Notícias
Comentários 57

Pesquisas para acabar com a pandemia


Declaração de esforços do National Institutes of Health em concentrar as pesquisas para acabar com a pandemia de aids

NIH

Um progresso extraordinário tem sido feito na pesquisa de HIV/aids nos últimos 34 anos, transformando uma doença quase inevitavelmente fatal em uma condição tratável. Hoje, pessoas com HIV/aids podem experimentar uma expectativa vida quase próxima do normal, se os antirretrovirais são iniciados de imediato e continuados por toda a vida. Contudo, a doença ainda permanece como uma significativa preocupação de saúde pública, com aproximadamente 50 mil novas infecções a cada ano nos Estados Unidos e 2 milhões de novas infecções no mundo todo. Os custos humanos e econômicos continuam impressionantes.

“Precisamos focar os escassos recursos em prioridades de pesquisa que ajudem a acabar com a pandemia de aids no menor tempo possível.”

Agora, estamos numa conjuntura crítica na pesquisa do HIV/aids, na qual novas oportunidades de pesquisa estão emergindo e apontado para a possibilidade de acabar com a pandemia. Avanços muito disputados na pesquisa básica e clínica trazem nova esperança para o desenvolvimento de uma vacina e até mesmo uma possível cura. Hoje, mais do que nunca, precisamos focar os escassos recursos em prioridades de pesquisa que ajudem a acabar com a pandemia de aids no menor tempo possível. Com esse objetivo em mente, decidi implementar vários novos processos que assegurem que os dólares do National Institutes of Health (NIH) estejam concentrados mais intensivamente do que nunca em áreas da mais alta prioridade para a pesquisa do HIV/aids. Para me ajudar nessa tarefa, um grupo de trabalho externo do Conselho Consultivo do Escritório do NIH para Pesquisa de Aids, sob a coordenação de sua equipe científica e do Institutos e Centros NIH, recentemente esboçou diretrizes que determinam as áreas de alta prioridade da pesquisa de HIV/aids. Com essa orientação, minha equipe e eu definimos as prioridades que visam especificamente acelerar a nossa capacidade de prevenir e curar o HIV/aids, e acabar com a pandemia global de aids.

As áreas de pesquisa de HIV/aids que são alta prioridade para o NIH são aquelas que:

  • almejam reduzir a incidência de HIV/aids, incluindo o desenvolvimento de vacinas seguras e eficazes
  • desenvolvam a nova geração de terapias para tratar o HIV, com maior segurança a mais facilidade de uso
  • desenvolvam a cura para o HIV/aids
  • melhorem a prevenção ou o tratamento de comorbidades associadas ao HIV e coinfecções

Estas novas áreas de alta prioridade são consistentes com as principais prioridades científicas esboçadas no Plano para Pesquisa do HIV do Escritório do NIH para Pesquisa de Aids. As diretrizes também informam sobre os novos processos que serão implementados e aplicados pelo NIH a todas as concessões de subsídios ocorridas no ano fiscal de 2016, para ajudar a garantir que somente os projetos de pesquisa no âmbito das áreas científicas prioritárias para o HIV/aids sejam considerados para apoio com os preciosos recursos do HIV/aids. Estas diretrizes são descritas na Guia de Aviso do NIH.

Francis S. Collins, diretor do National Institutes of Health.

Francis S. Collins, diretor do National Institutes of Health.

Estas medidas enfatizam o forte compromisso do NIH com a gestão responsável dos recursos que recebemos do povo americano. Estou confiante de que as medidas que estamos tomando vão avançar e acelerar os esforços mundiais para acabar com a pandemia de aids.

Dr. Francis S. Collins, Ph.D.
Diretor do National Institutes of Health
12 de agosto de 2015


Anúncios

57 comentários

    • Jobs diz

      Hoje fazem 30 dias que fui diagnosticado ainda estou digerindo essa triste informação, sempre me cuidei tanto… Tem sido difíceis esses últimos dias, é provável que eu tenha contraído o vírus esse ano, a médica solicitou uns 200 mil exames para se ter um parâmetro de como meu organismo tem se comportado. Creio firmemente que em breve teremos uma boa nova, tenho pedido muita força para Deus e que ele possa estar iluminando e concebendo sabedoria para esses pesquisadores. Embora estando totalmente desmotivado eu acredito em coisas boas. Esperança e otimismo sempre, espero que essa amargura passe logo.

