Notícias
Comentários 92

Anel vaginal pode mudar prevenção do HIV em mulheres


theconversation

Resultados de dois estudos mostram que um anel vaginal que pode ajudar a reduzir o risco de infecção pelo HIV entre mulheres está sendo saudado como um avanço importante na prevenção do HIV.

Lançados há quatro anos, os dois estudos clínicos, conhecidos como ASPIREThe Ring Study, foram projetados para determinar o quão seguro e eficaz o anel era na prevenção da infecção pelo HIV em mulheres. O anel, que é aplicado uma vez por mês, contém um medicamento antirretroviral chamado Dapivirina, que atua através do bloqueio da multiplicação do HIV.

Os estudos envolveram em torno de 4.500 mulheres com idades entre 18 a 45 anos na África do Sul, Uganda, Malawi e Zimbabwe. Cada estudo revelou que o anel ajudou a reduzir o risco de infecção pelo HIV em mulheres. No ASPIRE, o anel reduziu o risco de infecção pelo HIV em 27%. No estudo Ring, as infecções foram reduzidas em 31%.

Mas houve diferenças em quão eficaz o anel se mostrou de acordo com quão consistentemente as mulheres o usaram. Ambos os estudos demonstraram que quanto mais consistentemente o anel é utilizado, mais eficaz sua protecção nas mulheres. Para as mulheres com idade entre 18 a 21, em ambos os estudos, não houve proteção significativa porque, ao que parece, elas não usaram o anel de forma consistente. O ASPIRE descobriu que a proteção contra o HIV foi maior nos grupos com evidência de melhor utilização do anel. A incidência de HIV foi reduzida em mais da metade — 56% — entre as mulheres com 21 anos ou mais, as quais pareceram usar o anel mais consistentemente.

Os estudos mostram que o anel tem o potencial de ajudar na redução da incidência do HIV em pelo menos um terço de mulheres. Isso tem implicações significativas para a redução da doença em mulheres na África.

Rings

Uma outra opção para as mulheres:

Essa é a primeira vez que dois estudos clínicos de Fase III confirmam uma eficácia estatisticamente significativa de um microbicida em prevenir o HIV. O anel de Dapivirina foi concebido para oferecer proteção de duração potencialmente longa contra o HIV, através da dissolução lenta e contínua de Dapivirina nos tecidos vaginais, ao longo de quatro semanas.

As mulheres representam cerca de 60% dos adultos com HIV. O sexo heterossexual sem proteção impulsiona esse cenário. Apesar dos tremendos avanços na prevenção e no tratamento do HIV, as mulheres ainda enfrentam um risco desproporcional de infecção porque há insuficiência de opções práticas de prevenção ao HIV disponíveis. Se o anel se tornar disponível para uso comercial, será adicionado às ferramentas de prevenção ao HIV para as mulheres, ao lado de preservativos femininos e do Truvada, um comprimido antirretroviral que pode ser tomado diariamente por pessoas soronegativas, como profilaxia pré-exposição (PrEP).

Truvada

Em 2015, África do Sul e Quênia juntaram-se aos Estados Unidos na aprovação do Truvada. A profilaxia pré-exposição tem se provado muito eficaz para as pessoas em maior risco de contrair o HIV. Estudos têm demonstrado que o Truvada fornece proteção de até 90%, quando tomado de forma consistente. Estudos anteriores mostraram que ele é menos bem sucedido em mulheres que não tomam o fármaco diariamente.

Obstáculos que precisam ser superados:

A Dapivirina foi originalmente desenvolvida como um composto antirretroviral oral, testada em dois estudos clínicos de Fase I com mais de 200 participantes. Por isso, alguns passos ainda precisam ser seguidos antes do anel tornar-se disponível para as mulheres. Apesar de ter sido concebida originalmente como uma terapia por via oral, a Dapivirina tornou-se um promissor candidato a microbicida tópico porque mostrou-se eficaz tanto in vitro como in vivo, com um perfil de segurança favorável, além de propriedades físicas e químicas adequadas.

Para licenciar o produto, o anel deve ser aprovado para uso público pelas autoridades reguladoras nacionais e globais. Como pelo menos dois estudos de Fase III sobre eficácia são necessários para os reguladores aprovarem uma licença para o produto, os estudos foram conduzidos em paralelo, a fim de acelerar o processo de aprovação do anel. A licença é um processo importante, porém complexo e demorado. As autoridades devem rever o dossier abrangente de evidências científicas antes de decidir licenciar o anel. A desenvolvedora do anel, a Parceria Internacional para Microbicidas, uma empresa sem fins lucrativos de saúde global, vai seguir esse processo.

Próxima rodada de estudos:

Enquanto o anel está sob revisão reguladora, existem vários outros estudos planejados. Dois são estudos de extensão, chamados Dream e Hope. Estes estudos têm como objetivo oferecer o anel Dapivirina à todas as mulheres que participaram dos estudos anteriores. Agora que o nível de eficácia é conhecido, isso ajudará a entender como o anel é usado no mundo real, e também informar sobre sua futura implantação. Atualmente, esses estudos estão sendo revistos pelos reguladores locais.

Um terceiro estudo, MTN-034, que também está em análise, vai oferecer às mulheres o anel de Dapivirina e o Truvada oral. Voltado para meninas adolescentes e mulheres jovens entre as idades de 16 e 21 anos, este estudo irá ajudar a entender o que as mulheres jovens querem e como eles respondem a estes produtos, uma vez que conhecem seus níveis de eficácia. Este estudo é importante porque, em ambos os estudos de eficácia, as mulheres com idade entre 18 a 21 não tiveram proteção significativa porque não usaram o anel de forma consistente. No mundo todo, mulheres jovens entre 15 e 24 estão sob maior risco de infecção pelo HIV e, por isso, este é um grupo etário em que claramente é necessária mais pesquisa.

