Notícias
Comentários 190

Medicamento para um, proteção para outro

“Foi uma das maiores descobertas da ciência, quando a gente viu que se a gente conseguisse derrubar a carga de vírus que tem na pessoa, com o medicamento, essa pessoa teria menos vírus circulante — e, portanto, o vírus no sangue, o vírus no sêmen, o vírus na secreção vaginal ou o vírus no leite materno chegaria com mais dificuldade. Portanto, essa pessoa não poderia transmitir o HIV.”

Essa foi a fala de Fábio Mesquita, diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, durante o X Curso Avançado de Patogênse do HIV, que acontece até o dia 15 de abril, na Faculdade de Medicina da USP, em São Paulo.

“Derrubou a carga viral, não tem como transmitir o HIV. Esse hoje é o mecanismo mais poderoso de prevenção que existe. É mais poderoso que a camisinha.”

“Nós descobrimos isso em 1996: chegamos à conclusão que, se a gente desse um medicamento para um ser, a gente protegia outro ser. Só que, naquela época, a gente achava que isso só acontecia dentro do próprio corpo. Então, a gente dava o medicamento para a mãe, para proteger o bebê. Impedir a transmissão vertical”, explicou Fábio. A transmissão vertical é o nome que se dá à transmissão do HIV da mãe para o feto. Desde que surgiu o tratamento antirretroviral, em 1996, a transmissão vertical pode ser impedida graças aos medicamentos, sempre que a mãe portadora do vírus segue o tratamento durante a gravidez. “A lógica era exatamente esta: a gente derrubava a carga viral da mãe e o bebê não nascia contaminado. A gente nunca pensou que, se esse ser estivesse do lado de fora do corpo, a gente também estaria protegendo este outro ser. Anos depois — entre 1996 e 2011 — a ciência concluiu que, se esse ser estiver do lado de fora do corpo, é exatamente a mesma coisa: derrubou a carga viral, não tem como transmitir o HIV. Esse hoje é o mecanismo mais poderoso de prevenção que existe.” E conclui: “é mais poderoso que a camisinha.”

O Dr. Drauzio Varella, que subiu ao palco logo depois, concordou com a eficácia comprovada do tratamento como prevenção. “Nós tínhamos essa sensação exata, que foi demonstrada muito mais tarde e que todos que trabalhavam na área sabiam: se a gente zerasse a carga viral, a chance de transmissão era muito menor. Isso já havia sido demonstrado nas mulheres grávidas. E, se valia para a transmissão materno fetal, que é dentro de um corpo só, imagina a chance de funcionar para o outro? É muito maior!”

Anúncios

190 comentários

  1. Justin Hope diz

    Olá pessoal. Hoje é o 11° tomando a medicação do três e um e acordei cheio de manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, não coçam e não tem cascão. Hoje passei o dia mal com dor no corpo e dor de cabeça, fui no hospital e talvez seja dengue, não dá pra saber. Daí não sei se isso pode ser ser decorrente da dengue ou do medicamento. Alguém tomando o três em um e ficou assim?

    • vivendopositivo diz

      O nome disso e farmacodermia. Você esta com alergia ao efavirenz, a maioria de nós passou exatamente por isso. A alergia é variável em duração e potência, va ate uma farmácia e compre um anti histaminico chamado loratadina. $10. O mais comum e durar uma semana e sumir. Faca isso o mais rápido possível antes que piore.

    • Eu não me adaptei ao efavirenz na época tive sensações horríveis , uma alergia muito forte. Meu medico suspendeu a medicação em seguida trocamos por outra . Não se desespere no início ajustes acontecem.

  2. MEDO diz

    Olá ! Infelizmente acho que acabei me expondo ao vírus. Talvez por coisas da minha cabeça, minhas manias de sempre ter cuidado com meu corpo, de medo da morte, medo de preconceitos, tenho criado essa minha exposição na minha mente. Entrei em tratamento pós exposição em menos de 48 ! Mesmo assim sinto uma aflição horrível. Sinto muito medo. Não é medo do vírus, eu acho, mas é um medo do mundo. Sei que estou sendo precipitado, como disse, meu maior castigo é minha mente, mas isso é natural comigo. Sempre tive pensamentos suicidas, pensamentos negativos…então essa situação esta me destruindo. Estou entrando na minha ultima semana de remédios, graças a Deus, mas é estranha essa imensa sensação de que tudo esta errado, de que qualquer coisa que eu coma, beba, atrase por 1 minuto, irá atrapalhar meu tratamento. Sei que estou sendo ridículo em vir relatar isso aqui, sem ainda ter confirmação de nada, mas queria uma ajuda, um apoio, sei lá…Em poucos minutos lendo o blog, me senti confortável, porém ainda estou apavorado. Alguém me da um apoio ?
    skype :die.gooo

    abraço a todos.

    • A Lu diz

      Car@ medo, o q vc poderia ter feito por vc já fez: profilaxia!

      Uma das muitas coisas q aprendi dsd q soube q sou soropositiva foi q os problemas sempre estiveram ali… e só se mostraram mais (na verdade esses problemas foram jogados na minha cara, foi um furacão rs)! A culpa não foi do virus!! A parte boa é q estou aprendendo a enfrentar cada neura minha e assim me tornando uma pessoa melhor p mim e para as outras pessoas!

      Sugiro q, sendo soropositivo ou nao, vá procurar ajuda psicologica! A vida fica mt mais prazerosa qd a tornamos mais leve!

      Cuide-se! Ame-se!! Previna-se para não passar mais por esse tipo d situação!

      Espero ter ajudado em algo… bjs

    • MEDO
      Eu espero que você esteja se tratando pois ao que tudo indica seu quadro é de depressão. Não tema tanto o HIV ele me causa muito menos problemas do que a depressão. Invista em atividades próximo a natureza.
      Tem um canal no youtube que me ajudou e ainda me ajuda muito pois algumas vezes reassisto os videos lá, deixo o link pra você aqui!
      Melhoras…Deus te ajude e abençoe.
      Bjs

    • Santos diz

      Amigo, Alem do psicólogo sugerido pela Lu, experimenta tb procurar fazer algo que lhe aproxime de Deus. Vou torcer para dar tudo certo. abs!

  3. Cauã + diz

    Notícia esta q deveria ser transmitida com eficácia a tda população para q saibam q não somos ameaça a qnd estamos sobre uso da Tarv. Deveria estar estampado nas mídias, principalmente as de maior alcance como a TV em especial a rede Globo.

    • Wagner - SP diz

      Concordo Caua +,
      O próprio Drauzio Varela não fala esse tipo de coisa em público. ..ele sempre enfatiza as dificuldades do tratamento e coisas assim! As pessoas que fazem políticas de saúde pública precisam entender que a melhor forma de previnir, a mais eficiente e tratar o soropositivo. Só que infelizmente um grande percentual da população simplesmente não quer saber pois não suportariam, pelo menos acreditam nisso, um diagnóstico positivo. Na minha opinião as campanhas deveriam enfatizar a seriedade da sorologia positivo, os avanços no tratamento e a disponibilização em locais estratégicos para realização dos exames De maneira rápida e sigilosa.

      • Bia diz

        Wagner, concordo plenamente contigo! Muitas vezes a gente só fica sabendo quando de fato passou por situação de risco, como foi o meu caso! No momento, com a aflição da dúvida, fica-se mais perdido do que outra coisa, justamente pela falta de informação clara.

  4. Maxwell diz

    Necessário que isso seja divulgado porque o maior mal que assola uma pessoa positiva não é a doença em si que muitos sabem que tem o tratamento. O medo maior que sempre nos aflige é a “morte na vida” na questão de relacionamentos. Nós temos conhecimento disso pq vivemos nesse mundo, mas os negativos não vivem e por falta dessas informações por medo e desconhecimento preferem não se envolver conosco (na maioria das vezes). No meio gay, por exemplo , já é difícil encontrar um parceiro pra uma vida, imagine então a pessoa sendo positiva.
    Muitos deixam de usar a medicação ou mesmo não procuram saber se estão com o vírus por conta disso, por diminuir em muito as chances de encontrar uma pessoa pra viver junto mas pela questão de amor/afinidade (não pq o outro é positivo, então vamos lá).

  5. É através de matérias como essa q fico feliz ,pela decisão q tomei junto ao meu medico , segundo o meu infectologista e meus exames cd4 1212 ,cd8 1541 cv 30,000 , era uma decisão minha iniciar o tratamento,meu infecto disse q eu não precisava, mais eu optei em iniciar o tratamento.
    Não é fácil ter q lidar com os efeitos do remédio ,mesmo sendo um comprimido por dia ele traz efeitos desagradáveis.Outro dia me questionava se não deveria ter esperado por mais tempo antes de iniciar o tratamento , mais hj quanto mais eu pesquiso vejo q tomei a iniciativa certa ,só assim sei q posso ter uma vida normal sem medo de contaminar outra pessoa.
    Estou feliz em ver q me cuidando posso seguir com minha vida tranquilamente , e q não preciso contar sobre minha sorologia pra td mulher com qm eu for sair. Infelizmente a GLOBO é manipuladora , e faz isso com sabedoria manipula as pessoas a terem mais preconceito com matérias como a do “carimbo” , não q a matéria em si, não merecesse ser passada, acho q merece sim ,porém faltou jornalismo nela ,faltou a eles investigarem a fundo e dizer pra sociedade q só pode transmitir o vírus qm não se cuida ,qm não se trata, faltou a GLOBO , entrar em contato com médicos especialistas na área , e informar ,pois justo a GLOBO q adora pregar o namoro gay em suas novelas ,pregar a igualdade , um mundo sem preconceito foi a primeira a atirar a pedra do preconceito em nossas caras.

  6. Bem…
    O que EU acho que é que todo soronegativo deveria conhecer este blog, pelos seguintes motivos:

    1) saber que sexo sem camisinha TÊM CONSEQUÊNCIAS.
    2) saber que, se a decisão de não usar camisinha pode ser UM POUCO segura, HÁ DE SE FAZER TESTES sorológicos em ambos os parceiros; ou, no caso de casais magnéticos, há de se verificar a carga viral do positivo;
    3) não somos armas biológicas transmissoras de HIV.

    • vivendopositivo diz

      Caí nessa armadilha do número 2 em confiar em exames. Ninguém tem controle sobre fidelidade alheia. Se pudesse dizer só uma coisa a todas as pessoas sexualmente ativas é, DESCONFIE SEMPRE, SEMPRE, SEMPRE.

      • CARA + diz

        verdade Vivendopositivo… tenho a mesma sensação que vc… engrosso esse caldo e faço das suas palavras, as minhas – desconfie sempre, sempre, sempre!!!!

        • Bia diz

          Vivendo e Cara…caí na armadilha de confiar e agora estou aguardando um exame mais completo, já que meu (ex)namorado não foi fiel e ainda não se preveniu e hoje é soropositivo confirmado! Mas, fé em Deus!

        • Madamemin diz

          Poxa gente…eu sou exatamente assim: desconfio sempre, sempre, sempre.
          Mas adoraria poder baixar a guarda um pouco! 😦

          • Herivaldo Virulato diz

            O curioso é que os indetectáceis são o grupo assexual mais seguro… e pagam o pato de todo o preconceito!