      • caradobemsampa2 diz

        Oi Jobs
        Acredite… essa fase passa…
        fui diagnosticado em fevereiro desse ano, iniciei a medicaçao em abril e estou indetectável desde junho.
        Aqui vc vai encontrar muita gente legal.
        Existe muita vida aqui.
        gde abraço

      • emerson diz

        Jobs tenha calma não fique assim, faz os exames que sua medica pedil, e se tiver que iniciar a tratamento o quanto antes melhor, e vc vera que as coisas vao aos poucos mudando, continue lento os relatos de nossos amigos aqui do blog isto sempre tem me ajudado, abraçoss

  1. Riquinho Rico diz

    E dessas noticias que nos soropositivos precisamos para termos mais força para viver …

  2. Triste + diz

    Amigos, pra mim tbm está sendo barra lidar com essa situação. Não consigo ” aceitar ” de forma alguma, essa situação em minha vida. O meu psicológico é o que mais atrapalha, pois não consigo pensar em algo favorável e positivo que vai nos ajudar.
    Embora isso aconteça, mais bem no fundo do meu coração e através dos depoimentos que vocês relatam ( coisas positivas, otimistas, etc) creio que ainda vai surgir algo que vai revolucionar nossas vidas. Tenho convicção que logo será publicado algo que vai deixar todos muito felizes.
    Um abraço a todos.

  3. Beto diz

    Gente imaginem como vai ser legal rir disso tudo oq aconteceu com nós é podermos falar q ja tivemos a experiência de ter sido hiv positivo em uma fase de nossas vidas e poder pegar um exame de não reagente!

    • vivendopositivo diz

      A não ser que inventem outro tipo de exame, mesmo curado seu exame nunca mais vai dar “não reagente”, pois ele detecta os anticorpos, não o vírus. E a tendencia com o aperfeiçoamento das vacinas, e imunização ao vírus daqui uns anos, todos que a tomarem também vão dar “reagente” no exame, pois o organismo criará anticorpos.
      Já existe exame que detecta carga viral de 2 cópias/ml, esse sim dará zerado quando sair a cura.

      • Vivendopositivo, você está certíssimo! Há em nossos organismos anticorpos de todas as infecções que já nos acometeram. Desta forma, se fizermos um exame para identificar a ocorrência de dengue, por exemplo, vai dar reagente porque os anticorpos que combateram a doença, estarão lá, mesmo não estando infectados!

  4. Matheus diz

    Primeira auto-injetável de anticorpos HIV: 98% de sucesso na Fase 2b ensaio clínico, poderia ser comercial em 2017

    Vancouver, Washington – 18 de agosto de 2015 – O primeiro anticorpo auto-injetável, PRO 140, documentou uma impressionante taxa de sucesso de 98% em Fase 2b um ensaio clínico para pacientes com HIV. Em um estudo de monoterapia, alguns pacientes HIV usando PRO 140 está enfrentando uma carga viral totalmente suprimida por 11 meses. PRO 140 pode ser comercial, em 2017, se tiver resultados positivos a partir do próximo ensaio de fase 3.

    Com mais de 1,2 milhões de indivíduos já infectados em os EUA, e novas infecções superando 50K anualmente, PRO 140 tem recebido mais de US $ 28M em concessões do NIH .

    PRO 140 bloqueia o CCR5 co-receptor do HIV nas células T, impedindo a entrada viral. PRO 140 reduz eficazmente as cargas virais por tanto quanto 1.8log com uma dose por semana. Se a carga viral do paciente HIV é completamente suprimida, a taxa de transmissão torna-se quase zero.

    Por enquanto, o caminho para a primeira aprovação para PRO 140 é na população experiência de tratamento.

    Dr. Nader Pourhassan, CytoDyn Inc. Presidente estados / CEO, “Os resultados de seis Fase 1 e Fase 2 ensaios clínicos em seres humanos demonstraram que a PRO 140 pode reduzir significativamente a carga viral em pessoas infectadas com HIV. Nosso protocolo de Fase 3, prevê um estudo de 25 semanas próxima com 300 pacientes HIV-positivos. Selecção dos locais clínicos, aprovações IRB, triagem dos pacientes, e outros assuntos administrativos estão em andamento e deverá ser concluída em tempo para o primeiro paciente a ser dosado no terceiro trimestre deste ano. Embora CytoDyn tem uma luz verde para iniciar seu ensaio clínico Fase 3 do PRO 140, a Companhia poderá candidatar-se a uma designação ‘avanço’ com PRO 140 como o primeiro anticorpo auto-injetável para o tratamento do HIV.
    “Fase 3 de testes deverão ser realizados em mais de 30 locais em os EUA A Companhia planeja apresentar o seu NDA (New Drug Application) para a aprovação final do PRO 140, em novembro de 2016. PRO 140 da anterior designação candidato fast-track carrega uma possibilidade de aprovação acelerada.

