taxado de gay. O homem gay e mulher heterosexual não querem ser taxados de promíscuos.

    Pois todos estamos rodeados dos preceitos e preconceitos estabelecidos pela nossa cultura judaíco – cristã! Ah isso não é verdade! Ah não? Por quais motivos então os homossexuais americanos (Estado onde os protestantes imperam) discriminam os integrantes de sua comunidade que fazem uso do Truvada? Por quais motivos o preconceito e estigma são menores na Europa, onde os países estão cada vez mais ateus e secularizados? Todos estamos nessa neblina imposta por essa cultura que nos cegou e continua nos cegando, causando assim problemas como esse que estamos passando.
    Ninguém quer estar tão distante do senso comum. Não ser aceito. Sofrer acusações sem merecer.

    Então o que deveria ser feito? Mostrar que não existe “grupos de risco” e nem “comportamento de risco”, existe EXPOSIÇÃO DE RISCO.
    Estamos caminhando pra isso, pra esse entendimento pouco a pouco. Infelizmente, o fator de maior contribuição, é o fato dessa epidemia estar assombrando em nosso país as mulheres casadas e monogâmicas. Muitas engolindo seus preconceitos e entendendo que o matrimônio está de joelhos perante essa epidemia. Evidenciando que todos estamos sujeitos a esse país machista!
    Se está difícil pra você que é heterossexual. Imagina como está para o que está em um grupo sexual mal visto ou para as mulheres que são chamadas de vagabundas. Menos mimimi, e bora mostrar que ser macho vai além de ter um harém e Brahma no gelo.
    Acham ruim a Loka do Efavirenz se mostrar, botem a cara no Sol também, tenha culhões como o Diego Calisto, Gabriel e tantos outros homossexuais que brigaram para termos os medicamentos que temos hoje.

  7. Junior diz

    Acredito que toda a desinformação deve ser combatida:
    HIV é um vírus sexualmente transmissível e ponto.
    Não importa se vc é homo, hetero ou Bi, se faz sexo está sujeito.
    Focar em um ponto específico pode fazer com que as pessoas venham a ter o pensamento que existe ainda hoje.
    Outra coisa que acho importante, ser portador do vírus não significa necessariamente ter aids, é necessário ensinar as pessoas que o vírus “PROVOCA”, ou seja lá como se fala, a síndrome da imunodeficiência adquirida, não é algo automático, a maioria das pessoas ainda pensam que sim.
    Se todos soubessem que fazer o teste pode permitir a eles, com os medicamentos que temos hoje, caso seja positivo, que eles podem viver sem talvez nunca chegar a ter aids, talvez o medo venha a diminuir!
    Se todos soubessem que fazer sexo com um soropositivo que faz uso do medicamento e está indetectável a mais de 6 meses é mais seguro do que fazer com uma pessoa que nunca se testou, talvez passariamos a não ter medo de contar nossa condição a uma possível parceira(o)!
    Resumindo… Todas as informações que existem hoje nos favorece e pode mudar tudo!
    Não consigo entender como nos dias de hoje com todas informações disponíveis, as pessoas ainda vejam a gente como a 30 anos atrás!

  8. Maycon diz

    Júnior! Acabei de falar disso.: A religião e a política nos cegaram. Não é que as pessoas não saibam por nao quererem saber. As pessoas não sabem pois setores não querem que saibam!
    Uns se preocupam com as consequências de se falar abertamente que quem tem HIV não morre mais e, outros pois querem continuar julgando deliberadamente.
    Olha o que fazem com as hepatites virais. Já viu uma extensa campanha sobre isso? Não. Uma doença que demora 30 anos pra dar sinais e quando dá, já é tarde demais! 8 milhões de brasileiros que só saberão quando estiverem morrendo. Já viu o preço do tratamento das hepatites? O governo não quer pagar por tudo isso de uma vez.

  9. Alexandre diz

    Só pra deixar claro, eu não quis dizer que HIV é coisa de gay, não. Eu quis dizer que, ultimamente o JS tem postado muitas coisas voltadas aos gays, passando a sensação de que somente eles contraem o vírus, o que não é verdade. Por isso eu penso que se fossem postados temas em que tivessem um hétero, principalmente se fosse daqueles comedores, soro+, o rótulo poderia se desfazer aos poucos. Como alguém disse acima, os gays se revelam mais que os héteros. Pq? Pq os héteros, além do estigma do vírus em si, ainda têm a questão de não serem taxados como gays. Eu mesmo tenho um primo que é soro+ há uns 20 anos. Depois que eu fiquei sabendo que ele contraiu o vírus, sempre pensei que ele fosse gay. Sempre pensei que hétero não pegava essa merda. Pq? Pq a grande maioria das matérias que aparecem na TV e na internet, sempre associam a “soropositividade” aos gays. Isso é fato. Dessa forma, é compreensível que o número de casos entre os héteros se alastre mais que entre os gays. Existe uma certa “ignorância” no mundo hétero masculino. Haja vista eu, conforme descrito acima, e tantos (Alessandro, Barasa, Luiz, EGC, Pr, entre outros).

    • Fersp diz

      A questão não é ser GAY ou ser Hétero, e sim poder passar a informação para a sociedade que TODOS estão em risco de exposição.
      Os casos de Héteros (assim como eu) tem aumentado e muito, inclusive em mulheres casadas, por seus próprios parceiros que não aceitam que o risco existe (absurdo).

      A conscientização deve existir, sem discriminar nem julgar ninguém, com mais informação, e eu acho que este programa deve passar uma conscientização positiva, mesmo sendo homossexual. Vai mostrar uma realidade que muitos estão vivendo, mesmo não sendo Hétero o programa, acho um belo início. Sou Hétero reitero, mas acho que só por ter começado a encontrar situações como a deste programa, já acho muito positivo, é um começo. E acho que com o tempo muita coisa ainda vai surgir, muita gente vai ter coragem de por a “cara a tapa”, o que vejo é que os homossexuais estão saindo na frente neste sentido.

