Notícias
Comentários 59

GlaxoSmithKline acredita que pode mudar o tratamento do HIV

The-Wall-Street-Journal-Logo

Glaxo

Se o Dolutegravir da Glaxo for capaz de tratar o HIV com um regime de dois medicamentos, em vez de uma combinação de três medicamentos, seria um divisor de águas, disse Andrew Witty, CEO da farmacêutica. Foto por Luke MacGregor/Reuters.

A GlaxoSmithKline está direcionando o futuro do seu negócio de HIV em uma aposta audaciosa: derrubar a estratégia de tratamento atual, que há décadas transformou uma doença fatal em uma condição crônica.

O tratamento contra o HIV pouco mudou desde meados dos anos 1990.

O tratamento contra o HIV, o vírus que causa a aids, pouco mudou desde meados dos anos 1990, quando a introdução de uma nova classe de medicamentos melhorou dramaticamente a terapia contra o HIV. Os médicos descobriram que a combinação de um novo tipo de medicamento antirretroviral com dois medicamentos de uma classe mais antiga impediam o vírus de desenvolver resistência.

Desde então, o regime de três medicamentos manteve-se a abordagem padrão, com os esforços no desenvolvimento de drogas focados em sempre fazer combinações triplas mais poderosas.

Tomar menos medicamentos vai resultar em menos efeitos colaterais.

Mas os executivos da Glaxo querem mudar isso. Eles esperam que a mais recente pílula contra o HIV, da empresa sediada no Reino Unido, seja poderosa o suficiente para suprimir o vírus com a ajuda de apenas uma outra droga. Segundo o presidente-executivo Andrew Witty, este seria um “divisor de águas”, uma vez que tomar menos medicamentos vai resultar em menos efeitos colaterais. Agora, a ViiV Healthcare, empresa de propriedade majoritária da Glaxo e em que a Pfizer americana e a Shionogi & Co. japonesa detém participações minoritárias, está começando o longo processo de prová-lo.

Até agora, não há casos relatados de resistência viral sob o Dolutegravir em pacientes novos no tratamento.

O medicamento em questão, o Dolutegravir, é de uma classe de medicamentos conhecidos como inibidores de integrase, que reduzem rapidamente o nível de vírus no sangue. Ele já está aprovado para uso como parte de terapia tripla tradicional e, até agora, não há casos relatados de resistência viral sob o Dolutegravir em pacientes novos no tratamento. Isso faz dele o único entre os inibidores da integrase, de acordo com David Hardy, médico especialista em HIV e porta-voz do grupo ativista HIV Medicines Association.

Enquanto o perfil de Dolutegravir sugere que ele poderia suprimir o HIV sem a ajuda de qualquer outro medicamento, a Glaxo está seguindo uma abordagem passo a passo de precaução para confirmar sua promessa, disse uma porta-voz da empresa.

O benefício mais importante de um regime de duas drogas é que ele resultaria em menos efeitos colaterais. Tais efeitos incluem náuseas, diarreia, problemas renais e ósseos — as razões mais comuns para os pacientes alterarem seu regime de tratamento. Além disso, poderia aliviar o fardo financeiro do tratamento.

Mudar apenas um quarto dos pacientes para Dolutegravir mais Lamivudina iria abater mais de US$ 3 bilhões do custo do tratamento.

Rochelle Walensky, professora associada de medicina na Harvard Medical School, estima que mudar apenas um quarto dos pacientes atualmente em terapia tripla para Dolutegravir mais Lamivudina (3TC) — um fármaco mais antigo e genérico contra o HIV — iria abater mais de US$ 3 bilhões do custo do tratamento de HIV ao longo de um período de cinco anos. A redução de custos é menos evidente se as duas medicações parte do esquema ainda estiverem sob proteção de patente.

A Glaxo está colocando “enorme foco e prioridade” no desenvolvimento de regimes de dois medicamentos, disse Witty. De acordo com a análise do UBS, a oportunidade é significativa: se a terapia dupla tornar-se a estratégia que os médicos preferem, a Glaxo poderia pegar uma fatia muito maior do mercado e ultrapassar a Gilead Sciences, se tornando a mais importante no tratamento do HIV dentro de três anos.

Durante o ano passado, a Glaxo começou vários grandes estudos clínicos que visam mostrar que a combinação de Dolutegravir com apenas um outro medicamento contra o HIV funciona tão bem em suprimir o vírus como a terapia tripla tradicional.

Dentre o conjunto de estudos, está o teste do Dolutegravir ao lado de Rilpivirina, um medicamento feito pela Janssen Pharmaceuticals, parte da Johnson & Johnson. Em outro, testa-se a combinação do Dolutegravir com Lamivudina, o medicamento genérico utilizado na análise do Dr. Walensky.

Ele também planeja iniciar um estudo de fase final para avaliar a combinação de uma versão injetável de Dolutegravir com Rilpivirina. Um estudo anterior demonstrou que esta combinação é tão eficaz quanto um regime de três drogas, quando o vírus já foi suprimido por um período inicial de terapia tripla.