A baixa adesão pode não ser a única razão para a falta de proteção entre estas mulheres. Mais pesquisas são necessárias para entender se há fatores biológicos ou fisiológicos que podem afetar como a Dapivirina é absorvida pelo tecido vaginal, ou se o próprio plano do estudo é especialmente intimidante para as mulheres jovens. Não saber se estavam usando um produto ativo ou um placebo, ou o quão seguro e eficaz era o medicamento, pode ter influenciado a utilização do anel vaginal.

Em 1º de março de 2016 por The Conversation.

Anúncios

92 comentários

  1. MB+ diz

    JS.

    Muito boa noticia essa , mas tenho visto muitos casais sorodiscordantes e até concordantes positivos para HIV que ainda estão em fase fértil e com os avanços dos ARVs estão aptos a engravidar e ter seus filhos sem o risco de contaminação vertical , porém há um pequeno detalhe que não esta sendo observado , é sabido que o uso da medicação Efavirenz para gestantes não é recomendado devido este estar ligado a má formação fetal , mas muitos medicos não observam esse detalhe e já na primeira consulta indica o 3 em 1 para essas mulheres.
    Ai fica a duvida , como proceder no caso de que estas queiram a vir engravidar? devem suspender a medicação? e após o parto elas podem retornar ao medicamento se quiserem? ou estaria “queimado” este esquema?
    São duvidas que muitas mulheres tem e que muitos médicos não estão dando o valor a esse detalhe.
    Quantas aqui mesmo estão em fase fértil e gostaria de engravidar? mas tomam o 3 em 1 e não lhes passam pela cabeça esse problema pois somente ouvem ou leem que casais que estejam indetectável a mais de seis meses podem engravidar que indetectáveis não transmite e portanto numa relação monogâmica estão abrindo mão do preservativo e correndo esse risco?

    Sugiro a ti que tem esse blog tão acessado que poste uma matéria a respeito afim de como utilidade publica vir a esclarecer essas duvidas.

    Grade abraço.

    • MB+,
      Acho que essa notícia se volta mais a prevenção ao HIV em relação sexual de mulheres com sorointerrogativos ou soropositivos com infecção não tratada.
      Sobre a gravidez em mulheres soropositiva, gostei da ideia e vou preparar um post 😉

      • MB+ diz

        JS.
        Obrigado…
        Tinha entendido o teor da matéria , só quis pegar o gancho do dia internacional das mulheres para realizar essa pergunta sobre a gravides .

        • Casal positivo diz

          Boa pedida MB, e será muito boa se tiver uma matéria sobre isso JS. Pois como conversamos com o MB e no grupo do kik, isso aconteceu com nós mesmos. Minha namorada de apenas de 20 anos iniciou o tratamento com o 3X1, foi avisado que não poderia de modo algum engravidar fazendo o uso do efavirenz, que quando decidirmos ter um bebe, teria que trocar o esquema, mas não foi dito se poderia voltar com o mesmo esquema depois. Em uma consulta particular esse mês, a medica se indignou por ela ser tão nova, em idade fértil e iniciar o tratamento nesse esquema, disse que uma vez iniciado o tratamento com o 3×1, e mudando para engravidar e durante a gestação, nunca mais poderia voltar com ele, essa mesma médica disse que a maioria dos casais positivos optam pela inseminação artificial, pois no método tradicional, mesmo estando os dois indetectáveis a seis meses ou mais, corre-se o risco de haver uma mutação no vírus dela, ou seja, ela ter o meu tipo de vírus e o dela, só estou passando o que a medica falou. São muitas duvidas, acredito que um esclarecimento sera bem vindo, não só por nós, mas para varias mulheres em idade fértil, para assim poder optar por outro esquema no inicio do tratamento, se assim for necessário.

    • Alex diz

      Alguém sabe se o problema no feto em razão da medicação só pode ocorrer se a mãe estiver em uso desse remédio? O sémen do homem soropositivo sofre alguma alteração com o uso dos remédios ou mesmo em razão do vírus (mesmo estando indetectável)?

  2. renato oliveira diz

    Pessoal o meu trigliceres esta 196…. o normal e ate 180. Em caso dele subir mais .alguem sabe de algumas dicas pra baixar ???

    • Gil diz

      Dieta, exercícios físicos. Evite carboidrato em excesso, bebidas alcoólicas e frituras.
      Em geral os médicos receitam ciprofibrato. Mas não use sem o acompanhamento, nem este, nem qualquer remédio. Não interfere na TARV.
      Procure baixar as taxas enquanto ainda dá para controlar.

  3. Geraldo júnior diz

    Tata descoberta, porém nada que de fato erradique o HIV do organismo. Creio que estamos muito distante dessa conquista. A natureza não foi generosa quando criou esse viros.

    • Gil diz

      Abraço, Renato! Sofro com este mal silencioso, que é a hipertrigliceridemia, com 2 ciprofibratos por dia (dobro da dose) ainda está em 400. Cuido para não comer todo o carboidrato que vejo, bebo menos que gostaria, mas mesmo assim, há anos, antes da infecção por HIV, tenho lutado para baixar. Engordei muito no abdome, embora tenha o corpo definido, mas a barriga desandou… vou ter de fazer cirurgia de redução do estômago para emagrecer e diminuir as taxas á força… serão uns 28 kg a menos, talvez 30 e dá-lhe exercício para perder massa magra. Se puderes conter antes da doença metabólica se instaurar, ponto pro seu organismo!

