Notícias
Comentários 211

Quando começar o tratamento?


Publicado pelo National Institutes of Health em 27 de maio de 2015

NIHUm grande estudo clínico randominzado internacional concluiu que indivíduos infectados pelo HIV têm risco consideravelmente reduzido de desenvolver aids ou outras doenças graves se o tratamento antirretroviral for iniciado cedo, quando a contagem de células T CD4+ — um importante medidor da saúde do sistema imune — está mais alta, ao invés de esperar até que a contagem de CD4+ caia para níveis mais baixos. Juntando este a estudos anteriores, que mostram que o tratamento antirretroviral reduz o risco de transmissão do HIV para parceiros sexuais não infectados, estas descobertas encorajam oferecer tratamento para todas as pessoas com HIV.

A nova descoberta vem do estudo Strategic Timing of Antiretroviral Treatment (START), o primeiro estudo randomizado em larga escala que concluiu que o tratamento antirretroviral iniciado cedo beneficia todos os indivíduos portadores do HIV. O National Institute of Allergy and Infectious Diseases (NIAID), parte do National Institutes of Health (NIH), proveu o financiamento inicial para o estudo START. Embora era esperado que o estudo fosse concluído ao final de 2016, uma avaliação interina dos dados do estudo, feita por um conselho independente de monitoramento de dados e de segurança, recomendou que os resultados fossem divulgados antes.

“Agora nós temos a prova nítida de que é significativamente melhor para a saúde de um indivíduo infectado pelo HIV começar a terapia antirretroviral cedo, ao invés de tarde.”

“Agora nós temos a prova nítida de que é significativamente melhor para a saúde de um indivíduo infectado pelo HIV começar a terapia antirretroviral cedo, ao invés de tarde”, afirmou o diredor da NIAID, Dr. Anthony S. Fauci. “Além do mais, a terapia iniciada cedo comporta um duplo benefício, não apenas de melhorar a saúde dos indivíduos mas, ao mesmo tempo, ao reduzir a carga viral, de reduzir o risco de transmissão do HIV para outras pessoas. Estas descobertas têm implicações globais para o tratamento de HIV.”

“Este é um importante marco na pesquisa do HIV.”

“Este é um importante marco na pesquisa do HIV”, afirma o Dr. Jens Lundgren, da Universidade de Copenhague e um dos copresidentes do estudo START. “Agora nós temos fortes evidências de que o tratamento iniciado cedo é benéfico para os soropositivos. Estes resultados reforçam tratar todos, independentemente de sua contagem de células T CD4+”

O estudo START, que foi amplamente aberto em março de 2011, foi conduzido pelo International Network for Strategic Initiatives in Global HIV Trials (INSIGHT) em 215 bases em 35 países. Foram inscritos 4.685 homens e mulheres infectados pelo HIV, com pelo menos 18 anos de idade e uma média de 36 anos. Os participantes nunca haviam feito terapia antirretroviral e foram inscritos com contagens de CD4+ dentro da normalidade — acima de 500 células por milímetro cúbico (células/mm³). Aproximadamente metade dos participantes do estudo foram randomizados para iniciar o tratamento antirretroviral imediatamente (cedo) e a outra metade foi randomizada para adiar o tratamento até que sua contagem de células caísse para 350 células/mm³. Em média, os participantes do estudo foram acompanhados por três anos.

O estudo mediu uma combinação de resultados, os quais incluíram casos sérios ligados à aids (como câncer relacionado à aids), casos graves não ligados à aids (problemas cardiovasculares, renais, doença e câncer no fígado) e morte. Baseado nos dados de março de 2015, o conselho independente de monitoramento de dados e de segurança identificou 41 casos de aids, casos graves não ligados à aids ou morte entre aqueles inscritos no grupo que iniciou o tratamento cedo, comparado a 86 casos no grupo que adiou o tratamento. A avaliação interina do conselho identificou que o risco de desenvolvimento de doenças graves e morte foi reduzido em 53% entre aqueles que iniciaram o tratamento cedo, comparados aqueles que adiaram o tratamento.

Ambas as taxas de casos graves relacionados à aids e casos graves não relacionados à aids foram menores no grupo que iniciou o tratamento cedo, em relação ao grupo que adiou o tratamento. A redução do risco foi mais evidente para casos relacionados à aids. As descobertas foram consistentes para todas as regiões geográficas e os benefícios do tratamento iniciado cedo foram parecidos tanto em países desenvolvidos quanto em desenvolvimento.

“As descobertas definitivas de um estudo randomizado como o START devem influenciar no cuidado de saúde de milhões de indivíduos soropositivos no mundo todo.”

“O estudo foi rigoroso e os resultados são claros”, afirma o cientista e diretor do INSIGHT, Dr. James D. Neaton, professor de bioestatística na Universidade de Minnesota, em Minneapolis, nos Estados Unidos. “As descobertas definitivas de um estudo randomizado como o START devem influenciar no cuidado de saúde de milhões de indivíduos soropositivos no mundo todo.” A Universidade de Minnesota foi a reguladora da gestão do centro de dados e estatística.

Antes do estudo START, não havia evidência a partir de estudo randomizado controlado que guiasse o momento de início do tratamento para indivíduos com contagens de células CD4+ altas. As evidências anteriores que reforçavam iniciar o tratamento em indivíduos com contagens superiores a 350 estava limitada a estudos não randomizados ou observacionais, além da opinião de especialistas.

O START é o primeiro estudo randomizado em larga escala que oferece evidência científica concreta que apoia o atual U.S. HIV treatment guidelines, o qual recomenda que todos os indivíduos infectados pelo HIV e assintomáticos tomem antirretrovirais, independentemente de sua contagem de células CD4+. [Atualmente, o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) brasileiro recomenda que a terapia antirretroviral seja considerada em casos de neoplasias não definidoras de aids com indicação de quimioterapia ou radioterapia, doença cardiovascular estabelecida ou risco cardiovascular elevado, coinfecção com HCV ou carga viral do HIV superior a 100 mil cópias e iniciada imediatamente em qualquer indivíduo com contagem de CD4+ inferior a 500 e em qualquer contagem em caso de coinfecção com hepatite B.] As atuais diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendam que indivíduos infectados pelo HIV comecem a terapia antirretroviral quando a contagem de células CD4+ cair para 500 células/mm³ ou menos.

Sob a luz das descobertas do conselho independente de monitoramento de dados e de segurança, os cientistas estão informando todos os participantes do estudo sobre os resultados interinos. Será oferecido tratamento antirretroviral aos participantes que ainda não o iniciaram, e eles continuarão a ser acompanhados até 2016.

Os medicamentos para HIV usados no estudo são medicamentos aprovados e doados pela AbbVie Inc., Bristol-Myers Squibb, Gilead Sciences, GlaxoSmithKline/ViiV Healthcare, Janssen Scientific Affairs LLC e Merck Sharp & Dohme Corp. Além do NIAID, o financiamento ao estudo START veio de outras entidades do NIH, incluindo o National Cancer Institute, National Heart, Lung and Blood Institute, National Institute of Mental Health, National Institute of Neurological Disorders and Stroke, Eunice Kennedy Shriver National Institute of Child Health and Human Development, NIH Clinical Center e National Institute of Arthritis and Musculoskeletal and Skin Diseases, nos Estados Unidos. O financiamento também foi fornecido pela Agence Nationale de Recherches sur le Sida et les Hépatites Virales (ANRS) na França, pela Bundesministerium für Bildung und Forschung (BMBF), na Alemanha, pela European Aids Treatment Network e por organizações governamentais da Austrália, Dinamarca e Reino Unido.

A Medical Research Council Clinical Trials Unit na University College London, o Copenhagen HIV Program, em Rigshospitalet, e a University of Copenhagen, na Dinamarca, o Kirby Institute, da University of New South Wales, em Sidney, na Austrália, e o Veterans Affairs Medical Center, afiliado à George Washington University, em Washington, D.C., nos Estados Unidos, coordenaram os trabalhos do estudo START em suas 215 bases.

Para mais informações sobre o estudo START, veja as Perguntas e Respostas ou visite ClinicalTrials.gov e use o identificador NCT00867048.


* Para saber mais sobre as diretrizes de tratamento com antirretrovirais no Brasil e no mundo, assista a palestra do Dr. Érico Arruda, médico infectologista do Hospital São José de Doenças Infecciosas e presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), no X Congresso de Patogênese do HIV, em 9 de abril de 2015:

Anúncios

211 comentários

  1. Cauã + diz

    Estar sob tratamento nos deixa mais confiantes e seguros, só temos a ganhar!

  2. Soteropolitano Soropositivo diz

    Estava na dúvida em começar o uso logo. Descobri em abril e meu cd4 está em 1280 e a cv em 2600. Minha duvida é somente pq tenho colite com dos pelvica cronica e temo que os tarvs piorem esse quadro (sobretudo se sofrer com diarréia), sendo que uso antidepressivo e anti convulsivos para a dor. Mas acho que vou encarar logo e seguir o tratamento do problema anterior.
    Forte Abraços a todos e queria deixar o depoimento d quanto esse trabalho do JS e os comentários têm me ajudado nesta fase do baque inicial.

  3. Gustavo diz

    eu nao li direito pq estou no trabalho ae n consigo prestar atenção kkkk .. mas oq entendi estamos no sal mesmo assim? kkkkk temos muitas possibilidades de doenças graves e ate a morte? pessos q descobriram com cd4 baixo e hj estão no 500 e bem saude estao fudidos, isso? alguem me explica sendo mais claro

    • Ricardo - Guarulhos diz

      Gustavo não é do jeito que vc está pensando, mantenha a calma garoto !!!!! Na verdade, quando estamos com CD4 acima de 300 e com a carga viral baixa (de preferência a níveis indetectáveis), nosso organismo cria a defesa necessária evitando qualquer doença oportunista, aquelas que se dá em indivíduo que não se trata. O que podemos fazer para melhorar nossa saúde é praticar exercício, evitar excessos (seja qual for), alimentar e dormir bem, coisa que na verdade toda pessoa teria que fazer para manter-se saudável. Ah, evitar também “casquetar” com o assunto HIV/Aids e viver um dia de cada vez, sem neuras, pois a mente humana tem muito poder sobre o corpo e por vezes nos abatemos em razão de nossos pensamentos negativos. Outra coisa, é sempre bom lembrar que hoje em dia temos a oportunidade de nos tratar e viver “quase normal”, com exceção dos exames de rotina que todo soro+ deve fazer para seu próprio controle, outra oportunidade que é dada, afinal estamos sob supervisão médica trimestralmente, coisa para poucos, rssss. Quanto a possibilidade de doenças graves, todo mundo tem, isto não é exclusividade só nossa…Abraços a todos.

      • Alexandre diz

        Falou, falou e falou mas não disse nada. Respondendo, sim Gustavo, mesmo as pessoas que iniciam TARV com CD4 alto têm chances de desenvolver AIDS ou doenças associadas. Mas a s pessoas que iniciam TARV tardiamente têm mais que o dobro de chances disso acontecer. Eu sou um deles.

          • Alexandre diz

            Não desenvolvi AIDS, mas ainda não me trato por questões pessoais.

            • Ué, mas a matéria deixa bem claro que é melhor começar o tratamento logo. Não consigo imaginar uma questão pessoal que justifique deixar o organismo correr risco de sofrer com doenças oportunistas. Cada uma que aparece aqui, viu! Olha o exemplo do cidadão…..

              • Alexandre diz

                Marta, Marta, Marta… Não me lembro de nenhum postagem sua. Seria a Marta mais uma personagem??? Outra coisa: não sou daqueles que concordam com tudo que lêem, não. Não é pq o JS postou isso que eu irei começar a me tratar hj, não. E mais outra coisa: caso vc não seja mais uma personagem (duvido), vai cuidar da sua vida e deixa que eu cuido da minha. Se cuidasse tão bem da sua o quanto vc quer cuidar da dos outros, não seria positiva. Ou vai dizer, igual a tantos aqui, que se contaminou no salão de beleza?

                • Com Fé diz

                  Cara, você vai se f… Que cara complexado! À propósito, faço parte do Start desde 2011 e comecei a tomar os remédios em 2013.

            • Soropositiva 22 diz

              Concordo. As questões pessoais não são levados a sério, apenas a questão da saúde física. E saúde psicológica e social onde entra nisso tudo. Devemos ser mais francos com os soropositivos independente se você toma ou não o venenos de laboratório. Você sempre será mais um número na estatística.

              • D_Pr diz

                Soropositiva 22

                Venenos de laboratório? Quantos milhares de anos de vida hoje são possíveis aos portadores de HIV graças a esses venenos!

                Nem todos tem acesso aos pesquisadores, outras alternativas menos nocivas a saúde ( eu desconheço quais são) e como que faz pra quem só “sobrou” esses venenos de laboratório?

                Nos possibilite outras alternativas… Eu te seria eternamente grato!!!

        • Cara+ diz

          Alexandre

          poderia explicar melhor essa sua colocação? de que forma isso ocorre? um exemplo para melhor entender….