Os ensaios só devem começar a dar resultados no próximo ano, mas um pequeno estudo liderado por Pedro Cahn, um médico argentino, já traz motivo para otimismo. Em 48 semanas de estudo, o Dolutegravir com Lamivudina suprimiu os níveis de HIV em 18 dos 20 pacientes não tratados previamente.

Mesmo se os grandes estudos clínicos da Glaxo tiverem sucesso, eles poderiam enfrentar outro desafio: a inércia. No ano passado, a Gilead lançou uma série de terapias triplas usando um novo fármaco para o HIV, chamado TAF, que pode ser administrado em uma dose muito menor do que o seu antecessor, causando menos danos para os rins.

Christoph Wyen, especialista em HIV do Hospital Universitário de Cologne, na Alemanha, disse que o advento destas terapias triplas menos tóxicas reduz o incentivo para os médicos mudarem o regime de seus pacientes para esquemas mais simples. Ele disse que a terapia dupla pode decolar mais rapidamente em pacientes mais velhos, que são mais propensos a ter complicações de saúde relacionadas com a idade.

Ambas Gilead e Glaxo têm posições fortes no mercado do HIV, com TAF e Dolutegravir, respectivamente. Mas a Gilead está desenvolvendo um novo inibidor da integrase que, se comprovado igual ao Dolutegravir, poderia dar uma vantagem importante no mercado da terapia tripla.

O pior cenário para a Glaxo seria se as suas terapias duplas falharem e se o inibidor de integrase da Gilead for bem sucedido — o qual tem previsão de lançamento para 2018 –, roubando a quota de mercado do Dolutegravir. Isso poderia colocar o negócio da Glaxo relacionado ao HIV em declínio depois de 2018, de acordo com a UBS, embora Witty diga que essa desvantagem seja limitada, uma vez que o Dolutegravir já estará bem estabelecido na época em que chegar seu concorrente da Gilead.

“Não é uma conclusão precipitada dizer que [a terapia dupla] vai funcionar”, disse Hardy. “Eu assisti o desenvolvimento do Dolutegravir o suficiente para entender por que eles estão tentando fazer isso.”

Por Denise Roland em 28 de agosto de 2016 para The Wall Street Journal

Anúncios

59 comentários

  1. Lukas diz

    Ainda consigo conviver com a idéia de ser HIV+, porém o que mais me desmotiva é ser da área de economia. Sei que a indústria farmacêutica jamais deixará de praticar seu lobby e que a AIDS é um mercado lucrativo e promissor. Não acredito que haverá uma cura real nas próximas décadas, mas sonho com uma forma de tratamento menos cruel e que limite menos a minha vida um medicamento injetável, seria incrível! Vi que a cytodyn tem desenvolvido algo neste sentido. Mas não há atualizações por parte da empresa desde 2015… seria uma forma de encarar o HIv de maneira menos agressiva e diminuiria o stigma.

    • Fersp diz

      Medicamento injetável e semanal, seria ótimo, ou mesmo mensal, aí seria sensacional.

      Abraços

      • Tudo_novo_pra_mim diz

        Olá Fersp
        Vc é de Sp?
        Se for preciso muito conversar com alguém
        Queria saber se vc pode, preciso de ajuda

    • Sim, lukas. A cytodyn ta bem avançada e continua dando noticias sempre. É so vc entrar no site deles e se cadastrar para noticias. Inclusive o Charles sheen e outros artistas de Hollywood que não assumem suas positividades ja estão em tratamento com a cytodyn. Alguns inclusive tomam uma injeção a cada 4 meses (PRO 140 Monotherapy) e outros uma vez por semana. A tendência é acabar com esses comprimidos. Vai aí o site e se cadastre para receber noticias em seu e-mail … abraços http://www.cytodyn.com/

      • Jonas diz

        Alexandre, este site é motivador. De fato o pessoal está trabalhando na área, de forma bastante focada e pé no chão. Gostei muito, obrigado pela dica.

  2. pedroks399 diz

    Lukas acredito que o boom que uma cura clássica traria iria gerar muito mais grana do que o tratamento à longo prazo.
    Essa teoria da conspiração já passou pela minha cabeça mas vejo que não é isso é sim que é um VÍRUS e vírus não é tão simples de lidar ainda mais um que se acopla com as células do sistema imune. Não creio que haverá cura clássica mas sim medicamentos melhores. Vamos aguardar.
    Esse ano está sendo muito bom com relações à pesquisas. Vamos ver no que dá.

