Artigos
Comentários 379

Quem são os indetectáveis?

Brasil Post

“HIV indetectável” é a condição de todos aqueles que, um dia diagnosticados positivos para o HIV, atingiram a supressão do vírus, graças ao uso dos medicamentos antirretrovirais, o “coquetel” anti-HIV. É o meu caso e de 76% dos brasileiros que vivem com HIV e fazem uso da terapia antirretroviral; mas qualquer um que for diagnosticado positivo para o HIV pode chegar lá: basta tomar esses remédios de maneira consistente, todos os dias.

Em geral, o coquetel é composto por três remédios, mas já são combinados num único comprimido que pode ser tomado apenas uma vez ao dia, geralmente antes de dormir, e com poucas chances de causar efeitos colaterais. Os antirretrovirais atuais funcionam tão bem que a quantidade de vírus presente no sangue de quem é diagnosticado positivo para o HIV é reduzida até não poder mais ser detectada, mesmo nos exames mais precisos de laboratório. Por isso, indetectável.

Quem é HIV indetectável tem a sua “função imunológica não-comprometida, expectativa de vida normal e um risco negligenciável de transmitir sexualmente o vírus”, tal como explica a organização canadense Aids Vancouver, que quer ajudar a disseminar o termo HIV indetectável, informando as pessoas sobre o que isso quer dizer. Em outras palavras: quem é indetectável não está curado do HIV, mas, enquanto mantiver o tratamento antirretroviral, tem o vírus controlado, recluso e preso dentro de algumas células do organismo, sem que se multiplique, sem que danifique o organismo e sem que seja transmissível.

A maioria das pessoas não sabe, mas quem mais ajuda a controlar a epidemia de HIV/aids no mundo são aqueles que fazem o teste de HIV, respeitando o período da janela imunológica, e, se este vier positivo, aderem ao tratamento antirretroviral, tornando-se indetectáveis.

Alcançar o indetectável é simples, mas não por isso é fácil. O primeiro grande obstáculo é superar o diagnóstico e, junto com ele, entender que, agora, é preciso tomar os remédios todos os dias, para sempre ou até que descubram a cura do HIV. O segundo obstáculo é enfrentar os possíveis efeitos colaterais desagradáveis desses remédios. Em geral, isso inclui irritações na pele, diarreia, náusea, vômito e fadiga. Um dos remédios também pode causar efeitos neuropsiquiátricos, que faz quem o tomou sentir como se tivesse fumado um gigantesco baseado de maconha – mas são se anime: isso costuma passar completamente nas primeiras semanas de uso. Aliás, com os medicamentos mais modernos, os efeitos colaterais têm se tornado cada vez mais raros. Se, mesmo assim, eles aparecerem e persistirem, é quase sempre possível trocar o coquetel, pois há uma gama de opções de tratamento anti-HIV.

O problema é que a grande maioria das pessoas um dia diagnosticadas positivas para o HIV não sabe que pode ter essa opção e, por isso, continuam em regimes de tratamento que causam enorme mal-estar. Muitas vezes, a razão disso é que elas próprias acreditam que ter HIV é assim mesmo: é para ser sofrido, afinal o imaginário associado ao vírus sustenta facilmente essa ideia! Outras vezes, quem acredita nisso são os próprios médicos que as tratam. E falo isso por experiência própria.

Meu primeiro infectologista, Dr. O., insistiu por quatro meses num coquetel de antirretrovirais que me causou dores de barriga e diarreias como eu nunca experimentara. Tive que mudar toda a minha dieta e, mesmo assim, cheguei a defecar nas calças enquanto andava na rua. Emagreci 15Kg e não foi por causa da aids, mas por pura má escolha dos medicamentos e falta de oferta de qualquer alternativa para mim. Num livro que vai ser publicado em breve, intitulado provisoriamente “Histórias da Aids”, da jornalista Naiara Carmo e do infectologista Artur Timerman, uma das soropositivas entrevistadas lembra que, quando reclamou dos efeitos colaterais que sofria para sua médica, escutou:

“— Não se cuidou… agora aguenta!”

