Notícias
Comentários 208

Uma parte da cura


Beneficiados por incentivo do NIH conseguem matar células infectadas pelo HIV trazidas dos esconderijos

Um dos principais obstáculos para a cura das pessoas infectadas pelo HIV é a forma como o vírus se esconde num reservatório formado principalmente por células imunes e dormentes, chamadas de células T CD4+ de memória. Uma potencial abordagem para curar a infecção pelo HIV é despertar essas células T CD4+ latentes para que elas comecem a produzir as proteínas do HIV. Isto iria alertar ao sistema imune que estas células são infectadas, e, em teoria, gerar uma resposta imune que as mataria. Tem sido pouco claro, no entanto, se os mecanismos imunológicos típicos para matar células infectadas com vírus iriam eliminar as células T CD4+ infectadas com HIV despertadas do reservatório.

Para responder à esta pergunta, o Dr. Robert F. Siliciano, PhD do Instituto Médico Howard Hughes e da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins, e seus colegas, beneficiados por apoio do NIH, extraíram células imunes e HIV dos reservatórios virais de 25 pessoas infectadas para estudá-las no laboratório e em ratos geneticamente modificados. Dez dessas pessoas tinham começado a terapia antirretroviral precocemente (dentro de 3 meses da infecção) e 15 tinham começado tarde (3 meses ou mais após a infecção). No grupo precoce, os cientistas descobriram que a maioria das células T CD4+ infectadas pelo HIV nos reservatórios virais foram sensíveis à detecção por células T assassinas, as células do sistema imunológico que procuram e destroem células infectadas. Em contraste, quase todo o HIV que infectou as células T CD4+ nos reservatórios do grupo tardio tinham desenvolvido mutações que permitiram que as células T CD4+ infectadas escapassem à detecção das células T assassinas, que normalmente dominam a resposta imunitária à infecção pelo HIV.

Apesar disso, os cientistas descobriram que a maioria das pessoas infectadas pelo HIV no grupo tardio também tiveram outras células T assassinas que reconheceram partes do HIV que não tinham sofrido mutação, mas estas células foram ineficazes em destruir seus alvos. Para aumentar a capacidade de morte destas células, os investigadores estimularam-na com uma mistura de fragmentos de proteína de HIV antes de expô-las à partes não mutadas do vírus. As células impulsionadas eficazmente mataram as células infectadas pelo HIV, tanto no laboratório quanto nos ratos geneticamente modificados para ter sistemas imunes humanos. Isto sugere que uma vacina terapêutica que estimula uma resposta semelhante de célula T para o HIV pode vir a ser parte de uma estratégia para a cura de infecção crônica pelo HIV.


Anúncios

208 comentários

    • luanacris.nunes@gmail.com diz

      Eu também torço pela cura!! Que Deus capacite esses cientistas!!

  1. Falta pouco! É uma pena que eu não me encaixo no primeiro grupo pois eu levei 8 meses para começar o tratamento. Mas vamos lá. A esperança continua viva que logo teremos uma cura!

    • Alexandre diz

      Vc não entendeu a matéria. Ela diz que em condições normais as pessoas que iniciam o tratamento mais cedo conseguem ter células assassinas que reconhecem melhor o invasor do que as células assassinas de pessoas que começam mais tarde o tratamento. Mas isso é nas condições normais. O que eles disseram é que com esse tratamento qualquer um terá as células assassinas treinadas o suficiente para reconhecerem o invasor e matá-lo, independentemente do estágio da infecção e do início do tratamento. Resumindo, fique tranquilo que, essa técnica dando certo, ela servirá para todos.

  2. Triste Vida diz

    logo,logo a teremos, Deus esta abrir a mentes de nossos cientistas.

  3. Jovem+ diz

    Viva, viva! Todo dia uma notícia nova!
    A busca da cura, tratamentos mais espaçados, menis efeitos tóxicos, viva a vida!

  4. CARA + diz

    ebaaaa!!!!
    muito bom ler isso! Já que o ano está “definitivamente” começado no Brasil (pós carnaval), nada melhor que começá-lo com uma notícia dessas!

    Que venha a tão sonhada cura!

    • Soro+Feliz diz

      Me desculpe, acabei negativando o o seu comentário sem quer. Fui dar possitivar.

      • CARA + diz

        hehehe no stress cara! vamos comemorar os resultados que a cada pouco, apontam para uma cura, nem que seja no nosso tratamento que está sempre em evolução e melhoras!

  5. Jovem+ Catarinense diz

    A cada dia que passa fico mais aliviado com os avanços medicinais em relação ao HIV.
    Há cerca de um mês iniciei o tratamento com o 3×1, confesso que fiquei com muito medo dos efeitos colaterais, mas graças a Deus só tive algumas alergias na face que estão sumindo com o passar dos dias.
    A minha dúvida é se, com o continuo tratamento ganharei peso, eu pesava em torno de 75kg e estou com 60kg.
    Dia 27 de Fevereiro tenho consulta com meu infecto e estou confiante pelos resultados positivos.
    Parabéns ao Blog.

    • CARA + diz

      Jovem+Catarinense

      cara, ganharás peso sim! Eu, quando comecei o tratamento estava com 75kg, e hoje estou nos 83, 84kg. A preocupação agora começa a ser outra…hehehehe

    • Lucio diz

      Síndromes de imunodeficiência começam com má-nutrição, uso de drogas e alcoolismo, independentes de causadas por algum vírus ou não. Portanto é fundamental cuidar da sua alimentação e ingerir alimentos probióticos, principalmente porque os inibidores de protease podem ‘secar’ enzimas do intestino (como a catepsina D) e fazer com que o organismo não absorva nenhum nutriente vital. Se tiveres sintomas digestivos, é importante ficar atento.

  6. Gerry diz

    Olá pessoal, eu fui diagnosticado HIV positivo dia 12/01 e fiz meus primeiros exames semana passada. O resultado saiu hoje e meu CD4 deu 240 o que me deixou muito preocupado por ser um numero muito baixo e eu contrai o virus, com certeza, menos de 2 anos atrás. Provavelmente o médico vai me prescrever o Atripla (o 3 em 1). Meu CD4 pode subir ou vai pairar nesse baixo patamar sempre? Eu não estou no Brasil e estou passando por isso tudo sozinho e assutado, apreciaria muito uma resposta.

    • Positivo aos 28 diz

      Pelo seu cd4 vc deve ter contraído o vírus a muito mais tempo, quanto era sua cv?

      • Monikinha diz

        olá positivo aos 28,eu descobri no susto em março do ano passado…estava com CD4 de 85,tive sapinho,toxoplasmose e herpes hoster tudo dentro de 2 meses perdi 20kilos,qdo pergunto se eu estava infectada a muito tempo meu infecto me enrola,e nunca me dá uma resposta plausivel,eu nunca fiz teste,sei lá,nunca me liguei,fui casada por 12 anos e perdi meu marido em 2007(suicidio),e fiquei nessa sem saber como contrai,pois sempre tive saude de ferro,mas quando veio veio tudo de uma vez…a unica certeza que tenho é que meus ultimos 3 parceiros não contrairam pois levei cada um deles para fazer exame…acho que irei morrer com este misterio….kkkk….mas não agora!!fique bem!!

        • Ricardo diz

          Monikinha,
          Vc sabe o motivo do suicídio do seu marido, pois pode, provavelmente estar relacionado à descoberta da doença e ele tenha se desesperado. Caso haja indícios disso, ele,com certeza, tomou a atitude mais errada pois esqueceu que vc continuaria viva e consequentemente um dia iria adoecer.

          • Monikinha diz

            fato Ricardo…mas viver e amar a vida eh para os fortes,independente de ser ou n’ao soro positivo!!

    • Positivo aos 28 diz

      Depende, varia de pessoa para pessoa, a maioria o cd4 aumenta quando cv cai, outros se mantém, não se preocupe com isso o seu cd4 ainda está bom e vc descobriu a tempo de iniciar o tratamento

    • D_Pr diz

      Bom dia Gerry!

      Diversos fatores influenciam na contagem de células CD4…estresse, ansiedade, agitação, tabagismo, álcool e etc. Essas seriam as justificativas para ele apresentar uma queda significativa em menos de dois anos! Alguns médicos irão dizer que a infecção é algo entre 5 anos já ou no mínimo 2,5 anos, isso é muito difícil precisar!

      Quanto a subir, pode e vai com o passar do tempo, o importante é ele apresentar uma “curva” de crescimento logo após o início do tratamento! Por menor que seja, ele deve apresentar uma ligeira melhora e com o tempo aumenta, logo você passa de 500 células!

      Diante disso tudo o mais importante é obter carga viral indetectável! A partir desse momento, os danos no seu organismo são mínimos e você passa a ser portador de uma doença crônica, com expectativa de vida igual a soro-, qualidade melhor que soro- (pois irá cuidar periodicamente da saúde) sua vida retorna a normalidade!

    • Geni Positiva diz

      Gerry fique tranquilo que logo vc estará bem, veja meus exames eu estava como vc, aqui uso o lamivudina, efavirens e tenofovir:
      Primeiro exame: 30/09/2014 CV 92.159 – CD4 254
      Último exame: 18/12/2014 CV 138 – CD 495
      Comecei as tarvs em 23/10/2014 em pouco tempo tive uma boa recuperação.
      bjs

    • Gerry FicA tranquilo e segue todas as recomendacoes do teu medico. Quando eu descobri estava com cd4 EM 98 nunca adoeci, mas acredito que conta Muito o estilo de vida e organismo de cada um. Hj meu cd4 esta a cima de 500. Espero que eu tenha ajudado a te tranquilizar um pouco. Bjs

  7. Jovem+ diz

    Gente, essa pesquisa tá sendo noticiada nas grandes mídias. Hoje passou no Jornal Hoje e agora vai passar no Jornal Nacional. Acho que é de grande perspectiva pra ser noticiada dessa maneira. #oremos

    • Secret Guy diz

      Jovem+

      Toda pesquisa científica deve ter o mesmo valor até que seja atingido o seu resultado final. A ciência deve ser comprovada por fatos concretos. A diferença é que essa pesquisa foi publicada pela revista Nature que é uma das mais populares do mundo!

      Mas nós sabemos que há várias pesquisas ao redor do mundo inclusive em fases mais avançadas!

      Caímos no mesmo imbróglio de achar que só porque passou uma matéria na Globo a pesquisa é mais relevante!

      • Fênix diz

        O Mai’s correto seria dizer que a nature é uma das revistas de maior credibilidade acadêmicas.

      • Jovem+ diz

        Secret Guy

        Sem dúvida. O que eu quis dizer é que essa pesquisa tem um caráter promissor, pra ser veiculado pela mídia, não apenas Globo. Pois saiu em vários noticiários. Vamos respeitar as etapas do processo, sabemos que existem muitas outras pesquisas, e que, o fato de pesquisarem melhores tratamento e a busca da cura já merece ser respeitado.

  8. VACINA CONTRA AIDS CURA MACACOS
    Pesquisadores da Universidade de Ciência e Saúde de Oregon, nos EUA, desenvolveram uma vacina contra o HIV.

    De acordo com o site O Globo, os testes têm obtido bons resultados e foram publicados na revista “Nature”.

    Imagem

    A vacina remove totalmente o HIV do corpo

    Ainda de acordo com o site a vacina está sendo testada numa forma do vírus que ocorre em primatas, o vírus da imunodeficiência símia (SIV, na sigla em inglês).

    De acordo com o diretor da Universidade de Oregon, Louis Picker, até agora, apenas casos clínicos raros foram curados da Aids.

    Ainda de acordo com o diretor esta pesquisa sugere que certas respostas do sistema imune provocadas pela vacina podem remover completamente o HIV do corpo, curando assim o portador do vírus.

    Procedimento científico

    No estudo, cerca de 50% dos macacos infectados que receberam o patógeno acabaram eliminando todos os traços do vírus, ou seja, foram curados “funcionalmente”, explicou Picker.

    “Estamos esperançosos de que parear o CMV modificado com o HIV poderá nos levar a resultados similares em humanos”, ressalta o diretor da Universidade responsável pela pesquisa.

    Fonte: O POVO Online / O Globo

  9. positvoaos28 diz

    Olá a todos, uma ótima noticia vai passar até no JN! Ainda vamos chegar lá! Faz um tempo que acompanho o blog, já li todos os posts e a maioria dos cometários, me ajudou bastante a ter motivação nessa faze tão difícil, nunca tive coragem de comentar e de me apresentar.
    Meu primeiro diagnóstico foi dia 04/01 por acaso em um teste rápido (nunca tinha feito teste antes) o meu deu reagente e o do meu parceiro negativo, como ele era meu parceiro fixo a mais de quatro anos eu duvidei do diagnostico e o medico falou que poderia ser um “falso negativo” e pediu mais uma bateria de exames que demorariam uma semana para ficarem prontos.
    21/01 Quando peguei os resultados desses exames e levei para minha médica infecto e veio a confirmação, outro reagente, CD4 394 e CV 93.000, ainda bem que todos outros exames estavam ok (eram 16). Ela pediu mais uma bateria de exames e um de genotipagem que demora uns 20 dias para ficar pronto e serve para ver a resistência do meu vírus para as drogas assim podendo escolher a melhor droga e menos efeitos colateiras sem perder tempo com troca de medicamentos, aí veio mais um baque, esperei uma semana para o meu convenio liberar o exame, mas não autorizaram e tive que pagar R$ 1.000,00 por ele.
    13/02 Meus exames ficaram prontos inclusive o de genotipagem, todos ok (eram 7) minha medica falou que meu virus é muito sensível para todas as drogas e eu poderia começar o tratamento mais simples e com menos efeitos colaterais (tenof+lamiv+efav).
    Peguei os remédios ontem quarta-feira de cinzas (18/02) e mais um baque, não chegou ainda o 3 em 1 (moro em uma grande cidade no interior de SP mais 700 mil habitantes) vai chegar nos próximos meses e que só entregariam para novos casos, e eu não sou mais um novo caso para eles, só vou poder pegar no segundo semestre do ano. Pedi então o 2 em 1 + efavirenz, mas não poderiam me entregar pois eu tomo o efav. e o 2×1 é só pra quem toma o tenof+lamiv sem o efav. Me entregaram 3 potes separados estou tomando 4 comprimidos por noite, é duro, mas não vou desistir, meu parceiro está do meu lado me apoiando (só tenho ele e minha médica).
    Pretendo ficar mais ativo aqui no blog, ajudando no que posso, obrigado a todos.