  3. Victor diz

    Lukas… Levei esse questionamento para os dois infectologistas que me acompanham… E a resposta deles foi muito semelhante. Um deles inclusive usou termos que eu desconhecia. Ele citou a indústria farmacêutica como “Big Pharma” e os cientistas e pesquisadores como “Academia”. Ele disse que não acredita realmente que a cura esteja na Big Pharma, mas sim no que ele chamou de “Academia”. E que por mais difícil que seja acreditar, existem pessoas que estudam e trabalham não somente por dinheiro. Essas pessoas estão nas universidades e em pequenos laboratórios! Ele citou a hepatite C, cuja cura veio há menos de 2 anos. Segundo ele foi uma descoberta da academia. Agora já está nas mãos da Big Pharma. A academia pesquisa e descobre, a Big Pharma compra e gera lucros! Mas a Big Pharma não consegue impedir os avanços da academia! Por isso vamos rezar para algum gênio da academia descobrir logo essa cura! 🙏 Não desanime! Um abraço!

  4. Fersp diz

    Gostaria de compartilhar um trecho de um livro que estou lendo.

    “Sempre acreditei que Deus nos impõe desafios para nos dar força. Recentemente, pesquisas psicológicas deram apoio a essa ideia em estudos com pessoas que passaram por graves estresses e traumas de vários tipos, desde doenças ameaçadoras a eventos catastróficos como a perda de entes queridos. Apesar de você ouvir com frequência sobre o transtorno de estresse pós traumático, os psicólogos também descobriram que aqueles que lidam bem com problemas de saúde podem vivenciar um crescimento pós-traumático. Os pesquisadores descobriram que várias pessoas que lidam bem com adversidades físicas na verdade amadurecem de modo positivo:

    […]

    “Nosso Criador sempre age com amor e com o desejo de nos aproximar Dele na eternidade. A Bíblia diz que o preço do pecado é a morte, mas a dádiva de Deus é a vida eterna. As vezes Deus nos abençoa, outra vezes, se Ele sente que é necessário, cria um desafio ou obstáculo ou algo pior em nossas vidas para que permaneçamos próximos Dele, ou para lembrarmos outros por meio de nosso sofrimento.”

    Livro Indomável – Nick Vujicic

    • Fersp diz

      Pessoal que está meio “revoltado”, deveria conhecer a história deste autor, ele nasceu sem braços e sem pernas. É uma história muito legal de motivação, por esse motivo compartilhei, porque muita gente fica se culpando, ou perguntando porque aconteceu com você isso. Penso que muitos que estão no luto inicial do descobrimento, pode ser ajudado, como eu fui. Abraços a todos

      Saúde e paz

      • Bruno Machado diz

        Liga pra isso não Fer, aqui está cheio de haters que ignoram tudo. Adorei o trecho!
        Abraços

        • Fersp diz

          Bruno não ligo cara, mas obrigado por comentar aqui. Já passamos por uma situação meio complicada, seria mais interessante se adicionarmos + amor em tudo né? Mas obrigado. Estou me acostumando já.

          Um ótimo dia à você.

  5. Sincero diz

    Ah, é? Como explicar os casos de transmissão vertical? Desculpe, mas o que acontece na minha vida eu atribuo às minhas próprias decisões, mal tomadas ou bem tomadas… Se tem gente que acha que contraiu o HIV porque “Deus quis”, só lamento, mas não compactuo do mesmo pensamento… E não é que eu seja ateu, viu? Não sou ateu, eu acredito numa força superior, sim, mas nesse Deus que “pune” ou “provoca sofrimento” pra manter você perto dele, me poupe…

    • Fersp diz

      Respeito seu pensamento amigo. Mas antes de me descobrir soropositivo pensava igualm à você. Mas no meu caso pelo menos, a questão de finitude, de encarar a vida de uma outra forma, acredito que me trouxe muitos benefícios, apesar de sopesar o que passei no início e todo o estigma da doença.

      Mas respeito seu pensamento, no inicio pensava da mesma forma, mas estava adoecendo psicologicamente, e isso estava acabando com minha imunidade, com pensamentos péssimos, e agora estou mais tranquilo, e minha imunidade disparou, meu CD4 foi de 300 para 920 em pouco tempo.

      Mas de qualquer forma, desejo que fique bem, e que todos fiquem bem. Se suas escolhas erradas, fizeram você estar aqui, ou as minhas, de que adianta agora a revolta? Podemos viver bem, só isso que digo, e em paz, e acho que muita gente nesse blog inclusive me ajudou a entender isso.

      Mas fica meu pensamento positivo para você Sincero.

      Abraços

      • Sincero diz

        Fersp, não me leve a mal! Não quis lhe julgar ou ir em contra suas crenças, só quis ser sincero mesmo. Como disse, não sou ateu, mas é que eu não consigo conceber um Deus que age impondo sofrimento aos seus… Ao meu ver, a função de uma força suprema como Deus — e aí cada religião vai denominar essa força diferentemente — seria de fornecer um alívio, sim, como você mesmo diz que vem tendo… Seja muito feliz, vamos nos respeitar sempre, independent de religião, pois a religião e seus dogmas muitas vezes são mal interpretados pelo homem (mortal) e acaba fazendo vítimas (vide inquisição, radicalismo religioso, etc)! Um abraço!

        • Fersp diz

          Eu entendo, também não quero lhe julgar, quem sou eu para isso?