Julgamentos morais a respeito da conduta amorosa e sexual não se restringem apenas à Dani Calabresa e Marcelo Adnet. São mais comuns do que se imagina! As pessoas se esquecem que ter HIV não precisa estar associado ao sofrimento por ter falhado em usar camisinha e, ao experimentar desnecessariamente os efeitos colaterais por longos períodos, acabam interrompendo o tratamento antirretroviral, fundamental para sua própria saúde e tão importante para o controle da epidemia de HIV/aids no mundo. Com isso tudo, tornar-se indetectável é um ato heroico. Por isso, e para dar mais leveza e bom humor ao tema, a organização nova-iorquina Housing Works começou agora uma campanha baseada em uma história em quadrinhos, com os super-heróis “Os Indetectáveis”.

Os heróis são a Defensora Implacável, o Redutor de Danos, o Guerreiro do Gênero e o jovem Terrence Powers, recém agregado ao grupo. A missão deles é combater e acabar com a aids. Para isso, buscam a aderir consistentemente ao tratamento antirretroviral, capaz de reduzir a quantidade de vírus no sangue até o indetectável — e recrutam outras pessoas diagnosticadas positivas para fazê-lo também. Entretanto, há um terrível obstáculo: os vilões Medo, Depressão e Negação, membros da gangue do misterioso gênio do mal, Estigma.

A campanha da House Works faz parte do compromisso nova-iorquino de alcançar um estado livre da aids, já em 2020. Para isso, quer apoiar cada vez mais pessoas soropositivas na comunidade local e capacitá-las a perceber os benefícios da terapia antirretroviral. Enquanto aqui no Brasil a gente tem o Bolsa Família, lá existe o “Bolsa Indetectável”. É isso mesmo: a organização inclui prêmios no valor de 100 dólares a cada exame trimestral para quem atingir o indetectável.

“Queríamos criar uma campanha encorajadora, atraente, divertida e muito diferente dos materiais de divulgação de cuidados de saúde convencionais, especialmente aqueles relacionados ao HIV/aids. Queríamos falar sobre HIV e supressão viral a partir de um ângulo positivo, mudando de ‘vítima’ para ‘herói’. Se você é soropositivo, mas se tornar e permanecer indetectável, você tem um papel fundamental em acabar com a epidemia. Não é fácil, você tem que superar inúmeros desafios. É realmente um esforço heroico”, disse Michael Clarke, diretor criativo da campanha.

Evidentemente, para aumentar a quantidade de pessoas indetectáveis é preciso, primeiro, incentivar o aumento do número de testes. Em São Francisco, o aumento de testes realizados já mostrou resultados: novos casos de incidência de HIV caíram de 18% para menos de 5%, entre 2004 e 2011. O Reino Unido resolveu seguir esse mesmo exemplo e, agora, 76% de seus soropositivos já foram diagnosticados, dos quais, 90% estão em tratamento antirretroviral e, graças à enorme eficácia desses medicamentos, 90% deles são agora indetectáveis. Isso é próximo da meta “90 90 90”, proposta pela Unaids, que diz respeito ao objetivo de diagnosticar pelo menos 90% dos soropositivos, colocar 90% deles em tratamento antirretroviral e atingir supressão viral, até o indetectável, em 90% deles.

Uma das coisas que ajudou a aumentar o número de testes em Londres foi o uso de igrejas como centros de testagem. O Reverendo Fred Annin, CEO da Actionplus Foundation, quer, inclusive, que a igreja lidere a luta contra o HIV. Segundo ele, “a Bíblia não condena as pessoas com HIV como amaldiçoadas. E não deve ser um tabu discutir o assunto em igrejas: trata-se de uma condição médica e as pessoas precisam de ajuda médica. A oração não pode trazer de volta a nossa saúde quando ignoramos a medicina. Precisamos ensinar ao nosso povo a verdade! Em uma entrevista à BBC no ano passado, Annin criticou o programa televisivo Miracle Hour, transmitido pela Faith World TV, durante o qual um pastor rezava por aqueles que telefonavam e os declarava “livres” de doenças como diabetes e câncer. Qualquer semelhança com a televisão brasileira é pura coincidência.

