Notícias
Comentários 94

Um anticorpo que pode atacar o HIV de um jeito diferente


Caltech

Proteínas conhecidas como anticorpos amplamente neutralizantes (bNAbs, do inglês broadly neutralizing antibodies) são uma chave promissora na prevenção da infecção pelo HIV, o vírus que causa a aids. Os bNAbs foram encontrados em amostras de sangue de alguns pacientes com HIV, aqueles cujo sistema imune pode controlar a infecção naturalmente. Estes anticorpos podem proteger as células saudáveis do paciente através do reconhecimento de uma proteína chamada envelope viral, presente na superfície de todas as cepas de HIV, e então inibir ou neutralizar os efeitos do vírus. Agora, pesquisadores da Caltech descobriram que um bNAb em particular pode ser capaz de reconhecer esta proteína específica, ao mesmo tempo em que assume diferentes configurações durante a infecção — tornando mais fácil de detectar e neutralizar o vírus em um paciente infectado.

A pesquisa, do laboratório de Pamela Bjorkman, professora de biologia, foi publicada em 10 de setembro na edição da revista Cell.

O processo de infecção pelo HIV começa quando o vírus entra em contacto com as células imunes humanas, chamadas células T, que transportam na sua superfície uma proteína particular, a CD4. Proteínas de três partes na superfície do vírus, chamadas de envelopes virais, reconhecem e se ligam às proteínas CD4. Os envelopes fechados abrem-se quando se ligam à CD4. Em seguida, a configuração aberta desencadeia a fusão do vírus com a célula alvo, permitindo que o HIV deposite seu material genético no interior da célula hospedeira, forçando-a a se tornar uma fábrica de produção de novos vírus, os quais podem infectar outras células.

Bjorkman-SB-graphical-abstract-2015-NEWS-WEB

Os bNAbs reconhecem o envelope da superfície do HIV — a maioria dos bNAbs conhecidos só reconhecem os envelopes em configuração fechada. Embora o único alvo dos anticorpos neutralizantes seja o envelope viral, cada bNAb funciona reconhecendo apenas um alvo específico nesta proteína, ou epítopo. Alguns alvos permitem que a neutralização do vírus seja mais eficaz e, por isso, algumas bNAbs são mais eficazes contra o HIV do que outras. Em 2014, Bjorkman e seus colaboradores da Universidade Rockefeller reportaram a caracterização inicial de um potente bNAb, chamado 8ANC195, no sangue de pacientes com HIV cujo sistema imunológico é capaz de naturalmente controlar suas infecções. Eles descobriram que este anticorpo era capaz de neutralizar o HIV por alvejar um epítopo diferente do que qualquer outro bNAb anteriormente identificado.

No trabalho descrito na recente edição da revista Cell, eles pesquisaram como as funções dos 8ANC195 e suas propriedades únicas poderiam ser benéficas para as terapias contra o HIV.

“Observamos exatamente como o anticorpo reconhece o vírus.”

“No laboratório de Pamela, usamos cristalografia de raios-X e microscopia eletrônica para estudar interações proteicas num nível molecular”, diz Louise Scharf, um estudante de pós-doutorado no laboratório de Bjorkman e o primeiro autor da pesquisa. “Primeiramente fomos capazes de definir o local de ligação deste anticorpo em uma subunidade do envelope viral do HIV. Agora, neste estudo, nós identificamos a estrutura tridimensional desse anticorpo em relação com todo o envelope e observamos, em detalhe, exatamente como o anticorpo reconhece o vírus.”

Eles descobriram que, embora a maioria dos bNAbs reconheça o envelope viral em sua configuração fechada, o 8ANC195 pode reconhecer a proteína viral tanto em configuração fechada como também em configuração parcialmente aberta. “Acreditamos que é uma vantagem o anticorpo poder reconhecer essas diferentes formas”, diz Scharf.

A forma mais comum de infecção pelo HIV se dá quando um vírus no sangue se liga a uma célula T e infecta esta célula. Nessas circunstâncias, o envelope viral do vírus flutuante livre estaria predominantemente na configuração fechada, até que fosse feito o contato com a célula hospedeira. A maioria dos bNAbs poderia neutralizar o vírus. No entanto, o HIV também consegue se proliferar a partir de uma célula diretamente para outra. Nesse caso, uma vez que o anticorpo já está ligado à célula hospedeira, o envelope está numa configuração aberta. Ainda assim, o 8ANC195 poderia reconhecê-lo e se ligar a ele.

“A administração de uma combinação destes anticorpos pode reduzir bastante a quantidade de vírus que consegue escapar e infectar o hospedeiro.”

Uma potencial aplicação médica deste anticorpo está nas chamadas terapias de combinação, nas quais é dado ao paciente uma mistura de vários anticorpos que funcionam de várias maneiras distintas, a fim de combater logo o vírus, uma vez que ele muta e evolui muito rapidamente. “Nossos colaboradores no Rockefeller estudaram isso extensivamente em modelos animais, mostrando que a administração de uma combinação destes anticorpos pode reduzir bastante a quantidade de vírus que consegue escapar e infectar o hospedeiro”, diz Scharf. “Assim, o 8ANC195 é mais um anticorpo que se pode utilizar terapeuticamente. Ele tem como alvo um epítopo diferente dos demais anticorpos potentes e tem a vantagem de ser capaz de reconhecer múltiplas configurações do envelope viral.”

A ideia da terapia com bNAbs pode não estar longe de se tornar uma realidade clínica. Scharf diz que os mesmos colaboradores da Universidade Rockefeller já estão testando bNAbs como tratamento humano em um ensaio clínico. Embora o ensaio inicial não inclua o 8ANC195, este anticorpo pode ser incluído, num futuro próximo, em um estudo de terapia de combinação, segundo Scharf.

Além disso, a disponibilidade de informações mais completas sobre como o 8ANC195 se liga ao envelope viral permitirá aos pesquisadores, Scharf, Bjorkman e seus colegas, começar a trabalhar na engenharia do anticorpo, tornando-o ainda mais potente e capaz de reconhecer mais cepas de HIV.

“Além de apoiar o uso do 8ANC195 em aplicações terapêuticas, nosso estudo da estrutura do 8ANC195 revelou uma nova e inesperada configuração do envelope viral do HIV que é relevante para a compreensão do mecanismo pelo qual o HIV entra nas células hospedeiras e os bNAbs inibem esse processo”, diz Bjorkman.