          O que disse é que muitas vezes coisas não são dadas, ou tiradas, para que nós evoluamos de alguma forma, penso desta forma e respeito quem pensa de outra maneira. No meu caso isso se aplica, e espero que se aplique (não a doença e sim o redirecionamento de caminho) a muitos outros que aqui estão desesperados. Eu aprendi muito no sofrimento, e não desejo isso a ninguém, e quero encontrar meu caminho, entende?

          Eu acredito também em um ser supremo (nesse caso DEUS e não o DEUS de um lado ou outro) e que tudo tem um porquê, mesmo não entendendo ainda, estou buscando entender. E não falo nós estamos sendo punidos, mas talvez redirecionados para o caminho correto. Mas isso como você mesmo disse, vai de cada um, o que espero é que todos aqui encontrem paz e um caminho para viver bem e feliz.

          A sinceridade é uma virtude muito boa, e gosto disso. Mas receio por muitos que estão perdidos como eu já estive, entende? E posso dizer que estou muito bem hoje, dentro do possível, vivendo e melhorando minha saúde, vida, profissional, financeiro, etc…

          Espero ajudar e nunca prejudicar, e sei que também tem esse intuito.

          Mas agradeço seu feedback, foi positivo.

          Abraços e desejo tudo de melhor pra você

          • Sincero diz

            Também gostei do seu feedback, Fersp. Talvez eu possa ter parecido rude por conta de algumas expressões do meu primeiro comentário (“Ah, é?”, “me poupe…”, etc), mas isso não foi um ataque à você, foi só meu jeito de me expressar diante do contexto da situação. Eu desejo de verdade que você e todos os outros encontrem esse caminho de conforto, de esperança, da vida que segue… desejo de verdade! Mas, olhe só: existe uma diferença entre dizer “Deus me impôs isto para eu ser alguém melhor” e dizer “Se Deus permitiu isto, é porque posso usar isto para ser alguém melhor”. Num primeiro momento, pode parecer que as duas frases dizem a mesma coisa, mas, para mim, não. Eu não concordaria com essa “IMPOSIÇÃO”, mas posso concordar que SE aconteceu é porque posso ser alguém melhor a partir daqui, assim como você está sendo, como eu estou tentando ser… e por esse caminho desejo que continuemos! Um abraço fraterno!

            • Fersp diz

              Sincero, é sempre engrandecedor debater com pessoas inteligentes. Debates que contribuem de alguma forma positiva, são sempre bem vindos. Obrigado pela oportunidade. Sim, quaisquer pessoa não concordaria com a imposição (concordo com você), mas tudo que somos hoje, se deve a algo positivo ou negativo do passado. O que sou hoje, devo as dores e alegrias passadas que contribuiu para meu desenvolvimento.

              Mas reitero, acho válido o debate e muito interessante.

              Uma coisa eu sei, eu posso escolher hoje, e escolho a felicidade e a paz, e quem assim quiser estarei ajudando. A religião pouca importa, e sim a finalidade.

              Forte Abraço, agradeço novamente

              Saúde e paz

              • Sincero diz

                Também agradeço pela discussão saudável! e construtiva! Sim, você tem razão, tudo o que vivemos contribui para nossa formação como seres humanos! Independente de religião, se pudermos canalizar nossa dificuldade para sermos pessoas melhores, já estaremos fazendo a diferença, e sendo melhores para nós mesmos, seremos melhores para os outros!
                Um abraço!
                Muita saúde pra todos nós!

            • Fersp diz

              Raphaell, não tenho Kik, mas se quiser passar seu e-mail, podemos conversar.

              Abraços

    • Fersp diz

      Sim Roger, quando descobrimos isto, e paramos de nos culpar ou martirizar, a vida fica muito mais leve. Nos tornamos pessoas melhores e vivemos bem.Um ótimo dia à você.

      Abraços

  6. Mariano diz

    Boa tarde. Gostaria de fazer um desabafo. Estou a 3 meses com um rapaz, e estamos nos curtindo mto. Sinceramente não passa pela minha cabeça dizer a ele sobre minha sorologia. Esse papo, na verdade, nunca aconteceu. Só rola penetracão com camisinha. Eu disse que prefiro assim por ser mais higiênico, e mesmo namorando eu nao abro mão do preservativo. Ele disse que tdo bem. Fim de papo. Estou indetectável, e tenho uma vida saudável. Antes eu sofria por antecipação, pensando no tormento que seria namorar alguém sendo eu positivo. Mas parei de me torturar. Meus exames estão ok. Minha vida caminhando. Não posso e nem quero deixar o vírus me abalar a esse ponto. Fiz algumas adequações no meu dia a dia, e só quero viver e ser feliz. Obrigado pela atenção.