    • Positivo aos 28 diz

      Ali em cima quis dizer: poderia ser um “falso positivo” pois não existe falso negativo.

    • casalpositivo2 diz

      Nos soubemos ser soropositivo por um exame de rotina pois eu era doador de sangue a bastante tempo e quando deu reagente pra hiv perdi o chão fiquei bobo, imóvel sem ação!, protamente comuniquei ao meu companheiro e imediatamente ele fez o teste rapido e curiosamente nao deu reagente, mas depois refizemos o teste e deu positivo pra nos dois!, não procuramos dar culpa de quem passou pra quem e sim nos conscientizar que temos um problema e que precisamos de ajuda um do outro e mais ninguem sabe disso.Hoje tentamos dar continuidade a nossas vidas e nos adaptar, bate tristeza as vezes choros mas nao tme pra onde correr temos que enfrentar… Gostaria muito de receber emails seus blz? isto é, se vc quiser.. casalpositivo2@hotmail.com abraço!

      • Positivo aos 28 diz

        No mesmo dia que o meu exame deu reagente e do meu namorado não reagente, mesmo eu achando que era um “falso positivo” (estava enganado) ele deu início a profilaxia pós expiação nesse mesmo dia, os exames dele depois da profilaxia sairão em breve, e se Deus quiser estarão negativos.

    • AMIGOS POSITIVOS diz

      Positvoaos28 Blz!

      Gostaria de saber que exame é esse da GENOTIPAGEM, acho que nunca fica, só acho, pois são tantos exames, qualquer coisa me add no skype AMIGOSPOSITIVOS

      abraços!

      • Positivo aos 28 diz

        Amigos positivos tudo bem?
        O exame de genotipagem é um exame que só um laboratório no Brasil faz (Genomas em São Paulo) ele serve para identificar alguma mutação do vírus e resistência a alguma medicação, o meu exame o resultado deu sem mutação para todos os medicamentos, ou seja posso começar o tratamento pelos remédios mais básicos e com menos efeitos colaterais (3×1).
        Se nesse exame o meu vírus por exemplo demonstrasse resistência ao Tenofovir minha média pularia essa medicação e passaria outra.
        Hoje muitos médicos não pedem esse exame então o paciente fica em um jogo de tentativa e erro, o médico passa a medicação e ao ver que a cv parou de cair imagina que o vírus criou ou já tinha resistência e então vai trocando os medicamentos.
        Por ser um exame de alto custo tem algumas diretrizes da ANS que regulamenta os convênios a liberarem esse exame, infelizmente eu não me encaixava nelas e tive o pedido negado.
        Minha médica não concordou com a atitude do convênio já que existe embasamento científico sobre a necessidade desse exame antes do tratamento para sucesso do mesmo, por isso posso processar o convênio para reembolso do que paguei, já que existe uma lei que quem determina se o exame é necessário para o paciente é o médico e não convênio. Ainda estou pensando se farei isso. Abraços.

  10. Mike + diz

    Que notícia maravilhosa! É incrível saber do empenho e dedicação dos cientistas em buscar uma cura definitiva para o HIV. Nos ajuda a encher o peito de esperança novamente, e acreditar que podemos um dia vencer completamente esse obstáculo. Vamos continuar nos cuidando, e cuidando dos outros, na esperança de que em breve teremos a tão esperada e sonhada cura. Um grande abraço!

  11. Fênix diz

    Gosto dessas novidades, mas sem ser negativo estou esperando resultados em humanos rs, testes em macacos estão sempre há no mínimo cinco anos de datam qualquer resultado concretos. Estou na expectativa das publicações da vacina Tat francesa que pelo que sei estão para revelar os resultados dos testes feitos em humanos nos últimos dois anos

  12. Anônimo diz

    Que a cura seja no todo, tanto a vacina para proteger quem não se infectou ainda como a cura funcional para os milhões que estão infectados no mundo. Torço para isso, pois se a cura surgir apenas para quem não foi infectado, com a vacina, a estigmatização e a exclusão contra os soropositivos só tende a aumentar…

    • Fênix diz

      Olha eu discordo de você. Acredito quque uma vacina preventiva vai erradiar o medo e o estigma. Imagine só nao haveriam mais relações sorodiscordantes no sentido que conhecemos hoje pois o parceiro s- só precisaria se vacinar e o problema estaria resolvido, vc não precisaria mais temer ter de contar antes ou depois de iniciar o namoro a sua condição, uma pessoa vacinada dificilmente se preocuparia com isso. Acredito que com a vacina até o ministério da saúde sairia do muro e pararia de vêz com as campanhas de medo é de ficar alegando que as infecções etam crescendo devido o fato de as pessoas não estarem se protegendo por acharem que o tratamento está avancado.

  13. TheKing diz

    Essa terceira semana de fevereiro veio cheio de notícias boas e esperança na luta contra o hiv. Acho que de todas as pesquisas, a publicada na Nature é a mais próxima de se tornar viável como uma vacina, pq já barra o vírus antes dele se multiplicar. Como arv eu tenho receio, pois o vírus tende a se mutar mto rápido, para quem já está infetado e acaba por possuir mtos vírus, tenho medo do vírus já burlar essa ‘proteína’. Mas com as arvs atuais a quantidade de vírus diminui mto, halvez não dê tempo do vírus mudar… Tomara!
    Além das notícias de possíveis tratamentos, tenho outro motivo para me alegrar: saíram meus primeiros resultados pós tarv. Vamos aos números.
    Carga viral: de 16.000 para INDETECTÁVEL
    CD4: de 516 para 829
    CD4/CD8: 1,51 (151%, achei mto alto, mas pelo que já li aqui, o ideal é acima de 90%).
    Fiquei mto feliz com meus resultados, pois com 4 meses (ou menos), garanti o indetectavel.
    O tratamento não é difícil, os efeitos colaterais são super administráveis, quase não os tive e no máximo, tenho um leve desconforto intestinal de vez em quando.
    É vendo os resultados que a gente vê o quão importante e gratificante é aderir ao tratamento. Hj além de saber que estou saudável, tenho 99% (e como vou usar camisinha, chego aos 100%) de certeza que não ofereço risco de transmitir o vírus, e isso me conforta.
    Ainda tô sentindo a meus rins não estão 100%, e msm meu infecto falando pra eu relaxar em relação a isso, pretendo ir num especialista, pq aí tenho um veredito mais real da situação dos meus ‘feijõezinhos’. No mais, fevereiro foi só alegria!
    Valeu pela força galera!!

    • CARA + diz

      poxa, que bacana The King o seu post!

      parabéns pelos excelentes resultados e vida da boa que segue né?

    • Cara do Bem Sampa diz

      TheKing, excelente notícia!
      estou acompanhando os relatos por aqui um pouco mais de 10 dias, e sempre que posso, leio e participo…. muito motivador.
      espero em breve poder compartilhar boas novas.

  14. Alguém sentiu ou sente algum desconforto intestinal(não diariamente, mas de tempos em tempos) depois que começou a TARV? Faço uso do Tenofevir, Efivarenz e Lamividina (a combinação inicial).
    P.S: não tenho diarréia.

    Dúvida: será que a TARV já não tá fazendo efeito? 😥

    • CARA + diz

      Davi Leão

      cara, fica tranquilo que o remédio está fazendo efeito, você vai ver na próxima coleta para cd4 e cv.

      Quanto ao desconforto, uns sentem, outros não. Com o tempo, tendem a passar. O que digo por aqui sempre é que, a partir do momento que descobrimos ser +, ficamos antenados a todas as “respostas” que o nosso corpo dá as nossas práticas no dia-a-dia e temos sempre um culpado, o hiv e/ou a tarv e muitas vezes, não existe associação alguma.

      Converse com sua infecto sobre isso e caso seja algo que o incomode, com certeza ela tratará (ou encaminhará para tratamento), tendo ou não, ligação com o hiv e a tarv.

    • vicente+ diz

      Davi, estou passando pelo mesmo problema.
      Tenho tido desconfortos intestinais, alguns enjoos e essa semana estou com diarreia. Acredito que seja a minha alimentação que está desregulada, pois trabalho e estudo e como moro sozinho acabo por muitas vezes não jantando e opto por comer coisas mais fáceis e, no carnaval acabei consumindo álcool em excesso. Como você faz com sua alimentação? Tem seguido alguma regra ou manteve normal?

    • AMIGOS POSITIVOS diz

      Olá Davi Leão!

      Eu já senti si, falei com meu infecto, passou medicação, fiz também um parasitológico e estou bem, procura seu infecto, blz, abraços!

      Qualquer coisa me add no Skype: AMIGOSPOSITIVOS

    • Monika diz

      Oi Davi…o furo deste coquetel é o bendito Efivarenz….que por um milésimo de fração pode não estar atacando este viruzinhu sacana…daí acaba que voce fica tomando apenas o tenofevir e o lamividina,e só ficando com os efeitos colaterais chatinhos do Efivarenz pelo menos foi isso que o meu infecto me informou quando questionei,porque não zerei ainda minhas cópias,sobre a diarreia esta combinação não provoca não,é uma das mais recomendadas para quem trabalha,pois há a comodidade de tomar todos a noite,mas isso não quer dizer que esta combinação seja a mais eficaz….escreva tudo num papel,para perguntar para seu infecto,ele é o unico que pode te dar respostas precisas…Saude para nós amigo!!

  15. Valeeeeeu galera. Agradeço pelas respostas.

    Na última consulata que tive com o infecto( em novembro) ele disse que poderia ser verme. Dae passou uma medicação e de imediado, não resolveu. Mas depois passou. Não senti mais nada.

    Comi muita carne e tomei quatro cervejas de 600 ml alone. Rs
    Pode ser isso tbm. Consulto o infecto mês que vem, vou pedir pra ele me solicitar uma endoscopia, só por precaução.

    Quanto ao virus. Tenho uma dúvida a expor a vcs:
    Meus primeiros exames de foram um pouco estranho. Até expus aqui pra vcs, CV – 1.000 (o que é razoavelmente baixo)
    O CD4 – 294 (baixo).

    No segundo:
    CV – Indetectavel
    CD4 – 394 (vai subir mais se Deus quiser)

    Pergunta: por que com tão pouco virus no meu corpo, o meu CD4 baixou tanto? Será que o meu tipo é mais agrecivo?

    Abraço

  16. Paulistano + diz

    Bom dia a todos.
    Tenho lido as matérias e os comentários de todos com frequência, já havia escrito uma outra vez mas o post não foi publicado, acho que meu cadastro ainda estava em autorização.
    Recebi o diagnóstico positivo no dia 04/02/15 depois de um exame solicitado pelo proctologista, quando entrei na internet e vi o resultado, quase pirei, imediatamente conversei com meu namorado e disse que ele teria que fazer o exame também, apesar de estarmos juntos há 4 anos, ele testou negativo, graças a Deus.
    Essa semana recebi o primeiro exame com CV de 3.996.628 e CD4 de 106, iniciei a TARV na quarta a noite com o 3×1, não tive efeitos colaterais, só o sono que foi agitado mas credito isso mais à ansiedade do que aos efeitos do remédio. Hoje percebi minha pele meio empolada, não coça mas parece meio que uma alergia, acredito que vá passar, como ainda estou indo para a terceira dose do remédio e minhas defesas estavam bem baixinhas com carga alta, minha infectologista disse que poderiam ocorrer algumas dessas coisas.
    Esse blog me ajudou a manter a cabeça no lugar e acreditar que não era o fim do mundo, ou o final da minha vida, claro que acabei sabendo da infecção já em um estado avançado, mas o blog e os comentários de todos me fez entender que é o inicio de outra vida com uma nova condição, graças a Deus meu namorado esta ao meu lado me dando força, tive medo que ele não suportasse, acredito que eu estava vivendo como sorointerrogativo há pelo menos 6 anos.
    Matérias como essa nos deixam otimistas quanto ao futuro e a cura, e mesmo estando em inicio de tratamento peço a Deus todos os dias para iluminar a mente dos cientistas para que tenhamos em breve uma vacina ou tratamento que elimine totalmente o vírus do nosso organismo.
    Quanto a mim, vou tratar, tratar e tratar, vou perseguir minha meta que é ficar indetectável e com CD4 alto.
    Obrigado à todos pela força desses dias!!!

    • Positivo aos 28 diz

      Faço as suas as minhas palavras sobre o blog, Temos uma história parecia, me apresentei em um comentário logo acima, eu também comecei o tratamento quarta a noite e tive o primeiro diagnóstico 04/01 acredito que me contaminei faz 6 anos, meu namorado de quatro anos fez o teste e deu negativo e está me apoiando nessa. Boa sorte para nós.

    • CARA + diz

      Oi Paulistano+

      além da tarv, a sua infecto lhe receitou algum outro remédio como forma de prevenção? Pergunto, pois sua cv está alta e seu cd4 baixo e geralmente, além da tarv, num quadro como o seu, é recomendável.

      na boa, logo, logo vai passar e acredite que o incomodo no sono, seja mais por ansiedade, do que propriamente, efeito do remédio. Em praticamente 3 meses de tarv com o 3×1, cheguei ao indetectável. Estava com cv em 1.660.920. O mesmo acontecerá com vc!

      tome sem medo e vai ver que tudo ficará bem!

      • Paulistano + diz

        Oi CARA+

        Estou tomando outros remédios também, além do tarv, tomo 1 comprimido diariamente e todas as quartas tomo outros 3 remédios, isso porque minhas defesas estão baixas, esses outros remédios iniciei em 11/02 com duração de pelo menos 3 meses, e o tarv iniciei em 18/02.
        Obrigado pelas palavras de apoio e incentivo, senti muito medo no inicio, quando parava pra pensar sentia dor no estomago, mas aceitei que tinha que iniciar o tratamento o quanto antes. Hoje, após o inicio do tarv, sinto que estou lutando contra o vírus e que em breve as noticias serão boas.

        • CARA + diz

          cara…
          te dou certeza que será!
          comecei o 3×1, junto com o sulfa e fluconazol e em nem 3 meses já não precisei mais tomar. Logo, logo vc vai estar bem. Te garanto. Força e fé!

          • Paulistano + diz

            CARA+

            Obrigado por dividir sua fé e sua força comigo, tenho certeza que em breve estarei novinho em folha!!