Estes resultados foram publicados num artigo de jornal intitulado “Anticorpo amplamente neutralizante 8ANC195 reconhece envelopes fechados e abertos do HIV-1”. Além de Scharf e Bjorkman, os outros coautores da Caltech no estudo incluem: Haoqing Wang, estudante de graduação; Han Gao, técnico de pesquisa; Songye Chen, cientista de pesquisa; e Alasdair W. McDowall, diretor de recursos do Beckman Institute. O financiamento deste trabalho foi feito pelo Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos National Institutes of Health; pela Fundação Bill e Melinda Gates; e pela American Cancer Society. Cristalografia e microscopia de elétrons foram feitas no Observatório Molecular da Caltech, apoiado pela Fundação Gordon e Betty Moore.

Por Jessica Stoller-Conrad em 11 de setembro de 2015 para Caltech

Anúncios

94 comentários

  1. Pelo que li, não se trata de uma droga utilizada no combate ao HIV, mas sim para combater infecções parasitárias em quem tem HIV e crianças. De qualquer forma, a atitude desse idiota é lamentável.
    Quanto mais conheço o ser humano, mais admiro os animais…

  2. FG-PR diz

    Pessoal depois de 1 ano de tratamento troquei de infecto e este me passou diversos exames que ainda não tinha feito, e deu reagente para toxoplasmose e citomegalovirus. Queria saber se alguém também teve diagnóstico destas doenças e se tem tratamento e como foi, pelo que li não é algo tão preocupante mas ainda assim dá um frio na barriga saber que tenho mais isso pra se preocupar.

    • Amigo diz

      O meu exame também deu reagente para esses dois vírus, mais minha infecto me tranquilizou dizendo que o fato de ser reagente é simplesmente pelo fato de eu já ter contato, e uma vez tendo contato mesmo curado o corpo sempre em resultado de exame da reagente

    • Você, eu e mais ou menos 40% da população brasileira, de soropositivos e de soronegativos, temos toxoplasmose e citomegalovírus. Só é preocupante se o sistema imune estiver muito debilitado. Em tratamento antirretroviral e com CD4 saudável você não tem razão pra se preocupar.

    • casal diz

      oi amigo, a do meu companheiro tb deu esse resultado…Isso quer dizer que vc teve contato com a toxoplasmose mas ela por defesas de seu corpo não se desenvolveu. Fique longe de felinos são ótimos transmissores, pois um novo contato poderá ser digamos muito massante blz?…BOS meu infecto me falou isso!

      • Cariocarj diz

        E a carne que vc pega esse protozoário em 2007 eu sendo soronegativo devido uma baixa imunidade desenvolvi a doença no meu olho direito e pedi uma visão tendo um deslocamento de retina. Tem o indice IGG q o meu sempre da um pouco alto pq ja tive a doença e o IGM infecção recente. Esse ano quando me infectei com o hiv entrei em prantos e desespero pq tinha perdido uma visão. Mas meu infecto informou que com o CD 4 que tinha não havia nenhum perigo. Graças a Deus. A toxo nao tem cura como matar o protozoario depende da nossa imunidade Pq passei por momentos difíceis de fica cego e nao enxergar naquele ano. Pq a doença atingiu os 2 olhos. Tenho pequenas cicatrizes dentro do olho q salvei e enxergo. Agora mais essa na vida ter o hiv em 2015.

        • Alessandro diz

          Cariocarj, tbm tive problema de visão… Tenho torções na visão e as tais moscas volantes, por acaso esse tbm é seu caso ? Houve reversão no quadro ??

    • Digo diz

      Eu tb tenho o citomegalovírus… é um vírus muito comum, como mesmo disse o JS, mas praticamente inofensivo para quem tá com a imunidade em dia. A importância de saber se o temos é porque, em caso de imunidade baixa, ele pode causar alguns probleminhas muito, mas muito complicados mesmo. O infecto precisa saber apenas para acompanhamento.

    • Joseph diz

      Tenho uma dúvida: pra trocar de infectologista eu devo avisar meu infecto anterior e pedir pra ele passar meu caso?

    • positivo diz

      Sou possitivo a 4 meses e estava com uma carga viral de+de 200copias tomei o coquiteu junto com um iaculte por dia hoje minha carga viral e de 30 copias meu medico achou incrivel

  3. Gil diz

    PESSOAL, PESSOAL!
    Acabei de pegar os resultados: contagem viral: 69 cópias (log 1,69). Em maio, eram 133.000 cópias, log 5,33. Ou seja… quaaaase indetectável. As CD 4 estão em 726 (caiu de 793, variação normal) e CD8 1190, ou 51,5%… Reduziu de 1490.
    Eu acho que melhorou, apesar da bilirrubina estar alta (até 1,2 e está 2,9). Acabei de falar com meu vizinho gastro e ele me disse que pode ser da medicação ou ainda remissão da hepatite B que estava no meu corpo, mas já praticamente curada. Mas disse-me que não é nada grave.
    Quer mais exercícios e dieta… adeus cerveja, muito mais cuidado com frituras…
    O que me deixou bolado além da bilirrubina alta é a questão de ainda estar 69 o maledetto HIV, que deveria estar, desde maio com TARV, em menos de 40.
    No meu exame, diz que indetectável é menor de 20. Mas com 40, 42 eu estaria mais feliz ainda…
    Mas estou feliz. Agora é reduzir os triglicerídeos, minha eterna luta (303), a bilirrubina.
    Dormir mais, menos de 3 latinhas de bohemia no final de semana, mais exercícios e muito menos carboidratros… vamo que vamo!!!
    Quanto ao que FG-PR escreveu, eu tive reagente para citomegalovírus e toxoplasmose, mas o corpo deu um jeito, tem de estar IGg, que é a cicatriz imunológica, sinal que seu corpo debelou o invasor…

    • FG-PR diz

      Obrigado Gil pela resposta.

      Quanto a seu comentário sobre a bilirrubina, a minha já chegou a 4,4 mas porque eu uso atazanavir e é um efeito colateral a elevação da bilirrubina, no exame que fiz essa semana está 3,2.

  4. Cauã+ diz

    Toxoplasmose e Citomegalovírus passa a ser uma ameaça à partir do momento q seu CD4 abaixa muito. Tanto para soropositivo quanto soronegativo!

