Notícias
Comentários 64

Morte e Vida Posithiva

vpscomocont

A aids não é notícia mais em lugar algum do país e diversos aspectos da epidemia são negligenciados tanto pelos governos quanto pela imprensa e sociedade. O livro se torna importante ao problematizar esses aspectos. Não podemos deixar que o combate a esta epidemia esmoreça! O livro quer encorajar não somente as pessoas vivendo com HIV, mas também atingir qualquer pessoa que se encontra diante de um desafio desproporcional ao seu tamanho e que se sinta impotente a desenvolver sua resiliência. Na única experiência anterior, que foi a publicação de texto autobiográfico de 15 páginas no livro ‘Histórias de Coragem’, editora Madras, o autor recebeu diversos retornos de pessoas com HIV e seus familiares relatando uma mudança de atitude por parte do leitor. Mas, agora, você pode ser parte deste novo lançamento, adquirindo seu livro antes de todos!

Que as dificuldades da Vida, sendo a Morte a principal delas para muita gente, são o que de mais natural e enriquecedor pode existir. Não se evolui em baladas ou manhãs de sol, mas nos desafios que temos pelo caminho. E sempre se pode virar o jogo, por mais poderoso que seja seu oponente.

vpsfoto01_1

O livro narra a trajetória de Beto Volpe, ator do blog “Carga Viral”, desde sua infecção pelo vírus HIV no ano de 1989 até os dias de hoje, permeado de fatos da infância e juventude que colaboraram para os acontecimentos futuros. Mesclar tragédia e comédia no mesmo contexto é a marca registrada de Beto, o que provoca uma profunda reflexão sobre os vários aspectos envolvidos na epidemia de aids e também em questões de cidadania e de foro íntimo. Sua obra se revela uma potente ferramenta para desenvolver a resiliência do leitor e impactar positivamente não somente a vida das pessoas, como também na compreensão coletiva sobre aspectos não divulgados da epidemia.

Nesta pré-venda exclusiva, você adquire o livro antes de todos e ganha recompensas!

vpsquadro_1

vpsproj_0

 “Fingindo voltar do trabalho, cheguei em casa e logo depois chegou a noite, que levava a crer que tudo seria como todos os dias, com um lanche noturno seguido de alguma programação televisiva. Mas tudo foi completamente diferente, aquela noite foi uma das mais angustiantes de toda a minha vida. Eu e meu irmão nos entreolhávamos como quem procura coragem para dizer alguma coisa. Até que consegui proferir:

— Tenho uma coisa séria pra falar pra vocês…

Pelo seu olhar, tive a nítida impressão de que minha mãe sabia do que se tratava. Mães… Elas são bruxas, adivinham nossas intenções, pressentem nossas dificuldades e são capazes de mover o mundo por nós. Por onze anos fui o filho único de dona Aída, nome dado por meu avô em homenagem a sua obra favorita de Verdi. Mãe torcedora do Santos Futebol Clube, filho santista. Mãe adorava uma peruca argentina, o filho também. Ou seja, eu sempre fui o filhinho da mamãe e ela o meu porto seguro, a bóia que é lançada quando o fôlego está acabando. Nem ela e nem eu tínhamos noção o quanto essa “coisa séria” nos aproximaria e nos uniria como nunca em nossas vidas.

Uma vez mais em um único dia me senti um covarde em levar essa tristeza às pessoas que mais amava. Mas tinha que ser feito, esse segredo nunca se manteria por muito tempo. E, naquele momento em que estava prestes a dar a notícia, foi a primeira vez que eu senti a presença dela, a tal da Morte, com sua capa e alfanje espalhando-se por todos os cantos do aposento. É terrível ver que a morte criou vida e está em seu encalço, sob a forma de um ar irrespirável, denso… Foi como dar uma notícia de falecimento de alguém muito querido e, de certa forma, era mais ou menos isso. Minha mãe, olhando com um pedido de “não conte” perguntou o que estava acontecendo. E eu, na lata, respondi:

— Estou com aids.

Meu Deus, como pode um simples gota arrasar tanto a alma de uma pessoa? Aquele ar irrespirável passou a ser sufocante… E aquele olhar triste de minha mãe deixou escapar uma lágrima. Uma única e furtiva lágrima que escorreu lentamente pelo seu lindo rosto fazendo com que eu me sentisse o pior dos mortais, o lixo do lixo, desejando um raio fulminante em minha cabeça. Ou uma complicação séria que me levasse o mais rapidamente possível desse mundo. Uma lágrima e um olhar triste, se os homens guerreassem assim… Meu pai Geraldo, figura proeminente do cenário político de São Vicente, cortou o clima perguntando como eu havia contraído. Respondi que havia sido através de sexo sem camisinha, que não curtia drogas injetáveis. Quem diria que meu pai, com o qual sempre tive sérias diferenças políticas e íntimas, seria o primeiro estímulo para continuar em frente? Prático e sempre presente nas situações difíceis, ele determinou:

— Agora é ver o que se pode fazer e olhar para frente.

Mas minha atenção ainda estava naquela pequena grande guerreira que sabia que teria um verdadeiro desafio pela frente. Já não foi fácil aceitar a homossexualidade do filho, agora o HIV. Meu irmão a todo instante intervinha como meu fiel parceiro, tentando amenizar a situação, enquanto aquela lágrima ainda rolava dentro de mim, corroendo todos os meus órgãos, ossos, veias, com um poder de destruição maior do que o do HIV. Eu sabia que a brincadeira estava apenas começando, muita coisa ainda iria acontecer no pega pega entre a Morte e a Vida. A Morte e Vida Posithiva.”

livro-volpe

Escolha o valor da sua contribuição, a sua recompensa e a forma de pagamento, em boleto ou cartão de crédito.

beto_volpe

Beto Volpe é natural de São Vicente, litoral de São Paulo, nasceu em Leão, até no novo zodíaco. Após 21 anos de HIV, 15 de aids e deficiência e sete no tratamento de cânceres, é grato ao HIV por, apesar das dificuldades, ter dado uma nova dimensão e um sentido para sua vida.

