Notícias
Comentários 35

Movimento de proteína regula infecciosidade do HIV


eurekalert 300 cmyk

Quase 37 milhões de pessoas no mundo vivem com HIV. Quando este vírus destrói tantas células do sistema imunológico que o corpo não consegue combater a infecção, a aids se desenvolve. No ano passado, a doença tirou a vida de mais de um milhão de pessoas.

Durante os últimos três anos e meio, uma equipe de pesquisadores de seis universidades, liderada pela Universidade de Delaware e financiada pelos National Institutes of Health e pela Fundação Nacional de Ciência dos Estados Unidos, tem trabalhado para aprender sobre uma proteína que regula a capacidade do HIV de sequestrar uma célula e nela fazer iniciar sua replicação. Suas descobertas, relatadas recentemente na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, apontam para um novo caminho no desenvolvimento de possíveis estratégias para frustrar a replicação do vírus.

A equipe incluiu cientistas da Universidade de Delaware, Escola de Medicina da Universidade de Pittsburgh, Universidade de Illinois em Champaign-Urbana, Universidade Carnegie Mellon, Laboratório Nacional de Alto Campo Magnético na Universidade Estadual da Flórida e Faculdade de Medicina da Universidade de Vanderbilt. Eles usaram uma combinação de ferramentas e técnicas de alta tecnologia, incluindo espectroscopia de ressonância magnética nuclear (RMN) de magic-angle spinning (MAS) e simulações computadorizadas de moléculas, para examinar as interações entre o HIV e a proteína ciclofilina A (CypA) de células do hospedeiro, exatamente durante o movimento individual dos átomos.

“Descobrimos que a infecciosidade do HIV é regulada pelos movimentos dessa proteína.”

“Em poucas palavras, descobrimos que a infecciosidade do HIV é regulada pelos movimentos dessa proteína”, explica Tatyana Polenova, professora de química e bioquímica na Universidade de Delaware, que liderou o estudo. “É uma estratégia de regulação sutil que não envolve importantes mudanças na estrutura do vírus.”

Sessenta vezes menor do que um glóbulo vermelho do sangue, o HIV contém um escudo em forma de cone, chamado de capsídeo, feito de proteína, que envolve duas cadeias de RNA e as enzimas do vírus necessárias para a replicação. Como qualquer vírus, o HIV só pode produzir cópias de si mesmo depois de ter invadido o organismo hospedeiro. Em seguida, ele começa a dirigir algumas das células do hospedeiro para começar a produzir o vírus. Mas como é que o HIV invade uma célula? Nos seres humanos, a proteína CypA pode promover ou inibir a infecção viral através de interações com o capsídeo do HIV, embora o mecanismo exato ainda não seja conhecido. Uma porção da proteína do capsídeo do HIV, chamado de laço CypA, é responsável pela ligação da CypA na célula hospedeira humana. Uma vez que isto ocorre, o HIV se torna um vírus infeccioso.

Ciclofilina A (CypA)

Ciclofilina A (CypA)

No entanto, uma alteração de apenas um aminoácido no laço CypA pode fazer com que o vírus faça o oposto do que faz normalmente, tornado o vírus totalmente não-infeccioso quando CypA está presente, e infeccioso quando a CypA não está presente. Essas mudanças são chamadas de “escape de mutações”, explica Polenova, porque elas permitem que o vírus “escape” de sua dependência a CypA. Para aprender mais sobre este mecanismo de fuga, a equipe de pesquisa analisou os conjuntos de diferentes variantes da proteína do capsídeo do HIV complexada com CypA. Usando ressonância magnética nucelar de magic-angle spinning, eles gravaram os movimentos, átomo por átomo, em escalas de tempo que variam de nanossegundos para milissegundos, a partir de um bilionésimo de segundo a um milésimo de segundo.