      • gustavo diz

        Ricardo, acho q isso e oq a gente gosta d acreditar…. mas n acho q e verdade… mesmo com remedios e cd4 alto estamos correndo grndes riscos d doenças e da Aids

        • Notini diz

          Gustavo isso é mito (y) primeiro que para considerar AiDS existem alguns critérios, ou seja, numero de cd4 abaixo de 200 e doenças caracterizadas oportunistas. Agora me responde como alguem com a sua imunidade alta pode desenvolver AiDs? O que é AiDs para você? O que você considera AIDs? Se temos HIV e CD4 em níveis elevados e conforme VC diz… podemos desenvolver AIDS, então pessoas soro negativas tmb podem desenvolver AIDS sem ter o HIV… (Claro que isso é o impossível) Isso é questão de lógica. Pois o problema do HIV nao é te-lo no organismo e sim é te-lo destruindo a nossa imunidade os cd4, se o HIv é cercado pelos antirretrovirais, então nao ha o que temer com as doenças oportunistas, pois a imunidade sempre sera elevada. O que temos que preocupar é com os efeitos colaterais dos antirretrovirais, que pode levar diabetes, pressão arterial alta… Nivel de colesterol alto, entre outros… Abç

          • Alexandre diz

            Não fale besteira, amigo. O problema do HIV é muito mais do que imaginamos. O Dr_P postou uma matéria abaixo que diz exatamente o que é tê-lo em nossos corpos. Vc pode ter CD4 1000 e ser indetectável que o processo inflamatório persiste. Já estão querendo complementar o coquetel com a sivastatina para diminuir os riscos de doenças cardiovasculares associadas ao HIV, independente do CD4 estar alto e a CV indetectável. Tem um estudo com um antiinflamatório mostrando o quanto ele pode ser benéfico para os positivos. A própria postagem do JP mostra que independente da contagem de CD4 e CV, estamos todos em risco, mesmo que uns mais e outros menos.
            Notini, existem pessoas que com a contagem de CD4 900 já tiveram doenças oportunistas, e também existem pessoas que só descobriram o HIV através de exames de rotina, com CD4 em 12, mas que nunca deram nenhum espirro. Aqui no blog mesmo tem uma, e que hj o CD4 dela está em 1100, mas quando descobriu estava em 10, mas só fez o exame pq descobriu que o marido tinha, pois ela nunca teve nada.

            • gustavo diz

              Sim, se uma pessoa q nao se cuida e n faz exercícios físicos, obvio q ela vai ter problemas d coraçao, colesterol…. isso e muito obviioooo. Uma pessoa positiva, cuida da saude e faz exercícios fisicos a posibilidade e bem menor… menor ate de quem e negativo e n cuida da propria saude .. Portanto issso q vc colocou faltou essas ibformaçoes.. pq um ser saudável e praticando o corpo esta bem longe de doenças doq outra q fica o dia todo com a bunda no sofa e querem nunca ter nada

            • MB+ diz

              KKKKKK….quanta besteira qualquer pessoa independente de sua condição sorologica pode ter infecções ou até mesmo inflamações….somente acham que estão protegidas por nao ter o HIV e morrem mais rapido que nós.

              • casalpositivo diz

                concordo plenamente com vc amigo!…meu cd4 deu 418 e a minha cv deu 35 mil…A medica falou que se eu escolhesse não iniciar com os tarv´s eu poderia, mas eu por escolha resolvi iniciar pois não quero cair em enfermo para começar o tratamento. Outra coisa….O fato de estarmos controlando a cd4 e cv isso nõ quer dizer que nunca iremos ter uma gripe, alguma doença passageira!

            • D_Pr diz

              E a respeito do processo inflamatório existe um exame que os médicos pedem pra medir em quantas anda, sem maiores grilos pessoal! O fato de uma pessoa apresentar CD4 baixíssimo e não ter “nada” se deve a imunidade humoral (simploriamente falando, anticorpos adquiridos no longo da vida).

              O Alexandre sabe disso, e pode nos explicar claramente esse processo!

              Quanto ao desenvolvimento da AIDS nos dias de hoje, mesmo desenvolvendo a síndrome, É REVERSÍVEL!

            • vivendopositivo diz

              Alexandre o pior inimigo do soropositivo indetectável é a replicação viral (blip) que pode ser abaixo do limiar de detecção (20 copias/mL), ou ultrapassar às vezes essa margem, se não acontecer, e não é utopia para alguns, o virus ficar totalmente inativado, não existe inflamação. Mas mesmo tomando direitinho a medicação, não temos controle sobre isso (se há ou não blips). -isso quem me disse foi o meu infecto-

            • Alexandre,
              Doença associada ao HIV por causa de inflamação crônica não é aids. Com CD4 alto não tem aids e nem risco de doenças oportunistas.

              • Alexandre diz

                Vc tem certeza disso, JS? Vc garante isso, JS? Está garantido que pessoas com CD4 alto não têm doenças associadas a AIDS? É isso memos?

                • MB+ diz

                  Se o JS não garantir eu garanto….junto com todo corpo clínico do instituto Emílio Ribas onde trabalho.
                  Agora uma pergunta para você. ..quais são as doenças relacionadas a AIDS que você fala…Você poderia me citar uma?
                  Ah e não me venha com co -infecção.

                • Dayane diz

                  Eu acho um seguinte depende de cada pessoa já vimos aqui msm relatos de pessoa com cd4 alto e q descobriu o virus já com doenças oportunistas. E outras com o cd4 quase no zero e q nunca sentiu nadik de nada. Como tem pessoas negativas e q ficam o tempo todo doentes. Sim claro teoricamente com o cd4 alto temos mais defesas no recuperamos muito melhor do q alguém com cd4 baixo. Mais vai de cada organismo oq eu acho!

                • Notini diz

                  Alexandre, realmente você não ta por dentro do assunto. ENTENDA, A AIDS É CARACTERIZADA COM OS SEGUINTES REQUISITOS:
                  CD4 MENOS 200
                  DOENÇAS >>OPORTUNISTAS<<
                  ISSO SE CARACTERIZA AIDS.
                  Segue você tem o CD4 alto não tem AIDS. O que pode TER É OUTRAS DOENÇAS, QUE PODEM ESTAR RELACIONADAS COM O >>PEQUENO<< (NOS CASOS DOS INDETECTÁVEIS) PROCESSO INFECCIOSO, OU TER ALGUMA DOENÇA RELACIONADA AOS USOS DOS ANTIRRETROVIRAIS. MAIS DOENÇAS OPORTUNISTAS COM CD4 ALTO, NÃO. ATÉ PQ SE POSSO ASSIM, QUAL ERA A DIFERENÇA ENTRE UM SORO POSITIVO COM O CD4 ALTO PARA UM SORO NEGATIVO COM O CD4 ALTO? ACHO QUE NENHUM.

                  • Alexandre diz

                    Notini, primeiramente escrever em letras garrafais significa que a pessoa está gritando. Se está gritando é pq não está certo do que diz. Ainda bem, pq quem não está por dentro é vc. Dayane fez uma explicação mais clara a ponto do JS reconhecer como beabá do HIV. O que eu acho preocupante é um cara que se diz trabalhar no Emilio Ribas, envolver toda uma equipe na sua opinião totalmente infundada e burra. O exame de CD4 nem é mais exigido por boa parte dos médicos, MB. Vou considerar o seu comentário como uma oportunidade que vc enxergou de ostentar que trabalha no Emilio Ribas, e ignorar que vc tenha envolvido “todo corpo clínico” que trabalha com vc. Só citar um exemplo: no site radarhiv.com tem alguns relatos de pessoas, que mesmo com CD4 alto (acima de 500) tiveram doenças oportunistas. “AH, mas isso pode acontecer com qualquer um….blá blá blá…” Mas e um cara que estava com CD4 706 e teve candidiase no esôfago? Todos nós sabemos, ou melhor, acho que a maioria aqui sabe (menos o Notini) que candidiase no esôfago está fortemente ligada ao vírus HIV, ou não? Notini, falamos que uma pessoa está aidética quando ela está com CD4 abaixo de 200 OU (sabe o que significa OU?) quando ela tem alguma doença oportunista. É claro que quem está com CD4 baixo tem mais chance, mas o que não isenta os demais positivos. Basta pegarmos vários comentários de quase todos aqui, de que nós, positivos, podemos ter uma vida “quase normal”, apenas devemos tomar alguns cuidados a mais que um soronegativo. Ora bolas, se estamos com CD4 em 900 pra que precisamos tomar “alguns cuidados a mais?” Pq temos o nosso sistema imunológico mais vulnerável que os demais, sacaram, Notini e MB?
                    Dayane, muito obrigado!

                    • MB+ diz

                      Poxa…entendi Alexandre você é o cara mesmo …pena que esteja tão revoltado e agora entendo o porque, solidão, é complicado mesmo meu caro mas espero que tenha sorte no rhadar e consiga alguém.
                      KKKKKK….Nao pedem mais CD4? Onde isso ?no Brasil? Ou no fantástico mundo de Bob?
                      Você diz coisas sem sentido e se contrária à si mesmo quando diz” está fortemente ligada” abre se a excessão …cara toda regra a tem…o que você quer provar ? Ainda não te entendi? .

                      Que podemos ficar doente mesmo em TARV lógico que podemos pois somos seres humanos e desde que nascemos estamos sujeito a várias enfermidades com ou sem infecção pelo hiv ou voce é diferente?

                      Infundada ? Burra? Qual sua base para tal afirmação? Um site de relacionamento? Risos.

                      A tô com saudade da Marina…

                    • Alexandre,
                      Suas fontes fidedignas de informação são Wikipedia e Radar HIV? Minha resposta “Isso é beabá de HIV/aids” foi pra você, e não pra Dayane. É garantido que pessoas com CD4 acima de 500 não têm qualquer risco de doença oportunista. Se as pessoas com HIV têm “cuidados a mais” com CD4 em 900 é porque se sentem melhor assim, preferem prevenir, etc., mas não porque haja risco de aids.

            • Notini diz

              Então amigo Alexandre. Nao seria doenças oportunistas (y) Doenças oportunistas são aquelas tomam por oportunidade a imunidade baixa para instalar. Agora quando ao processo inflamatório persistente concordo. Mas nao que seria uma doença OPORTUNISTA.

              • Alexandre diz

                Deve ser um puta enfermeiro frustrado.
                http://pt.m.wikipedia.org/wiki/V%C3%ADrus_da_imunodeficiência_humana
                Rola a tela até “Progressão da doença” e leia o último parágrafo.
                No mais, minha vida pessoal é uma maravilha.Tenho muitos amigos, rodas e rodas em bares e uma esposa maravilhosa. Mas isso não te interessa. Vá estudar antes que algum enfermeiro cubano tome seu lugar no EMILIO RIBAS! Seu objetivo foi alcançado. Agora todos aqui já sabem que vc trabalha no EMILIO RIBAS.

                  • Alexandre diz

                    Nesse aqui basta ler os 2 últimos parágrafos: http://aids.org.br/noticia/tratamento/a_volta_do_velho_dilema_quando_iniciar_o_tratamento.html
                    Se procurar vc encontra mais. Em qualquer lugar que a gente lê sobre HIV está escrito que pacientes com contagem de CD4 baixa têm MAIS chances de desenvolver doenças oportunistas que os que têm CD4 alto, o que não isenta esses últimos de tê-las. Faça o seguinte JS, pergunte ao Dr. Esper. Simples assim. Vc é um formador de opinião e deveria se informar mais antes de garantir que quem tem CD4 alto não tem a menor chance de ter doenças oportunistas. E ainda fala em beabá do HIV. Em qualquer lugar se lê: a AIDS é estabelecida quando a contagem de CD4 está abaixo de 200 OU quando o paciente apresenta uma doença oportunista associada ao vírus, independente da contagem de CD4.Se as chances disso ocorrer são maiores em quem está com CD4 baixo, isso é outra discussão.
                    Mais uma colocação: falaram que as minhas fontes são ou radar ou Wikipédia: quer dizer que o seu blog não pode ser usado como uma fonte? Se chegar alguém aqui é fizer um relato eu devo desconsiderar pq está num blog? Quer dizer que tudo que é dito aqui podemos desconsiderar? Tantos relatos e desabafos? Pq isso daqui é um blog. Não tem fundamentação científica nenhuma. Se eu levar o seu depoimento e o do MB, garantindo que quem tem CD4 alto não tem a menor chance de ter doenças oportunistas, a qualquer infectologista, eles então têm todo o direito de dizer: diário de um jovem positivo? Sério mesmo?

                    • Alexandre,

                      Já me informei disso com o Dr. Esper faz tempo. E não só com ele, mas com meu primeiro infecto, que no ato do diagnóstico me explicou que qualquer sintoma ou doença que eu tivesse não estaria relacionado com o HIV por causa do meu CD4, à época em 255 células.

                      Meu blog sempre cita as fontes, e eu sempre seleciono aquelas que têm fundamentação científica, facilmente seguidas pelos links das matérias originais e dos estudos. Nesses estudos, os relatos das pessoas que vivem com HIV são importantes, mas são sempre acompanhados de testes, exames… Nenhuma conclusão é tirada só a partir de relatos. Sobre Wikipedia, já postei sobre isso faz tempo: https://jovemsoropositivo.com/2014/06/02/wikipedia-nao-e-confiavel/

                    • Alexandre diz

                      Conversei com um médico, grande amigo meu, e ele deu a seguinte explicação: sim, pessoas com CD4 alto podem ter doenças oportunistas associadas ao vírus. Perguntei pq, e ele assim disse: o vírus não só provoca uma queda numérica do CD4, ele também provoca uma disfunção dessas células, deixando-as “incompetentes”. Logo, um positivo com CD4 alto pode ter doenças oportunistas, sim.
                      Sobre os sites das fontes: no radar eu li um relato. Relato esses iguais a tantos que lemos aqui. E eu acreditei e igual eu acredito em tantos relatos que são dados aqui. Só não acredito quando os relatos são oriundos de personagens, tais como: julianas, Lopes, amandas, garotopositivo, amadopositivo, maridodesesperado, maedeumpositivo, entre tantos outros, que só aparecem em determinados posts, criam a maior polêmica e depois somem como se nunca tivessem existido.

                    • Cara+ diz

                      ok Alexandre

                      então tá! mês que vem tenho consulta com minha infecto e farei esse questionamento a ela e o que ela me der como resposta, posto aqui.

