Notícias
Comentários 55

Isso não vai acontecer comigo


Isso Não Vai Acontecer Comigo é o nome de um espetáculo teatral com estreia marcada para abril de 2015. O objetivo magno deste projeto é divulgar, através da linguagem poética da cena, a situação de mulheres – e seus filhos – que se contaminaram com o vírus da aids. Muitos pensam: isso não vai acontecer comigo, mas poucos sabem que basta uma única atitude de risco para que a contaminação aconteça e venha a mudar radicalmente o curso de suas vidas. O projeto é de Marcelo Braga, ator e diretor formado pela EAD – Escola de Arte Dramática, mestre em teatro pela UNESP e doutorando na ECA USP.

Por que é preciso falar de aids? A prevalência da aids no Brasil vem aumentando, em grupos específicos, como o de jovens homossexuais e de mulheres de 13 a 19 anos, o que é motivo de preocupação, como mostram os dados do Boletim Epidemiológico Aids/DST. Outro dado alarmante é que a tendência do crescimento da doença entre o público jovem é mundial. O Relatório do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/aids mostra que, apenas em 2010, houve mais de 7.000 novas infecções por dia em todo o mundo, das quais 34% entre jovens de 15 a 24 anos. Fica evidente, a partir da análise destes dados, que a conscientização da população, em especial a população feminina e jovem, é extremamente necessária e urgente.

Por que abordar esse tema no teatro? Não resta dúvida de que o problema que cerca a prevenção da aids está relacionado, em grande parte, às atitudes. Ter uma “atitude de risco” aumenta muito as chances de alguém contrair o vírus causador da doença.Parece claro que, para mudar atitudes, ter informações não é suficiente. É necessário transmutar “conhecimentos” em “experiências significativas”. A arte teatral é uma ferramenta muito potente para promover essas experiências transformadoras.

A matéria-prima do Teatro Documentário não é somente a realidade em si, mas também a sua representação. O palco se transforma em espaço de produção de memória social. O Teatro Documentário, mais do que uma prática artística, é uma maneira de pensar o mundo, uma maneira de ver a realidade, uma maneira de se colocar como ser humano em relação à Arte.

O projeto está inscrito em um site de financiamento coletivo, o CATARSE, e está buscando apoiadores e divulgadores para que possa concretizar sua produção. Os apoios podem ser de qualquer valor e, em contrapartida, o apoiador recebe uma série de recompensas que estão listadas na página do projeto.


Anúncios

55 comentários

  1. Plick diz

    Acho super certo essa iniciativa de divulgação , pois todos nos pensamos, isso nao vai acontecer comigo . E pelo fato de ser jovem ai que esse pensamento se fortalece . Sou mais um jovem que entrou nessa estatística pelo simples modo de achar que eu nunca pegaria o vírus.

    Foi um back enorme quando soube . Mas isso nao me fez perde a esperança de lutar pela vida . E ja coloquei uma meta para mim, vou começar o meu curso de Biomedicina com a força e o sonho de buscar alternativas de tratamento melhores ou até cura . Afinal nao posso perde esse sonho pois vai ser ele que vai me ajudar . Skype matheus-guimaraes1 , disponível para novaz amizades .

  2. CARA + diz

    Belíssima iniciativa
    acredito que toda a forma que venha a falar e informar corretamente sobre HIV/AIDS seja muito bem vinda.

    Espero que a arte tenha a forma e a delicadeza que lhe é cabível para que o tema seja abordado corretamente e servir como um canal de comunicação afim de desmistificar o vírus, sua transmissibilidade, seu tratamento e principalmente, quem o transmite e porque. Tirando de vez os soropositivos em tratamento desse raio de “vilões” da história.

  3. luizmarco diz

    Oi pessoal, tudo bem?
    CARA+ assino em baixo! E, há algo que incomoda-me, é que só fui conhecer e perceber a dimensão deste assunto, após a minha situação. Acedito que a maioria das pessoas ouve informações sobre hiv/aids com pressa e não dão a devida atenção, acabam com a ideia de que “isso não vai acontecer comigo”.