A equipe descobriu que uma redução dos movimentos decorrente de mutações que ocorrem naturalmente na região de ligação com a CypA permitiram que o vírus escapasse da dependência desta proteína. As observações com ressonância magnética nucelar de magic-angle spinning forneceram um olhar direto destes movimentos, gravando as mudanças nas interações magnéticas entre os núcleos. As simulações de computador permitiram que a equipe visualizasse os movimentos. Algumas porções da proteína do capsídeo não se movem nada ou se movem apenas um pouco, enquanto outras partes passam por movimentos de grande amplitude, distribuídos em uma ampla gama de escala de tempo, com a região mais dinâmica sendo o laço da CypA. Polenova diz que é bastante surpreendente que tais movimentos extensos estejam presentes no capsídeo e que estas dinâmicas podem ser detectadas por ressonância magnética e simulações de computador.

“Esperamos que este trabalho possa orientar o desenvolvimento de novas intervenções terapêuticas.”

“É a primeira vez que usamos experimentos com computação gráfica num estudo de dinâmica, e é particularmente animador que tenhamos feito isso num sistema tão complexo”, diz Polenova. “Esperamos que este trabalho possa orientar o desenvolvimento de novas intervenções terapêuticas, tais como pequenas moléculas que serviriam como interagentes com o capsídeo do HIV e capazes de inibir essa dinâmica.” Polenova diz que a equipe diversificada de pesquisadores, com experiência em virologia do HIV, biologia estrutural, biofísica e bioquímica, foi fundamental para o sucesso do estudo, juntamente com acesso a instalações de ressonância magnética do Laboratório Nacional de Alto Campo Magnético.

A equipe se reuniu através do Centro de Interações Proteicas do HIV, financiado pelo National Institutes of Health. Liderada pela Profa. Angela Gronenborn, o centro reúne cientistas e instalações de alto calibre para elucidar as interações das proteínas do HIV com os fatores de células hospedeiras.

Pela EurekAlert! em 25 de novembro de 2015

Anúncios
Este post foi publicado em: Notícias
Etiquetado como: , , , ,

por

Jovem paulistano nascido em 1984, que descobriu ser portador do HIV em outubro de 2010. É colaborador do HuffPost Brasil e autor do blog Diário de um Jovem Soropositivo.

35 comentários

  1. Victor diz

    Não sei si estou errado, mas, si eles estão pensando ainda em novas terapias é pq a cura estar distante?
    Ao ler isso fico mais animado com o cabotegravir e o pro140!!

  2. Luís diz

    Galera quem tiver o contato do carioca positivo alguém me passa , faz meses que tento falar com ele estou preocupado . Por favor quem tiver me passa !

    • LZ diz

      brumo,
      eu fiz essa mesma pergunta pra minha infecto, e ela disse que como profissional não recomendaria nenhuma “droga” mas que não tem relação entre maconha e as tarvs tomadas. já li que o THC pode diminuir os efeitos dos medicamentos no corpo, mas a fonte nem era confiável. e pode até ajudar no ganho de peso, já que a famosa larica faz a gente comer de tudo. eu iniciei minha medicação há mais de dois meses, até hoje, além dos sonhos vívidos, e das tonteiras que duraram algumas semanas, eu percebi umas manchas tímidas na pele e surgiu uma pequena feridinha no lábio há uns dois dias, espero que passe, isso fazendo o uso regular de maconha. inclusive há um estudo que diz que ao THC pode intimidar a propagação do vírus HIV no corpo.

      http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/maconha-pode-frear-a-disseminacao-do-hiv

      até onde li as drogas que não são bem-vindas junto ao coquetel são o álcool por ser metabolizada (é essa mesma a palavra? haha) no fígado e a “bala” por afetar neurologicamente o nosso corpo. então acho que o uso moderado da plantinha ta liberado 🙂

  3. BMel diz

    Descobri ser + dia 7 de julho e comecei o tratamento dia 19 de setembro. Após 7 dias, tive alergia na região do pescoço mas assim que tomei o antialérgico as manchas saíram. Acredito que já estou indectável mas meus próximos exames de CD4 e CV serão apenas em dezembro. Quando fiz os primeiros em agosto, meu CD4 era 1.080 e minha CV era 12 mil. No começo pensava mais nisso, mas de um mês para cá não mais. Muitas vezes, só lembro que sou + mesmo quando vou dormir, pq tenho que tomar o 3X1. Além da alergia, os únicos efeitos colatreais que tenho é um pouco de tontura caso eu levante no meio da noite (para ir banheiro, por exemplo) e também os famosos “sonhos vivos”. Nunca fui de sonhar, mas desde a tarv eles são diários. Todo dia sonho e acho isso algo chato, pois me faz acordar um pouco cansado as vezes. Sou muito grato a Deus por estar conseguindo viver muito bem. É complicado no começo mas nada que muita fé em Deus e meditação (no meu caso) não resolvam. Abraços a todos do blog.