  4. Zen diz

    Oi pessoal,
    peguei o meu remédio 3×1.
    Ainda não tive coragem de tomar, estou fazendo as pazes com medicamentos – algo que sempre fui contra a ponto de eu não tomar remédio nem pra dor de cabeça.
    Morro de medo dos efeitos colaterais, principalmente relacionados ao uso prolongado.
    Sempre me cuidei muito, mas muito bem. Sou daquele tipo de pessoa extremamente saudável.
    Durmo cedo e acordo cedo (8h por dia), ótimo sono, quase não sonho de tão tranquilo que é.
    Faço atividade física todos os dias. Me alimento super bem. Maioria dos dias que não sei o que é açúcar. Sempre fico nos vegetais cozidos, frutas e integrais. Não bebo, não fumo, não uso drogas. Medito todos os dias, faço yoga, tai chi e trabalho inclusive nessa area, por conhecer e praticar tanto essas coisas.
    Tenho 26 anos e desde 2009 comecei a ser assim. Desde então gripe quando me pega dura 2-3 dias e some, sem remédio algum.
    Meus exames iniciais de sangue estão ótimos.
    CD4 800 e CV 3.000 (sendo q o contato com o virus se deu a 1 ano atrás – mas só descobri por agora).
    Minha infecto disse que meu sistema imunológico é muito forte.
    A farmacêutica me disse que tenho tudo pra não ter efeitos consideráveis.

    MAS, minha resistencia a medicamentos tem me abalado e desde que a receita me foi dada eu estou mto preocupado, gripei e ficou uns 5 dias, tive aftas, agora sinusite. Atacou tudo porque fico 24h por dia pensando nisso, até nos sonhos, que eu não tinha tanto, estão aparecendo.
    To mal.
    Bem mal.
    Queria conseguir enxergar o remédio como um grande amigo, sincero e fiel. E não como um amigo que fala mal pelas costas (pq apesar de ser bom contra o HIV tem seus efeitos colaterais rs).

    😥

    • Brumo diz

      Coragem, rapaz! Introduza a medicação na sua rotina e siga a vida. Torcendo por você. Abraços.

    • Gil diz

      OLÁ ZEN!
      Muitas pessoas adotam muitas regras e atitudes para uma vida saudável, mas acabam sendo engolidos por certas neuras que restringem isso ou aquilo (acho que não é seu caso) e por um medo absurdo de adoecer ou de sofrer efeitos indesejáveis.
      Não são todas as pessoas que sofrem com efeitos colaterais dos remédios. Eles não chegam a ser, na realidade, em empecilho para o bem estar.
      No seu caso, qual é a solução? Por mais que estejas com seu corpo em ótima saúde, a cada dia sem tomar é um montão de células de defesa que se vão.
      Mesmo com efeitos colaterais não tão leves (mas, se és forte como descreves, serão mínimos, se houverem), que acometem algumas pessoas, é a melhor alternativa de vida.
      Você vai ver que nada muda, a não ser a ingestão de pílula diariamente.
      Vá em frente, conserve sua saúde.
      Não fique preso a uma situação hipotética. Se precisar usar outros remédios, isso não é derrota e não detona sua saúde, se você sabe se cuidar.
      As nossas convicções um dia acabam se quebrando, não é? E isso é bom, chance de ver os mesmos pontos sob outros ângulos! FORÇA, ZEN!!

    • Homem23:55 diz

      Olá Zen,

      Neste aspecto de tomar medicamentos, também fiquei muito chateado.
      Para uma dor de cabeça, eu bebia agua e tentava interpretar o “recado” do meu corpo…
      Hoje o 3em1 faz parte da minha rotina há 4 meses, o tento fazer o máximo para não pensar no HIV.

      Tenho percebido que dia apos dia, isto tem se tornado mais fácil e acredito em breve, chegar onde desejo, ver isso tudo de forma boa.

      As coisas vão mudar muito, dentro de você, vai se tornar ainda melhor, acredite nisso e deixe o tempo agir… Confie nele, como já deve ter sido bálsamo em outras cicatrizes suas.

      Assim como nossos amigos falaram, acredito que não tomar o remédio, só piora a situação.
      Para falar bem a verdade, fugir parece não combinar com a pessoa que você descreveu.

      Estamos juntos nesta e espero que reencontre seu ponto de equilibrio.

    • Santos diz

      Oii Zen!! Parabens pelos seus exames apos 1 ano de contato com o virus… mesmo sem os remedios seu cd4 está alto e sua CV relativamente baixa … Isso prova a importancia de se cuidar independente de qq doença e vc nos deu um exemplo disso!! Minha opiniao é q vc deve sim iniciar a medicação e continuar fazendo o que vc já faz, que com certeza vai viver mais de 100 anos… forte abraço!

    • garota19 diz

      Eu comecei a tomar tem 2 semanas e nao tenho efeito colateral a nao ser um pouco de insonia… depende do orgasnismo

    • Paulistano Positivo diz

      O protocolo nos dias de hoje é, descobriu o vírus, começou a medicação. Assim você cuida da sua saúde e da saúde de seus parceiros. Ajudando, dessa forma, a reduzir a incidência do HIV – pois, até um segundo momento, os soropositivos indetectáveis tem as chances bem reduzidas de transmitir o vírus.
      Seus hábitos saudáveis vão te ajudar a caminhar daqui pra frente.
      Não é momento de filosofar, ou de ficar se preocupando em tomar ou não. Infelizmente, agora, você não tem escolha. Até tem – não se tratar. Mas espero que opte por uma vida mais tranquila e saudável utilizando, sim, a medicação proposta.
      Tenha força, se liberte de algumas convicções e cuide de sua saúde. Seja racional. Vai dar tudo certo.

    • Zimba diz

      Zen,
      Minha rotina era praticamente igual a sua. Vegan por mais de 5 anos, vida saudável, mas eis que tenho essa surpresa!
      Sempre fui contra remédios, e agora fui obrigado a ter q abrir mão das minhas vontade e ideias para VIVER.
      É o jeito, né? Não vai acontecer nada d+ com vc além de viver mais, relaxa!
      Abra a mente e veja que hj temos essa oportunidade, que pessoas há 20 anos atrás não tinham, simplesmente esperavam por morrer.
      Vai ficar tudo bem!