      De qualquer forma, vamos ver a repercussão do programa.

    • Alex diz

      Mas o que talvez vc não entendeu, é que “falta hétero no mercado” pra se autodeclara soropositivo. Todos os casos mais recentes foram aqui colocados, a exemplo do ator americano e do caso hétero discutido em Malhação. Discordo que o blog predomina um grupo ou outro, o que existe é que na realidade o grupo dos gays é que parecem abraçar mais a causa. Se está achando ruim, sugiro que faça vídeos, se exponha e influencie outros héteros a fazer o mesmo, a discutir sobre o assunto, para que se gere conteúdo.

  10. Maycon diz

    Fersp! Homossexuais assumidos sempre foram mais corajosos que muitos heterossexuais que mascam e cospem fumo.
    Homossexuais já saíram na frente tem umas 3 décadas! Os heterossexuais que estão mega atrasados.

    • Fersp diz

      Eu acho que tendo boa intenção é válido, e não vejo problema nenhum. Acho que todos deveriam ter essa mesma coragem, mas vai levar tempo.

      Abraços

    • Gil diz

      Claro que heterossexuais machões que cospem fumo e que coçam o saco, são agressivos e violentos não são melhores que nenhum homem gay que seja afeminado, não é o jeito que dá coragem. E gay que se expõe sem grilos, mas sem essa de esfregar na cara, mas que não nega a si mesmo a sua condição de existência, para mim é corajoso pacas!!!

      • Alexandre diz

        Vc está puxando a sardinha pro seu lado, Gil! Boa parte dos gays se acha melhor que os héteros.
        A prova de que o blog está virando um espaço gay é o tanto de gente que não gostou do meu comentário. É a proporção. Vc mesmo deve ter negativado ele umas 15 vezes pq se sentiu ofendido. Cadê as mulheres do blog? Sumiram. Em contra partida, de uns tempos para cá veem aparecendo Gils, Caios, Henriques, Maycons, entre outros. Nada contra, só quero mostrar que o blog está ganhando esse formato gay que me refiro, muito em função das postagens feitas de uns tempos para cá, as quais me referi.

        • Henrique diz

          Desculpa filhao, não é porque nao concordo com seu pensamento que sou gay. Sou hetero e isso nao me faz melhor ou pior do que ninguem. Apenas pare de problematizar as coisas, percebo que vc é mestre nisso. Sempre com uma opinião estranha e totalmente infundada e quando é criticado acaba ficando agressivo. Aceite a opinião das pessoas, a sua nao foi relevante e por isso dos diversos deslikes. Passar bem

        • Gil diz

          Alexandre, embora muito me desgoste, ter de “dialogar” com mente tao perturbada fora do meu espaço profissional, prefiro esclarecer: não sou gay, sou heterossexual, casado, 3 filhos e isto não é de sua conta.
          Se não me dou ao trabalho de negativar ou positivar nem os comentários dos humanos deste blog, imagine o seu. Tem o ditado, sobre quanto mais mexe…
          Não precisaria te negativar. O povo que te lê faz isso merecidamente. Vc é insuportável.

          • Caio PE diz

            Henrique e Gil.
            Os melhores comentários até agora certamente são os de vocês !

            • Gil diz

              Cara, valeu. Tive de descer ao inferninho do nível dele. Não me ofendi dele confundir minha orientação, ser chamado de gay não é ofensivo pra mim. Não sou melhor que ninguém, nem pior. Não defendo gays, defendo pessoas discriminadas. Gays ou não, todos somos pessoas. Isto vem antes de tudo (embora tem uns que não são gente e se chamar de animal, ofende qqer animal), pessoas. Todos são iguais e não fazendo mal, tá massa…ainda mais nossos queridos positivos, duplamente malvistos por uma sociedade cheia de gente com o mal na alma…

              • Caio PE diz

                Certamente ele deve ser um filhinho de papai perturbado que, ao invés de discurtir, expor as suas argumentações e aceitar críticas quando necessárias, se revolta com curtidas ou não a seu favor. Absolutamente ridículo. Não duvido nada que o mesmo deva entrar sempre aqui, fazendo o pobre do mouse dele sofrer bastante, o cutucando freneticamente para acionar mais curtidas a seu favor e a detonar comentários que não são pertinentes a sua conduta paranóica. Remédio pra isso tem: psiquiatra já !

                • Gil diz

                  Viu aqui abaixo a postagem de um tal Revoltado? Eu vou dar duas pistas pra você adivinhar quem é… começa com A e termina com lexandre…
                  É Caio, temos até ranking…

          • Revoltado diz

            Como que pode alguém ser tão chato? Agora como que pode juntar Gil e Caio no mesmo espaço? Afinidades, semelhante atrai semelhante.

            Você é muito chato Caio…você consegue ser mais chato que o Gil e eu pensava que era impossível!

            • Não Revoltado diz

              Quem é este??? Quem?
              Aquele que não se ousa dizer o nome…
              Quem será o revoltadinho com ranking de chatice, conforme a própria régua?
              Que em “homenagem”, fazem grupo no kik para detona-lo e rir dele?
              Que se é contrariado, agride, quem?
              Sem nescau? Ta de mau? Mamis cortou mesada?
              De tão ruim, o melhor nele é o HIV, só pra dar uma base…
              uma pista: começa com A e termina com lexandre.

