Notícias
Comentários 77

VaCC-4x e Romidepsin reduzem reservatório e controlam carga viral


Bionor

ABionor Pharma ASA, uma empresa biofarmacêutica comprometida em alcançar uma cura funcional para o HIV, anunciou resultados bem sucedidos da Parte B do estudo clínico Reduc. Nesse estudo, a combinação de VaCC-4x e Romidepsin (Istodax®, Celgene), um agente reversor de latência viral, levou ao controle do HIV reativado e à redução no reservatório viral latente, confirmando e ampliando os resultados positivos da análise interina, anunciada em 4 de maio de 2015.

A Parte B do estudo Reduc inscreveu 20 pacientes. Os dados sobre a carga viral foram obtidos de 17 pacientes e 16 pacientes completaram o estudo. A Bionor sediou nesta segunda-feira, 21 de dezembro de 2015, uma conferência telefônica com CEO David Horn Solomon, que apresentou os resultados e as conclusões. Nessa conferência, os principais pontos abordados foram:

  • O reservatório de HIV latente foi significativamente reduzido, em 40%, medido pela quantidade total de DNA de HIV e por um exame de crescimento viral quantitativo (qVOA, do inglês Quantitative Viral Outgrowth Assay)
  • A carga viral manteve-se abaixo do nível de detecção em 11 dos 17 pacientes em terapia antirretroviral combinada, mesmo com a reativação do reservatório. Quatro pacientes tiveram carga viral mensurável, porém baixa e apenas em uma das três infusões de Romidepsin.
  • O efeito farmacodinâmico do Romidepsin, isto é, a reativação do reservatório de HIV latente, foi confirmado pelo aumento dos níveis de acetilação de histonas e de expressão viral.
  • A combinação de VaCC-4x e Romidepsin se mostrou segura e bem tolerada.

Os resultados criam uma base sólida para um maior avanço da VaCC-4x como elemento central de uma cura funcional para o HIV. Conforme comunicado anteriormente, a Bionor espera iniciar o estudo clínico Bioskill assim que o financiamento for assegurado para sua execução e para concluir o escopo completo do estudo. Até esta data, a Bionor entrou com pedidos de estudos clínicos do Bioskill no Reino Unido, Alemanha e Dinamarca.

“A Bionor está no caminho certo para desenvolver uma cura funcional para o HIV.”

O Dr. David Horn Solomon, presidente e CEO, comentou: “Estou muito animado com os resultados anunciados hoje. Os resultados do estudo Reduc transmitem uma mensagem clara e inequívoca de que é altamente importante avançar ainda mais na combinação de VaCC-4x e Romidepsin em estudos clínicos. Estou especialmente animado pela significativa redução no reservatório latente combinado com o fato de que a maioria dos pacientes foi capaz de controlar a carga viral após a ativação da latência. Com base em nosso trabalho pioneiro e na robusta experiência em desenvolvimento clínico, estou confiante de que o estudo internacional Bioskill, controlado e devidamente sustentado, pode confirmar o papel da VaCC-4x como uma vacina terapêutica contra o HIV e que a Bionor está no caminho certo para desenvolver uma cura funcional para o HIV.”

“Embora nenhum paciente ainda esteja curado como consequência do estudo Reduc, este é um passo no caminho para uma cura do HIV.”

O principal pesquisador do estudo Reduc, professor Lars Østergaard, chefe do Departamento de Doenças Infecciosas do Hospital Universitário Aarhus, na Dinamarca, também expressou entusiasmo com o resultado de teste: “Os resultados do estudo Reduc são altamente animadores e confirmam que estamos no caminho certo em direção a uma cura para o HIV. Existem vários pontos altos no estudo, como a diminuição estatisticamente significativa do reservatório viral, medido pelo total de DNA do HIV, e, mais importante, os dados de segurança a curto prazo altamente aceitáveis. Também é muito positivo o fato de vermos coerência com os resultados provisórios, relatados anteriormente em 2015. Embora nenhum paciente ainda esteja curado como consequência do estudo Reduc, este é um passo no caminho para uma cura do HIV. Mais pesquisa e desenvolvimento com base no princípio de ‘chutar e matar’ são urgentemente necessários.”

VACC-4x

Na Parte B do estudo Reduc, a vacina terapêutica VaCC-4x, de propriedade da Bionor, e o agente reversor de latência Romidepsin, foram explorados como um possível regime de tratamento para reduzir o tamanho do reservatório viral latente em pacientes infectados com HIV e em tratamento antirretroviral, que poderia significativamente contribuir para a cura funcional do HIV. Além disso, a capacidade de controlar a carga viral durante uma interrupção do tratamento antirretroviral foi investigada.

O desfecho primário foi o tamanho do reservatório latente, medido em células T CD4+ através de três exames:

  • Total de DNA do HIV (cópias por 106 células T CD4+);
  • Exame de crescimento viral quantitativo (qVOA) (unidades infecciosas por 106 células T CD4+ de memória em repouso);
  • DNA do HIV integrado (cópias por106 células T CD4+).

Os desfechos secundários foram:

  • RNA do HIV-1 (carga viral);
  • Momento de reiniciação após interrupção do tratamento antirretroviral;
  • Outros desfechos virológicos, imunológicos ou sobre segurança e tolerabilidade secundárias.

Tamanho do reservatório viral

Três diferentes exames foram selecionados para medir o efeito no tamanho do reservatório latente, seguindo as discussões em curso na comunidade científica sobre a melhor forma de estimar o verdadeiro tamanho do reservatório e os efeitos dos tratamentos.

Foi observado um resultado consistente na redução do reservatório latente, medido pelo total de DNA do HIV. Uma redução significativa de 40% (p=0,012) foi obtida e, do mesmo modo, uma redução de 40% (p=0,019) no tamanho do reservatório de HIV latente foi medida por qVOA. Na Parte A do estudo Reduc, na qual os pacientes receberam infusões de Romidepsin sem vacinação com VaCC-4x, o tamanho do reservatório latente não foi afetado.

O DNA total do HIV, por sua vez, é o exame mais usado para estimar o tamanho do reservatório (Rouzioux, C & Richman, D, 2013, ‘How to best measure HIV reservoirs?’ Current Opinion in HIV and Aids 8, 170-175). A aplicação do qVOA em situações de estudos clínicos é um desafio, e, neste estudo, dados acima do limite de detecção foram obtidos para os seis pacientes.

Análises de amostras de DNA para o HIV integrado ainda estão em curso, realizadas por um parceiro externo de pesquisa clínica, e serão apresentadas em um comunicado da empresa no primeiro trimestre de 2016. A Bionor espera que estes dados apoiem as conclusões apresentadas neste anúncio, desde que tenha sido previamente demonstrado que os resultados das análises de DNA do HIV integrado e DNA total do HIV estejam positivamente correlacionados (Eriksson et al, 2013, ‘Comparative Analysis of Measures of Viral Reservoirs in HIV-1 Eradication Studies’,PLOS Pathogens, Fevereiro de 2013, volume 9, 2).

Carga viral

A carga viral (RNA do HIV-1) manteve-se abaixo do limite de detecção (20 cópias/ml) em 11 de 17 pacientes durante todo o estudo, enquanto sob terapia antirretroviral, apesar de uma reativação viral documentada em células T CD4+ após as perfusões de Romidepsin. Dos seis pacientes com carga viral detectável, quatro pacientes apresentaram carga viral mensurável mas baixa de HIV no sangue, após uma das três infusões de Romidepsin, de apenas 21-59 cópias/ml. É importante ressaltar que apenas dois dos 17 pacientes tinham carga viral detectável após cada uma das três infusões de Romidepsin.