O Brasil tem acompanhado a política de maior testagem e tem levado testes de HIV para fora das clínicas médicas, em organizações comunitárias. Em breve, o teste oral de HIV, aquele mesmo da série “Viral” do Porta dos Fundos, que detecta os anticorpos contra o vírus presentes na saliva, estará disponível nas farmácias de todo o País. Com isso, até o final do ano, acredita-se que mais 85 mil brasileiros diagnosticados positivos para o HIV terão aderido ao tratamento antirretroviral. Quem seguir o tratamento corretamente, em pouco tempo será HIV indetectável, fazendo assim a sua parte em controlar a epidemia de HIV/aids no mundo.

image_1393626039

Anúncios

379 comentários

    • FERNANDO diz

      VOCÊ É UM IDIOTA,E SEM NOÇÃO,UM MONTE DE GENTE QUERENDO PALAVRAS POSITIVAS,VC VEM COM ESSA ASNEIRA,PRA MIM VC É UM INUTIL,IMBECIL,QUE NÃO ACRESCENTA NADA NA SOCIEDADE,ANTES DE POSTAR UM COMENTARIO A PESSOA TEM QUE ESTAR CIENTE DO QUE FALA,OLHAS QUANTOS MILHÔES DE PESSOAS MORRERAM NO MUNDO,E OLHA QUANTAS NÃO ESTÃO VIVAS POR CAUSA DO MEDICAMENTO,PRA MIM VC É UM IDIOTA,IMPRESTAVEL.

  1. Como sempre, o garoto propaganda da indústria farmacêutica e suas macabras mentiras. Vocês sabiam que os antirretrovirais são QUIMIOTERAPIA? E que os maiores infectologistas do mundo, cientistas como Montagnier, acham um absurdo seu uso contínuo?! Pois é, isso o garotinho, aqui, não conta.

    A morte é certa, para que faz uso dos antirretrovirais. Tudo vai depender do quanto o organismo de cada um está preparado para suportar tamanha agressão! Uma questão de tempo!

    Enquanto isso, soropositivos que pararam de tomar seus remédios e se livraram do abalo psicológico que faz parte da orquestração desta pseudo-doença, estão vivíssimos e extremamente saudáveis! Peçam ao garotinho do Ministério da Saúde, as estatísticas dos assintomáticos e vocês verão que eles são ESCONDIDOS de todos! Milhares, milhares e milhares estão por aí, nos grupos da internet, contando suas histórias.

    Procurem dados, busquem as estatísticas! Conheçam a MUTAMBA que o Dr. Paulo Gouveia está estudando. Remediar NÃO É CURAR! E a única medicina que existe, de verdade, é a que cura! Hoje, só é enganado quem quer!

    Pax!

    • Sérgio diz

      Divine , vc não tem noção da besteira que vc está falando. Os Antirretrovirais tem seus efeitos colaterais ? Claro que tem , mas se chegar a hora de tomá-los , não tem outra saída , é tomar ou morte certa. O que vc me diz da África aonde o número de mortes em consequência do hiv caíram 40% depois da chegada dos antirretrovirais a grande parte da população? O quê vc me diz do Cazuza , Lauro Corona , Renato Russo , Fred Mercury , entre outros vários que não pegaram a era da HAART , o estado em que morreram ,se tivessem na era da HAART , estariam vivos até hj , ou poderiam “talvez” morrido de outra coisa , mas não do hiv, talvez vc não tenha idade para ter acompanhado isso , e por isso vem falando essa enorme besteira.

      • Sérgio diz

        Vc fala uma merda dessa , pq com certeza não tem hiv , pois se tivesse e visse sua situação se deterioando aos poucos , e a sua única salvação é a HAART , dúvido vc vim com esse discurso besta.

        • Sérgio diz

          Uma pessoa totalmente inconsequente , vem aqui , fala uma merda dessa , ai pega alguém com a cabeça fraca , acredita na merda que esse idiota falou , qual será a consequência? Nem preciso falar! Eu brigo sim , por melhores e mas modernas medicações , como os anticorpos monoclonais , mas enquanto não vem , não tem outra saída .

    • Obsevador diz

      Cara tem horas que é melhor ficar quieto, que besteira, caraca, seja inteligente e vc. parou de usar ARV’S ta vivo ainda com saúde…….é falar é facil dificil é fazê-lo!!!!!

    • Pequena + diz

      Divine

      Se vc não tem algo para ajudar as pessoas que chegam aqui neste blog desesperadas com o diagnóstico inicial, não atrapalhe as pessoas que postam seus medos, dúvidas, esperança, alegria e vontade de viver.
      Sabe que com isso,vc pode fazer uma pessoa abandonar o tratamento ou nem querer se tratar?
      Sim,sabemos que remediar,não é curar.
      Foi-se o tempo que nada podia se fazer pelo portador de HIV.
      Deixa-lo morrer sem nenhum auxilio.
      Hoje nos tratamos,temos qualidade de vida e tempo para aguardar a tão sonhada cura “definitiva”.