              • Revoltado diz

                Depois é o Alexandre que tem problemas psicológicos? Falar pelas costas? Tem medo e não tem vergonha… E outra, não sou o Alexandre! A vocês realmente importa o fato da riqueza financeira de outras pessoas? Me conte mais sobre ranking conforme a própria régua… “Tá SERTO”!!!!

            • Gil diz

              Este revoltado é o ????? vou dar uma pista: começa com “A” e termina com “lexandre” , alguém duvida? Realmente Gil e os outros acertaram: ele é perturbado pacaraio.
              A melhor coisa desse doido é o HIV.
              Ofende, se esconde em apelido, é ignorante…grosseiro, homofóbico..

                • Revoltado diz

                  Um Gil é chato e incomoda muita gente, agora temos dois e o Caio. Bem que eu digo, não existe nada tão ruim que não possa piorar!

                  • Caio PE diz

                    Ah tá !!! E você, pelo que se julga, deve ser um “amor de pessoa”, o exemplo a ser seguido, a madre Tereza de Calcutá por acaso ?! Ahhhhh tá !!!!

  11. Anjo diz

    Olá gostaria de saber se uma pessoa com carga viral indetectável a mais de 6 meses com cd4 superior a 1200 ,e heterosexual pode fazer sexo sem preservativo ? Tenho duvidas sobre isso ,aqui mesmo no site já vi matérias falando sobre isso ,onde o risco de contágio é praticamente zero ,mais não vejo ninguém relatando de experiências nessas condições com seus parceiros ,onde praticam sexo sem camisinha .
    Bom eu tive uma relação onde não fazia o uso de preservativo e tbm não sabia da minha sorologia ,quando descobri ,foi um xoque muito grande ,porem de muita alegria ,pois a minha parceira da época não pegou o vírus ,mais Hj tenho muitas duvidas sobre sexo na minha atual condição ,confesso q me isolei do mundo exterior ,meu infecto diz q preciso viver q sou uma pessoa normal ,eu penso muito sobre td isso ,penso q se quando minha carga viral era de 30mil eu não transmiti ,será q Hj q sou indetecvel teria algum risco de fazer sexo sem preservativo ,alguém pode me falar de alguma experiência ,ou de algum relato de algum infectologista sobre esse assunto ,acredito q me informar sobre isso poderá trazer mais confiança pra dentro da minha vida e sair dessa grande bolha em q me meti ,[use o viver ,quero namorar sem neuras ,e sem ter q falar pra pessoa sobre minha sorologia

    • Tem muita discussão sobre isso em matérias antiga aqui, de uma procurada sobre isso, depoimentos e dados científicos!

    • Gil diz

      Os infectologistas garantem que pode, sem risco de contágio de sua parte pra parceira. O problema é você se infectar com outra cepa do vírus que seja diferente, resistente a seu esquema e se complicar. Ou pegar uma supergonorreia ou supersífilis, e detonar seus ótimos 1200 de cd4, fígado, rins com fortíssima carga de antibióticos.
      Mas certifique-se do que eu disse com o Médico, valeu?

      • Alexandre diz

        Quanta asneira! Anjo, estando em TARV não existe risco de vc se contaminar com outra cepa. Isso é lógico!!!

        • Eros diz

          Tem, se for de vírus resistente, cara.
          Desculpe me meter, mas ocorreu comigo.
          Mas, por quê você é tão agressivo?

        • Marco-TO diz

          Se o virus do novo contágio for resistente ao esquema que se toma, contagia outra vez, sim. Importante afirmar ou corrigir somente se tiver certeza. Não precisa xingar, viu?

  12. Mineiro diz

    Pessoal, criei um grupo no kik para os sao/moram no rj. Trocar experiencias de medicos, lugares de tratamento e tal. Se quiserem, eh so me adicionar: mineiro_rj

    • Ser+H diz

      Ontem na consulta o meu infectologista disse que em 2017 o Dolutegravir será adotado no Brasil como TARV de primeira linha. Aleluia!!!! Adios Efavirenz.

    • Oliveira diz

      obaaaaa …….que otima noticia……mais um esquema (3×1) …..boa noticia!!!!

  13. Sampa26 diz

    Anticorpos são ‘treinados’ contra HIV
    Estadão Conteúdo

    09.09.16 – 07h31
    Um estudo liderado pelo imunologista brasileiro Michel Nussenzweig, da Universidade Rockefeller (Estados Unidos), descreve um novo método para “treinar” o sistema imunológico de camundongos, fazendo com que ele produza anticorpos capazes de se adaptar às rápidas transformações do vírus HIV. Segundo os autores, o estudo é um passo importante para o futuro desenvolvimento de uma vacina contra o vírus.

    Embora o organismo humano produza anticorpos capazes de reconhecer o HIV após a infecção, a alta taxa de mutações do vírus promove em sua estrutura mudanças rápidas demais para que o sistema imune possa combatê-lo. Esse tem sido um dos maiores obstáculos para desenvolvimento de vacinas.

    No novo estudo publicado na revista Cell and Immunity, os pesquisadores “treinaram” o sistema imune de camundongos transgênicos para produzir anticorpos capazes de reconhecer várias formas diferentes do vírus. “Eles (os anticorpos) não capturam apenas a primeira ou a segunda versão do vírus que eles encontram. Eles retêm a capacidade de capturar todas as mutações do vírus com as quais já tiveram contato”, declarou Nussenzweig.

    Quando são produzidos naturalmente, os anticorpos não têm potência suficiente para curar a infecção sistêmica, mas, caso sejam induzidos por uma vacina, eles podem ser fortalecidos o bastante para evitar a infecção , segundo Nussenzweig.