Na Parte A do estudo Reduc, o Romidepsin induziu a transcrição do HIV-1, resultando num aumento significativo da carga viral, que foi prontamente detectada em cinco de seis pacientes. Comparando-se os resultados da Parte A e da Parte B do estudo Reduc, vemos que a vacinação com VaCC-4x permitiu o controle do vírus reativado. Estes resultados são cruciais para demonstrar que a VaCC-4x é capaz de induzir o sistema imune a controlar o HIV no sangue após o vírus ter sido ‘chutado’ para fora do seu estado latente por um agente de reversão de latência.

Hora de voltar

O tempo médio reiniciação da terapia antirretroviral após a interrupção do tratamento foi de 24,5 dias, que é semelhante ao que seria de esperar sem qualquer intervenção. Os resultados encontram-se alinhados com um consenso na comunidade científica de que uma combinação de mais do que duas classes de compostos diferentes é provavelmente necessária para alcançar um controle viral de longa duração, na ausência da terapia antirretroviral.

A Bionor antecipa que um terceiro agente capaz de reforçar ainda mais a reatividade imunológica é necessário, como parte de um tratamento combinado para além da VaCC-4x e de um agente de reversão de latência. Estas considerações foram previamente descritas na estratégia de desenvolvimento anunciada pela empresa.

Segurança e tolerabilidade

O tratamento com a VaCC-4x e Romidepsin se mostrou seguro e bem tolerado. Todas as reações adversas foram consistentes com os efeitos secundários conhecidos de qualquer Romidepsin (ou seja: fadiga, náuseas e obstipação) ou VaCC-4x administrados com fator estimulante de colônias de granulócitos e macrófagos (GM-CSF, do inglês granulocyte-macrophage colony-stimulating factor) (ou seja: reações cutâneas locais, fadiga e dor de cabeça).

No total, 141 eventos adversos foram registados, dos quais 43 foram considerados eventos adversos relacionados com a VaCC-4x administrada com GM-CSF e 57 para Romidepsin. Quarenta e um eventos adversos eram não-relacionados e 133 dos eventos adversos foram leves (grau 1) e resolveram-se espontaneamente dentro de alguns dias. Houve alguns eventos adversos de grau 2 e não se observou nenhum evento adverso de grau 3 relacionado com o medicamento.

Outros desfechos virológicos e imunológicos secundários

Desfechos virológicos e imunológicos secundários adicionais, como o exame de formação imunoenzimática (ELISPOT, do inglês Enzyme-Linked ImmunoSpot), proliferação, título de anticorpos para para péptidos da VaCC-4x e p24, e mudança no título de anticorpos para C5 ainda estão sendo analisados e serão apresentados no relatório final do estudo.

Plano de desenvolvimento a longo prazo e próximos passos

É animador o fato da abordagem clínica de “chutar e matar” da Bionor  ter reduzido o reservatório latente em 40%, enquanto os pacientes estavam em terapia antirretroviral, e o fato da carga viral ter-se mantido abaixo do nível de detecção na maioria dos pacientes. Enquanto a redução observada no reservatório latente pode não ser suficiente para manter o controle viral a longo prazo, na ausência de antirretrovirais, os novos achados no estudo Reduc são considerados pela empresa, bem como pelos pesquisadores, como um importante avanço clínico na busca por uma cura funcional para o HIV.

Agora, a Bionor está planejando Bioskill, um estudo clínico de Fase 2, randomizado, duplo cego e controlado por placebo, como o próximo passo no desenvolvimento de uma cura funcional para o HIV. O desfecho primário será observar a carga viral sob terapia antirretroviral após cada uma das três infusões Romidepsin em pacientes tratados com VaCC-4x, em comparação com pacientes tratados com placebo. Desfechos virológicos e imunológicos secundários a serem observados incluem medições do tamanho do reservatório latente, contagens de células CD4+ e CD8+, entre outros parâmetros imunológicos. A correlação entre os níveis de anti-C5/anti-gp41 e a capacidade de controlar o vírus no sangue dos pacientes também serão avaliadas. O estudo Bioskill não incluirá interrupção do tratamento antirretroviral.

Como parte de seu programa clínico, a Bionor pretende realizar dois estudos clínicos exploratórios em paralelo ao Bioskill, a fim de selecionar os componentes ideais num regime de associação, incluindo: 1) a avaliação de um terceiro agente apropriado, destinado a melhorar ainda mais a resposta imune em relação ao HIV, e 2) um agente de reversão de latência com uma rota de administração mais conveniente do que o que é atualmente possível com o Romidepsin (que é de perfusão intravenosa).

A empresa espera que a conclusão da prova de conceito do estudo clínico do Bioskill e os dois estudos clínicos exploratórios menores irão fornecer a base para a execução de um estudo clínico subsequente de Fase 2 de um regime triplo para uma cura funcional do HIV, com a VaCC-4x em seu centro. A conclusão bem sucedida deste estudo clínico é esperada pela empresa para levar a iniciação de um programa clínico de Fase 3 e de um produto para aprovação regulatória.

Histórico

O objetivo do estudo Reduc era abordar um dos temas centrais no manejo clínico da infecção pelo HIV, que é o fato de algumas células infectadas pelo HIV permanecerem escondidas em reservatórios latentes. Os reservatórios de HIV não são afetados pela medicação convencional e são invisíveis para o sistema imunológico. Os inibidores de histona desacetilase (HDACi) têm o potencial para ativar (“chutar”) estas células latentes infectadas para fazê-las produzir o vírus. Este “choque” faz com que as células infectadas pelo HIV se tornem visíveis para o sistema imunológico. Então, as respostas imunes geradas pela VaCC-4x podem ser capazes de atacar e eliminar (“matar”) estas células infectadas.

O Reduc (“Segurança e eficácia do inibidor de histona desacetilase Romidepsin e vacina a terapêutica VaCC-4x para a redução do reservatório latente de HIV-1”, NCT02092116) foi um estudo aberto clínico de Fase 1b e 2A para avaliar a segurança e o efeito da terapêutico da imunização contra o HIV usando a VaCC-4x (administrada com GM-CSF como adjuvante) e com a reativação do HIV usando Romidepsin, sobre o reservatório viral em supressão virológica, em adultos infectados pelo HIV em tratamento antirretroviral. O estudo foi conduzido num único centro, no Hospital Universitário Aarhus, na Dinamarca. No total, 26 pacientes foram recrutados a partir de março de 2014, seis dos quais participaram da Parte A e 20 dos quais participaram da Parte B.

A Parte A do Reduc relatou resultados positivos em maio de 2014 e atraiu a atenção significativa em julho de 2014, em uma conferência da Sociedade Internacional de Aids (IAS), em Melbourne, na Austrália. A Parte A foi publicada na revista científica PLoS Pathogens, em setembro de 2015.

Na Parte B do estudo Reduc, 20 pacientes receberam imunizações de VaCC-4x (administrados com GM-CSF como adjuvante). Três semanas após a última imunização, o tratamento com Romidepsin foi iniciado em três doses de 5 mg/m², administrada durante três semanas. Depois de um período de acompanhamento de oito semanas, a interrupção do tratamento antirretroviral de até 16 semanas foi planejada para avaliar a eficácia do regime de tratamento para o controle da carga viral na ausência de antirretrovirais. Os dados sobre a carga viral foram obtidos de 17 pacientes e 16 pacientes completaram o estudo.

A VaCC-4x é uma vacina terapêutica de propriedade da empresa Bionor, que contém quatro análogos sintéticos de péptidos p24 contra o HIV. Em estudos clínicos anteriores, a VaCC-4x demonstrou uma redução significativa da carga viral do HIV e uma resposta imunitária de longo prazo em pacientes infectados. A VaCC-4x foi concebida para induzir uma resposta imunitária baseada na geração de células T capazes de reconhecer e destruir células infectadas pelo HIV.