            Grande abraço meu amigo!

    • Ricardo - Guarulhos diz

      Paulistano+ que loucura vc este tempo todo como sorointerrogativo, rssss. Eu entrei em contato com o vírus em Fevereiro do ano passado e em maio tive a confirmação, minha CV estava muito alta, passava de 1 milhão de cópias e meu CD4 262, entrei com os TARV em Agosto/2014, no ultimo exame realizado (após 05 meses de TARV) já estava com a CV em 287 e CD4 592, graças a Deus não tive nada com exceção de alguns “monstros imaginários” criados por mim mesmo tão logo tive ciência do “REAGENTE”. De fato este blog foi um achado pra mim e também para muitos, que as vezes chegam aqui completamente desatualizados e acreditando ser o fim, que nada, é um começo de uma vida promissora, mais regrada, mas cuidada, mais vivida. Entro aqui diariamente, leio todos as matérias e comentários e aprendo muito com todos. Graças a Deus estamos caminhando para a cura e o negocio é não parar o tratamento e não deixar de usar o preservativo e focar na meta do INDETECTÁVEL ! Forte abraço.

      • Paulistano + diz

        Oi Ricardo – Guarulhos

        Hoje também acho que foi loucura, se tivesse feito antes o teste, talvez me CV não fosse tão alto e meu CD4 não estivesse tão baixo, mas acredito que as coisas aconteçam quando tem que acontecer. Graças a Deus descobri a tempo, de iniciar o tratamento, antes de debilitar totalmente meu organismo.
        Agradeço pelas palavras de força e incentivo, meu foco realmente é ficar bem e VIVER!

    • Herivaldo Virulato diz

      Cara, seu exame está com cara de infecção muito recente. Se for, é uma ótima notícia. O tratamento, quanto antes, melhor!

      • Paulistano + diz

        Oi Herivaldo Virulato

        Já iniciei o tratamento essa semana, agora é manter o tratamento e aguardar os próximos resultados de exame, se Deus quiser os próximos já sairão com CD4 mais alto e CV mais baixa!
        Valeu pelo apoio.

        • rcpalmas diz

          Que bom paulistano, eu estou fazendo os exames pediso pelo infecto, e logo começarei otratamento, que DEUS NOS GUIE,qualquer coisa to aqui

      • AMIGOS POSITIVOS diz

        Se vocês quiserem ma add no skype blz!

        Estou juntando uma turma no skupe: AMIGOSPOSITIVOS

    • Renatinho diz

      Paulistano + eu descobri a minha sorologia em janeiro 2014 também tive varios monstros e incertezas mas com toda a propriedade é uma vida igual a de qualquer um eu malho bebo levo uma vida normallllll
      No inicio me desespereii acho que é normal hoje é mais facil tomar o TARV do que os suplementos da academia pós treino

    • Cara do Bem Sampa diz

      Paulistano+
      descobri logo depois de vc, dia 10/02…. como todos os relatos que li, uma bomba…
      tres dias depois fui a um cta aqui em sampa, e ja fiz exames complementares, creio que em meados de março possa compartilhar com vcs os resultados….
      participarei ativamente, pois como aqui encontrei palavras de conforto e luzes no final do tunel, quero poder contribuir.
      se quiser vamos manter contato. gde abraço

  17. Fênix diz

    Oi davi. Algumas pessoas demoram mais para subir o cd4, e o tratamento do hiv funciona basicamente com duas metas: reduzir o vírus com os arv e aumentar o cd4 o primeiro pilar é bem técnico e usasse os medicamentos, mas que se refere a aumentar o cd4 ainda não há nada muito específico (infelizmente) então segue os princípios basicos da boa saúde, pensamentos felizes, exercícios, boa alimentação, abstinência de substâncias agressivas como álcool e fumo e paciência. Algumas pessoas tomam vitaminas, mas todo remédio deve ser conversado com seu médico.

  18. Vicente +

    Respondendo a sua pergunta: não faço nenhuma dieta. Apenas reduzo os alimentos. Como de tudo, sem restrições.

    • Alexandre diz

      Essa é aquela que já falhou uma vez, mas agora pareçe que deram uma turbinada nela. Mas ela é só preventiva.

  19. fénavida diz

    Acompanho este blog diariamente e parabenizo ao JS por tal iniciativa e me da muita esperança ver tanta energia boa positiva. Estou numa fase critica em que fiz exames laboratoriais de rotina, como todos os anos, mas desta vez o hiv deu inconclusivo , repeti e deu inconclusivo de novo. O meu namorado tambem esta fazendo todos os exames para saber como sera com ele. Estou no aguardo dos resultados dele para fazer o western blot. Ando muito ansioso e pensativo sobre tudo, vida, familia, desejos, futuro … (coisas que com certeza todos aqui devem ter passado). Ainda nao tenho o resultado confirmatorio. Em breve voltarei aqui para contar. Desde ja me sinto mto admirado por cada um que aqui comenta com tanta fe e força. Para os que acreditam, Deus os abençoe e se puderem torçam por mim. abraços

  20. rcpalmas diz

    Graças a DEUS, a cura está prozima, e com ele chegará a todos com fé em DEUS.abraçso amigos

  21. Lucio diz

    A grande dúvida é: como é que a Big Pharma vai dizer que o sujeito não tem mais o vírus depois de parar com os ARV, se eles não querem que ninguém pare com os ARV?

  22. V. diz

    Lucio,
    Essa Big Pharma de que você fala é um inimigo imaginário. Os laboratórios querem prestígio, reconhecimento e dinheiro. Nesse sentido, eu acho que a cura do hiv é muito bem capitalizada. TODA semana tem notícia nova sobre pesquisas que indicam novos caminhos para a cura, anúncios de resultados de testes experimentais e, infelizmente, alguns fracassos. Mas os fracassos não são uma antinomia para a cura, pelo contrário, quanto mais soubermos sobre o hiv, melhor. A ciência funciona assim. Na década de 1990, quando a humanidade resolveu mapear o genoma humano, grande parte do trabalho foi realizado nos últimos anos. Os cientistas traçaram um objetivo e conseguiram cumpri-lo pelo aumento paulatino da tecnologia.
    Na época foi uma empreitada que durou 15 anos e custou bilhões de dólares. Hoje o mesmo procedimento é feito em uma semana, custando “apenas” 20 mil dólares pra quem quiser fazer. Veja o caso da Hepatite C. O ministério da saúde simplesmente não consegue acompanhar as novidades que estão saindo. Cada vez mais opções de cura, a uma taxa de 90% de sucesso, com um tratamento de apenas 3 meses. Infelizmente, o que é ruim é o preço que, em suas versões mais atualizadas, chegam a custar 96 mil dólares pelo tratamento todo. Veja, a indústria farmacêutica deseja sim a cura, vai lucrar muito dinheiro com isso. Não é um altruísmo. Mas que os laboratórios estão correndo atrás dela, estão. Vamos ser um pouco pacientes. Demoramos 50 anos para produzir uma vacina contra a poliomielite. Ela foi liberada ao mundo em 1955 (meu pai nao havia nem nascido). Existe algo que os cientistas chamam de mudança de paradigma. O primeiro anúncio que fizeram acerca da vacina, foi que ela ficaria pronta em poucos anos, ainda na década de 1980. Usaram o método Koprowski, que é introduzir o agente patógeno para induzir uma resposta imune antes da infecção. E é claro que nao adiantou pq eles supunham que estavam diante de um retrovirus comum. O HIV é muito ardiloso, sabemos disso agora. Isto impulsionou as pesquisas a diante. Hoje usamos o HIV para tratar alguns casos de leucemia e a medicação antiretroviral produzida ao longo desses 30 anos tem mostrado eficácia no tratamento de sorologias não-crônicas. Eu acredito que a cura vai sim sair. É uma questão de tempo. Mas temos que ter paciência. Não divulgaram já um estudo pioneiro que reverte a infecção em células contaminadas? Gente, isso é incrível. Claro que queremos isso pra ontem. É uma bosta tomar remédio todo dia, é uma bosta ser rejeitado pq somos soropositivos (porém indetectáveis, ou no caminho disso) e não trasmitimos, é uma merda ter que contar pra família. Mas acredito que o tempo foi muito generoso com a nossa geração. Nossa medicação é efetiva e gratuita. E acredito que uma vez que acharem a cura funcional, nosso tratamento vai ficar cada vez mais fácil. Até que um dia nossos sobrinhos e netos vão falar nos grupos dos quais eles pertencem: “cara, ce num sabe o que aconteceu. Fiz o teste e tou com HIV. Merda, vou ter que passar 3 meses tomando um remédio pra me tratar. Que chato, ne? Mas e ai, o que tem pra gente fazer hoje, hein?”.
    Abraços
    V.

    • Lucio diz

      Meu caro, não existem retrovírus comuns ou incomuns: eles simplesmente eram desconhecidos da história da medicina até terem sido subitamente ‘descobertos’ aos montes por Robert Gallo e seus asseclas na década de 80. Todos os retrovírus conhecidos são supostamente associados a imunodeficiências ou linfomas, em humanos, macacos, bovinos, felinos, e outras espécies utilizadas como cobaias de laboratórios. Os grandes assassinos em epidemias não são vírus, mas sim bactérias (a gripe espanhola foi causada pela Haemophilus influenza, e não por um vírus). Minha convicção é de que o inimigo imaginário é outro…

    • sampapoa diz

      realmente somos sortudos em viver nessa geração… imaginem quantas pessoas sofreram e morreram ou tiveram de tomar milhões de comprimidos em horas regradíssimas do dia, com efeitos colaterais fortíssimos que as deixaram com sequelas irreversíveis! o atual tratamento (que já é muito bom) tende a melhorar e isso tem de ser cobrado! viva os novos avanços da ciência! e não deixemos de relembrar as gerações passadas que tiveram de lutar contra o estigma da AIDS… sinto que estamos um pouco acomodados (pouco politizados) hoje porque, diferente de antes, não seremos catapultados para o palco da sociedade como portadores de uma doença visível a olhos nus e que mata!!!

  23. V. diz

    caro lúcio,
    nao sou autoridade no assunto e talvez nao tenha entendido o que quis dizer. apenas quis argumentar que nao acho que exista algo chamada big pharma.
    abraços,
    V.

    • sampapoa diz

      não sejamos ingênuos… existem interesses sim em lucrar (o máximo possível) com uma medicação que precede a cura… mas o fato é que sim, a cura chegará inevitavelmente 😉

  24. Lucio diz

    “Antiviral product sales increased to $4.51 billion for the first quarter of 2014, up from $2.06 billion for the first quarter of 2013 largely due to sales of Sovaldi® (sofosbuvir 400 mg), which launched in December 2013, and increases in sales of Stribild® (elvitegravir 150 mg/cobicistat 150 mg/emtricitabine 200 mg/tenofovir disoproxil fumarate 300 mg) and Complera/Eviplera® (emtricitabine 200 mg/rilpivirine 25 mg/tenofovir disoproxil fumarate 300 mg). This increase was partially offset by a decrease in wholesaler and sub-wholesaler inventories in the United States associated primarily with our HIV products, which also impacted antiviral product sales in the first quarter of 2014 compared to the fourth quarter of 2013.” For 2013, Gilead reported ARV revenues of $9.3 billion. If the 1st Qtr 2014 revenue increases are maintained for the rest of the year, Gilead could double its revenue to $18 billion in 2014. – O negócio vai muito bem, obrigado. Lucro de 10 bilhões de dólares apenas para a Gilead, e só nos Estados Unidos. Acho que a cura não é por falta de grana…

    • D_Pr diz

      É um ponto interessante, entretanto, outros querem também sua fatia, e os sistemas mundiais de saúde estão tendo seus cofres esvaziados com terapia antirretroviral, por isso as pesquisas pela cura continuam, algumas como apresentada pela “sangamo” puxando pra baixo o preço das ações da ‘Gilead’ a qual se posicionou também em busca medicamentosa pela cura, é óbvio em detrimento a terapia genética, que são as abordagens mais promissoras no momento.

      Eu concordo Lúcio que é duro de engolir, com toda tecnologia existente, não existir cura e apenas controle do vírus! O fato é que no momento ela não existe, querendo ou não, será para muitos anos! Sei que as teorias da conspiração responde de maneira simplória tudo que não encontramos resposta, e é fácil colocar a culpa no sistema, colocar a culpa nas gigantes farmacêuticas como responsáveis pela nossa doença! Eles criaram, disseminaram, cultivam e tratam! Os “illuminattis”, priorado de sião, rosa-cruzes, talvez a CICADA 3301, CIA, KGB, FBI, NASA e quem mais está por trás? Alienígenas do passado? Maldição do faraó talvez? Calendário maia?

      Você é suficientemente inteligente pra mudar o discurso Lúcio e dirigir cobranças a quem pode fazer de fato! Agora suscitar dúvidas em quem participa aqui com medos, dúvidas sobre iniciar seu tratamento, angústias sobre sua recém descoberta, condições de saúde e veladamente dizer: é a indústria farmacêutica quem está matando vocês e eles nunca irão descobrir a cura!!!! Coisa que sabemos comprovadamente que não é, apesar do triste lobby deles e depende dos remédios pra sobreviver, é responder ao mal com maldade e se igualar a quem você tanto culpa “The BIG PHARMA!

      Se não for descoberta a cura, pois bem, tratamentos modernos surgem e poderemos seguir vivendo! Continuar nossos sonhos, metas, filhos, casa, cachorro, periquito e papagaio! Tudo com uma ótima qualidade!

      Não quero mudar a sua opinião, é ótimo termos contrários, apenas gostaria que ponderasse antes de comentar algo que desestimula quem precisa da terapia atual/existente pra sobreviver e se a cura chegar, poder esperar por ela!

      • Lucio diz

        Acredito que você não entendeu: em nenhum momento afirmei que a indústria farmacêutica está “matando alguém”, e muito menos sugerindo que alguém não inicie o tratamento. Pelo contrário, a ingestão compulsiva de pílulas pode gerar um efeito placebo que acaba sendo positivo para algumas pessoas, da mesma forma que o mero diagnóstico pode destruir a saúde de alguém, que passa a ficar aterrorizado com uma simples afta (efeito nocebo). A propósito, se os governos e indústrias farmacêuticas estão tão empenhados nessa “cura” (enquanto trocam bilhões de dólares entre si por décadas), a quem é que a cobrança deve ser dirigida, mesmo?

