Artigos
Comentários 106

O que aprendemos em 2015?

HuffPost Brasil

north-korea-kim-jong-un

Foi nesse ano de 2015 que Kim Jong-un, o líder supremo da Coreia do Norte, afirmou ter descoberto a cura do HIV, ebola, diabetes, alguns tipos de câncer e uma série de outras condições médicas, com um único novo medicamento revolucionário que ele quer vender para o mundo todo. As instruções de dosagem são incrivelmente confusas e discorrem em mais de 2.500 palavras, mas, com muito esforço, é possível deduzir que, teoricamente, para prevenir o HIV seria preciso algo entre 40 a 56 injeções — ao custo de 50 dólares por injeção.

Ainda bem, a comunidade científica não se convenceu e continuou a pesquisar! E, nesse ano, aprendemos muita coisa sobre o HIV. Aprendemos que, em geral, mulheres portadoras do HIV combatem naturalmente o vírus melhor do que os homens. Aprendemos que anticorpos amplamente neutralizantes podem vir a ser a solução para a prevenção do HIV no futuro. Outros estudos com vacinas preventivas também tiveram resultados promissores, incluindo uma vacina brasileira. E a Fiocruz deve em breve começar a testar seu próprio medicamento para prevenir o HIV.

Na pesquisa pela cura do HIV, começamos a desenvolver uma técnica que pode vir a revelar exatamente onde o vírus se esconde dos potentes medicamentos atuais, que vem driblando os cientistas há anos. Aprendemos que um medicamento para tratar alcoolismo pode ser uma das chaves para a tão sonhada cura do HIV no futuro. Outros cientistas criaram uma proteína que, em laboratório, se mostrou capaz de despertar as células imunes dormentes infectadas pelo HIV e, por isso, também pode potencialmente vir a fazer parte da cura. Pesquisadores descobriram que um outro composto, chamado de PEP005 e que já está aprovado pela Food and Drug Administration (FDA) americana, também é capaz de ativar este HIV latente.

Mas duas cientistas acham que, com base nos dados disponíveis hoje, é pouco provável que as terapias individuais representem uma promessa em alcançar a remissão de longo prazo do HIV. A Dra. Françoise Barre-Sinoussi, do Instituto Pasteur, em Paris, uma das descobridoras do HIV, e a Dra. Jintanat Ananworanich, do U.S. Military HIV Research Program (MHRP), acreditam que, nos próximos cinco anos, a pesquisa da cura do HIV precisa mudar seu modelo clássico de desenvolvimento e sugerem que a pesquisa deve partir de uma estratégia de combinação.

Os National Institutes of Health prometeram mais esforços em concentrar as pesquisas para acabar com a epidemia e a empresa farmacêutica britânica GlaxoSmithKline disse que vai colaborar com cientistas norte-americanos no desenvolvimento da cura da aids. Afinal, hoje sabemos que a cura é possível. Talvez só demore um pouco, mas é possível. E, enquanto isso — por que não? —, continuemos na contagem regressiva, junto com a amfAR.

A amfAR, aliás, fez uma doação de 96 mil dólares ao Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI), para continuar sua participação no estudo Opposites Attract, uma pesquisa internacional que explora mais a eficácia já demonstrada anteriormente do “tratamento como prevenção” em casais sorodiscordantes, quando só um dos parceiros é positivo para o HIV. Assim como em outros estudos que visam medir exatamente a redução do risco de transmissão do HIV pelo tratamento antirretroviral, são recrutados casais sorodiscordantes que, deliberada e consensualmente, optam por não fazer uso consistente do preservativo — e, talvez por isso, o Vaticano tenha abençoado o tratamento como prevenção!

A ideia de que soropositivos em tratamento e a com carga viral, que é a quantidade de vírus no sangue, tão baixa que é indetectável são parceiros sexuais que não apresentam risco consistente de transmissão do HIV pode ser difícil de engolir, mas começa a fazer mais sentido quando levamos em conta que esse mesmo coquetel de medicamentos é capaz de prevenir a transmissão dentro do próprio corpo, da mãe portadora do vírus para o próprio bebê.

“Nós descobrimos isso em 1996: chegamos à conclusão que, se a gente desse um medicamento para um ser, a gente protegia outro ser”, explicou Fábio Mesquita, diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, durante o X Curso Avançado de Patogênse do HIV, que aconteceu em abril deste ano, na Faculdade de Medicina da USP, em São Paulo. “Só que, naquela época, a gente achava que isso só acontecia dentro do próprio corpo. Então, a gente dava o medicamento para a mãe, para proteger o bebê”, disse Fábio. “A lógica era exatamente esta: a gente derrubava a carga viral da mãe e o bebê não nascia contaminado. A gente nunca pensou que, se esse ser estivesse do lado de fora do corpo, a gente também estaria protegendo este outro ser. Anos depois — entre 1996 e 2011 — a ciência concluiu que, se esse ser estiver do lado de fora do corpo, é exatamente a mesma coisa: derrubou a carga viral, não tem como transmitir o HIV. Esse hoje é o mecanismo mais poderoso de prevenção que existe.” E conclui: “é mais poderoso que a camisinha.”

drauzio-varella

O Dr. Drauzio Varella, que subiu ao palco logo depois, também comentou sobre a eficácia comprovada do tratamento como prevenção: “Nós tínhamos essa sensação exata, que foi demonstrada muito mais tarde e que todos que trabalhavam na área sabiam: se a gente ‘zerasse’ a carga viral, a chance de transmissão era muito menor. Isso já havia sido demonstrado nas mulheres grávidas. E, se valia para a transmissão materno-fetal, que é dentro de um corpo só, imagina a chance de funcionar para o outro? É muito maior!”

Aprendemos que, em geral, 44% das transmissões do HIV podem ser associadas à infecção recente, isto é, até um ano depois do contágio. Por isso, é importante fazer o teste de HIV e, em caso de diagnóstico positivo, quanto antes for iniciado o tratamento, melhor! Um outro estudo sobre esse mesmo assunto, o HPTN 052, concluiu este ano sua análise e continuou não encontrando qualquer evidência de transmissão do HIV a partir de pessoas com carga viral indetectável, aumentando ainda mais a segurança que temos diante da segurança oferecida pelo tratamento antirretroviral. Vale dizer que 78% das pessoas que vivem com o vírus e sob tratamento no Brasil têm carga viral indetectável.

Grafico CV indetectável no Brasil

A propósito, este ano no Brasil, recebemos a visita de importantes especialistas em HIV/aids estrangeiros. O professor Frank Kirchhoff, diretor do Instituto de Virologia Molecular da Universidade de Ulm, na Alemanha, ganhador do Prêmio Leibniz em 2009, esteve na Fapesp, em São Paulo, explicando sobre como o HIV causou a pandemia de aids. E Julio Montaner, o próprio criador do tratamento como prevenção, foi convidado de honra para a abertura do X Congresso de HIV/Aids, realizado agora, em 17 de novembro de 2015, onde falou sobre como reduzir os níveis epidêmicos do HIV/aids.

O País também atualizou seu protocolo para prevenção da transmissão vertical, isto é, da mãe para o bebê, bem como o protocolo de profilaxia pós-exposição (PEP), que é a medida emergencial de prevenção ao HIV que pode ser adotada em até 72 horas a contar de uma possível exposição ao vírus — e que está disponível em todo o Brasil. A Europa, por sua vez, atualizou os avisos nas bulas dos antirretrovirais sobre efeitos colaterais: advertências sobre lipodistrofia, uma alteração na gordura corporal que era mais comum nos primeiros remédios contra HIV, foram removidas dos atuais medicamentos, assim como avisos sobre acidose láctica, que é o acúmulo nocivo de ácido láctico no corpo — numa clara confirmação de que os antirretrovirais de hoje são muito menos tóxicos.