Em 2012, o mercado global de HIV gerou receita de aproximadamente $12 bilhões, proveniente da venda de terapias antirretrovirais. Pacientes com HIV tratados com antirretrovirais enfrentam uma vida inteira de comprimidos diários, muitas vezes com efeitos colaterais e implicações para a saúde a longo prazo, incluindo doença cardiovascular, no rim, fígado e problemas ósseos.

Sobre a Bionor

A Bionor Pharma é uma empresa biofarmacêutica norueguesa, comprometida em alcançar a cura funcional do HIV através de sua vacina terapêutica, a VaCC-4x, em combinação com outros medicamentos. A empresa acredita que tem potencial de liderar essa busca, com base em resultados clínicos até esta data e pela rápida aprovação da estratégia clínica agora reconhecida. Em dezembro de 2015, a Bionor relatou resultados positivos do estudo clínico Reduc e está atualmente planejando o Bioskill, um estudo de prova de conceito de Fase 2, que pode vir a ser um divisor de águas na pesquisa da cura do HIV. A Bionor mantém plenos direitos de propriedade da VaCC-4x, ou seja, o potencial de valorização de parcerias ou licenciamento permanece com a empresa. A Bionor está sediada em Oslo, na Noruega, e também tem escritórios em Copenhagen, Dinamarca e em Nova York, nos EUA.

Em 21 de dezembro de 2015 pela assessoria de imprensa da Bionor

Anúncios

77 comentários

  1. Grão da Noite diz

    Ler esta notícia após ter chegado a esta passagem de Histórias da AIDS, de Artur Timerman e Naiara Magalhães, não é uma coincidência, é uma sincronicidade: “Em 1996, contados 15 anos a partir do anúncio dos primeiros casos, começou a ser posto em prática o tratamento que tornaria a AIDS uma doença possível de evitar, como é hoje. O coquetel, a combinação de comprimidos que controlam a disseminação do HIV no organismo, atualmente permite postergar indefinidamente o aparecimento da doença. E possibilita às pessoas soropositivas viver tanto quanto aqueles que não têm o vírus, se tratadas de forma precoce e contínua. E a cruzada não terminou aí: três décadas após ser pega totalmente no contrapé, a comunidade científica se prepara, pela primeira vez de forma realista e verdadeiramente entusiasmada, para livrar a humanidade da AIDS. A expectativa é que as primeiras alternativas de cura venham até o final da próxima década (acompanhe a marcha da cura da AIDS no próximo capítulo)” (p. 111-112). Blogs como o seu, onde li a indicação de Histórias da AIDS, e notícias como esta, nos ajudam muito num momento tão delicado como o do diagnóstico do HIV. Se tinha dúvidas sobre se fiz a escolha certa ao iniciar o tratamento cedo, não tenho mais. O autocuidado deve começar o mais rápido possível, para que possamos estar com boa saúde para aproveitar os novos tratamentos que surgirão e a cura, da qual a ciência está cada vez mais próxima. Mais do que esperança, hoje em dia podemos ter a convicção de que o futuro de um soropositivo será melhor do que o presente, o que pode ser crucial para que alguns soropositivos não se desesperem e se mantenham firmes na luta pela vida, na capacidade de sonhar e também de lutar pela realização dos seus sonhos e da sua felicidade. Muito obrigado pelo blog! 🙂

    • Em_Frente diz

      Esse livro é maravilhoso, não é mesmo, Grão da Noite? Eu li em um dia e vez ou outra me pego folheando e lendo várias passagens novamente (às vezes capítulos inteiros novamente!). A indicação veio daqui, por isso também deixo meu agradecimento ao Jovem!

      • Grão da Noite diz

        Muito bom mesmo. Nem sabia que ele e “O Discreto Charme do Intestino”, de Giulia Enders, que li faz pouco tempo, se encontrariam num determinado ponto. Acho que essa intersecção é uma sincronicidade querendo me mostrar a importância de cuidar bem da minha flora intestinal e do meu sistema imunológico. Uma coisa está muito ligada à outra, e comecei a aprender isso por esses dias. Estou ficando bem animado com as novas descobertas :).

    • Matheus diz

      Caramba 40% de redução dos reservatórios…é quase a metade, falta pouco pra acabarem com a outra metade…bem animador esse estudo, que bom ver um futuro promissor ou até curador em nosso tratamento…Feliz Natal a todos!

  2. Luz diz

    Lembro-me com pontadas no estômago do momento que me sentei em uma cadeira fria e recebi olhares de pena e compaixão vindos de uma enfermeira me entregando uma difícil resposta, a resposta ao meu exame de que eu era positivo, talvez a pena não estivesse em uma suposta “sentença de morte” que recebi, mas sim, no desespero que eu estava prestes a sentir, logo eu, um jovem no auge dos seus 20 anos cheio de otimismo e fé não só em mim mas na humanidade, sendo acometido pela conseqüência de uma atitude infantil, porém de amor que tive anos atrás, tão duro resultado, neste instante pude sentir o sabor mais amargo que um ser humano pode sentir, o amargo sabor de todos os seus sonhos se dissolverem em questão de segundos, senti a explosão de adrenalina tomar conta de cada músculo do meu corpo e ao mesmo tempo ansiando com os olhos marejados para que me fosse dita toda a realidade sobre minha situação mesmo que isso pudesse me machucar ainda mais.
    A caminho de casa era como se o céu e todos os prédios da cidade fossem caindo sobre minha cabeça, tentei ouvir uma música que costumava me fazer sentir bem, mas era como se eu não fosse capaz de me conectar com mais nada, chegando em casa disse para minha família que estava tudo bem e fui “dormir”, desde então se sucedeu um mês feito de dias os quais usei uma lente pela qual só podia ver cenários apocalípticos e meu fim próximo,logo eu que me sentia tão especial e a prova de tudo, agora só queria ser aquele garoto normal novamente, tudo o que passava pela minha cabeça era como pude ser tão tolo, após ler a biografia de Cazuza, saber a história de um ídolo como Fredye Mercury eu ser acometido pelo mesmo, meu medo não se encontrava na morte, mas sim na vida, como se na minha testa estivesse tatuado HIV +. Só sabia que não dividiria essa dor com mais ninguém, e então percebi que era muito para mim, contei para a pessoa que me relacionava há mais ou menos 2 meses, fiquei pasmo com sua reação. “Estamos juntos nessa!”, desabei em lágrimas, nem eu mesmo sei se conseguiria ter esta reação, foi a primeira vez que me senti “normal” em semanas, então comecei o TARV, lutei para levar uma vida normal continuando com a academia, corrida e a faculdade de direito, eu sabia que tinha apenas duas opções, continuar em pedaços e fragilizado, ou, juntar pedaço por pedaço de um antigo eu e construir alguém muito mais forte, lembrando da frase “tire o melhor de cada situação” Mas o que de melhor pode haver nisso? Pensava eu com os olhos já novamente inundados por incertezas mas agora com uma nova ponta de força querendo aparecer. Então prontamente pesquisei tudo o que podia sobre o remédio que tomava, o 3×1, encontrei o blog Jovem Soropositivo que vem me sendo um grande impulso desde o começo.
    Só tenho a dizer que agora, com três meses de diagnóstico não sou capaz de me sentir como antes, mas muito mais forte, sim, eu pude encontrar o melhor que havia na infecção pelo vírus, vi que a solidão e ou depressão não está nem perto de ser uma solução, é claro que o luto virá mas saia dele o mais rápido possível, é difícil de acreditar mas a vida simplesmente continua a mesma (esse simples demorou até realmente ser aceito por mim, mas é a realidade. Aceite rsr) e digo a todos os recém diagnosticados não se deixem abater pois a cura realmente está próxima, mais do que qualquer um pode imaginar e então o que vc fará quando ela vir? Irá ainda se lamentar por ter perdido tempo e adquirido outras doenças não pelo HIV mas pela tristeza ou falta de esperança na vida? Ou assim como eu celebrar e novamente chorar, agora de felicidade e emoção pela confirmação da belíssima frase que foi o lema do grande Sinatra “The Best is yet to come” (O melhor está por vir) e sempre virão coisas melhores. Acredite. Sua vida está em suas mãos, não em uma infecção já controlada e logo erradicada.
    Um Abraço no coração de todos.

