Especialista explica como HIV causou a pandemia de aids


Pela Agência FAPESP em 13 de agosto de 2015

Fapesp

A FAPESP e a Fundação de Pesquisa Alemã (DFG) realizam em 17 de agosto, às 15h, na sede da FAPESP, a palestra “Por que o HIV-1 foi capaz de causar a pandemia de aids?”, pelo professor Frank Kirchhoff, diretor do Instituto de Virologia Molecular da Universidade de Ulm, na Alemanha, e ganhador do Prêmio Leibniz em 2009.

O virologista Kirchhoff é um dos principais pesquisadores no mundo sobre a aids. Nos últimos 20 anos ele contribuiu para a melhoria da compreensão sobre o desenvolvimento da doença e sobre a evolução do HIV. Sua pesquisa tem se concentrado em proteínas responsáveis pela patogenicidade do vírus em seres humanos, apontando novos caminhos para prevenir a transmissão da doença.

Em sua palestra, o pesquisador irá descrever a origem e a evolução do HIV-1 grupo M, responsável pela maior parte dos casos de aids, e discutir propriedades específicas desse vírus que contribuem para a sua alta virulência e expressiva propagação.

Concedido desde 1986 pelo Programa Gottfried Wilhelm Leibniz, da DFG, o Prêmio Leibniz é o mais importante da Alemanha na área científica, reconhecendo importantes descobertas de cientistas e pesquisadores no país. A palestra faz parte da Leibniz Lectures (Palestras Leibniz), uma iniciativa da DFG para estimular o diálogo entre os premiados e a comunidade científica internacional.

O pesquisador irá descrever a origem e a evolução do HIV-1 grupo M e discutir propriedades específicas desse vírus que contribuem para a sua alta virulência e expressiva propagação (foto: DFG)
O pesquisador irá descrever a origem e a evolução do HIV-1 grupo M e discutir propriedades específicas desse vírus que contribuem para a sua alta virulência e expressiva propagação (foto: DFG)

Frank Kirchhoff estudou biologia na Universidade de Göttingen, na Alemanha, e obteve o doutorado no Centro Alemão de Primatas com uma tese sobre o novo vírus HIV-2 clone. Como pós-doutorando na Harvard Medical School, em Boston, Estados Unidos, ele tratou pela primeira vez da proteína Nef, do HIV, que favorece a replicação do vírus –, na qual focou seu trabalho quando retornou em 1994 à Alemanha. No país ele trabalhou como assistente, professor associado e professor na Universidade Erlangen-Nürnberg, antes de ser chamado para trabalhar na Universidade de Ulm, em 2001, onde assumiu o cargo de diretor do Instituto de Virologia Molecular, em 2009.

Clique aqui e inscreva-se para a palestra.
A conferência será proferida em inglês.
Data: 17 de agosto de 2015
Horário: 14h30
Local: FAPESP
Rua Pio XI, 1500 – Alto da Lapa
São Paulo – SP

Anúncios

42
Deixe um comentário

avatar
22 Comment threads
20 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
23 Comment authors
wayGompMaisBYABrunoTriste + Recent comment authors
  Inscrever-se  
Receber notificação
Cauã+
Visitante
Cauã+

Esse tipo de evento deveria ser transmitido ao vivo para a grande massa da população, no intuito de disseminar informação, e consequentemente diminuir o estigma que carregamos por ser portadores do Hiv, que para a população leiga somos referidos como AIDS.
:/

Denis+
Visitante
Denis+

vdd

DD+
Visitante
DD+

14/08/2015 07h50 – Atualizado em 14/08/2015 07h50 Remédios contra HIV e hepatite C serão produzidos por fundação na BA Acordo de transferência tecnológica envolve empresa norte-americana. Bahiafarma terá exclusividade na distribuição dos medicamentos no país. Um acordo de transferência tecnológica assinado entre o governo do estado e o laboratório norte-americano Gilead Sciences deve complementar a produção pública da Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico, Fornecimento e Distribuição de Medicamentos (Bahiafarma), possibilitando a fabricação de medicamentos como antirretrovirais e de combate à hepatite C e Aids. Conforme o governo do estado, o acordo prevê que a Bahiafarma tenha a… Ler mais »