1238-20150701145356

Essa evolução toda, diga-se de passagem, está bem registrada no livro Histórias da Aids (Editora Autêntica), do infectologista Artur Timerman e da jornalista Naiara Magalhães, lançado em julho. Beto Volpe, diagnosticado positivo para o HIV em 1989, também deve publicar em breve seu livro: recentemente ele abriu a campanha de crowdfunding e pré-venda para o lançamento de sua autobiografia, o Morte e Vida Posithiva. Assim como Beto, Gabriel Estrëla, artista e ativista do HIV/aids, lançou a campanha de financiamento coletivo de seu projeto, o Boa Sorte — e você deve se lembrar dele, que fez um ótimo vídeo junto com a vlogueira Jout Jout.

Nesse ano, também assistimos ao programa Sportv Repórter falar sobre o papel fundamental da prática de esportes no tratamento de portadores do HIV e ao lançamento do documentário sobre o sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, um dos protagonistas das primeiras campanhas pelos soropositivos.

Mas a mídia — e as pessoas — nem sempre foram bondosas. Ao contrário, foram cruéis, ao coagir Charlie Sheen a revelar publicamente sua condição sorológica para o HIV, quando todo portador do vírus tem direito ao sigilo sobre o seu diagnóstico. Freddie Mercury, por exemplo, optou por resguardar sua condição sorológica quase até o fim de sua vida.

20150918_welcomenot_900

Pelo menos, alguns outros direitos começam a ser melhor respeitados. Singapura suavizou a restrição de viagem que mantém contra visitantes soropositivos, a Lituânia confirmou não ter mais qualquer restrição e a Ucrânia revogou suas leis restritivas, diminuindo ainda mais o número de países que ainda impõe algum tipo de segregação de viagem contra soropositivos. No Brasil, uma decisão da 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região decidiu que o Exército não pode mais discriminar seus candidatos, até então excluídos em processos seletivos em razão de limite de altura, saúde bucal ou diagnóstico positivo para o HIV.

Aprendemos mais sobre o que determina a possibilidade de interrupção no tratamento antirretroviral e porque, depois disso, algumas pessoas conseguem controlar o vírus naturalmente e outras não. Aliás, tivemos mais um caso documentado de “controle pós-tratamento”. Um estudo mostrou que um novo medicamento semanal pode vir, num futuro próximo, a substituir os comprimidos que tomamos diariamente. Aprendemos que bebês de mães portadoras do HIV ao redor do mundo podem vir a se beneficiar da profilaxia pré-exposição pediátrica, composta por uma fórmula líquida de medicamentos anti-HIV, e serem amamentados até 12 meses após o nascimento, virtualmente sem risco de contaminação.

Aprendemos mais sobre a interação de drogas, lícitas e ilícitas, com antirretrovirais. Aprendemos que a infecciosidade do HIV é regulada pelos movimentos de uma proteína chamada “ciclofilina A”, ou CypA, apontando para um novo caminho no desenvolvimento de possíveis estratégias para frustrar a replicação do vírus. Aprendemos que podemos estimular o sistema imunológico para agir contra o HIV e que há vasos, recém-descobertos, que podem ligar o cérebro ao sistema imune! “Descobrimos que as pessoas infectadas com o HIV possuem anticorpos naturais que têm o potencial de matar as células infectadas e nós só temos que lhes dar um pequeno empurrão”, explicou Andrés Finzi, pesquisador da Universidade de Montreal.

“Para quem é diagnosticado positivo para o HIV nos dias de hoje, explico que estão recebendo o diagnóstico num momento muito oportuno da história da epidemia”, diz Ricardo Vasconcelos, médico infectologista e coordenador médico do PrEP Brasil no centro da FMUSP, em São Paulo. “Se houver comprometimento por parte de ambos, paciente e profissional da saúde, hoje podemos assumir o controle da evolução da doença. Sempre digo aos meus pacientes que só escolhi trabalhar com HIV porque sou um cara otimista, que gosta das coisas que dão certo.”

Anúncios

106 comentários

  1. RFS diz

    Mais um texto maravilhoso para fecharmos o ano. Mesmo que a cura não esteja tão perto, desejo que estejamos todos firmes e fortes para que no dia que ela chegar, celebremos a vida mais ainda! Que venha 2016! Feliz dia da Conscientização do combate ao HIV/AIDS. Feliz dia pra nós que decidimos continuar a celebrar a vida e seguir adiante!

  2. Rapha diz

    Js
    Eu acabo de descobrir minha sorologia +(18/11/15) e nao vivi esses momentos de 2015, nao me importava muito com o HIV
    Que perfeita retro, quanta coisa boa, quanta esperanca e realidade positiva
    Assim seja nos próximos anos 😉

  3. guidosoldera diz

    2015 mostrou, como na vinheta de amfAR, que passo a passo estamos chegando à jornada final. Como dizia Spinoza, “o ser almeja, antes de tudo, persistir”. Se no início da pandemia o perpetrar-se estava do lado do pequeno e frágil vírus, agora a persistência está mostrando-se afeita a todos nós, humanos teimosos. Que venham novos passos e que venha 2016 com mais boas notícias!

  4. RMS diz

    Me emocionei hj estou muito sensível mas ler essa matéria me anima um pouco. obrigado Js

  5. Mariah diz

    Agora vou falar igual ao Jovem Soropositivo:”Senta!” kkkkk! Amei esse texto! Agora mais do que nunca quero é viver! Só vai ficar comigo quem merecer! Glórias a Deus! Tudo indo de vento em polpa! Meus 30 aninhos permitem somente felicidade! Amo esse blog!

    Esse resumo foi D+!

  6. Matheus diz

    2015 foi um ano de muitas descobertas e de muitas mudanças de paradigmas…2016 será melhor ainda…ótimo resumo JS!

  7. Fepohh diz

    Hoje é o meu primeiro comentário aqui no blog
    Fui diagnosticado faz pouco tempo, menos de 1 mês e comecei o tratamento 3×1, exatos 2 dias… Antes de comentar algo, procurei ler todos os post anteriores do JS e principalmente os comentários e o que posso falar é o seguinte:

    Aprendi que mesmo nesse atual momento de dificuldade e duvida sobre como será o futuro, a minha sorologia positiva me fez ver a vida de outra forma, abrir os olhos e tentar compreender tudo de forma mais clara.
    Aprendi aqui no blog os comentários de vcs em varios posts feitos pelo JS, que os momentos de dificuldade sempre estaram presentes, mas com força e com vontade serão superados.
    Aprendi que apesar do medo, algo ainda presente devido a minha recem descoberta da sorologia, me fez ter mais coragem para seguir, iniciar o tratamento e ver o HIV de outra forma, que antes me posicionava como a maioria faz, com receio e sem possibilidade de crer. Agora vejo com possibilidade de continuar….

    Ainda estou na fase inicial e com efeitos colaterais, tonturas e sonhos vividos, do inicio do tratamento, porem rumo a carga viral indetectável e aumento do Cd4.

    Feliz dia para todos e agora prometo me tornar mais ativo no blog, principalmente por não conhecer ainda ninguem pessoalmente ( que eu saiba ) com mesma sorologia.

  8. Amigo+ diz

    Comprem esse livro “Histórias da AIDS”! VALE CADA CENTAVO! Eu li em 1 dia, é muito bacana!