            Eu sempre confiei, continuo confiando e não vou mudar isso.

        • Cara +, meu gatucho!!
          Vem que tô igual a Ludmila…quero fazer uma proposta..a gente se embola e perde a linha a noite toda

          Eu tô na intenção de ter você pra mim
          Só pra mim
          hoje você não escapa…hoje vem que a nossa festa
          Hoje eu tô querendo te pegar de novo….tô querendo te pegar goxxtoso..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          Beijos amoree

            • Secret Guy, eu estou cuidando do nosso empreendimento… do nosso “FOOD TRUCK”.. , lembra??
              Bom, o nome não é bem esse, mas começa com F também!! satisfaz, enche a pança de alguns, todo mundo adora e não vivemos sem….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
              ai ai….

          • CARA + diz

            Minha Vida lindaaaaa….
            pega logo e leva tudo pra você, minha gata linda!!!!

  7. Novato diz

    Pessoal, boa noite.

    Antes de mais nada quero agradecer a todos pelas respostas aos meus comentários, tem sido de grande ajuda. Comecei ontem a tomar a medicação, acabo de ingerir o segundo comprimido. Foi tranquilo, nenhum efeito, exceto uma tontura ao longo dia e um pouco de dor de cabeça ao acordar. Uma leve sensação de ressaca. Estou com uma curiosidade: tenho os linfonodos do atrás do pescoço e na virilha aumentados. Sei que isso é refente ao fato de estar infectado pelo vírus. Vocês passam pelo mesmo? O tratamento faz com que eles diminuam? Tudo vira motivo de preocupação hoje na vida, né?! rs Sexo seguro sempre, pessoal. Vamos nos proteger mais que nunca! Força, foco e fé! 🙂

    • vivendopositivo diz

      A infecção ao HIV causa aumento dos linfonodos, pode demorar meses para regredir ao tamanho padrão (segundo o infecto), é um comportamento esperado deles. (também estou com eles, virilha, nuca, pescoço – virilha e pescoço já diminuiram com o 3×1 em 2 meses). Outras doenças também causam esse aumento, como sifilis, faça um VDRL pois ter sifilis ou hiv aumenta imensamente a chance de contrair um, o outro. Segundo pesquisei (e também meu médico disse) é comum ambos andarem juntas.

  8. Daime-luz diz

    Boa noite pessoal.
    Acompanho este espaço quase todos os dias há algum tempo e não tenho outra coisa a fazer senão parabenizar todos vocês, por se ajudarem trocando suas experiências, angústias e expectativas. Parabéns mesmo!
    Fiz meus exames há alguns dias e felizmente deu Não Reagente.
    confesso que sempre que vou realizar o teste de HIV fico bastante angustiado, mesmo que eu não tenha um comportamento de risco( se bem que qualquer ato sexual desprotegido representa algum tipo de risco)…
    Acompanho sempre as notícias que envolvem os tratamentos e prevenções ao HIV e fico muito feliz que tanta coisa tenha evoluído.
    Gostaria muito de ter acesso ao truvada, pois acredito na sua eficácia. Pena que esse tratamento não seja amplamente divulgado, visto que mesmo com todas as campanhas a favor do preservativo o seu uso está cada vez mais demodê, pois os números de diagnósticos positivos ainda crescem.
    Quanto à cura, creio e quero que muito em breve ela seja noticiada. Fico sempre ansioso nas chamadas dos telejornais, no afã de ver/ouvir tal maravilha.
    Eu acredito que ninguém precisa ter ou ser algo para lutar por uma causa, só precisamos ser sensíveis às angustias alheias.
    No ademais, deixo meu abraço de boa noite a todos.
    P.S: Se disse algo que eventualmente possa ter lhes chateado ou soado como algo preconceituoso peço-vos perdão, certamente não o fiz com dolo.

  9. Enquanto o Brasil se gaba de ter incluído a pílula 3 em 1, os EUA publicaram novas diretrizes pro tratamento da infecção pelo HIV da lista RETIRANDO qualquer combinação contendo efavirenz da lista de medicações preferenciais pra começar o tratamento. Motivo: associação com suicídios (possivelmente) e efeitos deletérios ao sistema nervoso central. Os inibidores de integrase (dolutegravir e raltegravir) estão como carros-chefe das combinações preferidas neste momento…

    • Wagner - SP diz

      Poxa…vc tem a fonte desta informação Barasa?
      Terça feira eu vou no infecto e devo sair de lá com o esquema de tratamento. Realmente eu prefiro escolher uma esquema mais seguro em detrimento a um esquema mais prático. ..

      • TheKing diz

        Ola Wagner,
        O esquema padrão no Brasil para início de tratamento é o Efavirenz + Lamivudina + Tenofovir. Seu médico irá fazer uma pequena entrevista pra saber sobre a sua saúde e sobre sua rotina. Com base nisso irá definir seu TARV. É muito difícil eles mudarem essa combinação sugerida, pois, no Brasil, ela é a que oferece o melhor custo x benefício tanto para o paciente (menos efeitos colaterais) tanto para o governo (uma TARV relativamente barata).
        Não será você que escolherá sua TARV, e sim seu médico. O Dolutegravir ainda não está disponível no Brasil e o Raltegravir só é utilizado em terapias onde o vírus é extremamente resistente a maioria das drogas.
        Tirando a alergia ao Evafirenz (que eu não tive) e a tontura logo após tomar o medicamento, dificilmente vc terá problemas com essa combinação.
        Mas não se preocupe, tudo tende a dar certo. Força!!!

        • Wagner-sp diz

          Exatamente the King!!!
          Conversei com meu médico e ele disse que não havia nenhum motivo para usar outro esquema que não o inicial. Conversei bastante sobre os meus medos, dúvidas, enfim, mas meu médico disse que neste momento não existe nada que contra indique o uso da combinação inicial neste momento. A conversa foi bem bacana e ele me deixou mais despreocupado.
          Além disso meu exame de genotipagem não apontou nenhum tipo de resistência aos farmacos, portanto, começo com o 3 em 1 hoje mesmo!

    • vivendopositivo diz

      Depois de 2 meses do início do 31 FINALMENTE DESCOBRI O MOTIVO DA ALERGIA DE PELE!
      Justamente meu antidepressivo BUPROPIONA x 3
      1. Comecei parando o cp de ferro, depois finasterida, até sobrar apenas bupropiona e 31. Notei que a reação aparecia a noite se eu tomasse junto com o 31 ou apareceria fim da manhã, se tomasse o bupropiona pela manhã. Achei isso suspeito, e depois de ler essa semana que bupropiona perdia 50% do efeito ao ser tomado junto com efavirenz, voltei ao citalopram. pra minha supresa, A ALERGIA SUMIU! Pode ter até sido baita coincidência, mas que ALIVIO! Até o zumbido 24h/dia que eu ouvia reduziu consideravelmente.

      Portanto quem tiver com essa alergia há mais de duas semanas,é bom considerar a possibilidade de reação cruzada com outro remédio que você já tome.

      • Brumo diz

        Eu terminei um tratamento com citalopram um mês antes de iniciar os arvs. Estava até achando que meu rash cutaneoa poderia ser de resquicios do citalopram que se “misturou” com o efavirenze. Mas acho que nao. O finasterida tomo a dois anos, e parei uma semana antes de começar medicação. Você voltou a tomá-lo?

        • vivendopositivo diz

          Brumo, voltei a tomar tudo, ferro, finasterida, abandonei apenas o bupropiona, e a alergia sumiu depois dias depois. Voltei para o citalopram e o único efeito colateral é o gosto de sabão na boca que o citalopram causa. (ainda escuto um zumbido, só bem menor)

    • FG-PR diz

      Barasa seu post falou tudo, ao escolher meu esquema preferi usar o Atazanavir ao Efavirenz, justamente por ser um medicamento mais moderno, muito se fala sobre comodidade e usar o 3X1, eu afirmo não vejo nenhuma vantagem tomar uma pílula que tem 3 componentes ao invés de tomar 3 comprimidos, pra mim é tudo igual, no meu caso acho ainda mais cômodo que o 3X1, pois como o Atazanavir não tem praticamente nenhum efeito colateral posso tomar antes do café da manhã o 3 comprimidos e fico livre o resto do dia, se eu quiser sair a noite posso beber, e ficar até a hora que quiser sem me preocupar com o horário. Sem contar que o único efeito que tive foi um pouco de ectiricia que deixa o olha um pouco amarelado o que é resolvido tomando bastante água, que é ótimo pois assim não esqueço de tomar água.

      Atualmente tomo 3 comprimidos por volta das 07:30 de cada dia (Atazanavir+Ritonavir+Lamivudina/tenofovir).

      • Wagner - SP diz

        FG-PR
        Gostei deste seu esquema! Também não vejo problemas em tomar 3 comprimidos! Além disso, tomar pela manhã seria muitoooooooooooo melhor para mim!

        • FG-PR diz

          Wagner-SP realmente tomar os comprimidos pela manhã me fez muito bem, acordo cedo tomo meus comprimidos e esqueço sobre minha condição no resto do dia. Além de que o Atazanavir é o Inibidor de Protease que menos Alterações nos níveis lipídicos. Quando fui a infecto pela primeira vez ela disse que iria me indicar um esquema que causaria o mínimo de efeitos a longo prazo já que eu com 32 anos teria que tomar ARVs por muito tempo, acredito que a escolha dela foi muito feliz pelo que li e diversos estudos e artigos científicos.

        • FG-PR diz

          Não tem mais, desde de dezembro já está vindo o Ritonavir termoestavel.

          • Tony PR diz

            Nossa, eu sou o paciente mais por fora desse país. Como só vou ao médico para pegar a receita e morro de pânico de ficar mais de 2 minutos no CTA para pegar os medicamentos por medo de ser reconhecido, fico à margem das descobertas, rsss. Obrigado !!!!!!!!!

    • Paranaense no Rio! diz

      Então… eu comecei o meu tratamento imediatamente depois do diagnóstico. Não esperei. Não sei quanto tempo fiquei sem saber, confesso. Porém, a única reação que tenho é a questão da tontura que dá por conta do Efavirenz. Mas tomo sempre o 3×1 antes de dormir, independente da hora que vou descansar. Uma vez dormi pouco e acordei como se estivesse num barco em meio a um mar turbulento. Ainda não fiz meu exame – após mais de três meses de tratamento ininterrupto – mas estou crente que sou já um indetectável.

      Fico na torcida por essa pesquisa dos brasileiros nos Estados Unidos sobre o anticorpo neutralizador do HIV. E, sempre que posso, quando conheço alguém que se descobre soropositivo, ou quando estamos discutindo isso em grupos com pessoas interessadas, faço questão de falar sobre o tratamento e deixar claro que os infectados que tem consciência não são ARMAS BIOLÓGICAS de transmissão da doença como muitos pensam e como parte da imprensa noticiou.

    • Tony PR diz

      Odeio Efavirenz, ele reduz os efeitos do meu antidepressivo e me dá sérios problemas de concentração. Nao posso trocar pois o outro é aquele que fica na geladeira e como moro com os meus pais não tem como fazer isso.