  3. Edy diz

    Eita laia nossas preces estão sendo atendidas o ano de 2015 foi um ano muito bom com a noticia de 3 comprimidos pasariamos a tomar 1 e agora essa noticia parece que o ano de 2016 vira com boas noticias a cada ano aparece noticias boas sobre o combate ao HIV espero que a cura venha logo e um dia podemos falar que um dia fomos soropositivo e que estamos curados feliz natal e um prospero ano novo pra todos e muita saúde porque Deus esta com nosco e muitas coisas boas ainda a de vir amé.

  4. Loren La Brea + diz

    Oi pessoal, sou nova aqui no grupo. Primeiro gostaria de agradecer a todos vc´s pelas muitas interessantes notícias que aqui leio a cada dia e também pelo apoio informacional que acabaram fazendo comigo desde que me descobri positiva. Se não fosse lendo aqui diariamente, tanto o material disponibilizado gentilmente pelo JS e pelas demais informações e relatos dos demais participantes ativos estaria perdida. Tantas mensagens seja de esperança e conforto mental seja quanto ao acervo científico que me faz ficar incentivada.

    Achei bem interessante o texto acima. Além do que ele converge com um outro que estou terminando a tradução. Foi uma publicação na Nature de novembro/15 sobre as ativação das céculas latentemente infectadas pelo Histone Deacetylase Inhibitors e Bryostatin-1. Ao que me parece esta-se avançando a abordagem “Chuta e Mata”. Também entrará em fase 3 a vacina desenvolvida pelos catalães (http://www.efe.com/efe/espana/sociedad/la-vacuna-terapeutica-del-sida-se-empezara-a-suministrar-humanos-en-2016/10004-2731082)

    Assim que terminar a tradução, irei disponibilizar nos comentários.

    Um grande abraço a todos! Feliz Natal!

  5. Thiago+ diz

    noossaa !! que noticia ótima, acredito muito que nos próximos anos , algo novo vai acontecer !!
    Feliz com a noticia !!

  6. Viram que vai ter um personagem soropositivo em Malhação? Preparem-se para a inchurrada de sensacionalismo que vem por aí.

    • davi diz

      Rpz vi…li a matéria com o ator…e pelo que ele falou…a desinformação continua.

    • Paulo diz

      Eles fazem de tudo para ganhar dinheiro… Vamos ver se, pelo menos, conseguem diminuir o preconceito.

  7. Dime diz

    Boa noite sou novo aqui, descobrir recentemente que sou soropositvo em 01/12/2015, ainda estou muito medo de morrer, e para piorar meu parceiro tbm esta infectado, não quero morrer sou jovem, desde então não paro de ler as matérias do bloq e por sinal me tranquilizam.
    Estou triste e com medo. Dia 28 vou passar no infecto, fico feliz por saber dessas noticias sobre a cura ou cura funcional, so espero que o Brasil nos ajude quando em breve essa cura acontecer, nos disponibilizando. Eu tenho fe e certeza em Deus que vamos alcançar a vitoria.
    Obrigado pelas historias positivas de vocês… Vamos vencer…

    • Ser+H diz

      Dime se vc se cuidar vai viver muito como outro soronegativo. Deixe o pânico e a paranóia de lado e se engaje no tratamento junto com seu parceiro. Tenha fé no que virá.

  8. Dere diz

    Boa noite, muito feliz com a notícia mas quase pirando aqui…. se alguém puder me ajudar enfim … fiz meus exames em novembro e deu tudo certo (indetectável e cd4 bom) desde então estou com uma sinusite que não cura, bateu um medo e a duvida ja estou recomeçando os 10 dias de antibióticos. ….. bateu a insegurança …….. será que devo refazer os exames? Ou posso conficar nos exames do mês de novembro? Agradeço desde já. .

    • ARLAN diz

      Confie nos exames,a sinusite n tem nada a ver com o vírus ela e causada por uma bactéria mesmo com o cd4 bom se a bactéria for resistente demora melhorar mesmo,consulte um medico n precisa ser o seu infecto e peça um raio x da face..Mas repito n precisa se preocupar com o HIV.

    • Dani Santos diz

      rs Nem quero procurar pelos comentários a respeito disso. Já imagino.

  9. Loren La Brea + diz

    Conforme eu havia dito, remeto:

    Fonte: http://www.nature.com/articles/srep16445#f1
    Como citar este artigo: Martínez-Bonet, M. et al. Synergistic Activation of Latent HIV-1 Expression by Novel Histone Deacetylase Inhibitors and Bryostatin-1. Sci. Rep. 5, 16445; doi: 10.1038/srep16445 (2015).

    Ativação da expressão de HIV-latente por atuação sinergética dos Inibidores de Histona Deacetilase e Bryostatin-1

    Trouxe somente a discussão final do artigo (mas fiz a tradução completa):