      Obs: Minha CV era de 550.000 cópias, em 30 dias passou para 430 e continuo com a medicação p/novo exame em Junho.
      Vai ficar tudo bem!
      FÉ!

      ABraços

  5. Matheus diz

    Zen sei que é duro ter a decisão de iniciar o tratamento só que pior ainda é vc deixar o vírus livre se multiplicando no seu corpo…vc se diz preocupado com os efeitos a longo prazo…mas vc nem sabe se vai tá tomando essa medicação num futuro bem próximo…vc já faz tudo certo, leva uma vida super saudável e o remédio só vai deixa-la mais saudável ainda.

  6. Anjo Gabriel diz

    Zen,

    A medicação hoje é sua aliada. Sem ela infelizmente não vamos muito longe. Digo isso pq tive muitas complicações antes de saber da minha condição. Caroços pelo corpo, manchas escuras nos pés, magreza, sinusite… E advinha quem resolveu tudo isso? A medicação.

    E os efeitos? Até o momento nenhum negativo. Melhoro a cada dia desde 2013.

    Ah, não esqueça de que o acompanhamento mensal, trimestral e depois semestral na verdade é o monitoramento disso tudo, caso seja identificado alguma coisa “anormal”, temos como cuidar cedo além da certeza de que o tratamento está dando certo.

    Então tome suas “vitaminas” sem medo de ser feliz. Seu corpo vai agradecer.

  7. Jk diz

    Boa noite meus caros.entao, tenho acompanhado o blog a um tempo e confeco que doi e esta sendo de grande ajuda. Descobri que era soropositivo em 2011, como todos aqui, perdi o chao! Mais sabemos que e uma fase, pois ate entao somos leigo no assunto. Ate entao vivo uma vida normal tenho saude de sobra. Sou casado hetero sorodescordante. Nao comecei o tratamento ainda por medo dos efeitos colateeais! Meu cd4 esta alto e cv relarivamente baixa, como anjo gabriel falou, ja me sairam os tais carocos no pescoco, entao vou comecar o tratamento quanto antes, Gracas a esses depoimentos que venho acompanhado. Deus abencoe a todos vcs. e vida que segue. “Nao ta morto quem peleia , dizia uma ovelha no meio de dez cachorro”hahaha 💪💪

  8. garota19 diz

    Oi tenho 19 anos descobri a 1 mes que sou soropositivo foi um baque, uma pessoa que era ciente sobre a doença que tinha me namorou durante 1 ano e eu boba confiei em transar sem preservativo, no dia que descobri perdi meu chão mais o mais dificil mesmo foi contar a minha mãe , a gente se separou , 6 meses depois ele me envia uma sms : vc esta bichada!!!
    Eu: como assim?
    Ele: vc tem aids!
    Eu:vc ta louco?
    Ele: se eu tenho vc tambem tem nao é mesmo?
    Fiz o teste no laboratorio deu reagente…
    Hoje ja tomo minhas medicações mais nao sinto efeito colateral… sera que os remedios estao fazendo efeito???
    O blog tem me ajudado bastante…

    • D_Pr diz

      Garota19,

      Sobre os efeitos colaterais podemos dizer que grande parte dos soropositivos em tratamento não sentem absolutamente nada após o primeiro e segundo mês de tratamento, outros infelizmente não tem essa sorte e sempre sofrem com algum tipo de efeito.

      O que vai realmente indicar se você está obtendo sucesso no tratamento e ele está fazendo efeito são os exames periódicos de carga viral.Fico feliz por teu corpo ter uma boa adaptação à medicação.

      Confie e qualquer coisa se comunique! Boa sorte.

      Saúde e paz

    • Junior diz

      Denuncie esse cara aí, pq o que ele fez foi crime. Vá a polícia e apresente essas msg como prova.

  9. Kleciio Mello diz

    Bom dia pessoal;
    -Descobri que sou soropositivo recentemente …Ainda estou em estado de choque (penstivo)…Gostari de conversr com alguém que entenda do assunto .Fiz o exame. CD4+ e CV aguardi o resultados.
    Abraço!

    • POSITIVIDADE SEMPRE diz

      Bom dia Kleciio e garota 19 o blog realmente tem ajudado bastante todos nós porem é normal essa fase de luto muitas dúvidas surgem mas graças a Deus temos a internet e o blog do JS tem sido um porto seguro, criei um grupo para bater papo e acolher vocês no KIK que é um aplicativo de mensagens instantaneas parecido com o whatsapp caso queiram participar é só me adicionar vidaquesesegue (tudo minusculo) que adiciono vocês um forte abraço.

    • POSITIVIDADE SEMPRE diz

      Parei de assistir quando ele começou a falar da Mutamba. Gente infelizmente a cura só virá quando nós soropositivos cobrar das autoridades mais pressa caso contrário não vamos sair desta mesmice. E mais uma vez eu digo esquecem essa mutamba pelo amor de deus…. KIK vidaquesesegue.

    • A Cura Ou Nada diz

      Nesse vídeo, ele fala da mutamba, né? Já vi outras pessoas falando dessa planta. Alguém aqui já tomou? Eu toparia experimentar, sei lá.

    • Gil diz

      Este deputado é um imbecil, um irresponsável e fala muita besteiras, muita mentira! Dizer que a fosfoetanolamina repara mielina… aham… Muitos foram atrás da “terapia” da mutamba e perderam dinheiro. é um desserviço que pode prejudicar muita gente.
      Dá até raiva de saber que nossos deputados são desse nível e até piores…
      Tomara que eu esteja errado, mas tanto se pesquisou sobre esta planta… e ele vem como se descobrisse a pólvora. Pobre de nosso país!