    • Salvador diz

      Bionor e Biosantech. Quem vai chegar primeiro? Façam suas apostas.

  5. Alex diz

    Trecho da notícia postada acima traduzido:

    “Publicada na atual edição da revista científica Plos Pathogens, o estudo que usa o medicamento anti-latência Romidepsin e que tem a frente o Dr Ole Søgaard Schmeltz, do Hospital Universitário Aarhus, Dinamarca, obteve resultados positivos. A parte A da fase Ib / IIa do ensaio clínico prova de conceito, realizado em 6 adultos infectados por HIV, todos com o vírus bem controlado devido a terapia anti-retroviral, fez uso de doses intravenosas (5 mg / m2) de inibidor HDAC Romidepsin (Istodax®), uma vez por semana durante 3 semanas. Romidepsin aumentou com segurança o nível de vírus medido na corrente sanguínea de tal modo que se tornou facilmente detectável por métodos de padrão comercial.

    Para Schmeltz “os resultados mostram que o tratamento com Romidepsin pode levar à liberação do HIV dos reservatórios latentes na corrente sanguínea de pacientes infectados pelo HIV em tratamento anti-retroviral. Este importante passo representa um importante avanço no caminho rumo a uma estratégia de combinação que irá impactar significativamente o tamanho do reservatório latente “.

    David H. Solomon, presidente e CEO da Bionor, comentou que “a publicação dos resultados do estudo no periódico mostra a importância da abordagem da vacina terapêutica da Bionor para uma cura funcional do HIV e que a equipe está animada com os resultados provisórios da Parte B do estudo com VaCC-4x, e que a combinação com Romidepsin torna-se intrigante e, ainda, que os resultados de primeira linha do estudo devem ser alcançados no final deste ano.”

    Fonte http://www.bionorpharma.com/en/Media/News/2015/Financial/Results+of+the+REDUC+study+Part+A+published+in+the+journal+PLoS+Pathogens.b7C_wlzS5w.ips

    http://somosmaispositivos.blogspot.com.br/2015/09/resultados-positivos-do-estudo-reduc.html

  6. casal diz

    OI gente estamos muito contentes pois depois de exatamente 6 meses de iniciado o tratamento eu antes: cd4 568, cv 35 mil cópias, meu companheiro : cd4 212, cv 46 mil cópias. Com os resultados de hj: eu, cd4 512 e cv indetectável, meu companheiro cd4 467 e cv 20 cópias!!!!!. O médico nos disse que a ansiedade e até a depressão acentuada ou forte pode levar a uma baixa das cd4, mas estamos muito contentes e só veio a reforçar que nem tudo está perdido!!! abraços a todos e esperamos emails de vcs casalpositivo@hotmail.com

  7. Sinto informar, mas a cura já está guardada na gaveta do governo, só que ganhar mais dinheiro na doação dos ARV’s para eles é mais lucrativo. É dessa forma que eles emitem mais receitas com soropositivos existentes e de quebra arrumam soropositivos fantasmas para embolsar os lucros das tais doações que é paga pelos nossos impostos altíssimos que pagamos para o governo, eles vão ficando com o bolso cheinho, e nos vamos ficando com o fígado ferradinho na esperança de que algum dia um anjo vai cair do céu e anunciar a cura que tanto desejamos! Melhor ter fé em Deus, do que esperar alguma resposta da humanidade. Enquanto isso vou orando pra algum deles amocerem seus corações! Amém

    • Joseph diz

      Acho desnecessária essa teoria da conspiração em que diz que “a cura já foi encontrada”. Realmente acham que o Governo vai preferir investir em tantos métodos para evitar o hiv, exames, antirretrovirais, do que utilizar a cura? Pensamento sem fundamento algum. Óbvio que a cura já existe, mas acredito que exista na teoria, pois na prática é um processo para se comprovar a utilização de algum medicamento, principalmente da cura de HIV, que vem acompanhando a humanidade a mais de 30 anos.
      Enquanto não sai a cura, vou me cuidando e vivendo minha vida, mesmo porque nossa saúde é excelente, o que muda é nossa preocupação maior com a saúde do que as outras pessoas, que desprezam essa parte tão importante da vida. A mais importante na verdade.

      • Acho tudo o que disse muito lindo! Realmente a vida é bela, mas conta pra alguém que sua sorologia, pra você ver se a vida fica tão linda! Fala sério, eu quero mesmo é ser curada, não pedi pra ter esse vírus, muito menos nasci com ele. Já se passaram mais de 30 anos, e nada acontece, só ilusões! A cura existe sim, e à tempos, mas o governo é sujo e vai continuar castigando todos nós, até a hora que um chegar e dizer CHEGAAA! Prefiro acreditar que está na gaveta. E te falo mais, é mais simples do que o que imaginamos! E não vem com esse Papinho de que está tudo bem não, porque não estar!!!!

  8. Gabriel diz

    Mariah,

    Teoria da conspiração em set/2015 com os avanços nas pesquisas recentemente? Dê um F5 aí nos seus pensamentos. Parece desacreditada na humanidade. Que tal perceber repensar isso? Contradição sua esperar uma intervenção divina e citar a vinda de um anjo com a anunciação de cura como algo impossível.

    Figado ferradinho? Só se for o seu pois o meu fígado e demais órgãos estão novinhos, tomo arv desde 2013. Fiz exames e US Total agora. É só se cuidar né.

    • Dê graças a Deus, porque ta tudo bem! Mas meu amigo, sabemos muito bem, que com o passar do e tempo alguma reação iremos ter. Então pensa porque os médicos pedem exame de vitamina B e USG? Meu amigo, tudo o que eu quiz fazer com meu comentário foi provocar vcs, pois acho sim, se houver uma provocação, todos iram se manifestar e colocar esse governo para abrir os caminhos parar nós..

      • Gabriel diz

        Mariah, pense…
        Agradeço todos os dias mas Se você seguir as orientações do seu médico como atividade física, cuidado na alimentação e ingestão de bastante água certamente os efeitos serão mínimos a LONGO prazo, lembre-se que a medicação atual é menos agressiva do que as da década de 90 no que se refere a efeitos colaterais. Com os avanços nas pesquisas em BREVE estaremos livres desse intruso e por consequência da medicação também.