  25. Marina diz

    Alguém aqui toma azt ou ja fez uso da zidovudina dentro do esquema e teve fortes dores de cabeça???
    Estou sendo tratada afim de restaurar meu aparelho digestivo…
    Faltam alguns meses p/ terminar o tratamento e se tudo der certo devo começar com o 3 em 1 logo que meu problema for resolvido…
    Zidovudina injetável e agora lamivudina como sendo no momento o único comprimido a ser digerido devido a intolerância gástrica que adquiri… Mas acabei vomitando mesmo com a lamivudina…
    Eles querem controlar as reações gastricas que em mim são bem mais fortes devido a um prolapso…
    Além de fraqueza e nauseas, minha cabeça dói muito…
    Alguém ja tomou algum medicamento que não agride o aparelho digestivo, afim de controlar a dor???
    Eles não receitam o medicamento, mas quase estou ir a farmacia afim de tentar algum…

    • Lucio diz

      Procure alimentos probióticos, a flora intestinal pode estar devastada por causa de antibióticos. Tomar mais deles nesse momento só vai agravar o problema. E lembre-se que a destruição da flora intestinal e suas consequências (má absorção de nutrientes) é o ponto de partida pra qualquer doença imune.

      • D_Pr diz

        Essa alimentação deve ser preventiva, depois do problema (destruição) da flora intestinal a reposição precisa ser feita com capsulas que contem concentração maior do que encontrada nos alimentos, com a recomendação de um médico, é lógico!

        • Marina diz

          D_Pr, agradeço pela resposta…
          Sinto que os antibióticos deu uma piorada no problema, mas com a ajuda que estou recebendo até de vcs fico mais motivada a enfrentar esta tormenta…
          É como se meu intestino estivesse bloqueado… E preciso fazer muita força p/ evacuar pequenas fezes bem moles…
          Muita dor abdominal e na região colo retal…
          Obrigada pela informação… Abraços

      • Marina diz

        Obrigada Lucio pela resposta…
        Realmente tomei muitos antibióticos, e meu ultimo exame de cd4 estava em 190…
        Agora não estou tomando devido aos riscos… Só em caso de urgência…
        Eu fico mais abalada não é tanto com o hiv, pois sei que ele é controlável, mas sim com o aparelho digestivo…
        Estou com dores abdominais tb… Mas vamos tentar uma melhora… Abraços

    • AMIGOS POSITIVOS diz

      Olá Marina, tudo bem!

      Eu também vou começar a tomar o 3×1 acabando minha medicação a próxima já começa! Tenho também problemas gastros, mas vamos em frente, sempre confiante em Deus pois a cura tá mais perto, bjs!
      Qualquer coisa me add no skype: AMIGOSPOSITIVOS bjs!

      • Marina diz

        AMIGOS POSITIVOS, vamos enfrentando os problemas…
        Pois é, se não fosse meus problemas gastros estaria tomando o 3 em 1…
        Você tb sente fortes dores na barriga??? Tudo que como parece não descer…
        Nauseas e vômitos… Congestão intestinal e problemas colon retais… Tive uma infecção…
        Mas to aqui tentando enfrentar toda esta avalanche…
        Obrigada pela resposta viu?
        Vou te add sim, obrigada…

  26. AMIGOS POSITIVOS diz

    Olá amigos meu bom dia a todos! Como passaram o Carnaval?
    Acabo de receber meus exames, vamos lá!
    Linfócitos CD4 46%
    Linfócitos T Auxiliadores CD4 573,0
    Linfócitos CD8 50,0%
    Linfócitos T Supressores 590
    HIV – Quantificação por PCR – NÃO DETECTADO
    Leucopenia “confirmada”
    Triglicérides 324 desejável até 150mg/dL
    Gente fui ao médico ele me receitou o 3X1 e como meu Triglicérides não baixa de forma alguma, vou tomar especifica para o Triglicérides.

    Quem quiser me add no SKYPE: AMIGOSPOSITIVOS

  27. AMIGOS POSITIVOS diz

    Olá Amigos!

    Gostaria que me tirassem uma dúvida. Perguntei ao meu infecto se eu tenho HIV ou AIDS ele disse que eu tenho AIDS.
    Pra mim HIV é para quem só o vírus e AIDS é para quem já teve ou tem alguma doença oportunista, alguém pode me ajudar.
    Nunca tive doença oportunista e espero nunca ter.
    Desde já agradeço a todos!

    Skype: AMIGOSPOSITIVOS

    • CARA + diz

      Cara,

      qual seu cd4?
      pelo o que sei, cd4 abaixo de 200-250 é considerado tecnicamente AIDS (mesmo sem apresentar nenhuma doença oportunista) pois há um risco agravado de doença e infecções.

    • Monika diz

      É isso mesmo,a partir do momento que voce apresenta uma ou mais doença oportunista esta com AIDS que pode com certeza ser revertido com os ARVS tornando assim indetectável novamente,estou lutando há um ano com retrovirais,sem conseguir zerar as cópias do virus,acredito que na proxima consulta o infecto irá trocar a medicação,no meu caso,é de fundo emocional,..no seu caso,entendi que o tratamento será preventivo,espero que se adapte pois melhora bastante a qualidade de vida….Fique bem!

    • Monikinha diz

      É isso mesmo,a partir do momento que voce apresenta uma ou mais doença oportunista esta com AIDS que pode com certeza ser revertido com os ARVS tornando assim indetectável novamente,estou lutando há um ano com retrovirais,sem conseguir zerar as cópias do virus,acredito que na proxima consulta o infecto irá trocar a medicação,no meu caso,é de fundo emocional,..no seu caso,entendi que o tratamento será preventivo,espero que se adapte pois melhora bastante a qualidade de vida….Fique bem!

      • D_Pr diz

        Monikinha, antes da troca da medicação converse com seu médico sobre a possibilidade de fazer uma genotipagem e saber quais as classes de medicação seu vírus é resistente!

        Um detalhe, quando iniciou a medicação para saber se a terapia está funcionando como deve, sua carga viral precisa cair 1 log… Por ex.: Sua carga viral era 10.000 cópias, um mês após a medicação ela precisaria estar em 1.000 cópias, ai o tratamento está funcionando… Também seria normal ela baixar até 3.000 cópias, estaria funcionando! Coisa que NÃO pode é após um mês de tratamento permanecer valores acima desses no exemplo, já caracteriza falha e seria necessário uma intervenção médica, não UM ANO, é apenas um dica, conheça melhor como funciona o tratamento, quais as finalidades e uma segunda opinião médica, outro infectologista!

        • Monikinha diz

          Oi D_Pr…ta dificil meu caro…temos aki apenas um infecto na cidade e segundo ele com o pagamento atrasado,e pasme… moro em Balneario Camboriu um dos maiores indices de hiv no sul…so Deus na causa!!obrigado por me responder,mes que vem estarei de ferias e irei para Floripa,procurar um profissional que me indicaram.

          • Hugo diz

            Olá Monikinha quem é esse profissional que te indicaram? Fiquei curioso. Moro em São José e o CTA parece ótimo mas estou achando um pouco lento. Abraços

  28. Olem diz

    Amores e Amoras…

    Chegando de um carnaval inesquecível com muita alegria, vida e beijos na boca.
    Um tanto assustado porque amanheci com aftas na boca, duas aftas.
    Alguém sabe informar se diz respeito ao HIV ou se é apenas coisa de excessivos beijos na boca? rsrsrsrsrsrs

    Outra coisa que gostaria de dividir com vocês: A Farmacêutica co CTA que sou atendido me orientou não tomar a medicação se em um dos dias eu resolvesse “chutar o pau da barraca” no que diz respeito ao uso do álcool, confesso que assim o fiz e estou meio noiado, alguém já fez isso? meu infecto falou que no dia do meu aniversário ou em uma data muito especial na qual eu fosse usar o álcool de forma excessiva eu poderia sim deixar de tomar a medicação para que o efavirenz não interagisse com o álcooll e causasse problemas no sistema nervoso central, mas isso não devia ser uma constante… tipo uma vez a cada dois anos.

    Estou bem, mas ainda estou me sentindo irresponsável e culpado por não ter tomado a medicação por um dia. Alguém já fez isso?

    Obrigado.

    • luquinha diz

      Olem , hoje não bebo mais , mais um dos meu infectologistas me orientou assim : se eu tomar a medicação as 20;00 horas da noite , uma hora antes da medicação em paro , e só volto a beber uma hora depois , ou seja paro 19.00 e volto a beber as 21;00,mais e para beber e não beberrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr ate cair e levantar , mais se o seu infecto falou isso talvez seja a sua medicação , agora não se sinta culpado por não ter tomado a medicação por 1 dia , deis que não se repita , tá bom !

    • Madamemin diz

      Olem,

      Eita carnaval bem bom esse seu! Rssss
      O meu foi bem menos agitado…..

      Bom, no que diz respeito à medicação, eu, particularmente, nunca deixei de tomar. Apenas esqueci uma vez, em quase sete anos.
      Qdo eu saio, tomo-os na volta.
      Contudo, se o seu infecto deu essa orientação, vc deve segui-la. A relação com o médico deve ser de muita confiança (a minha de confiança total e absoluta).
      Aliás, certa ocasião meu infecto disse que o efavirenz leva quatorze dias pra sair do sangue, do que concluo que, se vc deixar de tomar por um dia, não terá problema.
      Mas, por favor, ouça seu médico. Ele é quem sabe do seu tratamento.

    • Luiz diz

      Ensinei meus filhos a fazerem duas perguntas diante de qualquer informação. (1) quem disse e (2) o que disse. Quanto ao quem, tenho dúvidas que Militares médicos Egípcios, na situação em que se encontra aquele País, poderiam ser cientistas tão avançados a este ponto. Tampouco se pode dizer que o Egito seja um grande centro de pesquisa cientifica capaz de algo tão espetacular. Quanto ao que disseram, tenho mais dúvidas ainda, pois a noticia fala em uma máquina que encontra o vírus e outra que mata. Francamente me parece pouco provável quando se sabe que o vírus entra no nosso organismo e se aloja no interior das nossas Células.Outra coisa, se fosse ciência boa a noticia estaria publicada em revista cientifica de credibilidade , não por uma desconhecida jornalista russa. Muito suspeito para eu acreditar.

  29. Boa Tarde alguem sabe, se existe a possibilidade de um +, no caso eu, infectado e diagnosticado a um mes, mais possivelmente com fase aguda em novembro, hj com cv-13.000 e cd4-360, não infectar a parceira, pois, minha esposa ja fez tres testes e deram negativo, vai fazer outro semana que vem e por Deus tomara que de negativo, interessante e que tivemos uma vida sexual ativa e graças a Deus ela não contraiu, ultima relação sexual a 40 dias a traz, seria devido a esta carga viral estar mais baixa a meses atras e com isso nao ha infectou, alguem sabe me explicar e se posso ficar tranquilo quantoa a minha esposa, muito obrigado.

    • D_Pr diz

      Se ela fez com intervalo maior que 30 dias e posteriormente repetiu sendo os resultados ambos negativos, caso encerrado como diz o Sérgio! Uma pergunta, na última relação de 40 dias você já sabia seu diagnóstico e usaram preservativo?

  30. D_Pr
    a 40 dias atras eu ainda não sabia o diagnostico por isso a preocupação, mais com muita esperança que ela nao tenha cido contaminada, pois tivemos relações sem preservativo, pois nao sabia, a espeça porque ja estava contaminado ano passado e o ultimo exame dela no dia 05fev15 deu negativo, vamos para esse ultimo exame, de 40 dias para ca nao tivemos mais relação, essa carga vira sera que a um mes atras estava mais baixa e alguem sabe se essa carga viral o risco de transmissão e mais baixo ou não?, li uma pesquisa que fala sobre carga viral e la informava que fizeram um teste com 50 casais soro discortande ente eles 35 tinha carga viral ate 12.000 e os demais 15, carga viral acima de 50.000, e na pesquisa informava que os 35 casais com cv ate 12.000 nao transmitiram o virus para o parceiro, enquanto os 15 casais com carga viral acima de 50.000 transmitiram, sera verdade essa pesquisa?, abraço a todos

    • D_Pr diz

      Quantos dias foi o intervalo entre a última relação e o exame? Se foram de 20 dias existe chances muito grandes de se confirmar “não reagente”. Amigo pra transmitir o vírus sua carga precisa ser bem alta, caso não exista nenhuma outra DST.

      E pense assim, se ela não pegou durante a infecção aguda, não seriam nas últimas relações!

      Como diz o Luquinha aqui do blog, a chance de ganhar na mega-sena é maior do que contrair HIV!

      Olha sobre esses dados da pesquisa, não sei te responder, não conheço! Uma vez li que a carga viral pode oscilar em até 3 x pra maior ou menor sem tratamento! Digamos, se sua carga foi de 13000 no exame, durante as relações ela poderia ser 4250 ou até 39000, um numero pequeno pra transmitir HIV! Os casos de 50000 poderiam ser de 16700 ou até 150000, justificando a transmissão nos dois últimos casos 50 e 150 mil cópias! Não sei, apenas compartilhando algo que li uma vez e posso ter dito uma besteira sem tamanho! Nesse caso de carga viral e exames, temos uns feras aqui, inclusive que pelo tanto que lemos poderíamos dizer que infelizmente, tua infecção não é recente! De novembro como disse e sim de antes!

    • Hope diz

      Oi Anônimo,
      Eu eu eu marido temos um caso parecido com o seu… porém, quando meu marido descobriu, estava com CV altíssima. Não foi contaminada (fiz exames com janela de 40 e 120 dias).
      Achei que tinha sido um milagre nas depois vi que é algo até comum.
      Pelo que li também 40 dias é uma janela bem segura…
      Boa saúde para vocês!

  31. Lucio diz

    Um pouco mais de ciência:
    “Los retrovirus endógenos humanos (HERV) comprenden una parte significativa del genoma humano; y por ende una función significativa en la evolución del ser humano. Con aproximadamente 98.000 fragmentos y elementos HERV, estos componen casi el 8% del genoma actual del ser humano; los cuales el ser humano ha adquirido en diferentes periodos temporales de su evolución.” – Ou seja, o genoma do ser humano É composto de partículas retrovirais, pró-virús latentes e retrotransposões que existem desde sempre, responsáveis por mutações evolutivas na espécie.