                      Questão que me ocorre agora, por que é mesmo que a gente tem que fazer acompanhamentos médico e exames periódicos? não seria talvez, para além de outras coisas, detectar essa “possível possibilidade” (sim, redundância total e proposital) de desenvolver uma “doença oportunista” (como você chama), mesmo com CD4 nas alturas, já que nosso CD4, mesmo alto e igual ao de um soronegativo (pois sim, esse tb é objetivo do tratamento), fica “desfundido” em função do vírus? Ou vamos ao médico apenas para dar um oi e dizer que está tudo bem e pegar nossa requisição/dispensa para os remédios no período até a próxima consulta? Por favor né cara?

                      De verdade Alexandre, gosto muito de alguns assuntos que você levanta aqui, nos instigam a pensar e “não ter aquela velha opinião formada sobre tudo”. Agora, de verdade, fico um pouco (ou melhor) muito preocupado com a forma que muitas vezes é feito, quando penso naquele indivíduo que descobriu ontem sua sorologia positiva para HIV e encontra esse blog como fonte de informação e porque não dizer amparo.

                      Quem de nós não passou pela angústia de ter seu resultado positivo para HIV e sentir seu mundo desabar, pois o que conhece a cerca da doença é aquele mais do mesmo que a gente está tão acostumado a ler e ouvir nos veículos de comunicação? Alguns comentários teus, de verdade, me soam como a arma que está engatilhada e você só faz questão de ir ali e fazer apertar o gatilho.

                      Vários, inúmeros sites, blogs, wikipédia e o escambal trazem informações sobre HIV, mas é possível contar nos dedos em quantos deles você consegue ter essa interação entre pessoas que vivem essa mesma situação e trocam experiências. Talvez esse seja o diferencial desse blog e do Somos mais positivos. O próprio blog – Prazer, Alexandre, que é ótimo (diga-se de passagem), inativou os comentários pois ele mesmo relatou que tinha que ler determinadas coisas que naquela altura do campeonato, não via mais o porque (associei o comentário e justificativa dele ao preconceito que fatalmente temos que conviver, por ignorância e falta de informação correta). Infelizmente, não se pode exigir das pessoas, aquilo que elas não sabem!

                      Aqui, eu conheci e bato papo com pessoas que convivem com o vírus tem mais de 10, 15 anos e estão muito bem obrigado e longe, muito longe dessas questões que vc levantou quanto ao CD4 alto e desenvolver doenças oportunistas. O que me faz reforçar a crença nas estatísticas, no tratamento e seu objetivo.

                      Não quero dizer com isso, que não possa acontecer, mas tenho conhecimento suficiente para entender que essa é a exceção e não a regra. Aliás, você nunca tomou um determinado remédio para qualquer coisa que precisasse “tratar”, ou fez determinado tratamento que não surtiu o efeito desejado e por isso teve que trocar (muitas vezes até de médico)? Isso não é exclusividade do HIV.

                      Como eu disse, infelizmente, não se pode exigir das pessoas, aquilo que elas não sabem, mas ainda acho pior, querer exigir das pessoas, aquilo que de fato elas não querem saber!

                    • Alexandre diz

                      Cara+, entendo a sua colocação. Realmente essa questão de não ter papa na língua é grave defeito meu. Muitas vezes me arrependo. Sobre a discussão em si, eu a todo momento disse que pessoas com CD4 alto tem possibilidades de sofrer alguma doença oportunista associada ao HIV, mesmo sendo difícil, mas tem. O JS e o MB deram 100% de garantia que isso não ocorre. Absurdo.
                      JS, a maioria dos seus personagens nem se dirige a mim. Somente aqueles que vc cria para tentar fazer com que os novatos aqui se voltem contra mim, falando que eu não sei a minha sorologia. Teve um que vc criou que disse que eu só faria o exame depois que aparecesse a cura, mas ele fez esse comentário logo abaixo de um outro meu no qual eu dizia que estava infectado há 7 anos e acreditava que cura viria em 8, ou seja, 15 anos. Aí eu já morri. Kkkkkkk
                      Mas a grande quantidade dos seus personagens faz apenas um comentário, abordando um determinado assunto polêmico, para levantar a discussão. Acho até legal alguns, mas outros são previsíveis demais.

                    • Então eu crio um monte de personagens pra manipular os novos leitores a ir contra você e esses meus personagens se contradizem entre si? XD

                    • Alexandre diz

                      Não disse que vc cria um monte de personagens pra me perseguir. Vc cria uma monte de personagens. Isso é fato. Alguns vc cria pra polemizar, outros pra abordar algum assunto, entre tantos outros, mas alguns vc se dirige a mim, como já criou outros para se dirigirem a outras pessoas. Também não disse que o personagem se contradiz, apenas disse que teve uma vez em que o comentário de um deles dava a entender que eu teria que esperar 15 anos pra fazer o teste. Aí eu já morri!

                • MB+ diz

                  Alexandre,

                  Não , não sou enfermeiro e muito menos frustrado , talvez seja um faxineiro do Emílio Ribas que limpa o chão para pessoas como você se sentir bem em um ambiente limpo.
                  E talvez pelo vicio da profissão entro no blog e tento limpar as besteiras que você diz aqui.
                  Gostaria sim de ser um enfermeiro e até frustrado com medo de ser substituído por um cubano mais responsável , para que quem sabe um dia ter que tratar de você que é tão inteligente cheio de amigos etc, etc …e no seu leito lhe dizer ” Prazer sou o MB aquele que toma seus medicamentos , e esta saudável , vivo e vivendo bem”.

    • GuiPR diz

      Pelo que eu entendi, nos três anos de acompanhamento num universo de 4.685 soropositivos, foram 41 casos de Aids no grupo que iniciou o tratamento cedo e mais 86 no grupo que retardou o TARV. Ou seja, menos de 3% ( 86+41= 127 pessoas) desenvolveram a doença. Logo, podemos considerar o tratamento SUPER eficiente. As pessoas que iniciam o tratamento antes tem vantagem de 53 % em relação aos tardios . Me corrijam se estiver errado. Lembrando que se pegarmos uma amostra de 4.685 soronegativos, eles podem morrer ou desenvolver diversas doenças também.

      • HopeAlways diz

        Finalmente alguem aqui sabe interpretar texto. Caramba nunca vi tanto negativismo. A materia falando das VANTAGENS comprovadas de se começar cedo e tem gente q so olha pela pior otica. Melhorem, sejam felizes e vivam um dia apos o outro. Cada dia como uma oportunidade de sermos melhores, isso inclui olhar a vida de forma mais positiva. Cuidado con o que postam p n contaminar os demais com esse pensamento pequeno.

        • HopeAlways você falou pouco mas disse tudo; Parabéns ! Precisamos ter pensamentos positivos. Chega de coisas que nos colocam pra baixa. Força a todos nós.

      • Hope diz

        Na verdade o número das pessoas que desenvolveram Aids é menor ainda, pois aí (entre os 41 + 86) se incluem doenças graves não ligadas à Aids e ainda morte (o estudo não identifica a causa mortis).

        • Alexandre diz

          Fala D_Pr,
          Pra mim é novidade. E olha que eu pesquiso muito. Gostei da estratégia. O vírus não conseguiria criar resistência ao medicamento bem como reduziria o processo inflamatório que nos é inerente.

          • D_Pr diz

            E aí Alexandre, beleza?

            Nós vamos vencer esse bichinho, tá por pouco tempo (no máximo uns 5 anos, na minha opinião)!

            • Rafael diz

              D_Pr, também acho que no máximo cinco anos teremos a tão esperada noticia, além disso acredito demais na vacina da BIOSANTECH!

            • Alexandre diz

              Pra vc 5 anos e pra mim 8. Na média 6 anos e meio. Está ótimo!

              • D_Pr diz

                Isso aí Alexandre, dá pra aguentar esse tempo com um pé nas costas e dando risada!

                Como eu não sou amigo da cervejinha e no sul é um frio de lascar, eu vou tomando meu vinho tinto regularmente porque ninguém é de ferro!

  4. Henrique diz

    Oi gente, recentemente eu passei por uns dias dificeis achando que poderia estar com o virus do hiv, mas nao estava e estava sim com sifilis, mas eu to muito ruim da sifilis… e com muito medo de me acontecer algo pior.. alguem aqui já teve sifilis? Tem cura mesmo? Me ajudem com respostas de apoio.. e boa sorte pra todos voces e vida longa!

    • Henrique, sífilis tem cura sim, só umas benzetacils que vai tomar. Se cuide daqui pra frente, pois, é como gripe, você pode pegar novamente.

      • Henrique diz

        Aahh fico mais despreocupado!!! Muito obrigado pela resposta, que deus te abençoe!!

    • vivendopositivo diz

      Henrique, existem medicações orais, e injetáveis de primeira escolha ( 3x benzetacis 2.400mUi – nas duas nádegas a cada 7 dia ), não tenha medo porque não dói não é na hora, mas umas 5 horas depois porque injetam 5ml em cada nádega. Primeiro tentei a opção oral – 3 doses de azitromicina 1g – não curou. Depois mandei ver as injeções. Peça para colocar 1mL de lidocaina na diluição, e injetar devagar. Melhor que entupa a agulha e você pegue outra furada para continuar, do que eles injetarem a jato como fazem, e doi bem mais na hora, afinal são 5ml. Pelo menos nunca tive nenhum sintoma, nem ferida, nada, descobri apenas porque o médico pediu para repetir o exame, pois o primeiro estava não reagente. Nesse período é importante ficar totalmente abstinente sexualmente, se você não quiser correr o risco de infectar alguém,e depois se reinfectar, até os exames mostrarem que seus títulos começaram cair – sinal que você se curou.

      • Henrique diz

        Eu ja tive alguns sintomas, bem chatos por sinal.. eu ja tomei as tres doses , so aguardo os exames,mas muito obrigado pela ajudaaaa!! Que deus te abençoe e guie seus caminhos sempre!!

    • Will diz

      Henrique, não deixe de procurar o médico… O tratamento pode ser injeção mesmo…que vai te curar.. Se demorou a descobrir, depois avalie com seu médico a necessidade de fazer o vdrl do seu liquor..esse exame identifica se a sífilis atingiu o sistema nervoso.

      E cara, a partir de agora cuidado redobrado com camisinha. sinceramente não sei se é cientificamente comprovado, ou se tem estudos, mas já li que a probabilidade de contrair hiv pode ser aumentada… nossos colegas aqui que leem muito, ou que trabalham com saúde podem falar mais a respeito. No meu caso, tive sífilis em 2009, e depois disso… Soropositivo em 2013…

      Boa sorte amigo…

      • Henrique diz

        Eu creio que não demorei muito pra descobrir não, porque o cranco duro apareceu em novembro e eu comecei o tratamento em maio!!! Mas vou ver direiro sobre o exame, que deus te abencoe!!

  5. LSP diz

    Será que a PEP vai diminuir o número de infectados? Estamos a um passo de erradicar a epidemia? O que vocês acham?

  6. Miner diz

    Muito bom ler algo sobre esse assunto – de quando iniciar o tratamento. Meu CD4 estava em 690 e depois caiu para 560. Junho devo repetir o exame. A carga viral fiz apenas uma vez e estava em 9 mil e pouco. Meu infectologista insiste em adiar o uso dos mendicamentos. Disse que não há necessidade ainda. Não sinto confiança e também vou procurar uma segunda opinião de outro infecto, mas por tudo que já li no blog – só aumenta a minha vontade de iniciar o tratamento logo. Tenho medo da carga viral subir demais e também depois de alguns meses já lidando com o fato de ser soropositivo e lidar com todos aqueles sentimentos quando surge o resultado de positivo eu quero mais é seguir em frente e acho que ao ficar indetectável será possível ter um coragem para voltar a ficar… namorar… tudo com proteção – claro, sem sentimento de medo de infectar outra pessoa. Enfim, retomar a vida mesmo. Puxa… Quantas batalhas, mas o jeito é manter a esperança.

    • vivendopositivo diz

      Miner, assim que descobri tinha inúmeros pesadelos, inclusive em macas em hospital na beira da praia, e as ondas invadindo o hospital me sufocando, descobri extramente precoce com cd4 948, pois estava em plena fase aguda, 3 meses depois meu cd4 pulou para 1666. Tive uma alergia ao efavirenz+bupropiona, acabei largando o bupropiona, e voltei a ter minha cor normal. Meus medos aos poucos foram se esvaindo (agradeço a esse grupo), e ultimamente penso novamente em formar uma família, e me arriscar em buscar alguém que possa compreender essa condição. Amo meus cachorros, mas a presença de alguém por mais que gere atritos inevitáveis, traz momentos de felicidades, planos de viagens, e crescimento. Tenho inveja de vários aqui que mesmo tendo sido infiéis, não foram abandonados pelas suas parceiras (e muitas que não contraíram), eu não consegui lidar com essa quebra de confiança, e não aceitei de volta, pois me contaminei também. Cada um reage de uma forma, e assim eu reagi, pra mim o vaso não teve remendo. Mas nos falamos todos os dias, saimos jantar, tento ser o lado forte e dar força.