    Sobre CytoDyn
    CytoDyn é um biotecnologia empresa focada no desenvolvimento clínico e comercialização potencial de anticorpos monoclonais humanizados para o tratamento e prevenção de infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH). A Companhia possui um dos principais anticorpos monoclonais em desenvolvimento para a infecção pelo HIV, PRO 140, que terminou a Fase 2 ensaios clínicos com actividade anti-viral demonstrado no homem e está atualmente na Fase 3. PRO 140 bloqueia o co-receptor CCR5 HIV em T- células que impede a entrada viral. Resultados de ensaios clínicos até agora indicam que o PRO 140 não afeta negativamente as funções imunológicas normais que são mediadas por CCR5. Os resultados de seis Fase 1 e Fase 2 ensaios clínicos em humanos têm mostrado que o PRO 140 pode reduzir significativamente a carga virai em pessoas infectadas com o HIV. A Fase 2b recente teste clínico demonstrou que PRO 140 pode impedir o escape viral em pacientes durante várias semanas de interrupção de tratamento medicamentoso convencional. CytoDyn pretende continuar a desenvolver PRO 140 como um agente anti-viral terapêutica nas pessoas infectadas com HIV. Para mais informações sobre a empresa, visite http://www.cytodyn.com

    Sobre PRO 140
    PRO 140 pertence a uma nova classe de terapias HIV / SIDA – inibidores viral-entrada – que se destinam a proteger as células saudáveis ​​da infecção viral. PRO 140 é um anticorpo monoclonal completamente humanizado IgG4 dirigido contra CCR5, um portal molecular que utiliza o HIV para introduzir células-T. PRO 140 bloqueia o predominante do HIV (R5) entrada subtipo em células T mascarando esse co-receptor requerida, CCR5. É importante salientar PRO 140 não parece interferir com a função normal de CCR5 na mediação de respostas imunes. PRO 140 não têm actividade agonista em relação CCR5 mas não tem actividade antagonista a CCL5 que é um mediador central em doenças inflamatórias. PRO 140 tem sido objecto de ensaios clínicos, sete cada demonstrando eficácia, reduzindo significativamente ou controlar a carga viral de HIV em indivíduos de teste humanos. PRO 140 foi designado um “fast track” produto candidato pelo FDA. O anticorpo PRO 140 parece ser um poderoso agente antiviral levando a potencialmente menos efeitos colaterais e os requisitos de dosagem menos frequentes, em comparação com as terapias diárias drogas atualmente em uso.

    Declarações Prospectivas
    Este comunicado à imprensa inclui declarações prospectivas e informações prospectivas dentro o significado de leis de valores mobiliários dos Estados Unidos, incluindo declarações relativas a Fase 3 estudo da Companhia e potenciais economias de custos. Estas declarações e informações representam as intenções de CytoDyn, planos, expectativas e crenças e estão sujeitas a riscos, incertezas e outros fatores, muitos além do controle de CytoDyn. Estes factores podem causar resultados reais difiram materialmente de tais declarações ou informações prospectivas. As palavras “acreditar”, “estimar”, “esperar”, “pretender”, “tentativa”, “antecipar”, “prever”, “planejar”, e expressões e variações semelhantes da mesma identificar algumas dessas declarações prospectivas ou reencaminhar de aparência informações, que falam somente a partir da data em que são feitas.

    CytoDyn nega qualquer intenção ou obrigação de atualizar ou revisar publicamente quaisquer declarações prospectivas ou informações prospectivas, seja como resultado de novas informações, eventos futuros ou de outra forma, exceto conforme exigido pela lei aplicável. Os leitores são advertidos a não depositar confiança indevida nessas declarações prospectivas ou informações prospectivas. Embora seja impossível identificar ou prever todas essas questões, essas diferenças podem resultar de, entre outras coisas, a incerteza inerente do calendário e sucesso do e custos associados com a pesquisa, desenvolvimento, aprovação regulamentar e comercialização dos produtos da CytoDyn e produtos candidatos , incluindo os riscos que os ensaios clínicos não iniciará ou prosseguirá como previsto; produtos que aparecem promissor em testes iniciais não demonstram eficácia ou segurança em ensaios de grande escala; dados de ensaios clínicos futuros sobre produtos de CytoDyn e candidatos produto será desfavorável; financiamento para ensaios clínicos adicionais podem não estar disponíveis; Os produtos da CytoDyn podem não receber a aprovação de comercialização dos órgãos reguladores ou, se aprovado, poderá não conseguir ganhar aceitação suficiente do mercado para justificar os custos de desenvolvimento e comercialização; produtos concorrentes atualmente no mercado ou em desenvolvimento pode reduzir o potencial comercial dos produtos da CytoDyn; CytoDyn, seus colaboradores ou outras pessoas podem identificar efeitos colaterais depois que o produto estiver no mercado; ou de eficácia ou segurança preocupações a respeito dos produtos comercializados, ou não justificada cientificamente, pode levar a recalls de produtos, as retiradas de aprovação de comercialização, a reformulação do produto, os ensaios de testes pré-clínicos ou clínicos adicionais, as mudanças na rotulagem do produto, a necessidade de aplicações adicionais de marketing, ou outros eventos adversos.