  32. D_Pr diz

    Um pouco de humanidade! Isso é o que desejamos quando gritamos pela CURA!

    Texto encontrado após a Segunda Guerra Mundial, num campo de concentração nazista:
    “Prezado Professor, sou sobrevivente de um campo de concentração. Meus olhos viram o que nenhum homem deveria ver. Câmaras de gás construídas por engenheiros formados. Crianças envenenadas por médicos diplomados. Recém-nascidos mortos por enfermeiras treinadas. Mulheres e bebês fuzilados e queimados por graduados de colégios e universidades. Assim tenho minhas suspeitas sobre a Educação. Meu pedido é: ajude seus alunos a tornarem-se humanos. Seus esforços nunca deverão produzir monstros treinados ou psicopatas hábeis. Ler, escrever e saber aritmética só são importantes se fizerem nossas crianças mais humanas.”

    • Lucio diz

      Acho que você está começando a entender que tipo de pessoas estão por trás da Big Pharma. Ufa!

      • Lucio diz

        E claro, de certas agências dos governos (e organismos internacionais).

        • D_Pr diz

          Eu discordo de você em alguns pontos abordados, pois, podemos ter pessoas que um comentário nosso pode influencia-las de maneira a ser auto-destrutiva! E não é isso que queremos!

      • D_Pr diz

        Não é apenas da Big Pharma Lúcio, é de tudo que envolve dinheiro!

  33. Lucio diz

    D_Pr
    Não se preocupe. Seus comentários serão destrutivos apenas se você tiver essa intenção. Se não a tem, pode ficar tranquilo.

  34. Dere diz

    Oi galera, comecei quinta feira meu tratamento com 3×1. Perdi um pouco do sono, isso é normal?! No mais acho tudo normal pois sempre malhei, corri, natação e cuidava da alimentação. Tenho medo de perder massa muscular, ficar magro de mais, parecer visívelmente com a doença. .. isso é possivel? Hoje faz 3 semanas da minha descoberta e ainda muito confuso… tem horas que até esqueço mas quando vem a idéia. .. minha cabeça fica a mil bate uma angústia e desespero… meu medo é de ter que parar de fazer as atividades fisicas que eu mais gostava, de parar de jogar nos JUBS pelo Brasil. .. vivia uma vida de atleta … gostaria muito de saber de vocês sobre perda de peso, perda da massa magra no corpo, perde em qualidade de vida… acho q a infecto.. fala que posso ter uma vida normal só para me tranquilizar… agradeço desde já. .. e feliz por este blog.

    • sampapoa diz

      Dere, sou ratinho de academia! não se preocupe! 😉 antes de fazer o tratamento eu estava perdendo massa muscular (estava visivelmente bem mais magro). mas depois da medicação ela está voltando (e bem rápido!). os treinos de força também não são influenciados pela medicação! 🙂 EU ADORO ESPORTES E MINHA VIDA SEMPRE FOI DE ATLETA TAMBÉM! CONTINUO O MESMO. não tanto né… seis meses depois minha infecto se assustou com o tamanho dos meus braços e logo se envaideceu como com a própria competência! hahahhahahahah ela havia me conhecido já bem mais magro. e repito: LUGAR DE TODO SOROPOSITIVO É NA ACADEMIA!!!!!!! LUGAR DE TODO SOROPOSITIVO É PRATICANDO ESPORTES!!!! 😀

      😀 E VIVA O SOROPOSITIVOS MAROMBEIROS DESSE BLOG! A VIDA CONTINUA, E COM MUITO FERRO PRA PUXAR!!! 😀 (ao som de rock, de preferencia 😛 )

      • Dere diz

        sampapoa, curti muito seu comentário, sou rato de academia e também sou atleta e jogo pela universidade. Vi que a vida não estaciona no tempo, e com seu comentário foco na academia e na vida, preconceito?! que se F#$2! Vou viver e viver bem mais que soronegativos…. VLW mesmo pela força! E VOLTAR A FICAR MAROMBEIRO!

      • Renatinho diz

        Sampapoa
        Show d bola o teu comentario e sim viva o SOROPOSITIVO marombeiros a vida realmente continua eu treino normal tomo varios suplementos e faço até uns ciclos kkkkkkkk e por experiencia propria não podemos viver o HIV quando eu descobri parei de treinar fiquei muito magro e tals mas agora to grande forte a minha medica toda vez q me olha sempre fala do meu tamanho meu a vida continua e todos q descobrem HIV devem ir se exercitar fazer qualquer atividade fisica nos ajuda MUITO

    • Renatinho diz

      Dere
      Fala amigo força aiiiiii pois no começo é dificl mesmo mas o importante é vc não deixar de viver
      Sobre academia meu eu treino a 6 anos e fiz varios ciclos eu descobri faz um ano e meio e to continuo treinando não faço mais tantos ciclos como antes mas ainda faço kkkkkk
      Meu vc só irá perder peso se vc não se alimentar direito ou desenvolver alguma doença oportunista mas vc tá tomando os medicamentos e vai ficar TUDO BEM vc VERÁ .
      Qualquer coisa me manda um e-mail renatinhoreiss88@gmail.com

  35. Luiz diz

    luquinha

    Essa notícia dos médicos egípcios procede ou é fake? Alguém tem mais informações atualizadas?

  36. D_Pr

    Muito Obrigado pela orientação, confiante e na luta de uma cura tenho muita esperança, para este virus, que não e possivel que vai driblar o ser humano por muito mais tempo, confiante na cura, abraço a todos, firmes na batalha, mais uma experiencia de vida conhecer vcs.

  37. triste vida diz

    Muito agradecida por todos comentários e conselhos que tenho lido aqui no blogue. Ainda nao tenho meus resultados assim que estiver posto para vcs e me derem alguns conselhos. Bjs a todos e com a Graça de Deus todo é possível p aquele que crê… E Eu Creiooo… Já teremos a CURA TOTAL

    • CARA + diz

      opa, então faz o favor de mudar esse nick para Alegre Vida, ou melhor – ALEGRE VIDA (em letras garrafais mesmo)…hehehehe

  38. Vida positiva H diz

    Se alguém puder me ajudar agradeço muito: meu namorado está tomando os antirretrovirais Efavirenz, Tenovir e Lamivudina há quase 2 meses, mas está nascendo muitos caroços no corpo dele, antes era só nas pernas e agora tá aparecendo no pescoço, ele tá com alto estima muito baixa por isso, o médico dele disse que isso vai continuar até o cd4 dele subir o último exame cd4 que ele fez em dezembro deu 65 mm3. Esses caroços e manchas no corpo é normal mesmo tomando a medicação corretamente?

    • Secret Guy diz

      Siiim…

      Esse é um problema devido ao baixo CD4. Agora é ter paciência e foco no tratamento que as coisas melhorarão com o tempo!!

      Na verdade, ele deveria ser agradecido por só ter esses caroços. Com esse CD4 tão baixo ele poderia ter desenvolvido algo bem pior. Isso logo passará! Agora ele não deve pensar nos fatores negativos. Ele é uma pessoa de muita sorte!

      Abraços!

  39. Lucas+ diz

    Olá galera!

    Bem, um breve relato em busca de informações e algum suporte.

    Dia 07/01 fui diagnosticado +, meu mundo acabou, no mesmo dia corri pra internet e achei o blog, onde encontrei vida, e o blog me devolveu a vida que lá tinha acabado.
    Semana passada eu completei 20 anos, e um dia antes disso eu fui à minha primeira consulta com o infecto, que pareceu triste por mim, mais do que eu. Agora eu tenho uma bateria de exames para fazer agora e, meu retorno está marcado para 12/03. onde saberei a quantas anda o estágio do vírus no meu corpo e a medicação e tudo mais. Não vou dizer que não estou preocupado, na verdade chego a ficar bem inquieto esses dias. Espero que não esteja tão mal! =\
    Bem, o que eu quero com esse post é poder encontrar pessoas que assim como eu passaram por isso que estou passando. Poder conversar e conhecer um pouco mais sobre essa minha nova condição…
    Agradeço sempre por ser uma pessoa que ama a vida, e apesar dos meus medos e angustias vocês me devolveram esse meu lado apaixonado e tenho seguido firme.

    Desde já um grande abraço.

    Lucas+

    • Mike + diz

      Olá Lucas +,
      Tenho 21 anos de idade e também recebi o diagnóstico de reagente para o HIV no dia 07/01. Fiquei desesperado, pois não esperava esse resultado. fiz o exame apenas para “confirmar” que estava tudo bem comigo e porque eu estava me relacionando com uma pessoa e queria ficar um pouco mais tranquilo na nossa relação, pois já havia um tempo que eu não fazia o teste para o HIV. Contudo, o resultado não foi o que eu esperava. Fiquei bastante mal, até hoje fico oscilando muito entre meus momentos de esperança e angústia. Mas consegui acreditar muito mais no meu futuro através dos depoimentos aqui mo blog. Acho que interagir por aqui vai te ajudar também. Não se desespere em relação aos exames. Eu ainda estou no aguardo dos meus resultados também e percebi que o que mais precisamos ter é esperança e garra para encarar vida, porque ela continua. Um abraço e se cuide.

      • Lucas+ diz

        Obrigado Mike+,
        Assim como você fui confirmar que estava tudo bem, mas recebi a noticia e nada ficou bem, o blog e vocês tem me ajudado!
        Se quiser me mandar um oi por email!
        lupop89@hotmail.com

        Obrigado a todos!

      • Kaliul diz

        Mike+,

        Meu caso foi parecido com o seu. Estava/estou namorando um cara e fui fazer o teste só por fazer. A demora de receber o resultado e ter que refazer desconfiei que o resultado seria positivo. No começo é dificil, mas depois meio que se acostuma. Não é facil, mas a gente vai levando como pode. Com quase seis meses da descoberta e tratamento, estou bem melhor. Comecei a fazer terapia que esta me ajudando bastante. Levantar a cabeça e nunca desistir por mais dificil que seja.

        • Mike diz

          Kaliul,
          Pois é, mas no meu caso não estou mais com a pessoa que eu estava quando descobri ser soropositivo. O término nessa minha relação ocorreu logo depois da descoberta do meu diagnóstico. Tínhamos conversado um tempo antes sobre o HIV. Eu sempre fui um cara que me cuidei, e ele acho que também sempre se cuidou. Nossa relação era muito boa, nos cuidávamos e nos respeitávamos bastante. Por isso decidi fazer o teste para saber se estava tudo ok mesmo. Tinha essa convicção rs E fiquei surpreso com o resultado. Mas não falei nada sobre ter feito o teste.( Acho que ele teve a mesma ideia). Porque logo na descoberta do diagnóstico uma semana depois do teste estava decidido a contar para ele, para que ele fizesse o teste e pudesse se cuidar caso o resultado fosse positivo, mas ele foi se afastando. Não sei se foi pelo fato de talvez ter recebido o mesmo diagnóstico. Não sei se foi ele que me infectou. Pelo que conversamos no dia que terminamos foram motivos pessoais dele não estar dando mais certo, mas não sei se o HIV teve relação também. E assim tive que seguir, sem ele e sem poder contar a ele o que aconteceu. Acho que só devemos nos abrir para pessoas de total confiança, que permanecerão conosco pro resto da vida. O preconceito ainda é muito grande, então devemos tomar cuidado em quem confiamos. Fiquei triste pelo meu término e pela dúvida em saber se teve relação com o HIV. Na verdade, acho que agora nunca saberei, mas a vida segue e devemos deixar o passado para trás. Um abraço!

          • Cara do Bem Sampa diz

            É Mike…. faz sentido o que descreveu….
            O preconceito é enorme…. contar ou não torna-se um grande dilema.
            Desejo que tudo se ajeite e a tal pessoal apareça pra vc.
            grande abraço

    • Cara do Bem Sampa diz

      Olá Lucas+
      descobri em 10/02.. e como vc, encontrei aqui, razoes pra continuar…
      entre altos e baixos, creio que o melhor caminho é a informação e buscar tratamento.
      nao desista.
      conte comigo para conversarmos.
      como vc, tb quero conversar com que passa o mesmo que eu.

  40. farmacêutico diz

    Boa tarde!

    Amanhã começa o CROI Conferência Anual sobre Retrovírus e Infecções Oportunistas, sempre há grandes novidades neste encontro, vamos aguardar!

  41. Olem diz

    Sampapoa e Dere …

    Estou com vocês…

    O meu maior medo ao me descobrir soropositivo foi o mesmo seu Dere: O de ter que parar de fazer atividades físicas. Pratico atividades físicas desde os 9 anos de idade e sou um apaixonado por tudo o que envolve esporte e dança… a sensação de perder isso é algo assustador mesmo. Não sou tão rato de academia mas me exercito muito com pilates, dança e aulas de boxe além de corridas. Antes da medicação eu estava me sentindo sem força e sem vontade de fazer exercícios, mas tive que parar e refletir e entender que somente eu poderia fazer algo por mim naquele momento. Iniciando a medicação me tornei mais disposto, mais faminto, mais acordado e com uma fome de viver inenarrável, se os efeitos colaterais aparecem eu confesso que nem os percebo, a gente acaba descobrindo – como muitos já postaram aqui no blog – que temos mais força do que pensamos, essa é uma contestação maravilhosa nesse processo de relação com o HIV.
    É bem verdade que em alguns momentos – AINDA – surgem alguns medos e angústias, mas é bem verdade também que esses medos estão relacionados ao estigma legitimado no desenvolvimento do HIV ao longo dos anos.
    Hoje em dia a realidade é outra, podemos ver isso aqui nesse blog, depoimentos incríveis que nos enchem de emoção e nos instigam a querer viver cada vez mais.
    São tantos avanços… tantos!

    Eu quero a vida, como você meu caro Dere, como vc meu caro Sampapoa e como muitos que aqui partilham-na cheios de esperanças e luz!.

    Um bom início de semana a todos!

    • Dere diz

      Olá Olem, sou bolsista em uma universidade por conta do esporte, jogo em todo brasil e já cheguei a viajar para fora do país para jogar. Quando me vi com esta doença fiquei louco, ainda estou com medo, confesso.. mas tenho mais vontade de viver como você e muitos aqui… não irei deixar de malhar e nem de treinar, os medicamentos irão aumentar ainda mais minha imunidade e minha disposição… mais uma semana na luta… para ter uma vida saudável e feliz. Eliminando o preconceito que é grande e a má fama que esta doença traz. Boa noite a todos e ótima semana…. DEUS ESTA NO COMANDO!