    Os camundongos transgênicos utilizados não produziam todo o espectro de anticorpos normalmente encontrados no sistema imune, mas apenas precursores de uma classe de anticorpos chamada PGT121, que reage com diversas linhagens do HIV. Outro dos autores do estudo, o imunologista William Schief, do Instituto de Pesquisa Scripps (Estados Unidos), liderou a equipe que criou uma série de estruturas feitas com proteínas do vírus HIV, para testá-las uma a uma e “ensinar” os anticorpos a reconhecerem, passo a passo, as múltiplas formas do vírus. O processo funcionou e a equipe produziu com sucesso um anticorpo amplamente neutralizante em camundongos – isto é, capaz de atacar todas as formas do vírus com as quais já teve contato.

    Conceito

    Nussenzweig destaca, no entanto, que o trabalho oferece apenas um ponto de partida conceitual para o desenvolvimento futuro de uma vacina. “Fizemos isso em um modelo de estudos em camundongos muito específico”, afirmou.

    Ainda assim, o estudo é um grande avanço na direção de uma vacina, segundo Schief. “Precisamos começar de algum lugar. Esse é um grande passo – nós mostramos que é possível guiar a maturação dos anticorpos, com base em linhagem inicial humana, para produzir anticorpos amplamente neutralizantes por vacinação”, disse. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

  14. Junior diz

    Fala anjo!
    Eu vivo com o Vírus desde 2012 e fiquei indetectável no mesmo ano!
    Desde o final de 2013 que não uso mais camisinha com a minha esposa e é de boa.
    Não nos preocupamos com nada… Inclusive estamos tentando engravidar de forma normal!
    Precisando estou as ordens!
    Serumaninho81@gmail.com

  15. http://www.ibtimes.com/cure-aids-hiv-vaccine-eyed-broadly-neutralizing-antibodies-human-mice-2413719

    A cura para a AIDS? HIV Vaccine olhos com ‘anticorpos amplamente neutralizantes’ em ratos semelhante à humana
    POR CLARK MINDOCK @CLARKMINDOCK ON 09/09/16 AT 09:53HAR
    Príncipe Harry toma o teste de HIV no Facebook Vivo

    Os cientistas podem ter descoberto um modo para estimular o corpo humana para criar anticorpos capazes de bloquear o vírus HIV. Pesquisadores da instituições em todo os Estados Unidos disseram em cinco estudos publicados quinta-feira no revistas Cell, Imunidade e Ciência que eles tinham feito um passo inicial importante para o desenvolvimento de uma vacina para a doença.
    “É um trabalho cedo, mas estamos tentando reescrever algumas regras de desenvolvimento de vacinas para superar os desafios extraordinários de HIV”, William Schief, diretor de desenvolvimento de uma vacina para o Centro de Anticorpos neutralizantes pelo International AIDS Vaccine Initiative do Instituto de Pesquisa Scripps, disse . “Em um esforço colaborativo que atingimos marcos críticos, incluindo a primeira prova já que a imunização com proteínas do desenhador podem produzir anticorpos amplamente neutralizantes contra o HIV. Os novos resultados suportam fortemente a desenvolver ainda mais essas abordagens para testes em estudos clínicos.”
    Há ainda alguns desafios importantes antes de estudos clínicos em humanos podem começar. Para colocá-lo simplesmente, o HIV é difícil de combater porque ele ataca as células do sistema imunológico muito enviados para combatê-la. Quando o corpo é bem sucedido em combatê-la (geralmente com a ajuda de drogas) do vírus é realmente bom em esconder dormente até a próxima oportunidade para encenar um retorno. As vacinas tradicionais não têm funcionado para combater o HIV, mas esta nova pesquisa mostra que os chamados “anticorpos amplamente neutralizantes” são capazes de controlar ou prevenir a infecção a partir de uma gama de estirpes de HIV e pesquisadores acreditam que estes anticorpos especiais são a chave para a formulação de uma vacina.
    Mas, para que seja eficaz a vacina teria que ser muito melhor do que a natureza. Apenas cerca de 10 a 20 por cento das pessoas infectadas com o HIV desenvolver os anticorpos por conta própria e que pode levar anos para se desenvolver. Esta nova vacina teria que persuadir o sistema imunológico humano a agir de forma diferente.Os investigadores foram capazes de estimular este tipo de reação em ratos cujos sistemas imunitários imitou componentes do sistema imunitário humano.
    As vacinas não são a única maneira os cientistas esperam resolver o problema do HIV em todo o mundo. Outras abordagens – incluindo um que resultou no único caso conhecido de HIV ser curado, transplantes de células estaminais – estão sendo olhado.

  16. Isso ai Junior, confirmo e assino em baixo, sou um desses, e mais um bebe ja tive, sem contagio

  17. Alexandre BLZ
    Lembrei de vc, quando vi umas frases do Jair Messias Bolsonaro;
    “Homem não chora, fato, mais sim se emociona”
    “Policia foi feita para ir atras e detonar vagabundos, se fosse para dar carinho iriam atras de prostitutas”
    rsrs, a primeira descultível, a segunda concordo plenamente, abraço.