    • Pequena + diz

      Miner

      Descobri minha sorologia a um ano e dois meses, graças a ser doadora de sangue.
      Senão sabe lá Deus quando o vírus ia se manifestar pois não tive nada que me desse um sinal de alerta,
      O primeiro exame deu cd4 beirando 600 e carga viral 6000, em acordo com minha infecto resolvi esperar. O segundo seis meses após o cd4 se manteve também 570 e carga viral 9000.Nesse tempo minha infecto foi transferida e o novo infecto também manteve a mesma proposta com a condição de que se o cd4 baixasse de 500 iríamos iniciar.
      Em meu último exame agora em abril o cd4 caiu para 489 e a carga viral caiu inexplicavelmente para 900. Mas como era meu trato com meu infecto iniciei o tratamento faz um mês.
      Estou ótima, não tive efeitos colaterais.
      Mas se vc não está se sentindo seguro com o que seu infecto disse você pode procurar outro parecer. Cada infecto tem sua maneira de agir e pensar.
      Confio muito no meu, apesar de jovem, ele já tem 10 anos acompanhando soropositivos.
      Mas a decisão final é sempre sua. Se vc se sentir melhor inicie o tratamento, o seu médico não pode negar isso a vc.
      Um forte abraço Pequena + ❤

  7. Diego-Fortaleza diz

    Meu Cd4 é que deu uma parada eheheh,minha meta é 600,ae fica de boa

    • Alex Fortaleza diz

      Diego descobri que sou s+ hoje, tambem sou de fortaleza… entrei em contato com sus pelo 136 e me aconselharam ir ao CTA da cidade… estou bem sereno quanto ao resultado, mas apreensivo quando ao que vêm pela frente. Se puder trocar uma ideai enfim… abç

      • Hope diz

        Alex, também sou de Fortaleza, no dia que precisei no CTA, para fazer um teste rápido, fiquei muito decepcionada. No final das contas sou -, mas meu marido é +. Não consegui fazer teste lá porque às 10 horas da manhã já havia uma fila enorme para aconselhamento e poucas pessoas para atender…como não se faz teste rápido em outro local em nossa cidade, tive que esperar mesmo pelo convencional de laboratório.
        De qualquer maneira, boa sorte!!

        • Alex Fortaleza diz

          Tentarei ir amanha mesmo pela manha, mais tardar a tarde. Mas sua decepção foi por nao conseguir atendimento ou por ter uma espera longa demais…?

          • Alex Fortaleza diz

            Outra coisa Hope, seu marido tem atendimento particular ou é atendido na rede publica?

            • Hope diz

              Alex, achei a estrutura muito ruim. Quando cheguei, tive que perguntar a umas 5 pessoas para chegar ao local onde, supostamente, faria o teste. Fosse uma pessoa mais tímida teria desistido. Depois entrei em uma sala e perguntei se poderia fazer. Uma senhora desinteressada disse que “não dava mais hoje”. Eram 10 da manhã. Ao sair, vi muita gente sentada em bancos aguardando algo (não sei se testes ou consultas).
              Bem, não era o atendimento que eu esperava.
              Hoje ele se trata na rede particular e seu médico também. Os remédios pegamos na Unifor.

              • Alex Fortaleza diz

                Hope eu me perdir indo pra la tbm. E por conta do feriado acabei nao conseguindo pois tudo fecha, entende… Mas tive otimas noticias essa semana, reencontrei uma pessoa do passado, finalmente começo no emprego novo, enfim… não me sinto nem de longe com sensação de morte e o panico inicial se foi, minha auto estima está otima! Mas segunda vou la sem falta, hoje tenho plano da unimed valido ate outubro, mas em breve passarei a usar um convenio novo que sera fornecido pela nova empresa… mesmo que a rede publica nao me assista como deve tenho outras alternativas. Abraços

              • Alex Fortaleza diz

                Hope eu me perdi indo pra la tbm. E por conta do feriado acabei nao conseguindo pois tudo fecha, entende… Mas tive otimas noticias essa semana, reencontrei uma pessoa do passado, finalmente começo no emprego novo, enfim… não me sinto nem de longe com sensação de morte e o panico inicial se foi, minha auto estima está otima! Mas segunda vou la sem falta, hoje tenho plano da unimed valido ate outubro, mas em breve passarei a usar um convenio novo que sera fornecido pela nova empresa… mesmo que a rede publica nao me assista como deve tenho outras alternativas. Abraços

  8. Alguem sabe informar o progresso da pesquisa da Dinamarca DrºSogaard juntamente coma a vacina Vacc-4x, em qual fase estão e se vão agir juntas ou mesmo se não deram certo e ainda sobre as moleculas abridoras do HIV, se tudo isso seria um conjunto em prol à cura.

    Pelo que li em 2013 a do Drº Sogaard não deu certo, porem iria se unir a outra terapia para resultados melhores, me corrijam por favor, abraço a todos

  9. Pois encontrei esta reportagem e fiquei na duvida

    Maio de 2015

    Empresa norueguesa apresenta vacina para cura funcional do HIV

    A empresa norueguesa Bionor Pharma acaba de divulgar mais um avanço potencial em sua primeira vacina terapêutica para a cura funcional do HIV.

    Uma análise interina da parte B do estudo REDUC, que reúne a vacina VaCC-4x e o inibido de HDAC Romidepsin, mostrou-se seguro e bem tolerado. O objetivo é um possível regime de tratamento para reduzir o reservatório viral latente persistente em pacientes infectados pelo HIV e em tratamento anti-retroviral.

    O estudo REDUC II é um ensaio de Fase I, e um primeiro passo na validação estratégia da Bionor para VaCC-4x que a empresa vê como um componente em uma cura funcional potencial para o HIV.

    Em ensaios clínicos anteriores, VaCC-4x demonstrou uma redução significativa do HIV viral no ponto de ajuste da carga viral e uma resposta imunitária de longo prazo em pacientes infectados, apoiando a estratégia da empresa para tornar VaCC-4x uma frente no regime de cura para o VIH.

    VaCC-4x foi concebido para induzir uma resposta imunitária baseada em células através da geração de células T que podem reconhecer e destruir células infectadas com HIV. Na parte B do estudo REDUC, VaCC-4x foi combinada com Romidepsin, que pode reativar e “chutar” o vírus dos reservatórios virais latentes.

    A análise confirma que a administração de Romidepsin conduz à ativação do vírus em células T CD4 + infectadas. Além disso, os resultados sugerem que a administração de VaCC-4x antes de um inibidor de HDAC permite a morte de vírus reativado, tornando o vírus no plasma, após a reativação, baixa ou indetectável. Por último, os resultados indicam uma redução de níveis totais de DNA de HIV em células T CD4 +, uma medida utilizada como substituto para o tamanho do reservatório viral latente.

    A análise interina mostra que:

    · A carga viral manteve-se abaixo do nível de quantificação em 7 dos 9 pacientes

    · Aumentos nos níveis de acetilação de histona correlaciona com o tempo de Romidepsin + infusões da vacina, que demonstram o efeito farmacodinâmico da Romidepsin

    · Uma reativação viral rápido e temporário nas células CD4 + T

    · A combinação de VaCC-4x e Romidepsin é segura e bem tolerada

    Presidente da Bionor, Dr. David H. Solomon, comentou que os resultados são um marco importante para Bionor em estabelecer a capacidade de VaCC-4x para “matar” o vírus HIV e células CD4 ativadas, e que estejam infectadas, em conjunto com a droga Romidepsin (Istodax®. A reativação do reservatório latente permite reduzí-lo e nos deixa mais próximos ao objetivo de avançar os tratamentos para uma cura funcional do HIV.

    Os próximos resultados serão apresentados em um relatório no final em Janeiro de 2016 e está previsto para ser publicado em uma revista científica.

  10. MB+ diz

    VIVER.

    Gente quanto negativismo!!!!
    Um estudo mostra que de mais de 4500 pessoas apenas 41 vieram a manifestar alguma doença relacionada a AIDS e pronto todos já pensam em morrer?
    Voces sabem quantas pessoas morrem de cancer? quantas pessoas morrem de leucemia? quantas pessoas morrem atropeladas? acidentes? coração? não né?
    vocês se preocupam com a morte e esquecem que existe VIDA , sim VIDA não como é dito para outras doenças sobrevida , sim o HIV positivo VIVE e não sobrevive.
    Mas em tratamento nos tornamos imortais? Não…continuamos a ser humanos e como humanos continuamos a ser mortais.

    Vamos nos apegar a sigla HIV sim HIV não o HIV “Human Immunodeficiency Virus” mas sim o

    H : Homem.
    I : Inteligente.
    V : VIVENDO.

    Vamos então acrescentar outras letras do nosso alfabeto a essa sigla , pode ser o B de BEM , o F de FELIZ escolham a sua letra e que esta seja uma letra de otimismo uma letra de VIDA e não esse pessimismo que nos abalam.

    Morrer há não tenho medo de morrer meu único medo é de passar pela vida e não há ter vivido , sim VIVIDO com ou sem HIV.

    • Cara+ diz

      Grande MB+
      sentindo tua falta por aqui….
      aliás, sentindo a falta de muita gente bacana que encontrei e conheci aqui….

      Madamemin (minha confidente), Vida (que apareceu brevemente ontem), Baixinha+, Sérgio (Varella para os mais chegados), Marcos Fortal (poxa, que saudades de ti meu amigão), Olem, Sampapoa, Ex Ex Ex Deprimido (que pela história e lição de vida é nosso Super, Super, SuperAção), Cris de POA, Barasa, Hope (cujo marido é + e dividiu tanta história com a gente), Binho, Lukinha, aquela gaúcha linda da região da fronteira que agora só me recordo o nome, mas não o nick aqui do blog e outros tantos na mesma situação de email…. e tanta “…gente fina, elegante e sincera… com habilidade prá dizer mais sim do que não…” que até hoje volta e meia troco skype, emails, msgs ao fone, (só não por whats, porque acho que sou o único ser vivente do planeta que ainda não tem essa “modernidade”)…. kkkk

      VOLTEM!!!!!!!!!!!! PLEASE!!!! (aos bééééérrrrrros…)

      Não só eu, mas acho que todos que tiveram a oportunidade de trocar “um dedinho de prosa” com vcs, está precisando…..

      To me sentindo meio Roberto, sim o Carlos:

      “;;;como vai você, eu preciso saber da sua vida, peço a alguém para me contar sobre o seu dia, anoiteceu e eu preciso só saber…”

      Fica aqui o meu apelo, o meu desabafo…..

      • Pequena + diz

        Boa noite a todos 😉

        Poxa gente esse blog já foi mais cheio de positivismo 😉
        Vcs sabiam que com esse pessimismo todo acaba abalando principalmente aos recém
        diagnosticados?
        Um rapaz que acolhi a poucos dias disse não querer mais entrar aqui.
        Imagina isso, que triste 😦
        Pra mim esse blog, desde que me descobri sangue azul a um ano e dois meses atrás é sinônimo de conhecimento, partilha, alegria, garra e principalmente vontade de viver ❤
        Não digo para ser uma utopia ” ter HIV é maravilhoso “, pois não é.
        Apenas peço aos negativistas de plantão vamos maneirar, vcs não sabem como um comentário negativo de vcs aqui pode abalar uma pessoa desesperada 😦
        Temos muito mais notícias positivas a dar ênfase e comentários de superação do que as negativas.
        O que queremos mais???
        Lógico a “CURA” que em breve chegará.
        Mas até lá, estamos vivos, podemos levar uma vida bem próxima a que levávamos antes do diagnóstico, com perspectiva de vida igual ou até maior a de um soronegativo, por nos cuidarmos bem mais.
        Sempre digo tenham força, foco e fé sempre!!!
        Um forte abraço Pequena +

        Fica a dica:
        “Palavras jogadas ao vento, não voltam e podem tomar proporções desastrosas, principalmente se a interpretação do comentário é feita erradamente”.

        • Ricardo Guarulhos diz

          Pois é “Pequena” quando respondi para o Gustavo acerca das preocupações dele, foi dito que “falei, falei e não falei nada”… enfim, eu prefiro viver sem grilos, pois como eu disse nao temos q encucar com o assunto e sim, fazer do nosso dia a dia o mais leve possível. De fato algumas pessoas negativas conseguiram tirar o brilho q este blog passava em especial para os recens chegados…mas ca estamos para mudar o rumo disto ! Forte abraço.

          • Pequena + diz

            Ricardo Guarulhos

            União faz a força 😉
            Um forte abraço da Pequena +

          • Lucas diz

            Quem falou isso pra vc, R.G, foi esse Alexandre, o qual todas sabem nunca fez exame pra saber se tem hiv e vive nesse panico ha anos… O cara eh tao problematico que pensa assim: farei exame soh quando tiver a cura pq nao quero tomar remedios, pois nao vou parar de fumar maconha e tomar cerveja. Ve se pode isso…. Soh Freud e Jung juntos pra explicar, pq esta alem da nossa realidade. Por tanto, nao liguem pra esse cara, pois o problema dele eh mental…

          • Sou Vencedor, receba um abraço virtual.
            O pessoal é muito dez, nos ajudam muito.

            Logo as coisas se encaixarão.

            Abraço

        • Cara+ diz

          Poxa, o que sempre reforço aqui….Pequena+….

          quantas pessoas recém diagnosticadas (que nós sabemos bem como é a sensação por pura falta de informação correta), chegam a esse blog diariamente e se deparam com esse tipo de comentário que não leva a nada, ou melhor, levam a encucar, ficar com “a pulga atrás da orelha”, ficar com medo, querer sumir e se punir, o que diga-se de passagem, é péssimo para nossa imunidade.

          Alguns comentários aqui me surtem o mesmo efeito do que é notificado pelos canais de comunicação existentes. O mais do mesmo que não leva a lugar nenhum e só faz as pessoas terem medo de se testarem, medo de conhecerem sua condição e assim, continuarem a proliferar o vírus!

          Na pesquisa em questão, 3% das pessoas da amostragem apresentaram resultados não satisfatórios. Pronto! Motivo para colocar todo o entendimento no ralo, na boca do lixo.

          Não é querer bancar o positivista da situação mas na boa, se o tratamento fosse tão ineficaz assim a ponto de uma pessoa com CD4 alto (que é um dos objetivos do tratamento) poder desenvolver doenças oportunistas, então prá que fazer tratamento? Aliás, uma ressalva, qualquer pessoa, independente de sua condição sorológica, se não se cuidar (principalmente nesses períodos de frio) pode pegar uma pneumonia (que é uma das doenças oportunistas). Ninguém está livre de uma toxoplasmose.

          Prá que tomar remédio para dor de cabeça se você não acredita que ele te aliviará a dor? Prá que ir ao médico se você duvida do que ele fala, do que ele estuda? Prá que acompanhar pesquisas se você duvida do resultados das mesmas?