        Quanto aos exames, são preventivos. Por isso o monitoramento das funções hepáticas, renais e demais exames. Caso seja identificado algum problema temos como agir logo.

        Me desculpe mas não é com esse tipo de abordagem causando medo e espalhando terror de forma tão pessimista que você conseguirá despertar nas pessoas essa pressão no Governo.
        Veja o lado bom das coisas por aqui. Temos os medicamentos disponíveis através do SUS. Infelizmente em outros países isso tem um custo alto para o paciente. Que sorte a nossa não?

  9. Pacientes HIV alcançam com sucesso Um Ano de Supressão Virológica em monoterapia no Estudo com PRO 140
    VANCOUVER, Washington, 21 de setembro de 2015 (GLOBE Newswire) – CytoDyn Inc. (OTCQB: CYDY), Uma Empresa de biotecnologia focada no Desenvolvimento de Novas terapias parágrafo combater o vírus da imunodeficiência humana (VIH), anunciou hoje que o primeiro grupo de pacientes que recebem semanalmente PRO 140 em monoterapia atingiram agora um ano de supressão da carga viral no estudo denominado Extensão.
    PRO Estudo Fase 2b 140 de CytoDyn foi concluída em janeiro de 2015. Após o período inicial de Tratamento de 13 Semanas, os voluntários, todos com supressão da carga viral, poderiam continuar a receber semanalmente PRO 140 monoterapia num Estudo de Extensão. Os patients incluídos neste estudo estão infectados com estirpes de HIV que utilizam o co-receptor CCR5. O PRO 140 tem como alvo anticorpos monoclonais CCR5.

    Os pacientes substituíram a medicação diária (TARV) por injecções subcutâneas semanais (dose de 350 mg ) de PRO 140.
    Jacob P. Lalezari, diretor de Investigação clínica da Cytodyn, que acompanhou os pacientes no estudo de Fase 2b e também no Estudos Extensão comentou: “todos os pacientes que estão atualmente no Estudo Extensão experimentaram melhoria na qualidade de vida, incluíndo melhor sono, maior nivel de energia ou Isenção um dos outros efeitos colaterais da terapia antirretroviral”.
    Dr. Nader Pourhassan, Presidente e CEO, comentou: “temos o prazer de ver PRO 140 fornecer aos pacientes com HIV uma terapia quase não-tóxica. o que nos incentiva a avançar nas discussões junto ao FDA para entrar no mercado o mais rápido possível. Apesar de estarmos satisfeitos por ter iniciado o registro do julgamento da Fase 3 (um Estudo de 25 Semanas com 300 indivíduos), a Companhia ira agora solicitar uma reunião com o FDA para discutir um outro registro de julgamento da Fase 3”.

    • Salvador diz

      Mais um na corrida, né EGC? Me preocupa o preço disso e se nosso governo vai querer bancar. Acho muito pouco provável.

  10. Mineirim diz

    Oi, gente! Tudo joia com cês? Eu fiz uma arte esses dias e sei que não tenho lá muitos motivos pra me preocupar, mas só por desencargo de consciência mesmo, venho buscar o parecer do pessoal daqui, que eu sei que cês são craques no assunto. Negócio é o seguinte: eu tava numa baladinha na quinta com meus amigos, bebendo, e na hora de tomar meu comprimido, dei aquela pausa breve e tomei o remédio, sem o menor problema. Isso eram onze horas. Beleza. Continuei nas biritas, exagerei um cadim e saí meio tonto de lá, provavelmente pela potencialização que o álcool deu aos efeitos, mas nada que me impedisse de caminhar até em casa, de conversar, enfim, tava bêbado, como qualquer pessoa, eu acho. Quando cheguei, por volta das cinco da manhã, meu estômago embrulhou de vez e passei mal. Depois disso, andei lendo e, em caso de vômito, se o comprimido sair junto, é pra tomar outro (não foi o caso) e, se for mais de duas horas depois da ingestão, não precisa. Acham que fiz certo em continuar o tratamento normalmente, como se nada tivesse acontecido? Porque, afinal, passou muito tempo (seis horas) desde a dose. Como foi a primeira vez que isso me aconteceu, fiquei com a pulga atrás da orelha. Enfim, agradeço, prometo não fazer mais bagunça (tanto é que não bebo desde esse dia) e, ó, mando um superbeijo pro cês! Muita saúde e muita força pra todos!

    • Ricardo Guarulhos diz

      Sem crise, ja aconteceu algo similar comigo e minha infecto falou que em 50 minutos o remedio ja esta fazendo seu efeito na corrente sanguínea. Abs

  11. Ser+H diz

    Esses sintomas de deficiência no sono (tomo rivotril toda noite – 5 gotas) + fadiga, me atormentam. Que bom se não sofresse disso por estar em TARV. Bom para aqueles que passam imunes aos efeitos colaterais.

    • vivendopositivo diz

      depois que comecei com tarv 3×1 meu sono anda horrivel, qualquer coisa acordo, ruido ou claridade, passo a noite acordando, durmo muito mal, descanso mal. as vezes tenho que apelar pro rivotril tb. a “vantagem” é que pela alergia do antidepressivo que tomava há anos com o efavirenz, não preciso mais de antidepressivo, e nao sinto falta mais dele.

    • Peter Pan diz

      hj dia 24/09/2015 peguei pela primeira vez na medicação até então a medica dizia que não precisava sou portador desde os 16 hj estou com 27 passou tres comprimidos nas quais tenho de tomar no mesmo horario minha duvida foi porque vc disse que houve perda de sono (eu ja tomo rivotril 20gotas) à muitos anos juntamente com um anti-depressivo a insonia intão pode piorar?

  12. O que acharam da propaganda da Globo para incentivo ao teste de HIV?

    Sempre passa nos comerciais do Jornal Nacional.

  13. Iago diz

    Genteeeee, só pra dar uma animada em quem precisa: com 2 meses de tratamento meus exames foram surpreendentes. Início: cv 26.000 e cd4 220, pós 2 meses: cv 40 e cd4 680 : ) EU TAVA TAO CONFIANTE QUE ACHO QUE FOI ISSO. Todos os dias tenho pedido mais a Deus é saúde emocional,pois a física o remédio funciona d+++++. Fiquem com Deus. Vamos crescer com esta prova. A gente é muito mais do que um vírus totalmente controlado. : )
    Fé! Sempre… : ) : ) : ) : ) : )

    • Parabéns pelos resultados Iago. Belas palavras, não somos mesmo um virusinho bobo.