    • Alexandre diz

      Grande EGC, beleza? Cara, eu acho ele do caralho. O meu voto será dele.
      Gil, vc é gay. Vc já disse aqui que seus amigos são gays. Não conheço hétero que tenha tantos amigos gays. Não que a gente não possa ser colega de um ou de outro, mas ele lá e eu cá. Seus comentários, a forma que vc escreve e se posiciona mostram que vc é gay. “Sou hétero, casado e tenho 3 filhos.” É gay!!! Quer provar demais que não é, é pq é. Mas qual o problema? Nenhum. O problema é vc se achar superior aos demais só pq é gay. Outra coisa, eu não sou o Revoltado, como vc afirmou. Quer dizer que quando alguém concorda comigo é pq sou eu mesmo? Não pode ter aqui no blog uma pessoa que concorde comigo? E o EGC, ele sou eu? Fica esperto, camarada. Olha quem endossa seus comentários. Caio! Um cara que ataca mas não quer ser atacado. Ofende mas não quer ser ofendido. Inicia uma discussão na qual ele não tem argumento algum mas depois diz que aqui não é lugar pra isso. Fala da minha mãe mas não quer que fale da dele. Esse tipo te segue. Pq? Pq eles se sentem a vontade com vc. Pq? Pq vcs se entendem. Tudo igual. Vc disse que jamais voltaria a ler meus comentários mas continua a lê-los. Vcs são assim. Dizem uma coisa mas fazem outra. Gil, eu sou insuportável para vc, sabe pq? Pq eu tenho opinião própria e te incomodo por isso. Não sou cordeirinho como os seus fãs aqui. Leio os seus comentários, acho eles equilibrados mas não consigo concordar com quase nada. Pq? Pq vcs pensam de uma forma e nós pensamos de outra. Mas nós nunca podemos discordar dos gays pq vira homofobia. Mas vcs, não. Discordam da gente e desferem caminhões de “elogios”, mas quando a coisa vira, somos insuportáveis, homofóbicos. Cara, na boa? Acho vc igualzinho aquele Jean Willis. Eu vejo ele e lembro de vc. Se julga superior a todos mas diz que o outro se julga. Aponta o dedo mas não quer ser apontado. Lamento, pq comigo vc vai se dar mal.
      Só pra reforçar mais uma vez, não tenho nada contra os gays!!!

      • Biba Alfa diz

        Kkkkkkkk… pelamor…
        Rindo…um número de 1 a 3 e só vale par. Quem acertar leva!!!
        Ele ama o cara e o gay é o Gil!!

      • Gil diz

        Querido, tu se deu ao trabalho de responder?
        Que honra… o chefe do hospício olhou pra fora do Palácio. Falou, Napoleão!!!
        Cara, na boa: voce, antes de tudo, é um mal caráter. És um desses mequetrefes mimadinhos, sem classe, sem um verme pra chamar de amigo, se não for ignorante feito você.
        És um sujeito que confunde sinceridade com grosseria, que se acha com atitude por ser grosseiro, estúpido, mal educado e pibre de espírito, só um mau caráter que ainda por aí. Um sujeito que sectariza os gays da forma “eles lá e eu ca”, é na verdade, um inseguro.
        Você projetou em mim o gay que não aceita ter em você, fofo!
        É óbvio feito sua limitação que, se vc se deixar aproximar de outro homem, teu piupiu fica durinho, durinho, teu loló pisca, Amore…
        Por isso gay lá e tu cá, vc não se garante.
        Talvez por isso você seja tão agressivo. Formação a, diz a Psicanálise.
        Morro de medo de ti. É porque sou gay, uma bichona ensandecida… no teu conceito. Tão importante pra mim, quanto o que o gato enterra.
        Aqui, sou o Gil, um personagem. Escrevo o que quero. Livre. Você, preso à sua hipocrisia.
        Um carimbador, você não passa de um criminoso. Corajoso, como macho fake no seu avatar, mas é só um carimbador de hiv nas putas que te dão, porque só pagando pra tu arranjar mulher, pois és repugnante.
        Seja macho aí, conte quantas tu carimbou, confesse, vai… quantos gays e travestis tu quis e conseguiu inocular a tua única parte boa, o hiv?
        Sai desse personagem, porque ele não esconde mais o caráter do verme que se esconde no teclado…
        Cara, lia de bobeira, já que tava no blog mesmo… aí lia teus comentários toscos, não todos, mas comecei a me invocar de novo… gosto de mexer com quem me deseja. Mas, de boa, mesmo se sentisse atração por homem, com vc não rolaria. Portanto, desiste da bichinha aqui… ou do machinho, ou machão…o que for. Aqui, é personagem, pode ser verdadeiro, pode ser que não. A unica coisa certa é tua sandice. Vc é doente cara. E vom um caráter ruim, nome certo pra o que chamas sinceridade ou autenticidade.
        Agora, terminei de dizer. Nem sei se vai ler. Foda-se.
        Mas não lerei mais mesmo, o que escreveres.
        O Gil se cansou de ti, deu algo entre pena e nojo…dei a última palavra. Tu morreu, carimbador!

        • Caio PE diz

          Disse tudo Gil!
          Pessoas desse tipo certamente são playboyzinhos mimados, gastadores da mesada fácil de mamãe que humilha empregada doméstica e certamente deve ter ido à avenida Paulista a favor da “democracia”. Claro, de rayban original, tênis nike, camisa amarela Abercombie (coladinha ao muque marombado) gritando “rico é rico, pobre é pobre!”. Alexandre, vá se tratar! Existe psquiatra para isso!

          • Gil diz

            Pensei em nem responder, pra aquilo, mas, sabe aquela coceira, a galera do grupo do kik intimando, pensei: ele é o cara do mal e eu fico na minha? Já tinga dado barraco mesmo…
            Como não o verei pessoalmente pra encher a cara dele de porrada,e até não faria, porque qqer mente mediana detona o coitado, que já é todo fora da casinha e dizer o que sei e penso não dá processo, porque não é a pessoa, é um personagem anônimo e não há dano moral, vou dar a ultima palavra. Não faço mal a ninguém, Caio, sou 99,9% de boa, da paz. Mas dá nojo de sujeitos sem empatia e querendo ser fodão sendo tosco, aí curto um barraquinho…
            Mesmo desfocando do cerne do espaço.
            Quando estiver por estas bandas, venha “transar” comigo, já que ele afirma que se há aproximação dá sexo, rsrsrs
            Abraço, querido.