          As vezes a impressão que eu tenho é que o senso de “conspiração” é tão presente em algumas pessoas que elas simplesmente questionam as coisas pois já estão no “automático”. Se não questionarem serão inferiores.

          Não quero com isso dizer que sou “passivo” da situação, que acredito em tudo que leio e que quero passar a vida toda tomando remédio. Quero tratamentos cada vez melhores e a cura, mas até lá é preciso que eu faça a minha parte!

          E fazer a minha parte, passa por esse entendimento de “acolhimento” aos recém chegados, uma vez que, com o tratamento, a única coisa que efetivamente mudou na minha vida é o comprimido 3×1 que tomo antes de dormir, para estar bem comigo, com minha saúde, com as pessoas que eu amo e a vida!

          Por favor, um pouco de cuidado com o que se escreve aqui é sempre bem vindo!

          • Ricardo - Guarulhos diz

            Cara+, quando cheguei por aqui, mais precisamente no dia 25/06/14, estava desesperado e com entendimento superficial acerca do HIV, aqui tive a oportunidade de ler depoimentos de pessoas com mais “tempo de casa”, que me mostraram vida pós-HIV.
            A ajuda de muitos aqui foi imprescindível naquele momento de minha vida.
            Mesmo sem saber, muitos me ajudaram nas noites longas do inverno passado, “comia” todas as matérias e todos os comentários, enfim, JS e cia foram de extrema importância nesta nova fase da minha vida.
            Apesar de participar pouco das conversas, (vou começar a aparecer mais, prometo!) sempre estou atento a tudo, e hoje, sou mais um dos que tentam transmitir esta positividade para os que estão chegando, pois hoje posso GARANTIR que VIVER COM HIV NÃO É E NUNCA SERÁ O FIM !
            Reescreveria seu texto, sem tirar um vírgula tamanha a perfeição ! Um abração para todos.

            • Cara+ diz

              Valeu Ricardo
              obrigado mesmo e participe mais, sempre bom ler relatos de quem tem o entendimento de que em muitos casos a relevância dos fatos se dá muito mais devido ao tamanho da importância que damos a ele, do que o fato em si.

          • Pequena + diz

            Hope ❤

            Saudades de ti também 🙂
            Como anda a vida, maridão, os filhos?
            Eu hoje termino meu primeiro frasco de 3 em 1.
            Estou ótima, não tive nenhum efeito colateral.
            Só muito resfriada,mas faz parte das temperaturas aqui do sul…rs…
            Vida a mil, feliz da vida como sempre 😉
            Mande notícias pelo e-mail!!!
            Beijão no ❤ da Pequena +

            • Hope diz

              Mando sim, querida! Por aqui tudo bem e muito quente!! Peguei aquele Zika Virus chato, mas meu marido está ótimo!! Os meninos também… só naquela fase chatinha de adolescente…. paciência!!!
              Que bom que você se deu bem com o remédio!!
              Graças a Deus não teve alergia porque eu fui apenas arrumar os comprimidos do meu marido e tive uma reação grave, acredita? Eu sou alérgica até a Tylenol…
              Bjs

      • Madamemin diz

        Cara +, meu querido!

        Eu confesso que ando um pouco sem vontade de escrever aqui!

        Estabeleci alguns critérios de vida, e um deles é não me abater por muito tempo frente a algum obstáculo que se coloca na minha vida!
        Logo, ler algumas postagens aqui me incomodam.

        Quando eu comecei a frequentar o blog foi exclusivamente em razão do texto “Esqueça tudo o que você sabe sobre HIV”. Foi o melhor texto que eu já li. Me emocionou. Eu já mencionei isso antes, e vou repetir: era como se o Jovem estivesse lendo minha alma!

        O que eu buscava era uma forma bem positiva de viver a vida, sem muito mimimi, sem muito chororô!
        Não tenho visto isso mais (salvo algumas exceções), razão pela qual me calei.

        Sobre o tema da postagem:
        Tem muitas pessoas aqui neste blog que pesquisam sobre hiv, tratamento, cura…e essas pessoas tem um conhecimento esplêndido sobre o tema! Definitivamente não é o meu caso.

        Eu optei por deixar essa parte técnica para a pessoa que eu mais confio, meu infecto, de forma que só posso dar um relato sobre minha vida!

        Em setembro de 2007 eu tive um surto de feridas e pústulas pelo corpo, acompanhadas de eritemas nodosos nas pernas, que me impediam de caminhar por muito tempo.
        Nunca descobri a razão disso…até a segunda metade do mês de junho de 2008, depois de três semanas de febre alta, quando eu tive meu diagnóstico positivo!

        Depois de diversos exames, nos primeiros dias de julho o diagnóstico mudou para AIDS. Não me foi dada a opção de iniciar ou não o tratamento com a medicação antiretroviral, o início do tratamento foi uma ordem.
        Iniciada a medicação há praticamente sete anos, em nenhum momento eu tive qualquer reação adversa, qualquer doença, oportunista ou não.
        Minto, semana passada eu estava gripada. Mas quem vive no Sul sabe que quando ocorre mudança brusca na temperatura, como aconteceu, gripes são comuns!

        Enfim, se em razão do hiv, estamos mais suscetíveis a doenças, essa regra, até agora, não tem se aplicado a mim!
        E espero que assim continue!
        Mas se não for, enfrentarei mais essa tb!
        O que eu não aceito é viver no “e se…”

        E, como diz a minha meiga e querida Pequena+, por favor, sejamos um pouco mais positivos!
        A vida realmente se torna muito mais fácil!

        Um beijo enorme no coraçãozinho de cada um e um ótimo final de domingo!

        • Pequena + diz

          Madamemin 😉

          Menina, que história 😦
          Não abandone o blog por favor, precisamos unir forças para dar injeções de ânimo ao pessoal ❤
          Um forte abraço Pequena +

        • Cara+ diz

          Galera
          essa Madamemin que vos fala é uma gata!!!! Vcs não tem noção!!!!

          JesusMariaJosé!!!!!!!!

          • vivendopositivo diz

            Tenho impressão que “madamemin” já falou uma ver que era homem, e não mulher.

            • Cara+ diz

              hahahaha…. é não vivendopositivo, acho que tu estás confundindo o nick dela com o de outra pessoa!!! é uma baita gata, loira, tipo modelo de parar o trânsito! Gatosa (gata+gostosa) que só!!!!

              Pena que ela não me dá a mínima! Tava até pensando em juntar minhas economias e comprar um imóvel lá na capital do RS, para ficar mais pertimmmm!!!!

            • Madamemin diz

              Não não, Vivendopositivo, sou mulher desde a fabricação! Kkkkkkk

              Cara +
              Não exagere..
              Parar o trânsito?! Pelamordedeus
              Só se eu fosse fiscal de trânsito!
              Hahahaha

              Não precisa juntar nada, tem uma casa prontinha aqui!

              • Cara+ diz

                hahahaha, madamemin, quer dizer que as fotos que trocamos, vc é fake? hahahahahaha

                de verdade, são depoimentos como esse seu e de várias pessoas que conheci aqui, que convivem com hiv e tratamento, 10, 15, 19 anos e estão super bem obrigado, que “calço” o andar dos meus dias. Além disso, como vc, tendo o médico infectologista, como meu confidente e aliado.

                pesquisinha em radar e wikipédia? fala sério!!!! A gente acaba tendo que ler cada coisa…mas como já disse aqui e que minha vó me dizia quando pequeno: – “Melhor ler isso, a ser cego…” o qual complemento com outro chavão da cultura popular – “o pior cego é aquele que não quer ver!”

                bj minha “machuda” gata!!!! hahahaha

      • Pessoal, estou sempre por aqui!

        O diagnóstico da infecção pelo HIV é um grande pé no saco, eu concordo, mas NÃO É O FIM! Atualmente, existe TRATAMENTO, isto é, você NÃO MORRERÁ de AIDS se utilizar os remédios antirretrovirais! Conheço várias pessoas (inclusive múltiplos pacientes) que, depois do diagnóstico, APRENDERAM a SE CUIDAR mais, a irem em DIREÇÃO aos seus OBJETIVOS com muito mais GARRA e que estão vivendo “exatamente igual” àqueles que são soronegativos. Vejo soropositivo magro, vejo soropositivo gordo, vejo soropositivo sarado (o JS, por exemplo, é forte fisicamente), eu sou soropositivo e sou magrelo! Vejo soropositivo com blog de fitness, vejo “soropositiva” postando foto no instagram com ABDOME TRINCADO, vejo soropositivo postando foto no instagram COMENDO BIG MAC! As pessoas vivem! Aquela história de que HIV mata todo mundo A C A B O U! Chega de chororô!

        Qual é a diferença entre um diabético e um soropositivo?

        O diabético tipo I precisa utilizar INSULINA diariamente, quase sempre necessitando ser ESPETADO com uma agulha várias vezes ao dia! Esse tratamento pode causar HIPOGLICEMIA e simplesmente APAGAR a pessoa (por isso, ela pode cair, bater a cabeça no meio fio e M O R R E R ! ! ! ). E eu NÃO VEJO diabéticos choramingando por aí! Você vê?

        O diabético tipo II usa, em terapia inicial, uma medicação chamada METFORMINA, que, na REDE PÚBLICA de SAÚDE (ou na maior parte dela) deve sor fornecida EM TRÊS TOMADAS DIÁRIAS (01 comprimido a cada refeição). Essa medicação pode dar GOSTO RUIM NA BOCA DIARIAMENTE, diarreia, náuseas, o escambau! Você vê diabéticos tipo II choramingando em blogs por aí? Eu não vejo!

        O soropositivo que usa o “ATRIPLA” ou “3 em 1” toma apenas um comprimido por dia!

        Gente, vamos viver COMO QUISERMOS (EU DISSE EXATAMENTE COMO QUISERMOS!), TENDO A TOTAL CERTEZA de que, se tomarmos nossos antirretrovirais, VIVEREMOS o mesmo tempo que vivem, em média, os soronegativos (e, claro, ATÉ MAIS QUE ALGUNS dos que não portam o vírus e menos que outros portadores).

        Se decidimos viver, então vivamos… Quem quer viver, vive, quem não quer, chora! Chorar também faz parte!

        Você não tem nenhuma obrigação nova ao se tornar soropositivo! SE QUISER VIVER, a ÚNICA obrigação é TOMAR os REMÉDIOS, adaptar-se a eles!

        Se quiser morrer, a escolha é sua! E tenho certeza de que escolheria essa mesma alternativa SE TIVESSE OUTRO PROBLEMA QUE DIMENSIONASSE tão grande quanto a sua INFECÇÃO por esse VÍRUS que PODE SER COMPLETAMENTE CONTROLADO POR MEDICAÇÃO. E tenho dito.

        Sabe o que eu fiz o dia todo hoje? Fiquei deitado. Fui ao hospital onde trabalho, vi meus pacientes, depois voltei pra casa e fiquei com a barriga pra cima O DIA TODO! Eu posso, você pode, TODOS PODEM FAZER O QUE QUISEREM.

        E sobre a cura, Barasa? Ela acontecerá um dia, mas NÃO FIQUE ESPERANDO, nem mesmo sentado. Pode ser amanhã, pode ser daqui a 8 anos (Alexandre, o Grande), pode ser daqui a 10 anos, pode ser daqui a 35! DANE-SE O DIA!!!!!!!!!!! Até lá, o relógio não para. Tchau.

        • HopeAlways diz

          PRONTO , falou tudo o que eu gostaria de dizer ! UUUFAAAA … parabens !!!!

        • vivendopositivo diz

          Barasa, só um adento, o nosso não tem um nome oficial, ou tem?
          Nosso 3×1 não é atripla pois o atripla usa o emtricitabina no lugar da lamivudina.

        • Pequena + diz

          BARASA

          Sou sua fã 😉
          Disse tudooooo!!!
          Um forte abraço Pequena +

        • Paraense + diz

          Barasa essa é a segunda vez que comento alguma coisa aqui. Descobri à seis meses ser portador do vírus e ,também ,que havia infectado minha companheira de vinte e cinco anos, apesar disso ela não me abandonou. Acredito que já devia ter o vírus há alguns anos pois lembro que em 2010 tive herpes zóster, mas , apenas em 2014 por conta de uns exames pré operatórios fiz o exame de sangue que detectou o problema. o que mais me preocupa é com relação ao meu filho mais novo que tem dez anos pois eu não tive coragem de mandar fazer o teste nele…agora ,voltando ao seu comentário… ele me fez “levantar sacudir a poeira e dar a volta por cima”. É bom que existam pessoas assim : que levantem o astral das outras ,que nos façam enxergar, que apesar de tudo a vida continua… que só depende de nós.Obrigado Barasa !.

          • D_Pr diz

            Paraense +

            Boa tarde, me perdoe por falar e meter o nariz onde não fui chamado, mas você não pode negligenciar a saúde e cuidados do teu filho! Na pior hipótese você poderá devolver a chance dele viver normalmente, se tratando e se cuidando amigo! Pense com carinho e racionalidade sobre isso, ter HIV não é bom, ter e não saber é bem pior! O menino tem 10 anos, muita vida pela frente e provavelmente sem HIV! Vou torcer desde já para que vocês façam o exame e o resultado seja NEGATIVO!

            • Paraense + diz

              Fique à vontade D-Pr. Realmente , você tem toda a razão. eu ainda não o levei para fazer o teste , mas vou faze-lo o mais breve possível , pois assim vou poder viver mais sossegado também e, tirar de uma vez por todas essa dúvida que tem me desgastado pra caramba. valeu amigo!.

        • caradobemsampa2 diz

          Barasa
          obrigado pela injeção de ânimo… é disso que precisamos
          abraçao

        • luizgaucho diz

          Boa Barasa, mandou bem, como sempre.
          Saudade de ti meu velho.

          A MadameMin é tri gata mesmo, o Cara+ está coberto de razão, kkkk.