      • Hope diz

        Dere, meu marido é atleta profissional… e desde que descobriu a sorologia, há 5 meses, não deixou de trabalhar e treinar nenhum dia por causa da sua condição… Sente-se muito melhor agora, depois que iniciou o tratamento pois tudo indica que sua infecção era antiga!
        Bola pra frente!

  42. Goiano+ diz

    Boa noite,

    Tenho 22 anos de idade, no final do ano passado, vi uma campanha pela televisão, incentivando as pessoas a fazerem o teste do HIV, por isso enfrentei o medo e resolvi me testar, e acabei recebendo o diagnóstico em que descobri ser soropositivo. Nos primeiros dias após essa descoberta passei por momentos horríveis, em que só pensava em morrer, desistir da vida, acreditando não valer a pena continuar neste mundo. Pesquisando em vários sites sobre essa doença que agora irá me acompanhar para o resto de minha vida, acabei encontrando o JS, e aqui nos comentários, encontrei tantas pessoas iluminadas e com vontade de seguir a vida, que isso, de certa forma, me deu um ânimo para continuar vivendo. Percebi que o HIV é tratável, e que a maioria das pessoas que segue o tratamento leva uma vida normal. Por isso agora, após passar o susto inicial, a coisa que eu mais quero é iniciar logo o meu tratamento, para não ser vítima de nenhuma doença oportunista e, assim, continuar a minha vida, não desistir dos meus planos, e buscar a minha felicidade. Apesar de não conhecê-los, sintam-se abraçados por mim, vocês não fazem ideia de como ler os comentários aqui me fez bem, muito obrigado mesmo!!
    Esta semana irei à minha primeira consulta, e espero começar rapidamente o tratamento, quero me manter saudável e continuar correndo atrás dos meus objetivos, pois apesar de ser soropositivo, percebi que a vida continua…

    Grande abraço a todos!

    • rcpalmas diz

      Isos mesmo goiano mais estmaos no mesmo barco, querendo conversar t oaqui so passar email abração, moro em tocantins

  43. Goiano
    Para o resto da vida esse virus nao vao te acompanhar nao esperamos logo logo dar um basta um fim nele, temos fe e no máximo em cinco anos ele vai sumir da nossas vida

    • Goiano+ diz

      Oi anônimo. Realmente a cura seria uma revolução sem precedentes, mas eu sinceramente não acredito que ela virá, pelo menos não na minha geração. São muitas coisas envolvidas, e infelizmente o sofrimento de muitos gera riqueza para poucos. Talvez a nossa qualidade de vida melhore, sem efeitos colaterais e novos medicamentos em doses não diárias, mas a cura definitiva eu ainda não creio.

      • Goiano, vc terá mais uns 60/70 anos de vida. Acho que verá a cura sim rs. A vida não muda, as vezes rola alguma flutuação de humor e a gente pensa no vírus. Mas quem nunca ficou de cara amarrada por motivo nenhum? Ou acordou com um barulho que te deixou amargo por horas?
        O que realmente ganhamos é uma agenda nova, só isso!

        • Goiano+ diz

          Binhomais, espero viver muito sim, e com qualidade de vida. E espero de verdade que eu esteja errado, para poder ver a tão sonhada cura. Boa semana!! 🙂

  44. Lucio diz

    Marina,
    É importante tomar muito cuidado com os antibióticos, e não tomar de maneira nenhuma sem receita médica. Uma das chamadas ‘infecções oportunistas’ da AIDS é a pneumonia fúngica (jirocevi) e a candidíase. Porém, o excesso de fungos no organismo nada mais é do que um marcador biológico da ausência de bactérias, e como todos sabemos, os antibióticos as destroem (lembre da penicilina). Além do mais, o uso contínuo pode gerar resistência a outras bactérias patogênicas, o que pode levar a doenças mais agudas. E isso pode acontecer com qualquer pessoa que abuse de antibióticos, sendo soropositivo ou não.

  45. Pessoal, bom dia!
    Acordei mais cedo para coletar exames. Até o final da semana volto para contar/confirmar que estou indetectável.
    Boa saúde a todos!

  46. D_Pr diz

    Posta por HIV SWISS:

    Leiam pessoal!!!

    “Eu me trato na Suiça o tratamento é caro, paga-se o ”Seguro Doença” mensalmente, ja que nao existe sistema publico de saude aqui. Além deste plano médico paga-se uma participaçao que varia dependendo do plano escolhido, ou seja, gasto mais de 1500 reais todo mês com o tratamento, aqui temos varios medicamentos 3×1 4×1, o subustituto para Tenofovir+lamivudina+Efavirenz chama-se Atripla e custa 1.260,00 francos-suiços, cerca de 3 mil reais (tratamento para 1 mês) mas felizmente é reembolsado. Meu comentario é para falar que aqui na Suiça existe o Swiss Statement que diz que um paciente com carga viral indetectavel sem outras DST’s a mais de 6 meses nao pode transmitir o HIV por via sexual, esta é uma medida adotada desde 2008 na Suiça dos 894 casais sorodiscordantes acompanhados sendo 586 casais heterosexuais e 308 casais homosexuais nao houve contagio do HIV para o parceiro soronegativo mesmo nao usando preservativo, ou seja, na Suiça carga viral indetectavel sem DST durante 6 meses HIV indetectavel é HIV negativo e você nao transmite e mais, se o HIV nao é dectavel no sangue ele também nao é detectavel no esperma.
    http://www.seronet.info/article/indetectable-intransmissible-lavis-suisse-4-ans-46126
    Qualquer problema com traduçao me avise.”

  47. Dere diz

    Oi gente… podem.me tirar uma dúvida. .. minha infecto viajou e estou com uma dúvida. .. Estava programado para eu fazer um Ciclo Hormonal com Para ganho de massa magra… é possivel para um soropositivo …..?! Mas com a descoberta de ser positivo a 3 semanas… posso continuar com o tratamento? Na dúvida. …. pesso ajuda para quem puder me ajudar…. Forte Abraço a todos!

    • Cara+ diz

      Dere

      sugestão de amigo. Converse com o seu médico, pois, por melhor que sejam as intenções das pessoas aqui em se ajudar, a única pessoa que pode, efetivamente, te dizer o que pode e o que não pode no seu caso é seu médico, que acompanha o seu quadro clínico.

      O melhor a fazer é esperar ele voltar das férias e perguntar.

    • Complicado. Se o seu médico for sério, ele vai dizer não faça. O tratamento hormonal é uma caixinha de surpresa que pode afetar diversos aspectos da sua fisiologia. Se você já “ciclou” alguma vez na vida, lembra de como afetou seu organismo e seu emocional? Mesmo que seja um ciclo leve, poderá ter problemas. Mas existe alguns casos que o ciclo hormonal pode ser inclusive recomendado. Geralmente após algumas debilitações. Algumas drogas foram disseminadas inclusive para uso de tratamento de pessoas que tiveram redução da massa corpórea de forma drástica. Sabendo que geralmente que usa anabolizantes está disposto a pagar certo risco para um alcance estético. Eu pelo menos aconselho que você adie por enquanto o ciclo por dois motivos. O ciclo pode desencadear um efeito de supressão da imunidade e levar a uma redução de CD4 precoce e o aparecimento de alguma doença oportunista. Inclusive daquelas que deixam marcas no corpo. Então entre estar mais menos fortinho e com um bom aspecto por mais tempo, ou ter que sair correndo atrás do tratamento pois sua saúde ficou debilitada pelo uso de AEs, prefira a primeira opção. O desencadeamento da diminuição drástica de CD4 geralmente é acompanhado de um emagrecimento forte, justamente o efeito contrário do que procura… Também não fique deprimido sobre isso, procure sua infecto, fale sobre o seu desejo de ter um corpo mais sarado, procure também um bom Endocrino e explique sua condição atual, eles vão explicar com mais detalhes sobre os riscos, e mais do que isso, caso você ainda queira correr, terá o máximo de suporte para evitar alguma consequência muito séria…

  48. Cara do Bem Sampa diz

    Boa noite Pessoal!
    Descreverei um breve relato, pois como achei informações que me ajudaram, creio que pode ajudar quem ler….
    Em checkup de rotina, recebi diagnostico positivo para hiv em 10/02…. nesse dia paralisei, meu mundo caiu, senti vergonha, medo e não sabia o que fazer. Achei o site, me informei, vi relatos motivadores e descobri o início do caminho. Busquei na internet endereços e telefones de CTA´s em minha cidade e fui até la. Levei o exame, e fui encaminhado para ser atendido por um médico e fazer exames complementares. Vale ressaltar que fui muito bem recebido, tanto pelo médico e enfermeiros. Em meados de março já terei (creio eu) acesso aos exames complementares.
    Aí veio a segunda parte, tão difícil…. como namoro a mais de 3 anos, tive que contar para ela o meu diagnóstico. O medo de contar e esperar a pior reação dela me consumia. Pois após dizer que tinha hiv, teria que dizer como contraí, já que o último exame que fiz a um ano atrás deu negativo. Contei a ela, contei também que tive relações fora do nosso relacionamento, e que não me cuidei como deveria. Duro… mas só me restava ser verdadeiro. Era o que esperava que alguém fizesse comigo….
    Foi difícil pra mim contar , foi difícil pra ela ouvir….. pois além de saber que eu tinha hiv ela teve que ouvir que houve traição. Me senti muito envergonhado. E pedi que ela fizesse o teste. Minha grande dor, será te-la infectado…. 😦
    Ela me pediu um tempo… e já imaginei que ficaria só e que nunca fosse perdoado…
    Mas fui surpreendido dias depois por ela que disse que vamos lidar com isso juntos…. E não nego, me deixou mais calmo e confiante.
    Não sou um mal caráter…. cometi erros e decidi pela vida. e vou me cuidar.
    Ela ainda está criando coragem pra fazer o teste. disse precisar de um tempo. e estou encorajando-a pra fazer e estarei do lado dela.
    vejo que daqui pra frente, será uma etapa de cada vez, pequenas batalhas a serem travadas, mas espero voltar aqui e poder contar vitórias como tenho lido aqui.
    obrigado por compartilharem suas conquistas, elas tem me fortalecido.
    grande abraço

    • TheKing diz

      Parabéns pela coragem. Tbm passei por uma situação semelhante e sei que não é fácil. No meu caso tive q avisar pro cara ir atrás da PEP, pq ainda daria tempo dele se proteger. Que outros como nós tenham esse discernimento e a coragem pra salvar alguém. É com atitudes assim que provamos a cada dia que não são os S+ conscientes que transmitem o vírus, e sim os sorointerrogativos (S?). Agora é focar no INDETECTAVEL, e caso ela esteja infectada, mostrar q nem td pode ser flores, mas está mto longe de ser um emaranhado de espinhos. Existe mais que vida depois do hiv, existe sonhos, felicidade, amor, cumplicidade e acima de td, existe futuro.

      • Cara do Bem Sampa diz

        TheKing obrigado.
        Realmente é bem dificil admitir. Mas… cada um faz o que entende como correto né?
        Importante é tentar ser o mais honesto e cuidadoso possível com o outro.
        Acredito que exite vida ainda, e muita… e vou seguir de cabeça erguida.
        Pois tenho clara consciência do ser humano que sou!
        Enfim… estamos juntos nessa jornada.
        grande abraço

    • Cara do Bem,

      Sua historia e igual a minha, decobrir no final de janeiro e estava desesperado em contar para minha mulher, mais contei e como asua ela me perduou e esta junto comigo nessa batalha de altos e baixos, mais baixos que altos, ela como esta gravida minha preocupação me deixou desesperado e sem chão, tinha feito o teste em outubro e tinha dado negativo, fez um em janeiro quando falei deu negativo, fez outro no inicio de fevereiro deu negativo e fez um ontem dando negativo graça a Deus, não contaminei minha esposa, esse dia fiquei muito feliz, apesar que ja estou triste novamente, tenho consulta amanha minha carga viral e 13.000 e meu cd4 370, acho que iniciarei o tratamento com TARV, que lição de vida, para mim que amo minha esposa e desepcionei ela assim, mais a vida continua e a minha e a sua como verdadeiras guerreiras nos cuidando e se for como todo mundo diz nos intetectavel seremos normais, vida noemal, alegria renovada e familia feliz, abraço

      • Cara do Bem Sampa diz

        EGC
        imagino a preocupação e desespero.
        Estou muito feliz, por vc, por ela e pela família. E espero termos a mesma benção.
        Não fique triste, daqui pra frente, pelo que vejo, será um passo de cada vez.
        Espero em breve ótimas noticias da evolução dos seus exames.
        grande abraço

    • Caesar diz

      Prezado Cara do Bem Sampa,

      Aconteceu algo parecido comigo. Só que eu é quem estive do outro lado. Em um check-up de rotina, descobri que tinha o vírus em uma sexta-feira, em junho de 2014. Meu chão desabou e senti um calafrio e uma fraqueza no corpo ao ouvir o resultado. Falei diretamente para meu namorado fazer o teste imediatamente também e fiquei muito surpreso ao ver que a reação dele foi a mais displicente possível: que ele deixaria para fazer o exame depois de uma viagem à casa de amigos no final de semana pois “agora já era mesmo, não faria diferença alguma”, nas palavras dele.

      Já estávamos juntos desde janeiro do mesmo ano e eu confiei plenamente nele para fazermos sexo sem camisinha. Nunca o traí e sempre confiei nele. Sabia que ele tinha me passado o vírus, mas ainda ficava pensando se tinha havido uma possibilidade de eu ter passado pra ele. Com isso tudo tudo, fiquei deveras deprimido e um mês depois não consegui mas continuar com o namoro, apesar de continuarmos amigos. Tanto que estive ao lado dele no mês seguinte, quando ele começou a tomar os remédios e teve forte reação. Entretanto, por morarmos em cidades diferentes aqui no DF, e por tanta demora nos meus exames, só comecei o tratamento em janeiro de 2015 (decidi iniciar o quanto antes, para evitar qualquer doença oportunista – minha imunidade estava acima de 550 e com um pouco mais de 84 mil cópias do vírus. De acordo com ele, a imunidade dele está perto de 200 com mais de 1 milhão de cópias do vírus).