    Discussão

    A persistência do HIV-1 envolve numerosos caminhos celulares sobrepostos, que são interessantes do ponto de vista farmacológico. Assim, visando várias etapas dentro dos mecanismos de latência do vírus será importante para otimizar o efeito da reativação e, consequentemente, permitindo a eliminação por meio do rastreamento de reservatórios de HIV.
    Em um estudo recente, explorando um painel de histone deacetylase inhibitors – HDACIs para reativação de HIV, utilizou-se um ensaio in vitro de latência, panobinostat – PNB exibindo potência superior a vários outros HDACIs testados, incluindo givinostat, belinostat e vorinostat (28) . Além disso, já foi descrita (33) a grande capacidade de romidepsin – RMD para reverter a latência de HIV in vitro e ex vivo em repouso e memória de células T CD4 de pacientes infectados pelo HIV no Cart supressivo, em comparação com vorinostat e outros HDACIs atualmente em desenvolvimento clínico. Bryostatin-1- BRY também observou como o melhor agente único eficaz entre uma bateria de moléculas chamadas agentes de latência-inversão LARS que perturbam o reservatório (24) latente. Além disso, a sinergia entre prostratin (25) ou BRY (26) e HDACIs clássicas havia sido descrita anteriormente. No entanto, o tratamento com HDACIs já foi mostrado como capaz de mobilizar o reservatório latente, mas poderia ter impactos negativos não intencionais nas funções efetoras do cytotoxic t lymphocyte – CTL, prejudicando, assim, a eliminação das células infectadas (36, 37). Além disso, a administração do PNB e BRY para pacientes tem sido questionada devido aos níveis de toxicidade significativa observada em linhas de células e células em descanso (resting cells) (38) T CD4. Finalmente, a baixas concentrações de agonistas protein kinase C – PKC regulam um conjunto diferente de genes em comparação com altas concentrações destes compostos, que podem ter implicações clínicas em termos de efeitos colaterais potenciais, mediados pela ativação da via nuclear factor κB – NF-κB canônica (Muñoz et al., manuscrito em preparação). Portanto, uma estratégia combinatória pode levar a uma redução da concentração de LRA´s utilizados in vivo, resultando em uma redução dos efeitos adversos, limitando as lesões locais, a toxicidade e a inflamação.
    Como mencionado acima, PNB, RMD e BRY apresentaram uma atividade de reativação boa in vitro e ex vivo e são atualmente utilizados em HIV em trials de erradicação clínicas (23, 39, 40). Para atacar qualquer nível transcricional e epigenética de latência do HIV através da inibição de HDAC e ativação de NF-κB respectivamente, estudamos o possível sinergismo entre estes compostos. Tal estudo poderia trazer novos insights sobre a possibilidade de reativar a transcrição do vírus, com eficiência elevada e a menor concentração possível para reduzir suas toxicidades potenciais. Para esta finalidade, nós empregamos linhas de células J89GFP e THP89GFP para explorar o impacto do PNB e/ou RMD em combinação com a BRY. Embora J89GFP e THP89GFP (J89GFP e THP89GFP, são, respectivamente, linfócitos e linhas de células derivadas de monócitos latentemente infectadas pelo HIV que efetuar uma cópia de enhanced green fluorescent protein- EGFP – marcado quantitativo- latente sob o controle do promotor do HIV) linhas de célula não são freqüentemente usadas para avaliar LRAs (41, 42, 43, 44, 45, 46, 47) suas características exclusivas fazem de um modelo experimentalmente tratável e relevante para estudar a reativação (30) e pós-integração HIV latência.
    No entanto, para confirmar os resultados obtidos nestas linhas de célula, efetuamos um experimento de reativação com BRY, PNB, RMD e as combinações de drogas selecionadas para o tratamento de células primárias em outro dois diferentes modelos estabelecidos de latência, tais como linhas de célula ACH-2 e J1.1. Os dados obtidos estão em concordância com aqueles expostos no presente artigo e são mostrados em figuras complementares S7 e S8 (on-line), que representam a toxicidade celular (medida pelo ensaio de MTT) e a reativação de HIV (Ag p24 em cell supernatants medido por ELISA), respectivamente.
    Todas as combinações testadas contendo BRY e HDACIs resultaram em um perfil de reativação mais eficiente em ambos os J89GFP e THP89GFP linhas de células em comparação com os efeitos das drogas individuais. Com efeito, os valores obtidos de CI demonstraram sinergismo entre a BRY e HDACIs em ambas as linhas de células latentemente infectados pelo HIV, Considerando que se observou ligeiro ou nenhum sinergismo entre o PNB e RMD. Desde que ambas as drogas alvo HDAC, seu uso em combinação poderia ser induzir uma competição entre eles, resultando em um mecanismo anti-latência ineficiente. Por outro lado, a redução estatisticamente significativa os valores de dose efetiva de drogas em combinação, como em comparação com cada fármaco individual, sugeriu que este tipo de abordagem combinatória poderia alcançar uma forte mobilização dos reservatórios latentes tanto quanto diminuir efeitos colaterais.
    Células T CD4 são um dos principais subconjuntos de células em que HIV latência estabelecida, e o estado de ativação deste tipo de célula é essencial para a produção do HIV ativo. Portanto, o nível de alterações do fenótipo em pilhas de T CD4 humanas primárias foi avaliado após o tratamento de BRY, PNB e/ou RMD. Fizemos comparações entre as doses de efetiva concentração – EC75 alcançadas em combinações de drogas e o EC75 em droga única. Viabilidade celular alta foi observada no pirmeiro dia pós-tratamento, considerando que ele estava comprometido no terceiro dia em combinações de BRY + RMD, PNB + RMD e BRY + PNB + RMD.
    Uma vez que o PNB induz hiperacetilação das histonas (48) em pulsos prolongados em tratamento contínuo ou intermitentes, as programações dosagens devem ser avaliadas. Em termos de ativação de células, nós achamos que nenhuma das combinações aumenta o efeito de ativação das drogas usada singularmente em seus valores EC75, e que combinações de BRY, PNB e/ou RMD duplas ou triplas apresentaram valores semelhantes de proliferação de células não-tratadas, diminuindo o efeito de drogas usada singularmente pelo seu valor de EC75.
    Embora administrada dentro do contexto do Cart, a infecção das células do espectador continua sendo uma preocupação em uma abordagem terapêutica de “choque e matar”. Ambos HDACIs e BRY podem ter um impacto negativo nesse aspecto, devido a seu efeito na CTL imparidade ou ativação de célula T, respectivamente. Pelo contrário, estes compostos têm também um impacto positivo na inibição do HIV: entre outras HDACIs, PNB e RMD permitem a diminuição da liberação de HIV de macrófagos através da degradação de HIV intracelular através do pathway (49) de autofagia canônico e BRY é capaz de inibir a infecção de HIV aguda por diminuir a expressão de superfície de receptores e co-receptores ou em um manner (16) independente do receptor.
    Estamos conscientes de que a principal limitação deste estudo é o uso de um modelo de latência de células in vitro. A raridade de repouso de células T CD4 latentemente infectadas torna este tipo de estudo desafiador. Além disso, foi observado a discordância entre os efeitos da não-estimulação dos LRAs em modelos in vitro de latência do HIV e seus efeitos em ex vivo em células T CD4 infectadas (em repouso) nos indivíduos em Cart. Este dados indicam que estes modelos não captam totalmente todos os mecanismos que regem a latência do HIV in vivo. Na verdade, com base na análise descrita neste artigo, ainda mais esforços devem proceder em modelos ex vivo a fim de encontrar as concentrações mais adequadas dessas combinações, particularmente antes de quaisquer estudos in vivo. Por outro lado, os ensaios aqui apresentados facilitaram o nosso conhecimento na primeira avaliação quantitativa in-vitro da combinação sinérgica de eventuais LRAs candidatos a serem administrados em conjunto em ambas linhagens de linfócitos e monócitos/macrófagos HIV latentemente infectadas.

  10. Peaga diz

    Alguém sabe me dizer se tem como comprar o 3×1 nos eua, to indo fazer intercâmbio mas não consigo no meu cta medicação suficiente pra levar pra toda temporada e como não contei nada pra ninguém num posso pedir pra outra pessoa pegar pra mim, grato Peaga ps: parabéns pelo blog js!!

    • Alex diz

      Dependendo do estado onde vc vai ficar parece q dão de graça tb. Tente se informar em fóruns onlines em inglês, tem alguns fóruns específicos para portadores de HIV, a exemplo do Poz (esse eh o termo usado na gíria americana p alguém com HIV positivo).

      Se quiser tb pode tentar ver com a embaixada brasileira da região se sabem informar.

  11. Philipe-RJ diz

    Fiz minha primeira consulta com o infecto essa semana, fiz o exame de sangue que ele pediu e saiu alguns resultados. A carga viral ainda não saiu, mas o meu CD4 tava 598, é um bom resultado?? Minhas plaquetas estão muito baixa, em torno de 59mil, isso pode gerar algum problema pra mim?? Viajo com amigos nesse fim de ano e estou preocupado se posso ficar doente por conta disso, será que posso beber, e comer à vontade? Me ajudem a tirar essa paranoia da minha cabeça rs. Feliz Natal a todos. Um grande abraço!

    • Alexandre diz

      Vai tranquilo, come tudo e enche o balde. Suas plaquetas estão baixas mas seu CD4 está bom. Aproveita!

    • positivosempre@outlook.com diz

      Suas plaquetas estão muito baixas. O normal é a partir de 150.000. Existe risco sim, e de sangramento. As plaquetas são responsáveis pela coagulação. Plaquetas abaixo desse nível é comum em pacientes com dengue hemorrágica. Eu não aconselharia, mas APENAS o seu médico pode dizer se sim, ou não. De qualquer modo, se não tiver como falar com a infecto, poderia procurar uma emergência pois acho que plaquetas nessa quantidade é indicação de volume (soro).