        • Gil diz

          Olá “homem das cinco pra meia noite”… não parece nada verdadeiro, embora eles queiram enrolar os leigos, quem é do ramo, vê a treta.

      • Gil, eu tomei a mutamba… Cara pode até não ter me curado, mas meu cd4 aumentou muito e a porcentagem também.
        Cara tomei em dezembro e realmente de 490 o CD pasouu para 850 em três meses.
        Se me curei não terei como saber porque os exames detectam os anticorpos.
        Mas daqui a três meses vou fazer a segunda fase que é tomar uma medicação que elimina os anticorpos.
        Mau não fez, pelo contrário melhorei muito…
        Acho que não custa tentar…

        • POSITIVIDADE SEMPRE diz

          Uma pergunta, vc tomou só a mutamba ou tomou também os retrovirais???

        • Pedro diz

          Boa noite MariaH, mas vc toma o chá e continua tomando a medicação?

          • Tomei, o tratamento é de apenas 1 mês.
            Mas contínuo com os ARV’s, mas depois da segunda fazer vou arriscar a não tomar os ARV’s. Por minha conta e risco.
            Estou com muita fé neste projeto, pois tive evidências em mim mesma…
            Você já me viu por aqui.
            Não estou fazendo propaganda, mas acho que vale a pena tenta. O médico não cobra nada, ele só pede o dinheiro pra enviar por SEDEX, ele é de Tocantins.

            • cariocarj diz

              Mariah, você pode me passar o seu e-mail para eu entrar em contato com você. Obrigado.

            • Alessandro diz

              Bom eu apenas tomando multi vitamínicos e óleos essenssiais subi meu cd4 de 264 para 870 em cerca de 4 a 5 meses, conheço pessoas próximas que fizeram oque VC está se propondo a fazer e tiveram que voltar a se medicar, e o pior… Pois como fizeram sem o consentimento de seus médicos, que por sua vez pedem exames de carga viral etc, obtiveram novamente o aumento na carga viral, os médicos acharam que poderia ter sido falha virologica, e até cogitou a mudança do esquema, aí a pessoa teve que falar oque fez, tomaram um Esporro, e sorte que nesses casos voltaram com o uso do Efavirenz, lamivudina e tenofovir e conseguiram suprimir novamente o vírus, ou seja Tomé cuidado, converse com seu médico não vá prejudicar sua saúde, pode ser que a mutamba realmente seja um bom anti viral, mas para promover a cura acho que apenas ela n daria conta, isso se realmente ela funcione.

        • Verdes Olhos diz

          Oi, Mariah. Tudo bem? Olha, eu estou bastante interessado em tomar a mutamba e, além disso, conversar com pessoas que tomaram. Eu tenho achado essa história no mínimo intrigante.
          Já entrei em contato com o Dr. Paulo Gouvêia e ele cobra um valor de aproximadamente 150 reais para o envio das folhas. E, como você mesma disse, é só um mês de tratamento. Então não consigo imaginar um médico ficando rico vendendo eventualmente folhas por 150 reais, num tratamento que não é contínuo. Até porque eu imagino que as pessoas estariam dispostas a pagar bem mais por isso, mesmo que seja só para experimentar.
          Mas então, seria possível a gente conversar mais e você me dar mais detalhes sobre como está sendo, para você, esse tratamento com a mutamba? Tem uma segunda fase em que se toma uma medicação diferente? Enfim… Se você quiser conversar, pode me passar seu e-mail ou responder para o meu que é: verdesgrandesolhos@gmail.com .

          Desde já, muito obrigado!

          E parabéns ao JS por este espaço incrível.

  10. Leo24 diz

    Fico pensando, pra alguém falar com tanta segurança sobre a cura de uma doença ou é pq essa cura realmente pode existir, ou é ser muito cara de pau. Tomara que essa mutamba ganhe visibilidade na midia, pelo menos assim pesquisas sao desenvolvidas com ela. Não custa arriscar

  11. Luquinha diz

    Boa noite , e sobre o anel anal alguém sabe dizer se há uma pesquisa em curso ?

    • POSITIVIDADE SEMPRE diz

      Sim é um APP parecido com whatsapp meu username é vidaquesesegue abraços.

  12. Leo 24 diz

    Mariah, se possivel gostaria de fala com você tambem. Nao tem nem 30 dias que me infectei, e por isso ainda nao comecei com o ARV. Vou tentar a mutamba primeiro então ver no que dá. obg!

  13. MB+ diz

    Kkkkkkkkk…..e lá vem a tal mutamba de novo…
    Tenho uma amiga que disse mutamba não tá com nada .. Agora se me mandar um mutumbo aí sim ….kkkkkkkk

  14. leo 24 diz

    Falaram que ninguem fica Rico vendendo 150 reais de plantas e isso é verdade. Porem se uma pesquisa dessas é aceita pelo governo o financiamento passa de milhoes. Nao quero julgar ate pq sendo mutamba ou nao eu quero é a cura. Mas vamos com calma. Obs: O Charlie sheen foi ao Mexico tentar um tratamento alternative q acabou nao dando certo. Sera que se a gente em massa divulgasse a mutamba para ele, nao seria uma boa? Se ele mostrasse interesse finalmente agt descobriria qual é a dessa mutamba, pois se desse certo ia ser noticia Mundial. Eu topo ir no face dele divulgar

    • Verdes Olhos diz

      Pois é. Acho que, pra início de conversa, seria legal a gente ter os relatos de quem tomou a mutamba e não obteve resultados. Porque, das duas, uma: ou esse doutor está vendendo uma falsa esperança (e precisa ser desmascarado de uma vez por todas) ou então a mutamba pode ter, sim, um fundamento. Eu, honestamente, acho que é uma falsa esperança. Mas quero sair do achismo e ter certeza.