      • Maxwell diz

        Desde o começo desse ano o remédio “de geladeira” ritonavir não precisa mais ser guardado na geladeira. Pelo menos aqui na minha cidade não tem mais comprimidos de geladeira, foram todos substituídos.
        O único incômodo que tenho não é o da geladeira, mas o atazanavir (que deixa os olhos amarelos (icterícia), às vezes). E como o meu médico falou a questão não é tomar bastante água pois ele se acumula na bile, não nos rins. (se fosse por água, eu tomo todos os dias de 3 a 4 litros d’água). A questão é mais a alimentação mesmo (evitando frituras e fazer exercício físico pro corpo eliminar o máximo possível do remédio)

        • Tony PR diz

          Obrigado Maxwell, vou marcar com o meu médico para perguntar sobre isso. Como tenho hiperidrose, suo muito mas muito mesmo, ainda mais na academia, bom que elimino as toxinas do remédio, rssss. Se não tiver que guardar mesmo na geladeira, vou pedir para ele trocar a minha combinação, pois o efavirenz está atrapalhando os meus estudos.

        • FG-PR diz

          Pra mim basta tomar água, pois a bilirrubina é eliminada pela urina, isso foi a instrução da minha infecto e se eu ficar sem tomar pelo menos 2 litros de água por dia meu olho fica amarelado de um dia para o outro. Mas o amarelamanto é bem leve.

          A bilirrubina Direta e indireta que são as que aumentam com o Atazanavir são eliminadas pela urina, mesmo elas não sendo metabolizadas nos rins.

          Já a bilirrubina conjugada fica por mais tempo por não ser eliminada pela urina.

        • Bem diz

          Maxwell, mto obrigada por seu depoimento. Estou com txs de TGO e TGP mto altas e o médico não acha o motivo. Eu sempre achei que fosse o 3×1 qye comecei em março . Pois tive os sintomas de hepatite com a danada da ictericia. Agora é aguadar que ele resolva.

      • Secret Guy diz

        Tony

        O ritnoavir já é termoestável! Você não precisa colocar mais na geladeira!

    • Herivaldo Virulato diz

      O curioso é que os indetectáceis são o grupo assexual mais seguro… e pagam o pato de todo o preconceito!

      Eu sempre confiei, continuo confiando e não vou mudar isso.

    • Herivaldo Virulato diz

      É o que eu tomo. Raltegravir, tenofovir e lamivudina. Nenhum efeito colateral, baixa rápida de carga vital e zero efeitos psíquicos.

    • O Dr. Érico Arruda, presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, esteve no Curso de Patogênese e falou sobre a atualização do guia americano:

    • Estou com o esquema efav+tenof+lamiv há um ano. Se acordo durante a noite, sinto uma tontura horrorosa e uma ansiedade tremenda. Dependendo do dia, acordo com essa vertigem. Notei uma certa interferência na minha concentração, no meu raciocínio e no meu humor. O 3 em 1 foi muito benéfico para mim, considerando que faço o tratamento escondido da minha família. Mas se há algo melhor, como o raltegravir, eu quero tentar! Conversarei com meu médico. Se alguém quiser conversar sobre este e outros assuntos relacionados ao HIV, pode me escrever no positivo.luca@gmail.com. ;D

    • Ricardo diz

      Barasa,
      Vc sabe me dizer se há algum impedimento ao médico em receitar de cara o raltegravir no lugar do Efavirenz, ou mesmo, caso o efavirenz não seja bem tolerado, o raltegravir pode ser a próxima opção?
      Pergunto isso, porque minha médica disse que não pode, que caso eu não tenha tolerância com o Efavirenz o próximo da lista seria o Kaletra e que o raltegravir seria somente em caso de terapia de resgate.
      Acha que devo questionar outro médico ou isso é uma recomendação do Ministério da Saúde? Pois tenho visto aqui no blog casos de pessoas que o utilizam em seu primeiro esquema.
      Outras pessoas do blog, se souberem, fiquem à vontade pra responder. Obrigado.( Ricardo-Goiânia).

      • TheKing diz

        Sobre troca de medicamentos…
        Recentemente cogitou-se a necessidade de eu ter que trocar o Tenofovir da minha combinação (Efav + Lamiv + Tenof). Por um erro nos meus exames, constatou-se que eu estava caminhando para uma insuficiência renal (o que não estava acontecendo). Diante disso, meu médico decidiu trocar pelo Abacavir ou Zidovudina (AZT), optando pelo AZT. No fim, constatou-se o erro e mantive o esquema (para minha alegria).
        Eu entendi que existem medicamentos que combinam e outros não, então não é simplesmente a gente querer receber um medicamento. Além disso, existem algumas regras que nossos médicos têm que seguir a risca. Raltegravir, por exemplo, só é usado em terapia de resgate. Parece que em caso de infecção muito recente, o Raltegravir (< 3meses) também é indicado, mas não sei se essa informação procede.
        Excluindo o Raltegravir da lista, acho que existem outros medicamentos que podem ser utilizados além do Kaletra (tbm temo essa combinação).
        Espero ter ajudado.

      • Notini diz

        Ricardo,
        Conforme protocolo do SUS o medicamento Raltegravir só pode ser disponibilizado gratuitamente para os casos de resgate mesmo. A não ser se os médicos, “burlarem” o sistema, pois o Raltegravir só é liberado com laudos médicos que comprove que já passou por Efavirenz, Kaletra… Opinião minha…acredito que o Ministério da Saúde não libera para todos pois o custo é muito alto ainda para o governo.
        Só uma pergunta, você já fez uso do efavirenz? Estou tomando e não tive nenhuma reação , a não ser a leve tontura que está diminuindo a cada dia que se passa, e olha que estou no 4º dia. Outra coisa, indico caso não tenha usado o EFV primeiro, pois conforme protocolo dos EUA a primeira combinação que eles receitam é com o EFV, a não ser agora com o novo medicamento como Dolutegravir. Em resumo, depois o EFV vem o Dolutegravir, claro que cada organismo é um organismo.

        Abç

      • Secret Guy diz

        Ricardo!!

        Exatamente!

        O Raltegravir é somente usado em terapia de resgate. Alguém do blog disse que por ter o diagnóstico na fase “aguda” da infecção foi recomendado o Raltegravir (acho que o motivo estava associado aos reservatórios).

        Através da genotipagem foi descoberto que meu vírus é resistente ao EFV e mesmo assim eu também terei que usar o Kaletra ou Atazanavir. A minha médica me explicou a situação e disse que nada poderia ser feito porque a indicação desse medicamento deve ter até ordem do diretor do Centro de Tratamento!

        Triste!!!

  10. Pessoal apenas uma duvida, se alguém souber, anos atras se falava em cura assim como este ano, ou porque sou recente diagnosticado e nunca me interessei no assunto nunca prestei atenção nisso, ou somente atualmente estamos ouvindo falar sobre cura frequentemente mesmo, tenho muita fé na cura mais as vezes penso que falam muito de cura para confortar os recém diagnosticados, espero que esteja errado e todos nos alcançaremos essa tão falada cura.
    Pessoal meu filho nasce este mes e minha mulher “negativa” graças a Deus, milagre não sei mais muito feliz por isso, e agora so falta essa cura, quando pessoal, Força e Fé a todos, abraço bom domingo.

    • Madamemin diz

      ECG
      Meus parabéns pelo baby!
      Que ele só una vcs mais ainda e traga alegrias infinitas!
      🙂 🙂 🙂

      • Obrigado madamemin sim serei muito feliz, e mais feliz ainda quando estivermos curados, e so quero ver a super festa que faremos, abraço

    • luquinha diz

      ecg começou a dar samba de 2 anos pra cá , a revista superinteressante veio com a matéria cura da aids ( agosto de 2013 )de lá pra cá só boas noticias

  11. Paranaense no Rio! diz

    Falou tudo, Dr. Drauzio: “Política publica só para pobre, não dá certo!” E isso não é preconceito. Ao contrário: é por conta da dimensão do problema. Não é um problema de pobre… política pública tem que ser para todos.

    Quando eu vou ao hospital vejo carros de mais de R$ 120 mil estacionados, vejo pessoas muito pobres com filhos de colo e vejo muitos jovens bem vestidos pegando a medicação. Penso: “Não estou só!” E vejo que essas pessoas estão preocupadas não só consigo mesmo, mas com os outros. Me dá um alívio. Todo mundo fazendo a sua parte.

    Hoje me arrependo de, no inicio, ter contado sobre a minha situação para algumas pessoas. Vivo uma vida normal, aliás, mais saudável que antes e com muito mais responsabilidade. Perdi um relacionamento – com alguém que amo demais até hoje – por querer ser sincero. Sei lá… são milhões de questionamentos.

    Essa semana a TV Globo noticiou com alarde a descoberta de cientistas brasileiros sobre uma pesquisa com anticorpos capazes de neutralizar o HIV e diminuir em 99% a quantidade de vírus em pessoas infectadas e que não estão em TARV, em apenas uma semana.

    http://globotv.globo.com/rede-globo/jornal-nacional/v/cientistas-brasileiros-reproduzem-anticorpo-capaz-de-neutralizar-hiv/4096330/

    Abriu o Jornal Nacional, foi didática, mais de 2’40”. E acho que isso é um grande avanço. De verdade… foi bastante detalhada, feita em Nova Iorque e dada a devida importância. Estamos quase chegando lá, gente. E eu acredito. Acredito muito.

  12. Anonima diz

    Olá pessoal
    recebi o diagnóstico tem 5 dias.
    Por incrível que pareça fiquei péssima só no primeiro dia.
    Tenho interesse em fazer novas amizades..se alguém tiver disponível. ..
    anonimadeclarada@gmail.com
    Força!

    • Sérgio diz

      luquinha , mudando um pouco de assunto , o que houve com o seu foguinho?

      • luquinha diz

        Sérgio esta ascendendo cada vez mais rsrs ” quem me viu e quem me vê ” voltei a ser bonito novamente ,na França quando se vai a um pronto socorro se pede logo o teste de hiv e ninguém fica ofendido é natural , aqui e uma ofensa o que e errado tipo de 2012 há 2013 tive dengue 5 vezes fazia exame plaquetas baixas , não teve nenhum medico que associou , mais hoje tomei uma decisão vou deixar meu cabelo crescer novamente , comprei 2 argolas e estou pensando em fazer uma tatuagem e em Dezembro quero ver se consigo tirar férias , eu ia para Andorra mais vou para o Brasil mesmo , quem sabe eu conheça alguém daqui , ( modéstia a parte eu parava o rio de janeiro tá ) mais tudo vai voltar como antes .

        • luquinha diz

          Luquinha burro Rio de janeiro e com letra maiúscula e você já esta no Brasil você vai e para alguns Estados . Para onde ainda não sei

          • desbravador diz

            Luquinho, pelo jeito tu és um cara viajado, então não sei se minhas dicas irão ser novidade. Mas recomendo Jericoacoara, no Ceará, e Bonito, no Mato grosso.Dois lugares de águas lindíssimas.