EGC
Visitante

HIV e AIDS cura: Poderia Gene-Editing ser o caminho para curar o HIV e SIDA Por Steff Lyn Smetham Em 14 de agosto de 2015 Um novo caminho para derrotar o HIV e a AIDS foi encontrado e está tomando as coisas em um nível genético. Um novo método foi desenvolvido pela Sangamo de Richmond BioScience Inc, onde eles usam algum tipo de tesouras moleculares que são enzimas chamadas ‘dedo de zinco nucleases’ para editar a proteína que o vírus HIV usa para se replicar. O julgamento foi feito por City of Hope Center. Esta não é a primeira tentativa… Ler mais »

EGC
Visitante

Pesquisador brasileiro Ricardo Diaz lidera nova pesquisa em busca da cura da aids Fonte: http://agenciaaids.com.br/home/noticias/noticia_detalhe/23818#.Vc-CE0o4-rU A cura da aids está mais próxima, acredita o pesquisador e infectologista Ricardo Diaz, da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Atualmente, ele lidera um estudo no Brasil, que visa eliminar o HIV das células. Uma das grandes novidades desta pesquisa, segundo Ricardo Diaz, é intensificar o tratamento antirretroviral já usado pelo paciente com mais duas drogas, o dolutegravir e o maraviroque. O infectologista está certo de que a combinação de estratégias contra o HIV é o caminho mais seguro a ser trilhado, segundo nos… Ler mais »

Gui
Visitante
Gui

Excelente!!!! Obrigado por compartilhar, EGC! Hoje meu sono será ainda melhor! 🙂

zed
Visitante
zed

EGC, obrigado por sempre postar novidades, abs

EGC
Visitante

D Pr, olha o que o Luquinha falou
O cara é foda, to falando, logo logo, ja era esse intruso, valeu Luquinha, continue nos informando e pesquisando, mais e mais, te ajudaremos tambem.

Matheus
Visitante
Matheus

Promissor esse estudo do pesquisador Ricardo Diaz…obrigado Luquinha,D Pr,EGC por sempre nos informar com essas novidades,abç a todos…

Luquinha
Visitante
Luquinha

EGC estava em São Paulo quando li a matéria, vim no avião pensando , gente vai ser muito bom estar livre deste intruso , como o jovem positivo posta aqui façam exercício fisico ,tomem yakult (mais e 1 por dia) os nossos sonhos não vão acabar , quero ser pai , mais tomei uma decisão vou adotar 2 crianças e vou fazer de tudo para adotar com hiv , não sei se há algo que impeça, pois tenho um contrato com juristas mais infelizmente não posso tocar no assunto , mais quem sabe os grandes profissionais da comunicaçao postem algo… Ler mais »

zed
Visitante
zed

Obrigado, Luquinha por trazer novidades, abs

paraense+
Visitante
paraense+

Luqinha , não esqueça da Beatriz Pacheco !. Grande ativista da causa e, exemplo de superação, na qual muito me espelho !.

way
Visitante
way

Nossa, essa notícias me deram um alívio muito grande, muito Obrigado!!

desbravador
Visitante
desbravador

Por incrível que pareça, o IMPA(Instituto de Matemática Pura e Aplicada), é desconhecido por grossa maioria dos brasileiros, inclusive muitos cariocas, os quais residem na cidade sede do instituto. Este centro é o maior instituto de pesquisas em matemática do Brasil e, sim, um dos maiores do mundo. Constrangedor as pessoas desconhecerem sua existência, na verdade.Recentemente uma aluna brilhante desta instituição defendeu sua tese de doutorado cujo tema de estudo foi justamente o HIV, sua replicação e, inclusive, a influência do tratamento. Deem uma olhadinha no pdf abaixo( a tese da moça). Evidentemente não espero que ninguém entenda(rsrsrsrsrsrrs). Afinal, trata-se… Ler mais »

GB
Visitante
GB

Pessoal, não sei se é o post ideal mas eu preciso saber de vocês, como positivos. Ao começarem o tratamento, vocês notaram mudanças na aparência física? Estou com muito medo de ficar com aquela aparência seca, olhos fundos. Isso está me tirando o sono! Me contem o que vocês notaram após o início do tratamento na mudança física de vocês. Eu fico grato desde já por toda a atenção, tenho que começar o meu tratamento mas por causa desse medo, eu ainda não tive coragem.