  9. Andy diz

    Dia 01/12/2015 – Dia mundial da luta contra Aids e ironicamente o dia em que tenho confirmada minha sorologia positiva. Tenho 32 anos, já tinha lido coisas desse site nesses últimos dias e talvez, depois de tanta coisa legal que eu li por aqui, este seja o motivo pelo qual eu ainda não desmoronei desde que recebi a notícia de manhã, ou talvez porque a ficha também não tenha caído ainda. Mas agora é fato, é certeza. Muita coisa passando pela cabeça, muita informação pra ser processada. Uma incerteza tremenda sobre o futuro me inundando, muito medo, muito mesmo! Mas por outro lado, todas as informações lidas nesse texto te dão aquele fio de esperança, aquele empurrão que vc precisa pra escolher viver novamente. Reconforta-me um pouco saber que tenho um espaço como esse para me informar e poder desabafar um pouco.
    Um abraço a todos!

    • Fepohh diz

      Oi Andy, vc recebeu hoje a confirmação da sua sorologia?
      A incerteza que vc fala é exatamente o que todos passam e inclusive tb ainda passo, mas como vc falou os textos e comentários, surgem como uma forma de desabafar um pouco

      • Andy diz

        Sim Fepohh, foi hoje. Na verdade, fiz um exame semana passada em uma laboratório e me ligaram dois depois dizendo que o resultado demoraria a sair. Só que eu já tive um namorado soropositivo há anos atrás e quando ele descobriu foi do mesmo jeito. Não esperei pelo resultado desse exame e procurei um dos centros de testagem que existem aqui onde moro em Recife- PE, que dão o resultado na hora e depois de dois testes diferentes, confirmaram o diagnóstico. Estou tentando ser prático e racional, já marquei dois infectologistas e quero o quanto antes saber da minha real situação. Confesso que a angústia maior é saber como está esse vírus dentro de mim. Até lá, vai ser difícil.

    • Ricardo Gru diz

      Andy e Fepohh em Junho do ano passado, mais precisamente no dia 25, meu mundo literalmente se abriu na minha frente quando diante de um profissional veio a confirmação positiva para o HIV. Apesar de ter um amigão positivo desde 2007, super bem, fiquei muito chateado comigo mesmo afinal sabia exatamente o que deveria fazer e não fiz, vi um futuro obscuro, pensei que não resistiria…o sentimento de culpa me dominou por mais de 20 dias a ponto de eu não querer sair nem para trabalhar, quase pirei! Mas daí, decidi encarar a situação de frente e uma das melhores conquistas pós HIV foi ter encontrado este espaço pois aqui sinto “ultrapassar” pela tela do computador a esperança e fé de dias melhores, leio relatos de pessoas que estão bem a tantos anos e mostrando que podemos ser felizes com ou sem HIV. Observo pessoas que chegam aqui desesperadas e em pouco tempo estão passando confiança para os novos “amigos” (sou um deles, kkk) e tudo isto tem feito muito bem pra mim, pois aqui eu posso expressar o que dificilmente poderia expressar numa roda de amigos, afinal, nem tudo precisa ser dito e se dito poucos entenderão. Aqui aprendi a “guardar” um restante do vírus dentro de mim, aprendi que não somos ameaça para ninguém, aprendi que a vida segue quase que normalmente e que, sim, somos capazes de amar e sermos amados. Que 2016 traga a realização de toda a esperança criada em 2015, pois tenho comigo que estamos a “poucos metros” de uma cura, seja funcional ou definitiva! Força e paz para todos. Ah, JS, obrigado pelo texto, muito animador mesmo !

      • Fepohh diz

        Ricardo Gru, adorei esse detalhe que vc falou de “guardar” um restante do virus dentro de vc, exatamente essa sensação que apesar de recente, procuro refletir.
        Que 2016, seja um novo passo e de novas realizações!

    • Secret guy diz

      Andy!! Considere-se um guerreiro! Tem pessoas que demoram meses pra conseguir até mesmo aqui no blog. Eu sou um deles!

      Abs!!

  10. The faithfullness diz

    Não sei se você, JS, tem a consciência exata do que tem feito pelos que se descobrem soropositivos. No momento que sabemos estar contaminados o mundo desaba, sentimos o lixo dos luxos, procuramos culpados e perguntamos porque justo EU meu Deus. A depressão e a incerteza vêem acompanhados do medo do futuro… E se teremos futuro, já que a primeira pergunta que nos fazemos é “quanto tempo será que ainda tenho de vida”… Então essa curiosidade nos desperta a procurar dados na internet e, felizmente, de cara, o google estampa o seu blog. Este blog tem válido mais do que qualquer terapia. Quando tomamos conhecimentos das notícias e dos relatos a calma começa a aquietar nossos corações. E quando da primeira consulta aos insectos já vamos conscientes de termos que até então eram desconhecidos para nós como CD4, carga viral, tarvs, etc. VC meu amigo distribui esperança e acalma os corações. Nos acalenta num momento difícil e nos mostra que o tempo que temos não será o famigerado vírus que determinará mas sim a nossa vontade e cuidado para continuar a vida. O que VC faz JS é atribuição dos anjos. Obrigado por ser anjo em nossas vidas.

  11. Thiago + diz

    NÃO TENHO PALAVRAS PARA O QUE ACABEI DE LER .
    OBRIGADO JS, TALVEZ EU NAO ESTARIA POR AQUI, SE NAO TIVESSE VISTO SEU SITE ANTES.

  12. Ph+ diz

    Alguém de vocês é um controlador virêmico, e foi indicado pelo infectologista, a ainda não iniciar o tratamento ??
    Gostaria de trocar relatos.

    • Luiz Carlos diz

      Ph+, eu sou controlador virêmico, tinha CV de 349 e CD4 em 560 quando iniciei a TARV. Devo ter pego HIV uns 10 anos atrás pelas minhas contas, sei da minha sorologia há anos, e vinha acompanhando. Depois que saiu a nova diretriz de iniciar TARV em todos, independente de CD4, comecei a pensar sobre não ter CV indectectável e como isso poderia ser mais perigoso para as pessoas com quem eu me relacionava, por isso resolvi iniciar. Fiquei indetectável em 3 semanas de tratamento.

  13. Mrsgb diz

    Estou muito feliz por ter encontrado este canal de informação, este blog mudou a minha vida e a forma como aprendi a lidar com a minha nova condição. Graças a este canal tive a quebra de muitos paradigmas até então consolidados, hoje me sinto uma pessoa a cada dia melhor e feliz por ter encontrado pessoas tão otimistas. Parabéns pela excelente matéria JS!
    Quem quiser manter contato, me chama no kik: mrsgb2015
    Um grande abraço a todos e muita fé!

  14. Philipe diz

    Descobri minha nova condição ha menos de um mês, ainda não procurei ajuda pois precisava de um tempo pra processar tudo isso. Não contei a ninguem, sofro calado com isso todos os dias, mas sábado será um dia decisivo pra mim pois contarei a minha família e a partir daí espero contar com a ajuda deles para iniciar o tratamento.
    Os dias tem sido muito difíceis desde que descobri o diagnóstico, ando com dor de cabeça boa parte do dia, sem vontade de fazer absolutamente nada, estou com o rendimento péssimo na faculdade, me pego chorando diversas vezes por dia, já não consigo esconder essa tristeza para meus familiares e amigos, qualquer modificação no meu corpo eu fico apreensivo, apesar de estar aparentemente bem, tenho medo de estar num estágio crítico.
    É exatamente esse medo q está me consumindo. Sei que hoje é possível ter uma vida “normal”, mas tenho 18 anos, e quando penso nesse futuro incerto, sinto não estar preparado pra essa mudança tão brusca na minha vida. Tenho a impressão de estar vivendo num pesadelo, suplicando pra que eu seja acordado e nada acontece. Penso o quão desconfortável será a minha vida em relação a esses coquetéis diários, a ter filhos saudáveis, avaliações médicas periódicas, não transmitir esse vírus a outras pessoas, ao preconceito familiar, hospitalar, etc. Será que vou ter que abrir mão de tanta coisa para poder ter essa vida “normal”? Parece que são perguntas que só o tempo me trará as respostas..
    Conheci esse blog ontem, e hoje estou começando a ver a vida de um jeito diferente, são tantos relatos das pessoas, que passaram por uma situação tão mais difícil que a minha e que vencem essa doença a cada dia que eu também quero vencer. Me sinto melhor em poder compartilhar minha dor com vcs e ver que não estou sozinho nessa luta. Um grande abraço e fiquem com Deus.