  18. Felipe D diz

    Boa tarde galera, descobri recentemente (13 dias) e estou naquela fase de luto completo! Queria mto conversar com alguém sobre…estou me sentindo muito perdido…se alguém puder me ajudar! Desde já, obrigado!

    hp8907@gmail.com

    Kik fhp89

  19. Felipe D diz

    Boa tarde! Descobri recentemente meu diagnostico (há 13 dias) e estou naquela fase de luto total…me sentindo perdido! Gostaria de conversar com alguém sobre…se alguém puder me ajudar! Desde já, obrigado!

    Email: hp8907@gmail.com
    Kik: fhp89

  20. m. diz

    Galera tomo meu tarv a uns 6 meses no inicio tive uma reaçao alergica q logo passou depoistive icterícia o que logo diminuiu tambem, mas essa semana a icterícia voltou com tudo, estou com os olhos super amarelos, alguma sugestão?

    • Mutatis Mutandis diz

      m., é meio de tempos em tempos essa icterícia….disfarce com óculos e para os mais curiosos diga que está com bilirrubina elevada, diga que tem algo parecido com a Síndrome de Gilbert (pesquisa aí no google).

      Beba seu peso x 35 de água por dia. Exemplo: vc pesa 80kg, então 80*35= 2.800 (2,8 litros/dia)…todos os dias. Isso ajuda bastante, mas não resolve…é cíclico mesmo, é de tempos em tempos ela vem forte.

  21. Maycon diz

    A questão é! Nenhum hétero branco jamis soube o que é preconceito. Sentindo na pele, sr esconde! E nessa questão os gays estão vacinados. Muitos pensam: “É só mais um”…

  22. Costa diz

    Olá, tenho 19 anos e descobri ser soropositivo há 3 dias atrás, eu namorei com meu primeiro parceiro sexual, desde que tinha 15 anos, nosso relacionamento terminou em Janeiro e eu apenas tive relações sexuais sem camisinha com ele, depois que terminamos eu tive vários parceiros casuais, todos usando preservativo, fiz testes em Fevereiro e Maio, negativos, então esta Sexta-feira pela manhã estava por perto do CTA e resolvi passar por lá e me caiu essa bomba, fiz o teste duas vezes, de marcas diferentes e deu reagent as duas vezes, fiquei muito abalado na hora, já marcaram infectologista, psicólogo, exames e odontologia (?), eu realmente não sei como posso ter contraído, eu contei ao meu ex que ainda é um bom amigo meu e ele fez o teste no mesmo dia e está negativo, o que me leva achar que isso aconteceu por motivos de comportamento de risco sob efeito de álcool que por ventura eu não me lembre, bom, eu saí do CTA e a primeira coisa que eu fiz foi se encontrar com minha mãe e contar a ela, além dela contei ao meu irmão e uma amiga muito próxima, eu confesso que ainda não digeri totalmente a informação, me sinto muito frustrado, sou um rapaz bonito, novo e inteligente, tenho tantos sonhos, sei que não é o fim, mas isso me levará a mudar radicalmente meu estilo de vida, que eu tanto amava, sou rapaz muito ativo, trabalho, estudo e gosto muito de viajar e viver aventuras radicais e eu não sei se vou poder continuar, não sou lá muito bom em viver vida regrada e cheia de rotinas.
    Eu já faço tratamento com reguladores de humor para transtorno bipolar e estou preocupado com coisas que li sobre os antirretrovirais, talvez esteja me precipitando, o que é natural, pois a noticia é muito recente, mas fico preocupado também com minha saúde mental.
    Minha consulta com o infectologista está marcada para o dia 23 e estou tentando segurar minha ansiedade.

  23. juka diz

    to começando a acreditar que este papo de que um soropositivo tem uma vida quase tão normal quanto um negativo é balela. eu sou infectado há menos de 2 anos, tomo remédio há um ano, sou indetectável logo no principio, meus cd4 que na época da descoberta era 750 e hoje está mais de 1000, apesar de levar uma vida regrada e me alimentar bem, o miserável mês de agosto e inicio deste veio uma sucessão de coisas desagradáveis: primeiro uma gripe, depois uma tal de herpes zoster, agora uma feridinha idolor debaixo da língua que ja dura quase três semanas e as minhas amídalas que estão inflamadas já quase uma semana……pior que nem fui ao medico pq tenho medo de me passarem antibiótico e me parece que não podemos usar antibióticos. isso procede?

    • Ser+H diz

      Juka vc é uma pessoa normal como um soronegativo. Vai ter gripe, dor, inflamação, tristezas, alegrias, etc. Se não estiver bem procure o serviço médico e só pra lembrar: não tem porque falar ao médico que esta em TARV. Se os antirretrovirais dessem a garantia de umunidade contra gripe, por exemplo, todos tomariam se pudessem. Bola pra frente vida que segue e ninguém é eterno e super humano que nunca fica doente. Ninguém esta 100%.