          Abraços.

        • Cezar diz

          Gostei! Eh isso ai! Precisamos destruir o software do HIV, jah que o hardware ainda não rola…

      • Hope diz

        Ei garoto! Estou por aqui, sempre acompanhando e torcendo por todos. Meu marido está super bem e hoje colheu os exames. O hemograma deu melhor que o meu, mas os exames específicos demoram um pouco mais. Semana que vem devemos ir a SP mostrar ao médico.
        Não estou participando tanto porque estou trabalhando alucinadamente… acabei me metendo em mais projetos do que podia abarcar, mas agora é tarde! E ainda tem as crianças que já são pré-adolescentes (fase da chatice aguda kkkk).
        No mais estamos bem, cada dia mais apaixonados, e provando sempre que os ” opostos” se atraem!!!
        Super beijo!

  11. Diego diz

    Boa tarde. Alguem sabe me explicar quais sao os principais mtvs da nao inicialização com Arvs? Contrariando até msm o titulo da materia. Descobri recentemente, só n iniciei o tratamento pelo meu plano iniciar só dia 25 d junho. mas li q algumas pessoas vao ao infecto, porem n inicializam o tratamento, entao as vezes penso q posso esperar ate la, apesar da ansiedade, e td q acontece (uma tosse, um espirro) eu ja fico bem grilado. Confesso q tem dias q prefiro eskecer. Procuro nem ler sobre assunto, pois algumss opiniões e efeitos me apavoram. Mas tentando seguir e acreditando q vai ter um dia q nem me lembrarei ou me perturbarei com isso.

    • MB+ diz

      Diego,

      O nao inicio da utilização dos arv’s cusaria o aumento de sua carga viral e por conseguencia a diminuição de seu CD4 que é muito importante para o combate a infecções oportunistas.

  12. Luquinha

    Cade vc meu, conta alguma novidade, perspectivas

    Festa quando vai ser, quero juntar dinheiro para ir

  13. ana diz

    oi como ja falei antes aqui descobri a menos de um mes que sou soropositiva e td novo pra mim como a maioria das pessoas nao sabia nada a respeito tenho lido sobre e to confiante apesar da incerteza de como vai ser minha vida daqui pra frente nao tenho muitos amigos e nao posso contar pra minha mae que ja tem varios problemas de saude e minha irma ja tem varios problemas tbm mais pra frente pretendo contar pra ela so uma pessoa sabe por enquanto e to tentando contar pro meu ex namorado mais ele diz que ta muito ocupado e as vezes sinto falta de falar com alguem essa e um pouco da minha historia quem quiser confessar divide um pouco da experiencia de como viver com essa nova condiçao meu email e melissasilvamel@bol.com.br

  14. psicoglmr@gma diz

    Os estudos falam em possibilidades. Quem bebe bebida alcoólica, quem come muita porcaria, quem fuma… quem vive sadio… todos PODEM desenvolver algo. Processo inflamatório todos temos algum, que compromete o coração, mas na verdade não se sabe bem se todos soropositivos terão, se os indetectáveis terão… as estatinas ajydam, sim. E quero saber do AAS, aspirina, se ajyda ou não.
    Então, pessimismo todos temos, mas não precisa vir aqui, disseminar o virus do stress pelo medo que temos e nem achincalhar os outros, menosprezando o que dizem ou o que interpretam. Bancar o dono da razão é triste. Bater papo é gostoso, dar apoio, mais ainda!!!

  15. Sou Vencedor diz

    Boa noite, Caríssimos Amigos!
    Chegando agora. Sou mais um que chega, claro, sem chão. Recebi o diagnóstico há uma semana e, durante o período de incertezas, já acessava o blog e posso assegurar: hoje, apesar da depressão que me persegue, da tristeza que me assola, sou mais humano.
    Não compartilhei com ninguém da família o diagnóstico por motivos pessoais. Apenas um amigo sabe. Tenho somente 23 anos e não quero que ninguém sinta vergonha ou pena pela minha condição; prefiro sofrer sozinho a ver, por exemplo, minha mãe chorar por causa disso. A única coisa que penso neste momento é em ter forças para seguir lutando pelos meus sonhos. Até hoje isso deu certo e não vai ser um vírus que vai me parar. Com a graça de Deus e o apoio de vocês e das pessoas que me amam (mesmo não sabendo acerca do que me aflige), seguirei sonhando e conquistando. Sou otimista. Sei que as coisas não serão um pouco mais difíceis a partir de agora, mas estou ciente de que darão certo. Estou procurando fazer o que mais amo: estudar, estar com meus amigos, praticar esportes…
    Próxima semana, irei pela primeira vez ao Hospital para onde o CTA me encaminhou. Neste momento, preciso muito da ajuda de vocês. Quem quiser se comunicar comigo, o email é souvencedor92@r7.com. Agradeço muito. Contem comigo também. Grande abraço.

    • Boa Noite…
      Sei bem o que esta passando, as nossas forças ficam pequenas, e parece que tudo vai acabar. Muitas vezes eu chorei sozinho, e me izolei de muita gente, precisava entender o que eu passava naquele momento. Bate medos, etc mas é normal, eu estou aqui para lhe estender a mão, como amigo e vai aqui no artigo esqueça tudo o que você sabe sobre hiv.
      Hein você pode sim ser feliz, ame o que tem mesmo não sendo bom assim, mas devemos nos aceitar, nos amar como pessoas, pois somos apenas portadores de um vírus e seus sonhos permanecem dentro de ti.

      Como seu nome no email, SEJA UM VENCEDOR, TIRE FORÇAS DAS DORES E APRENDA COM ELAS. OS PRIMEIROS DIAS SÃO MUITO DEVASTADORES, MAS SE HABITUE VC VAI VIVER E SER FELIZ, COM UMA BOA PESSOA E NÃO SE FECHE POIS EU FUI DEIXADO POR QUEM EU AMAVA, MAS MESMO ASSIM SEI QUE VOU ENCONTRAR ALGUÉM QUE VAI VER EM MIM, O SER HUMANO ESPECIAL QUE SOU. E COM VC VAI SER ASSIM TAMBÉM.

      UM BEIJÃO!

      • Sou Vencedor diz

        Muito obrigado pelo apoio. Deixe seu contato, por favor. Grande abraço.

    • HopeAlways diz

      queridao , baixa o app KIK e me adiciona la : hopealways6 , tem um grande grupo com muita gente daqui, vc vais e sentir muito melhor. So gente do bem. Só gente feliz !! 😀

    • Alex Fortaleza diz

      Sou Vencedor

      Recebi um diagnostico essa semana, de forma bem fria em clinica particular. Vou no CTA da minha cidade procurar auxilio por esses dias. Ainda bem que o blog existe, tinha visão completamente diferente da situação e hoje me apego a toda informação positiva que vejo aqui. Não sei como vai ser daqui pra frente, como afetara minha vida profissional e pessoal, mas acima de tudo quero estar bem. Forte abraço.

      • Lucas diz

        Alex tudo vai da certo tenha fé em Deus!
        Irmão vc descobriu com quanto tempo depois da relação de risco q vc tava infectado ??

        • Alex Fortaleza diz

          Não faço ideia Lucas, minha ultima relação tem uns 3 meses porem foi desprotegida porem nao acho que foi ali. Sempre fui uma pessoa de saude fraca ( minha mae vive brigando), com problemas respiratorios entao gripes e virose sempre foram coisas comuns pra mim, entao isso abre um espaço grande pois pode ter passado despercebido. Meu maior erro foi confiar demais em esteriotipos. Vou tentar fazer o confirmatorio no CTA

      • Sou Vencedor diz

        Oi, Alex. Também Agradeço muito ao Blog. Temos uma história parecida, então. Fiquei “sabendo”, inicialmente, através de um Elisa indeterminado. Não paguei Western Blot confirmatório. Daí, fui num CTA depois de alguns dias fazer o rápido, pois, se fosse problema de janela imunológica, não haveria mais. Nos dois resultados, e sobretudo no conclusivo, passei mal: a visão escureceu, a pressão baixou e, momentaneamente, desmaiei. Hoje, estou fazendo tudo que fazia antes e me dedicando às atividades que me dão muito prazer: estudo, trabalho e esportes. Procuro lembrar dos meus sonhos sem pensar no vírus como uma barreira para eles. E, certamente, vai dar certo para todos nós. Grande abraço! Estamos juntos. Ah, somos de estados próximos. souvencedor92@r7.com

        • Alex Fortaleza diz

          Sou Vencedor
          Ainda nao refiz os exames, nao sei como vai ser com uma resposta definitiva. Esta mexendo comigo não nego, sempre tive sono pesado e hoje qualquer coisa me acorda durante a noite. Estou meio assombrado e assustado. Mas estou tentando me manter firme. Qual estado vc mora? Como foi sua experiencia no CTA? Abraço

          • Sou Vencedor diz

            Alex Fortaleza,
            É melhor que certos detalhes sejam tratados via email. Eu tenho pesadelos diariamente, mas, como disse, tenho procurado focar totalmente minha rotina nas coisas que me dão prazer, sem lembrar que “problemas” existem.
            Amanhã faz duas semanas que fui ao CTA. De lá para cá, as coisas só melhoraram. Nos primeiros dias, você, invariavelmente, acorda lembrando, sua frio… enfim, percebo melhoras quanto a isso. No CTA foi tranquilo. Os profissionais responsáveis pelo aconselhamento são bons, no entanto, acho que o atendimento deveria ser mais humanizado desde a recepção. No geral, as pessoas te tratam bem e, realmente, parecem treinadas. Quem fez o aconselhamento pré e pós teste foi uma assistente social. No pós, aliás, como passei mal, uma enfermeira foi acionada para me ajudar e acabou participando do aconselhamento tb. Foi uma conversa de cerca de 30 minutos. O foco é: a vida não acabou, a diferença é que agora você terá que se cuidar tomar remédios todos os dias por obrigação. Falam que não existe mais uma expectativa de vida diferenciada para um soropositivo e que é algo que você, se não quiser, não precisa contar a ninguém. Mas são os seus medos e dúvidas que vão guiar a conversa. Certamente, são mais preparados do que nas clínicas particulares. A assistente foi excelente!
            Grande abraço!

            • Alex Fortaleza diz

              Sou Vencedor.

              Tive problemas pra ir ao CTA, literalmente me perdi, não conheço aquela area da cidade, mas sabe como eu agi na hora? Eu achei engraçado! rsrs Essas coisas sempre acontecem comigo… Tive otimas noticas essas semana, encontrei pessoas, começo no novo emprego logo, minha auto estima ta otimaa! Nunca me senti tao vivo! Segunda vou sem falta no CTA. Me abri com um amigo e ele ficou meio com medo pois tbm fez exames comigo e ainda nao foi buscar, nessa hora caiu a ficha… as pessoas tem mais medo do que nos mesmos! Não importa como seja, você sempre será diferente e é isso que nos torna unicos! Sempre adorei o fato de ser diferente… Veja tudo de um lado positivo e busco no passado momentos dificeis, isso tem me ajudado muito.

              Forte Abraço!

  16. Didi_o diz

    Boa noite,

    Alguem conhece alguem que contraiu o virus apenas praticando sexo oral sem preservativo, em ambas situacoes na pratica ativa ou passiva?

    • TheKing diz

      Não posso afirmar isso com toda a certeza do mundo, mas sempre fiz sexo com camisinha. Porém, no sexo oral eu não dei tanta atenção quanto merecia. Como ativo, a chance é 0. Como passivo a chance é mínima, porém ela existe. Sua saúde bucal pode influenciar mto nessa questão. No meu caso, minha saúde bucal não estava boa (descamação interna), e acredito q isso possa ter ajudado na minha ‘aquisição’. Já ouvi outros relatos, mas cada caso é um caso.
      Minha dica é: se está com dúvida, faça o teste. Só ele poderá tirar a prova dos 9.
      Se já recebeu o diagnóstico positivo, não fique se remoendo tentando achar um culpado, ou qual a forma que contraiu. O importante é iniciar o tratamento, cuidar da sua saúde e tentar ser a pessoa mais feliz do mundo.
      Abraços!!

    • Thiago diz

      Tenho uma semana de diagnostico, e posso afirmar, com certeza que nao contrai o virus por outra via que nao o sexo oral, simplesmente por nao praticar sexo anal.

  17. Franco diz

    Boa noite pessoal! Fui Diagnosticado
    essa semana, acabei de tomar o primeiro comprimido do remedio… Contando por aqui, pq como é tenso segurar essa barra sozinho =/

  18. Carlos Eduardo diz

    Boa noite galera, é muito bom saber sobre este blog.
    Ao mesmo tempo fico um pouco assustado com a quantidade de informações que terei que digerir.
    Mas pretendo me informar bastante e sempre que possível colaborar com novidades.
    Tenho 27 anos, sou de SP e tive a confirmação que sou portador do HIV faz 2 meses, comecei o tratamento faz 14 dias, já com a nova formula de 3 em 1, mas tive reação alérgica, vários pontos vermelhos no corpo todo, menos no rosto (graças a deus), isso aconteceu faz 2 dias, fui ao pronto socorro, e o medico em contato com minha infecto pediram pra parar tratamento e tomar loratadina, pois ao parecer tive uma reação alérgica, só achei estranho porque isso aconteceu 10 dias depois de começar o tratamento
    Bom, segunda-feira, (daqui dois dias) terei consulta na minha infecto novamente e ela vai dizer o que farei, assim que tiver respostas conto para vocês.
    Gostaria saber se algum de vocês teve reação alérgica e o que o medico disse a respeito.
    Abs a todos!

    • vivendopositivo diz

      Essa alergia acontece no final da primeira semana e tende a durar alguns dias. Você não deveria ter parado (se já parou) a medicação. Você deve seguir a orientação do SEU infectologista, não de um generalista/plantonista. Se você parou a medicação, certamente vai ter que trocar ela agora, pois a tendencia é de resistência viral. A maioria de todo mundo que toma efavirenz tem essa alergia por uns dias e tende a sumir depois de uns dias. Fico me perguntando porque diabos os infectologistas como regra, não informam isso antes do início do tratamento.

