Notícias
Comentários 24

Vitamina D recomendada para “todos”


bbc

Todos devem considerar tomar suplementos de vitamina D no outono e no inverno, recomendam especialistas de saúde pública do Reino Unido.

Essa afirmação vem com um relatório encomendado pelo governo, que define os níveis recomendados de 10 microgramas da vitamina por dia. Mas as autoridades estão preocupadas que isso pode não ser viável através da dieta, especialmente quando a luz solar, a qual ajuda na produção de vitamina D, é escassa. Baixos níveis de vitamina D podem resultar em ossos frágeis e raquitismo em crianças. Quantidades limitadas da vitamina são encontradas em alguns alimentos, como peixes gordos, ovos e cereais fortificados. Mas, para a maioria das pessoas, a maior parte de sua vitamina D é feita a partir da ação da luz solar sobre a pele.

vitamina D

Estimativas oficiais sugerem um em cada cinco adultos e uma em cada seis crianças na Inglaterra podem ter níveis baixos dessa vitamina. Agora, uma extensa revisão das evidências científicas, realizada pelo Scientific Advisory Committee on Nutrition (SACN), sugere que todos acima de um ano de idade precisam consumir 10 microgramas de vitamina D por dia, a fim de proteger a saúde óssea e muscular.

Nos meses de inverno, as autoridades de saúde pública dizem que as pessoas devem considerar começar a tomar estes 10 microgramas a partir de suplementos, se for improvável que sua dieta possa fornecê-la.

 

Por que é a vitamina D é importante?

A sua principal função é regular a quantidade de cálcio e fosfato no corpo, que são vitais para o crescimento e manutenção da saúde dos ossos, dentes e músculos. Em casos extremos, baixos níveis podem levar ao raquitismo em crianças — condição em que os ossos se tornam moles, fracos e disformes quando continuam a crescer. Em adultos, a deficiência de vitamina D pode levar à osteomalacia — causando graves dores nos ossos e músculos.

Mas é preciso haver equilíbrio: o excesso de vitamina D pode levar a elevados níveis de cálcio no sangue, o que pode causar problemas no coração e rim. Qualquer pessoa com uma condição crônica ou que toma medicação deve procurar o conselho de seu médico. Crianças com idade de até quatro anos devem tomar suplementos todos os dias durante todo o ano, assim bebês menores de um ano, a menos que já consumam isso em suplementos infantis.

Sol

O Professor Peter Selby, da Universidade de Manchester, congratulou a recomendação. “Em particular, esse conselho dissipa qualquer dúvida sobre o lugar de vitamina D na manutenção da saúde dos ossos e deve assegurar que todas as pessoas vão agora ser encorajadas a tomar vitamina D para reduzir seu risco de doença óssea e fratura.”

A recomendação anterior, que recomendava suplementos diários para alguns grupos de risco, incluindo mulheres grávidas ou lactantes, e pessoas com mais de 65 anos, ainda se mantém. Mas pessoas cuja pele tem pouca exposição ao sol, ou que sempre cobrem sua pele para sair de casa, devem tomar os suplementos ao longo do ano. Negros e asiáticos também devem considerar os suplementos durante todo o ano.

O Dr. Louis Levy, chefe de ciência da nutrição em Saúde Pública na Inglaterra, disse ao programa Today, da BBC Radio 4: “Esta é uma mudança na recomendação, já que os bebês de seis meses a cinco anos devem agora tomar suplemento e as pessoas em risco de deficiência de vitamina devem tomar o suplemento. Antes, nós achávamos que todo mundo iria obter o suficiente da luz solar. Mas o novo conselho se dá com base em evidências observadas ao longo dos últimos cinco anos.” Ele disse que aqueles que usam protetor solar na forma como o fabricante recomenda não terão quantidade suficiente de vitamina D. “Quando você sair, você precisa ter exposições curtas sem protetor solar e certifique-se de que você não ficar queimado de sol.”