Anúncios
Este post foi publicado em: Notícias
Etiquetado como: ,

por

Jovem paulistano nascido em 1984, que descobriu ser portador do HIV em outubro de 2010. É colaborador do HuffPost Brasil e autor do blog Diário de um Jovem Soropositivo.

64 comentários

  1. Paulo Roberto diz

    Bom, cada um com sua história… Eu não contei nada a meus pais. Morreram sem saber de nada.
    Contei para um irmão e uma irmã, e só.
    Lutei e luto sozinho, sem apoio mas também sem me fazer de vítima.
    Não sou herói nem bandido. Não sou de ficar de “mimimi”, mas às vezes choro.
    Acho que muitos são assim. Não tenho medo da morte, e sim, da forma como eu vou morrer.
    Mas ultimamente nem isso me preocupa. Estou ocupado demais VIVENDO, ora sorrindo, ora chorando, mas VIVENDO.
    Quantas pessoas não tiveram essa oportunidade?
    Quantos morreram sem que um medicamento tivesse sido descoberto?

    • Victor diz

      Paulo, acompanho vc aqui no blog vc é sempre muito otimista, e pelo seus comentário estou sentindo vc meio pra baixo! Talvez é impressão minha!
      Deixa eu te perguntar, a quanto tempo vc é soropositivo e quanto tempo já tem de tratamento? E cd4 e carga viral como andam?

      • Paulo Roberto diz

        Victor, sou soropositivo há muitos anos… Sim, ando meio prá baixo, cara… Estou indetectável. Infelizmente, perdi a cópia do meu exame mas sei que estava tudo bem.
        Esta semana vou ao Centro de Tratamento e pego uma outra cópia.
        Tenho um ano de tratamento. Estava assintomático até o ano passado, quando tive uma infestação de fungos e comecei o tratamento.
        Eu sou assim mesmo: às vezes rio, às vezes choro… Coisas de um quase cinquentão, que, por vezes, fica meio triste.
        Mas isso passa.
        Obrigado! Muito obrigado pela tua preocupação.
        E, se quiser, escreva para mim… Penso que será ótimo para nós dois… Um dando força para o outro. Assim a “cruz” fica mais leve…

    • Nick Caffiole diz

      Aplausos pra ti Paulooo!
      É exatamente assim meu caro.
      Devemos viver pronto… tem muita gente que tem afecções muito muito piores e não tiram o sorriso do rosto e nem perdem a esperança.
      Você é um campeão. Um espelho no qual me olho sempreee…
      Penso muito parecido.

  2. Rapha diz

    Me ajudem se puderem, escrevi ontem
    Mas n tive resposta.
    Olá sou novo aqui e gostaria da ajuda de vocês
    Descobri minha sorologia + há 1 semana
    Fui no infectologista que pediu todos os exames
    Todos estao dentro das referências, porem gostaria da interpretação em relacao meu CD4/CD8 e carga Viral:
    CD4 563
    CD8 608
    CD4/CD8 0,9
    Carga Viral 5.453 cópias
    Irei no médico terca feira com os resultados, como vcs avaliam? Estou com risco de doenças oportunistas?

    • Ricardo Gru diz

      Ola Rapha, seus exames estao otimos e logo que iniciar o tratamento ficará indetectavel. Meu primeiro resultado assustou ate mesmo minha infecto
      infecto cd4 262 e CV 1milhão, foi um choque enorme, mas hj meu cd4 704 e fiquei indectavel com 5/6 meses de Tarv. Alimentar-se bem, dormir tranquilo, cuidar do corpo, viver sem neuras e evitar outras DSTs é o caminho para a vida longa. Forte abraço.

    • casal diz

      Querido Rapha me mande email pra gente conevrsar td bem? casalpositivo2@hotmail.com, teremos todo prazer de te responder ou pelo menos tentar responder suas perguntas blz?. Mas de antemão tenha calma ou pelo menos tente. Todos aqui tiveram ou ainda tem uma fase desesperadora.

    • Heitor diz

      Olá Rafa. Sua carga viral está baixa. Menor que a minha quando fui diagnosticado há 6 meses. Essa relação cd4/cd8 é importante pq as células cd4 são as atacadas pelo hiv. Mas qd o número de cd4 é muito menor que de cd8 significa que essa última pode estar tbm atacando as cd4. Posso estar enganado, mas pela proporção do seu resultado vc está bem. Provavelmente deve estar assintomático. Vai terça no médico e vc já vai iniciar sua terapia anti-retroviral. Essa semana verei minha carga viral pela segunda vez depois do diagnóstico e minha médica acha que já estarei indetectável.

      Se vc quiser conversar comigo pode me escrever nesse email casadetota@gmail.com

    • Paulo Roberto diz

      Não se preocupe, Rapha… Com o início da terapia, se você seguir direitinho, não haverá risco de doenças oportunistas.
      Apenas evite se expor novamente e busque uma vida saudável.