    CytoDyn também estão sujeitas a riscos e incertezas adicionais, incluindo riscos associados com as ações de seus corporativos, acadêmicos e outros colaboradores e agências reguladoras do governo; riscos de forças de mercado e tendências; responsabilidade do produto potencial; litígios de propriedade intelectual; riscos ambientais e outros; e os riscos que a protecção das patentes atuais e pendentes para seus produtos pode ser inválida, inexeqüível, ou contestada ou deixar de fornecer a exclusividade de mercado adequado. Também há riscos substanciais decorrentes da necessidade de CytoDyn de levantar capital adicional para desenvolver os seus produtos e satisfazer as suas obrigações financeiras; a natureza altamente regulamentada de seus negócios, incluindo iniciativas e restrições sobre pagamentos de terceiros para seus produtos de contenção de custos do governo; a natureza altamente competitiva da indústria comunitária; e outros fatores estabelecidos no Relatório Anual da CytoDyn no Formulário 10-K para o ano fiscal encerrado em 31 de maio de 2015 e outros relatórios arquivados com os EUA Securities and Exchange Commission. – See more at: http://www.boyculture.com/boy_culture/2015/08/self-injectable-anti-hiv-med-by-2017.html#sthash.ZgG7xyDY.dpuf

  5. Gil diz

    Estes “quases” ,que aparecem ao falarem da expectativa de vida igual aos não reagentes, às vezes me dão um nó na garganta.
    Mas penso que, ao me tornar indetectável (esta semana faço exames, após 4 meses tomando a TARV), se estiver bem, levando uma vida equilibrada, mesmo em 20 anos (estou com 42), se eu me livrar do HIV, poderei ter uma vida bacana, pois não podemos esquecer que a cura PODE vir antes, que em até 20 anos novas drogas surgirão, teremos vida melhor! E penso que, mesmo que as drogas atuais prejudiquem, mesmo que de leve, fígado, rins e coração, daqui a 10, 15, 20 anos, as demais pesquisas em terapias cardíacas, renais, hepáticas, com nanotecnologia, terapia genética, novas drogas, poderemos estar com a saúde reparada.
    Sabe-se lá o que pode vir, mas sabe-se que será melhor… vai que amanhã desce uma nave extraterrestre por aqui e resolva a parada (tá certo, exagero na viagem, rsrs), vai que alguém “descobre” uma “nova penicilina” “por acaso”, por deixar mofar umas colônias… HOJE MESMO, SAIU UMA CHANCE REAL DE CURA DA GRIPE, UMA VACINA UNIVERSAL, QUE FOI SURPRESA… Antes de tudo, viver a partir de seus planos, jamais a partir de sua condição de soropositivo. Um abraço, queridos otimistas e angustiados do blog.

  6. Cauã+ diz

    Quando tiver de ser será, enquanto isso vamos vivendo, Vida que Segue meus amigos!!!

  7. Joseph diz

    “Antes de tudo, viver a partir de seus planos, jamais a partir de sua condição de soropositivo.” Adorei ler isso! Vamos fazer o que todos deveriam fazer de verdade: se cuidar. O resto, é vida normal. Consequências, qualquer coisa pode ter, não só o tratamento do hiv. O carro, por exemplo, pode bater, mas nem por isso deixamos de dirigir. É só ter cuidado e atenção, a mesma coisa é com a saúde.

    Felicidades pra todos.

  8. Luizão02 diz

    Olá pessoal estive hj em um CTA e realizei um teste rápido não reagente, depois de mais de três meses de muita angústia, ansiedade e depressão…
    Vocês não sabem a felicidade que sinto ao ler notícias otimistas como essa!!! Tenho muita fé que tb participarei da geração da cura!!! Contém comigo por aqui… Muito cuidado e boa saúde à todos!!! Avante!!!

  9. Mutatis Mutandis diz

    Acho que esse comentário tem mais a ver com o post anterior, mas vamos lá…

    Meus queridos, nossa situação não é nada fácil. De fato tudo que envolve a sexualidade humana ganha sempre proporções muito maiores do que o esperado. Mas é preciso viver! É preciso crescer com todos esses desafios que se amontoam em nossa vida a partir do momento que descobrimos que contraímos esse vírus.

    É preciso entender que o número de “saudáveis” que “foram à lona” (morreram) hoje é surpreendentemente grande. E nós estamos aqui: vivinhos da silva…Quantas pessoas que possuem outras enfermidades não gostariam de ter a nossa em vez da deles? Pensem nas pessoas nas filas de transplantes, pensem nas pessoas com o aquele tipo de câncer ainda invencível (e o pior, não tratável..porque existem, viu?!) e acredite, para nossa infelicidade, são muitos….