      • Carlos Eduardo diz

        Obrigado pela resposta Vivendopositivo,
        pois é! eu também não queria ter parado, eu só tomei o 3×1 por 9 dias, ai foi que parei.
        A alergia que tenho é muito forte, queria ter achado algumas fotos ou exemplos na internet para ver se minha alergia estava dentro dos padrões de vocês, mas não achei.
        No meu caso a alergia que eram pontos se espalharam pelo corpo todo, os pontos viraram um só de tão grandes que eram. Agora terei que tomar prelone 20mg (1 por dia) e hixizina (3 por dia) por 7 dias e próxima segunda-feira irei com minha infecto para ela me passar a nova medicação, vou ver com ela se consigo voltar com o 3×1, embora ela hoje já disse que não.
        Agora com os comentários de vocês fiquei meio na bad, procurei saber se minha alergia estava dentro do aceitável mas não achei, hoje são 5 dias que estou com a alergia, embora já diminuiu pela medicação que comecei tomar.
        Mas não tenho o que fazer, vou seguir as orientações da médica e vou postando aqui.
        Abs a todos.

        • Bruno Macedo diz

          Gostaria de saber como ficou sua situação. Estou passando pelo mesmo problema. No sexto comprimido fiz uma puta reação alérgica. Eu mesmo to tomando hixizine por conta própria até a minha consulta que será amanhã. Mas não parei a medicação não. A reação vem diminuindo, mas mesmo que a médica mande eu nao mudo o 3×1. Nao senti nada e nao é uma mera alergia que vai me fazer mudar o que comecei. Até mesmo pq todos têm afeitos colaterais. Mas me conte, o que ocorreu com você?

    • Rapaz se vc ficou só um dia sem tomar a medicação, eu no seu lugar, tomava hoje. O 3×1 da alergia em muita gente, eu tive, ruim mesmo eu fiquei por 4 dias, coçava bastante. Mas passou, estou bem, todos meus exames estão bons. Se puder insista com esta medicação, eu qdo fui no plantonista do Emilio Ribas ele falou pra parar, mas li muitos depoimentos do pessoal que insistiu e superou a alergia (é raro quem não supere), contrariei tal médico e agora tudo se encaixou.

      Estimo melhoras.

      • vivendopositivo diz

        Binho, eu sofri 49 dias de angústia pensando se seria um “felizardo” que não teria me dado bem com efavirenz, e puf… mais de um mês depois a infeliz sumiu, portanto sou um dos que tenta apoiar a insistir até onde puder! Uma hora o corpo desiste de combater ele.
        Até meus linfonodos já reduziram 90% em 4 meses!

    • Brumo diz

      Rapaz, eu tive uma forte alergia no 13 dia de 3×1. Meu corpo ficou todo empolado da cabeça aos pés. A pedido do meu infecto tomei antialergico, mas não adiantou. Parei a medicação no 19 dia. Siga a risca SEU infectologista. O efavirenze elevou minhas taxas do fígado. Então não caia nessa de persistir sem a recomendação do seu médico. É perigoso. Troquei a medicação e está tudo bem. Abraços.

      • Carlos Eduardo diz

        Oi Brumo, é acho que o melhor mesmo é seguir exatamente o que o médico pedir.
        hoje a alergia está bem menor… tou tomando prelone 20mg (1 por dia) e hixizina (3 por dia).
        O que você está tomando agora?

    • Hope diz

      Meu marido teve muita alergia, por umas 2 semanas, e a infecto dele até pensou em suspender a medicação. Mas ele resistiu bravamente e tomou também o Hixizine… passou em 1 mês e nunca mais sentiu nada. Veja a possibilidade de você voltar para o 3×1…
      Alergia mesmo tive eu, que nem tomo a medicação e fui apenas arrumar os comprimidos em uma caixinha com marcação diária pois íamos viajar. Fiquei toda inchada e quase tive um edema de glote só por ter tocado nos comprimidos… já pensou!???

  19. ana diz

    bom dia posso deixar meu email aqui pra quem quiser conversa comigo descocbri tem menos de um mes preciso saber como e viver a essa nova condiçao de quem ja tem experiencia pra passar

  20. ana diz

    pelo que vejo a consulta e marcada pra logo a minha foi marcada pra quase dois meses do resultado sera que e melhor ir procurar direto em outro lugar ?

  21. GRGO diz

    Oi, gente! Tudo bem? Desde janeiro, quando recebi o diagnóstico + acompanho o blog e sou muito feliz de ter encontrado esse canal de informações tão valiosas.

    Hoje peguei os resultados dos meus exames após 100 dias tomando o 3×1.
    Quando comecei o tratamento, minha carga viral estava 38.000 e o CD4 298. E agora, 100 dias depois, estou indetectável porém meu CD4 baixou para 248. Achei muito estranho não ter subido o CD4, principalmente porque comecei a me exercitar faz 3 semanas e estou mudando a minha alimentação para alimentos mais saudáveis. Vou marcar com meu infecto apenas amanhã e essa notícia do CD4 me deixou muito preocupado. Será que tem algo a ver com o fato de eu ter começado a pouco tempo me exercitar ou ter tomados as vacinas de gripe e pneumo? Enfim, milhões de coisas estão passando na minha cabeça.

    Aconteceu com alguém algo parecido?

    • DD+ diz

      GRGO…è normal essa baixa do cd4, todos estamos sujeito a isso (inclusive os soronegativos), provavelmente sua imunidade baixou por causa da preocupação com o diagnostico. relaxa, deixa a cabeça boa e tudo vai melhorar. abs

  22. vpositive diz

    Minha alergia reduziu significativamente em uma semana, está praticamente imperceptivel, por sorte não parei com o 3×1.

  23. Estou com 4 meses em tratamento, onde sei que já superei tanta coisa sozinho. E vi aqui tanta gente boa também lutando junto. Me ausentei um pouco do blog, pois por Deus apenas me fiz de forte, pois só vinham notícias ruins, e de um lado sabia que tudo passaria. Amanhã é um dia importante para mim, pois passo com meu Infectologista e saberei como meu corpo esta reagindo com o remédio, e minha carga viral.

    Teve dias que não posso mentir, eu mesmo não sabia se queria mais viver, dores no corpo, enjoei muito, emagreci e para não surtar comecei a me olhar no espelho e rir, e falei vai ficar tudo bem. Apenas 4 pessoas sabem, e quem eu amava se foi, me deixou sozinho mas é a vida.
    Feliz e único por cada dia me sinto e amanhã será de felicidade, e logo em breve vou postar aqui para dividir com a Vida, e com todos vcs que ambos torcem pela saúde, e o sucesso de cada um.

    • wan16sp, desculpe a pergunta, quais remédios você está tomando?

      Vc vai ver na sua consulta amanhã, terá boas notícias. Nos conte depois.

      Abç

      • Agora estou com o 3 em 1, é muito mais forte mas tô bem. Antes a lavivudina, tenofovir e efavirense.

        Contarei sim as boas notícias, boa noite gente!

        • TheKing diz

          Uai, talvez seja um pouco psicológico.
          O 3×1 é exatamente constituído por lamivudina, efavirenz e tenofovir. É a msm coisa, só que tem a praticidade de ser um único comprimido. De todo jeito, logo logo seu corpo acostuma e vc nem lembrará que toma as vitaminas!!!
          Abraços!!!

  24. Sou Vencedor diz

    Lindo! Seu depoimento é verdeiro e inspirador. Em breve, verei como reajo aos medicamentos. Vai dar tudo certo e quem te ama verdadeiramente terá sensibilidade para compreender. Um bj e fique com Deus.

  25. ser feliz diz

    O dr sagaad esta participando desta pesquisa ?E nova esta descoberta das abelhas ? esta semana falou se mito em abelhas . Só noticias boas parece que menos que esperamos teremos a mais sonhada noticia , que venha rsrs

  26. Will diz

    Alguem aqui fez tratamento de profilaxia para tuberculose com isoniazida? Eu não iniciei TARV ainda e meu infecto prescreveu esse tratamento. Medicamento só disponível no SUS.

    Vocês saberiam dizer se nos SAE ou no Emílio Ribas, aqui em SP (li que existe uma farmácia lá) se retira esse medicamento? Eu não faço acompanhamento na rede do SuS e confesso que estou meio perdido onde ir… O infecto orientou ir em um posto de saúde.

  27. Gil diz

    Não creio que tenha ido para frente a pesquisa e é uma notícia de 2013, da qual nada mais se soube. E o bebê de Mississipi está infectado, não eliminaram completamente o virus, infelizmente.
    Sei que é ruim dependermos passivamente da Ciência, sem termos muito o que fazer. No meu caso, que nunca dependi de ninguém depois dos meus 13 anos, é muito desconfortável. Mas é um aprendizado, é um recomeço.
    Aprender, aprender. Estamos aqui pra isso. Força, galera, fé. A Humanidade vai superar o HIV/AIDS e nós seremos os protagonistas desse magnífico show, de recebermos a cura. Em breve. Agora, é dar força e otimismo pra nós.
    Hoje eu assisti ao filme a Teoria de Tudo, sobre o cientista inglês Stephen Hawking, aquele da cadeira de rodas, que tem Distrofia Lateral amiotrófica (ELA).
    Filme inspirador para a gente. Lindo. Recomendo!

  28. Iago diz

    Gente,alguém teve tosse seca com o 3 em 1? Vou tomar antialérgico pra ver se resolve. Fora a tosse que não sei se tema ver como remédio,está indo tudo bem. Estou no quinto dia. Nenhum efeito tão assombroso.
    Vamos ter positividade. Todos nós que estamos aqui buscando informações iremos ficar excelentes ,sempre. Queremos nos cuidar. Isso é essencial. Fé! Estamos seguros. : )

    • Notini diz

      Iago, eu estou no 3 mês de tratamento com o 3 em 1. Nos 3º primeiros dias senti uma tontura e um sonho vivido. Hoje sinto somente a boca muito seca.
      Boa Sorte. Abç

  29. Soropositivo em crise diz

    Pessoal, falando em vantagem do tratamento precoce, gostaria de saber dos mais experientes sobre a velha questao da lipodistrofia corporal e da atrofia facial. E muito comum com os novos ARVS? Acontece com grande intensidade? Depois de quanto tempo em media? E prossivel prevenir? E remediar? Obrigado.

    • D_Pr diz

      Bom dia soropositivo em crise!

      É comum entre os pacientes que iniciaram o tratamento que as medicações levavam: estavudina (d4T) zidovudina (azt), ddI (didanosina)…

      A primeira linha sugerida no Brasil hoje é o 3×1 (efavirenz, tenofovir TDF e lamivudina 3TC) E não vai causar lipoatrofia. Os efeitos colaterais dessa medicação normalmente são bem tolerados e costumam passar em 4 semanas. Entre os principais vale destacar, sonhos vívidos, alergia, insônia e depressão. Outros dois são vistos só através de exames (aumento no nível da creatinina em algumas pessoas – toxicidade renal, e perda leve na densidade óssea), quando você começa a usar, depois se estabiliza (não é progressivo e/ou contínuo).

      Os quatro primeiros possíveis efeitos colaterais quem causa é o efavirenz, os outros dois é o tenofovir.

      Prevenção é através de exercícios e alimentação equilibrada.

      Correção é bem simples para quem sofre com lipoatrofia facial e fica bem , feita através de enxerto com metacrilato.

      • GuiPR diz

        Exatamente isso D_PR! Estou no terceiro mês com o 3 em 1. A adaptação foi bem tranquila, vale dar uma atenção especial a depressão. Exercícios físicos e uma alimentação mais saudável são muito importantes, mas sem exageros.

  30. Soropositivo em crise diz

    Mais uma pergunta. Estou no segundo mes do tres em um. E tenho sentido uma lombeira e uma depressao que, certos dias, nao me deixa levantar da cama (mais ou menos como aquela ressaca de cocaina). Alguem sabe se isso costuma passar? Depois de quanto tempo? Faco uso de antidepressivos, a proposito.

    • GuiPR diz

      Estou no terceiro mês do 3 em 1 Soropositivo em crise, e tive uma leve depressão desde o início do tratamento. Estou melhorando com a prática de atividades físicas regulares e leitura. Recomendo o mesmo para você, mas meu humor ainda sofre algumas variações. Acho que antidepressivos podem causar dependência química, então é melhor buscar formas alternativas para minimizar esse efeito indesejado.

  31. Importante informação, mas fiquei com uma dúvida: Se o PCDT Brasileiro recomenda o início do tratamento com contagem de CD4+ inferior a 500, o médico infectologista pode solicitar o tratamento a pessoas que estejam com nível normal a elevado?

    • Notini diz

      Douglas, essa informação não procede. O tratamento deve-se ser iniciado independente da contagem do CD4.

        • MB+ diz

          Alexandre .

          Se é ou se faz….ele deve iniciar o tratamento afim de controlar sua carga virar e está se tornando indetectavel os níveis de cd4 permaneceram altos o que diminui a chance de se contrair AIDS.

          • Alexandre diz

            Peraí, MB! Mantendo o CD4 alto DIMINUI a chance de desenvolver AIDS? Achei que anulasse completamente a chance. Pelo que li aqui recentemente achei que um positivo com CD4 alto tivesse 0% de chance de desenvolver AIDS. Agora estou sem entender nada.

  32. Pedro diz

    Estou a 3 meses com 3×1, e TB to com muita depre, e sonhos vividos, alguem a mais tempo de tratamento sabe se demora passar? Nunca fiquei de depre antes…

    • Francisco M. Silva diz

      Oi Pedro
      Boa Noite
      Comecei o 3×1 no dia 10 deste mês e o que mais me incomoda é uma forte tontura. Em você, passou em quanto tempo essa tontura? Não queria deixar o esquema do 3×1 pois dizem que é o melhor.