      Muito feliz por você e seus resultados.

  14. Iago diz

    Com certeza, binho. Outra coisa,evito ao máximo ficar lendo coisas negativas a respeito do hiv. Não leva a nada! A febre precisa é de orientação pro bem,pro melhor a se fazer por nós mesmos. Não fique lendo o que de negativo aconteceu com o outro. O cara que raspei ficar “de mal” com a vida por conta do vírus. Tem muitas pessoas vivendo bem,bonitas,saudáveis. Esqueçam a visão do hiv de antigamente. Esse medo,terrorismo que ficam fazendo em cima do vírus (que na minha opinião não ajuda em nada). Eu só tive coragem de fazer o exame quando eu me convenci de que iria me cuidar da melhor forma possível caso fosse positivo. Enquanto Me fizeram medo,eu fiquei nele e quase me travou a vida.
    Acabei de ver agora no “mais você” uma reportagem sobre o hiv. Respeito muito os sobreviventes dos tempos passados. Eles nos ajudaram a chegar aonde estamos,porém os tempos são outros. Hoje tomamos apenas 1 cápsula e não 11 como foi divulgado no programa. A realidade é outra. Não significa,claro,que não se deve usar camisinha. Só não quero deixar que quem se vê na situação de ser portador,se sinta desesperado achando que a vida é um inferno. Eu estou ótimo! Tenho hiv e vivo absurdamente bem. Não vou inventar uma história triste pra fazer medo nos outros. Eu quero que as pessoas façam o exame sabendo que, se houver um contágio, existe vida e vida boa,sim,depois do hiv. Eu nunca vou me convencer ou deixar que me convençam que sou menos só por ter um vírus. Tomo o 3×1 de manhã e tive um pouco (bem pouco) de tontura nos primeiros dias somente. Então,Vc que tá com medo de fazer o exame,faça pra se cuidar melhor ,caso tenha algo. E vc que tá com medo de tomar o remédio. Não fique! Cada organismo reage de uma forma e a grande maioria não está tendo quase nada de efeito colateral. Tô no celular. Perdoe possíveis erros no português. ; )
    Saúde pra nós!

  15. vivendopositivo diz

    Matéria tosca essa hoje no “mais você”, porque não colocam alguém com aparência mais saudável que a valéria piassa polizzi pra representar um soropostivo? Eles continuam a preferir incentivar o medo, do que a informação. “Veja eu tomo ONZE comprimidos”.
    Por um lado até entendo a posição da mídia, mas por outro isso já se mostrou um método falido.

  16. Sangamo BioSciences: Relatórios Atualizados dos Dados Clínicos do Programa de Terapia ZFP para HIV / AIDS
    RICHMOND, Califórnia., 21 de setembro de 2015 de / PRNewswire /
    Sangamo BioSciences, Inc.(Nasdaq: SGMO) apresentou dados que demonstram o Controle funcional sustentado da carga viral por 16 semanas na ausência de medicamentos anti-retrovirais em dois dos três indivíduos infectados pelo HIV tratados no Coort 3 do estudo Fase 1/2 .
    Os dados foram apresentados na Interscience Conferência de Agentes antimicrobianos e Quimioterapia (ICAAC) em San Diego, entre os dias 17 e 21 setembro, e também na Reunião anual Sociedade européia de Gene e Terapia Celular (ESGCT) Helsinki, Finlândia, realizada de 17 a 20 setembro, e na Reunião da Sociedade Internacional de Hematologia Experimental, em Kyoto, Japão entre 17 e 19 setembro, além da publicação de dados pré-clínicos no jornal da Sociedade Americana de Hematologia.

    A apresentação de dados demonstra que o produto SB-728, com Células T CD8 com CCR5 modificadas, pode controlar a carga viral do HIV.
    “A capacidade dos indivíduos tratados no Coort 3 demonstra que é possível reprimir e manter o controle da carga viral, combinada com aumentos duráveis ​​em células CD4 e CD8”, disse Dale Ando, vice-presidente de desenvolvimento terapêutico e Diretor médico da Sangamo. “Os efeitos positivos prolongados observadas não foram vistos antes com os outros tratamentos e, assim, nos encorajam prosseguir em novos testes com mais cinco pacientes”.
    FONTE Sangamo BioSciences, Inc. http://www.prnewswire.com/news-releases/sangamo-biosciences-reports-updated-clinical-data-from-zfp-therapeutic-program-for-hivaids-at-the-2015-interscience-conference-of-antimicrobial-agents-and-chemotherapy-300146014.html

  17. Oh caralho, não estou conseguindo postar o link certo. Resumindo, todos os pacientes da fase 2b estão indetectáveis há 1 ano em monoterapia, com 1 injeção semanal de pro-140.

    • desbravador diz

      É transparente como espelho d´água que os anticorpos monoclonais são o caminho. Aliás, já faz ao menos uns 3 anos que isto está claro…Vamos esperar e ver se a FDA vai se sensibilizar com esta realidade.

  18. Matheus diz

    Iago estou q nem vc amigo…filtro tudo q vejo e só leio sobre notícias animadoras como novos estudos e pessoas convivendo muito bem com HIV…isso faz uma diferença danada na nossa cabeça.

  19. cariocarj diz

    Inicie a terapia em abril no 3×1,com CD 4 488 e com CV de 16.546 cópias fiquei indetectável no 3º mês, fiz novos exames agora dia 15/09/15 com CD 4 de 851 o maior até o momento, mas apareceu 34 cópias do vírus. Isso é o tal do Blip ? Pode ser ? ou é resistência ?

  20. Lucas diz

    Meu namorado é soropositivo indetectável há mais de 3 anos e eu soronegativo. Estamos há 9 meses juntos, usando camisinha, tanto no oral quanto no anal. Nessa última vez, resolvemos tirar a camisinha do oral, mas fiquei preocupado. Será que agi certo? Ele não gozou em mim, mas fico pensando se agi correto. Corro risco assim mesmo ele sendo indetectável há tanto tempo?