    • Pequena + diz

      Juka

      Bom dia 😉
      Querido, levamos uma vida normal sim….
      Quem disse que ter sangue azul e tomar TARVS nos deixariam invencíveis como o SUPER MAN, apesar que ele fica fraco em contato com a CRIPTONITA…rs..
      Brincadeiras a parte, vamos falar sério.
      Vamos adoecer como qualquer um, ter gripe, dor de cabeça, diarreia, cólicas menstruais, dor de dente, perebas e tudo mais que uma pessoa que não tem HIV pode ter.
      Uma coisa que vc não fez nesses dois anos que vc se trata,(fazer a listinha dos remédios que costumava tomar antes do seu diagnóstico) eu mesma quando me descobri sangue azul, fiz a listinha de remédios que costumava tomar, levei ao meu infecto e ele disse os que poderia tomar em caso de algo corriqueiro.
      Lógico tudo isso com permissão e com moderação, pois não devemos ficar nos alto medicando.
      Mas pelo que vc disse que está sentindo passou da hora de vc dar uma passadinha pra se consultar com seu infecto.
      Antibióticos, podemos tomar sim, com a prescrição dele (infectologista).
      Caso vc não tenha consulta agendada com ele, vc pode passar no CTA onde faz seu tratamento e conversar com os enfermeiros dizendo o que está sentindo.Se for o caso eles te encaixam para passar pelo seu infecto.
      Enfim é isso…
      Espero ter ajudado.
      Mantenha o foco, força e tenha fé sempre 🙂
      Um forte abraço Pequena + ❤

    • Gil diz

      Provavelmente outro fator, como o stress, mas nada a ver com virus. Se você está indetectável, o vírus não age, não detona sua imunidade de forma alguma… quanto a não tomar poder tomar antibióticos, nada mais falso… vida normal, cara.
      Mas precisa sim, procurar seu médico para confirmar o que te afirmo.
      Tive resfriado e dor de garganta, tive micose na virilha, trato e passa. Mas se a pessoa está indetectável ou taxa viral baixa e cd4 alta, não sofre com a imunodeficiência.
      Vá ao médico, fale que é HIV, veja sua taxa viral… vá à luta por sua saúde, amigo

      • Ser+H diz

        Se a pessoa está indetectável e CD4 1000 não tem porque revelar a outro médico que é HIV+. Vai tratar as suas doenças como qualquer outra pessoa. Tem médico que infelizmente tem certo preconceito e dependendo de onde vc mora e se é conhecido, muitos acabam sabendo da sua condição. O meu infectologista me alertou: NÃO TEM NECESSIDADE DE REVELAR A OUTROS MÉDICOS QUE É SOROPOSITIVO. Do HIV quem trata é o infectologista. Cada qual no seu quadradinho.

        • Gil diz

          Verdade, embora eu não escondo, até para poder oferecer mais detalhes, não veria problema. Se o médico tem preconceito ou dizer algo ruim, errado, errado é o médico, mas o diagnóstico precisa de mais dados. Embora é verdade, precisar dizer, não precisa.

      • Alexandre diz

        Se vc afirma que não tem nada a ver com o vírus, pra que ir ao médico e falar que é HIV?

    • Jorgito diz

      Com Cd4 em mais de 1000, sua imunidade está igual a de qualquer soronegativo. Provavelmente, como disse o Gil, em função de alguma situação de stress sua imunidade deu uma caída. Eu tive herpes zoster antes de ser HIV positivo. Havia passado por uma situação de stress. Desencana, tem gente que daria um braço pra ter essa marcação de cd4 sua. Você está ótimo.

  24. luk diz

    Boa tarde, pessoal. Sou positivo desde dezembro de 2015, descobri em janeiro de 2016, comecei o tratamento em fevereiro de 2016.
    Para que vocês entendam onde quero chegar com essa postagem, trarei alguns dados em relação a minha carga viral e a contagem das minhas células cd4 desde o inicio do meu tratamento:
    Janeiro:
    CV – 5,9 milhões de cópias
    CD4 – 314

    Abril:
    CV – 8.073 cópias
    CD4 – 444

    Julho:
    CV 8.234 cópias
    CD4 – 611

    Setembro:
    CV 4.299 cópias
    CD4 – 511

    Com os exames de julho, minha média desconfiou de uma possível falha terapêutica e solicitou uma genotipagem. Fiz a coleta dia 04 de agosto, a previsão era de que o exame estivesse pronto no dia 24 de agosto. No dia 24/8, o laboratório liga pra mim dizendo que o exame precisaria de mais 1 semana para ficar pronto, acontece que eles já adiaram esse resultado 3x, nunca está pronto na data que eles dizem. Da última vez, era pra sair dia 08/09 e foi adiado para o dia 15/09. Já tive que reagendar minha infecto 2x, pois ela disse que esse exame é crucial para saber o futuro do meu tratamento (cogitou troca de esquema). Ainda não mostrei pra ela o exame de setembro. Estou bastante apreensivo com a demora na entrega desse resultado. Ontem recebi o resultado do exame de setembro e fiquei mais preocupado ainda quando vi que a contagem das minhas células cd4 diminuíram, apesar da cv tb ter diminuído. Alguém já passou por algo parecido? Sabe o que esses números podem significar? Será que realmente se trata de falha terapêutica? Qualquer ajuda é válida, por aqui ou e-mail (luktudonovo@hotmail.com).
    obg

    • Jorgito diz

      Não sou médico, mas pelo que já pesquisei e pelo que conversei com infectologistas, se trata sim de falha terapêutica. Após seis meses a carga viral precisa zerar, caso contrário já se caracteriza falha terapêutica. Eu exigi o teste de genotipagem antes de começar o tratamento. Inclusive tive que trocar de infectologista, porque o primeiro não quis fazer, afirmando que era desnecessário. O resultado, que eu já havia inclusive postado aqui no blog, foi que o vírus de fato é resistente ao Efavirenz. Ou seja, se eu estivesse no esquema 3 em 1, também não ia zerar minha cv. Por fim iniciei um esquema com Atazanavir+Ritonavir+Tenofovir+Lamivudina e estou me adaptando muito bem. Em um grupo do kik, conversei com dois caras que passaram exatamente pela mesma situação que você. Um deles fez a genotipagem após falha terapêutica e passou para um esquema de terceira linha e um outro cara teve falha terapêutica e só mudou de esquema após um ano, passou para um esquema de segunda linha, sem fazer o exame de genotipagem. Não se preocupe, agora você vai passar pra um esquema eficaz, cobra do laboratório o resultado logo, brigue se for necessário, quebra o pau, exponha a situação. Se for necessária uma nova coleta, faça. Com o resultado em mãos e a troca de esquema, logo zera essa carga viral aí. Não esquenta, isso aí acontece. Com a facilitação do acesso ao medicamento, tratamento gratuito, o resultado é irem surgindo vírus resistentes mesmo, em virtude da não adesão de alguns. Geralmente são vírus resistentes ao Efavirenz, que é a primeira linha de tratamento e ainda assim os casos de resistência ainda são minoria, a maior parte dos vírus são sensíveis a todas as drogas. Da segunda linha em diante, são bem mais raros os casos de resistência viral, raríssimos mesmo aqui no Brasil. Pode ficar tranquilo, cara, que vai dar tudo certo, provavelmente você está no esquema 3 em 1 e o vírus é resistente ao Efavirenz, por isso não tá zerando.