  12. Em_Frente diz

    Esse lance das plaquetas é preocupante mesmo! Num primeiro exame, as minhas estavam em 130.000 mil e a infecto já tava fazendo ressalvas dizendo que precisava que isso aumentasse! No segundo já fui pra 133 mil, tomara que vá aumentando mais e mais… Mas como não sou médico, não sei até que ponto isso pode influenciar na infecção pelo vírus! Conversar com um médico ainda é a melhor saída! FELIZ NATAL!

  13. Cristian diz

    Olá! Os infectos recomendam bastantes não beber, não que isso vá diminuir mais as plaquetas, mas para evitar doenças no futuro no fígado. Quanto as plaquetas baixa seria bom não fazer atividades físicas de luta ou que tenham muito impacto. O ideal é você procurar seu infecto para ele te orientar corretamente. Aqui somos leigos passando informação de nossas experiências já vividas.

  14. Marcelo+ diz

    Olá meus amigos.
    Estou com uma dúvida,minha infectologista solicitou exame de cd8 e aqui só tem relatos de cd4.
    Se alguém poder esclarecer minha dúvida ficarei grato.
    As taxas são as mesmas ou vou ter que fazer o exame cd4.
    Feliz natal a todos.

  15. ARLAN diz

    Passando só para desejar um Feliz natal e Ano novo a todos vcs que fizeram parte da minha vida esse ano de 2015,tenho certeza que em 2016 teremos ótimas noticias sobre a CURA do HIV podem esperar..

  16. Gil diz

    Olá pessoal! Viajei pro Sul e fui acometido por GOTA, doença que é causada pir acúmulo de acido úrico nas articulações. Meu joanete doía como a fratura de um osso. Como dancei numa formatura e o sapato era baixinho e incomodava, forçou o joanete e eu ainda forçava, pulando. Fui a dois hospitais, pra acalmar a dor.
    Lá viram não ser lesão, mas gota. Pé inchou e a dor foi muito forte.
    Pode ter relação com os rins filtrando menos o sangue, notei diminuição do volume urinário. Tomo a TARV há 8 meses.
    Estou muito preocupado e estou em dieta restritiva de proteínas, álcool, comidas ácidas…
    Espero que melhore…
    Se alguém já teve e sabe alguma dica sobre compressas, chás, se quiserem passar, agradeço.

    • Medo =( diz

      chá de semente de sucupira, pesquisa na internet sobre ele, recomendo! ensinaram até na Ana maria braga e no Jô soares.

      Usei e recomendo

  17. Brunim diz

    Gente primeiramente, Feliz Natal e Ano Novo próspero com muita saúde, paz e amor.

    Galera, fiz todos os exames pós-diagnostico para dar iniciar ao tratamento, mas não recebi o Cd4 e nem Carga viral, estes exames vão direto pro infecto ou eles poderiam ter me entregado? Será que a infecto não prescreveu esses dois exames tão importante? Dúvida!!

    • Dani Santos diz

      Oi Brunim, olha.. eles não repassam pra gente os exames. Ficam todos numa pasta que apenas sua infecto e secretaria (enfermeira) dela têm acesso. Se você quiser saber quais são os resultados se dirija a sala onde fica a enfermeira, é quem marca as consultas e peça pra dar uma olhada nos exames. É seu direito. Depois terá que devolver. Fica lá para que possam acompanhar sua evolução. Abraços!

      • Dani Santos diz

        Pela internet? rs Essa tecnologia ainda não chegou aqui rs.. do SUS?

  18. Dani Santos diz

    Olá, Gostaria de fazer uma pergunta. Vocês, mais experientes que entendem do assunto… se atrasar para tomar o remédio 20, 40 minutos é preocupante? Eu n sei se isso acontece com vcs, mas eu não consigo tomar o remédio todo dia em ponto. E depois fico cheio de neura.Já me disseram que não preciso ficar cheio de neura, que o efavirenz tem meia vida de 12 horas.. o que vcs sabem sobre isso? Vcs se atrasam?

    • Dani Santos diz

      Pode parecer falta de responsabilidade, mas é que nem sempre to legal.. às vezes esqueço. Eu tenho MUITA dificuldade pra seguir uma rotina.

      • Ajudante+ diz

        Dani, não precisa se preocupar por causa de atrasos tão mínimos! Eu tomo meus medicamentos entre 23:00h e 01:00h! Às vezes às 23:30h, ou 00:00h, ou 01:00h, só não deixo de tomar! Já cheguei a tomar às 03:30h (fui pra balada e tomei a essa hora indo pra casa)! Minha infecto sabe disso e concorda que seja assim! Não só o efavirenz, mas todos os outros remédios possuem uma meia vida que lhe permitem agir assim! Se você ficar nessa neura, vai acabar alimentando essa aflição pra sempre (ou por muito tempo)! FELIZ NATAL!

        • Dani Santos diz

          Feliz Natal amigo. Não o conheço, mas amigos são esses que a gente encontra por aí, que dispõem a nos ajudar. Muito obrigado eee Ufaaa kkk

  19. Hernan Barreto diz

    Fui diagnosticado soropositivo no início do ano. Meu exame de CD4 em Março estava 480, minha Carga Viral 90.000. Comecei o tratamento antirretroviral em Setembro, na terceira semana comecei a sentir dores fortes no estomago. Fiz a endoscopia que mostrou ser Candidose. Li algumas matérias na internet que relacionavam a candidose a Aids. Minha pergunta é, meu CD4 em 6 meses pode diminuir de 480 para menos de 200? Eu tenho Aids?

  20. Hernan Barreto diz

    Fui diagnosticado soropositivo no início do ano. Meu exame de CD4 em Março estava 480, minha Carga Viral 90.000. Comecei o tratamento antirretroviral em Setembro, na terceira semana comecei a sentir dores fortes no estomago. Fiz a endoscopia que mostrou ser Candidose. Li algumas matérias na internet que relacionavam a candidose a Aids. Minha pergunta é, meu CD4 em 6 meses pode diminuir de 480 para menos de 200? Eu tenho Aids?.

  21. Observer diz

    JS,
    Pelo que entendi você vai lançar um livro, certo?
    Quando ele será publicado?
    Obrigado.

  22. Alex diz

    Pessoal, não sei se entendi certo, mas isso significa q tudo indica q com esse remédio só será necessário tomar uma dose única e se manter indetectável p sempre? E diz q está na fase b de pesquisas, quantas fases ainda são necessárias para aprovação? Se alguém souber, obrigado!

  23. Alex diz

    Li novamente e vi q o prazo do remédio eh de 24 dias. Mas ainda fiquei com outras dúvidas.

    Essa combinação de remédios eh utilizada por q via, injeção ou via oral? E se o remédio diminui em cerca de 40% os reservatórios, quer dizer q tomando em 3 períodos pode eliminar por completo o vírus?

  24. Matheus diz

    Hernam Barreto vc não tem AIDS…seu CD4 antes do tratamento não estava baixo…agora é só focar no tratamento e se tornar logo indetectável q logo seu CD4 vai subir mais ainda…fale com seu infectologista sobre essa candidose q ele irá tratar ela.

  25. Matheus diz

    Alex a medicação consegue tirar até 40% do estado de latência dos reservatórios enquanto se faz uso dele…não é a cada uso perder 40% dos reservatórios…o intervalo de administração da droga era a cada 24,5 dias e era injetável…o estudo está em fase 2b…são 3 fases de estudo.

  26. Rimel diz

    Alex, para calcularmos o tempo necessário para zerar os reservatórios virais, seria necessário sabermos a quantidade de vírus latente existente no organismo.