  4. Pedro Marcelo diz

    Boa tarde/noite gente! Alguém pode me ajudar com uma informação ? Quem for do Sul,região de Porto Alegre,por favor deixei
    Seu email ou uma resposta aqui pois preciso de uma luz! Ano que vêm to me mudando pra la e preciso de informação sobre infecto,plano de saúde,etc.Espero resposta,aguardo com urgência mesmo! Obrigado galera,vamos viver,amar.Bom fim de semana pra todos que seja cheio de muita luz, 😀

  5. Gledson diz

    Aconteceu comigo!
    Também acho uma bela inciativa, os casos estão aumentando cada dia mais, infelizmente!

    Só deixei de usar preservativos em relacionamentos mais duradouros, mesmo sabendo que é um perigo. Porém, nunca tive problemas. Como faz tempo que não tenho esse tipo de relacionamento, venho usando preservativo em todas as relações, e para a minha surpresa fui diagnosticado no mês de setembro. Primeiro veio a tal da sífilis e resolvi fazer todos os exames para verificar, ou para confirmar. Acho que pra mim não foi um choque quando eu peguei o resultado, pois, depois de um ato sexual que eu tive, a pessoa informou que tem o vírus, porém faz o tratamento e estava indetectável (Talvez tenha tido um risco de transmissão) Ou eu fui um belo de um sortudo? Resultado, já estou no primeiro mês de tratamento… Estou sendo acompanhado pelo SUS e confesso que estou satisfeito com a infecto que me atendeu, pois tirou todas as minhas dúvidas. No mais, alguns efeitos colaterais que existem no começo do tratamento como enjoo e ânsia de vômitos e segundo a médica deve passar durante duas ou três semanas.

    Sempre leio vários comentários nesses blog e queria parabenizar o autor do blog, JS por ter essa ideia genial pois, tenho certeza que tem muitas pessoas que vem aqui somente para se sentirem mais aliviadas devido a essas pessoas que aqui se encontram e passam vibrações positivas a todos.

    No mais, vamos a luta. Tomar o remédio todos os dias e esperar a cura.

    Abraços a todos e muita fé!!

    • Alessandro - Cuiabá MT diz

      Aconteceu isso comigo tbm, a sífilis se torna porta de entrada para o HIV, minha sífilis já era secundaria quando eu contrai o HIV de uma ex namorada, mas é isso ai, tomar os medicamentos e aguardar que a cura chegue logo, não pensando em mim, tenho apenas 1 mês que tomos os ARVs mas sim para essas pessoas que estão a anos na luta, eu estou no fim da fila em relação a ser curado, mas gosto de manter viva a esperança, e sei que existem muitos grupos de cientistas pelo mundo todo tentando obter a cura.

  6. Estrela diz

    Oi gente,

    Sabe, nunca fui da turma de que “não vai acontecer comigo”. Convivo desde cedo com um soropositivo e sei bem de todas as angústias pelas quais ele passou. Sofro mais pelo fato dele não se tratar e não tomar as medicações corretamente. Nunca tive qualquer tipo de preconceito, pois ele é um parente próximo e eu o amo e ponto final. Porém, um acontecimento veio mexer mais comigo do que eu poderia suportar. Emprestei uma agulha de costura a ele e, quando me devolveu, eu furei meu dedo. Perguntei se ele havia se furado e ele falou que não. Todavia, a angústia e o sofrimento não me deixam dormir a noite. Sou bem jovem e nunca tive relacionamento com ninguém, nunca consegui, travada pelo medo. Não quero que ele perceba que estou sofrendo tanto por isso, pois ele já sofreu muito com preconceito, mas não sei o que fazer.
    Eu fico pensando que ele pode ter se furado sem sentir e eu posso ter contraído a doença. Estive em um hospital, mas quando contei ao médico tudo o que ocorreu fui muito mal tratada.
    Desculpem o desabafo, não quero falar nada com ele pois não quero vê-lo sofrer, mas não consigo parar de chorar e tremer.
    Por favor, não me julguem, pois já me sinto muito culpada por tanto medo e angústia que estou sofrendo.