Digo
Visitante
Digo

GB, logo no início perdi uns quatro quilos e teve gente notou.
Porém, nada que demonstre um aspecto de gente doente.
Eu dizia apenas que havia parado com a cerveja – o que era verdade.
Em alguns meses, meu peso voltou à normalidade – e até tô melhorzinho que antes, pois agora tô malhando…
Então, não se preocupe com isso.

DD+
Visitante
DD+

Meu querido…No meu caso eu tava perdendo peso antes de iniciar o tratamento e tbm logo dps do diagnostico, apos 6 meses em tratamento meu peso voltou ao normal e ate meu cabelo parou de cair. abs

Tonzinho
Visitante
Tonzinho

Pessoal me ajudem por favor. Descobri minha sorologia dia 30/07/2015 e nos exames deu 700 de cd4 mas incríveis 415.000 de carga viral. Minha infecção é muito recente. A minha preocupação é que o médico disse que não vai iniciar o tratamento pois estou na fase aguda e boa quantidade de cd4. Me passou exames pra acompanhar a carga viral em outubro. Ta certo isso gente? Eu achei que iria começar logo o tratamento, to com medo de piorar e sinto que quanto mais tempo eu demoro pra começar é pior.

MB+
Visitante
MB+

Tonzinho.

É extremamente portante o início do tratamento com os arvs mesmo no seu caso pois já é comprovado que pessoas que iniciam o tratamento precoce tem maiores chances de controle viral bem como uma inflamação menos comprometedora .
Sugiro que você inicie seu tratamento o mais breve possível pois já consta no novo protocolo que pessoas independente de cv ou níveis de CD 4 podem e devem fazer o uso dos arvs.

mineiro+
Visitante
mineiro+

Fato

zed
Visitante
zed

Tonzinho, pelo que eu já li, quanto antes vc começa com o tratamento menos vírus vão para os reservatórios onde os remédios não os alcançam. Dá uma lida na postagem do EGC do dia 15/08 aqui acima, sobre um estudo que vão recrutar pessoas que começaram o tratamento cedo e teriam menos vírus “escondido” o que facilitariam uma possível cura. abs.

rapaz
Visitante
rapaz

Bom dia! Acho importante relatar aqui uma experiência muito boa pela qual estou passando.. Ha 1 ano em tratamento e Indetectável, contei ao meu namorado (sorodiscordante) nessa última sexta sobre minha sorologia, ele me apoiou em todos os sentidos, disse que me adora e o resultado foi uma noite de amor incrível! Então galera, não ha por que ter tanto receio assim! Meu namorado tem apenas 22 anos e me deu um show de maturidade e prova de amor! Eu com 27 anos não esperava tamanha aceitação e carinho! Sei que tem pessoas que infelizmente não aceitariam assim, mas tenhamos… Ler mais »

Triste +
Visitante
Triste +

Olá pessoal, boa noite. É a primeira vez q escrevo no blog depois te ensaiar muito e ter coragem para isso. Preciso muito do apoio de vcs. Descobri ser soro + no dia 13 de abril de 2015, desse dia em diante minha vida acabou. Não tenho mais vontade de trabalhar, estou numa depressão tão profunda q não há médico e nem remédio que consiga me ajudar. Me sinto um condenado e não consigo enxergar uma luz no fim do túnel para que eu possa ter alegria de viver novamente. Cada dia que se passa fico mais debilitado em todos… Ler mais »