    • Ser+H diz

      Rapha essa é a canção da nossa vida:

      Ontem um menino que brincava me falou Hoje é semente do amanhã Para não ter medo que este tempo vai passar Não se desespere e nem pare de sonhar Nunca se entregue, nasça sempre com as manhãs Deixe a luz do sol brilhar no céu do seu olhar Fé na vida, fé no homem, fé no que virá (a cura) Nós podemos tudo, nós podemos mais Vamos lá fazer o que será.

    • Casal diz

      Rapha, vc está ótimo. Meu primeiro exame deu CV: 333.000
      CD4: 160
      Com menos de 2 meses de tarv, meu CD4 foi para 370 e a CV caiu para 500 cópias, não estava indetectavel ainda, mas isso foi com 2 meses e meio, acredito que agora com 4 meses ja esteja indetectavel.
      Um abração Rapha, tudo se ajeita e tudo ficará bem. 🙂

    • Nick Caffiole diz

      Olá Rapha…
      Meu querido menino… creia em todos os conselhos que lhe deram aqui. Cuide-se, e tudo ocorrerá bem até você ficar bem velhinho.
      Seus exames estão realmente muito bons. A CV não está tão alta, o Cd4 está no ideal que é acima de 500 e deu Cd8 também está maravilhoso. Geralmente o Cd8 costuma ser mais baixo que o Cd4, mas o seu está ótimo viu!
      Agora é só você iniciar o tratamento direitinho que essa CV logo passará a ser indetectável ( menos de 20 copias por ml de sangue).
      Quando descobri a minha sorologia meus exames estavam muito parecidos com os teus (em valores), exceto o cd8 que estava pouco mais baixo que o cd4 porém dentro no limite.
      Não sei exatamente como contraí o HIV, e sinceramente hoje em dia isso não me importa mais, pois não ira mudar o meu quadro sorológico.
      Nunca senti absolutamente nada nem antes de descobrir e nem depois…não tive nenhuma manifestação de doença. Sou técnico em enfermagem e descobri em exames de rotina que costumo fazer anualmente.
      Graças a Deus descobri no começo…sofri muito pois fiquei extremamente abalado. Mas não existe nada melhor que o apoio da família e dos amigos pra nos tornar fortes e nos ajudar a levantar.
      Hoje posso dizer que não existe no mundo um tombo que seja capaz de me deixar no chão.
      Tenho 26 anos de idade, namoro e estou prestes a me casar, trabalho, sou estudante do curso Bacharel em Serviço Social e não sofro absolutamente nenhuma represália por ser +. Muitos amigos meus conhecem minha sorologia e não mudaram nada com relação ao tratamento e apoio que me dão, até porque sou uma pessoa muito bem instruída no assunto e sempre falo sobre o tema e os principais estigmas sociais do HIV.
      Estou ao teu total dispor pra conversarmos, trocarmos experiências e firmarmos uma maravilhosa amizade.
      Qualquer dúvida e a qualquer momento você pode me procurar esta bem!?
      Deixo aqui o meu email pra vc e pra quem quiser entrar em contato : nick.caffiole@gmail.com

  3. Cadu diz

    Eu descobri que tinha em 2012 depois de terminar em relacionamento, contei apenas para um amigo e outro cara que eu já tinha tido um lance e chegou a dizer que queria namorar comigo, esse cara que eu achei que poderia confiar nunca mais falou comigo, me deletou do face e sumiu, meu amigo, apesar de me dar bastante apoio na época também se afastou, o fardo para quem tem é grande, mas para quem não tem e está próximo da gente deve ser maior ainda. Vivo muito bem sozinho, aproveito a vida numa boa e não pretendo contar para mais ninguém pois já percebi que não vale a pena.

    • Nick Caffiole diz

      Cadu..
      Eu entendo bem o seu sofrimento amigo, mas as vezes contar não é o X da questão e sim pra quem contar. Existem pessoas maravilhosas que podem sim te ajudar e muito.
      No meu caso se não fossem os meus amigos e a minha família eu sozinho não teria me reerguido.
      A única coisa que vc deve ter é cautela e saber pra quem contar.
      Um grande abraço querido… Ahhhhhh e vc não ta sozinho não ta!
      Vc tem a mim e a muitos aqui que estão super dispostos a te ajudar no que for possivel!
      deixo meu email pra vc caso queira entrar em contato ta bem.
      nick.caffiole@gmail.com

  4. Rapha, estão ótimos os exames, comece o tratamento e vai ficar melhor ainda, doenças oportunistas estão longe de te alcançar, boa sorte.

  5. Alessandro diz

    Cadu, VC disse tudo, pq falar né ? Com o tempo vamos dirigindo as informações e vamos vendo oque vale ou não a pena fazer, Rapha seus resultados estão bons, uma relação cd4/cd8 boa é de 1.0 a 4.0 a sua está levemente abaixo, seu cd4 está ótimo, assim que começar seu tratamento dentro de 30 dias VC estará muito bem.

  6. Matheus diz

    Grande Beto Volpe, um exemplo de superação…já acompanho sua história a algum tempo

  7. Avangard diz

    O que significa “21 anos de HIV, 15 de aids e deficiência”?

    • Quer dizer que ele recebeu o diagnóstico há 21 anos, quando mal havia medicamento eficaz contra o HIV e, por isso, passou 15 anos com aids e, em decorrência dela, alguma deficiência ficou como sequela, mesmo quando surgiram os antirretrovirais mais modernos.

      • Alexandre diz

        Pelo que entendi ele recebeu o diagnóstico em 1989, e os medicamentos surgiram em 1996, ou seja, ele viveu 8 anos com AIDS mesmo estando em tratamento. Os outros 7 anos foram sem medicação. Esquisito, não?