As autoridades de saúde na Escócia e na Irlanda do Norte dizem ter atualizado suas recomendações de acordo com as novas orientações, mas apenas para as pessoas com idade superior a seis meses. Eles estão atualmente estudando a possibilidade de estender a recomendação para bebês desde o nascimento.

As autoridades revisaram um crescente corpo de evidências que ligam a vitamina D à saúde óssea e muscular. Também olharam para estudos que sugerem que os níveis de vitamina D podem ter um impacto sobre cânceres, doenças cardiovasculares e esclerose múltipla, mas concluíram que não havia provas suficientes para tirar conclusões definitivas.

Por Smitha Mundasad para a BBC em 21 de julho de 2016

Anúncios

24 comentários

  1. davi-pe diz

    de um ano prak minha taxa de vitamina D diminuiu, mais o infecto falou que não está num nivel ruim..se deu pelo inverno e pelo tenofovir que faz baixar mesmo.

  2. ROCK HUDSON diz

    10 microgramas equivalem a apenas 400 UI (unidades internacionais) que é o que a maioria das associações médicas recomendam. Esse número esta super defasado. Eu, por exemplo, tomo 10.000 unidades por dia. Essa dosagem é o novo padrão recomendado. Vejam o site da vitamina D.

    • Brunno diz

      Perfeito. Essa é a dosagem recomendada (10.000 UI/dia) – lembrar que a vitamina D é lipossolúvel, então tomar com um pouco de azeite de oliva ou ômega 3 para melhor absorção.

  3. Luiz Carlos diz

    Vou contar o meu caso e algumas soluçòes que possam interessar.

    Antes de eu saber que era soropositivo já consultava com uma cardiologista periodicamente e descobri que meu nível de vitamina D estava abaixo de 20 ng/mL, sendo que os valores de referência são:

    Normal: 30 a 60 ng/mL
    Insuficiente: 20 a 29 ng/mL
    Deficiente: inferior a 20 ng/mL

    Comecei a tomar um suplemento de vitamina D (Addera D3), de 7.000 UI, 1 cp por semana (cerca de R$ 30 reais/mês). Pequeno detalhe: eu sempre tomei Centrum Homem diariamente, que contém cerca de 200 UI de vitamina D, há muitos anos, e sempre pratiquei muitos esportes ao ar livre, tomando sol pelo menos 2 horas por dia.

    Seis meses depois, nenhum efeito, continuava deficiente em vitamina D. Aumentamos a dose para 10000 UI por semana, pois vitamina D em excesso pode causar intoxicação e concentrações elevadas de cálcio no sangue.

    Novamente, nenhuma alteração. Passei para 50.000 UI por semana (cerca de R$ 100/mês). Seis meses depois, havia subido 1 ng/mL, e eu continuava insuficiente. Neste meio tempo descobri que eu era soropositivo.

    Quando a cardiologista pediu que eu tomasse 2 comprimidos de 10.000 UI por dia, para totalizar 140.000 UI por semana, fui procurar outras alternativas. Pasmém, paguei USD 15 dólares em 360 cápsulas de vitamina D 10.000 UI com entrega no Brasil, e nem parou na alfândega. Depois de cerca de 6 meses finalmente eu entrei na faixa insuficiente, com 24 ng/mL, e em outros 6 meses eu estava com níveis normais, de 31 ng/mL. Continuando o tratamento, agora tomo 10.000 UI por dia só para manter os níveis, e realmente ficou claro que tenho uma dificuldade enorme de absorção de vitamina D, seja pelo fato de ter HIV ou não.

    A dica que fica é: para quem tem alguma dificuldade de absorção como eu, procurem comprar suplementos lá fora. Existem diversas lojas que entregam no Brasil, e o preço de 360 cápsulas de 10.000 UI é muito mais barato do que 4 cápsulas de 50.000 UI aqui no Brasli, mesmo pagando imposto sobre o produto. O mesmo vale para outros suplementos.