    • CARA + diz

      Oi Estrela

      não sou nenhum especialista no assunto, médico, farmaceutico, químico, ou coisa do gênero. O que acontece é que quando contraímos o vírus, acabamos procurando informações a respeito, ler muito sobre e é nessa categoria que me encaixo.

      O vírus do hiv precisa de corrente sanguínea para ocorrer a transmissão. Ou seja, o seu sangue, precisa estar em contato com o sangue, ou sêmen, ou líquido vaginal de um soropositivo (que não está em tratamento e que não é indetectável).

      O vírus do hiv, fora da corrente sanguínea, numa ponta de agulha, por exemplo, sobrevive por muito pouco tempo.

      O que quero dizer com isso é, só haveria risco de transmissão caso seu amigo tivesse se furado com a agulha e, minutos depois, vc, que é o caso de quem contrai por uso de drogas injetáveis, ou enfermeiros, ou pessoas ligadas a área da saúde que se machucam, ou se cortam em um procedimento.

      Outros vírus podem sobreviver em caso de objetos cortantes, fora da corrente sanguínea, como o da hepatite, por exemplo, mas não HIV.

      Se a dúvida permanece, sugiro que faça o teste. É a única forma de saber. No CTA tem testes rápidos, quem em 20 minutos já dão o resultado. Caso a dúvida permaneça, refaça após 30 dias.

      mas não há de ser nada.

      • Sérgio diz

        Perfeito CARA+ , só vou acrescentar um detalhe , nesses acidentes que já aconteceram na área médica , além de se furar pouco tempo depois , as agulhas eram ocas , o que mantém uma certa quantidade de sangue no interior delas .

    • Alessandro - Cuiabá MT diz

      Olha o blog é usado por soropositivos e esse seu medo todo causa uma certa estranheza, não somos monstros e o vírus não vai te matar do nada, se é que vc se infectou por uma “agulha” mesmo, fique tranquila pois as chances são mínimas e outra vc acertou a pele ou perfurou essa “agulha” a fundo ?? e vc ao menos viu ele se furando ?? vc esta descontando sua frustração no local errado, imagine se vc descobre que tem hepatite c porem vc se medica etc, e usa o blog para trocar ideia sobre sua condição e buscar um apoio e do nada aparece um mal informado dizendo que usou o mesmo garfo que vc etc essas asneiras do tipo, como vc iria se sentir hein ?? então antes de mais nada busque informações a respeito, aqui é voltado para os que tem o vírus, e caso daqui 30 dias vc faça seu exame e descubra sua soropositividade, seja muito bem vinda a este mundo novo e sim iremos tentar sanar todas suas dúvias, angustias e aflições a respeito do assunto que nos cerca, abraço.

  7. mariana diz

    Gente eu sou soro positiva e meu parceiro tbm só que nós não tomamos remédios aindaa e aconteceu um fato que estou desesperada aqui minha menstruação atrasou fui fazer o teste de gravidez positivo não sei o que aconteceu tava tomando anticoncepcional o que faço to desesperada .. pelo fato de ser soro

    • Anônimo diz

      Mariana, não se preocupe. Você deve procurar imediatamente um infecto e entrar em terapia com antirretrovirais. É aconselhável a utilização de Raltegravir em vez de Efavirenz, porque o primeiro provoca uma queda muito mais veloz do vírus no sangue.
      Seguramente você estará indetectável no nascimento da criança e não ocorrerá transmissão. Mas você precisa fazer isso imediatamente, ok?
      Fique tranqüila e curta o filhão! Teno certeza de que será uma grande benção na vida de vocês!