        • guidosoldera diz

          Alexandre. Acho que a conta sobre ter Aids há 15 anos é referente ao fato de nem sempre as taxas de CD-4 serem revertidas, em especial com as primeiras medicações, não é? Lembro do meu infecto dizer que pessoas que chegaram tardiamente a tratamento, tem escores menores de CD-4 e podem ter sequelas de infecções oportunistas. No caso do Beto, por muito tempo ele nem teve acesso aos medicamentos, pois estes não existiam.

      • Justme diz

        JOVEM sou sua fã, sei que muitos são, mas eu sou muito mesmo, adoooorooo vc! viva feliz! um abraço!!

  8. Gaucha diz

    Com cd4 alto e cv indetectável ainda temos maior propensão a ter câncer? 😦

    • Victor diz

      No caso dele foi mas complicado, quando ele recebeu o diagnóstico só existia o AZT e nem era distribuído gratuitamente e o AZT sozinho só era eficaz por um certo tempo, dps da terapia HAART em 96 foi o que revolucionou o tratamentos dos sorospositivos, ele é a prova viva q a terapia é eficaz, ele só estar vivo por causa dela… Viva a evolução da ciência, que transformou uma doença potencialmente fatal, para uma doença perfeitamente passível de controle quando se faz o tratamento!!
      Hoje existem mais de 30 antirretrovirais e outras terapias melhores em fases finais de teste como o pro140 e o cabotegravir… Sempre evoluído, é questão de tempo para uma cura funcional ou até mesmo a esterilizante!
      Com tudo isso que existe hoje e que ele não tinha na época, a resposta estar na suas mãos, se vc tiver uma adesão ao tratamento, sinto te informar… Mas, vc vai morrer! Mas, de doenças relacionadas a velhice como acontece com todos os seres humanos!
      É só olhar pra ele, por não ter medicamentos na época ele chegou no estado da AIDS e com a terapia de resgaste voltou a ser soropositivo e vai viver muito ainda!
      Já o Cazuza não teve a mesma sorte, pq já tinha AIDS em 85 antes mesmo do AZT ser aprovado pela FDA, 5 anos vivendo com AIDS ele em 1990 foi para o estados unidos tentar um tratamento com o AZT, mas já era tarde demais, morreu de choque séptico e decorrência da Aids, se ele tomasse a medicação de hoje em dia concerteza estaria vivo!
      Hoje existe várias opções de tratamento e a única coisa que complica de fato é o psicológico, que fica na nossa memória pelo sofrimento de quem não tinha um tratamento disponível na década de 80! Hoje os tempos são outros!

      • RMS diz

        exatamente tenho 25 anos mas logo que descobri a 5meses veio em minha cabeça referências tristes como cazuza e todo o estigma da aids. hj graças ao blog, infecto e nutricionista estou ciente do quão tratavel é essa doença, o preconceito está dentro de nós por falta de informação

  9. Humano Portador diz

    Boa noite,
    Primeira vez que comento no blog. Inicialmente quero agradecer ao JS por existir e a todos os que colaboram com o Blog (comentários).
    Descobri ser HIV+ aos 18 anos assim que iniciei minha vida acadêmica. Foi muito complicado pois, além da sorologia, tive suspeita de ter Linfoma por recorrência. Sozinho, pobre e imaturo, pensei inicialmente em suicídio. Graças a Deus que a ajuda veio e aos poucos pude entender que não vale a pena nos entregarmos ao medo e que devemos ter, até o ultimo respirar, esperança. Minha primeira reação foi ligar pra uma amiga e contar o que estava passando. O abraço que recebi foi tão especial que me arrepio só de lembrar.

    Recebi a noticia numa manha de quarta feira. A dona do laboratório que realizei o exame me ligou pessoalmente e deu todas as coordenadas do que eu teria que procurar. Entrei em contato com o hospital e fui atendido por um anjo. Assim que cheguei na porta do hospital, com medo, triste… este anjo segurou minha mão e resolveu tudo. Fiz exame CD4 e CV e encaminhado para minha primeira infectologista. 3 meses depois já estava indetectável e me adaptando aos efeitos iniciais que o medicamento me trouxe.

    Após a primeira consulta, ao chegar em casa, decidi que levantaria a cabeça e que mesmo com dificuldades seguiria o caminho que escolhi. Neste momento, entrei em contato com minha mãe e expliquei tudo o que tinha acontecido. Foi difícil pra ela, mas aos poucos ela foi aceitando e atualmente é mais tranquila com o assunto que eu. 🙂

    Enfim, minha história é longa. Altos e baixos, duvidas, receios, amores… E nesses 7 anos como soropositivo eu aprendi que a vida nem sempre é aquilo que sonhamos, mas devemos ser gratos por te-la. Que sou grato ao máximo por ter meu comprimido diariamente, meus exames trimestralmente e minha infectologista atenciosa e gentil.

    Um abraço a cada um de vocês. E que Deus cubra todos de bençãos.

    • gaucha diz

      Que lindo teu comentário… Realmente conhecemos anjos quando nos deparamos com dificuldades e só de conhecê-los a vida já vale a pena… Tudo de bom pra ti, viu? =) Aproveito para agradecer, assim como tu, ao J.S por existir.=)

  10. Caio Vieira diz

    Galera! Alguém consegue me recomendar um cirurgião dentista aqui em SP capital, que saibam da sorologia de vocês? Meu dentista mudou de cidade, preciso tirar os dentes do ciso e queria ir em novo em que eu soubesse que nao vou ser constrangido. Se alguém puder ajudar indicando algum.