Thiago
Visitante
Thiago

Acredito que todos passamos por algo semelhante quando descobrimos. Me descobri em meados de maio/junho, inclusive após alguns resultados negativos, e sem praticas inseguras, no entanto consegui me manter melhor do que já imaginado para situação semelhante. Comece a tomar a medicação há uns 2 meses, somente recomendo: nao leia a bula…rsrs. Nao tive absolutamente nenhum efeito colateral, o unico constrangimento é ir ao posto de saude buscar remedio. No inicio, um simples nariz congestionado eu ja pensava estar com pneumonia, sentia grande medo, náo propriamente de morrer, mas de ficar doente. Hoje estou bem mais tranquilo, procurando levar a… Ler mais »

Triste +
Visitante
Triste +

Já faz três meses q tomo o 3×1 e suponho que nada de reação aconteceu. Ainda tenho muitas barreiras para ir na infectologista, pois não consigo aceitar essa nova realidade e nem a medicação consigo buscar. Tem uma pessoa conhecida que sabe da minha sorologia e ela quem pega pra mim. No mês de setembro tenho que fazer outro exame de carga viral e cd4 pra ver se o medicamento está sendo eficaz. Logo quando descobri a sorologia meu exame tinha dado cd4 = 1050 e carga viral = 39000 cópias. Vivo agora num mundo de pesadelos e medos. Parece… Ler mais »

wolf
Visitante
wolf

Cara, é uma barra muito pesada mesmo de levar. Imagino que seja pior no início. Entendo muito bem do que está passando, pois tenho apenas 1 mês a mais de diagnóstico do que você. Deixo o meu e-mail para que possamos nos falar de maneira aberta sobre isso, pois vivo altos e baixos, com crises bem fortes como a situação que você relatou. howling_wolf@hotmail.com Às vezes é muito complicado de não se deixar abater diante desta situação. Eu, assim como você, também nunca me expus ao risco de maneira consciente. Nunca transei sem camisinha durante toda a vida e cá… Ler mais »

Luquinha
Visitante
Luquinha

Triste nao tenho muito tempo , procure entrar domingo dia 23 abraços

Bruno
Visitante
Bruno

Thiago, duas coisas me chamaram a atenção no seu relato: 1) De que vc teve alguns exames negativos antes do positivo. Não entendi muito bem….vc fez vários num mesmo período de tempo e só o último deu positivo? 2) Vc relata que não tinha práticas inseguras. Desconfia como foi contaminado? Agradeceria se pudesse me responder. Grande abraço!

Thiago
Visitante
Thiago

Em março fiz dois exames, sendo um teste rapido e o outro normal, ambos negativos. Ja relatei em outro momento, inclusive tendo algumas respostas ironicas, que a unica possibilidade seria pelo sexo oral, onde acabou ocorrendo ejaculacao….

Bruno
Visitante
Bruno

Thiago, acompanho o blog há algum tempo e vários já relataram que foram contaminados pela prática do sexo oral. Acho que a lenda de que sexo oral tem pouquíssima chance de contágio, está caindo por terra. Grato pela resposta.

BYA
Visitante
BYA

Oi Thiago tudo bem? Vou lhe fazer uma pergunta responda se quiser tudo bem… Pq vc fez exames um atras do outro sendo q vc não tinha nenhuma situação de risco?? Ou vc tinha costume de fazer mês sim mês não? Como foi esse do negativo pra descoberta.

Triste +
Visitante
Triste +

Vc tem razão Thiago. Preciso de alguma forma tentar me desprender dessas situações q qualquer espirro q eu der significa q estou totalmente doente. Infelizmente minha cabeça está dessa forma, ando totalmente apavorado e inseguro com tudo. Mais creio q vai passar e tudo vai ser resolvido.

Thiago
Visitante
Thiago

Meu primeiro cd4 deu 298 e minha CV 100 mil….Isso me deixou ainda mais preocupado, visto que, em tese, estaria me descobrindo logo apos a fase aguda…Meu cd4 hoje ja esta em 415, menos de 2 meses de tratamento, nao sei ainda minha atual cv, isso me deu mais animo tb. Seu cd4 está excelente. Fique tranquilo…e mantenha a medicacao.