        • felipe rec diz

          venha pra Recife Luquinha huahuahuhaua, a gente faz umas baladas alternativas aqui
          \o

  13. luquinha diz

    Na matéria da época a pesquisadora Marina diz que seria uma droga a ser usado paralelo ao antirretroviral , já na segunda uma medicação que seria tomada a cada meses e uma grande chance de uma vacina preventiva , pelo que entendi , também tem a outra técnica a de chutar expulsar , como diz meu imuno a corrida esta ai , ouras noticias vão surgir , fico me perguntando criar uma droga que acabe de vez não seria tão lucrativo como uma paralela vamos aguardar

  14. Olem diz

    Realmente temos que lutar para conseguir medicamentos com menos efeitos colaterais a longo prazo, concordo demais com isso, mas registro aqui que com a combinação efa, lami e teno o numero de pessoas que têm reduzido carga viral é enorme e isso também deve ser levado em consideração. Infelizmente a nossa política de saúde anda a passos lentos se comparada ao Canadá e aos EUA. Gostaria de saber quais são os efeitos colaterais mais comuns ao longo prazo dessa combinação do 3X1. alguém consegue informar?
    Semana que vem receberei meus exames, os primeiros após o diagnóstico que de início deu assim: CD4: 564 e CV: 8.000. Me adaptei muito bem mesmo à medicação, pratico exercícios todos os dias, já tenho esse hábito desde minha pré adolescência, talvez isso tenha contribuído. Durmo 6 horas por dia, trabalho 8.
    Nunca pensei que eu fosse ter uma vida tão normal após o diagnóstico.
    Esqueço totalmente durante o dia da minha condição sorológica, se não usasse despertador para controlar o horário de ingestão da medicação acredito que esqueceria de tomá-la. rsrsrsrsrs.
    Como nem tudo é perfeito, eu sinto muito medo da lipodistrofia. Mas pelo que meu infecto diz, a combinação que tomo não causa mais esse efeito pois embora o efavirenz seja potencialmente carregado, os outros dois comprimidos anulam a possibilidade da lipodistrofia. Acho que tenho muito medo disso um dia acontecer comigo.
    Eu acredito que esteja já indetectável!
    Assim espero.
    Volto com mais noticias semana que vem.

    Onde estão Vida? MB? Cara +? saudades.

    • Olemm, estou aqui!
      Eu estive presa e recentemente fui resgatada do Presídio de Pedrinhas. . . Sou uma Vida bandida e tô louca pra “dar cabo” de um aí..rs .
      Bom, acho que estou sendo muuuuito radical….”dar cabo” não! Mas CAPAR, sim!!!!!!!

      Beijosss

      • Pequena + diz

        Vida
        Quanta violência menina 😦
        Mas se precisar de ajuda é só me chamar…hehehe 😉
        Mulheres unidas , jamais serão vencidas….kkkkkk
        Bjus no ❤
        Pequena +

        • CARA + diz

          Pequena+
          senti um certo ar “Marinesco” nessa colocação da Vida….hahahahahahahaha

          essa Vida é tudo de bom!!!!!!!!!

          • Cara +, o Binho falou que vai me internar ou no Hospital Psiquiátrico de Amparo, no de Franco da Rocha ou no Regional de Polvilho..rsrsrs.
            Será que estou perdendo minha sanidade???…

        • Pequena, violência nada! Sou totalmente a favor da pena de castração! Em seguida, para cicatrizar o “bicho”, um banho de limão e sal..kkkkkkkkkkkkkkkk

          • Pequena + diz

            Vidinha do meu ❤

            Acho que para cicatrizar um acetona seria mais anticéptico…hehehe
            O que vc acha 😉
            Beijão da Pequena +

    • Salvador diz

      Oi Olem,
      Pelo menos a medicação aqui é gratuita. Nos EUA e Canadá o paciente tem que pagar por ela e o custo é bem alto.
      Comecei ontem a noite o 3X1. Seguindo recomendações do meu infecto, tomei cedo, após uma refeição bem leve e dois chocolatinhos, (rsrsrs) Achei que assim que tomasse, desmaiaria, não foi isso que aconteceu. Tomei o remédio às 20:15 e fiquei deitado vendo TV e esperando a hora de Game of Thrones. Qdo terminou o episódio, levantei para ir ao banheiro e senti a tal da tontura, nada muito grave, voltei pra cama e fiquei quietinho esperando o sono chegar. Isso por volta de 23:15. Não sei dizer ainda se dormi, meu parceiro disse que sim, ele é médico e ficou o tempo todo comigo. Eu tive sensações estranhas e sonhos muito loucos, mas nada que fugisse ao controle. Uma coisa que me chamou atenção foi muita sede durante a noite, bebi muita água. Eu acho que isso é fundamental já que nossos rins recebem uma carga grande com o 3X1. Hoje acordei um pouco zonzo, ele me levou café na cama porque queria que eu comesse logo cedo, 8:30 da manhã, pra saber se sentiria algum desconforto antes de sair pra trabalhar. Estou no trabalho desde às 10 da manhã. Me sinto um pouco mais lento do que o habitual, mas nada que seja um problema. Por recomendação médica, tenho na bolsa uma cartela de Vonau Flash, que é para enjoos ou tonturas e não te coloca pra dormir como o Dramin, mas nem precisei tomar e espero que nem precise. Estou muito confiante e me sinto muito amparado pelo meu parceiro, meu médico. Comecei também as sessões com uma psicóloga e os depoimentos da turma aqui do blog me ajudam muito. Espero que todos tenhamos bons resultados e que uma cura nos chegue logo.
      Um grande abraço a todos e que essa semana seja abençoada.

      • Novato diz

        Salvador, comecei a minha na sexta, dia 10/04. Tive a mesma sensação que você, nada de grande desconforto. Exceto essa sensação de tontura e um pouco de sonolência nos dois primeiros dias. Como era fim de semana, achei tranquilo. Hoje que tive que pegar o trânsito de São Paulo e colocar a minha cabeça para pensar no Excel senti mais dificuldade. Provavelmente por que o tempo entre tomar o remédio e levantar foi mais curto que durante o fim de semana, em que passei mais horas na cama. Confesso que foi uma manhã uma pouco desesperadora, já que a concentração ficou afetada. Agora já me sinto melhor, parece que minha cabeça voltou a funcionar. Espero que esse delay comece a se tornar cada vez menos frequente ao ponto de sumir, já que preciso usar a cabeça. rs Estou apreensivo pela possível alergia que costuma aparecer no sétimo dia. No mais, sinto meu corpo um pouco quente no momento, como se tivesse febre, mas acho que não é nada. Ficamos apreensivos por qualquer coisa agora, né? rs Garrafinha na mesa e esperança no coração. Vamos em frente! Por favor, continue compartilhando o seu dia-a-dia, vai me ajudar a lidar com esse começo. Somos companheiros nessa! 🙂

    • Salvador e Novato,
      tomo o mesmo esquema há exatamente 1 ano. Sendo sincero, a experiência não foi tão ruim quanto imaginei. O primeiro dia foi horrível, acordei no meio da noite com muita tontura e confusão mental. No segundo não tive mais delírios, mas a tontura persistiu. Tive uma vertigem intensa durante os primeiros 10 dias, dia e noite. No 11o dia tive rash cutâneo nos braços, pescoço, rosto e tórax. Nada muito acentuado, apenas manchinhas vermelhas discretas. Com o uso de loratadina 10mg, o processo alérgico foi diminuindo e em 8 dias desapareceu. Ah, também observei que meu rosto estava sempre aquecido e vermelho, como se tivesse com febre. Ainda noto que isso ocorre uma vez e outra. Se eu não dormir pelo menos 8h, acordo com um pouco de tontura. Como disse em outro post nesta publicação, observei uma interferência na minha concentração, no meu raciocínio e no meu humor. Nada grave, mas que me incomoda. Meus exames estão bons. Logo no 1o mês, a carga viral era indetectável e meu CD4 passou de 600 para 700. Houve uma única e leve alteração no Gama GT, minha médica informou que se trata da “gordura no fígado” e pediu para observar. Se quiserem conversar mais, podem escrever para positivo.luca@gmail.com. Abraço

      • Salvador diz

        Luca e Novato,

        A segunda noite de 3X1 foi bem tranquila. Observei que os sonhos ruins que eu tive na primeira noite foram por conta da cenas de GoT, a noite passada ví coisas mais leves e tive um sonho bom. Notei também que quanto mais horas de sono menos tontura. Mas, já sei que essa tontura vai passar também. Eu notei que minha mente estava a todo vapor depois do meio dia de ontem. Ontem a noite fui malhar e fiz um treino bem legal, sem problemas e aconselho que a ingesta de água aumente. Não dá pra dizer quantos litros, mas observem a urina, ela deve ser clara e sem cheiro forte. Quanto mais água, melhor. Alimentos leves antes de tomar a medicação também é muito importante. E o foco, de verdade, tem que ser CV Indetectável. Se focarmos muito em reação adversa, aí elas aparecem mais. Eu acredito que nosso corpo é muito adaptável às mudanças e é nisso que temos que no concentrar. Vamos nos adaptar e ele vai absorver esses efeitos colaterais. E que não percamos a fé que cura está logo alí na esquina.
        Um grande abraço,
        E qq coisa estou no salvadorposi@hotmail.com

        • Novato diz

          Salvador e Luca, hoje a coisa foi mais tranquila. Acordei cedo e consegui colocar a cabeça pra funcionar mais rápido. Sete horas de sono e não estava caindo pelas tabelas como ontem. rs Espero que amanhã seja ainda melhor. Me sinto um pouco cansado, mas acho que se deve mais a rotina que a qualquer coisa. A medicação é realmente muito tranquila, essa única dose nos faz esquecer de tudo. Fixei o horário da medicação às 23 hrs, assim ainda consigo finalizar as coisas do dia e vou deitar sem que o remédio esteja fazendo efeito pra valer. Agora no período da noite a coisa flui normalmente, vou pra academia e malho como se nada estivesse acontecendo. Agora é aguardar pra ver se vou ter alguma reação alérgica. Tantos foram os comentários sobre outras combinações de medicação que o pessoal comentou aqui que fiquei curioso, vou conversar com o meu infecto sobre. Vocês já pensaram em usar outra combinação? Minha preocupação fundamental é usar o melhor para me manter 100% pro dia que a cure chegue. Tenho certeza que virá! 🙂 Grande abraço!

          • Novato,
            não havia pensado em mudar o esquema, mas com esse novo protocolo nos EUA a ideia surgiu na minha mente. Minha preocupação maior é a lipodistrofia, quero ficar longe dela.