    Temos uma enfermidade que não nos custa quase nada (financeiramente falando)…acho que já falei aqui sobre Fredie Mercury que morreu com uma fortuna de US$ 50 milhões de dólares, sem chance alguma de esperar a cura, ou de sobreviver…e quantos outros, anônimos ou não tiveram o mesmo destino! O que não dariam para ter o que a gente tem hoje?! .. Hoje até filhos podemos ter sem se preocupar com a contaminação da esposa ou do bebê!

    Meus amigos, não vamos continuar sendo imediatistas…isso não nos leva muito longe…a cura é diária…talvez daqui a um tempo seja definitiva…MAS AINDA É DIÁRIA E AINDA BEM QUE TEMOS ESSA POSSIBILIDADE!

    Risco de câncer, inflamações, e demais baboseiras pessimistas, que apesar de serem reais não quer dizer que vão acontecer..blá blá blá. Vamos nos concentrar naquilo que nos fortalece e não no que nos enfraquece!

    Imaginem o fantástico JS, que passa por tudo isso que estamos passando mas não desiste desse blog! Me sinto mal quando passo muito tempo sem escrever algo aqui…me sinto como se desprezasse esse ilustre amigo desconhecido que sem nem saber quanto, me ajudou de forma incalculável mantendo esse blog com tantas palavras de ajuda, conhecimento, conforto..com tantas opiniões boas (Sérgio, Vida, Alexandre, et all…) Imagina se esse cara desiste de lutar, quantos não iriam à ruína psicológica?!

    Estamos todos nesse barco, caros colegas positivos. E posso dizer de coração: ainda bem que tenho vocês aqui comigo, não por estarem também com essa enfermidade, mas por estarem sendo causa de refrigério na minha vida e na vida de tantos. Continuem firmes! Somos todos vencedores!

    • MB+ diz

      MU MU,

      saudades de você e parabéns pelas sabias palavras …é isso mesmo …para se alcançar o objetivo a melhor forma é irmos andando um passo por vez…e quando menos esperamos olhamos para trás e vemos a longa distancia percorrida.

      • Mutatis Mutandis diz

        Figuraça, tu, visse, MB+…(rapaz falando assim vou denunciar minha cidade de nascimento…kkkkk)!

      • Théo diz

        Amém.Estou mal com essa situação que descobri a 15 dias … tem sido muito difícil lidar com tudo isso, mas depositei as minhas esperanças em Deus e sei que ele tem o melhor pra cada um de nós.Me sinto sozinho e estou feliz por encontrar vcs

    • Mumu, eu desde sempre fui um pessimista. Com o diagnóstico eu comecei a tentar enxergar o copo meio cheio. E hoje me surpreendo, pois, o HIV me transformou num homem que vê o copo meio cheio sem fazer esforço para isso.

      MB, CB, Wagner, Pedro… Não lembro dos nicks de todos que já conheci pessoalmente e vários outros que ainda não conheci pessoalmente (Hopealways, Vida, Flor…). São amigos maravilhosos que me ajudaram nesta evolução.

      As três letrinhas não me dão mais medo, na verdade ousado como sou, até gosto delas, pois, é um desafio. Ele não vai me derrubar. Vou aguardar o tempo, não adianta mesmo ficar na ansiedade.

      Somos todos vencedores!

      Jotinha, e aquele café?! 😉

      Bj no coração de todos.

  10. MA diz

    Jesus o Mestre da Vida disse:
    “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei… Aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas”
    Ele emendou… “Olhai os lírios do campo…” Veja a beleza da natureza que os cercam… O canto dos pássaros… Ainda disse… “Digo-vos, amigos meus: Não temais os que matam o corpo, e depois disso nada mais podem fazer.” Cuidem de vossas almas.

  11. Triste + diz

    Sábias palavras Mutatis Mutandis.
    Parabéns… Vc tem toda razão.

  12. Tonzinho diz

    Oi galera!
    Boa tarde a todos!!

    Ontem eu passei no infectologista Jean Carlo Goritchen e ele já me passou o 3 em 1. Vou começar a tomar hoje mesmo, vamos ver no que vai dar ne. O doutor é ótimo tem um atendimento humanizado. Não sei se vocês se lembram, mas este já é o segundo infecto que passo, pois o outro não quis me iniciar no tratamento.