  11. davi diz

    Pessoal, meus primeiros exames foram: CV 200.000 e CD4 230. 3 Meses apos os ARV’S CV indetectavel e CD4 caiu para 102. Fiquei assustado…o normal seria o CD4 aumentar? Pq diminuiu? 😦

    • D_Pr diz

      Davi, existem alguns fatores que influenciam na diminuição do CD4 (horário de coleta, estresse, tabagismo, ansiedade, má alimentação entre outros), acredito que você também está em uso de profilaxia contra doenças oportunistas, seu primeiro exame de CD4 já estava ruim.

      O importante agora pra recuperação da saúde você já atingiu, que é carga viral indetectável. Em um processo lento (bom seria se o CD4 aumentasse com a mesma rapidez que atingimos CV indetectável), suas células de defesa vão se recuperar. Tenha persistência e um diálogo aberto com seu médico e cuide muito de você nesse processo de recuperação. Não fique triste, isso vai apenas contribuir agora pra esse número de CD4 deixar de subir!

  12. Josiane diz

    Meu filho é soro positivo e eu não sei como ajudar. moro com meus pais já idosos, e ele é neto único se contar pra eles eles não vão aguentar tenho certeza sofro sozinha, nessa dor de saber que meu único filho está doente e com medo da minha mãe saber e perde -la, estou entrando em depressão, não sei o que fazer.

    • D_Pr diz

      Josiane, vamos lembrar que hoje seu filho possui uma condição de saúde tratável e que não impede ele de fazer absolutamente nada! Você doente, não ajuda…contar pra quem quer que seja também não! Seu filho está em tratamento? Ser portador de um vírus, não faz um homem ou mulher doente! O importante é ele ter boa adesão e manter sua carga viral indetectável!

      Você quer ajudá-lo e uma boa maneira é participar com ele das consultas! Não sei como é o comportamento e aceitação dele em relação à sua condição, mas tente-o manter motivado e com foco no tratamento, assim todos terão dias muito felizes pela frente!

    • Paulo Roberto diz

      Josiane, o seu filho não está doente. Ele não manifestou a doença… Procure fazer com que ele se trate… Isso não é o fim, acredite.
      Sei que não é fácil, mas acredite: não é o fim.
      Com o tratamento, ele se manterá saudável.
      Poupe seus pais do sofrimento, e poupe-se também… Repito que com o tratamento adequado, ele jamais manifestará a doença…

  13. Rapha diz

    Obrigado amigos 😉
    Amanha irei na consulta e qualquer novidade aviso a todos
    Josiane agora é hora de força, e seu filho com certeza pode ter uma vida normal, vc tem que apoiar e os dois se fortalecerem, vcs nao precisam contar para os avós, nao é necessário
    Fique bem e levante essa cabeça 😉 siga em frente

  14. Thiago+ diz

    olá amigos, gostaria de um conselho de vocês,
    soube sobre minha situação, tem pouco mais de um mês, fiz meu cd4 que acima de 560 e minha cv 1900, segundo minha médica me indicou esperar mais um pouco pra iniciar o tratamento, a próxima coleta será dia 10 de fevereiro, procurei uma segunda opinião e novamente ou infecto me indicou esperar até a próxima coleta, elas suspeitam que eu seja uma daquelas pessoas que conseguem controlar o nível de cara viral no corpo sem a medicação. Enfim …
    A questão é que tem 3 dias que eu estou conhecendo uma pessoa por aqui, eu tinha na cabeça de contar sobre minha ” situação”, mais na prática está sendo complicado, e não estou confiante em contar nada disso, na verdade não sei se será algo promissor de forma que eu deva contar que sou positivo. De qualquer modo ainda não rolou, nenhuma transa, mais sei que mais futuramente será complicado segurar isso.
    Claro acima de tudo, com remédio ou sem remédio, indetectável ou detectável camisinha SEMPRE, e tomo todo o cuidado que qualquer um aqui toma em relação a essa situação, o momento ta legal, ele é massa, e sei que jamais saberia que sou positivo a não ser se eu contasse. A questão é essa, o momento está bom, mais não sei se terá um progresso tipo ” namoro ” ou algo do tipo. Então sinto em não me expor pra ele, por enquanto.
    é minha primeira relação depois que descobri minha situação, e não sei como lhe dar agora com isso. – as vezes, sinto que é injusto eu não contar, mais as vezes sinto que não tem necessidade de sair falando pra todo mundo que eu ficar que sou soropositivo.
    Creio que não preciso cotar a ele minha positividade, até porque me cuido muito bem, independente se estou indetectável ou não.
    To confuso. 😦 – mais acho que não vou contar não.

    • Ricardo Gru diz

      O problema maior no seu caso não é contar (eu não contaria), mas quando você iniciar o tratamento sempre é bom que alguém saiba o que de fato está ocorrendo, pois as pessoas reagem diferente a TARV. Eu por exemplo, tirando as três primeiras noites de tontura, não tive absolutamente nada, no entanto um amigo precisou trocar o esquema pois não suportou o Efavirenz, além das alucinações, “embolou” todo o corpo com um coceira interminável. Assim, caso vc opte em não contar para ele, tão logo iniciar o tratamento deverá ficar pelo menos uma semana arrumando desculpas para não vê-lo e verificar algum efeito colateral. Mas por enquanto se previne e curte o lance, pois o inicio de relacionamento é tão gostosin, kkkkk

      • Thiago + diz

        kkkkk … poise, RICARDO GRU não sinto necessidade de contar, ate porque, nem sei se ate a segunda coleta ( fevereiro ) ele vai estar comigo .. acontece que nesse momento esta sendo massa, tô me sentido bem, apesar desse turbilhão de coisas nesse ultimo mês com a descoberta, esse ” relacionamento ” tem me feito esquecer um pouco meu diagnostico, caso eu vá tomar a medicação em fevereiro – ( isso se precisar ou se a medica dessa vez indicar ) – eu vou tomar quietinho e fikar logo indetectável e eu fico mais seguro.
        Blza, então vou tomar duas decisões, não vou contar nada pra ele – e vou tentar esquecer isso ate fevereiro, – e é claro acima de tudo me cuidar, porque camisinha pra qualquer um é sempre.(hje eu entendo isso :()
        Obrigado amigo .