            • Novato diz

              Também tenho essa preocupação, Luca. Embora saiba que se torne cada vez mais raro os casos de lipodistrofia, acho que vale a pena a conversa. Também não me importaria de mandar pra dentro três comprimidos em uma refeição. Já faço isso com complexo vitamínico + vitamina C faz tempo. Seria só mais um detalhe. Mas além disso, me preocupo com o fato de usar o que tiver de mais moderno, eficaz e não nos leve a ter hipertensão, problemas renais e neurológicos futuramente. Quero estar 1000% no dia que puder me livrar disso tudo! rs Vou abrir o diálogo sobre o assunto na próxima semana com o infecto e aí comento aqui, ok?! 😉

          • Salvador diz

            Meninos,
            Os efeitos de tontura e cabeça meio nas nuvens estão passando. Acho que meu corpo está se adaptando. Espero que o mesmo aconteça com todos vocês. Estava conversando com meu namorado sobre essa combinação, ele é médico, e ele me disse que ela não é a mais moderna, mas é que a tem mais estudos a longo prazo. Sobre as novas combinações, ainda não se pode afirmar que são mais seguras ou não. Enfim, acho que vale sim uma conversa com nossos infectologistas, eles são as pessoas mais indicadas a nos ajudar.
            Um excelente final de semana e fiquem com Deus.

    • CARA + diz

      Olem, Olem, digo o mesmo, pelo visto tá trabalhando muito né….aqui tudo tranquilo e espero que por ai, tb!

  15. luquinha diz

    Eu não tenho muito tempo de ler ,fora os jornais que sou obrigado a ler , também o blog da Miriam Leitão e este e claro , tirei a tarde para ficar em casa e ler o blog , gostaria de falar sobre o post anterior , Papa Francisco , vocês não tem noção o quanto isso vai influenciar . Sou judeu convertido ao cristianismo , no caso sou luterano , mais como me mudei , sempre que posso assisto o culto da Primeira Igreja Batista do Rio , bispo HILARY WHITE que e o papa da igreja anglicana também defendeu mudanças , como vi ate na globo new a autorização de casamento gay , isso também diminui a descriminação , quando eu tinha 16 anos eu fiquei três meses na casa da minha tia materna e isso era comum , é normal você ver casal gay ir na igreja pela manhã ,mais como os outros países estão há 1000 anos luz na nossa frente , fazer o que , o que importa é o amor , Jesus é amor e ensinou amarmos uns aos outros , para que preconceito se duas pessoas do mesmo sexo se amam . afinal hiv não é so doença de gay , eu não sou gay e estou aqui no mesmo barco , porque estou falando isso ? Eu fiquei indignado com um tratamento que deram a um gay na minha frente , comprei a briga do garoto , agente so entende quando passa pela situação , pois vejo a discriminação e preconceitos com pessoas soro e também sou um .Mais é isso ai gente mais uma semana se inicia desejo muita saúde e paz a todos , vamos torcer que novas descobertas venham e sejam postas em pratica o mais rápido possível , tenho um carinho muito grande a todos aqui , e grandes festas vão acontecer , como diz meu imuno com estas novas descobertas a cura vai vir e muito rápido o que se esperava de 10 anos pode ser reduzida a 1 ano , na opinião dele como já disse a cura vira do Brasil , não importa da onde mais que venha , nesta semana ajudem alguém , faça mesmo que seja pouco , de um prato de comida para alguém , ou mesmo que você possa fazer muito mais faça , pois com certeza vocês vão receber de Deus muito mais , praticar o bem , amar o próximo que será muito feliz .as vezes me sinto só , pois não tenho muitas pessoas a minha volta , principalmente finais de semana mais tirando isso sou feliz .mudando de assunto aqui tinha uma pessoa que estava na duvida de contar para o irmão que é medico isso deve ter 1 ano e meio , espero que ela esteja bem , pena que sumiu parecia bacana .

    • HopeAlways diz

      Falou lindo Luquinha, se tem algo que a nossa condição faz é nos tornar ainda mais humanos , afinal de contas o que importa mesmo é o amor , a amizade e alegria que a gente espalha nessa passagem. 🙂

  16. luquinha diz

    Gente o dr Amilca Apareceu vejam a entrevista abaixo que ele deu para globo News , respondeu a minha duvida acima , e melhor você correr dr Amilca com sua pesquisa em , como vai vender sua patente . vejam no link abaixo

    • HopeAlways diz

      Sensacional Luquinha , ver a “animação” de um profissional renomado em relação a essas pesquisas promissoras é muito bom. Vem muita coisa boa logo logo , em pouco tempo. Muito boa a entrevista.

  17. VidaPositiva diz

    Olá gente, já comentei aqui no site algumas vezes e agradeço muito o apoio que mandam sempre.
    Então, fui diagnosticado há quase dois meses e Tô tomando o 3×1 há um mês, e também tomo Clonazepam quando estou muito angustiado e a angústia passa. O que mais me deixa triste são esses altos e baixos que passamos. Se alguém quiser trocar uma palavrinha animadora, meu e-mail é vidapositiva240215@gmail.com

    • Brumo diz

      Achei que não podia tomar clonazepan fazendo uso dos arvs. Bom saber. Tem dias que são tensos mesmo. Mas vamos ter fé!!

      • vivendopositivo diz

        Fui ver direito , o rivotril (clonazepam) realmente não é indicado para uso com ritovanir e lopinavir por maior poder sedativo. Menos mal… quem não é chegado num rivotril as vezes? =D

  18. luquinha diz

    Hope Always , vai dar tudo certo , você vai ver um grande beijo pra ti .

  19. Luquinha assisti a reportagem, animou a minha semana, confiante, logo logo, vai dar tudo certo para nos, Obrigado por animar nossos dias e sempre que souber de novidades poste, valeu se souber tambem compartilho, abraço

  20. rcpalmas diz

    vai dar td certo gente fé e fé, e tudo dará certo abraços, eu estou bem otimo com os medicamentos e logo logo to zerado, graças DEUS e a força de vcs aqui abração.

  21. DD+ diz

    Pessoal…uma duvida: Uma Pessoa antes de iniciar os remedios podera ter o resultado de carga viral nao detectavel? Foi meu caso, EU colhi o sangue antes de começar o 3×1.

    • vivendopositivo diz

      Mas vc sendo indetectável, o que vc pretende atingir? Se é esse o objetivo de todo tarv? Sem virus no sangue, seus CD4 não caem, então… Curioso seu caso. Seria um falso positivo do ELISA? Você fez western blot? Quanto deu seu CD4? Eita… teremos que dissecá-lo para estudá-lo… =D

    • D_Pr diz

      É raro, mas você pode ser um controlador de elite! Seleto grupo de pessoas que controlam o vírus sem medicação! Aqui no blog tem o Barasa, ele não toma medicação e tem carga viral indetectável.

      Vivendopositivo….qual seu email… estou com a fonte pra te passar das informações sobre carga viral

      • DD+ diz

        hummm…meu exame de cd4 não ficou pronto, hj fui pegar e o laboratorio pediu pra colher o sangue novamente. Eu nao fiz o exame western blot, fiz apenas o teste rapido.

        • Secret Guy diz

          Isso tá cheirando a falso positivo. Aconteceu com uma menina recentemente. E ela ainda foi diagnosticada com o HIV-2. Ou então, vc é um controlador de elite. Vamos esperar as emoções do próximo capítulo. Eu espero que seja só um falso positivo. Abs!

          • DD+ diz

            axei estranho tb…porem nao vou criar expectativas para nao me decepcionar.

  22. Notini diz

    Alguém sabe me informar se nos EUA o tratamento contra HIV é gratuito?
    Agradeço!

    • Nos EUA o tratamento é pago, a não ser que vc tenha seguro saúde que é caríssimo.
      O custo mensal da medicação é de 1.300 dólares.
      Ainda tem as consultas e os exames.

      • sorodiscordante diz

        Olá Filhosorop,

        você mora nos EUA?
        Meu companheiro pretende realizar um intercâmbio no Canadá por 6 meses. Sei que lá o tratamento também é pago e inclusive não dão visto de permanência superior a 6 meses para soropositivos (todos que se candidatam a um visto de permanência de mais de 6 meses são obrigados a realizar o teste). Saberia me dizer se os EUA e o Canadá aceitam que um o estrangeiro receba a medicação via Correios enviada do Brasil? Ou se é possível retirar a medicação para mais de dois meses no SUS, pois na nossa cidade disseram que só entregam no máximo para dois meses.

        Obrigado!

        Abraço

  23. Notini diz

    Galera,

    Venho deixar um pequeno depoimento para aqueles que irão iniciar o tratamento com o esquema 3 em 1, claro que cada organismo irá reagir de um forma.
    Estou no 3º dia de tratamento:
    1º dia tomei às 23h: não senti insonia, porém acordei super rápido às 00h30 me senti um pouco tonto e parecia que os objetos estavam com uma linha mais forte ao entorno deles, sabe quando a gente edita a foto e coloca muito “alto relevo”? então mais ou menos assim, pela manhã às 07h00 estava com a sensação de está ficando bêbado. Sabe quando a gente começa a beber e fica zonzo? então tipo isso, nada demais. Quando foi umas 11h00 a tontura passou, e a dor de cabeça começou e persistiu até o final do dia.
    2º dia tomei as 23h: não senti insonia, nem muito sono. Acordei às 11h00 e a mesma tontura persistiu até às 13h15, logo após passou e veio a dor de cabeça.
    3ª dia tomei às 23h: não senti insonia, nem muito sono. Acordei às 06h30 (trabalhar) e atontura diminuiu um pouco, porém persistiu até às 10h30 da manhã.

    É isso galera, deixo um relato para quem está com receio de tomar a medicação. Não é nada de outro mundo, claro que cada organismo é um organismo. Ah, essa tontura deixa uma sensação meio aéreo rsrs, mas nada para se desesperar.

    Abç

  24. Notini diz

    Só mais um detalhe, minhas noites de sonos estão sendo melhores que antes da medicação. Nada de sonhos vividos, alucinações. Graças a Deus. Afinal, como eu creio, não corre medicação nas minhas veias e sim o Sangue de Jesus Cristo 🙂

  25. Tony PR diz

    É minha gente, cheguei agora pouco do meu médico. Ele me disse que voltou esses dias de um congresso e que em até 10 anos todo esse nosso pesadelo terá terminado. E olha que ele sempre foi pessimista e muito cético, nunca me deu lá muitas esperanças. Fiquei mais animado. Troquei minha combinação. Estou indetectável há 2 anos já, mas o efavirenz estava me deixando louco. A partir de hoje tomo: norvir + atazanavir + tenofovir/lamivudina, tomara que dê tudo certo com esses meus novos amiguinhos, hehe. Abraços !!!!!

    • Notini diz

      Tony,
      Você trocou o efavirez por qual motivo?
      pode falar?

      Agradeço!

      • Tony PR diz

        Oi Notini. O efavirenz sempre reduziu o efeito dos meus antidepressivos e também como estudo para concursos públicos sinto muita falta de concentração e de memória pois ele atinge muito nosso sistema nevoso, fora as intensas dores de cabeça durante o dia. Eu tinha o costume também de estudar de madrugada, tive que parar por causa da náusea e enjoos que ele causa. Nunca pude trocar de combinação porque eu achava que o ritonavir tinha ainda que ser guardado da geladeira e como moro com os meus pais e eles nem sonham que tenho HIV era impossível eu parar com o efavirenz. Assim, graças aos colegas aqui do blog, eu fiquei sabendo que agora não precisa mais ficar refrigerado o medicamento. Hoje mesmo marquei médico e ele trocou a minha combinação. Ele me disse que o efavirenz é bem tóxico mesmo e só não me passou outra opção na época que comecei o tratamento porque eu mesmo comentei que não poderia usar nenhum medicamento que precisasse ser guardado na geladeira. E também não me incomodo em tomar 3 comprimidos por dia. O 3 em 1 contem o efavirenz, tô fora, prefiro continuar a tomar 3 comprimidinhos diariamente a ter noites e mais noites de insonia por causa desse EFAVIRENZ chato, rsss.