MB+
Visitante
MB+

Triste + Que tal iniciarmos essa conversa trocando esse Nick? Sei que seria difícil ser um feliz + mas triste não deve ser. Outra sou uma pessoa que vive com esse bostinha há mais de nove anos e sabe o que mudou na minha vida…nada …sim nada …tirando o fato de tomar um comprimido por dia e ter que ir ao médico 3 vezes por ano o resto nada mudou. Vivo…sonho…namoro…Vou pras baladas …brinco …vivo a vida…pois mesmo com o hiv ela a vida não me deixou…e não será esse merdinha que fara que eu a deixe. Olha sei que… Ler mais »

wolf
Visitante
wolf

MB+ é sucesso!!!
🙂

Triste +
Visitante
Triste +

Obrigado pela força MB+. Tinha certeza q iria encontrar aqui muitos amigos pra dar suporte e me ” colocar pra cima”. Não vou esconder de vc e nem de vcs, está sendo muito difícil conviver com esse diagnóstico. Eu mesmo me sinto com complexo de inferioridade. Me acho diferente de todos e quase nem consigo ficar perto dos meus amigos, pois mesmo eles não sabendo, me sinto totalmente envergonhado. Na minha cabeça sempre fica se passando ” que não sou mais igual a eles”. Mais tenho certeza q esse sentimento vai passar, que essa mania que estou de achar que… Ler mais »

Triste +
Visitante
Triste +

Wolf
Já mandei um email pra vc.
Muito obrigado por tudo. Só tenho q agradecer muito a todos vcs que estão me dando essa força.

Tonzinho
Visitante
Tonzinho

Bom dia pessoal, eu marquei uma consulta com um novo infectologista do meu convênio pro dia 31/08 e vamos ver se ele me passa ou não o tratamento desta vez, to querendo me tratar logo pra não subir minha Cv ou então piorar o vírus latente. Sou recente e tenho esperança de ficar indetectavel, eu me surpreendi com meu estado psicológico e emocional no dia seguinte à descoberta, estou tranquilo e só penso em me cuidar etc, além do mais, a vida é pra se viver, e eu me sinto bem, isso que importa, o que aconteceu já foi, agora… Ler mais »

Triste +
Visitante
Triste +

Tonzinho
Obrigado pela força.
Com certeza tudo vai dar certo para nós todos. Tenho certeza que você vai começar seu tratamento e plena convicção que ( ele) vai te fazer bem.
Olha estou totalmente fragilizado com toda essa situação, mais o que eu poder ajudar…conte comigo.
Um grande abraço e fique bem.

Luizão02
Visitante
Luizão02

Vou fazer o teste, na segunda, em um CTA de outra cidade… É muito provável que dê positivo, haja vista que minha esposa teve herpes zoster e minha língua está completamente branca. Mesmo assim, abalado emocionalmente, com a ansiedade e neurose não me permitindo trabalhar, tenho esperança e fé de poder trazer o mínimo de felicidade para o meu lar. Minha esposa é meu Anjo, que já me concedeu o perdão, antes mesmo do diagnóstico. Os meus país, fazem questão de estarem conosco, nesse momento. Sendo assim, por que não lutar e ser feliz? Mas, evidentemente, é muito difícil este… Ler mais »

Triste +
Visitante
Triste +

Luizão 02
Amigo como vc não tem nada definitivo, vamos pedir e torcer para que nada aconteça com vc e com a sua família. Se infelizmente ( acontecer) de ser um exame positivo, vc pode ter certeza que vai encontrar pessoas muito boa aqui, que sempre tem uma palavra de apoio para te fortalecer.
Abraços e que Deus lhe proteja.

GompMais
Visitante
GompMais

Tudo bem galera?! No dia 31/07/2015, recebi a confirmação a partir do Western Blot que eu estava soropositivo. Nos 10 dias que se seguiram entre o resultado do 1º ELISA e o Western Blot, morri um pouco a cada dia, não conseguia comer, nem dormir. Perdi 4kg. Senti-me completamente desconstruído, com medo, raiva, decepção e impotência, pois não havia como fugir de toda aquela/essa situação; não era possível fugir de mim mesmo. Havia ido ao médico e pedido alguns exames de rotina e entre eles solicitei que fosse incluído o de HIV, e quando fui buscá-los, notei que o resultado… Ler mais »