    • DD+ diz

      Olá Tonzinho…
      Eu comecei a tomar o meu 3×1 um dia antes da minha folga no trabalho, pois, não sabia como seria os efeitos. #fica a dica. Vida que segue. abs

  13. caradobemsampa2 diz

    que a esperança faça sempre parte de nossa vida.
    nao acabou. nossa vida apenas se transformou.
    que a evolução venha cada vez mais rapida
    grande abraço

  14. Tonzinho diz

    Poxa devia ter feito isso mesmo mas acabei tomando. Gente de respondam como que tem pessoas que não tomam remédio e vivem bem sem sintomas a vida toda? Um médico fala não precisa tomar, outro médico fala que precisa, to confuso. Não sei em que acreditar. Tomei agora já era, pra sempre 😦

    Coisas que a gente lê de que o remédio é fraude, gente que concorda outras não. Confuso :/

    • Jobs diz

      Tonzinho, antes a orientação para iniciar o tratamento era esperar os linfocitos tcd4 baixarem a menos de 200 células por milímetro de sangue, porém estudos recentes comprovam que a pessoa tem uma vida melhor e possibiltar que a carga viral fique indetectavel se iniciar o quanto antes o tratamento com o antirretroviral. O que acontece infelizmente é que são poucos os positivos que têm o diagnóstico confirmado ao acaso e durante a fase assintomática, sendo a grande maioria detectada quando os sintomas da imunodeficiência começam a surgir, o que piora o prognostico. Fique tranquilo, seu atual infecto acertou, esse realmente é o atual protocolo. Abraço e fique bem.

    • Digo diz

      Tonzinho, além do que o Jobs falou, também existe a questão da transmissibilidade: pesquisas comprovam que indetectáveis têm menos de 4% de chances de transmitir o vírus. Portanto, a adesão precoce aos medicamentos colabora para diminuir a taxa de novos infectados.
      Sobre a outra questão que você colocou, existe uma pequena parcela da população (cerca de 1%) que é naturalmente imune ao vírus. São os chamados controladores de elite que, por uma diferença genética em relação ao restante da população, não desenvolvem os sintomas da Aids, ainda que portadores do HIV.

  15. Fala-se tanto em cura, mas teoricamente a cura já existe: timothy ray brown. Claro que ele fez um procedimento arriscado de transplante de medula com células modificadas sem o CCR5, mas está totalmente curado. Minha pergunta é: não haveria muitos curados caso o tratamento fosse oferecido como alternativa de cura pra quem é portador do HIV?

    • João, leu o post anterior?
      “As tentativas de replicar essa cura em dois pacientes soropositivos que sofriam de leucemia não chegaram aos mesmos resultados, em parte porque muitos dos pacientes morreram em decorrência do câncer ou do próprio transplante, antes que fosse possível determinar se o HIV havia desaparecido.”