    • ex ex ex deprimido diz

      Divine Pax, em que realidade voce vive? Em pleno 2014 e voce faz uma colocacao destas? Confesso que gostaria de falar contigo olho a olho, porque a raiva ao ler tal estupido comentario, eh de chorar. Sei que isto eh um forum e cada um pode por a opiniao que quiser, e temos que respeitar. Mas voce nao esta demonstrando respeito com ninguem aqui.
      Se voce tem o virus ou nao, nao vem ao caso para mim. So acho que voce pregar este tipo de testamento, esta totalmento errado.
      Eh logico que a morte eh certa: com ou sem HIV. Mas voce ja se deu conta do que tu escrevestes aqui? Ja pensastes nos jovens que vem aqui a procura de informacao com alguem que ja esta nesta ha mais tempo? Este eh o conselho que tu tens para dar? Se tu nao tens interesse na tua propria vida, legal. Seja feliz assim. Mas nao exponha isto para quem esta numa situacao de angustia, duvidas e buscando ajuda.
      Tenho idade suficiente para colher o que me de melhor me ajuda, entao teu comentario so me causou irritacao e um pouco de tristeza ao mesmo em saber que esta eh a mentalidade de algumas pessoas: a descrenca e o medo.
      Para sua informacao: meu irmao pensava assim e morreu em 4 anos! Vitima de meningitis.
      Por favor, se voce nao tem mais nada a dizer que seja util, nao entre aqui para opinar. Eh triste.
      Com este nick que tu tens, eu esperava uma palavra de comforto. Ledo engano

      • Sérgio diz

        Sim ex ex ex deprimido , a vontade que tive foi a mesma que vc , falar olho a olho com ele , o sujeito não tem noção do impacto que uma baboseira dessa que ele escreveu , tem sob uma pessoa com a cabeça fraca. É revoltante. Abraços.

    • fafa diz

      Ola, eu me trato com antirretrovirais, fui diagnosticada a 10 anos,e NUNCA tive uma dor de cabeça q pudesse dizer “é por conta do vírus” ,por outro lado o preconceito quando sabem q esse virus mesmo q indetectavel edteja comigo, esse sim ja me fez perder emorego namorado,mas tufo bem um dia as pesdos irao entender que o importamtante nao é saber se eu tenho o virus ou tenho pressao alta, vao entender que devem se perguntar, e eu ? Como vai minha saúde? Pois bem ,eu nao sou uma exímia entendera ,mas a ppessoa que postou q os remédio q uso é “quimioterapia” !? Oi? Meu querido eu tenho um vírus, vc por acaso quando edta gripado faz uso de quimioterapia tbm ? Quanta ignorância.

      • ex ex ex Deprimido diz

        Fafa,

        Tu te tratas ha 10 anos, e tu tens algum efeito do tipo Lipodistrofia? Eu to morrendo de medo de ter isto. Eu acabei de postar aqui, la no final do artigo uma pergunta sobre isto… So que eu nao sabia o nome, agora achei: lipodistrofia.

        • Robert diz

          Oi, desculpe sei que não perguntou pra mim, mas se eu poder ajudar? Eu tbm faço tratamento e desde 2009, 4 meses apos o diagnostico, sou indetectável graças a Deus. Felizmente dei muita sorte na boa adesão ao 3×1, com exceção de tonteiras no inicio do tratamento, nunca senti nada alem que pudesse atrapalhar minha rotina, inclusive nunca faltei 1 dia ao trabalho graças a Deus. Faço exercício regularmente, para evitar a tão temida lipodistrofia, tento me alimentar corretamente, dormir pelo menos 5 horas por dia e por incrível que pareça, eu pesava 65 kg hoje peso 70 e me sinto muito bem. Não sei se por esses cuidados ou não, nunca senti nada relacionado a lipodistrofia. Acredito que 50% do tratamento depende de vc: Tem gente que quando recebe o diagnostico a primeira coisa que faz é pedir demissão do emprego, porque seu mundo caiu e precisa se aposentar, é a pior coisa que vc pode fazer, trabalhar, conviver com outras pessoas tentar levar vida normal, ajuda mto, eu dizia que estava fazendo tratamento para engravidar, por isso não podia beber. Ia fzer o que, me matar? Nunquinha! rs Abraço