    Não custa mencionar que tudo deve ser orientado pelo seu médico.

    Abraços!

    • ROCK HUDSON diz

      Concordo com tudo. O melhor site para comprar é o IHerb. E a melhor marca, a meu ver, é a Now Foods. Não comprem a Helthy Origins pois ela é barata e ineficaz. Experência própria !!

    • Gil diz

      Se você puder passar o nome de um site que você compra a vitamina D. Estou na mesma situação que voc~e descreveu e tomo sol à beira mar todas as manhãs e nos finais de semana. Eu sei que esta carência de vitamina D está associada ao HIV e por isso dois médicos já me recomendaram de primeira tomar este suplemento.
      Se puder indicar um site de compra estrangeiro para adquirir vitamina D, eu muito te agradeceria. Pode ser no kik psicogil ou no e-mail: psicoglmr@gmail.com
      Agradeço a dica!

      • Luiz Carlos diz

        Gil, eu já comprei tanto no IHerb como o amigo mencionou acima, quanto na Amazon. A vantagem da Amazon é que você já paga o imposto no próprio site, caso tenha pressa em receber o produto este procedimento facilita os trâmites aduaneiros. A desvantagem é que o imposto é de 100% e nem todos os vendedores enviam para o Brasil.

        No IHerb o frete é barato e é possível procurar por cupons de desconto na net. Lembro que na minha primeira compra tive USD 5 de desconto. A desvantagem é que o frete pode demorar mais por conta da alfândega e você pode ter que retirar no correio da sua cidade para pagar o imposto de importação.

        Quanto a marcas, quando tomei 20.000 UI por dia, tomei da Healthy Origins, e foi a que fez minha vitamina D subir, portanto não tenho reclamações quanto a ela, pelo menos em relação a vitamina D. Também já tomei da Now Foods, e considero que o efeito de ambas foi similar. Creio que tudo seja uma questão de preferência. Vale a pena ler os reviews nos sites também.

        Abraços!

        • Gil diz

          OBRIGADO, LUIZ!

          Valeu pelas dicas, vou começar a adentrar neste mundo de compras internacionais.
          Um abraço!

    • Brunno diz

      Olá Luiz
      Acho que a forma que foi prescrita foi inadequada. Tem que fazer dose de ataque de 50.000 UI por 7 dias e só depois passar para 10.000 UI por dia como manutenção. O ideal é manter os níveis sanguíneos entre 50 e 80 ng/mL. Addera D3 é ótima, mas concordo, muito cara. Tem outras marcas em gotas, sai muito mais em conta. Importante tomar junto com algum óleo saudável (azeite de oliva, ômega 3) para haver absorção.

  4. Augusto diz

    O que vcs tomam de suplemento? Eu tenho tomado oleo de coco, omega 3, cloreto de magnesio e yakult (rs!) todos os dias

    • Luiz Carlos diz

      Como já tomo 3 comprimidos antiretrovirais, procuro não tomar muita coisa extra porque sei que sofro um pouco com o “pill burden” (se sentir mal com uma quantidade alta de comprimidos sendo tomados todos os dias, que pode levar a depressão, como já tive ano passado). Tomo apenas o necessário e recomendado pelos meus médicos: Centrum e vitamina D.

      Já cheguei a tomar de 10 comprimidos (3 antiretrovirais, Centrum, vitamina D, 3 antidepressivos e 2 ansiolíticos) todos os dias. Isso estava me deixando cada vez pior.