      Mas ao começar a tomar a medicação, tive muito medo das reações, como já tinha lido que muitos as têm e como meu ex teve. Por isso, pedi ajuda para ele, já que eu poderia precisar de algum apoio. E foi aí que descobri a real verdade: soube que ele já tinha conhecimento em ter HIV desde pelo menos março e que começara o tratamento em abril. A vez que estive com ele quando aparentemente tinha começado a medicação era apenas uma reação a benzetacil para tratar uma infecção oportunista e nada relacionado com o esquema que tomava – ele já apresentava um quadro de AIDS.

      Apesar de ter visto a carteira de recebimento do remédio dele, ele jurou de pé junto que eu tinha lido errado e que eu deveria confiar nele. Inclusive, sugeriu que foi eu quem o havia contaminado e não o contrário. Sou muito tranquilo, mas isso foi o suficiente para eu ter dado um basta e, quando o coloquei contra a parede, ele, então, meio que confessou relutantemente.

      Hoje, fico pensando o quão irresponsável foi de não ter me avisado o quanto antes. Claro que consenti com o sexo desprotegido, mas ele manteve em segredo ter HIV durante pelo menos quatro meses. E em nenhum momento ele se preocupou ou em me proteger ou em simplesmente ter me contado a verdade, para eu começar a me tratar. Acredito que ele descobriu ter o vírus depois de já termos tido sexo sem proteção, mas mesmo assim, era obrigação dele ter me contado, pois poderia ter colocado minha saúde – e mesmo minha vida – em risco.

      Graças a Deus, estou muito bem de saúde e fora uma tontura durante menos de duas semanas e um leve gosto metalizado na boca que durou um mês aproximadamente, não tenho reação nenhuma a medicação. Até mesmo por consegui os remédios só tão tardiamente, já estou tomando o 3×1. Claro que meu emocional ainda está em recuperação. Mas como uma sábia amiga uma vez me disse: um passo de cada vez.

      Não importa o quão dificil seja o que ocorreu, o melhor a se fazer sempre é falar a verdade para nossos parceiros e incentivá-los a tratar-se o quanto antes. Sei que deve ter sido imensamente difícil você ter que contar para ela algo do tipo, mas saiba que foi o melhor a se fazer. Erros, todos nós cometemos. Mas devemos aprender com eles; seja os nossos ou dos outros.

      Grande abraço,
      Caesar

      • Cara do Bem Sampa diz

        Oi Caesar,
        Obrigado por apresentar seu ponto de vista.
        O melhor de participar desse blog é poder saber que não estou só.
        Tenho conversado com pessoas do bem, que tem me feito me sentir melhor e espero estar retribuindo.
        Sua amiga tem o mesmo lema que eu: um passo de cada vez.
        Estamos juntos nessa.
        Conte comigo.
        grande abraço

  49. Dere diz

    Oi gente, o lado ruim desta doença é nossos pensamentos e medos, tem dias que você nem lembra que tem a doença mas tem dia… que fica puxado, angústia e medo. Achando que a vida acabou…. eu não sofri nenhuma reação com atripla.. penso que é vitamina… mas o medo esta grande… pensamentos vai e vem… mas temos que ter força, mais que antes.. Não será fácil conviver mas temos que ter fé e que venha a cura que eu acredito que esta bem perto!

    • HBR diz

      Dere, sou soronegativo!
      Pode se dizer que venho acompanhando sobre o HIV, mas também certo outros tipos de doenças em relação ao Câncer “pior deles”. Hoje é 3×1, amanhã em breve 1 em cada uma semana, ou até mesmo uma vacina até tantos meses ou pro resto da vida “cura funcional”. Mas tenho certeza que experimentos de longo prazo será vencido nessa batalha que dura anos. HIV é vírus, ele não te destrói, mas sim destrói suas células de defesa. Equilibre, tome certo seu remédio, que em breve, terá notícias boas, até mesmo antes que você espera. Nossa tecnologia de hoje dão pulos maiores que de 2010. Imagina então 2015 pra frente, até 2020, eu creio que há uma cura, só que experimentos clínicos em humanos, possa demorar para que chegue logo a cura. Mas nada que em 10 anos isso tudo seja concluído, exemplo até 2025 ou até antes disso. 🙂 Palavra de Amigo. Uma dica: não fume, pratique algo que goste como esporta, se você bebe, bebe moderadamente, se alimente bem, tome seu remédio na hora certa porque ele vai deixar seu vírus indeclinável, isso facilita que sua imunidade “caso seja baixa” em constante progressão e uma vida normal como de uma pessoa saudável.

      “Vive a vida, esquece argumentos que você não deseja ver” “Colhe palavras que te serve em momento de angustia se tiver, não deixe que abale, tenha amigos, saia de casa… esquece que tem o vírus… tenha família, filhos!!!…

    • HBR diz

      “Beneficiados por incentivo do NIH conseguem matar células infectadas pelo HIV trazidas dos esconderijos”

      Este é o o Titulo do topico!
      Olha a evolução, ninguém percebeu ainda isso.
      Tem que ser humilde contra o Vírus, maior barreira agora, é essa.
      Conseguir matar todos em seu esconderijos. Fazendo isso. 0,00%.

  50. Dúvida…

    Após alguns meses de tratamento e substancial melhora do meu quadro geral de saúde, eu fiz o exame que veio indetectável e com uma recuperação das células CD4. Porém veio o Carnaval, e acabei abusando um pouco de álcool apenas, mas sinto gânglios inchados e doloridos no pescoço. Não cheguei a deixar de tomar os remédios, um dia atrasei cerca de 3 horas… Como essas infecções com gânglios inchados no pescoço foram a principal sintoma da evolução da doença, gostaria de saber se acham que o álcool, privação de sono e outros estresses físicos e emocionais podem provocar uma recaída na contagem das CD4 e o reaparecimento de contagem alta de vírus? Devo fazer exames em breve e tirar a prova, mas gostaria de saber a opinião de vocês.

    • sampapoa diz

      EM SOROPOSITIVOS E EM SORONEGATIVOS 😉
      bebida, falta de sono e má alimentação faz qualquer vivente baixar cd4 😉

      • João diz

        Falando desse jeito parece óbvio. Mas me pergunto sobre o efeito no equilíbrio que o tratamento proporcionou… O coquetel ataca de formas diferentes a replicação do HIV, se o álcool não afeta determinado efeito, e o tratamento não foi interrompido, não haveria porque subir a contagem de HIV, mesmo com a diminuição do CD4. Entende? Diferente para o soropositivo sem tratamento que o abuso de álcool por exemplo favorece a replicação do vírus, pois não há nada que o impeça… No caso do soronegativo, nem virus há…

  51. Tiago diz

    Gostaria de compartilhar. A quase um mes em tratamento, 3×1. Na quinta, pos carnaval colhi sangue e hoje peguei o resultado. Carga viral 182 e cd4 727, relação cd4/cd8 0,46. Não entendo bem essa relação. Mas so de saber que baixou a CV de 25 mil e aumentou o cd4 de 526 em comparação o ultimo exame em junho/2014 em menos de um mes de tratamento, ja me da um certo animo, dia 6 de abril, aproveitando minha consulta, colho novamente, vamos ver como estou progredindo. Vida que segue e vamos com um passo de cada vez.

    Forte abraço em todos.

    • Cara do Bem Sampa diz

      Tiago, muito bom!
      motivante ler seu comentário!
      Vida que segue.
      abraço

    • HBR diz

      Tiago, dentro desse primeiro mês em tratamento, os efeitos colaterais do medicamento foram forte? se sente normal hoje, me explica?

      • Tiago diz

        Olá HBR, não senti nada que não fosse suportável, somente umas tonturas nos primeiros três dias, depois que tomava a medicação e quando acordava no meio da madrugada, dpois tudo tranquilo. No carnaval, fiquei com receio, conversei com a medica e ela disse q estava liberado bebida moderadamente, uns 30 minutos antes do horario eu parava de beber, tomava a medicacao com agua, onde estivesse mesmo, ia ao banheiro, dpois de um tempo voltava a beber, não senti nada. Achei que talvez por ter bebido, não dormido e nem me alimentado direito, não aconselhável, pudesse alterar algo, ou eu sentir alguma coisa, mas tudo normal!! Graças a Deus. Hoje com a medicação me sinto mais disposto, super tranquilo. O que para mim é uma dificuldade é buscar a medicação, medo de exposição, faço tratamento em outra cidade, perco dia de trabalho etc.. mas isso com o tempo espero que tbm fique mais facil. Além daquela ansiedade sobre o futuro, expectativas, medos… Mas isso vou tentando contornar com outros pensamentos.

        Diagnóstico recente? Quando começa com a medicação?

        • HBR diz

          Entendi Tiago,
          Tiago, precisa seguir a vida…
          vejo que você tendo ou não hiv, você é a mesma pessoa como qualquer outra. Sua vida só vai mudar em um certo ponto “de se cuidar mais e tomar seu remédio” … Mais nada… Daqui mais ou menos um mês vai ter sua volta ao médico! Quero saber qual foi sua nova consulta. Com certeza terá uma boa noticia como sempre… Este vírus é igual qualquer vírus, só um pouco mais experto. Mais a mãe natureza vai dar uma lição ao cientista que a cura mais rápida estão no fundo do quintal deles. Logo logo terá resultados bons de uma prospera cura para isso. Relaxa e curte uma FASE do que é ter HIV! Não muda nada… Flw ….

  52. Interior Goiano diz

    Boa Noite

    No inicio de Fevereiro deste ano recebi informação de um amigo que veio me avisar que alguém com quem eu havia ficado há 8 meses atrás desprotegido estava com diagnostico de AIDS, fiquei louco da cabeça no dia, pensando que poderia ter contraído o HIV, no dia seguinte marquei de fazer uma bateria de exames, demorou 3 semanas para que pudesse ter acesso ao resultado final, a essas alturas a probabilidade de ter o vírus acreditava ser de 99% pois haviam me pedido para realizar uma outra coleta (a de confirmação). Quando abri o resultado já havia me preparado para o pior já tipo que sabia que seria soropositivo.
    Levei o exame para minha medica e ao começar a ler os exames ela percebeu que minha imunidade estava abaixo da media, então ela começou a falar das possíveis causas e o que fazer para aumentar ( e eu tava louco pra falar e gritar e chorar, quem me dera fosse pelos motivos que ela pensava ser) deixei o papel que continha o exame do HIV logo em seguida e não esqueço a reação dela ao ver que o resultado havia sido positivo, ela meio que ficou sem reação e logo tratou do caso como uma situação normal. A primeira coisa que perguntei a ela foi qual a estimativa de vida para uma pessoa portadora do vírus HIV se podia ser de 10 a 12 anos, então ela riu e disse que não existe isso, que hoje se vive muito bem com o HIV que a doença se tornou cronica, de certa forma em aliviou. Então ela me passou o exame para medir a carga viral e disse que as chances são maiores pois 8 meses após a infecção é considerado recente.
    Sou do interior de GO e fiquei bastante preocupado e sem saber o que fazer quando ela disse que a medicação mais próxima é distribuída na capital em Goiânia e portanto terei que busca-los, mas a mesma ficou de confirmar se este é o único meio e se não há como receber a medicação sem ter q sair da cidade.
    Estou carregando isso sozinho desde então, não tive coragem de contar a família principalmente a mãe, penso no desespero, angustia e aflição pensando que estou morto que é só questão de tempo, não sei o que fazer, e se de fato tiver que buscar medicação na capital não sei como farei, terei que revelar a família toda e não sei como acharei forças para o fazer.

    Angustia Nervosismo e Preocupação é o q resume minhas ultimas semanas.

    • rcpalmas diz

      INTERIOR GOIANO
      tenha calma, diga que visitra amigos algo assim.Também fui diganosticado no inici ode feveriro, levei um susto, fiquei louco, mas não contei a familai não, somente uma amiga sabe.fui faxer uns exames de rotina, e fiquei desconfiado pq um ex namoraod meu, morreu ha 1 ano, pois diziam q era do virus, ai fiquei meio receioso e fui fazer oe xame e deu positivo, mas o medico disse que é normal hoje, fazero tratamento e a carga viral cai, a imunidade sobe e tal, s´ose cuidar e ter fé em DEUS.Também to aguentando sozinho, mas graças ao blog, estou suoperando, aqui os realtos ajudam-nos muito.qualquer coisa to aqui abraços

    • TheKing diz

      Tbm sou do interior de Goiás, sou do sudeste goiano. No início é assim, mas com o tempo td tende a melhorar.

    • Ricardo diz

      Bom dia! Interior Goiano,

      De qual cidade você é? Eu também sou do interior de Goiás, mais precisamente de Trindade. Ainda não tomo medicação, mas conversando com minha médica a respeito da busca do medicamento ela me deu a opção de passar uma procuração para um funcionário da clínica e ele busca o medicamento pra mim e me envia. Caso vc queira mais informações a respeito, mande e-mail para “otimista02@gmail.com”
      Abraço.

  53. Dere diz

    Olá Interior Goiano, é meio clichê falar isso mas no inicio é desesperador, mas tem q ter calma que tudo dará certo, agora o seu psicológico será o seu maior aliado neste momento difícil. Eu optei a não contar aos meus familiares mas estou fazendo um tratamento com uma psicóloga que esta me ajudando 1000%, é sempre bom conversar com alguém para tirar esta angustia que fica no peito, pelo menos para mim isso funciona. Quanto a medicação, não tive nenhuma reação estou tomando a uma semana e esta tudo bem e como já tinha uma vida saudável(na alimentação e no esporte) isso ajuda bastante. Então , tenta ver se consegue um psicólogo pelo SUS para poder tirar este peso que você esta sentindo e/ou mais para frente contar para a família hoje o que assusta na doença é o seu passado, porque o seu presente tomando as medicações é controlada.