    Considerando que a cada período 40% dos vírus são eliminados dos reservatórios, seriam necessários 11 períodos para expulsar a todos, caso houvesse apenas 100 vírus latentes no organismo.

    A regra é assim: no primeiro período seriam expulsos 40 (40% de 100), restando 60 vírus. No segundo, 24 (40% de 60), restando 36 vírus. No terceiro, 14 (40% de 36), restando 22 vírus.

    E assim sucessivamente, até que no 11 período zeraríamos os reservatórios virais.

    Isso para apenas 100 vírus.

    Se fossem 5 mil vírus, por exemplo, seriam necessários 18 períodos.

    Ou seja, quanto maior a quantidade de vírus latentes, maior o tempo tempo exigido para zerarmos os reservatórios.

  27. Vivi diz

    Oi pessoal!
    Gostaria de saber se alguém tem um infecto pra indicar em SP capital. Queria alguém bem atencioso, como o dr Esper parece ser (pena que a consulta com ele é tão cara! ) e bom tecnicamente também, claro!
    Obrigado, meus queridos! Que Deus abençoe muuito à todos! !

  28. Vivi diz

    Gil!!
    Talvez seja uma predisposição natural à formação de gota, mesmo!
    Como estavam seus níveis de uréia, creatinina e acido urico na sua última consulta com o infecto? Eu nunca vi doença renal causada por medicações de uso frequente, terem uma evolução rápida à ponto de não serem notadas e tratadas pelo médico.
    Peça a ele um exame de clearence de creatinina só pra desencargo de consciência.
    Bjo!

  29. Alessandro diz

    É isso aí, a ciência quebrando barreiras !!! E provando que podem sim !!!

  30. Onixonix diz

    Boa noite,gente, tenho consulta com infecto amanhã, fiz exame de rotina de todas as DST “s recebi todos os resultados só não o de HIV, a medica do laboratório me pediu q marcasse meu médico e informasse a ela ,pra que ela envie o resultado pra ele. Desde esse momento já me preparei pra um diagnóstico positivo, pq mantive algumas relações desprotegidas…., inicialmente bateu um certo desespero, mas fazendo uma busca encontrei esse site q me esclareceu muitas coisas, não sei se estou me precipitando antes de ver o resultado, mas posso assegurar, que estou super tranquilo pra encarar o resultado amanhã e seja ele qual for continuar vivendo, nem q isso custe passar por algumas adaptações, acredito q tudo na vida tem um propósito, e é isso que me da força e coragem pra seguir, obrigado a todos vcs e me acolham, pq embora seja forte, sempre precisamos de um ombro amigo, em algum momento da caminhada ….e que venha o resultado.!!!!

    Paz a todos !

    • Onixonix diz

      Resultado confirmado, já realizei outros exames e dia 13 fico sabendo o real estado da minha saúde, sempre venho aqui qdo bate um pouco de desespero pra tomar um gole de esperança que esse blog transmite de graça, tenho muitas duvidas, com relação a medicação e burocracias… Esclarecerei com meu infecto, mas adoraria poder escutar um pouco da experiência de vcs, pessoas de Salvador por favor podem entrar em contato.

      Muita paz, e saúde a todos, e disciplina nos seus tratamentos!!!

  31. Otavio diz

    Resido de Mossoro/RN. Tenho hiv desde setembro/14 e agora em novembro tive AVC, perdi a voz e pouco da menória. Estou dormi na rua, minha familia não saber de mim. Vocés agora algum canto de mim. 84 9 9408 2266

  32. Leo diz

    Boa noite.

    Faz mais ou menos um pouco mais de um mês que iniciei o tratamento com o 3×1, no início tive muito medo, muito receio e diversos pensamentos de que eu iria morrer. Ora passa, ora volta, eu também sou bem neurótico em relação às mudanças que meu corpo pode sofrer devido ao tratamento. No entanto, achei um anjo da guarda que briga comigo, mas que me entende por ser novo para essa condição. Já tive diversas reações, transpirações noturnas, sonhos vividos, as manchas pelo o corpo que graças a Deus sumiram, mas li também que o tratamento pode trazer modificações neuropsiquicas. Ultimamente eu tenho me sentido mais estressado e consequentemente, mas ansioso o que muita das vezes me gera falta de ar. Já fui ao médico meu condicionamento do oxigenei está ok, minha pressão está ok, meu pulmão está ok. Fiz raio x da face frontal e do tórax, só estou aguardando o resultado para levar ao médico. Acredito que isso seja minha cabeça indo contra mim, mas tenho diversos medos e receios de coisas que eu sei que não existem, mas que inevitáveis não passar pela minha cabeça. Tenho medo, ansiedade e uma sensação de que não estou respirando direito. Mas isso só acontece quando estou sozinho ou quando estou ansioso. Tenho uma vida bem agitada e quando esqueço, consigo viver tranquilo. O que vocês têm a me acrescentar? Será que eu estou com algo grave? Ou será que devo de fato procurar um psicólogo/psiquiatra para ver algo, só não quero ficar dependente de remédio para ficar tranquilo, já basta o tratamento que será eterno…

    Obrigado pela atenção de todos.
    Mas me sinto melhor desabafando aqui as alterações que me corpo está passando.

    • Paulo Roberto diz

      Leo… Você pensa que todos nós não passamos por momentos de angústia e tensão? Você acha que ninguém aqui teve dúvidas?
      Engano teu. Acho que todos nós já vivemos momentos angustiantes e tivemos dúvidas quanto a tudo.
      O que temos a te acrescentar? FÉ E ESPERANÇA!
      Se tiver vontade de ir a um psicólogo, vá, amigo… Se tiver vontade de chorar, chore… mas não perca jamais a vontade de viver e a esperança na cura…
      O tratamento não será eterno – NADA, a não ser DEUS, é eterno…
      Você verá que O TEMPO É O SENHOR DA RAZÃO.
      Aceite-se. Ame a si mesmo. Respeite-se. VIVA! Viva a sua vida, cara!!!
      Pense em todas as pessoas que não tiveram a chance de ter um tratamento… Pense nas crianças infectadas com esse vírus maldito, que, inocentes, pagaram uma conta que não era delas… Será que isso não te deixa nem um pouco AGRADECIDO por ter tido TEMPO para viver, mesmo tomando comprimidos diários???
      O tempo se encarregará de te mostrar que você é MAIOR do que esse vírus! E que DEUS é MAIOR do que você.
      Você achou um anjo da guarda??? Que ótimo!!! Tem pessoas que não são soropositivas e não encontraram esse anjo ainda… Talvez encontraram foi uma pessoa que mais se pareça com um diabo… Você tem sorte de ter alguém que te motive, que “briga” contigo para o teu bem!
      Viva a vida e seja FELIZ. A felicidade está batendo à sua porta e você não vai atender??? Por causa de um VÍRUS?
      Cara, anime-se!!! Grande abraço!

  33. Leo diz

    Paulo Roberto, se pudesse eu curtiria mil vezes o que você acabou de me escrever.

    É impressionante como a vida é uma caixa de surpresa e do nada pode surgir alguém que lhe dirá, te entenderá, te enxergará exatamente como você gostaria. Eu nem te conheço, mas te agradeço demais pelas palavras. Sempre fui muito certo das minhas convicções e pensamentos, do tipo, verdade absoluta. Mas tenho aprendido, bem lentamente, eu sei, a mudar certos paradigmas que esto em minha cabeça. Eu tenho muita vontade de viver sim, muitos planos e espero um dia conseguir me tornar muito mais forte e muito maior do que esses monstros que aparecem em minha cabeça.

    Muito obrigado mesmo, de coração!