  5. Grão da Noite diz

    Dia 22 de julho fiz exames de sangue e ficou constatado que meus níveis de vitamina D também estão baixos, isso apesar de eu tomar Centrum e Doss (vitamina D) há bastante tempo, desde antes do meu diagnóstico do HIV ano passado. Faço check-up todo ano faz uns 5 anos, o mesmo tempo que venho frequentando uma cardiologista. Desde que ela passou a pedir os exames de vitamina D (isso faz uns 02 anos), a minha nunca deu no nível ideal. Meu colesterol bom é a mesma coisa, meu melhor índice foi 50 (costuma oscilar entre 40 e 50, e o ideal se não me engano é 60); deu 50 agora. Tomo azeite, óleo de linhaça, tomo as cápsulas de Ômega-3, e ele nunca passou de 50. Vou anotar as dicas que li aqui sobre a vitamina D. Minha médica aumentou a dose e vou experimentar comprar em sites de fora. Obrigado pelas dicas. Estava lendo uma reportagem agora sobre o SUS. Estão começando a falar em co-participação para usá-lo… Daqui a uns dias, talvez poucos dias, vão acabar tendo a esplêndida ideia de cobrar pra nos fornecerem os remédios da TARV. Acho que isso atrapalharia bastante no controle e eliminação de novas transmissões, pois, se hoje em dia muitos já fogem do diagnóstico, se o tratamento deixar de ser gratuito mais pessoas ainda evitarão fazer o teste de HIV. Precisamos ficar atentos pois parece que querem aproveitar ao máximo a crise econômica pra nos deixarem com um mínimo possível de efetividade de direitos. Além da carga tributária altíssima, que duvido muito que diminua, se não nos mobilizarmos vamos acabar tendo de pagar até por aquilo que hoje em dia é “gratuito”. O endereço da reportagem a que me referi: http://www.uol/noticias/especiais/sus.htm#uti-biopsia-e-parto .

    • Paulo Roberto diz

      Grão da Noite,
      não se preocupe que isso não vai acontecer no Brasil, não…
      A reportagem vale a pena ser lida. Mas cuidado: o UOL não é um site confiável, e muito menos isento.
      O que eu vi pela TV, num debate outro dia, foi que muitas pessoas procuram o SUS para consultas sem ter absolutamente NADA.
      É com isso que eles querem acabar. Tem gente pegando remédios para JOGAR FORA, só pela “diversão” (???) de se consultar.
      Outros inventam problemas de saúde para escapar do serviço…
      São muitos os problemas do Brasil, mas o programa de combate ao HIV foi premiado no mundo inteiro, e até copiado em alguns países… Isso não vai acabar, não…
      De mais a mais, a população iria às ruas, exigir seus direitos.
      Não sei como isso não aconteceu quando Dilma começou a dificultar o acesso ao Seguro-Desemprego, por exemplo.
      Existem mais de treze milhões de desempregados no Brasil, mas eles não se manifestam, não sei por quê.
      Todo cuidado é pouco, quando se tem um governo sem eira nem beira como o Brasil vem tendo estes anos todos… Então, vale a pena ficar de olho. Mas eu não creio que o Programa de combate ao HIV seja afetado, não…

  6. NovoPositivo diz

    Não entendi muito bem .. Qual a necessidade de tomar a vitamina D?
    Podem me esclarecerem mais? Minha infecto nunca passou nada além do 3 em 1.. depois que descobrir a sorologia já fiz dois exames simples de hemograma, colesterol, Ureia, Creatina.. graças a Deus tudo bem mas sobre exatamente algo tipo isso de vitamina acho que nunca fiz!

    • Luiz Carlos diz

      A vitamina D é um dos nutrientes mais importantes da nossa dieta. Existem vários estudos que conectam a vitamina D à saúde dos ossos, prevenção de câncer, menores riscos de doenças do coração e diabetes.

      Em um estudo na Tanzania feito com mulheres portadoras de HIV durante 5 anos, os principais achados foram: mulheres com níveis mais altos de vitamina D tiveram uma progressão mais lenta do vírus para a AIDS, mulheres com níveis de vitamina D maiores que 32 ng/mL tiveram um risco 25% inferior de progressão da doença para AIDS e mulheres com níveis maiores de vitamina D tiveram um risco menor de falecimento durante o estudo.