  4. Leão diz

    Gente… Mais uma vez, desenvolver novas terapias não é diretamente ligado a distância da cura! As novas terapias também podem trazer a cura! Releiam isto:

    “No entanto, uma alteração de apenas um aminoácido no laço CypA pode fazer com que o vírus faça o oposto do que faz normalmente, tornado o vírus totalmente não-infeccioso quando CypA está presente, e infeccioso quando a CypA não está presente.”

    Não seria uma descoberta maravilhosa que além da possibilidade de uma nova medicação, tal informação não ajudará bastante aqueles que estão empenhados em encontrar uma cura?
    Não desliguem as coisas… Quanto mais conhecimento tiverem sobre a ação do vírus e quanto mais drogas eficientes forem produzidas, maiores são as chances de encontrar um método para eliminar o HIV do corpo. Uma combinação de terapias não é descartada, já não foi dito que até remédios contra alcoolismo podem ajudar no processo de descoberta da cura?

  5. LSCL diz

    Galera, boa tarde.
    Completo por volta de 3 meses de tratamento com o 3×1 e realmente ainda não entendi a lógica dos efeitos colaterais desse remédio.
    Os únicos efeitos que venho sentindo são a sensação de embriaguez e a vontade de evacuar sempre quando acordo pela manhã. Nada desesperador.
    Porém, há um mês esses efeitos têm se tornado instáveis no sentido de passo dias sem sentir nada como se não tivesse tomada nada e dias que sinto os efeitos. Me informaram que quando ingerimos alimentos gordurosos algum tempo antes do remédio os efeitos podem ser maiores mas no meu caso tem dias que como churrasco com carnes e linguiças antes de tomá-lo e não sinto nada e tem dias que como uma torrada, ou salada, ou um iogurte, ou mesmo apenas um bife frito na água sem óleo/margarina e os efeitos vêm com tudo.
    Alguém já entendeu o funcionamento desse remédio em questão da diminuição dos efeitos colaterais? Porque já tentei todos os tipos de alimentos e os efeitos realmente vêm quando eles querem. rs

    • D_Pr diz

      LSCL

      Após os 06 meses eles desaparecem completamente, esses que podemos dizer são os efeitos de curto prazo.

      É importante você mesmo descobrir, se deve ingerir o medicamento com o estomago cheio ou vazio..não tem como dizer que o que funcionou comigo possa funcionar com você! Por exemplo, todos associam o Kaletra a diarreia e eu tenho um péssimo funcionamento intestinal com o 3×1! O que fazer? Nem tudo acontece igual pra todos! Boa sorte

        • Leão diz

          Veja bem, eu acredito na previsão da amfAR. Até 2020 teremos um método de cura. Os primeiros passos já estão aí, descoberta da movimentação metabólica do vírus, drogas anti câncer e alcoolismo que podem ajudar, testes e mais testes de vacinas.
          Além da eficiência dos métodos, o tempo de estudo dos casos testados e o não ressurgimento do vírus nos primeiros testes é quem devem regular o tempo, acredito eu.
          Não sou descrente em uma cura próxima, mas acho que quanto mais conhecimento a cerca do vírus e quais suas fraquezas, assim como melhores terapias devem acelerar o processo para descoberta de uma cura.
          Não há motivos para imaginar que só porque existem pessoas comprometidas com uma terapia mais efetiva a cura está longe, a terapia eficaz pode ajudar MUITO estratégias de cura como “chutar e matar”.

          • Leo diz

            Obrigado Leão, eu acredito igual você, no máximo 10 anos, mas como o post da amfar da cura 2020, estipular um tempo não é ciência

      • D_Pr diz

        Não sei se é verdade!!! Próximo seria, “amanhã começa a ser aplicado a cura nos portadores de HIV/AIDS” e o pior, talvez esse amanhã não chegue pra nossa geração de soropositivos (eu acredito na cura, mas pensar que ela vem logo é ilusão e como disse, talvez nossa geração não se beneficie dela), o contrário é especulação e maneira de arrecadar um dinheirinho pra pesquisas!