    • Onixonix diz

      Ainda vou começar os remédios consulta marcada pro dia 13, já disse e repito ,quando bate um pouco de ansiedade, angústia,tristeza e desespero…venho sempre aqui tomar um “gole” da esperança e vontade de viver e vencer de vocês, e foi numa dessas vindas tive o ânimo que precisava pra ontem voltar a malhar ,e posso dizer indiscutivelmente, só pelas melhoras que percebi no meu corpo e mente em dois dias de volta aos ,treinos que é o melhor que posso fazer nesse momento, fortalecer meu corpo pra batalha que irei travar, além de dar um ânimo na minha auto estima, rsrsrrs, já me senti mais fortinho, e notei que não tinha perdido tanto peso quanto imaginava, grande parte foi mais o psicológico, me dizendo que estava magro, mas agora sinto minhas energias se renovando, a preocupação quanto aos efeitos da medicação ainda existe e as vezes assusta, mas procuro logo afastar esse pensamento da mente, e esperar a hora certa, para isso ( ou nao) não adianta sofrer por antecipação, no momento to buscando me fortacer. Obrigado a todos que vem aqui pra contar suas histórias, suas batalhas, vividas cada dia,isso me ajuda e fortalece pra a minha, e quando eu entro é pra vencer, entendo os desabafos também de quem tem suas dificuldades, mas como já foi nos dito por diversos comentários belissimos anteriores, temos que agradecer por estarmos vivos e termos chance de lutar.A vitória há de chegar e todos nós que lutarmos sairemos vencedores!

      “TODO DIA É DE VIVER
      PARA SER O QUE FOR E SER TUDO ….”

    • Paulo Roberto diz

      Leo, não tem que me agradecer. Agradeça a Deus, porque você tem, hoje, todo um arsenal de medicamentos, que não existiam há alguns poucos anos.
      Quanta gente faleceu por falta desses medicamentos?
      Gente nova, bonita, rica, famosa…
      Então, amigo… as verdadeiras mudanças não se fazem da noite para o dia,: levam TEMPO.
      Você tem, sim, uma vida inteira para viver. Faça planos, torne-se forte, seja disciplinado e persistente.
      Tudo o que a Humanidade conquistou, foi, a princípio, um SONHO, depois um PLANO, depois a REALIZAÇÃO.
      Seja FELIZ, que é isso o que importa.

  34. Fenix diz

    Quanto ao tempo em que teremos a cura para o HIV eu penso/; em dez anos? certeza; cinco anos? provavel; dois anos? possível, menos que isso improvável, mas sejamos sempre otimistas

  35. Vinicius diz

    Boa noite, alguém me poderia indicar um bom infectologista no ES? Pelo menos que seja humano.

  36. Vivi diz

    Leo,
    Pode parecer que estou desmerecendo, mas… Com o tempo vc entende que… Pow, vc come todo dia, caga (rs) todo dia, toma banho todo dia. Vc só vai tomar comprimidos todo dia tb, oras! A parte mais chata são as primeiras semanas, por causa dos efeitos que são mais fortes. Mas depois passa, seu corpo acostuma. O vírus passa a ser uma merdinha na sua vida, a menos que vc fique dando aquela mega importância pra ele.
    Vc vive normal, olha quanta gente viva com o vírus há mais de vinte anos e numa época que as medicações eram EXTREMAMENTE mais agressivas.
    Aproveite esse tempo pra repensar sua vida. Pra mudar aquelas atitudes que vc sabe que já deviam ter sido mudadas. Pra dar mais valor à família, às pessoas que te amam.
    Graças ao bom Deus, hiv não é mais sentença de morte. Graças à Deus podemos nos enxergar velhinhos e felizes. Graças à Deus a cura nunca esteve tão perto.
    Parece papo de crentola, mas Deus, Jesus foi minha força todas as manhãs. E Ele me devolveu meu sorriso, minha alegria de viver. Eu não sei onde estaria se não fosse por Ele.
    Te aconselho a procurar uma igreja séria, a procurar aqueles amigos que te arrancam risadas, a procurar o colo da mãe, o sorriso da pessoa amada, o melhor hambúrguer da sua cidade, a começar aquela aula de luta ou dança que vc sempre quis fazer. Procure alegria!
    Ah, procure tb amigos soropositivos e bem resolvidos com a sua condição. Ajuda MUITO.
    E procure um infecto bom no que faz e humano. Aliás, ninguém tem um assim pra indicar aqui em SP?
    Beijos a vc e a todos os belos guerreiros desse blog
    Gente, não acreditem que a vida e a felicidade acaba aqui! Vejo pessoas hiv+ morrendo disso. Quase não vejo pessoas morrendo por complicações do hiv (que se cuidam, claro)
    Beijoooooos

  37. Leo diz

    Claro que não Vivi, é de muita ajuda seu comentário é toda a experiência vivida em relação a esse modo de viver. Eu que sou uma pessoa bem complicada e cheio de problemas a serem resolvidos por conta de toda essa metamorfose que se deu a minha vida. Tenho procurado sim pessoa que me fazem bem, que acreditam naquilo que eu sou e posso ser ainda. Não digo que me expus, até pq a minha vida e as minhas intimidades pertecem somente a mim, principalmente por sabe a cabeçadas pessoas e o que elas pensam sobre essa condição. O meu maior problema hoje em dia sou eu mesmo com esses monstros que regem em minha mente e de uma certa forma me impedem de viver tranquilamente. Não sou um bicho de 7 cabeças ou uma anomalia da vida, mas infelizmente minha cabeça me põe nessa situação. São fases e momentos, ora estou bem, ora estou me sentindo o coco do cavalo do bandido. Hoje vivo um grande problema pois minha mãe está com câncer de mama, mas ela se mostra muito melhor do que eu em todos os aspectosbque vocês possam imaginar e isso, acaba sendo muito difícil pra mim pois eu deveria ser a pessoa que tinha que ser a pessoa que tinha que está dando força e na realidade eu recebo pra não fraquejar. Nanarei explicar a vocês o que acontece comigo, eu só sei que muitas coisas mudam constantemente e o medo é muito forte no meu dia a dia. Eu sei que é todavia construção e que eu ainda vou atingir uma evolução que me permitirá usufruir desses sentimento bom e seguro, no entanto, hoje, eu só consigo ter esses monstros que passam pela minha cabeça e que me fazem ficar mais fraco. Eu sei que não é o certo, mas é inevitável. Em relação bater contato com pessoas que são bem resolvidas e que possuem essa condição, pra mim é muito difícil, não faco ideia, pois assim como eu, as pessoas preferem se preservar dessa situação. Hoje sofrendo diversos transtornos psicológicos que eu sei que eu que criei em minha mente, mas pouco a pouco eu tento me desvincular e viver em paz como a maioria vive. Obrigado de coração por toda atenção e desculpe o transtorno desse ser que ainda não conseguiu alcançar a evolução pra poder aceitar e viver bem essa nova condicao de vida que o foi colocada.

    • Paulo Roberto diz

      Leo. Se quiser, escreva para mim:
      pb-almeida2010@bol.com.br
      Como eu te disse no post anterior, as verdadeiras mudanças exigem TEMPO.
      Dà um tempo para a tua mente e teu espírito processarem essa nova condição na sua vida… Relaxe e alcance a SERENIDADE.
      Quando a gente não pode fazer nada para reverter uma situação, nossa mente sempre cria monstros. É normal, afinal, nós queremos sempre estar no controle de nossa própria vida.
      Mas nem sempre isso é possível.
      Não sou psicólogo, não tenho sequer uma Faculdade… Mas falo pela experiência: O tempo se encarregará de sossegar tua alma.
      Fique em paz e procure sempre ser FELIZ.

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s