        • desbravador diz

          Mineirim,
          E eu não acredito que o Brasil se tornou o país dos frescos, que se ofendem com tudo. O pior é que muitos desses frescos se apressam em defender, por exemplo, este partido que nos governa como se fossem putinhas ofendidas pela perseguição ao seu machinho . Aliás, é bem típico desse partido ter entre suas fileiras montes desses frescos que querem estabelecer novos padrões de “pensamento” a tudo e a todos.
          Para tais frescos, um grupo de pessoas rezando na rua ou em algum lugar um pouco mais público é uma afronta ao “estado laico” e algo a ser severamente combatido; já dois rapazolas punhetando e enrabando um ao outro na rua é visto como sinal de “liberdade” e serão defendidos até a morte caso alguém se incomode com a “brincadeira de pau” deles. E não importa se são héteros ou homos; há frescos de ambos os lados; aliás, desconfio que há até mais frescos héteros atualmente, se que saber…

          • MB+ diz

            Alexandre e Desbravador.

            Uma definição deste ” Fresco ” aqui:

            Vocês são completamente acéfalo.
            Duas amebas.
            Dois frustrados.
            Dois ignorantes.
            Dois caras refugados pela sociedade e incapacitados de sentir amor por vocês mesmos , pois quem não ama a si próprio não pode amar o outro.
            E por não sentir amor não se sentem amados e por esse motivo vem aqui lançando essas perolas para chamar a atenção , para ter seus momentos de fama , para serem lembrados por algo ou por alguém.
            São latas vazias que fazem barulho por não ter nenhum conteúdo.

            Se querem chamar a atenção talvez aqui não seja o lugar certo para isso , pois aqui ainda existe muitos que sofrem , que tem duvidas , que necessitam de apoio de compreensão , precisam de muitas coisas , menos de pessoas iguais a vocês.

            Um conselho desse cara fresco ” apendam a se amar” talvez assim encontre alguém que vos ame.

          • Alessandro diz

            Para vc ver, poste algo realista as “minorias” piram, correm negativa os posts, entra Alexandre, quer ler bosta de vdd entra em um grupo desses do kik, desculpe mas só se falam de rola e sexo e o escambau, a ideia inicial de falar coisas saudáveis e a respeito de nossas angústias ficaram para trás, eu tenho grupos heterossexuais que participo e n tem nada disso de falar putaria, pessoal se respeita, não ficam nessa esbornia vcs deveriam prestar mais atenção no que dizem, vcs n curtem mulher então n seria legal eu ficar falando de …. Tempo todo assim como fazem, não tem respeito e pedem respeito hipocrisia, Alexandre e Desbravador só olha como meu comentário tbm será negativado… Kkkkkk

            • Alexandre diz

              Abraço ao Alessandro, Desbravador, Luquinha e Cezar. Obrigado pela compreensão!

        • Lucas diz

          Obrigado, Mineirim, pelo link. Entendo o risco, mas por ser baixo, entendo que seja muito improvável que aconteça uma infecção num sexo oral sem camisinha com ele sendo indetectável, uma vez que estudos mostram que pessoas indetectáveis e fazendo corretamente o uso da Tarc, não são consideradas infecciosas. Nos amamos bastante, mas assim que fizer um mês dessa relação oral sem camisinha, farei o teste por desencargo de consciência. Alexandre, muita luz pra você. O conhecimento e a informação nos levam a mudar pré conceitos. Abraços a todos!

    • cariocarj diz

      Não tem risco nenhum, nessa situação. Procure ler também sobre o estudo PARTNER 052.

      • Lucas diz

        Cariocarj, obrigado pela resposta e pelo estudo que já li e me deixou bem mais feliz. Nunca fiz distinção entre ele ser soropositivo e eu negativo. Tanto que o abracei de corpo e alma e estamos juntos há nove meses. Fiquei preocupado dessa vez pq queria que ele sentisse mais prazer e eu tb, no oral. E foi maravilhoso. Só queria cada vez mais acabar com essa distinção que ele acaba fazendo dele mesmo com medo de acabar me transmitindo o HIV, coisa que acredito que se agirmos sempre dessa forma e por ele ser indetectável, não irá acontecer. Abraços!

  21. CIENTISTA DA SCRIPPS FLORIDA RECEBEM $ 6 MILHÕES PARA DESENVOLVER VACINA CONTRA HIV / AIDS

    JUPITER, FL – 23 de setembro de 2015 – Os cientistas do campus Florida do The Scripps Research Institute (TSRI) foram concedidos com US $ 6 milhões de dólares da Fundação Bill & Melinda Gates para desenvolver um revolucionário vacina alternativa HIV / SIDA que tem demonstrado um grande potencial em modelos animais.

    A pesquisa, a ser liderado por TSRI Professor Michael Farzan, será apoiado por quatro anos de financiamento, a primeira subvenção concedida pela Fundação Gates para um cientista Scripps Flórida.

    “Estou grato à Fundação Gates pelo seu forte apoio da nossa pesquisa e para o seu contínuo compromisso com a erradicação do VIH / SIDA em todo o mundo”, disse Farzan.

    Farzan traz uma abordagem inovadora para combater o HIV. A abordagem funciona induzindo as células musculares para produzir inibidores de proteínas que bloqueiam locais-chave na superfície do vírus utilizado para prender e invadir células imunes humanas enganar o vírus em pensar que vincula a uma célula humana.

    Não é possível ligar às células, e incapazes de se reproduzir, o vírus simplesmente flutua impotente na corrente sanguínea.

    Farzan e a pesquisa da descoberta receberam atenção mundial quando anunciada no início deste ano na revista Nature. Quando o candidato a fármaco, chamado eCD4-LG, foi testado no laboratório e em modelos animais, os resultados foram tão potente e eficaz que universalmente sugerido o potencial do composto para desempenhar o papel de uma vacina alternativa o HIV / SIDA. A droga candidato ofereceu proteção completa de modelos animais contra o vírus por até um ano. “O nosso composto eCD4-Ig é o inibidor de entrada mais amplo e mais potente até agora descrito, eficaz contra todas as cepas testadas”, disse Farzan. “No final de nossa pesquisa, esperamos ter provas suficientes para desenvolver uma base sólida para avaliar plenamente o seu potencial como uma vacina alternativa.”

    Há aproximadamente 35 milhões de pessoas que vivem com HIV-1-mais de 25 milhões na África sub-saariana e mais de dois milhões de novas infecções por ano.