  7. Caio PE diz

    Cura, cura total eu não acredito. Pelo menos nos próximos anos e com a tecnologia atual. Isso sem contar que existe SIM uma “indústria financeira” que se beneficia com todos esses medicamentos. Mas em medicamentos cada vez mais eficazes, com menos efeitos colaterais e cada vez mais espaçados isso sim eu acredito. O vírus é “muito esperto”. Essa mutação rápida em replicar-se e a formação de reservatórios é algo ímpar. Mas, como eu falei, medicações cada vez mais eficazes isso sim, eu acredito. O que já seria muito bom.

  8. Ctba 2.3 diz

    Sou curitibano, heterossexual, soropositivo há um ano e criei um KIK quem puder me add ctba2.3

  9. Paul diz

    Bela matéria!
    Alguém aqui ja toma o Dolutegravir associando a alguns outros (como o Lamivudina)?
    Se sim, gostaria de saber se ele apresenta algum colateral forte como o Enfavirenz.
    Valeu!

  10. Matheus diz

    O bom q quando tem uma inovação brusca no tratamento não demora muito chegar aqui…vide o caso da hepatite c…o uso de 2 drogas e futuramente seu uso injetável é um futuro tangível para todos nós.

  11. w_anoni diz

    Bom dia galera, gostaria de tirar uma dúvida com vcs, descobrir ter hiv a 4 messes atrás, iniciei o tratamento a 3 messes, estou tomando 3 em 1 e até aí tudo bem, só que nos exames descobrir ter herpes támbem, vou voltar na infecto próximo mês, e de vez em quanto aparece as bolinhas de água de herpes no pênis, estou preocupado, será que o 3 em 1 não está fazendo efeito ?, Sempre acompanho o blog e vi que vcs tem um kik se for um grupo baixei o kik agora me add lá w_anoni , obg

    • Caio PE diz

      Se estiver com CV indetectável provavelmente essa herpes não tem relação com o vírus. Aconselho levar essas suas questões ao seu infecto e/ou, sendo herpes genital (urologista), herpes labial (dermatologista).

  12. Danilo diz

    Amigos, fui em eu infecto dessa semana e ele acha que o ministério da saúde já deve disponibilizar o doluteglavir em breve como primeira linha de quem já está em uso do famigerado 3×1. Victor, sou de bh e sempre acompanho suas oportunas e elucidativas colocações, se puder me dás no kik. Orionbh abs 🙂

    • Ariel diz

      Seria ótimo, mas acho pouco provável que o dolutegravir entre como primeira linha. A diferença de preço para o 3×1 é enorme, pelo pouco que li da discussão para incluir o dolutegravir.

  13. Gil diz

    Preocupado… ontem esqueci de novo de tomar meus remédios… Tomei hoje, 13h30, era para tomar ontem, 23h.
    Este mês é a segunda ou terceira vez que esqueço, pois toca o celular, protelo, deixo pra depois, ao ir à cozinha, adormeço e adeus medicação…
    Já tomei providências comigo mesmo!!! Ou é capaz de desenvolver resistência…
    Caramba.
    Ainda bem que os esquecimentos foram com mais de 10 dias entre si. Mas mesmo assim, é sinal que esta minha despreocupação com a doença, e este relaxamento, são na verdade, uma questão de autosabotagem… eu comigo mesmo, de alguma forma, não aceitando o que achei estar aceito.
    Desculpe a autoterapia pública, mas precisei colocar pra fora, fala para alguém. Meu psicoterapeuta está viajando (que bom, feliz dele!).Quem sabe sirva de base para outros casos assim.

    • Caio PE diz

      O ideal, realmente, é tomar os ARVs nos horários mais próximos possíveis a fim de evitar resistência viral. Caso esqueça “uma vez na vida” não tem problema.
      Mas de vez em quando mesmo. Fazer disso uma rotina não!

    • Jorgito diz

      Bom, você é psicólogo e certamente domina bem melhor que eu os mecanismos menos superficiais que motivam esse comportamento. Mas, como leigo, o que eu diria é: transforme essa sua preocupação, em um primeiro instante, no propósito firme de uma disciplina rígida no sentido de não protelar tomar o medicamento. Em hipótese alguma. O relógio tocou, tome o remédio imediatamente. Não se afunde na preocupação, apenas direcione a energia da mesma a esse propósito inflexível. E depois vai trabalhando com calma a compreensão mais profunda desse comportamento com seu terapeuta. Não vai desenvolver resistência somente com essas 3 falhas espaçadas. Se porventura desenvolver, existem outras opções de medicamentos. Você está em uma situação de vantagem em relação a mim. Eu tomo os remédios escondido. Ninguém da minha família sabe. Sempre que o despertador toca preciso fazer um malabarismo aqui em casa pra pegar os remédios do esconderijo e tomar sem que ninguém perceba. É foda.

      • Fersp diz

        Eu tomo sempre antes de dormir, e tomo junto com outras vitaminas e capsulas que sempre tomei. Então é bem tranquilo.

        Programei o horário para logo antes de deitar, sempre tomar. Ficou automático e nunca me esqueço. No inicio dei umas cochiladas, e acordei assutado, mas hoje não falha mais, está no automático.

        Abraços e saúde.