  8. Estrela diz

    Obrigada Cara +,

    Bom, ele levou poucos minutos para terminar a costura e me devolver. Eu só fui ao hospital em busca de informações, pois estava muito nervosa. Porém a médica além de me colocar mais medo, pois afirmou que mesmo sem eu ver sangue na agulha ele poderia ter se furado e eu me contaminado, disse que meu caso não era de risco e não me daria qualquer remédio.
    Não seria nada mal ser um pouco mais humana, né?
    Por acompanhar tudo o que este parente suportou, eu nunca consegui ter um só namorado.
    Estou sofrendo muito pelo pavor todo que sinto, pois ele já sofreu muito preconceito, imagina isso vir de quem ele ama e de quem está junto, né? Então tento fazer com que ele não perceba.
    Pode acreditar, é algo involuntário o que sinto e não é de propósito.
    Eu vou fazer o teste sim, daqui a trinta dias. Vim aqui buscar um pouco de conforto, pois é muito ruim não ter com quem desabafar.
    A única coisa que pergunto é se posso fazer apenas o teste rápido ou preciso fazer um outro.
    Obrigada por tudo.

    • Estrela,

      Se isso aconteceu há menos de três dias, vc ainda pode tomar PEP. Se não, dou dois conselhos: primeiro, NÃO SE PREOCUPE. A chance de vc ter pego, mesmo que ele tenha se furado, é praticamente inexistente. O vírus não se transmite tão facilmente. Segundo, para acabar com sua preocupação, não aguarde os 30 dias para fazer o teste do posto de saúde. Faca um teste pago (pelo convênio ou pagando, se puder, são R$ 150,00, mais ou menos).. O teste pago geralmente é o Elisa de quarta geração, que busca a presença da proteína p24 e já aponta a presença do vírus a partir do decimo dia. O teste fica pronto de um dia para o outro e vai te deixar mais tranqüila.
      Por fim, se seu parente vem sofrendo tanto por causa da infecção, recomende-lhe a leitura deste blog. Todos nós temos o vírus e aprendemos a viver bem com ele. Não há motivo para sofrimento, ele não está sozinho. Eu, particularmente, sofro muito pouco. Uma vez ou outra fico chateado, mas no geral minha vida segue exatamente como antes. Apesar da reportagem do Fantástico querer provar o contrário, ter HIV definitivamente não é a pior coisa do mundo. Claro que é melhor não ter, mas não há motivos para sofrer tanto, ok? Estamos aqui para ajudar!

      • Sérgio diz

        Anônimo , médico nenhum prescreverá PEP para uma situação dessa. Acho muito , mais muito difícil um médico prescrever . E o teste no particular , custa em média R$50,00 reais .

  9. Cara bh diz

    Amigos, que historia é essa que o 3×1 fabricado no brasil falhou nos testes?? Como assim, alguem sabe o que esta ocorrendo??

    Obrigado

    • Alessandro - Cuiabá MT diz

      Onde viu sobre esta informação ?? aqui onde moro o 3 em 1 chega agora em janeiro, agora vc me preocupou rsrs vou continuar nas minhas combinações caso isso seja vdd.

      • Cara bh diz

        Ola Alessandro!! To bem preocupado tambem!! Esta sonhando com esse 3×1 mas to morrendo de medo de tomar e o virus ceiar resistencia.. Saiu uma nota no somosmaispositivos… Ve la e cv comigo! Abracao