  16. Gil diz

    Tonzinho,
    Acreditar em seu médico e tomar as medicações diariamente, nos mesmos horários, é o que vai melhorar sua condição atual. Se não tomar a medicação, vai melhorar sua angústia? Vai melhorar sua saúde? Será que algum destes palpiteiros que te “aconselham” vai conseguir uma alternativa que lhe traga menos riscos ou prejuízos?
    Infelizmente é a única alternativa com menores riscos. Hoje você estará bem, amanhã também, daqui a 5, 10 ou 15 anos, milhares de comprimidos depois, você estará bem.
    Não temos escolha, ainda… Não nos resignemos por isso! Atendo tanta gente que trocaria sua condição pela nossa. Mesmo sem doenças, vidas tristes, vazias, sem sentido. Pessoas que se deixam levar pelas ilusões vendidas a cada segundo, que veem a vida passar e nem notam que passou, que nada fizeram, que nada viveram. Gente que não vê, como dizia Lincoln, nem branco, nem preto, apenas o cinza de suas “certezas” travestidas de verdade.
    Mas se não tomar a TARV, suas células de defesa serão dizimadas e você passa a contrair infecções altamente agressivas, como tuberculose, pneumonia, alguns tipos de câncer, fungos teimosos e agressivos à pele e ao sangue… será que aí algum palpiteiro terá uma alternativa?
    Sem as pílulas, virão muitos dias de dor e sofrimento, a você e às pessoas que você ama.
    Se você tomar, terás uma vida normal, sem o vírus se manifestar. Quando chegarem as novas medicações, menos agressivas e com maior espaçamento entre as doses, sua vida tende a ficar ainda melhor. Mas vida melhor depende de escolhas e de criar alternativas para ser melhor.
    Quando vierem as medicações com chances reais de cura, nós todos olharemos para trás e, entre o alívio e a alegria, até poderemos rir deste período. Agora, se você se arriscar a não tomar, achando que o vírus não lhe atacar, talvez não tenha chance (e provavelmente não terá) de ver este dia chegar. Ou ainda pior: pode estar vivo, mas com uma sequela neurológica, por exemplo, que lhe comprometerá a autonomia de poder andar, dançar, correr, viajar ou pensar de modo dito normal. Aí, será pior, ver a alegria de estar curado mas, tão sequelado que viver acaba virando fardo.
    Desculpe ser direto, sincero demais e até fatalista. Mas eu atendo pessoas que não cuidaram da saúde, mesmo tendo chance de reverter ou evitar coisa pior: pessoas com alterações metabólicas que afetaram o sistema nervoso por não cuidarem da diabetes, outras que beberam em excesso e hoje têm demências, síndromes degenerativas do SN por conta do álcool, drogas, dos RIVOTRIL´s da vida, gente que ignorou a saúde, mesmo diante dos primeiros sinais do corpo… pessoas que bateram seus carros porque beberam e dirigiram, matando seus próprios amados ou pessoas inocentes e ferindo suas cabeças. Todos que poderiam evitar.
    Todos hoje, sem exceção, queriam voltar no tempo. Suas cabeças pesam toneladas, ou pior, nem pesam porque já não tem mais consciência, culpa ou vergonha (que também mata, aniquilando a alma) e já não atinam mais sequer a relação causa-consequência, por suas mentes estarem deterioradas.
    Não pudemos evitar a entrada do vírus, seja quais motivos foram… Mas podemos manter a saúde!
    Tenha ânimo, faça planos, pense em novas conquistas que dependam unicamente de ti, seja no emprego ou na vida pessoal. Não viva a partir da sua sorologia. Viva a partir de suas possibilidades reais de fazer um AGORA MELHOR, porque a soma de seus momentos presentes bem feitos, bem realizados, lhe garantirá uma vida mais feliz, mais tranquila e, garanto-lhe, daqui a alguns anos, sem HIV. Ele não comerá seus sonhos, se você não destruir suas chances de realização!
    Um abraço, aquiete seu coração, mesmo não se conformando. Procure transformar esta angústia em uma força de superação de novos desafios.
    Eu, que não sou lá exemplo pra ninguém, estou jogando torneios de tennis, fiz concurso público no domingo e sei que fui muito bem, quem sabe largo um dos meus empregos por este cargo novo, vou passar um mês no Sul a partir de dezembro, vou pros EUA no ano que vem (se o dólar não subir mais), terminei o doutorado e vou pensar em fazer pós-doutorado (será que tem curso da meia noite às seis?), quero escrever um livro, botei meu filho (tenho 3 adolescentes) pra jogar comigo e ele gostou (agora é que não saio das quadras), estou malhando um pouco mais, emagreci 5 kg, lendo mais, comendo certo, bebendo menos… é a vida, amigo. Com ou sem HIV. Força, vamos… Pra cima! Pra frente! Pra vida!

  17. 90 90 90 diz

    Gil, belíssima mensagem. Parabéns, você escreve muito bem e te encorajo a tocar em frente o projeto de escrever o seu livro. Será um sucesso!!!

  18. Jobs diz

    Gil, você é médico? Obrigado pelas palavras, foram inteligentes e muito importantes, creio que para todos nós! Acredito que quanto mais nos solidarizarmos com os outros, mais fácil as coisas se tornam. É como se uma tempestade fosse convertida em uma leve brisa. Abraços a todos.

  19. Gil diz

    OLÁ JOBS,
    Sou psicólogo, especialista em Neuropsicologia. Trabalho com pessoas com distúrbio de aprendizagem, com pessoas com sequelas e síndromes genéticas e degenerativas, em avaliações pré e pós cirúrgicas, além de psicoterapia e reabilitação cognitiva.
    Eu procuro ajudar as pessoas. Faço trabalhos comunitários, tinha colunas em jornais no Sul, leciono no ensino superior, para professores e profissionais de minha área.
    Quando escrevo aqui, é para ajudar, dar uma motivada, fazer pensar.
    Às vezes, escrevo para mim mesmo. talvez por isso, ali em cima, me alonguei…
    Não escrevi querendo ser exemplo pra ninguém, mas sei que lendo algo diferente, lendo o que vem do outro, pensamos sobre nós.
    Eu vim de uma história de vida de pobreza, violência, rua, fome, miséria e desequilíbrio. Mas me superei sozinho. Do Ensino Médio pra frente em escola particular paga com meu suor, como foi do meu suor todo o ensino superior, duas pós, mestrado, doutorado, cursos, viagens. Nunca ganhei nada de ninguém… foi na unha! Foi na garra!
    Fiz de tudo na vida: eletricista aos fins de semana, vendedor de chocolate, de avon, de relógio chinês, afinal queria os livros e fazer os cursos. Deu certo!
    Não posso ser nocauteado pelo HIV. Eu lutei tanto para me realizar e me dar as coisas que sempre sonhei: viajar, ensinar, aprender, ajudar, ter uma casa, uma vida que, a cada centímetro, fiz sozinho ou ao lado de minha esposa.
    Nada veio fácil, sem pais, sem parentes, confiei em pessoas que me passaram a perna, me reergui… agora que tudo estava certinho, redondinho… soroposotivo!
    Mas vou vencer! Tenho 3 filhos adolescentes, uma esposa que precisa do meu equilíbrio, tenho meus planos, tenho curiosidade e, apesar de ler e estudar, tenho mais dúvidas do que certezas. E as dúvidas me movem. Minha ânsia de viver me leva a agir, me mexer, me virar, à ação.
    Uma super ação. Uma superação! Mais uma…