      • Gil diz

        Perfeito, Jorgito. É exatamente assim que você descreveu e é o que voltei a fazer.
        E entendi que é um misto de cansaço, com diminuição da importância que dei ao tratamento, aquele excesso de confiança. Obrigado por suas dicas, amigo, este reforço da conduta que você passou é legal para todos aqui. Valeu mesmo! Eu precisava ler isto, me ajudou!!

    • Fersp diz

      Gil, fica assim não…

      Tome sempre antes de deitar.

      Compra um separador de remédios com os dias da semana.

      Quando comecei, acontecia comigo também, as vezes dormia, acordava assutado, e não lembrava se tinha tomado. Hoje é bem automático.

      Leve mais na boa, mas tome sempre antes de deitar na cama.

      Abraços

      • Gil diz

        Perfeito, vou fazer sim, um marcador de comprimidos, tipo dosador diário, é isto?
        Todos em casa sabem que tomo, mesmo que as crianças não entendam para quê, ainda é um “virus mutante e resistente que fica no fígado do pai”.
        Já estou bem melhor, este povo aqui do blog é sensacional, levanta o astral até mais do que Viagra (não que eu use, é metáfora!!!), rsrs
        Obrigado, FERSP

        • Fersp diz

          Sim, procura no google ou em qualquer farmácia, tem os dias da semana, e separa os comprimidos por dia. Me ajudou muito.
          Porta Comprimidos Básico Pequeno – Incoterm Pc0001 (semanal)

          Precisando é só chamar, eu aprendo muito por aqui também.

          Se cuida, e quer coisa melhor do que por na sua cabeça que o tratamento além de ser por você é por todos que estão próximos à você, mas não se cobre tanto, seja rígido mas tente com leveza. Ajuda a ficar automático.

          Abraços

  14. Pedro diz

    Gente, recebo 3 em 1 e uma vez os comprimidos vierem na cor branca, diferente da de costume que é uma cor mostarda ! Fiquei preocupado com isso ! Sobre o efeito …Se veio com falha !

    • Pequena + diz

      Oi Pedro 😉

      Não se preocupe, é assim mesmo.
      São de fabricantes diferentes.
      O SUS compra por lotes, sempre o que está mais em conta.
      Foi isso que a moça da farmácia me explicou.
      Pode tomar sem medo ok
      Beijão Pequena + ❤

  15. Oliveira diz

    Ola pessoal

    Alguem aqui toma (Abacavir +Lamivudina +Efevirenz) ? Qual os efeitos colaterais no inicio? ou quanto tempo durou os primeiros efeitos ????

    OBRIGADO🖒🌟😉

  16. Dário diz

    Lógico que não é bom tá com o vírus, mas uma coisa que eu tou percebendo é que o apoio da família e do namorado deixa tudo tão mais leve. Isso fez com que pessoas da família que estavam afastadas se aproximassem mais de mim e com o objetivo de me dar todo apoio do mundo. Meu namorado faz com que meus momentos de tristeza sejam driblados com sorrisos, beijos, abraços e carinho. Estava com ele sem saber que tinha esse probleminha, e num simples exames de check up, descobri. Não é nada fácil passar por isso, mas todos que estão ao meu redor disseram que essa batalha não era só minha, mas de todos que me amam.

    • pedroks399 diz

      Que lindo Dário! Benção e aleluias para uma família tão bela assim!

    • Ricardo - Gru diz

      Olá Dário, não é batalha mais não, você já ganhou ! Pow ter o apoio das pessoas mais importantes e saber q hoje em dia vivemos bem tomando um comprimido diário, temos que agradecer sempre. Agora é esperar e aguardar a cura total ou funcional que eu acredito estar bem por perto. Força ! Abração.

  17. Lu castanho diz

    Boa Tarde!

    Gostaria que houvesse aqui nesse blog mais comentários sobre os efeitos colaterais de casos reais, de pessoas que já iniciaram o tratamento! Qual o esquema de tratamento, há quanto tempo, para que aquele que se identificam no mesmo esquema de tratamento pudessem trocar informações e sentir-se mais seguro. Isso nos ajudaria, em casos de efeitos colaterais, a diminuir as tais compartilhando as experiências. Obrigada!

    • JJ diz

      Olá, primeiro tomei o esquema c kaletra durante a gravidez em 2009 correu td bem, sintomas não muito graves mais desconforto msm, parei, era orientação na época, iniciei em outubro de 2013 o esquema c kaletra novamente mas não sei dizer quando começou a diarréia (2014 ou 2015) porém, só agora em julho de 2016 é q falei sobre a diarréia c médico, trocou pelo 3×1, tds os sintomas possíveis do medicamento e fortes, médico trocou novamente. Meu marido toma efavirenz desde 2009 (início c desconforto normal) mas hj td certo, exames sempre bons, nd de lipodistrofia.