    Sobre o Scripps Research Institute
    O Scripps Research Institute (TSRI) é uma das maiores do mundo independentes, não fins lucrativos organizações com foco em pesquisa nas ciências biomédicas. TSRI é reconhecido internacionalmente por suas contribuições à ciência e saúde, incluindo o seu papel no que estabelece as bases para novos tratamentos para o cancro, artrite reumatóide, hemofilia e outras doenças. Uma instituição que evoluiu a partir do Metabolic Clínica Scripps fundada pelo filantropo Ellen Browning Scripps, em 1924, o instituto agora emprega cerca de 3.000 pessoas em seus campi em La Jolla, CA, e Jupiter, FL, onde seus renomados cientistas, incluindo três Nobel laureados-obra para com os seus próximos descobertas.

    http://www.newswise.com/articles/scripps-florida-scientists-awarded-6-million-to-develop-alternative-hiv-aids-vaccine

    • Salvador diz

      EGC, mais uma na corrida. Hehehehe. 2020. Bebamos e comemoremos pois amanhã estaremos curados.

  22. Leo diz

    Alguém saberia dizer se tem problema trocar a musculação pelo pilates?

    • Alessandro diz

      Acredito que seria melhor, pois estudos dizem que musculação em alto nível pode contribuir com uma imunidade baixa, coisa que não queremos né.

  23. BG diz

    Descobri a 1 mês que sou positivo e mês que vem começo o tratamento pois meu CD4 já está em 350. Tenho uma dúvida sobre o nosso corpo. Alguém que faz uso do 3×1 NÃO faz musculação? Eu sou um pouco sedentário mas farei academia (de maneira leve), mas tenho medo que mesmo assim perca peso e as pessoas fiquem me perguntando o porque. Outra coisa que queria saber é se vocês sentiam umas “borbulhações” no estômago e se o cabelo caia. Estou com esses sintomas e acho que é devido aos HIV, pois já devo estar contaminado a alguns meses. Tenho pensamento positivo de que ao iniciar o tratamento minhas queixas só tendem a diminuir e a qualidade de vida aumentar (mesmo sendo um pouco sendentario, rs). Abraços cordiais a todos!

    • Alessandro diz

      Meus cabelos caíram sim e eu tinha dores no estômago, assim que comecei a medicação só tenho melhorado a cada dia mais e malhar leve seria excelente hein e fazer uma caminhada tbm muito bom, no momento tbm estou sedentário mas tbm vou voltar as caminhadas e malhar de leve tbm.

      • BG diz

        Seus cabelos voltaram a crescer? Tenho medo de caírem completamente na parte da frente e ficar assim pra sempre, pois ainda estou na faixa dos 23 anos de idade. Vou esperar umas duas semanas após o inicio do tratamento para poder começar a academia. Preciso ver como meu corpo vai reagir. Obrigado pela resposta!

  24. Enbriagado diz

    Gente, me recém descobri soropositivo e estou bem quanto a isso psicologicamente. Queria compartilhar experiências com outros soropositivos que não ameacassem o meu ciclo social, então achei esse espaço que não sei se vou ser respondid.
    Estou tomando o 3 em 1 vai fazer 3 semanas na próxima segunda feira e ainda me sinto muito embriagado duas horas depois de tomar o medicamento. Esse efeito embriaguez dura por mais algumas duas horas. Quanto tempo pra desaparecer esse efeito colateral? Ou não some? Existe alguma coisa que eu possa fazer pra diminuir a “embriaguez”? É a única coisa que estou sentindo a curto prazo.
    Grato!

    • Gabriel diz

      Embriagado,

      Tomo faz algum tempo e ainda tenho essa sensação, principalmente quando tomo com o estômago não tão cheio. Sempre tomo antes de dormir conforme orientação médica. Assim não atrapalha as minhas atividades diárias.

    • Cezar diz

      45 minutos antes de tomar o 3×1, procure comer alguma coisa, algo leve. Isso ajuda a diminuir este efeito ‘embriaguez’.

  25. Iago diz

    BG,eu tive incômodo estomacal antes de iniciar o tratamento tbm. Demorou um pouco mas foi desaparecendo aos poucos. Hoje estou ótimo! Graças a Deus! E quanto a exercícios,gente, fiz essa pergunta terça feira ao meu infecto. Pois estou malhando pra caramba. O tratamento me deixou mais disposto e abriu mais meu apetite. Ele disse que “NAO HÁ NENHUMA RESTRICAO A EXERCÍCIOS DE QUALQUER INTENSIDADE”. Eu confio muito nele,ótimo profissional. Alias ele disse que posso tudo,com a sensatez que todo ser humano deve ter,óbvio. Com o tratamento não perdemos peso. Até se ganha mais eu tô achando. Rssss
    Tirem os medos e noias da mente. O tratamento só vai te ajudar e te melhorar. : )
    Fé! Sempre…

    • BG diz

      Pois é Iago, eu sei que é muito bom fazer musculação e tudo mais. Mas eu tenho sérios problemas com relação a força de vontade. Queria fazer o tratamento apenas cuidando da alimentação… rs
      Outra dúvida que tenho é em relação a bebida alcoólica, a interação do álcool com o medicamento. Pois sou daqueles que gosta de reunir os amigos em casa para uma cervejinha… rs
      Se alguém tiver alguma experiência nesse sentido para relatar aqui, ficarei grato.

      • dandanmais diz

        BG, minha infecto falou que não é preciso parar completamente de beber, mas é preciso beber com moderação, pois além dos malefícios do álcool de uma maneira geral (tanto pra soropositivos quando pra soronegativos), a pessoa corre o risco de esquecer de tomar a medicação caso encha a cara! Converse com seu infecto e tire dúvidas mais aprofundadas! (:

      • Digo diz

        O farmacêutico do TCA foi enfático ao dizer que eu não deveria beber, pois, segundo ele, a bebida nos faz ir ao banheiro com mais frequência e, consequentemente, eliminamos o medicamento mais rapidamente do organismo.
        Contudo, meu infecto disse que não é preciso paranóia… que podemos, sim, tomar nossa cervejinha no fim de semana, evitando-se os excessos. A tese dele é bem simples: “O tratamento não pode, nem deve, se tornar um estorno nas nossas vidas”.
        Bem, eu passei três anos em total abstinência… depois voltei a tomar minha cervejinha com amigos, mas em quantidades civilizadas e não em quantidades absurdas como era antes.