    • Rapha diz

      Philipe, descobri ha 13 dias tbm, tenho e varios aqui tambem possuem vidas como a sua, cheio de planos, hoje em dia quanto mais cedo vc se cuidar, mais qualidade de vida terá, vc é novo, precisa levantar a cabeça, ir atras de um especialista da medicina e sim contar para quem se sinta bem e que ira lhe agregar, nao precisa contar a todos e curiosos, ninguem diz por ai sou HIV negativo, vc tbm n precisa dizer que é positivo
      Procure informações em sites confiáveis, leia ” uma carta para o HIV, ela é incrível.
      Conte conosco aqui, se precisar pode me escrever um email
      Raphapositivo@hormail.com
      A vida segue, essa é so uma batalha q voce pode ganhar, basta querer

    • Gil diz

      Philipe,
      Se você fizer do dia de contar que és soropositivo um “evento”, principalmente logo após todos notarem que você está triste demais, choroso… você vai apenas desesperar as pessoas ao seu redor, vai ser o mesmo que dizer a eles que estás desenganado!
      Dá um tempo, eu sugiro que você se acostume melhor com a ideia, que você pare de chorar e de parecer tão abatido para depois sim, mais sereno, vá falar com eles.
      Você precisa saber mais, pois a imensa maioria das pessoas é leiga no assunto, muitos ainda acham que o coquetel é de 30 pílulas por dia e ainda a pessoa morre mesmo assim, muitos nem sabem que as pessoas que seguem o tratamento não adoecem…
      Se informe mais, tente neutralizar este choque, por mais difícil que pareça.
      Quando estiveres mais tranquilo, mais “de boa”, você passará esperança a quem te ama, passará equilíbrio e serenidade. Na verdade, o que você quer buscar neles é o colo, é um alento, é um paliativo para este desespero que se abate nas pessoas quando sabem do diagnóstico. Mas este consolo vai doer neles, e em você também, se não ir com calma.
      Se mostrar coragem, eles espelharão a você esta coragem que queres ter e ver neles.
      FORÇA AMIGO!

    • Secret guy diz

      Philipe!

      Isso todo nós passamos! Com ctz isso inpactou todo o sonho da tua vida quee qq jovem tem! Porém vc não precisa deixar de sonhar com nada na tua vida! Vc terá tempo de realizar tudo q deseja se depender do controle do HIV! Acresite! Nós estamos todos aqui!

      Um gde abraço!

  15. Rapazina30mg diz

    Existe algum grupo no Kik ???? Seria bom conversar com outros +
    Quem quiser me add no Kik: Rapazina30mg
    Obrigado JS por fazer esse blog.

  16. DobemDF diz

    JS, vc com esse seu jeito de escrever heim… A coisa parece ter esfriado, mas eu que o acompanho há dois anos não esqueci da promessa de um livro seu heim. Ainda no aguardo…

  17. Riquinho Rico diz

    Esse blog é como um poderoso ARV que nos alivia a cada dia de todas as angústias e aflições. É o canal que dispomos para trocarmos idéias e compartilharmos as experiências que cada um adquire nessa etapa difícil ,porém de grande aprendizado na vida…Ao JS todo o meu respeito e admiração e agradecimento por ter me salvado a vida . Em determinados momentos o pensamento em suicídio foram substituídos por força e coragem para enfrentar a minha nova realidade , graças à informação e a palavra de otimismo de todos . Não percamos a fé eque em 2016 muitas notícias boas nos surpreenda ainda mais e que a cura seja uma consequência inesperada assim como está sendo o tratamento que permite que estejamos vivos e fortes sempre evoluindo para melhor.

  18. Confiante diz

    Que venha 2016 cheio de esperanças, vida, força e energias boas… temos medicamentos maravilhosos, temos o controle desse virus gagão…, manteremos eles escondidos até que chegue o proximo comprimido… e bang!

  19. Boa noite pessoal!!

    Jota, eu quero ler o seu livrooooo!! Se não me falhe a memória, o lançamento está previsto para este mês, né? Quero o meu autografado e quero também uma foto com você…quero postar a foto no meu feicibuk! 😀

    • Kelvin diz

      Gente, esse blog é fantástico, aqui se encontra informações atualizadas sobre HIV tem muito sensacionalismo na internet sobre esse assunto… Tenho uma pergunta pra quem puder responder, nos dias de hoje um elisa com 36 dias o resultado é confiável??
      Fiz um elisa em um laboratório particula, não sei a geração desse elisa mas, os métodos usados foram: Lisado viral e peptídeos sintéticos e procurou pelos anticorpos contra o Hiv1 e HiV2… Alguém sabe me informa a geração desse teste?
      E 36 dias após a situação de risco o resultado é confiável?
      Deu não reagente!!!

  20. Cauã+ diz

    Bela postagem… Reuniu todas informações de forma resumida em um só post. Parabéns!

  21. cariocarj diz

    Que texto maravilhoso ! Que venha 2016 ! Com muitas realizações para todos nós e o fim desse intruso ! A contagem já começou…

  22. positivosempre@outlook.com diz

    Texto perfeito. Para mim, que descobri há menos de um mês, ele soa não sei se como um consolo, uma referência, no mínimo como algo absurdamente posithivo! Bom, compartilhando o andamento do meu tratamento. Estou há 7 dias de tratamento, sonhos vívidos somente na primeira noite. Trabalhando 48h no final de semana em um hospital (SOMOS NORMAIS) e muito otimista.

    Gostaria de saber se alguém aqui é frequentador de academia e teve algum ganho expressivo de massa muscular. Meu infecto proibiu a creatina, não restringiu a atividade física e disse pra eu usar o Whey com cautela.