  10. Se isso aconteceu há menos de três dias, vc ainda pode tomar PEP. Se não, dou dois conselhos: primeiro, NÃO SE PREOCUPE. A chance de vc ter pego, mesmo que ele tenha se furado, é praticamente inexistente. O vírus não se transmite tão facilmente. Segundo, para acabar com sua preocupação, não aguarde os 30 dias para fazer o teste do posto de saúde. Faca um teste pago (pelo convênio ou pagando, se puder, são R$ 150,00, mais ou menos).. O teste pago geralmente é o Elisa de quarta geração, que busca a presença da proteína p24 e já aponta a presença do vírus a partir do decimo dia. O teste fica pronto de um dia para o outro e vai te deixar mais tranqüila.
    Por fim, se seu parente vem sofrendo tanto por causa da infecção, recomende-lhe a leitura deste blog. Todos nós temos o vírus e aprendemos a viver bem com ele. Não há motivo para sofrimento, ele não está sozinho. Eu, particularmente, sofro muito pouco. Uma vez ou outra fico chateado, mas no geral minha vida segue exatamente como antes. Apesar da reportagem do Fantástico querer provar o contrário, ter HIV definitivamente não é a pior coisa do mundo. Claro que é melhor não ter, mas não há motivos para sofrer tanto, ok? Estamos aqui para ajudar!
    Um abraço!

  11. mariana diz

    Obrigado anônimo já estou mais aliviada 🙂 vc tem Skype para conversarmos melhor!

    • CARA + diz

      Valeu Olem, não sou partidário ao PT, mas concordo com o chavão: – A luta continua companheiros! hehehe

  12. LÚCIA diz

    Socorro , hoje ao chegar do trabalho tomei um grande susto e estou desesperada , pelo fato de olhar nas minhas pernas
    na minha canela uma vermelhidão , estou com medo me ajudem o que pode ser , tomo , o que medicação ha 1 ano e meio me ajudem o que e isso ?

    • O seu comentário contém dúvidas sobre o seu estado de saúde, riscos e formas de transmissão do HIV ou segurança e eficácia dos testes de diagnóstico. Comentários com esse tipo de conteúdo podem ser moderados. Antes de comentar leia atentamente os Termos de Uso. Dúvidas como essa devem ser esclarecidas com o seu médico ou com o Ministério da Saúde.

      • Em um site sobre soropositivos, todos aqui falam sobre saúde, correram riscos e se contaminaram, e passaram por testes de diagnótico. Não falar sobre isso, é não falar sobre o que todos vivem. Imaginei que encontraria amparo aqui. Desculpe por qualquer inconveniente.

        • Seu questionamento é comum entre sorointerrogativos, e não entre soropositivos. O único jeito de sanar a sua dúvida é procurando um médico e repetindo o teste de HIV.

  13. Bom dia! Queria compartilhar uma boa nova, estou há quatro dias sem anti-alérgicos e nada do rash cutâneo, acho que meu corpo se adequou ao EFV e não precisarei de uma troca de esquema agora sorriso ☺

    Boa saúde a todos!

    • CARA + diz

      que tri, binhomais! poxa, lembro o quanto vc comentou de como isso estava te incomodando. Que permaneça assim!

      • Passei na pele um frasco de gel de aloe vera em um dia, pra ter ideia de como tava incômodo. Obrigado pela torcida.

        Boa saúde pá nóis!

    • Hope diz

      Falei que ia passar! Meu marido não tem mais nada tb! Por sinal, sem rash e sem nenhum outro sintoma… só muito ansioso com os exames que repetirá em janeiro. Sei que é cedo para o indetectável mas algo no caminho o ajudaria a se animar…. Rezado aqui por noticias boas!! Para todos nós, no ano novo!

      • Anônimo diz

        Não é cedo não! Eu desci de 1 milhão e meio de cópias por ml para menos de 400 em 25 dias! Vocês podem ter uma boa surpresa!
        Ele está melhor? Menos nervoso e decepcionado?

        • CARA + diz

          Poxa Anônimo, que boa notícia acabei de ler. Faço meus exames em janeiro tb. Comecei meu tratamento em setembro, seria uma grande alegria chegar ao indetectável já agora em janeiro….

          ou melhor, só alegria!!!

      • Mutatis Mutandis diz

        Também to na reza, Hope!

        Olho as noticias antigas e vejo como muitas pessoas gostariam de ter o que temos hoje: um tratamento que garante pelo menos esperar pela cura! Isso é muito mais que reconfortante, isso é extraordinário!