  26. Iago diz

    Leo,pode fazer QUALQUER exercício. Aliás,DEVE. Só vai te fazer bem e aumentar sua imunidade rapidinho. : )

    • Alessandro diz

      Teve um artigo postado aqui no blog cujo tinha uma cartilha específica para soropositivos, e lá a médica defende sim a prática de exercícios físicos, porém não de alta performance, malhar pode, quer ser um fisioculturista e tal ? Aí já não da, foi avaliado uma baixa nas células cd4 em quem praticava exercícios de alta performance.

  27. dandanmais diz

    Pensava que esses comentários passariam por um moderador! Onde já se viu permitir comentários com teor preconceituoso e de ódio num blog em que tanta gente tem dúvidas e medos consistentes? Em compensação, publiquei um comentário super bacana com um vídeo informativo e ele não está mais aqui… vai entender…

    • Amigo diz

      Acho que o vídeo que você postou estava ultrapassado, e no meu ver não ajudava em nada as pessoas que através deste blog procuravam maiores informações sobre o diagnóstico atual do vírus hiv

      • dandanmais diz

        Mas você viu o vídeo? Era do João Geraldo Netto, um vídeo do ano passado, contando sua experiência e falando das campanhas que ele já fez pro Ministério da Saúde! Não acho um vídeo ultrapassado, era um vídeo animador de um rapaz que porta o vírus há 12 anos! Eu tentei ajudar, sim, quem não ajuda são as pessoas que aparecem fazendo comentários preconceituosos lá em cima. Esses não ajudam!

        • Amigo diz

          Vi o vídeo sim, mais o cara desanima muito quando diz que toma 5 comprimidos, ainda sente dor de cabeça.E nos dias de hoje sabemos que muita coisas mudaram…

          • Mineirim diz

            Amigo,

            Não assisti ao tal vídeo, mas acredito que relatar a ingestão de cinco comprimidos diários e as dores de cabeça não seja desanimador, senão puramente realista. Recentemente há, paralela à fobia, uma cultura na qual o HIV é subestimado devido à evolução no seu tratamento. Veja, é com alegria que saímos do panorama que a situação apresentava nos anos oitenta, noventa e até meados dos anos dois mil, mas se fosse, de fato, uma condição tranquila assim, então pra que se prevenir? É necessário salientar, sim, porém sem pânico, as dificuldades que nós pacientes enfrentamos no nosso dia-a-dia com o vírus, caso contrário, qual o sentido em não o contrair? Sabemos todos sobre os possíveis efeitos colaterais que podem surgir a longo prazo, mas já que estamos na situação de soropositivos, vamos lidar com isso da maneira mais positiva possível. Contudo, sem a ilusão de que seria o mesmo que estarmos “curados”.

            Sem querer ser clichê, e já sendo, “força, foco e fé!”

            Abração.

            • Amigo diz

              Meneirin

              Concordo com você em partes, mais creio que existe vírus pior, o hiv está sim muito inferior devido aos tratamento que estão aí hoje, mas eu percebi que as pessoas que acompanha esse blog, principalmente os novatos vêem aqui uma forma de consolo ao descobrir ser soro+ portanto temos que mostrar a elas que a contaminação não é o fim, depois que a ficha cai, aí sim devemos mostrar os prós e os contras.

            • maispositividade diz

              Concordo plenamente! É preciso estar ciente de que temos desafios pela frente! Que o diagnóstico não é o fim, mas o começo de uma vida nova, com cuidados redobrados através de hábitos ainda mais saudáveis! Sobre a medicação, é claro que existem organismos e organismos; uma combinação não necessariamente será igual a outra (a dele são 5 comprimidos, a sua pode ser 1), e todos aqui sabem que a pílula 3×1 é algo muito avançado e que causa poucos efeitos colaterais até mesmo a longo prazo (quando o cuidado com a saúde for levado a sério)! É VIDA QUE SEGUE!

  28. Iago diz

    Dandanmais,eu vi o vídeo. Adorei! Não entendo porque tiraram. E também não entendo como comentários ridículos,de gente frustrada e infeliz conseguem passar pelo filtro. MAS QUEM JÁ CONHECE O SITE, JÁ PASSA DIRETO POR CERTOS NOMES QUE COMENTAM. Tem gente “do mal” em todos os lugares. A gente que precisa saber ignorá-los,mesmo. Saúde a todos! : )

    • dandanmais diz

      Obrigado, Iago, ainda bem que você viu e constatou que eu não agi com má intenção! O vídeo é bem bacana e fala sobre um monte de questão relacionada ao vírus de uma só vez, né? Sempre que tô pra baixo eu ponho alguns desses vídeos!

      • Amigo diz

        E quanto a exclusão do vídeo não houve, ele só foi transferido para outro lugar do blog

  29. Paulo Roberto diz

    Pessoal, boa noite.
    Sabem o que é passar dias e noites, anos após anos, pesquisando na internet sobre a cura desse mal?
    Pois é. Eu sei.
    Dedico-me a isso há longos anos. Já gastei uma pequena fortuna atrás de tratamentos alternativos. Sem sucesso.
    A cada dia que sai uma notícia boa é um motivo para comemorar.
    Não quero dar uma de coitadinho, mas tive minha vida profissional, que seria brilhante, interrompida por este virus maldito.
    Perdi o apoio da família, e o preconceito é enorme… maior do que eu posso escrever aqui.
    Mas aos poucos vou vencendo isso.

    Eu preciso da ajuda de vocês, neste momento…
    De uns tempos para cá, tem me saído umas feridinhas que coçam, no braço, no couro cabeludo, nas pernas… São feridinhas que custam a sarar, e eu não sei como tratar disso. Coçam e sai uma casquinha amarelada, e custa a cicatrizar.
    Já passei várias pomadas, merthiolate, e até agora o médico não acertou a receita, pois continuo com isso há alguns meses.
    Além disso, estou com refluxo – e o medicamento chamado Domperidona, ao que tudo indica, é incompatível com o ARV – pelo menos foi assim que eu interpretei ao ler a bula, mas posso estar enganado…
    Alguém já passou por isso?
    Será que alguém aí no blog poderia me ajudar?
    Fico agradecido por qualquer informação que possa me ajudar.
    Grande abraço a todos,
    Paulo

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s