    • Victor diz

      Pra mim falta 1% para chegar a cura da AIDS
      Com novas drogas, já dá para matar 98,9% dos vírus HIV no corpo humano. Mas sobra, exatamente, 1,1% em esconderijos. Agora, falta descobrir os refúgios e acabar com a minoria resistente ( procura-se o vírus da AIDS vivo ou morto de preferência morto!)
      Os remédios hoje são tão modernos que eles estão estudando tirar o velho AZT de circulação
      Olha só, 30 anos da doença e os avanços foram incríveis… E olha só esses avanços são desde a época que nem celular tinha direito, nem face whats e etc… E a tecnologia é bem superior aquela época, se numa época de tecnologia escassa conseguiu avanços como esses em 30 anos transformando a temida AIDS para uma doença controlada com 1 comprimido por dia, imagina de agora pra frente… Não há mais espaço para nada a não ser a cura! Quanto tempo ela vai demorar? Não sei!! Mas, tenho certeza q vai ser em menos desses 30 anos que levou para se ter o controle da doença com o tratamento… Se a AMFAR falou em 2020 alguma coisa se tem na manga a ONU fala em erratica a doença em 2030, então eu acredito na cura antes disso e o tratamento eficaz que se tem hoje todos ficaram vivos e saudável para se tornar a geração da cura, desde já deixo meus parabéns (rs)

    • Fepohh diz

      Positivosempre@ tb estou em tratamento faz pouco tempo como o seu. Cara eu fazia academia e esportes ate o dia da sorologia, parei pq fiquei naquela fase de bateria de exames e agora voltei. Minha infecto tb fez essa proibição de creatinina… Voltei normal as atividades, tenho consulta agora so quase final do mes e tenho essa duvida sobre Whey e quais suplementos podem ser tomados

      • positivosempre@outlook.com diz

        Fepohh, o meu falou que eu poderia continuar usando, monitorando as taxas sempre. Disse pra eu continuar usando, mas que poderia ter alguma relação com taxas de colesterol e outras, nada muito concreto. De qualquer forma eu tô retornando com o Whey. Ah, ele disse que o BCAA eu poderia usar tranquilamente, o único foi a creatina pq interferiria no metabolismo do 3×1. Bom, tenho retorno com o infecto amanhã, se vc tiver alguma dúvida manda aí, que pergunto pra ele amanhã. Sempre bom mais de uma opinião.

        • Fepohh diz

          Pois é cara, minha volta na infecto é so na metade do mês, quando eu for vou falar direito com ela sobre isso, pq voltei nessa semana a malhar, mas querendo saber exato o que posso tomar. Se puder pergunta para seu infecto, qual melhor para aumento da massa muscular, no caso para quem toma 3×1, acho que somos o mesmo caso, eu não tive perda de massa muscular, mas parei de malhar por 1 mês na época dos resultados e agora que voltei. Quando eu for te falo o que a minha falou

          • positivosempre@outlook.com diz

            Blz, eu já tô há quase dois meses sem malhar direito, por causa do trabalho, aí veio o diagnóstico, complicou um pouco, volto semana que vem. Minha consulta é amanhã, vou perguntar pra ele esse lance da massa muscular. Vai dar certo Fepohh!

          • positivosempre@outlook.com diz

            Olá Fepohh. Meu infecto foi meio evasivo nas respostas. Apenas reforçou a parada na Creatina e me mandou esperar o resultado do hemograma, enzimas hepáticas e renais pra poder começar qualquer outro suplemento. Liberou apenas o BCAA.

            • daniellemos diz

              eu to bem perdido quanto a isso. o meu proibe bcca soh libera whey…

              • Andy diz

                Daniellemos, não vejo muito fundamento nisso, uma vez que o Whey ( e várias fontes de proteínas) já possuem BCAA em sua composição. Sou nutricionista e não vejo o porque dessa recomendação do seu Infecto. Sei que recém descobri meu diagnóstico e ainda terei minha primeira consulta com o infecto, mas independente de eu ainda não ter contato com a TARV, essa posição dele não faz muito sentido. Mas uma coisa te digo, não se preocupe com BCAA, pois um bom Whey já vai te suprir com boa qtdade de proteina de qualidade além dos próprios BCAA´s e o ganho de massa pode ocorrer do mesmo jeito. O bom mesmo é consultar um nutricionista para adequar sua alimentação para o ganho de massa.

            • Fepohh diz

              Vlw positivosempre@, minha consulta ficou agora para janeiro, pq medico entrou de ferias. Quando for te mando sinal e vou perguntar o mesmo pra comparar a resposta dos nossos 2 medicos

              • Cauã+ diz

                Essa questão de suplementos é muito relativa, varia muito de infecto pra infecto. Concordo com o meu q diz o seguinte:
                Meus exames estão ótimos, níveis de proteínas e tudo mais, então não há a necessidade de tomar suplemento, pois poderia sobrecarregar meu organismo, e tudo que é de mais ou de menos se torna prejudicial. Mas se mesmo assim for fazer uso, que procure um bom nutricionista ou endocrinologista para fazer o acompanhamento.

                • Fepohh diz

                  Cauã+

                  Pois é, entendo que vc falou meus exames tb estão otimos, mas me refiro a suplemento alimentar, para ganho de massa muscular. To querendo ganhar um braço de novo, parei um tempo de malhar e ate marquei um endocrino essa semana para ver como faço.

  23. Kelvin diz

    Pra mim falta 1% para chegar a cura da AIDS
    Com novas drogas, já dá para matar 98,9% dos vírus HIV no corpo humano. Mas sobra, exatamente, 1,1% em esconderijos. Agora, falta descobrir os refúgios e acabar com a minoria resistente ( procura-se o vírus da AIDS vivo ou morto de preferência morto!)
    Os remédios hoje são tão modernos que eles estão estudando tirar o velho AZT de circulação
    Olha só, 30 anos da doença e os avanços foram incríveis… E olha só esses avanços são desde a época que nem celular tinha direito, nem face whats e etc… E a tecnologia é bem superior aquela época, se numa época de tecnologia escassa conseguiu avanços como esses em 30 anos transformando a temida AIDS para uma doença controlada com 1 comprimido por dia, imagina de agora pra frente… Não há mais espaço para nada a não ser a cura! Quanto tempo ela vai demorar? Não sei!! Mas, tenho certeza q vai ser em menos desses 30 anos que levou para se ter o controle da doença com o tratamento… Se a AMFAR falou em 2020 alguma coisa se tem na manga a ONU fala em erratica a doença em 2030, então eu acredito na cura antes disso e o tratamento eficaz que se tem hoje todos ficaram vivos e saudável para se tornar a geração da cura, desde já deixo meus parabéns (rs)

  24. Carlos diz

    Muito bom ler este post. Nos deixa muito animados e esperançosos de que o grande dia em que a cura dessa doença será descoberto está cada vez mais perto. Que Deus nos abençoe. Mas eu gostaria de saber uma coisa: no texto diz sobre anticorpos naturais que todos temos contra o HIV e que temos que dar um pequeno empurrão. Que empurrão seria esse? Alguém pode me responder? Muito obrigado.

  25. Gil diz

    Ontem fui à minha infectologista, para pedir os exames e fazer um check up geral, pois viajo em dezembro e volto em fevereiro…
    Ela disse-me que, a curto prazo, após liberarem no exterior, nem chance do PRO 140 (A vacina semanal que é muito eficaz para controle do HIV, sendo menos tóxica) entrar no “cardápio” de ARV´s , nem a médio prazo. Segundo ela, o Ministério da Saúde, é muito ligado a determinados grupos políticos e estas novidades, além de muito caras, não interessam a alguns “grandões”. Ela disse que há muitos pedidos, orientações técnicas advindas de pesquisas, congressos e associações, sobre novas combinações e terapias, mas não há a devida atualização.
    Eu perguntei se isto representava a evidência de que há um “esquema” para benefício de algum laboratório e ela disse: Olha… estamos no Brasil, né? Com uma expressão de “o que tu achas?”
    Mas eu ainda questionei: Mas e o Truvada e o Dolutegravir? São avanços!
    Ela foi enfática: GIL, o que temos é isso, daqui a cinco anos, quem sabe, novas medicações…
    Quanto à outra dúvida: Doutora, comecei a tomar os esquema Tenofovir+lamivudina, ritonavir e atazanavir em abril. Sem efeitos colaterais… em 10 anos, vivendo com bons hábitos, tomando o esquema todos os dias, estarei com boa saúde (tenho 43 anos)?
    Ela disse que SIM. E que, em dez anos, outras medicações ainda menos tóxicas a fígado e rins surgirão!
    E cura? ELA disse que crê em cura em 10 anos, ou menos, mas ainda caras. Ela acredita na cura surgindo por avanço em terapia genética.
    Quis dividir com vocês, pois talvez seja a dúvida de mais gente. Abraço, saúde a todos!