  18. Triunfo diz

    Ola! Estou “cai” por acasso nesse site (forum). Li todas as postagens. rsrsr…

    A pedido de um comentario sobre deixar comentarios a respeito dos efeitos colaterais. Estou aqui para deixar o meu. “rsrs…”

    Complicado eu disser sou “soro positivo ou possuo o viruz HIV”, ainda tudo recente pra mim “rsrsrs..”, mas estou me acostumando com o fato.

    Referente ao efeito colateral: Iniciei o tratamente a uns 4 ou 5 meses aproximado, fui enfectado provavelnte em Marco e em Abril passei muito mal, era decorrencia do viruz, quando enfectado seu nivel de porcentagem sobe muito ate que os ante corpos natural comece a normatizar essa replica, combatendo o viruz. Passei por tres policlinicas, todas disseram que era um viruz nornal, como minha garganta inflamou muito, era decorrencia da garganta inflamado, tive que tomar umas injecoes na bunda “antibioticos” e dava alivo mas o alivio definitivo foi na terceira vez que fui ao medico muito ruim mesmo quase desmaiando, estava muito desidratado, eu nao alimentava mais por que a garganta estava muito inflmado e la tomeio um coquitel de soro com proteinas mais o antibootico, sabe o remedio milagroso e que resolve em menos de 30 minutos? “rsrs…” Foi esse coquitel de soro, a garganta desimflamou na hora e ja fiquei bem, ja comecei a andar, as tonturas passou, tudo passou, (minha himunidade tinha baixado muito). Depois de uma semana fui num PSF “Posto da Saude da Familia” decidir investigar de fato o que era, aquilo que aconteceu com migo nao era nomal, cuido muito bem da saude e o que aconteceu nao era normal. Relatei a medica e a mesma decidiu fazer exames completo, incluindo HIV. Dai e entao quando chegou o resultado, quase cai pra traz, mas enfim (rsrsrs…) … Fui indicado para centro de tratamento, dela pra ca, venho fazendo o tratamento. Referente aos efeitos colaterais: como diz os proprios medicos sobre os sintomas colaterais. Eu senti todos os efeitos menos o vomito. No comeco tive diarreia, mau estar, nas noites eu nao conseguia dormi, ficava sonhando coisas da minha vida, pesadelos, fatos que ja aconteceu, sonhos que ja sonhei anteriores “rsrs” , quando tomo o remedio parece que tomei uns litros de bebida alcoolatra, o apetite sexual triplicou e as erecoes noturnas era imesa mas isso acontece so individual e de pois de umas horas apos ingerido, durante uma hora era broxante depois eu ecitava sem nenhum estimulo e ficava durante oras, parecia que tomei um estimulante sexual, estava ou esta causando um disturbio nas erecoes, muito estranho, “rsrsrs”, meu corpo esta totalmente diferente de quando era antes, eu fazia muito exercicios fisicos, era fera e tal, depois que tomei os remedioz sinto mais cansando, menas diaposicao, eu nao tenho interesse de fazer nada, so quero ficar deitado dormi e minha barriga deu uma crescida era meio “xapado”, reto por que eu malhava. Recentimente eu voltei a fazer os exercicios fisicos so que nao eh igual antes, esta tudo mudado, sinto muita dor muscular, algumas pontadas na regiao toraxica. Mas um pouco e por causa eu fiquei aproximadamente 6 meses sem fazer exercicioa fisicos, so que quando voce volta a fazer esssas dores muscular eh de menos de uma semana, se nao parar os treinos, so que o meu nao passa. Eu porem nao parei de tomar sempre insistindo, ja estava relatando isso para a medica e ela dizia “que o remedio faz esse efeitos mesmo e que demora um tempo para o corpo acostumar”, mas o mau estar e de mais eu nao estou conseguindo me adequar ao tratamentos, eu fiz uns testes, nao tomeio o remedio anoite dormi muito bem e o disturbio sexual voltou ao normal, nao tive insonia e pesadelos, fiquei sem mau estar, sinto igual era antes. Essa sema dia 30/11/16 passei pela outra medica e ela disse que nao era normal e que tinha pasciente com uma ou duas semanas os efeitos colaterais eram menos e que e eles se adaptaram, decidimos trocar o medicamento. Ainda nao comecei a tomar o outro ainda, mas apartir de segunda 05/11/16, ja comeco com o novo medicamento, ja era pra tar tomando, mas quero dar um tempinho pro figado, nao que seja a pedido da medica, mas por eu ser da area da saude e naturais tenho conhecimento a respeito, estou dando um alivio pros orgaos (rins, figado, estomago, neuronios dentre outros), Forcei-os a trabalhar mais tomando aquele medicamento mesmo sentindo muito os efeitos colaterais. Mas estou so relatando a tragetori mais o tratento com seus efeitos colaterais, quero acrescentar que o medicamentos em cada individuo tem um comportamemto na qual seu sistemas reagem, mas se algo de anormal esta acotecendo e o que te diceram nao esta concretizando reveja e tome providencias junto ao profissional que te acompanha.