  20. 90 90 90 diz

    Estou tomando 3×1 desde 14-05-2015. CD4 estava em 453 e CV 8800. O efeito colateral que me aflige é o sono leve, com pesadelos, relacionado ao uso do TENOFOVIR. Alguns textos pesquisados relatam que, para amenizar os efeitos, deve-se evitar uso do álcool e cafeína. Evito-os, mas há noites que os pesadelos e sonhos vívidos me atormentam. Alguém tem dicas alternativas para diminuir os efeitos do Tenofovir? Em quanto tempo meu corpo vai se acostumar com a droga?

  21. PedroSC diz

    Muito bom ler o comentario do Gil!! é um animo par seguir. me sinto tão sozinho, triste e com medo do que o futuro me reserva 😥

    em 2 meses minha vida mudou completamente e quando para p pensar so consigo me ver sem chao 😥

  22. Pedro diz

    Boa noite sempre acompanho o blog e me alegro com as notícias. Hoje após 60 dias tomando o 3×1 percebi umas manchas vermelhas no meu corpo tipo alergia principalmente na barriga e braço, porem estou em viagem em outro estado e voltarei na próxima semana para minha cidade. Algo semelhante aconteceu com vocês no inicio do tratamento? as pessoas estão perguntando, porém falo que é alergia alimentar, porém percebi uma piora hoje a noite.

    • DD+ diz

      Pedro,
      Aconteceu cmg e com outros que postaram por aki. Tomei um anti alergico (loratadina) e passou. Nunk mais tive nada. Abs

    • Pedro, tive no décimo quarto dia após início da TARV. Antialérgico resolveu, em 5 dias estava bom. Recentemente tive novo rash, achei que era interação do 3×1 com a minha amada vodka, dei uma maneirada e estou melhor. Forçar nossos órgãos pode acarretar em reações alérgicas, não abuse de drogas, álcool nem cigarro e logo ficará bom.

  23. Evandro diz

    Olá a todos. Por acaso tive que fazer exame HIV e deu negativo mas alguns sintomas fizeram minha infectologista pedir novamente então resolvi pesquisar o assunto. Fico muito feliz de saber que está doença, segundo relatos aqui, nem de longe é terrível como antigamente e que se acontecer comigo, poderei viver minha vida em paz.
    Parabéns a todos.

  24. Ray diz

    Acabei de receber o diagnóstico, foi ontem, estou grávida e apesar de saber que posso levar uma vida normal não posso negar que tenho passado por momentos de desespero,estou lendo e me informando sobre tudo mas está sendo mto difícil.
    Espero em breve poder vir aqui e dizer que estou bem pois nesse momento o medo está tomando conta de mim.
    Forte abraço a todos, que Deus os abençoe!

  25. Cacau diz

    Estou apavorada, já chorei no primeiri dia….faz três dias que tomo o remédio com o bactrim junto, fiquei tonta e agitada, a ficha ainda não caiu…..é difícil, mas estou tentando manter minha rotina, trabalho….apenas meu marido sabe (não é soropositivo), optei por não contar a família para não preocupá-los. Mas tô trabalhando a mente….e sei que vou conseguir. Tenho um parceiro maravilhoso. Mas os sintomas me preocupam um pouco, será que todos emagrecem? Bjos

    • D_Pr diz

      Cacau, perdão querida pelo meu outro comentário! Puxou direto do celular a palavra “piora”. No processo de recuperação da saúde, por assim dizer você logo volta ao seu peso normal! Busque não encanar em peso e nesses efeitos!

      No começo existe uma adaptação e logo passa! Boa sorte!

  26. Théo diz

    Obrigado por estarem aqui, quero poder contar com o apoio de vocês, me sinto só.A descoberta desta doença me machucou demais. Mas acredito em Deus e no que ele pode fazer iluminando as cabeças dos pesquisadores em prol da descoberta da cura desse mal.Fé é o que eu tenho e posso dar.

  27. Théo diz

    Que Deus nos abençoe hoje e sempre e obrigado criador do blog, agradeço a Deus por você existir .Forte abraço.

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s