    • Léo, me dê seu email, que lhe escrevo…
      Não quero a cura só para mim….
      Não custa tentar…
      Sou do Rio de Janeiro, chegou em três dias pelo SEDEX….
      Não é propaganda, mas acho que não custa nada tentar, pois mau nenhum me fez…

  15. Lua diz

    Blog incrível. Pessoa admirável o JS. Gostaria de saber quanto tempo de fato o vírus vive fora do corpo.Já li alguns artigos e não cheguei a conclusão. JS por favor poderia me esclarecer. Desde já agradecida.

  16. André diz

    Olá
    Alguém sabe me informar como bem escrito na guia médica o exame de CD4/CD8?
    grato

  17. Fe diz

    Hoje peguei meu primeiro exame, CD4: 455 CV: 13 mil. Á partir de segunda feira começo a tomar meu 3×1, esse vai ser meu último fds sem o remédio da vida. To numa mistura de sentimentos, angústia por achar vir sofrer por algum efeito colateral, e feliz por poder ter algum remédio que me permita viver normalmente. Às vezes bate uma Bad, de querer ter feito tudo diferente, mas, com uma mistura de gratidão a Deus, por te me proporcionado uma descoberta tranquila, sem grandes problemas. 🙏😢

    • Juka diz

      Fe, boa sorte!
      VC verá q em semanas a vida volta “ao normal” e esse bad vai bater de vez em quando…este mês completo um ano de diagnóstico, 17 meses de infecção e 6 meses de medicação….qdo peguei o primeiro frasco de remédios me deu uma angústia tão profunda…hj eu pago alguém para pegar para mim.faço os exames em clínicas particulares e discretas e tento viver da forma mais feliz possível……

      Um dia vamos RI disso tdo.bjo na alma.

    • Não, tem nada de estranho não, não estou obrigando ninguém a tomar, não tô ganhando nada com isso, apenas quero ajudar vcs, sou do Rio de Janeiro e o médico de Tocantins.
      Tomei, não me arrependo, pelo contrário por eu ter me dado tão bem com o tratamento, quero ajudar aos outros tb.
      Se me curei, não sei.
      Mas melhorei e muito.
      Tome se quiser.
      O facebook do Dr Paulo é aberto ao público.
      E para seu conhecimento já sou do blog do JS a dois anos.
      Não tô aqui fazendo propaganda…

      • Gil diz

        Mariah, eu ouço falar da mutamba desde os anos 90. Você acha mesmo que tanta gente pesquisando, tantos “olheiros” de laboratórios, não pesquisariam mutamba? E tanino anti virus ja foi testado, claro… e veja que estes dias descobriram pela crença popular uma substância de uma planta rasteira de SC que serve de remédio contra asma. Imagine se não correriam pra Tocantins atrás da pesquisa…
        Sobre aumento de CD4 teriam de isolar variáveis, como clima, alimentação, stress, água, etc para dizer que aumentou cd4 pela mutamba. Isolar variáveis e controle rigoroso do modo de vida é parte fundamental da pesquisa e derrubou muita substância tida como milagrosa.
        Gente que promete tais descobertas pode matar. Porque muitos deixam o tratamento convencional e adoecem, imagina vc queimar um esquema e o virus se replicar e detonar sua taxa de cd4 e te dá pneumonia ou tuberculose…
        Além do mais, seu conhecimento da dinâmica do hiv te leva a enganos, como na parte xe uma postagem que fala de pesquisar e medir anticorpos e não a cobtagem viral, tão comum atualmente. Suprimir anticorpos específicos também não se vê na literatura. Cuidado com seu bem estar, você quanto mais confiar, mais riscos traz a ti e a outros que acreditam no seu otimismo.

  18. MB+ diz

    A Marina ops…a Mariah achou a cura e quer dividir?
    Quantos foram curados com essa planta ?
    Ou é tipo assim …tomei um analgésico com um copo de água e sabe a água curou minha dor de cabeça. …kkkkkkkk

  19. Mutatis Mutandis diz

    Acho tudo muito romântico…uma erva tropical, um chá e tchan, tchan, tchan, tchan..

    Por que esse médico não apresenta evidências científicas disso? Pesquisa séria! Será mesmo, gente, que é assim?

    Cuidado com a fragilidade que nos envolve quando temos uma doença tão severa como essa, que mexe tanto com nossa vida, com nossa sexualidade, relações amorosas.

    Pessoal, tadinho de nós se não fossem os norte-americanos ou outros expoentes da Europa: não teríamos nem como tratar uma bronquite! Nossas crianças ainda estariam morrendo de catapora, paralisia infantil ou bronquite ou coisa parecida..

    Não que tenhamos cientistas incompetentes, mas pesquisa científica vai muito além disso!

    Aí o cara vem com essa historinha de que não tem apoio por isso não conseguiu provar sua tese, blá, blá, blá, etc…se ele não está ganhando com o envio das folhas ( o que de fato não acredito) deve tá lucrando de outra forma; desculpe mas NÃO PASSA DE UM CANALHA SE APROVEITANDO DE PESSOAS QUE ESTÃO MOMENTANEAMENTE FRAGILIZADAS!

    Alguém lembra da auto-hemoterapaia?
    Deve ter valor pra outras coisas, mas para HIV é pro cara morrer de rir (ou da infecção mesmo…)

    Vejam se não é o mesmo cenário romântico: ” um médico que dirige um carro simples e que ensina as pessoas a se curarem usando seu próprio sangue, praticamente a custo zero”..quase um Robinhood!

    Meu povo, com todo respeito às decisões de cada um na vida, vamos parar de se enganar e encarar a vida de frente: foi por ilusão que a maioria de nós veio parar aqui nesse mundo soropositivo, não vamos cair em ilusões de novo!