    • Victor diz

      Muito legal Gil, curti bastante seu comentário!
      Realmente o pro140 vai demorar pra ser aprovado pela Anvisa e quando for aprovado, vai ser usado só em pessoas que não estão conseguindo zerar a carga viral…
      Mas tbm eu e sua médica podemos estar enganados, o Dolutegravir foi incorporado ao SUS muito antes do que eu achava, achei que eles iam enrolar mais (rs) mas, mesmo assim jogaram ele para terceira linha de tratamento visando economiza… Fazer o que aqui é Brasil mas, não podemos reclamar, com todos os problemas a única coisa que funciona bem no SUS é o tratamento do HIV! Acho que isso so é feito pq isso protege o portador e quem não é !!
      Mas, no caso da cura é outra coisa, quando ela surgir nenhum governo vai exita em adota-la por mais cara que seja, pq ela vai resolver o problema e não vai precisar gasta dinheiro com o tratamento mensal! Eu penso assim!

      • Alexandre diz

        Victor, ao contrário do que vc disse, o Pro-140 só será usado por quem já atingiu CV indetectável com os ARV, caso contrário ele não é indicado, não. Ele é para terapia de manutenção.

        • Victor diz

          Athá, mas Li no site da empresa sobre as vantagens dele e uma delas seria em pacientes com resistência… Dps vc olha lá !!

      • Gil diz

        Concordo Vitor. É questão de economia. Temos avanços sim. Saí otimista da consulta. Estou a cada dia mais seguro de que estaremos bem quando a cura chegar. Daqui a dez anos, sei lá, cinco, três. Tudo especulação. Mas… o que é o humano sem esperanças e sem planos futuros? Abraço, amigo!

  26. Maxwell diz

    O que aprendi em 2015? Aprendi que mesmo não conhecendo pessoalmente algumas pessoas eu posso amá-las. Todos vocês aqui são de grande valia para que dia-a-dia possamos encontrar forças para seguir adiante. Há algumas semanas atrás tinha postado que não dava mais para mim, que não aguentava mais. Vocês me deram alento, carinho, força para não desistir e estou aqui de volta para agradecer a cada um que me deixou palavras que me fizeram ter novo ânimo para VIVER.
    Percebi que eu vivia pelo HIv. Todo dia sempre focado em notícias sobre vacinas, cura, novos tratamentos, medo de me relacionar,de não ser digno de ser amado. Bem, hoje, estou bem melhor que aquele dia, estou namorando com uma pessoa maravilhosa que também é positiva e demonstra que gosta muito de mim. E hoje procuro levar a vida normal como antes da sorologia, focado em meus projetos profissionais, na academia, no meu namorado, meus amigos… o hiv, bem ele está em coma em mim e continuará dormindo por tempo indeterminado e não estou mais procurando informações sobre possíveis tratamentos pois só me desgastou-me psicologicamente.
    Obrigado a todos vocês e vamos seguir em frente. Beijo à todos!!!

    • Gil diz

      SUPER PARABÉNS!!
      Que feliz que fiquei! Um abração!
      Vida é pra aproveitar e ser feliz, sem neuras. Vamos todos ficar bem, um dia, estarmos bem e sem o HIV!

  27. Daniel diz

    Boa noite,

    alguem de São Paulo capital teria um infecto para recomendar?
    Desde julho ja passei por dois e não me dou bem com eles. frios e não dispostos a responder as minhas dúvidas.
    eu verifico depois se ele ou ela atende pelo meu plano de saúde.
    Gostaria muito de encontrar um infecto confiável mas que tenha o minimo de bom trato.

    obrigado!

    • Dobemdf diz

      Daniel, o Dr Ricardo Vasconcelos, q inclusive é citado no texto do JS, eh excelente. Moro em Brasília, mas viu a SP de seis em seis meses me consultar com ele. Pra vc ver o quanto vale a pena. Excelente médico e, extremamente atencioso e atualizado. Procure no Google. Só não sei se atende planos de saúde.

  28. Michel diz

    Que texto sensacional… Que 2016 seja repleto de novidades e novos avanços científicos.
    A cura chegará logo, enquanto isso vamos vivendo e lutando com o que temos. Sejamos felizes.

  29. Fabi87 diz

    Olá a tds!
    Hj tive uma das poucas alegrias desde que soube q sou positiva, isso faz 5 meses, eu recebi meus resultados do meu último exame de cd4 e cd8 e , dps de alguns efeitos colaterais do 3em1 q já passaram ( uma alergia fortíssima, dores de barriga constrangedoras e fortes, sonhos vivos, suor noturno, fora o psicológico mto alterado desencadeando pressão alta ) hj descobri q sou indetectável!!! Sinto q depois d um início difícil, as coisas vão finalmente melhorar, estou me cuidando, tomando os remédios e sinto muito mais viva, q a vida normal q a minha infecto prometeu começou! E se não fosse o apoio do meu namorado, meus médicos, e principaente desse blog que é uma luz de esclarecentos no meio de uma escuridão de ignorância na internet, nem sei se estaria aqui falando isso. Por isso eu agradeço tb a tds q escrevem aqui por mostrar a nova realidade de nós os positivos!! 🙂

  30. JS, um dia quero te conhecer pra te dar um abraço. Obrigado por esses textos, pelo seu trabalho. No piores momentos é aqui que encontro esperança e brota até um sorriso rs. Que Deus te abençoe muitooo.. e eu estarei sempre aqui. Esperando um dia pelo seu post “Vencemos a Aids, a cura já é possível” Um abraço!!

  31. Maupr diz

    Pessoal tenho uma dúvida,

    Realizei um exame em agosto e confirmou que estava indetectável, sempre tomei os remédios na hora certa desde que comecei o tratamento em outubro do ano passado. Agora realizei um exame em novembro confirmou 29 cópias e meu CD4 diminui. Isso é possível?

    • Victor diz

      Eu li que abaixo de 40 cópias os exames convencionais vem com resultado indetectável
      Vc deve ter feito um exame de ponta que detectou 29 cópias que em padrões normais é indetectável, já que estar abaixo de 40!!

  32. Recentwave diz

    Olá Pessoal,

    Sem comentários para este texto maravilhoso!!! Parabéns JS.

    Pessoal, minha alergia fortíssima parece está cedendo. Taquei uma combinação de dois antialérgicos receitados por um médico e já estou bem melhor. Quase 100%. Só espero que o apelido de galinha pintadinha não pegue. Kkk

  33. Maurp

    Sim são os famosos blips
    Mais com certeza seus próximos exames vão estar indetectáveis
    Isso pode acontecer varias vezes, só não pode ser crescente e direto, sem intervalos de indetectável, isso as vezes acontece devido um resfriado, alguma infecção ou mesmo em apenas um dia que coincidiu com a data da coleta.
    Fique tranquilo, continue com a medicação sem falha, o próximo vai estar indetectável.
    Abraço
    Lembre-se o remédio não mata o vírus ele evita a replicação, quem elimina o vírus são nossas células de defesa, ficamos indetectáveis devido o remédio parar a replicação, mais o vírus fica latente dentro da célula só esperando uma brecha para se multiplicar, por isso que o segredo da cura é expulsar o vírus de dentro da célula e dos esconderijos, para nosso próprio sistema imunológico com talvez uma pequena ajuda de alguma droga elimina-lo.