      Existem outros estudos também conectando a deficiência de vitamina D com pacientes soropositivos. Não vou ficar postando links para não encher o comentário, mas é só procurar por vitamin D + hiv study no google para encontrar diversos estudos sobre o assunto.

      Se você ainda não fez um exame de vitamina D, peça ao seu médico. Se ele se negar, troque de médico. Acho que existem muitos profissionais excelentes em infectologia no Brasil, porém alguns tratam todos seus pacientes como um “bando”. É sempre importante se informar sobre as tendências e estudos que ocorrem dentro e fora do país e, com isso, se previnir.

      Abraços!

      • Henrique diz

        Uma pessoa com vitamina D abaixo e estiver indetectável, e fazendo o tratamento da Tarv periodicamente… Como o virus vai evoluir para Aids? Esse estudo foi feito em mulheres que nao estavam em Tratamento? Achei meio nda haver isso que vc expos ou essa pesquisa!

  7. Ricardo Costa diz

    Vitamina D tbm tem seus efeitos colaterais. Arrebenta com os rins! A melhor mesmo é a que vem do sol.

  8. RAPHAELL.POSITIVO diz

    Novo Positivo, meu infectologista também não me falou nada sobre Vitamias. Só me passou o 3 em 1.

  9. Leno diz

    Olá pessoal!!!
    Quero dividir com vocês a minha felicidade quanto ao resultado de meu tratamento com o 3×1:
    CD4 – Jan/16 = 621 / Abr/16 = 471 /Jul/16 = 501
    CV – Jan/16= 39.500 / Abr/16 = 70.900 / Jul/16 = INDETECTÁVEL.

  10. Pequena + diz

    Boa tarde Pessoal 😉

    O que diz respeito a vitaminas varia muito de infectologista.
    O meu me indica tomar uma dose de complexo vitamínico a cada seis meses.
    Reforçar na alimentação saudável, rica em ferro pois tenho anemia crônica, herança genética de família, nada haver com nosso sangue azul..rs…
    E lógico atividades físicas.
    Outra coisa, conversem abertamente com seus infectologistas sobre tudo que te trazem dúvidas. Eles são os únicos que podem dizer ao certo o que nós podemos ou não tomar.
    Ele tem todo nosso histórico anotadinho em nosso prontuário…rs…
    Pelo menos no meu prontuário tudo fica anotadinho, cada reação que tive desde meu diagnóstico, peso, pressão arterial, etc 🙂
    Um forte abraço Pequena + ❤

  11. Cura diz

    Tinha HPV reincidente. Me curei com injeções de vitamina D receitada por urologista. Informem-se. Abraços.

  12. JJ diz

    Pois é, mas complexo vitamínico vem com uma quantia muito pequena de cd vitamina. No meu caso, tive diarreia por bastante tempo devido ao kaletra, mas como achava q era de outras coisas não comentei c meu médico sobre, resultado, queda incessante de cabelo e pelo menos cinco dentes moles. Meu médico receitou polivitaminico, mas sinceramente vou mandar manipular por conta algumas vitaminas em maior quantidade do que vem nos prontos, para q diminua um pouco a queda de cabelo e p ver se meus dentes voltam a ficar firmes. Tenho 37 anos, imaginem ficar banguela antes dos 40. Isso não quer dizer q a culpa é do remédio, a culpa é minha por não prestar atenção nos efeitos q os remédios causam. De agora em diante vai ser diferente. Se alguém puder e quiser me ajudar a quantificar algumas vitaminas p eu comprar ou manipular p diminuir esses efeitos eu agradeço, pois só tenho consulta novamente em dezembro tanto c o infecto quanto c clínico geral. Meu email é juliped2@gmail.com se alguém quiser me ajudar, por minha conta e risco.

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s