      ps: quando comentei sobre o exame de genotipagem em um post lá atrás, cheguei a postei o resultado, se quiser, da uma olhada, eu utilizava outro nome, Fabio. (mudei de nome porque já tinha uns dois Fabios aqui)

      Abraço

      • luk diz

        Opa Jorgito, obg pela ajuda, fiquei mais tranquilo. De fato, estou no 3×1, li que a cada 6 pessoas, 1 é resistente ao efavirenz, parece que eu fui o escolhido. Vou cobrar o exame do laboratório, inclusive penso em entrar com um processo judicial contra o laboratório (fazer valer os 5 anos de faculdade), consigo o exame e de quebra ainda pode rolar uma indenização que não faz mal a ninguém. Queria dar uma olhada no seu resultado de genotipagem mas não achei o link, você poderia disponibilizar aqui? Eu pesquisei bastante antes de começar o tratamento mas agora percebo que deveria ter pesquisado mais, se soubesse esses dados sobre resistência ao efavirenz e que nos países desenvolvidos o tratamento só começa após a realização da genotipagem com certeza teria exigido o meu exame de genotipagem tb. Uma coisa que me preocupou bastante foi a contagem das minhas células cd4 terem reduzidos nesse exame de setembro mesmo com a queda da CV tb. Enfim… obg pela ajuda.

        • luk diz

          Saiu hoje o resultado do meu exame… De todas as drogas disponíveis para o tratamento, deu resistência alta apenas para o Efavirenz e para a Nevirapina, a todas as outras combinações o vírus é sensível. Com essas informações dá para se ter uma ideia de para qual esquema vou migrar? Estava no 3×1.
          obg

          • Caio Pe diz

            A NVP é da mesma classe do EFV. Assim sendo, existem outras combinações sim que substitituem tranquilamente essas duas aí: o ATZ/r seria um exemplo. O kaletra seria outro (esse muita gente reclama), outros e outros.

  25. Thiago diz

    É possível a carga viral de uma pessoa indetectável aumentar ? Mesmo seguindo corretamente o tratamento?

    Já aconteceu com alguém?

    Obrigado.

    • Alessandro diz

      Thiago, existe algo chamado blip, é um leve aumento na carga viral, porém temporário, se isso se repetir em outro exame aí deve ser observado, da uma pesquisada sobre ( blip hiv ) vai ter mais informações, abraço.

  26. Dere diz

    Boa Noite……… não sei se isso aconteceu com vcs… mas perdi totalmente o libido…. ja fiz exames para ver a testosterona e esta tudo normal.. fui a minha psicologa e disse que tem uma barreira…. pq meus exames a mais de um ano são ótimos…. pratico esporte… trabalho…. estudo… saio com amigos mas na hora que conheço alguém bacana e na hora do finalmente não vai… mesmo sabendo que sou indetectável, mesmo sabendo que as chances de eu transmitir hiv é quase nula.. mesmo andando com camisinhas na carteira… mesmo assim trava…. o medo e a ansiedade me persegui…. queria saber se já aconteceu com vocês?? pq não estou a fim de tomar mais uma medicação para ansiedade ou algo do tipo, só uma esta ótimo.. rsrssr

    • Alessandro diz

      Dere, isso tbm me ocorre, mesmo 2 anos após o início da medicação, só funcionou legal quando resolvi abrir o jogo e a garota quis fazer sem camisinha, mesmo assim ainda tive um certo receio, mas rolou, sempre que conheço outra mulher geralmente acabo negando fogo logo de cara, mas aí vou conversando e o bloqueio sai, ou seja estamos juntos nessa kkkkkkk, abraço.

  27. Felipe diz

    Costa, me add no kik? Tb tive dignostico recente…acho que podemos nos ajudar! Compartilho mto do que vc disse tb!

    Kik fhp89

    Abçs

  28. Luquinha diz

    Daqui a pouco vou gozar colorido pra ter filho palhaco ……. Bem que se eu tivesse nascido lesbica …nada disso tería acontecido comigo .

  29. Inexperiente diz

    Se puderem me ajudar!!!

    Fiz meus exames em janeiro e estava com 23000cv, no mês 5 com o tratamento estava 360cv.
    Minha parceira estava fazendo sexo oral em mim com camisinha e furou aí parei mas tenho medo do líquido pre ejaculatório.
    Ela precisa tomar Pep??

    • Jorgito diz

      Nem precisa. Não se pega assim tão fácil. Se você percebeu e parou na hora. Nunca tinha ouvido falar de camisinha estourar com sexo oral.

  30. Peter diz

    Boa noite pessoal! Ficaria muito grato se alguém puder me add em algum grupo no kik: petermusicboy

  31. Mac. diz

    Olá pessoal, vocês estão vivendo a quanto tempo com o vírus Hiv?

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s