    • Thiago + diz

      Se eu entendi bem o que li, é BAAAAAssSTANTE animador essa notícia . 🙂 🙂 😉

    • Victor diz

      EGC, excelente notícia!!
      Muta gente fala que a cura é impossível, falam isso pq não conhecem a ciência!
      Como o cientista mesmo disse: Posso fala sem exita e sem dúvidas, nos estamos indo em direção a cura!!
      Muitos, nem ao menos sabem q o HIV se tornou uma doença crônica graças aos modernos antirretrovirais! Muitos ainda acham que o HIV é uma sentença de morte como era na época do AZT único medicamento da época
      Por isso muita gente desenvolveu AIDS naquela ocasião, o que contribuiu para o estigma e preconceitos que até os próprios soropositivos tem com eles mesmo!
      O grande problema do HIV é a aceitação do diagnóstico, alguém que nunca teve nada e nem preocupação com a saúde, receber o diagnóstico de HIV é terrível!! Dps com o tempo de tratamento e ver que nada de diferente estar acontecendo a pessoa começa a se aceita! Por isso a maioria daqui é recém diagnosticado, quem tem 10, 15 anos ou mais de infecção que pegaram os coquetéis menos modernos e com vários comprimidos e ainda estão bem, eles de certa forma param de temer o HIV
      Vcs recém infectado tem a modernidade ao seu favor, muitos não tiveram essa sorte e ainda em breve teremos tratamentos melhores que esses como o pro140 e cabotegravir, tenho certeza, vcs são a geração da cura!

    • Alexandre diz

      Fala, EGC! Beleza? Cara, não é querendo desanimar, não, mas esse mesmo texto foi publicado no dia 1 de dezembro do ano passado, o que não tira o brilho de suas postagens. Vc está de parabéns por todas elas, mesmo o ano de 2015 ter sido um dos piores em termos de novidades, ao meu ver, desde de 2010. Que 2016 a gente consiga postar aqui coisas tipo: “Pro-140 liberado pela FDA.” “Vacina Picker entra na fase 2 com resultados animadores.” “Anticorpos são liberados pela FDA para tratamento a sorospositivos.” Coisas práticas.
      Cara, 2016 tivemos o vexame francês, mais conhecida como vacina TAT. Tivemos os cientistas otimistas dizendo que se tudo correr bem em 2020 teremos as doses mensais. Porra, 2020? E no mais, tivemos uma porrada de descobertas. Mas são apenas descobertas ainda. Proteínas, aminoácidos, moléculas, enfim, uma porrada de coisas que prometem, um dia, ser uma possível cura ou uma vacina.
      No meu ponto de vista 2015 é um ano pra ser esquecido nesse sentido.
      E EGC, que vc continue sendo nossa enciclopédia. Grande abraço.
      PS: Barasa, me manda um WhatsApp. Estou sem seu número.

  15. Philipe diz

    Bom, me sinto completamente desconfortável e triste na situação em que me encontro hoje, não tenho absolutamente ninguém em que possa confiar para contar minhas aflições.
    Tenho 18 anos, e descobri minha nova condição há praticamente um mês, no dia 03/11, um dia após o dia de finados, e nesse dia um grande parte de mim morreu. Num primeiro momento fiquei em choque, não queria acreditar no resultado, mas depois a ficha caiu e desde então estou bastante depressivo, já não consigo esconder minha tristeza para minha familia, nem para os meus amigos. Já pensei em me matar inúmeras vezes, mas minha fé em Deus é maior do que essa tribulação que estou passando.
    Resolvi fazer o teste depois de um sonho muito estranho que eu tive e não espera o resultado positivo, mas aconteceu.. Estava bastante afastado de Deus, e no decorrer desses dias estou mais próximo d’Ele, me apegado a pouca fé que ainda me resta, acho que por isso ainda não fiz uma besteira. Ando sentindo dor de cabeça todos os dias, choro escondido inúmeras vezes, me sinto sozinho. Me pergunto pq Deus fez isso comigo, pq permitiu que isso acontecesse comigo e com isso estou entrando num quadro crítico de depressão.
    Fingi que estava passando mal na semana passada, fui ao médico, e pedi que ele me passasse um check up, vou buscar o resultado no sábado e ali espero contar com o apoio da família, vou fingir que estou tão surpreso quanto eles com o resultado do laboratório e a partir daí não sei como será a minha vida… Escrevo esse texto chorando, com o coração apertado, tenho medo do futuro, medo de estar num estado avançado, apesar de aparentemente estar saudável. Não tenho medo da morte, mas sim da forma que eu possa morrer. Desculpem pelo incomodo, sei aqui não é o local adequado pra isso, muitos aqui passaram o que eu to passando, ou até mesmo pior, mas não tenho com quem desabafar.. Espero um dia voltar aqui e contar pra vcs que não deixei essa doença me vencer, que eu sou um vencedor. Obrigado, que Deus tenha misericórdia de todos nós, e nos abençoe infinitamente.