        Quando se olha em como as pessoas morriam à míngua, sem perspectiva alguma de nada! Literalmente só esperando a hora…

        Agradeço a Deus e confio que tudo mudará, e muito, nos próximos anos, poucos anos…

        Andar com fé eu vou, que a fé não costuma falhar!

        Boa noite!

      • Mto bom que seu marido esteja melhor. To aqui na torcida pra que logo ele fique 100% em tudo.

        Boa saúde pra todos nós!

  14. Digo diz

    Ultimamente tô sofrendo com dificuldades sexuais por causa do medo de contaminar minha parceira.
    Alguém aqui já conversou com o infecto sobre uso de medicamentos como o Cilais, Viagra e similares?
    Terei consulta em alguns dias e foi perguntar a ele sobre interação medicamentosa.

  15. LÚCIA diz

    Obrigado pela resposta rsrssr fui ao imunologista e me passou uma pomada a base de corticoide , descartou erisipela por ter dado nas duas pernas , passar pomada no local e um alerta esta faltando medicação no rio de janeiro .

  16. Sérgio diz

    Dr Robert Gallo afirma em entrevista hoje , que em 5 anos teremos uma cura funcional. Eu na minha ignorância creio sim que temos meios ,conhecimentos e mecanismos para isso , o que dificulta é a burocracia e outros detalhes que nem prefiro falar. Boa noite para todos.

    • MB+ diz

      Sergio,

      Concordo e pior se em 5 anos descobrirem a cura funcional , podemos multiplicar esse numero por 02 para que chege no Brasil.

      Espero que eu esteja errado mas…

      • Geni Posiiva diz

        Que boa noticia Sérgio, vamos torcer para que não demore né MB+

    • Mutatis Mutandis diz

      Sempre com as notícias tipo “EXCELENTES”!

      Valeu, Sérgio! Tem link dessa notícia?

      Boa noite!

      • Sérgio diz

        Alessandro , vou lhe dizer o que penso , enquanto não houver um estudo clínico randomizado controlado , e obtiverem resultados positivos no estudo , eu não vejo nada de bom.

        • Anônimo diz

          Tivemos testes promissores dessa estratégia, chamada de “kick and kill” ou “shock and kill”. Na última conferência sobre aids foforam apresentados bons resultados de uma droga chamada romidepsin. Trata-Se de substância inibidora da enzima histona deacetilase, que provoca a latência do vírus. Essa enzima condensa a estrutura do dna das células T Cd4, impedindo a ação da enzima transcriptase e, consequentemente, fazendo com que essas vermelhas não produzam novos virus e não sejam identificadas pelo sistema imunológico para serem destruídas.
          Elas ficam, com isso, por anos sem produzir o vírus e podem voltar a fazer-lo tão logo, por razões naturais, a condenação do dna se reverta.
          O romidepsin foi bem sucedido em inibir a ação da histona deacetilase, fazendo com que as velas abandonassem o estado de latência. Contudo, o corpo dos pacientes tratados não foi capaz de combater os novos virus produzidos (em grande quantidade) e o reservatório ativado acabou por produzir vírus que criaram novos reservatórios. O mesmo problema tenderia a acontecer com o medicamento brasileiro.
          A idéia, portanto, será de usar o romidepsin em conjunto com algum tipo de vacina. Ainda temos algum alguns anos pela frente…

  17. Sérgio diz

    MB+ pode ser , mas só o fato de terem descoberto a cura , mesmo que esperemos algum tempo , garanto que todos já estarão felizes . Agora tem que ser algo de fácil replicação .
    Mutatis Mutandis , estou procurando o link que vi mais cedo , não estou achando , achei outro aqui , mais já com uma conotação um pouquinho diferente. Mais veja lá
    http://www.financialexpress.com/article/healthcare/knowledge/one-suspects-that-within-five-years-a-functional-cure-might-be-achieved/17320/

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s