    • Cavalcante Feitosa diz

      Pax até posso achar que você esteja certo em partes, mas quando me descobri soro positivo e com cd4 abaixo de 100, se não fossem os medicamentos do hiv, certamente hoje, ou a qualquer hora já estaria morto. Hoje estou me sentindo muito bem com eles e quase sem efeitos colaterais. Ruim mesmo eu estava antes do tratamento. Mas cada um tem uma opinião. Abraço

    • Ricardo - Guarulhos diz

      “Divine” você é no mínimo um cara ridículo ! Como pode falar uma merda desta ? Cara tenho um amigo que toma medicamento há 08 anos e nem uma gripe pega, CV indetectável, CD4 acima de 800 e uma vida super saúdavel ! Deixe de ser ridículo. O espaço aqui é pra trazer esperança e boas novidades acerca do tratamento do HIV e vem vc com uma balela desta ! Na boa, pessoas como vc neste espaço não é bem vinda…

    • Pena encontrar um cidadao que deve ser é propagandista do Dr sabe lá Deus o nome com a da planta ainda bem duvidosa. Como profissional de Recursos Humanos sugiro que envie currículo para alguma empresa mais formal, alguma que siga, além das regras da própria casa, leis, regulamentos e boas práticas de fabricação. Certeza que não sabe nem o que é farmacopéia…

    • Divine Pax,

      Obrigado pela mensagem. Os antirretrovirais atuais não são ideais, mas são o melhor que temos hoje e salvam vidas. Cuidado ao anunciar produtos que ainda não têm comprovação, pois isso pode colocar a vida de muitas pessoas em risco.

      Pela definição de quimioterapia, é mesmo o uso de químicos como medicação, assim como quase toda a alopatia. Mas não é a mesma coisa que a “quimio” conhecida popularmente, usada no tratamento do câncer. Nem os efeitos colaterais são parecidos.

      Você está errado sobre a expectativa de vida: quem tem HIV e toma antirretrovirais tem praticamente a mesma expectativa de vida de soronegativos saudáveis.

      O HIV é um lentivírus: sua ação lenta permite que as pessoas vivam com o vírus por décadas, assintomáticas. Mas a grande maioria dessas pessoas, se não iniciar tratamento antirretroviral em algum momento, pode sim vir a morrer.

      Já recebi algumas mensagens falando sobre a Mutamba, inclusive de seus pesquisadores. Até onde eu sei, ela ainda não foi reconhecida por outro grupo de pesquisa além do próprio grupo que atualmente faz essa pesquisa.

      Parece que isso deve mudar em breve, se a pesquisa da Mutamba for aceita pela Fiocruz. Se isso acontecer e os resultados forem promissores, estarei contente em postar sobre isso aqui. Pode me cobrar! 😉

      Abraços!

          • Sim JS , já bati nessa tecla em outros posts, mas prefiro nem falar mais , pois muitos não entendem ou fingem que não entendem! Parabéns pelo blog JS , continue assim!

          • Eu não diz

            Vc falou em teste com saliva, eu posso contrair hiv beijando? Afinal de contas é uma troca de saliva, não é verdade?

            • O teste de HIV não analisa o vírus em si, mas os anticorpos contra ele. No caso do teste de HIV por fluido oral, analisa os anticorpos contra o HIV presentes na saliva. O HIV não é transmissível por beijo.

              • Eu não diz

                A angústia e as dúvidas tem me atormentado, obrigada por me responder,

              • zack diz

                ola queridos tenho uma duvida fui diagnosticado com hiv a 3 meses meu cd4 ta 638 e minha carga viral esta em 427 copias, minha medica disse que nao preciso de medicação porinquanto.. fiz um exame de toxoplasmose e deu reagente ambos igg e igm, vc ja teve toxoplasmose ou conhece alguem que tambem o exame deu positivo e qual foi o tratamento só tenho consulta em novembro e estou pensativo com esse exame
                obrigado deus abençoe a todos

                • Ariel diz

                  Zack, a essa altura creio que vc já pesquisou, mas ainda acho relevante lembrar que mais de 70% da população já esteve em contato com o protozoário da toxo. Ele só costuma causar sintomas em gravidas, que podem passa-lo para o feto, com possibilidade de grandes problemas, ou imunodeprimidos e idosos. O teste em soropositivos é mais pra fins de dar medicação preventiva se seu cd4 cair pra menos de 100. O fato de dar reagente tanto pra IgG como IgM só significava que sua exposição era recente. Espero que a essa altura vc esteja bem tranquilo e desejo muita paz de espírito.