    • Mutatis Mutandis diz

      Philipe, chore meu amigo, mas chore tudo o que precisar chorar. Todos aqui choraram. O choque é grande, eu sei, sei mesmo…tive de contar pra minha esposa, veja só?! E lá se vão curtos 02 anos!

      Mas não culpe Deus, pelo amor de Deus!

      Tenha paciência consigo mesmo, perdoe-se! Errar é humano, erro grave esse nosso, não?! Sexualidade é algo complicado de submeter ao controle, principalmente dadas as vivências de cada um de nós. Mantenha a calma, não se ache o pior do mundo, não saia contando para “Deus e o mundo”, porque acredite: seu arrependimento será maior do que o do dia que vc transou sem camisinha.

      Com um tempo tudo volta ao normal, vá vivendo, simplesmente! Quando passar esse mar revolto você aterrisa e toma as decisões. Seja forte, rapaz!

      Conheço um mundo de pessoas que gostariam de trocar a enfermidade que elas têm pela sua!

      No mais, faça as pazes com Deus…com vc mesmo! Ei, vc não fracassou, nem pense nisso!

      Tome sua medicação e depois retome o controle de sua vida. Esse virus é um covardezinho que se esconde, esconde e se esconde…não haja como ele!

      Siga pra vida, siga pra vida e siga pra vida!

      Quando acharmos um jeito de expulsá-lo da toca, ele já era! Sendo otimista, daqui para os seus 30 anos esse virus já deve ter ido pras cucuias….até lá, eu se fosse vc, gostaria de estar saudável, em plena forma, formado, trabalhando, bem resolvido…..etc….nada de depressão, de se julgar inferior, de coitadismo…..e viva a vida, porque amanhã alheio a qualquer vontade o astro-rei vai brilhar! Esse astro sou eu, você e quem quiser ser!

      Grande Abraço!

      P.S. Nos avise quando der o primeiro sorriso depois da descoberta, eu demorei, mas ri que chorei, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!

      • Mu Mu, você e seus comentários sempre pertinentes! Que saudades de você!! Tudo bem com você?

        • Mutatis Mutandis diz

          Cadê vc, senhorita?!?! Que surpresa foi essa?

          Prazer revê-la, ou melhor, teclar com vc…..não suma não…esse blog é excelente mas com vc é muito divertido!

    • Paulo Roberto diz

      Philipe, todos nós passamos por isso. Alguns com mais, outros com menos sofrimento, mas todos nós sofremos quando soubemos disso. Falo por mim e tenho certeza de que todos os outros também sofreram.
      Não faça nenhuma bobagem. Confie em Deus, tenha fé… Junte-se aos que oram por essa causa tão importante…
      Não sei qual a sua religião, mas se você é cristão, vá a uma igreja, seja lá qual for, e “derrame-se” a Deus… Não precisa falar nada com ninguém, a não ser que queira fazer isso…
      Pode contar com minhas orações. Aliás, tenho um caderninho onde estão anotados vários nomes ou apelidos, e oro por todos!!! Vou incluir você nessa lista.
      Que o Espírito Santo, o Consolador, esteja contigo, agora…
      Chore quando tiver vontade, amigo… ELE está vendo tuas lágrimas. ELE nos atenderá. Tenho certeza disso…
      Fique com Deus.

      • Mutatis Mutandis diz

        Ponha meu nome nesse caderno, Paulo Roberto!

        “Eis que faço novas todas as coisas”.

    • Nick Caffiole diz

      Philipe…
      Meu amiguinho… Não pense que você está só ou você não tem ninguém, pois vc tem a todos nós aqui do JS.
      Queremos vê-lo muito bem viu… Olha, chorar faz parte da vida e apesar de ser bem novinho e ter muita dificuldade pra aceitar sua condição sorológica, ela não vai mudar drasticamente nada na sua vida meu anjo e logo logo você vai estar lidando com muita facilidade com tudo isso. O mais importante de tudo é você se cuidar e essa é a principal função positiva do HIV (todo mal tem um lado bom que deve ser absorvido e tirado como lição) nos fazer estar atentos a nossa saúde e ao nosso bem estar.
      Estar próximo a Deus e das pessoas que você ama é fundamental para que você se levante mais rápido!
      Ah… e respondendo a sua indagação meu amiguinho Deus permitiu que isso acontecesse contigo porque você é um menino FORTE, e ele poupa muito mais os fracos que os fortes. Ele jamais permitiria que fosse despejado sobre você um fardo maior do que um que você pudesse carregar.
      Fico muito contente em ler comentários e relatos dos mais variados tipos aqui no site JS e de alguma forma direta ou indireta poder ajudar.
      Criei um email pra me comunicar com pessoas como nós e poder ajuda-los sempre que preciso… e tenho maior prazer em fazer isso pois trabalho na área a saúde e amo o que faço e estudo.
      Deixo aqui o meu email e aguardo seu contato pra podermos esmiuçar o TEMA de uma maneira gostosa e que faça você viver muito bem.

      EMAIL : nick.caffiole@gmail.com

  16. Ricardo Gru diz

    Meu Deus !!! Lendo o depoimento do “Mutatis” chorei…. cara que sensibilidade é esta sua???? Eu tbm sofri mto quando peguei meu diagnostico, hj nem lembro que sou soro+. So lembro em me cuidar mais e mais. Phelipi mantenha-se forte pois Deus é contigo. Ah, Paulo serei grato por suas oraçoes tbm. Abraço Fraternal para todos. Este blog é plano de Deus para nós.