  6. Ricardo Gru diz

    “Leão” concordo com você ! A verdade é uma só : Tudo que venha a acrescentar, seja na descoberta definitiva, seja numa cura funcional ou até mesmo em medicamentos mais avançados já esta valendo e muito ! Graças a Deus e a medicina não posso nem reclamar, com exceção do meu peso que ainda tento recuperar pelo menos uns 02 quilos, estou em tratamento desde 08/2014 e não senti absolutamente nada. Espero que todos nós tenhamos força e esperança sempre.

    • Leão diz

      Opa Ricardo Gru! Olha cara, somos xarás! (rs)
      Eu conversei com meu antigo infecto sobre perda de peso, eu tinha medo de ficar mais magro (já sou magro naturalmente hehehehe), não sei bem como você descobriu ser positivo, mas sei que fatores como tempo de infecção são sim determinantes para perda de peso e dificuldades de ganho de massa. Então meu conselho é, converse com seu médico e procure um nutricionista também. Um abraço.

  7. Gledson diz

    Olá a todos.

    Gostaria de discursar sobre o post anterior.
    Acompanho muito jornais e notícias e essa semana realmente nunca vi tanta notícia referente ao HIV.
    A epidemia esta crescendo assustadoramente e as autoridades precisam tomar alguma atitude. Não falo somente em relação ao Brasil, mas sim mundialmente.
    As pessoas não estão mais ligando para o HIV, pois sabem que tem um tratamento eficaz porém depois ficam igual a nós, soropositivo ” com medo ” do preconceito e outras coisas que podem acontecer.
    HIV hj não tem cara, e nem classe social. Porém, ainda é grande a infecção de homens que se relacionam com homens. E ainda por cima muitos adolescentes.
    Infelizmente de pois não tem volta de infectado, não tem o que fazer a não ser iniciar o tratamento e chegar com que venha a cura, que acredito eu que só chegue daqui a uns mais 10 anos.
    São muitas descobertas de proteínas, estratégia de ” chutar e matar ” mas infelizmente a demora é muita e nós que já estamos passamos por isso ficamos muito na expectativa.
    Temos que tratar do nosso psicológico, pois esse é o melhor remédio.

    Abraços.

  8. RMS diz

    eu gosto de tomar cerveja sim de vez em quando principalmente fds nas baladas e estou indetectavel. Acho q o melhot é viver a vida normalmente sem neuras!

  9. Junior diz

    Estou profundamente preocupado e gostaria da ajuda de vocês porque sou relativamente leigo no assunto. Descobri no inicio do ano minha sorologia. Comecei tratamento em julho, carga viral estava em 97 mil copias, em dois meses caiu para 280 copias, um resultado muito bom segundo minha médica. Provavelmente ela falou que no próximo exame que realizarei em dezembro a carga estaria indetectável. Ate ai tudo bem. O grande problema é que tive uma relação de risco para reinfecção. Notei na pessoa com quem me relacionei um comportamento no mínimo suspeito. Sempre me previno, para proteger as pessoas com quem tive algum tipo de relação, ate evitei contato sexual durante o periodo que estava sem me tratar. Para resumir, tive uma relação sexual com preservativo, porem percebi que o rapaz havia tirado o preservativo durante o ato sexual, mas so vim notar quando terminamos. Os motivos pelo qual ele fez isso eu nao sei, se eh por preferencia ou se foi no pior dos casos por intenção de me transmitir algo. Mesmo ja sendo portador li que ha muitas complicações em caso de reinfecção. To muito preocupado, estou tomando o 3 em 1, o tratamento ate o ultimo exame estava sendo um sucesso… Cd4 em 850, carga viral baixa e só Deus sabe o quanto eu insisti para poder tomar esse esquema, pois tenho histórico de depressão. Colaterais 0. E agora o que me preocupa é de eu ter estragado tudo, ter na pior das hipóteses me rei infectado e ter q driblar um novo caminho contra o hiv. Estou com guia de exame pra fazer em janeiro… De carga viral, mas diante dessa situação acho que vou fazer mesmo na próxima semana.