        • Notini diz

          Tony PR

          Estava lendo umas matérias sobre o efavirenz, materias nacionais e internacionais, onde falam que é um dos medicamentos que é menos tóxico ao organismo, mesmo com essa coisa chata do sistema nervoso central, até menos toxico quando falamos de lipodristrofia. Claro que cada organismo é um organismo. VC leu sobre o ritonavir? Sobre sua toxidade? Tipo, tambem não vejo problema em tomar 3 comprimidos em vez de um e por isso a pergunta. Como o 3 em 1 é uma das medicações mais atuais, sempre achei que fosse a melhor combinação. Outra coisa, VC tomou o efavirenz por quanto tempo? Por mais que nao tenha sentido nada alem da tontura com efavirenz, procuro drogas menos toxicas para longo prazo. Se é que me entende. Rsrs’

          • Tony PR diz

            Eu comecei a me tratar em abril de 2013, ou seja, dois anos usando efavirenz. Meu médico já me disse o contrário, que o efavirenz é o mais tóxico do grupo, inclusive o que mais contribui para a lipodistrofia. Comecei hoje de manhã minha nova combinação, um dia sem o remédio que me deixava doidão depois de 2 anos, hehe, tomara que eu fique mais disposto psicologicamente para dar seguimento aos meus estudos rsss. Ainda bem que hoje temos a opção de poder mudar o esquema dos nossos remédios. No meu caso, se fosse só tontura não ligaria tanto, sempre fui meio tonto, kkkk, problema foi que o meu quadro depressivo só piorou.

            • Notini diz

              Entendi Tony PR. Não sei, mais cada médico parece que tem uma opinião. Pois minha infectologista já diz o contrário que é depois do Dolutegravir é a qUe dá menos efeitos colaterais quanto a lipodistrofia. De qualquer forma também a lipodistrofia conforme as ultimas pesquisas é uma junção de como seu organismo estava quando começou o tratamento com a toxidade das medicações. Em resumo, quanto maior a taxa de cd4 quando começou o tratamento menor a probabilidade de ter a lipodistrofia, conta também o biotipo, alimentação… enfim, espero que essa nova medicação lhe traga bons resultados. Abçs

    • Brumo diz

      Oi, Tony,

      Vc poderia me dizer quantos comprimidos vc vai tomar com essa nova combinação e os horários? Vou ter que trocar o 3×1, pois tive uma forte alergia cutanea devido ao efavirenze, meu infecto receitou antialergico, mas não adiantou.

      Boa sorte e obrigado!

      • Tony PR diz

        3 comprimidos só tudo de uma vez e em qualquer refeição: eu optei pelo café da manhã, mas pode ser no almoço ou no jantar. Super tranquilo !!!!

  26. Wagner - SP diz

    Que bom Tony PR!
    Amanhã vou no infecto mas já estou com a impressão de que ele não me prescreverá o 3 em 1. Vou levar o resultado do exame de genotipagem que ele solicitou antes de iniciar a medicação e já vou comentar com ele que se possível quero a junção de dois fatores: maior praticidade possível aliada a menor toxicidade no longo prazo! Até fiz um gráfico haha!!

    • Notini diz

      João,

      O Efavirenz não está sendo tão indicado aos pacientes por estão associando a indução de suicídio, claro que muitas pessoas que tem HIV possui também problemas "mentais" me refiro a depressão, TOC... entre outros, então para não causar mais danos ao sistema nervoso central, eles estão tentando retirar do tratamento inicial.
      
    • Notini diz

      Oi João,
      Dei uma pesquisada aqui sobre o tratamento de primeira linha nos EUA, realmente o EFV está saindo pois está entrando o Dolutegravir, que não tem nem previsão de chegar no Brasil.

      😦

      • D_Pr diz

        Aqui eles não querem liberar nem o Raltegravir que é da mesma classe (inibidores de integrase) por ter um custo muito elevado, salvo pacientes com múltipla resistência! Quem dirá o Dolutegravir! Mais fácil sair a cura primeiro Notini!

        • Notini diz

          Que situação triste neh? 😦
          Acho que eles pensam da seguinte forma:
          Já que é de “graça” vamos dá o que der” rsrs’

  27. Ca+ diz

    Sou nova aqui! Cheia de dúvidas ainda em processo de aceitação dessa nova condição, descobri que sou hiv há 15 dias e ainda estou bem assustada com todas essas questões. Hoje recebi alguns resultados cd4:639/mm3 e o cd8:870/mm3. Relação cd4/cd8:0,7 . Alguém poderia me orientar quanto a esses resultados, se é bom ou ruim? Pois só terei consulta com o infecto no final da semana e até lá estou sem norte.

  28. D_Pr diz

    Segundo essa reportagem, a droga ABX464 pode liderar a cura funcional para o HIV e mudar a maneira como o HIV é tratado, em virtude do seu mecanismo de ação, que atinge as células infectadas e protege as não infectadas, enquanto os antirretrovirais normais protegem apenas as não infectadas! Ag

    http://www.in-pharmatechnologist.com/Drug-Delivery/Adivax-s-antiretroviral-action-could-herald-functional-HIV-cure?utm_source=copyright&utm_medium=OnSite&utm_campaign=copyright

  29. Ca+ diz

    Bom dia D_Pr !

    Obrigada pelo retorno!
    Mas normal como? Se todos os 3 exames de hiv se mostraram positivo!

    Grata pela atenção!

    • D_Pr diz

      Ca+

      Normal em relação a imunidade…sorologia infelizmente reagente, mas a vida continua! Tem que acreditar nisso! O choque inicial é conturbador, mas logo teremos a cura dessa enfermidade! Talvez não amanhã ou depois de amanhã, mas a ciência caminha em passos largos!

      O passo agora é atingir carga viral indetectável, você tem o resultado desse exame?

      • Ca+ diz

        Oi D_Pr!

        Hoje a tarde recebi meu exame de carga viral:
        Detectável
        21.300 cópias/ml (36,210 UI/mL)
        4,33 log cópias/mL (4,56 log UI/ mL)

        Agradeço imensamente pela atenção e pelas palavras de conforto. Acredito que nada na vida da gente é por acaso, é clichê, mas é a pura verdade. É a vida mostrando que é preciso mudar algo. Nunca pertenci aos chamados ‘grupos de risco’ e hoje vivendo isso na pele, lamento o meu descuido comigo. O que existe são pessoas buscando tratamentos para tentar manter a qualidade de vida.

        Grata

  30. Notini diz

    Galera,

    Saiu meus últimos resultados
    CD4 1294
    CV 11MIL
    Tratamento a 4 dias (rsrs)

  31. Mais pesquisas, caramba sera que quando vão acertar, para todos se manifestarem desse jeito, acho que tem alguma que ja esta quase certa, e por isso todos pesquisadores estão mostrando as suas tambem, tomara:

    CRISPR

    Cientistas buscam maneiras de usar uma poderosa ferramenta de edição de gene para extirpar o vírus HIV latente

    O vírus que causa a AIDS é um retrovírus eficiente e astuto. Uma vez que o HIV insere o seu ADN no genoma das suas células hospedeiras, que tem um longo período de incubação, podem permanecer dormentes e escondidos por anos. E enquanto os médicos podem misturar um cocktail de uma variedade de medicamentos anti-retrovirais para mantê-lo sob controle, o vírus pode reativar se o tratamento for interrompido.

    Em uma tentativa de tornar o HIV latente completamente inofensivo, os pesquisadores da UMass Medical School estão usando CRISPR / Cas9, uma poderosa ferramenta de edição de gene, para desenvolver uma nova tecnologia que potencialmente podem cortar o DNA do vírus latente de uma célula infectada.

    “No nível mais simples, estamos empregando um par muito preciso de uma tesoura para entrar e recortar todo, ou parte, do genoma do HIV e recolocar as extremidades cortadas do genoma humano”, disse o diretor co-investigador Scot Wolfe, PhD, professor associado de molecular, celular e biologia do câncer. “Se pudéssemos fazer isso, a esperança é que este seria um passo no caminho para a obtenção de uma cura funcional para HIV.”

    CRISPR é um componente do sistema imunitário encontrada em bactérias normais. Em seu estado natural, que protege as bactérias da invasão viral. Desde a sua descoberta, os pesquisadores vêm buscando maneiras de programar esse sistema de forma rápida e seletivamente editar seqüências genéticas específicas para o estudo.

    Apesar de toda a sua versatilidade, aplicações para o sistema CRISPR permanecem confinados ao laboratório. Apesar dos avanços recentes que mostram que CRISPR / Cas9 pode editar o HIV de uma célula infectada em cultura, esta técnica continua a ser demasiado imprecisa para ser utilizada clinicamente devido à sua tendência para cortar em regiões aleatórias do genoma, que produzem efeitos deletérios, fora do alvo.

    Para melhorar a fidelidade e precisão do Cas9 sistema de edição gene CRISPR para este projeto, Dr. Wolfe propôs fundindí-la com um domínio adicional que melhora a sua especificidade. Isto iria permitir que o sistema CRISPR editasse apenas o ADN do HIV, sem a possibilidade de cortes dispersos no genoma humano.

    O outro obstáculo ao uso de CRISPR / Cas9 contra o HIV é que, enquanto os pesquisadores têm algumas noções de onde o vírus pode estar se escondendo, eles ainda não sabem como encontrar o vírus em células infectadas de forma latente.

    “As células que estão infectadas com o HIV são portadores permanentes do genoma viral. Eles são uma espécie de bomba-relógio que pode ser reativada a qualquer momento, se um paciente deixa de tomar o seu tratamento anti-retroviral “, disse o chefe da co-investigador Jeremy Luban, MD, o Professor David J. Freelander em AIDS Research e professor de medicina molecular. “A fim de atacar o vírus em estado latente, nós realmente precisamos entender onde o vírus vivem e o que ele precisa para sobreviver.”

    Dr. Rong e Wolfe vão usar uma combinação de tecnologias inovadoras para descrever o modelo de ADN de HIV integrado no genoma das células do reservatório, também conhecidos como pró-vírus. Caracterizando a paisagem genômica destas células latentes infectadas permitirá aos pesquisadores identificar seqüências genéticas vulneráveis ​​e acessíveis que podem ser potencialmente cortadas do vírus HIV para torná-lo permanentemente inativo.

    “Muitos cientistas estão à procura de ferramentas que irão ativar o vírus, por isso ele vai ser visível para o sistema imune ou drogas. Nós escolhemos uma abordagem diferente que parece isolar e extirpar o pró-vírus diretamente de células em repouso “, disse Luban.

    Com um modelo de genoma das células infectadas de forma latente, Wolfe espera usar sua ferramenta de edição gene precisa para extirpar o vírus latente das células. Uma parte deste projecto consiste em avaliar se a precisão do sistema melhorou o suficiente para permitir a remoção seleccionada do genoma do HIV em modelos de ratinho humanizados e as células de pacientes infectados sem causar danos colaterais para o genoma humano.