    • EGC, se atrasar pra tomar o remedio em 20, 30 minutos pode comprometer o efeito do remedio? O que vc acha?.. Dificilmente eu consigo tomar no horario exato e depois fico cheio de neura..

      • Dani não entre em neura, a meia vida dos ARVS são muito longas, para vc ter ideia o Efavirezs a meia vida é de aproximadamente 12 horas, então pode tomar atrasado só não esqueça de tomar todos os dias, OK, não precisa ser exatamente no mesmo horario religiosamente, OK, mais mesmo que se passe muito tempo tome todo dia, abraço.

  34. RMS diz

    Pessoal, descobri q sou soropositivo esse ano, e estou indetectavel a 3 meses. Estou tomando o 3×1. Estou conhecendo um menino e apaixonado, gostaria de saber a opinião de vcs, vale a pena contar a ele ou não é necessário? vou sempre utilizar camisinha independente da escolha. Tenho medo de ser rejeitado. o que vcs acham ?

    • Thiago+ diz

      Eu não contaria, estou na mesma situação e eu não contaria, de qualquer forma você é indetectavel e ainda vai usar a camisa, ganhe a confiança é o carinho dele primeiro, mais pra frente arrolhar um namoro, ou se vc ver que tem futuro isso aí, senta com ele e converse, numa boa ! Dê aquela aula de biologia, faça ele fica confortável e tranquilo, e aí vc verá se mesmo assim ele vai querer estar com vc, isso eh minha opinião, se vc não for casar, morar junto ou algo do tipo, vc não tem qe sair contando que vc tem isso, só porque vc tá ficando com uma pessoa !! vc não é uma ameaça à ele.
      Meu pensamento !

      • Fepohh diz

        RMS e Thiago+

        Semelhante a vc, eu tb estou em um relacionamento e com essa duvida. Ao mesmo tempo concordo com o que o Thiago+ falou, no inicio quando descobri fiquei nessa de contar e não contar. Hoje ja vejo a sorologia como meu diagnostico e meu respeito e decisão em contar. A minha duvida na afirmação do Thiago é a seguinte, se o relacionamento for aumentando e construindo uma vida a 2, vai se tornando cada vez mais dificil falar e para quem nao tem a sorologia positiva, não seja tão simples entender o que hoje conseguimos entender que é uma vida “normal”. O medo fica se depois de tanto tempo no relacionamento, resolvo contar e achar que vivi eternamente mentindo no decorrer, mas ai vem dois outros sentimentos na cabeça… Maturidade e se realmente ama vc!
        Agora a duvida de falar eu tb estou

        • Thiago + diz

          FEPOHH,
          eu acredito, que nesse primeiro momento, no meu caso vai fazer 2 meses que descobri tudo, fiquei bastante abalado, e tive no meio disso a oportunidade de conhecer alguém muito legal, isso tem me feito bem, tem me motivado, e me dado muito ânimo, então em resumo no momento ta legal de mais, e eu não tenho certeza se será algo promissor, então não vejo a necessidade de me expor ainda, to tentando ganhar confiança, apego, carinho, e sentir primeiro se realmente ele ta disposto a algo, se o relacionamento for aumentando e eu perceber a segurança de ter ele ao meu lado, sentarei com ele e me abrirei com ele, expondo os pontos, e o porque não disse nada antes, mais ele ira entender que ate aquele momento eu tive todas as atitudes possíveis de protege-lo e de me proteger também. Claro na minha cabeça, passa sim a sensação de que estou escondendo algo e que devia contar, mais na verdade essa sensação em mim eh geral, é pra amigos família enfim .. .. sei que nesse momento se eu me expor a ele, as coisas não iram dar certo, como eu to gostando do que ta acontecendo, eu prefiro deixar quieto, até eu ver que a situação ta tomando um rumo de confiança maior. Ele não dorme comigo toda noite, não mora comigo, não sabe se eu escovo os dentes todos os dias, e eu nem sei dele também, então não vejo o motivo de expor nada ainda.
          Meu Pensamento, posso estar errado. Mais to me sentindo bem assim, indetectável ou Detectável, a camisinha é sempre, não somos uma arma letal mais.

          • Fepohh diz

            Thiago+ é bem complicado, eu estou nessa fase tb
            Procurando administrar tudo e pensando la na frente, mas principalmente me cuidando, confiança não é facil realmente e sair contando, ja não ajuda

            • Thiago+ diz

              vc tem kik ? fala de onde ? vamo troca ideia disso . preciso ouvir vc tbm. me ajudaria !!

              • Fepohh diz

                Thiago +

                Tudo blz, desculpa a demora, trabalho e correria so vi agora… Me diz o seu Kik pra te add, vamos sim trocar uma ideia seria bacana e quando puder lhe ajudar e vc tb pode me ajudar bastante. Abcs

  35. RMS diz

    Pois é, estou pensando em aguardar e ver que rumo essa relação vai tomar, com o tempo podemos perceber se a pessoa terá a maturidade para encarar comigo essa realidade. Não me machucar atoa é a prioridade. E eu posso ir explicando a ele com o tempo como é a vida de um soropositivo sem que de fato fale para ele. Estudar e perceber como é a mentalidade dele primeiramente antes de contar. Cheguei a essa conclusão refletindo hj. O que pensam a respeito ?

  36. Pedro Aldebaran diz

    Galera, eu não tenho HIV! Mas gosto de entrar aqui por que acredito na cura, e gosto de saber das novas notícias sobre o tratamento e sobre a vida! Eu sou muito depressivo, a anos! Meu jeito é assim, não sou muito de amizades e gosto de ficar na minha ouvindo minha música e assistindo filmes! Eu queria trabalhar em pesquisas, cursarei Química em 2016! Eu amo TODOS VOCÊS, De verdade! A vida é viver os pequenos momentos, espero que vocês se sintam abraçados e me perdoem por nao ter HIV e postar aqui! Abraços, bom Natal e Ano Novo.

    • Paulo Roberto diz

      Cara, é muito bom saber que você não tem HIV e posta aqui.

  37. Cris diz

    Oi galera , leio muito o blog do JS, se alguém quer bater um papo legal , trocas experiencias enfim o dialogo e muito importante , e fazer amizades e muito bom .quem quiser estou no KIk Crisley112, se tiver alguém de Minas Gerais ta pertinho de casa .abraços a todos e um feliz natal e ano novo de muita alegria paz e saúde a todos vcs !!