    Um abraço!

  20. Mutatis Mutandis diz

    Ufa!!! Já ia me esquecendo….tem outro que fala da cura pelo limão!!!!Parece bem mais legal, num é?

  21. Leo24 diz

    Mutatis, também tendo mais a não acreditar nisso. Só é intrigante como até um deputado bota a cara na TV pra afirmar que “existe a cura da aids”. Ele ganharia o que com isso? só desmoralização caso seja uma mentira. E pra ganhar o que se nem pela fiocruz a pesquisa foi aceita? Não sei, mas quando vejo os posts do Dr. Gouveia no facebook e na pagina dele, cheios de erros de português, creio ainda mais em furada. To numa dúvida cruel em pedir ou não o envio dessas plantas. 150 reais vale arriscar? Obs: eu nunca deixaria de tomar os ARV por essa planta até um estudo mais sério.

    • Verdes Olhos diz

      É. Também me parece bastante esquisita, aquela página no facebook. E o site do projeto mutamba é igualmente repleto de erros de português. E tanto a página do facebook quanto o site têm afirmações evasivas, não deixam claras as posições. Eu só acho que vale a pena ir a fundo para investigar melhor isso. VAI QUE funciona, né? De qualquer forma, se não funcionar, pelo menos a gente desmascara de uma vez por todas essa ideia da mutamba como a cura. O que não dá é pra ficarmos nessas incertezas. Eu estou disposto a recolher a maior quantidade possível de informações a respeito desse assunto. E estou indo atrás de quem se tratou ou está se tratando com a planta. Quero conhecer e entender, para depois tomar uma posição.

    • Gil diz

      Deputado ignorante, enrolão e aproveitador tem aos montes. Esse sabe NADA do que tá falando. Ao invés de ser defenestrado com um sonoro CALA A BOCA, ainda é capaz de ganhar votos e adeptos, no Brasil, político é Deus, parece infalível aos olhos do povo…

  22. Anjo Gabriel diz

    Gente, eu me recuso a acreditar que vocês estão acreditando nessa furada de Mutamba.
    Vocês são muito ingênuos ou estão perdendo a noção do perigo.

    A pessoa em tratamento bem sucedido querendo arriscar em algo sem comprovação científica. O outro teve situação de risco, não começou a medicação mas quer a bendita Mutamba. Absuuurdo!

    Quer dar um up no cd4? Façam atividade física, boa alimentação, noite de sono…

    Temos que ser otimistas, pensamentos positivos, fé na vida e tudo mais mas por favor não caiam nessa. Isso me parece puro desespero, pé no chão galera!!!!

    Aceitem a condição e principalmente que hj as arvs são as únicas responsáveis pela nossa sobrevivência.

  23. Mutatis Mutandis diz

    Léo24, VerdesOlhos e quem mais pensar em fazer isso: se isso vai ter uma função na psicologia de cada um de vcs na convivência da doença lhes digo que façam o que acharem melhor.

    Às vezes é preciso quebrar a cara pra acreditar que se está perdendo tempo (fazendo m…).
    Já falei aqui antes que no começo do meu diagnóstico fui procurar um “enfermeiro” aqui na minha cidade (moro numa capital do Nordeste…não é Recife, nem Salvador, nem Fortaleza…rsrsrs) para fazer auto-hemoterapia.

    Rapaz, foi um circo! O cara não era enfermeiro coisa nenhuma, era um farsante que pegava as seringas num posto, usava um banquinho, não tinha nem cadeira apropriada para tirar o sangue, o cenário era de uma casa e muito mal cuidada, por sinal.

    Mesmo assim, vendo tudo isso ainda me submeti…estava com 40.000 cópias e CD4 500, meu médico tinha pedido pra esperar um pouco até começar o tratamento (foi em 2013, no inicio da mudança de protocolo de administraçao da TARV). Então nesse ínterim fazia auto-hemoterapia.

    Olha, minha disposição aumentou muito, eu ficava aceso, bastante ativo! Mas os sapinhos na boca não diminuíam, qualquer pizza na rua que eu comia dava dor de barriga (qualquer salmonela me detonava)…e no exame seguinte meu CD4 estava em 435 e minha CV em 240.000 cópias. Apenas com o tratamento, apenas de fato com o tratamento, foi que em 08 meses fiquei indetectável!

    QUALQUER COISA DIFERENTE DO QUE A CIÊNCIA APRESENTE É MENTIRA!
    VC ACREDITA SE QUISER!
    MESMO AS COISAS NATURAIS, SE FOREM REALMENTE EFICAZES SEU MÉDICO VAI DIZER. Vou lhe dar um exemplo: meu sobrinho de 03 anos teve um princípio de pneumonia e, acredite, junto com os antibióticos o médico passou um “lambedor” (uma solução adocicada de alguma fruta: abacaxi, coco, etc..muito comum aqui no NE) para ele tomar e expectorar mais fácil. E funcionou! Mas o lambedor não mata a bactéria, tinha a outra função de expectorar.

    MUTAMBA, TEORIA DA CONSPIRAÇÃO, TERAPIA DO LIMÃO E “CIA LIMITADA” são pontos de fuga nossos, senhores! É preciso que paremos com isso, não nos leva a nada!

    Vocês estão pagando R$ 150,00 por uns “pés de alface” enviados por SEDEX?
    Meu Deus o preço do alface é R$ 2,00!
    Como esse cara num tá ganhando dinheiro?

    É LÓGICO QUE ESTÁ! É ÓBVIO QUE ESTÁ!

    TRATA-SE DE UM CANALHA! UM APROVEITADOR! UM BANDIDO!