    • Paulo Roberto diz

      Ricardo Gru… Eu também sofri e chorei muito ao receber meu diagnóstico, ainda mais pela forma que me foi passado: na recepção de um hospital, com a “médica” aos berros, dizendo que eu iria morrer em seis meses… Na frente de todo mundo e em uma época em que não havia medicamentos… uma médica sem ÉTICA, sem ESCRÚPULOS, sem o mínimo de SOLIDARIEDADE, que me acusou de coisas que eu não fiz e foi a responsável pela minha tentativa de suicídio.
      Mas Deus é tão bom que me deu forças para ir adiante.
      E é essa mesma força que eu peço a Ele que dê a todos. E, claro, que ilumine os cientistas e retire todas as barreiras para que a cura seja logo descoberta e amplamente divulgada.

  17. cariocarj diz

    Amém ! Ela está chegando ! Que Deus ilumine todos e aos cientistas.

  18. Homem23:55 diz

    Olá Amigos,

    Acho que o blog deveria criar uma cartilha, pra facilitar os novos no grupo.
    Apesar de que os depoimentos ajudam bastante.
    ENFIM… Já vão uns fazer 20 dias que estou tomando o 3 em 1, está quase tudo normal, no que se refere a adaptação.
    (tonturas, rash cutaneo de uns 4 dias e enjoo quando fico sem comer por muito tempo)

    DICA: pra quem tiver a reação dos remédios e ficar todo pintado (rach cutaneo), dá pra falar que é alergia a alguma coisa que comeu.
    Tem amigos que até dizem que já tiveram igual e ficaram assim…kkkk
    Depois passa e fica normal! Some tudo.

    Mutatis Mutandis – legal seu comentário, é bem por aí… muito bom seu comentário ao Philipe

    Thiago+ – se me permite um conselho, comece logo a tomar os remédios, pois mesmo com CV1900, você pode infectar alguém (ferir alguém, pode ser pior que ser ferido)

    TODOS – é o que sempre falo, se é sua primeira vez por aqui e você está desesperado. Respire e leia os comentários.
    Depois vai pra internet e pesquisa até cansar. Sem preguiça. Hora de aprender!!
    A ignorância assusta num primeiro momento.

    Em breve posto meus exames com CV Indetectável e CD4

    abraço a todos

  19. Thiago + diz

    existe, algum grupo aqui de whatsapp, ou kik .. que eu possa entrar ?! preciso conversar mais … 😦

  20. Philipe diz

    Obrigado a todos pelos comentários, pela força que me deram.. Vendo esses comentários fiquei bastante emocionado pela coragem e persistência de vcs. Queria agradecer em especial ao “Mutatis”, suas palavras foram inspiradoras, realmente errar é humano e certos erros não têm mais voltas, mas podemos trilhar um futuro melhor, basta querer!
    Ainda não contei a ninguém sobre meu diagnóstico, sábado vou buscar os exames com a minha mãe, e lá ela ficará sabendo e eu também vou fingir que estou surpreso com a notícia. A partir daí começará minha caminha em busca do meu tratamento. Mas ainda tenho medo de tanta coisa, medo da reação dela, da minha família, do preconceito que certamente sofrerei, um turbilhão de pensamentos vieram a tona esta noite, de como será a minha vida com o tratamento.
    Esse site tem me ajudado muito a ver que é possível levar um vida “normal”, mas tenho receio dessa vida, ainda tenho diversas dúvidas sobre essa doença. Tenho fé em Deus e na ciencia, e creio que não estamos muito longe da cura. Mas penso o quanto será desconfortável a minha vida em relação a esses coquetéis diários, a ter filhos saudáveis, avaliações médicas periódicas, não transmitir esse vírus a outras pessoas, ao preconceito familiar, hospitalar, etc. Acabei de entrar na vida adulta e com uma responsabilidade tão grande que vou ter que levar durante muitos anos. Será que vou dar conta disso tudo? Bom, espero que sim! Conto com a ajuda de vcs para conseguir vencer essa guerra, estamos juntos. Grande abraço e fiquem com Deus.

  21. K. diz

    Oi!
    Descobri na terça feira que sou soropositivo, imaginei que nesse momento o mundo fosse ficar contra mim, que eu não viveria mais que 1 ano, que tudo tinha acabado ali.
    Contei pra meu ex namorado que me deu toda força e todo apoio, é pra mais dois amigos que estão ao meu lado também me dando forças, um deles me mandou o link desse blog, que me acalmou muito e tem me ajudado a enfrentar o HIV com mais força.
    Quero fazer parte da rotina de vocês e agora sei que posso viver muito mais do que eu imaginei na terça feira.
    Obrigado!

    • Nick Caffiole diz

      Oie K. tudo bem contigo??
      Espero que esteja muito bem e lidando cada vez melhor com sua nova condição sorologica.
      Tenho um email pra ajudar e pra tirar toda e qualquer tipo de duvida com relação ao HIV.
      Estou totalmente disposto a te ajudar e trocar experiências. A união faz a força e vinculos verdadeiros de amizade criados em momentos criticos como esses jamais podem ser destruidos.
      nick.caffiole@gmail.com

  22. daniellemos diz

    alguem de São Paulo capital teria um infecto para recomendar?
    Desde julho ja passei por dois e não me dou bem com eles. frios e não dispostos a responder as minhas dúvidas.
    eu verifico depois se ele ou ela atende pelo meu plano de saúde.
    Gostaria muito de encontrar um infecto confiável mas que tenha o minimo de bom trato.
    obrigado!

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s