    “A premissa subjacente a este projeto que Scot tem empurrado para a frente usando novas tecnologias que ele desenvolveu, é a de engenheirar geneticamente um sistema que pode potencialmente remover o genoma do HIV de células infectadas”, disse Luban. “A esperança é que se pode desenvolver as ferramentas necessárias para entregar estes agentes às células do sistema imunitário humano e, na verdade, eliminar o vírus de onde é escondido.”

    Juntando Luban e Wolfe sobre a cinco anos, 4,6 milhão dólares Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas projeto financiado são Dale Greiner, PhD, o Dr. Eileen L. Berman e Stanley I. Berman Chair Foundation em Investigação Biomédica e professor de medicina molecular; Oliver J. Rando, MD, PhD, professor de bioquímica e farmacologia molecular; Job Dekker, PhD, professor de bioquímica e farmacologia molecular; e Manuel Garber, PhD, professor associado de medicina molecular. Cada um vai emprestar os seus conhecimentos no desenvolvimento de modelos humanizados do mouse; estrutura da cromatina mapeamento; modelagem organização cromossomo 3D; e biologia computacional. Além disso, Katherine Luzuriaga, MD, professor de medicina molecular, pediatria e medicina, e Thomas C Greenough, MD, professor assistente de medicina, irá fornecer a experiência clínica sobre o projeto.

    “Nós montamos uma equipe de pesquisadores aqui na UMass Medical School, com o objetivo de melhor entender a intrincada estrutura do vírus HIV latente quando integrada em células do sistema imunológico, porque acreditamos que nos permitirá direcionar melhor CRISPR para a edição de genes, “Wolfe explicou.

    Segue o link:
    http://www.umassmed.edu/news/news-archives/2015/04/editing-hiv-out-of-our-genome-with-crispr/

  32. HOPEFULL diz

    Oi Ricardo. Quanto a sua dúvida em relação ao Raltegravir! Eu comecei com ele e não passei pelo Efavirenz. Mas a indicação foi feita, segundo minha médica, porque eu me encontrava em infecção aguda ainda! A tendência, de qualquer forma, será a substituição gradativa do esquema atual por outro que contenha um inibidor de integrase. Eu aposto no Dolutegravir!! Isso claro, se algo melhor e definitivo não acontecer antes. Uma cura funcional, no mínimo!!

    • Notini diz

      HOPEFULL,
      Hoje o SUS disponibiliza o Raltegravir? Quando a substituição gradativa do esquema atual de primeira linha o 3 em 1 acredito que não vai ser alterado tão cedo, pois o Ministério da Saúde investiu muito nesses novos medicamentos. Você já tomou Efavirenz? Se sim,o que achou? Se não, por qual motivo. Vlw

  33. Notini diz

    Galera,

    Alguem já tomou Nevirapina? Sabe me dizer se está relacionado a lipodistrofia?

    Agradeço!

  34. Zeus diz

    Boa Tarde, Pessoal,

    Sei que não compete essa abordagem a esse post mais vamos ao assunto.
    Um amigo realizou 3 teste NAT (Bio-Maguinhos) o primeiro com 40 dias, segundo com 100 dias e o ultimo com 120 dias, todos indetectáveis. Sendo que sempre realizou o Elisa e deu não reagente. Indico por um infecto ele fará outro teste rápido com 166 dias.

    A diferença é que ele sente nódulos no pescoço e cansaço.
    Se ele passar por todos esses testes moleculares é provavel que ele é controlador de elite?

    Abraços e vamos em busca da cura definitiva.

    • D_Pr diz

      Zeus, o aumento dos linfonodos podem ser uma resposta a outra infecção! Não é exclusivamente o HIV que causa essa resposta do organismo…

      Elisa não reagente e teste molecular (quantitativo de carga viral) com resultado indetectável, descarta-se a sorologia reagente para HIV, definitivamente. Se todos esses intervalos foram respeitados, não existindo nenhuma outra relação de risco, seu amigo pode tirar o HIV da cabeça!

      Controladores de elite, são indivíduos que tem sorologia reagente (teste rápido, ELISA), e confirmação positiva no exame western-blot, mesmo assim seu resultado de carga viral (que serve para monitorar o tratamento antirretroviral e ver se está funcionando) aparece como “não detectado”, “abaixo do limite de detecção”, “indetectável” mesmo na ausência dos antirretrovirais! Esses indivíduos não tem o sistema imune comprometido como outros portadores, os quais tem suas células de defesa “baixando” ano-a-ano.

      • Zeus diz

        Valeu pessoal. Vou repassar para ele. Eu não gosto de afirmar muito pq eu mesmo desconfiava desses exames.

        Grato pela atenção.

    • Andre diz

      Zeus, esse seu amigo têm que procurar um médico para ontem, o que ele pode ter é um tumor e não HIV. E em se tratando de tumor (câncer), o tempo é muito importante até mais que para o HIV.

    • Ricardo diz

      Ele não é controlador de elite e também não tem hiv, porque mesmo nos controladores de elite o exame elisa dá “REAGENTE”.

      • D_Pr diz

        Foi o que escrevi acima Ricardo: “…Controladores de elite, são indivíduos que tem sorologia reagente (teste rápido, ELISA), e confirmação positiva no exame western-blot, mesmo assim seu resultado de carga viral (que serve para monitorar o tratamento antirretroviral e ver se está funcionando) aparece como “não detectado”…”

  35. HOPE diz

    Caros amigos,
    Vou iniciar meu tratamento.
    Peguei hj o 3×1 e inicio hj uma nova etapa da minha vida.
    Estou bastante confiante e esperançoso que me adapte a ele e nao precise mudar a medicação.
    Minha infecto disse que estou muito bem e que nao há porque me alarmar com nada.
    Acho que a sensação de começar o tratamento me fez sentir o peso da doença, mas me fez tb acreditar mais ainda nas palavras da minha médica e nas inumeras palavras de incentivo de vcs.
    Tenho certeza que estarei indetectável dentro de pouco tempo e acredito piamente que terei minha paz de espirito reestabelecida.

    🙂

  36. Jr. diz

    Eu gostaria de contar um pouco da minha historia, mas acho que ficaria um pouco grande e talvez ninguém daria importância para ele.

    Pois bem, sou soronegativo e tenho 26 anos e em nov/2014 comecei a namorar com meu atual namorado, começamos a namorar no inicio de nov e com 3 semanas, fizemos sexo sem camisinha, e no ato em si fiquei nervoso não queria, mas acabei fazendo, e fizemos por mais de 3 vezes, mas pedi que ele fizesse exame de HIV. Nisso ele fez e foi diagnosticado com HIV, o chão caiu sobre minha cabeça, era primeira vez q eu morava sozinho (sem meus pais) sem meus amigos e em um outro estado, não tinha com quem me desesperar ou correr para colo de alguém, e ainda tinha um namorado desesperado e chorando muito. Quando fui fazer meu exame, busquei o resultado e deu como “indeterminado”. Acredito muito em Deus e na presença dele, consegui não sei como, manter uma calma, não consegui chorar uma lagrima, fui para luta e não me deixei abater e ainda consegui ter forças para reerguer meu namorado, porque ter HIV não é o fim do mundo, acho que é até o começo dele, acho q passamos a dar mais valor as pessoas, aos momentos … A VIDA!
    Depois de um mês fiz novamente o exame, e deu negativo até hj já fiz 8 exames e graça a Deus deu todos negativos, mas não vou mentir quanto mais eu lia sobre a doença mais eu via sintomas em mim, então é muito importante sim que se leia e busque entender sobre a doença e o que pode ser feito para ajudar, mas muito cuidado com os sites e comentários.
    Em janeiro meu namorado começou o tratamento e reagiu muito bem aos remédios, a vida para nós não mudou em nada, acho que isso tudo só deu mais forças para gente estar junto!
    Infelizmente vejo que quando a gente fala em HIV parece que a pessoa é alguém promiscuo, acho que esse é o grande pré-conceito, e com ele eu sei que não foi dessa maneira. Lembro que no dia que fiz sexo com ele sem camisinha .. lembrei da minha mãe falando “dê valor a sua vida” … já tive 2 namorados com q fiz sexo sem camisinha e nunca tinha pedido exame deles, não sei o q me fez pedir … mas foi isso que me salvou … poderia está até hoje fazendo sem camisinha e ele sem saber quer era portador. Então fica minha mensagem para soronegativos que usem camisinha,que não deixe de fazer exames regulamente e aos soropositivos, meus caros nunca se diminuam por ser portador de HIV, vocês continuam sendo pessoas maravilhosas, alguém q realmente te ama, te amará independente desse viruzinho … a vida continua … e pode ser ainda mais colorida … só dependerá de você e não de um vírus que podemos tratar e deixar ele quietinho! Um abraço a todos … parabéns e obrigado pelo blog!

    • Zeus diz

      Ótima história e lição de vida.
      Concordo plenamente com você, sou soronegativo e estou engajado no combate ao preconceito e a má fama das pessoas que possuem uma diferença na maioria dos casos imperceptível.
      O problema é que depois de um diagnostico positivo a própria pessoa entra num estado de negativo, se achando autolimitado e com os dias contato.
      Lembro que até o meu sexto exame eu me achava doente, falido como pessoa e inútil, mas não inútil por causa da doença mas por causa do preconceito que iria sofrer, do olhar atravessado das pessoas. Existe tanto preconceito que até mesmo quando você fala que realizou o exame e mesmo dando negativo as pessoas fecham a cara e tentam mudar de assunto, como quem eles são imunes ou nunca irão precisar realizar exame na vida.

      Quero conseguir levar mais informações ao maior numero de pessoas que eu puder, seja pra combater o preconceito e ou para evitar que pessoas desinformadas passem por esse transtorno.

      Viver positivo é viver com fé…

  37. luquinha diz

    São 23.42 eu preciso dormir pois daqui a pouco estou de pé as 3 ,30,saudades de vocês dez de domingo tenho mais tempo eu volto , só tenho algo a dizer, vem mais coisas boas por ai , como já disse vai ser um coquetel de cura , fiquem na paz e vamos vencer ou melhor já vencemos rsrs

    • Tati diz

      luquinha… entro no blog todos os dias… adoro seus comentários…. E sim, vai vir coisas ótimas para todos nós… Nascemos para vencer, ainda estamos na batalha, mas vamos… Bjus para todos!! 🙂

  38. Luz diz

    Pessoal,meu exame deu indetectável,tô muito feliz!estou tomando o coquetel inicial e,aparentemente,tá tudo bem;acho que o único problema é a minha cabeça mesmo mas vamos arejar que melhora!