    O mundo desenvolvido sabe da nossa biodiversidade, sabe tanto que nos roubou já tudo que pôde em relação às riquezas botânicas! Será que americanos, ingleses, franceses, gente que descobriu, pesquisou, isolou o vírus, gente que ensina a nós sobre a doença, será que essas pessoas estão cegas e não viram que a Mutamba realmente funciona? É PORQUE É TÃO RIDÍCULO QUE ELES NEM PERDEM TEMPO!

    Me desculpem a emoção no que estou escrevendo!

    Abraço! A patroa acordou! Vou dar um beijo nela! O Amor é lindo! kkkkk! Graça de Deus em minha vida! Tchau, senhores!

    • Verdes Olhos diz

      Oi, Mutantis.
      Achei teu texto bem interessante e concordo com boa parte. Agora, quanto à mutamba, cura pelo limão etc. serem “pontos de fuga”, eu discordo. Acho que muitas pessoas partem para esses tratamentos “alternativos” porque não suportam essa sensação de passividade que é tomar um coquetel anti-retroviral com previsão de ser um tratamento que vai durar “o resto da vida”. A sensação que algumas pessoas têm – eu, inclusive – é a de que nossa saúde e bem-estar ficam nas mãos de equipes de pesquisadores de sabe-se lá onde… da Noruega, da Dinamarca, da Espanha. É como se nossa vida não nos pertencesse inteiramente, mais. Até porque é inegável que nós DEPENDEMOS, SIM, desse coquetel diário para ficarmos VIVOS. Não sei quanto a você, mas, para mim, isso gera um profundo sentimento de impotência perante a vida. Se eu quiser viajar por alguns meses, por exemplo, eu tenho que entrar com um laudo médico pedindo para que me liberem medicamentos para os meses… E se eu quiser ficar um pouco mais? E se eu quiser ir morar em outro lugar? Como faz? Só isso já dá uma sensação de aprisionamento (numa prisão invisível, é óbvio) que não existia antes. Sem falar na instabilidade do país, que, mesmo inconscientemente, faz a gente pensar “putz, será que essa crise não vai respingar nos medicamentos do SUS?” – e me parece que já chegou a faltar medicamento em algumas cidades. Enfim, eu poderia escrever mais extensamente. Mas não quero me alongar tanto. Só escrevi isso tudo para dizer: acho válido, sim, que cada pessoa procure a cura que quiser. Isso, por si só, já dá uma sensação maior de protagonismo frente a um inimigo terrível que é esse vírus. Aliás, se as pessoas diagnosticadas tivessem ficado de braços cruzados desde o começo da epidemia, se conformando com o status quo, sem ir atrás de possíveis curas (químicas ou naturais), talvez a gente ainda estivesse tendo que se tratar com AZT.
      Na pior das hipóteses, que esses falatórios sobre aquela cura mexicana com o vírus da cabra, sobre a mutamba, sobre a cura pelo limão, sirvam para gerar um ambiente de maior pressão na direção do desenvolvimento laboratorial da cura. Porque não é TEMPO que falta, para os cientistas. Falta DINHEIRO. Talvez se as parcerias público-privadas investissem menos em tanques-de-guerra, armas biológicas, drones e investissem mais em pesquisas de saúde…de repente a gente já estivesse falando de uma cura concreta no horizonte.

      • Mutatis Mutandis diz

        Tudo bem, VerdesOlhos, como lhe disse: se isso tem uma função psicológica pessoal na sua convivência com o vírus, siga assumindo suas responsabilidades e use.

        De certa forma, entendo o que vc deve estar vivendo, pois passei pela mesma falsa esperança de me curar de forma fácil e miraculosa. E definitivamente os ARV’s nunca me aprisionaram, pelo contrário, me libertaram para que, mesmo com esse vírus, eu pudesse viver.

        Abraço!

        • Verdes Olhos diz

          Caro Mutatis. Escrevi um texto longo, então por favor não reduza o que eu falei a “falsa esperança de me curar de forma fácil e milagrosa”. E é lógico que não são os ARVs que aprisionam. Quem aprisiona é o vírus…

          Além disso, eu não estou tomando a mutamba. Quem está tomando são outras pessoas aqui do blog. Eu só tento entender o lado delas, além da ideia de “curas milagrosas”. Como eu falei no comentário anterior – não sei se você leu inteiramente -, acho que muitas pessoas vão atrás de outras formas de tratamento para se sentirem mais ativas e menos passivas frente ao diagnóstico (que não é fácil de receber. Ou vai dizer que o diagnóstico te libertou, também?).

          Abraço.

  24. Antonio diz

    Pessoal, se quiser apostar em tratamento alternativo, faça sem abandonar o que esta provado que funciona.
    Chás fazem bem na sua maioria, embora eles são produtos químicos tb e podem interagir ajudando ou prejudicando.
    No caso de mutamba, se quiserem tomar o chá tem planta em casas especializadas em produtos naturais, geralmente casca da planta.
    As frutas vermelhas ajudam o organismo a melhor tb, como tudo que tem Tanino ajuda o organismo a defender, mas nada como os TARVS.

  25. Dei_Sc diz

    olá, + a 5 meses… gostaria de conversar…
    meu Kik Dei_Sc
    bjos e abrass. •

  26. POSITIVIDADE SEMPRE diz

    Boa Noite muito interessante a matéria criei um grupo de conversas no KIK que é um aplicativo semelhante ao whatsapp porem sem numero de telefone se alguem aqui quiser participar será muito bem vindo é só me procurar no KIK vidaquesesegue um forte abraço.. E sucesso

  27. Luquinha diz

    Gente gente um alerta as pessoas que gostam de usar vibrador , tem que colocar preservativo ou então lavar com bastante agua e sabão pois não pode haver bactérias e outra mesmo que você esteja indetectável existe a cô-infecção então cuidado para não chorar pelo segundo leite derramado .Se cuidem

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s