  38. Leo diz

    Eu descobri a pouquíssimo tempo que sou soro positivo, foi um baque para mim que sempre fui preconceituoso ao extremo e totalmente desesperado por conta desse vírus. Pois é, meu relacionamento de 5 anos me passou isso, em um de nossos términos ele adquiriu, fez os exames mas quando voltamos ele não me contou. Desumano, é o que eu penso. Hoje em dia não quero mais olhar na cara dele, comecei o tratamento com o coquetel tem 1 semana e 2 dias, até então, não tive nenhum efeito colateral, mas desde sexta meu corpo está cheio de manchas vermelhas, eu sei que é reação do remédio no meu corpo, mas eu não tenho estrutura alguma pra lidar com essas alterações no meu corpo, doença e minha cabeça não se dão muito bem. Eu sei que tenho que procurar um psicólogo ou psiquiatra, mas não quero me tornar dependente de remédio calmante, certas coisas nas nossas vidas temos que aprender a lidar sozinhos e construindo a força necessária para dar continuidade nas nossas metas nesse mundão. Tudo, mas tudo está sendo muito difícil pra mim, eu sei que o remédio é o que vai me ajudar a viver bem, mas esse início eu imaginava que ia ser difícil, mas não tanto. Só tenho minha mãe para compartilhar, que é minha maior parceira da vida, minha amiga, meu tudo, mas no momento ela está iniciando o tratamento de câncer de mama, pois é, mãe com câncer e filho soropositivo, chega a ser cômico. Resolvi não compartilhar isso com meus amigos, pois já que eu posso ter uma vida saudável não tem o porque eu me expor tanto, até por que, se eu já tinha pré conceitos em relação a esse vírus, imagina eles que são mais leigos do que eu. Tenho um ciclo de amigos muito intenso e não quero sofrer qualquer tipo de sentimento de pena, nojo, receio, quero que continuem me tratando como sempre fizeram. E quando tudo estiver estabilizado no meu corpo, talvez eu compartilhe, mas ainda não é o momento. Tenho 27 anos, sou formado e indo para minha segunda graduação, trabalho diariamente e o motivo de vir aqui expor isso, foi que eu fui em busca de “efeitos colaterais” do remédio de HIV e apareceu esse blog que muito me interessou. Claro, dentre outras coisas que também apareceram que me deixou mais maluco do que eu já estava. Meu corpo está horrível, todo manchado, estou preocupado, ah, eu estou bem encaminhado, achei um infectologista que é um anjo na minha vida, que vai cuidar de mim e que sempre me responde no WhatsApp quando eu tenho minhas crises de loucuras e que eu sempre levo esporro também por conta do meu pessimismo e medo. Mas pelo menos algo bom e positivo, né? Sem ser o vírus. rsrsrs
    Como não tenho ninguém pra compartilhar… Acho que achei um bom lugar!

    Bom pessoas, desculpem alugar tanto vocês, mas eu precisava desabafar isso em algum lugar, obrigado pela atenção de todos e que Deus ajude essa minha cabeça louca que cria diversas adversidades o que faz esse momento ser pior! E que consigamos ter mais e mais saúde para viver e atingir nossas metas, é o que eu desejo à todos.

    Obrigado!

    • Thiago + diz

      Leo, entendo muito sua cabeça, isso ainda acontecesse comigo, na verdade a minha luta hoje, nem é contra o vírus, estou assintomático, e saudável, mais a minha luta é contra a minha cabeça, meus pensamentos, meus medo, – mesmo sabendo que, terei um vida normal e saudável, minha cabeça insiste em tentar mudar isso.
      Ontem estava ótimo, hoje acordei pensativo e com medo, não divido com ngm isso, não vejo a necessidade, ainda não estou em tratamento, “( apresentei uma carga viral muito baixa de 1900 e um cd4 de 580, minha infecto disse que eu posso esperar ate a próxima coleta, pra saber se a minha cv esta mais baixa ou estabilizada ou se subiu )”, tenho 27 anos tbm, e espero de verdade que com o passar do tempo, eu nem me lembre de tudo isso que tenho vivido hoje. Tento ser sempre positivo, pois isso gera situações diferente durante o dia. Um dia de cada vez, estou tentando acostumar com essa ideia ainda.

    • Recentwave diz

      Rapaz…

      Também estou na mesma situação em relação as manchas. Mas fique tranquilo, Tomé um bom antialérgico receitado por um médico que estas manchas somem. Estou usando o 3×1 há cerca de 20 dias e tive manchas no corpo todo. Desesperei e comecei a usar o antialérgico. Com 4 dias as manchas começaram a ceder e hoje praticamente sumiram. Em breve vou ao infecto e verei como ficará daqui pra frente, se corre o risco destas manchas voltarem quando eu parar de ministrar o antialérgico. No mais, fica tranks e não pare de usar seu esquema sem autorização expressa do infectologista.

    • positivosempre@outlook.com diz

      Putz Léo, temos histórias bem parecidas, também estou há 1 semana e 4 dias de uso do 3×1, queria manter contato contigo, claro, se você se sentir a vontade. Meu e-mail é positivosempre@outlook.com

  39. Leo diz

    Acredito que um dos piores males hoje em dia em relação à vida é querer as coisas ao nosso tempo. Isso pra mim é crucial mas eu sei que preciso mudar isso pra ontem. É bem difícil conviver com essa “condição” mas sei que temos que absorver o que de melhor todas essas consequências nos trazem, estamos vivos, conseguimos viver, ser feliz, aproveitar a vida como qualquer outra pessoa que não possua essa “condição”. Não sei se “condição” é a palavra certa, me desculpem se me expressei mal, mas espero ter atingido cada um que esteja lendo essa mensagem. É muito difícil transformar toda essa minha visão para a vida real, por mais que eu saiba que seja o certo. Não me martilizo, muito menos me questiono de o porque eu? Mas os monstros que invadem minha mente fazem com que eu crie outros diversos questionamentos que acabam sendo pior. Eu sei aceitar não é fácil, mas já que tem que se adequar a essa “nova” vida, que seja. Essa reação alérgica que eu tive mexeu demais com o meu psicológico, me olhar no espelho, ver aquilo tudo no meu corpo, foi bem difícil. Hoje, fui no meu infecto que é o anjo da minha vida e se tornou tão importante em tão pouco tempo, a vida ensina cada coisa. Mas eu espero que isso passe logo, é muito desconfortável pra vida que eu levo, abdicar de saída com os amigos por estar assim, ter que se explicar no trabalho, é bem complicado, mas mais do que isso desafiador e isso que eu tenho tentado tirar lá do fundo que eu me encontro hoje.

    Nunca na minha vida, preconceituoso como eu era, na realidade leigo demais e desesperado com qualquer tipo de doença, que eu iria ter coragem de vir e expor, mas foi necessário e agradeço a cada um de vocês que tiraram um minuto do dia de vocês para lerem e responderem. Pode ter certeza que isso fez toda a diferença pra mim, obrigado mesmo de coração!

    Mas enfim, continuemos com nossos tratamentos e o principal, independente de, nunca parar!

    • Julio Santiago diz

      Leo, alguns famosos ainda vivem desde que pegaram HIV nas décadas de 80 e 90. Bom, veja o exemplo de Greg Louganis, ele, bonitão, ganhador de duas medalhas olímpicas. O médico dele disse que ele está saudável. Acredito que a alimentação é tudo para viver bem. Eu, quando parei de comer massas com trigo, passei a dormir melhor, e meus exames melhoraram. Tente se alimentar bem. Sim, também tenho pensamentos desanimadores. Mas temos que viver, se realmente queremos viver. Perdoe o seu ex, pois quem carregará o fardo é você. Precisamos amar a nós mesmos para viver em paz e feliz apesar de tudo. Tenha fé. Leia livros inspiradores. Leia o Livro: Barriga de Pão (William Davis) e o Livro (Jejum, uma nova terapia? de Thierry de Lestrade (há relatos de uma juíza que estava com câncer de mama, e fez jejum para suportar a quimioterapia). Abraços!!!

  40. Herico diz

    olá pessoal. 2015 o ano em que descobrir ser soro positivo, em setembro, recente essa nova condição na minha vida. fui a duas consultas já com a infectologista. a primeira só solicitou exames, a segunda consulta mostrei os exames, e ela optou por não iniciar logo o tratamento que ainda daria pra esperar mais um pouco. então disse que ia ficar rastreando e que a com tres meses eu devo retornar com novos exames. Optei por não comentar nem com meu melhor amigo, pois tenho medo do receio de todos, mais confesso carregar isso sozinho, essa angustia pode estar me matando em um ritmo acelerado, na frente dos outros finjo estar tudo bem, mas quando me pego sozinho coisas horríveis me aterrorizam e meus pensamentos ficam muito confusos. meu skipe e meu face: hericoantunes@hotmail.com

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s