  33. Alex Fortaleza diz

    Depois de uma consulta ao proctologista, descobri que tinha condilomas acumulados e então encaminhado ao devido tratamento. No mesmo dia (por conta própria, estava em uma clinica particular “popular”), resolvi fazer o teste junto de um amigo. Recebi o resultado hoje 01/06 como positivo, a moça do balcão apenas fez uma ligação e disse que teria que fazer um segundo exame bem mais caro pois tinha assinado um termo no dia do primeiro teste. De imediato assumi a responsabilidade da minha situação e me mantive firme, mas hoje a noite descobri o blog. Liguei para 136 em busca de informações, e me aconselharam a procura o CTA da minha cidade. Nem vou na clínica refazer o exame, vou procurar auxilio direto no CTA, pois me passou mais segurança. Seja com a confirmação ou nao já passaram várias coisas na minha mente, mas quero buscar tratamento caso precise. O blog me abriu o olhos para a “condição” do soropositivos e me fez ver que é possível SIM ter uma vida POSITIVA!

    • Cara+ diz

      que bom Alex

      se quer uma sugestão, ao chegar no balcão de atendimento do CTA, diga que vc gostaria de fazer encaminhamento para DST. Para isso, você precisa estar com a carteirinha do SUS. O próximo passo deve ser um “aconselhamento” com um profissional (psicólogo, assistente social…) a portas fechadas e ali, você mostra o resultado de seus exames e ele saberá como melhor preceder no seu caso, dando todo o apoio e encaminhamento necessário. Assim, esse papo fica restrito a você e ele e não a equipe toda e quem possa estar no balcão.

      digo isso, pois quando me descobri soro+, fiz os primeiros exames pelo plano de saúde o qual me entregou os resultados confirmatórios como qualquer outro, sem nenhum encaminhamento, sem nenhuma atenção especial, ou melhor, sem me falar nada, tal e qual fazem com qualquer exame.

      Com o resultado positivo em mãos, tive que pesquisar por conta própria, os próximos passos e onde buscar a devida atenção. Nisso se foram 2, 3 dias na net para saber como fazer aqui na minha cidade. Se soubesse que ao chegar no CTA, sim, no SUS, eles teriam todo o suporte, orientação e acompanhamento necessários nesse período inicial, teria ido direto lá.

      Sai de lá com várias orientações que me deixaram mais tranquilo, encaminhado em seguida para a enfermeira chefe e com exames e consulta já marcados. Pude perceber que muito que soube dos profissionais de lá naquele dia, meses depois havia sido confirmado inclusive nos posts desse blog.

      Se soubesse que o SUS dispõe de uma equipe multidisciplinar para acompanhamento e principalmente aconselhamento, teria ido direto lá nesse primeiro momento e não ficar titubeando de médico em médico e exames de rotina.

      • Alex Fortaleza diz

        Cara+
        Entrei em contato com o a clinica particular em questao e hoje 02/06 pediram que fosse a tarde conversar com bioquimico da clinica. Não recebi nenhum exame apenas tive a informação no balcão e questionei isso. Tentei me manter no eixo mas ontem chorei, nao sei como vai se daqui pra frente, como ficará minha vida profissional e pessoal, isso tem me dado uma certa angustia. Entrei em contato com o CTA de Fortaleza e a coordenadora por telefone me disse que poderia tanto repetir o primeiro exame, como fazer a confirmação com o segundo la por questao do ministerio da saude. Desde entao tento aceitar essa “condiçao” apesar de todo medo e receio do que vem pela frente, sempre fui uma pessoa muita cetica, daqueles ” que precisa ver pra crer”, o que de alguma forma me ajuda a me manter frio diante da situaçao. Obg por responder o blog tem me dado um alivio muito grande esses dias pois tenho levado tudo em segredo e não contei a ninguem, não sei se terei coragem…

        • Cara+ diz

          Alex

          o que virá pela frente é basicamente o que todo cidadão deveria fazer independente de sua condição sorológica e que implica diretamente na qualidade de vida de qualquer ser humano – acompanhamento médico e exames periódicos. Não te preocupa e não encuca com isso que os exames são apenas para checar como vc está.

          provavelmente você já terá o tratamento em um único comprimido (3×1), que você tomará antes de dormir. Não encuca tb com efeitos colaterais, que muitas vezes, nem existem. Eu mesmo, não senti nada.

          leia o comentário do BARASA escrito aqui nesse post e vc verá que a vida continua sendo a mesma, passado esse “momento inicial”. Quanto a contar ou não, vai da necessidade de cada um e principalmente confiança. Sugestão – se pensares em contar, espere o resultado dos exames x consulta com infecto x andamento do tratamento. Existe muita desinformação a cerca da doença (vimos isso, inclusive aqui nesse post mesmo entre pessoas que se dizem soropositivas e tem conhecimento sobre – imagina entre soronegativos o que vc pode ouvir) numa dessas estará preocupando as pessoas ao seu redor, sem grandes motivos!

          Sucesso e nos conte como andam as coisas por ai!

  34. Soropositivo em crise diz

    Pois é, gente. Essa depressão do Efa é fogo. Eu estou no começo do segundo frasco,mas vou tentar insistir até o final dele. Caso contrário, vou trocar.

  35. Olem diz

    Meus queridos,

    Sigamos, há tanta vida!
    Estou ausente justamente porque tem me faltado “tempo para viver!” Meus queridos Pequena +, Cara +, MB. Carioca Positivo, Hopealways, The King! Saudades.
    Alex Fortaleza, siga firme e entenda que sua vida continuará seguindo. Esse início por mais difícil que pareça vai acabar se tornando apenas uma passagem para o amadurecimento. Confesso que eu nunca pensei que fosse ter uma vida dentro da normalidade, da alegria e das possibilidades de continuar sonhando e construindo, mas acredite: É POSSÍVEL! Vivo bem, claro que preferiria viver sem o vírus, mas confesso que, passado o momento chocante do diagnóstico positivo, tenho lembrado do vírus somente no momento de tomar a medicação! se quiser papear me adicione no olem.fortaleza (Skype). Abraços e Há Braços!

    • Alex Fortaleza diz

      Olem
      Adicionei vc a uma conta no skype, espero que veja a mensagem. Abraços

  36. rc-palmas@bol.com.br diz

    gente tudo dará certo, sumir daqui uns dias pelo trablho muita correria, nem lembro que tenho o hiv, só qdo vou tomar os remédios, mas tomo meus cuidados qdo tenho alguém,sempre me prevenindo, estou bem, breve farei meus exames de carga viral para ver como estoum me sinto bem espero que todos sigam em frente a vida continua,abraços

  37. soteropolitano soropositivo diz

    Pessoal, quem já faz uso de antidepressivo ( no meu caso paroxítona), não pode tomar o 3 em 1?

    • Pequena + diz

      Soteropolitano soropositivo

      Boa noite querido 😉
      Melhor vc perguntar ao seu infectologista.
      No caso de vc não ter consulta por esses dias, melhor vc ligar ou passar no CTA para se informar.
      Mas quando for assim, perto de sua consulta faça uma listinha de suas dúvidas e pergunte tudo ao seu infecto.
      Ele está ali para nos amparar e sanar todas nossas dúvidas. E não para apenas dar resultados de exames ou passar as receitas dos remédios.
      Um forte abraço Pequena +

      • soteropolitano soropositivo diz

        Pequena+,
        meu infecto é segunda…rs…vou mesmo preparar a listinha de perguntas, sobretudo de interação de medicamentos e de fitoterápicos. Um desses eu tomo por problema na próstata, mas fazendo pesquisa via dr.google, descobri umas pesquisas que dizem que a substância (quercetina) faz bem para o portador do hiv, pois age em alergias e no sistema imunológico, mas mesmo assim, vou indagar.
        Brigadão pela força a este novato…quando vier Salvador, prometo te levar para comer um acarajé….rs

        • Pequena + diz

          Soteropolitano soropositivo 😉

          Sempre que precisar pode contar com minha ajuda e do pessoal do blog.
          E sobre o convite, se um dia eu for aí certamente aceitarei 🙂
          Um forte abraço da Pequena + ❤

      • Soteropolitano Soropositivo diz

        Pequena+, fui no infecto hj é o mesmo disse que a paroxetina pode ser usado com o 3 em 1 tranquilamente. Ajuda até nos efeitos adversos. Vlw. Vai querer pimenta no acaraje?

        • Pequena + diz

          Soteropolitano Soropositivo

          Que maravilha querido 🙂
          Isso aí, essa comunicação entre nós e nossos médicos é muito importante.
          Quanto ao acarajé, tem molho agridoce…rs..?
          Não sou muito chegada na pimenta 😦
          Um forte abraço da Pequena +

  38. Uma boa noite a todos….

    Estou feliz e apenas sei de uma coisa, nada me para e desejo essa mesma força para vocês.
    Tenho um maravilhoso infectologista, um amigo, um conselheiro ao meu lado pois receber a notícia que minha carga viral abaixou de 1.200.00 para 120, gente 120, e meu CD4 esta QUASE EM 700 como ele me disso está tudo caminhando bem.

    QUERO REFORÇAR MINHA HISTÓRIA PARA QUEM CHEGOU AGORA…

    16 DEZEMBRO DE 2014, RECEBI MEU DIAGNÓSTICO E APENAS UMA COISAS MUDOU RECEBI UM VÍRUS E NÃO A MORTE.
    SEI QUE CHOCA, VC SE PERDE E AO MESMO TEMPO FICA SEM CHÃO. HEIN NÃO PARA NÃO, PORQUE SE OS CIENTISTAS TIVE SEM PARADO NENHUM DE NÓS ESTARÍAMOS AQUI UNIDOS.

    EU AGRADEÇO AO JS PELOS ARTIGOS, PELA GARRA EM FAZER O BLOG E SEMPRE POR INCENTIVOS.

    A TODOS QUE ESTAMOS AQUI HEIN VAMOA ACORDAR…

    AME SUA VIDA E SEU VÍRUS, NÃO TENHA MÁGOAS DE NADA SE ACEITE PARA PODE TER UMA BOA VIDA E UMA BOA SAÚDE PISCOLÓGICA.

    LIGUEI PARA MEU PAI HOJE E MESMO LONGE SEM SABER DE NADA EU OUVI ISSO DELE:
    “Filho como eu te amo, pai esta com saudades e você é meu orgulho, não desista de seus sonhos pois ano que vem vou estar ao seu lado na sua formação na faculdade”

    Eu comecei a sorrir e por mim e por ele não desisto da vida.

    Ser profundamente amado por alguém nos dá força, amar alguém profundamente nos dá CORAGEM PARA VIVER.

    NÃO DESISTAM AMIGOS!

  39. Anderson Luiz diz

    Quanta negatividade vinda de algumas pessoas, eu descobri no início com todos os meus índices altos e completamente saudável , começar imediatamente o tratamento foi uma decisão minha o infecto apenas me aconselhou e me mostrou dados, índices e pesquisas. Não é fácil , tive de trocar o esquema uma vez, as vezes tenho alergias , mas a cada nova consulta a cada novo exame sinto que tomei a de cisão correta. Questões pessoais aqui todos nós temos o que não podemos é deixar isso atrapalhar a nossa saúde que mesmo saudáveis requer cuidados, manutenção e vigilância. Mas cada um é uma pessoa não sou eu nem JS quem vai mudar o pensamento alheio. Também tenho amigos e um deles é infectologista, fora ele também tenho o meu aqui em minha cidade e tudo o que meu médico me diz ou me indica até hoje não foi discordado em momento algum pelo seu colega de profissão e meu amigo. Desenvolver doenças oportunistas ninguém esta imune, mas no meu caso eu prefiro tomar minha medicação uma única vez ao dia , ir ao centro para busca-la todos os meses , fazer minha terapia que me ajudou muito principalmente no início não me focar no vírus e sim que minha vida continua e vou vive-la um dia de cada vez . Um dia lindo a todos aqui !!!! E que as mágoas , os rancores não nos impeçam de sermos serenos com nós mesmos principalmente.

  40. Soteropolitano Soropositivo diz

    Pessoal, foi meu retorno ao infecto pós exames. Repassando, meu cd4 tá em 1270, cv em2650 e cd8 em 1940. Tive dois hiv negativo em janeiro e julho do ano passado. Tive situacao de risco em novembro, então para mim teria contraído nessa época. Mas hj, o infecto disse que pela relação cd4 cd8 eu já estaria infectado a pelo menos 3 anos. Fiquei totalmente confuso e rebati com os resultados negativos do ano passado e ele me veio com a janela…mas, putz janela de 120 dias não bateria nem a pau com infecção antiga no meu caso é dois falsos negativos em intervalos de 6 meses…
    Resumindo: passei a ficar com o pé atrás com meu infecto, que é o mais renomado do Estado.

  41. Eu vou vencer diz

    Gente, vcs estão interpretando de forma errada o estudo.
    Meu médico participou deste estudo e me explicou em detalhes. O que ocorre é que houve realmente vantagem de 50% de quem usou TARV sobre os que não usaram, mas é uma vantagem de 50% somente sobre 2% do total de pessoas, pois em 96% dos casos não houve diferença em usar o TARV mais cedo quando o CD4 está acima de 500.

    E temos que considerar que tudo é baseado em estatística, não se considera o estado de saúde de cada um, então pensem que quem tem uma vida estressante vai ter um comportamento diferente de quem não tem, e também a capacidade de resposta do organismo de cada um.

    As decisões médicas são baseadas puramente numa média estatística. Somente uma avaliação por um médico capacitado vai indicar o momento certo de inciar, aliado a decisão do paciente, pois não adianta se prescrever os remédios se não for feito o uso corretamente.

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s