    Teve uns assuntos postados a cima que estou deixando uma observacao, referentes aos avacos dos farmacos.
    Sou formado em Analises Quimicas, e olhando um pouco pro lado dos conhecimentos obtidos atraves dos estudos, eu acredito que a “cura” eh sim possivel, falta mais interesses das partes. Ainda nao tomaram providencia definitivas para radicalizar o caso por nao ser uma doenca que mata em massa em poucos tempos, se voces pesquisar o rank de quais doencao matam a curto praso veram que posicao do HIV/Aids principalmente quando tratado esta muito longe das demais que mata em segundo, dias ou semanas. O HIV precisa de tres anos aproximadamente ou mis depedendo do estado fisico do corpo do individo ou pode ficar anos e anos sem se manisfestar princioalmente na queles individos que tem a vida muito saudavel. Nao que estou afirmando que eles nao estao cuidando desse caso e que voce nao precisa se cuidar, quantos mais sedo cuidar mais seus dias de vida prolongara. Mas quem e da area da quimica sabe do que eatou dizendo, se uns especialista desenvolve uma vacina pra um viruz que mata o mais rapido possivel uns exemplos: o viruz Enfluenza H1N1 ” Viruz do porco”, o Viruz Ebola, atualmente o Chikungunha que altera as moleculas celular, deformando estrutura ossea, falencia e/ou ma formacao de orgao dentre outras, que sao doencas atuais e matadoras a curto praso. Levando em questao o tambem nao interesse de um resultado eficaz contras o viruz HIV e o Capital nisso tudo envolvido, na qual a doenca se formou um mercado nao so entre concorrencias entre famarceuticas fabricantes dos “aliviador” do viruz na qual esta gerando fins lucrativos em curto praso para elas (farmaceuticas).

    Quero deixar tambem, minha mensagem de apoio, motivacional:

    Todos vamos morrer um dia de alguma forma, seja pela decorrencia do HIV, pela Diabete, ataque Cardiaco que mata em menos de minuto, por Canceres diveros ou por uma Simpres Gripre comum ou ate mesmo de velhice. Uma coisa eh clara, se voce quer viver mais tempo, cuide da sua saude nao so por que e portador do viruz mas sim como quer viver mais tempo. Por que os Diabeticos estam la se cuidado, tomando Insulina e cuidado da alimentacao, os cardiacos estao se cuidado, provavelmente ja fiseram uma sirurgia e/ou toma uns medicamentos como o Mariova para controlar o fluxo sanguineo e lipidios e outros que percorre pelo sangue ou o Losetana pra controlar a presao sanguinea, tem os cancerigenos, quem esta com cancer tomam, fora as radios terapias que sao muito mAis agrecivos do que os que os portadores de HIV tomam e tem aquele que se dizem saudaveis nao tem nada mas abusam da vida, taxa de vida deles sao poucas, pois provel que nao passe dos vinte anos no caso dos jovens e o adultos que tambem nao vam passar dos 40 anos pos estam fazendo alguma coisa que esta prejudicando a sua saude futura como se drogando, bebendo ecessivamente, fumando diversos tipos de substancia. Vixe!!! Se for situar o modo de vida da populacao vamos longe falando. Mas pensa pro lado bom, nos portadores, uma grande parte, estamos nos cudando constantente, estamos preocupado com a vida, estamos previnido contra muitas doencas inclusive pneumonia que os que mata mais rapidos os portadores de HIV e viruz/bacterias oportunistas dentre outras, vacinas que tomamos ao longo do tratamento pra previnir. Isso se encaixa nos que estao se cuidado e claro!
    Eh uma mensagem motivacional, eh meio pesado eh, mas eh a realidade que nos vivemos nao so hoje mas no passado nao foi diferente, ah mesma coisa apesar de na epoca nao tivera recusos para tal fato, mas hoje temos e estao tudo ai, basta voce querer. Espero que tenha ajudado esclarecer um pouco com o conhecimento que estou comprtilhando, pos me passaram tambem motivacoes pra encara a realidade e hoje o que eu faco e gratidao em ajudar e passar conhecimento tambem.
    Se achou algo no texto que descontraria sua visao, nao leve a mau e sublinhe com criticas, mas coloque uma ERRATA, um OBSERVAO ou uma IMENDA nao qual possa contribuir ainda mais com essas trocas de informacoes.
    O texto foi digitado via celular, tem palavras sem acentuacao grafica, teclado de celular, pesso compreencao, o que vale eh a comunicacao.

    Atenciosamente,

    Triunfo WLG
    Cba-MT

    • Gaucho29 diz

      Triunfo, valeu pelas palavras (textão hahehe), realmente gostei e concordo com tudo o que tu disse. Hoje conversei com meu infecto, e ele mesmo disse que se eu seguir o tratamento certinho, cerramente vou viver mais do que ele (se ele tivesse a mesma idade que eu, claro que ele é mais velho), pois ele disse que vive estressado pq trabalha 14 horas por dia, tem colesterol alto e adora comer… Vamos nos cuidar e ser feliz! Se quiserem podem me add no kik rodgaucho . Abração

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s