    Quem souber de um grupo no whats gostaria de entrar, nao queria deixar meu numero exposto aqui. Como faço? Agradeço desde ja.

    • Victor diz

      Junior, posso estar totalmente errado e até acho que estou… (rs) mas, quando uma pessoa é infectada, se ela fizer a prep antes de 72 hs por durante 1 mês ela pode evitar a infecção em 96% ou mais!! Não sei se o 3×1 pode ser usado como prevenção, si for, vc não precisa se preocupa… Afinal vc toma todo dia!
      Mas, eu acho que é mais neura da sua parte!
      Eu por exemplo tenho medo até de pegar alguma coisa quando furam meu braço pra fazer exames kkkkkkkkkkkkkkk fiquei totalmente paranóico…
      O a grande preocupação de uma reinfecção é o hiv2 ele é menos agressivo que o hiv1 e tbm é rarismo no Brasil, eu particularmente não conheço ninguém com esse tipo de HIV! A medicação para o hiv2 não é a mesma para o Hiv1… O cara que tem 2 agente infeccioso no corpo, pode complicar e muito! Isso é mais comum de acontecer na África!

    • Edy diz

      ola junior tambem gostaria de entrar num grupo de whatzap se vc entrar em algum me manda o convite esses dias uma pessoa do RS entrou encontato comigo mais acabei apagando a mensagem que ele me mandou e esqueci de salvar o numero dele é bom esse blog mais seria bom que tivese mos outros meios de conversar pra tirar varias duvidas e ter boas amizade eu li uma noticia que no Brasil existe 450mil pessoas com o virus mais so 150mil sabem que é positivos os os outros não tem conhecimento mais é como eu falo são tantas pessoas mais é como eu fosse o unico no mundo que tem o virus hiv pois não conheço ninguem que tem.

  10. PositividadeSempre diz

    Boa noite e todos. Estou passando por uma situação hoje que não sei como lidar.
    Hoje me dei conta que tenho 2 comprimidos na minha caixinha de remédios, ou seja, não fiz o acompanhamento do número de remédios desse mês. Deveria ter ido pegar outra medicação 3×1 hoje pela manhã, mas estou com uma vida muito agitada de trabalho e estudo e acabei me esquecendo. Agora só tenho dois comprimidos (no caso um pra hoje e um amanhã). Ficarei sem medicamento no domingo e só poderei pegar uma nova medicação na segunda de manhã quando abrir o local.
    Como devo proceder nesse caso? Estou tomando a medicação tem por volta de 3 meses certinha, às 23h todos os dias.

  11. Guto diz

    PositividadeSempre, deverá proceder não deixando seu remédio acabar de novo. Esqueça tudo e pense na sua saúde. Quando faltar uns 5, 7, já vá buscar. Tome normalmente na segunda.

    • PositividadeSempre diz

      Na segunda então não tomo pela manhã quando pegar o remédio e tomo a noite no meu horário normal? Ou tomo nos dois horários (pela manhã quando pegar e pela noite no meu horário?) Ou somente pela manhã e depois só na terça feira?
      Obrigado por responder! Foi mesmo um deslize de cálculos.

  12. Carlos diz

    Positividade Sempre, isso já aconteceu comigo uma vez, faz um ano e não mudou minha carga viral: indetectável. . Não deixe acontecer de novo, mas um dia somente não vai mudar nada. Cuide-se, viva bem.

    • PositividadeSempre diz

      Na segunda então não tomo pela manhã quando pegar o remédio e tomo a noite no meu horário normal? Ou tomo nos dois horários (pela manhã quando pegar e pela noite no meu horário?) Ou somente pela manhã e depois só na terça feira?

      Obrigado por responder! Foi mesmo um deslize de cálculos.

  13. daniellemos diz

    alguem de São Paulo capital teria um infecto para recomendar?
    Desde julho ja passei por dois e não me dou bem com eles. frios e não dispostos a responder as minhas dúvidas.
    eu verifico depois se ele ou ela atende pelo meu plano de saúde.
    Gostaria muito de encontrar um infecto confiável mas que tenha o minimo de bom trato.
    obrigado!

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s