  39. HOPEFULL diz

    Oi Notini!!
    Então cara, o SUS fornece o Raltegravir sim!! Eu tomo ele desde o início, não passei pelo esquema com o Efavirenz! Minha médica disse que ele é indicado geralmente para terapia de resgate ou também como primeira opção para infecções recentes (menos de 03 meses). Eu comecei a tomá-lo depois de um mês e 3 dias da relação de risco. Só tive essa relação de risco na vida, rsrs!! Sacanagem do destino!! Enfim, a médica falou que existe uma relação possível entre o uso do Raltegravir e o impedimento de mais depósitos de vírus latentes (os reservatórios). Isso poderia ocasionar uma cura funcional no futuro (estudo Visconti) ou uma maior facilidade em caso de uma intervenção shock and kill, porque haveria menos reservatórios para esvaziar.
    Espero ter tirado sua dúvida! 😉

  40. Dere diz

    Oi… esta semana tive uma dúvida. . Fiquei curioso e fui a outro infectologista de um colega que é + a 19 anos… levei os mesmos exames e falaram quase tudo a mesma coisa só que um disse que seria bom tomar whey protein todos os dias que eu malhar e a que eu estava antes falava que no máximo 3x na semana e se for possível não tomar…. fiquei na dúvida e queria ver a opinião de vocês? Agradeço desde de já!

  41. Gael diz

    Seus lindos e lindas!
    Difícil expressar como é bom ler essa caixa de comentários!
    Eu fui diagnosticado há pouco menos de vinte dias e iniciei meu tarv há cinco, com o 3×1. Como muitos relataram aqui, nada demais nos efeitos: na primeira noite parecia que eu estava dentro da abertura do programa fantasia do sbt. Depois tonturas no dia seguinte. Desde então, no geral tenho apenas a sensação diária de que a visão está um pouco embaçada e, além disso, já percebi que estou mais avoado que de costume… hehehe
    Esse blog me ajudou muito no primeiro momento, quando minha primeira resposta ao diagnóstico foi bem racional e eu busquei ler tudo que podia sobre hiv/aids. Mas confesso que depois de um segundo momento, quando bateu um surto de pânico e desespero e eu achei que estava definhando (pois perdi peso), optei por parar de ler qualquer coisa relacionada ao assunto por uns dias. Porque às vezes uma única notícia ruim arruína as outras 73847384 coisas boas que lemos antes.
    Por isso dei uma sumida, mas agora estou voltando aos poucos, e confirmando que esse é o melhor lugar pra estar em contato com informação de qualidade e e trocar ideias. Tenho muitas dúvidas e comentários, ainda, mas por enquanto só queria deixar meu amor por esse espaço compartilhado que está sendo criado por aqui diariamente! 🙂

  42. Tony PR diz

    Pessoal, será que alguém aqui pode me ajudar ? Sou do Paraná e estou pensando em fazer um curso que vai durar uns 3 meses em Brasília. Nesses casos, o CTA nos libera medicamento para 3 meses ? Como faço para conseguir ? Sei que eles nunca liberam para mais de 2 meses. Estou com medo de ficar sem remédio e não tenho ninguém aqui que possa me enviar. Quem é de fora pode chegar em um CTA local e pedir na boa a medicação, rsss ? Acho que não né ???

    • D_Pr diz

      Tony,

      Eu li que eles fornecem em qualquer lugar e pra qualquer pessoa (não sei se é verdade)..inclusive turistas que vem para o Brasil sem a medicação! Só viajar com a receita

      • Wagner-sp diz

        Tony,
        Ontem me falaram a mesma coisa quando fui retirar a medicação. Me disseram que eu posso retirar em qualquer local, desde que tenha a receita.

    • Notini diz

      Tony PR
      VC pode pedir ao CTA de origem mudança para o CTA de Brasília. Ai aqui em Brasilia VC pode pegar normal com o pedido médico. Moro em Brasilia e lhe indico o posto de saúde n 11 que fica no bairro Asa Norte. Meus medicamentos pego lá e conforme os funcionários a mais de 8 anos não falta medicação nenhum dia. ABC. Deus lhe abençoe

  43. Tony diz

    Tipo, seria o caso então de eu pegar umas três receitas com o meu médico e procurar o cta de Brasília e eles me fornecem quando os meus estiverem terminando. Obrigado !!

    • Notini diz

      Sim, porem no CTA que VC ja pega, VC tem que solicitar transferência para Brasilia. Se não VC vai ter problemas. Tenho certeza disso, pois sexta feira 10.04.2015 fui para uma palestra e fui alertado quanto a isso, pois viajo muito a trabalho. Abç

  44. caradobemsampa2 diz

    olá pessoal, andei sumido mas estou por aqui
    após dois meses da descoberta da minha sorologia, posso dizer que estou lidando muito melhor com a nova situação.
    Bora zerar a cv kkkk
    grande abraço

    • Notini diz

      Caradobemsampa2
      Fico feliz, tudo aos poucos se ajeita. Comigo ocorreu o mesmo, mas sei que quem vive com HIV as vezes vive melhor de saúde do que quem não tem. Eu mesmo trato com infectologista, nutricionista, dematologuata e paicologa, faço musculação e me preocupo muito mais com meu corpo que antes. E olha que descobri dia 26.01.2015. Ta tudo indo muito bem e espero que para VC tmb. Fe em Deus. ABç

      • Notini diz

        Desculpa pelo erro de digitação, esse corretores de celular que não corrigi nada, são uma b$%$ kkkk

        • caradobemsampa2 diz

          Olá Notini….
          Descobri um pouco depois em 10/02…
          estou indo devagar e sempre…
          hj terei minha primeira consulta oficial com meu infecto, devo começar a medicação no fds
          todos ficaremos sarados kkkkk
          gde abraço

  45. Nikiti diz

    Oi gente! É a primeira vez que entro aqui. Gostaria de compartilhar com vcs minha historia: tenho 32 anos e descobri ser positivo há um ano exatamente. Mas não tenho coragem de marcar consulta com um infectologista e iniciar a medicação. “(

    • caradobemsampa2 diz

      Oi Nikiti
      E como acompanha seus exames e a medicacao?
      É importante acompanhamento médico.
      Pense bem. .. se precisar conversar…
      Conte comigo
      Abraços

      • Nana diz

        Olá pessoal
        Sou portadora do vírus hiv há 20 anos, isso mesmo: 20 anos. Vi toda tragédia, os remédios eram horríveis, algumas pessoas chegaram a tomar 40 comprimidos por dia…. Não desenvolvi a doença, a Aids. Por enquanto só ia na infecto para fazer CD4 e CV, tudo normal, CV: entre 80 e 40, às vezes indetectável. Agora a médica quer que eu inicie o tratamento, pode parecer estranho, mas eu não entendo o motivo (ela diz que tenho micro inflamações por causa do vírus), mas não sinto nada!!
        Estou com medo, trabalho… não posso ter efeitos colaterais….
        Me ajudem, por favor!
        Não sei se é realmente necessário tomar os remédios… Sou casada há 25 anos, nós dois somos positivos, meu marido pegou primeiro, ele toma o coquetel há anos e tem uma vida normal, sei que é estranho eu saber de tudo isso e não querer tomar os remédios, mas a verdade é que estou com muito medo!!
        Por ter uma saúde normal, tenho medo da toxidade dos remédios, dos efeitos a longo prazo…. sou uma rara exceção e gostaria de continuar assim.
        Lógico que se eu ficasse doente ou com o CD4 baixo, tomaria os remédios, mas agora? Não consigo entender…
        Alguém sabe ou pode me explicar? Não tenho o risco de contaminar ninguém, usamos camisinha sempre, pois entrar em contado com quem toma o coquetel me colocaria em risco e depois que descobrimos, sempre usamos camisinha….
        Me desculpem, mas precisava desabafar e aqui todos têm as suas dificuldades, agora tenho esta… Não tenho Skype, se alguém quiser, meu e-mail: mariana.barbosa6473@gmail.com
        ,

    • Notini diz

      Nikiti,

      Olha não faz isso, quanto mais tempo VC ficar sem tomar a medicação pior é 😦 a medicação só é chata no início depois fica tudo bem. Vá ao infectologista, encare isso tudo, VC vai vê que VC vai ter forca pra isso. Se quiser conversar 6198388317

  46. June diz

    Oi gente!
    Sou nova aqui, pelo menos no que diz respeito aos comentarios porque no blog entro sempre.Gosto muito de ler o que falam por aqui porque me ajuda nessa caminhada diária. Tenho algumas duvidas que espero poder compartilhar aqui e quem sabe alguém possa me ajudar. Bjos a todos!

  47. JovemManaus diz

    Tive meu resultado em 31/01/2015, agora estou tentando aprender a ter uma nova vida, cada dia é um dia! Em relação a ser vivente tenho minha cabeça bem organizada! O que me deixa muito pra baixo é o relacionamento que eu tinha ou acho que ainda tenho depois do resultado! Queria muito conselhos e uma ajuda de vocês! Abraços…

  48. FelipeRj diz

    Achei Mega interessante a reportagem!!!! Primeira vez por aqui, e achei o site interessante e lindo! Parabéns 😤! Tenho hiv a exatos um ano !!!!!

  49. Kelly Tsuin diz

    Oie, sou nova aqui.
    Não sou portadora do vírus.
    Mas venho aqui para tentar ex clarear algumas dúvidas com quem puder /souber me ajudar sobre a vida de um soro positivo, pois estou escrevendo uma estória, e um dos personagens principais é soro positivo, e eu queria saber ao máximo sobre o vírus e tudo mais para não sair uma estória muito ilusória.
    Os tópicos que mais tenho dúvidas são :

    *De quanto em quanto tempo um soro positivo com carga viral baixa tem que ir ao médico, e qual médico em especial ??
    *Se um soro positivo à 4 anos sofre com efeitos colaterais dos remédios tomados para combater a doença
    *E quais são as limitações de um soro positivo

    Se alguém aqui souber /puder me responder serei muito grata !

    Meu e-mail é kellytavares615@gmail.com ^-^ se puderem me responder por e-mail , melhor ainda.

    Desde já, agradeço a atenção, e espero por respostas de minhas dúvidas em meu e-mail.
    Bjss :3

  50. Jeferson diz

    Olá estou fazendo o tratamento comecei com o 3 em 1 e depois de 15 fiquei todo empolado o médico pediu para suspender a medição, e comecei a tomar outra medição 3 comprimidos e hoje amanheci todo empolado, alguém já passou por isso estou tomando o segundo remédio diferente e menos de 2 meses !!

    • Arthur diz

      Olá Jeferson? td bem ?
      Vejo que seu caso e recente como o meu, tambem estou passando mesmo que vc, esta semana que irei ao medico p ver o que ele ira fazer, comecei com o 3 em 1, e depois 3 por dia, ambos alergia todo corpo, vc resolveu o seu caso ? me avisa por favor , obrigado

  51. Jean diz

    Iniciei o tratamento com o 3in1 tive uma adaptação ótima, as vezes um pouco de dificuldade de concentração mais nada que seja exagerado, sou profissional da área da saudê e caso alguém tiver duvidas ou precisar conversar meu email é jean.gsl7092@gmail.com
    Ajudarei no que for possível.

    Obrigado e á disposição.

    • Petter diz

      Jean, quando vc começou o tratamento? Também tenho um pouco de falta de concentração e às vezes fico prejudicado por causa disso. Mudei a medicação para o 3 em 1 no começo do ano – quando comecei a me sentir mais disperso e com dificuldade de concentração.

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s