    • rcpalmas diz

      Realmente Dere, a gente fica realmente pra baixo, mas com alguem pra compartilhar td ajuda, eu somente tenho um amiga, não contei pra minha familia, e graças ao blog, sentir-me muito melhor, vamos em frente, abraços

  54. Mike diz

    Boa noite, galera! Tudo bom com vocês?
    Como relatei antes aqui, recebi o diagnóstico positivo para a infecção pelo HIV num exame de rotina no dia 07/01. Consegui minha primeira consulta com a infectologista apenas para o dia 10/02 e consegui fazer todos os exames um dia depois com previsão de um mês para os resultados ficarem prontos e um novo retorno marcado para o dia 11/03. Mas por causa de um acompanhamento que estava fazendo com a infectologista devido à uma dermatite chatinha causada por uma bactéria rs, voltei ontem ao consultório para uma consulta e por sorte meus exames já ficaram todos prontos 🙂 . Saí bastante animado do consultório, pois meus exames de check up apresentaram ótimos resultados. Inclusive, resultado negativo para outros exames de detecção de outras doenças como hepatites, toxoplasmose, sífilis e etc. Em resumo, com exceção do HIV, está tudo ok. haha Em relação aos meus exames referentes ao HIV. Minha contagem de CD4 está em 811 (achei uma quantidade boa) e carga viral 17.849( não achei tão alta assim) rs. Minha infecto me disse que como minha carga viral não está muito alta e meu CD4 está bom, acima de 500, ela aconselha esperar um pouco para começar o tratamento com os antirretrovirais, me explicou que é devido ao fato de algumas pessoas terem dificuldades com a medicação, deixarem de tomar, esquecerem, serem negligentes e pelo fato de quando começamos não podemos parar. Me falou para ficar tranquilo e pensar um pouco no que acho que seria melhor para mim. Fiquei bastante contente com os resultados, mas penso em começar com a medicação. Sei que um dia terei que começar e não vejo tanto sentido em esperar chegar a hora que realmente irei precisar, quando o meu CD4 chegar a ficar com uma contagem menor que 500 ou minha carga viral aumentar muito. Sei das dificuldades, e acredito que com o tempo deve se tornar massante essa rotina de ter sempre que tomar a medicação todo dia, no horário correto. Acho que isso é um pouco irritante para qualquer um. Mas penso que me sentiria melhor, sabendo que estou me cuidando e “combatendo” a evolução da doença. E já que está tudo bem, por que não contribuir para melhorar mais ainda né? Meu único receio seriam os efeitos colaterais a longo prazo, pois tenho 21 anos e pretendo viver por muitos anos ainda rs. Gostaria de algumas opiniões sobre quem já começou com a medicação, alguém que talvez esteja na mesma situação que eu. As opiniões e relatos aqui no blog, sempre me ajudaram muito. Outra dúvida que eu tive e esqueci de perguntar a infectologista, pela minha contagem relativamente alta de CD4 e carga viral não tão alta, da pra ter uma noção do tempo em que estou infectado? ou varia muito de pessoa para pessoa essa evolução da quantidade de vírus no organismo e a queda na quantidade de células CD4?
    Um abraço a todos! 😉

    • Positivo aos 28 diz

      Mike tudo bem?

      Então varia muito de pessoa para pessoa, eu por exemplo descobri em janeiro meu cd4 394 e cv 93.000.
      Eu tenho certeza que me contaminei (se foi por relação sexual) a uns 6 anos. No começo via relatos aqui de pessoas que se contaminaram a menos tempo que eu e estavam pior com cd4 menor e cv maior, cheguei a ficar pensando se peguei a menos tempo, então não poderia ser por relação sexual, pois namoro faz 5 anos e meu namorado é negativo e eu nunca o trai, cheguei a ficar pensando se peguei isso no dentista, barbeiro (navalha), etc… Mas é perda de tempo e só te dá frustração, pois não tem mais volta. Me lembrei tbm que em 2009 (6 anos atrás) fiquei muito doente, com febre, dor, gânglios linfáticos inchados, achei que fosse uma gripe, e hj com a informação que tenho sei que pode ter sido os sintomas da fase aguda do hiv, me lembro muito bem desse evento pois nunca antes tinha ficado tão doente antes e depois que passou tbm nunca mais tive esses sintomas de gripe. Abraços.

      • Cara do Bem Sampa diz

        Positivo aos 28,
        Tive sintomas parecidos no final de outubro do ano passado. Muita febre, dor no corpo, garganta inflamada e mal conseguia comer… o sintoma durou mais de 1 semana. Como descobri esse mês, nao tive condições de fazer perguntas ao médico do cta, mas qdo voltar para saber dos exames complementares vou perguntar.
        Como você, não sei como e com quem me infectei. mas tb como vc, estou buscando esquecer isso.
        Bola pra frente!
        grande abraço

    • rcpalmas diz

      Que bom mike, estamos na mesma fase, eu comecei os exames e devo recebe-los semana que vem ai marcarei o infecto param ostrar, descobrimos na mesma época e datas, interessante.Qualquer coisa querendo conversar to por aui e so passar email tbem, abraços

      • MateusPalmas diz

        Oi rcpalmas, tudo bem? percebi que somos da mesma cidade (Palmas – Tocantins), por coincidência descobrimos recentemente. Eu fui diagnosticado dia 04/03, no início foi um susto, não esperava, fiz o teste por pressão do meu namorado.. Hj tenho a primeira consulta com o infecto, estou ansioso, gostaria de conversar com alguém na mesma condição, apesar de receber apoio do meu parceiro, me sinto só.. Só contei para um tia, e não pretendo contar para mais pessoas.

  55. Fatima Carmen Vilaculos diz

    Ja ė um bom avanco para a cura. Porque todos nos estamos a precisar, e k chegue logo a mocambique

  56. sem chão diz

    olá, queria compartilhar aqui minha situação. Tenho 27 anos e agora em março deste ano descobri que estou com o vírus, nunca tive uma vida promíscua, ao contrário, fui casada e tenho filhos, comecei enfraquecendo, emagrecendo até q fui parar num hospital com pneumonia..passei 35 dias trattando com antibióticos e pensando apenas em morrer..Hoje tou em casa pesava 94kg e hj estou com 67kg, fiz enxame nos meus filhos e deu negativo, tomo medicação, tou com diarréia, passou a ânsia de vômito e tem uns carocinhos na minha barrigas…fiz o enxame do cd4 e estou esperando a consulta com o infecto pra me orientar…não durmo a noite…acho sempre q vou morrer…tá díficil.

    obg

  57. miguel diz

    Olá boa noite !
    Sou de osasco ,em setembro conheci uma pessoa e mim apaixonei …transei uma semana com proteção e depois mim discuidei e confiei nele…. ficamos 4 meses se amando e ele mim prometeu amor eterno . Em um determinado dia ele mim passa um recado pelo whatzap : bem vindo ao grupo dos soropositivos. …. meu chão caiu…. fiquei 8 dias deitado e sem conversar com ninguém. Resolvir fazer o teste e deu positivo. Como ja sabia … encarei e resolvir enfrentar os obstaculos….meu cd4 400 e cv 13 000 …. a minha infectologista mim deu muita força e mim falou se eu mim cuidar vou ter uma vida normal , usando camisinha e acopanhamento médico . Ele mim infectou de propósito ! É o Mais doido …. pois eu o amava de coração … sei que ele continua infectando outras pessoas e isso mim desespera tbm……. mais acho que a cura esta proxima e teremos nossa saúde de volta , sem o vírus da aides .

  58. Confiante diz

    Bom dia…Descobri o virus em fevereiro através do meu parceiro que ficou com TB e foi diagnosticado com o virus, porém a princípio ele não me contou e não procurou tratamento e depois disso ele ficou muito mal. Sem querer acabei descobrindo e corri para fazer o exame e fui informado que também tenho o vírus… Já procurei tratamento fiz exames incluindo cd4 e agora estou aguardando minha consulta, até o presente não tive sintomas e espero que não tenha pois quero me tratar o quanto antes.Estou procurando levar minha vida normal sem frustrações e dando a maior força para meu parceiro que hoje se encontra melhor e fazendo tratamento. Vamos nos casar em 10 de Outubro e gostaria que os dois tivesse bem pois as únicas pessoas que sabem é minha irmã e meu irmão. Mais a ansiedade de saber como estou e muita…. Espero que esteja tudo bem

  59. Jovem Amigo diz

    Pessoal li todos os comentários e são muitos bons, uns dando força ao outro.
    Sempre fui magro e sofria bulling por isso, até perdi um namorado para um cara com corpo malhado, depois disso comecei a me cuidar, procurei um endocrinologista e nutricionista para me ajudarem e em pouco tempo ganhei o corpo que sempre sonhei, choveu de gente na minha horta, até meu ex quis voltar, mas sempre me protegi, ate que conheci um cara lindo e me apaixonei e por burrice fui convencido a fazer sem preservativo, mas a relação não durou 2 meses, lembro que depois disso tive uma virose que me deixou todo empolado que parecia dengue e tratei como, mas como eu fazia exames de rotina ja fazia 2 anos com endocrinologista e nutricionista e sempre pediam sorologia foi quando em julho de 2014 eu descobrir, e foi um choque, meu mundo parecia cair. Mas graças a Deus tive força e minha família me ajuda até hoje.
    Minha primeira cv=5.234 cd4=748 em outubro de 2014. A medica pediu que eu esperasse um pouco, enquanto isso fez recomendações de como eu podia cuidar da saude. Concordei, e fui levando, mas acabei descuidando um pouco e acabei pegando infecção urinaria, troquei de medica pois a outra viajava muito e essa atual me chamou atenção, me fez colocar os pés no chão, tratei a infecção e recuperei.
    Ultima cv=32.453 cd4=678 em julho de 2015, essa medica falou que eu poderia começar a terapia. Faz uns 10 dias que estou com TARV(3×1), tive alguns reações nos primeiros dias, mas agora estão menos violentas, mas desde de ontem estou empolado, apresentando vermelhidão, mas não coça, e minha medica saiu de ferias e a nova consulta tá marcada pra outubro o que devo fazer

  60. Estou preocupado, não sei se devo para a terapia e esperar a medica ou continuar. Alguém pode me dar uma opinião?

    • Cauã+ diz

      Jovem Amigo,

      Visto que vc começou a tomar a medicação, não podes mais parar. Lhe digo para que insista na medicação, não pare, a medicação agora será parte de sua sobrevivência, ela irá ajudar seu organismo a matar os virus presente em sua corrente sanguínea e impedir que o vírus se reproduza e multiplique.
      As manchas vermelhas pelo corpo também chamadas de rash cutâneo é um efeito colateral comum em algumas pessoas que iniciam a Tarv, o mais aconselhável a fazer é procurar seu medico infectologista para que o mesmo possa lhe medicar. Isso deveria ser passado para os pacientes antes dos mesmos iniciar a medicação caso apresente os sintomas, para que já estejam preparados.
      Enfim, se não conseguir falar com seu infecto vá a alguma farmácia e compre Loratadina. Há relatos de pessoas em post anteriores que desenvolveram este sintoma de manchas vermelhas e usaram Loratadina e as manchas diminuiram e até desapareceram.
      Reforço: Não pare com a medicação, pois, vc iniciou o tratamento, e uma vez que se inicia o tratamento e se o mesmo for interrompido corre o risco de o virus existente em seu organismo tornar se resistente a medicação que vc está usando e portanto, não poderá mais fazer uso da mesma, teras que usar outra combinação que talvez poderá ser mais agressiva a médio ou longo prazo ao seu organismo. E procure seu infectologista o mais rápido possível para que o mesmo possa lhe auxiliar.

      Abraço!

    • Cara+ diz

      OI Jovem

      parar não! Justamente porque você corre o risco de tornar o vírus resistente a essa medicação e acabar tendo que trocar essa combinação de primeira linha (que é bastante prática). Geralmente algum efeito ou desconforto colateral, surge e some em poucos dias. Sugestão, se realmente é algo que está te incomodando muito, já que seu médico está em férias, tente falar com a secretária, ou alguém ligado a ele para tentar um dermatologista de indicação dele (que trabalhe com ele). Certamente ele saberá indicar alguma medicação para reduzir e fazer sumir essa reação alérgica.

  61. Pool + diz

    Gostei do blog.
    Vou falar um pouco, porque normalmente não falo sobre o assunto, mas vi depoimentos que me estimularam a expor meus medos e curiosidade, derepente posso ajudar a alguém e o melhor que estou diminuido o abismo da minha realidade.
    Bem… Vamos la, descobri que eu portador em 2010 e acredito que sofri como qualquer um que descobre.
    Resolvi realizar um sonho que era estudar fora e estou estudando, volto ao Brasil a cada 4meses para fazer acompanhamento, sempre tive medo de iniciar com ARTV, e em julho meu CD4 pouco acima de 400, fui orientado pelo meu infecto a permanecer mais algum tempo no Brasil porque necessitava iniciar ARTV, mas isso causaria um grande prejuzo nos meus estudos, depois de muita conversa consegui comvense-lo a repetir dentro de 2 ou 3 meses no Pais onde to morando.
    Comecei a ter febres sem causas definidas em agosto por mais de 5dias e tive em setembro tambem, meus cabelos comecaram a cair e comecei a ter uma fraqueza e esgotamento físico que não era meu. Sempre fui a academia, mas não sentia disposição se quer para ir ao colegio a academia menos ainda, não sou muito de sair nas naitadas e beber, mas o pouco wue algumas vezes bebi depois dessa data foram piores porres que ja tomei, então decidi fazer o exame porque estava com o pedido na mão e o resultado me assustou com apenas 207 de CD4, fiquei apavorado e voltei para o Brasil, fiz contato com meu médico e depois de ouvir uma boa lição por parte dele, ele me prescreveu o 3×1, me orientou de todas as reações e isso que wuem começou a tomar ja passou como tontura, nausea, e na primeira noite cheguei a ter alucinação auditiva, o pior que eu estava na casa da minha familia, onde ninguem sabe, so fazei para eles que tomaria um remedio para um outro problema e poderia dar essas reações e que bom que falei. Mas graças a Deus, só a primeira noite foi tenebrosa, hoje estou no meu 10 comprimido ja tomei há 2 horas, sinto um pouco de tontura mas nada em excesso, fora isso sinto apenas uma pequena dificuldade para dormir e uma dor de estomago.
    Para finalizar minha história, afinal preciso dormir, ja me sinto um novo cara, durante o dia apos a sensação de pileque que desapareçe por volta das 9:00 da manhã, me sinto com ânimo para dar a volta no mundo, ja voltei pra minhas aulas e pra academia….. É isso ai, fora agora to vivendo uma vida normal, ancioso para repetir o cd4 e ver como está.
    Abraço a todos

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s