                • alice diz

                  querido entenda que quando vc tem hiv nao tem jeito vc tera que tomar o coquetel uma hora ououtra..e quanto mais cedo tu toma melhor vc ficar indetectavel do que com virus no seu corpo..nao e nada legal estar com carga viral pois vc fia mais sujeito a doenças..portanto tome logo seu coquetel pra ficar idetectavel o mais rapido possivel ..e seja feliz vc e normal com todo mundo ..

    • Mutatis Mutandis diz

      Queridos amigos do blog (inclusive vc Divine Pax), umas coisas me impressionam nesse ceticismo perante o HIV/AIDS:

      1) Até parece que no mundo não existem outras doenças incuráveis: diabetes, glaucoma, etc.. parece que só tem o HIV.

      2) Esse monte de tratamentos alternativos, posso citar: auto-hemoterapia, mutamba, dieta do limão, etc… todos eles carecem de comprovação científica. Esse papinho de que as pessoas que descobrem não têm dinheiro para levar a pesquisa à frente é pura balela…não passa de um bando de espertalhões querendo se locupletar com a miséria alheia.

      Pessoal, quando fui diagnosticado tinha CV 42.000 cópias e um bom CD4 490. Acreditem se quiserem mas na loucura da infeliz notícia, vi mil coisas na internet e fui fazer auto-hemoterapia (hoje sei que foi ridículo, mas foi verdade..).

      E fiz mesmo, senti apenas algo de diferente: uma super disposição, apenas isso. Naturalmente, pensei que estava fazendo efeito.

      Porém os sapinhos da boca não diminuiam, nem a febre/sudorese noturna, nem a perda de peso, nem a disenteria, isso mesmo: bastava ir numa pizzaria (por mais qualidade que tivesse o ambiente isso é plenamente possível) que a menor quantidade de coliformes fecais me dava uma diarréia desgraçada… E o pior: minha CV chegou a 242.000 cópias…ou seja, fracasso total desses métodos mirabolantes.

      Com 30 dias da medicação todo esse quadro começou a ir zerando…zerando..até o ponto em que minha única meta era chegar à condição de indetectável.

      3) Olha, pessoalmente, acho IMPOSSÍVEL a teoria da conspiração…essa historinha de que já se tem a cura e que está guardada para vender mais remédios…na boa…isso já deu o que tinha de dar. Sei que o lobby da indústria (alopática e natural) é grande e terrivelmente cruel, mas já se teria descoberto tamanha canalhice.

      Imaginem apenas que se a espionagem do presidente americano foi “delatada” aos 4 cantos do mundo, quando mais um segredinho de laboratório farmacêutico…por mais milionário que seja, duvido que supere o tanto que há envolvido nas estratégias politico-geo-econômicas da nação ianque.

      Não duvido que há certa demora…até porque o negócio deve tá muito bom pra eles….mas afirmo, na minha ignorância: quem descobrir a cura disso vai ganhar uma hegemonia mundial invejável, as ações do laboratório que descobrir a cura do HIV vão valer muito mais do que décadas de ARV’s…pode apostar que sim!

      4) Um última observação: olhem para os videos e sites desses especialistas que dizem que HIV não existe. Percebam como são antigos, não se renovam, estão sempre as mesmas notícias, percebam a montagem tendenciosa, percebam como Luc Montagnier é um cara recalcado porque não ficou rico com sua descoberta, percebam como eles sabem que a fragilidade pode nos idiotizar (lembram o como fui idiota fazendo auto-hemoterapia, pois é estava muito fragilizado…) a ponto de ficarmos acreditando nessas besteiras..

      A doença existe! O vírus existe! E agora a melhor parte: O TRATAMENTO TB EXISTE! E a cura está sendo procurada, daqui a pouco eles encontram..até lá vamos fazendo novos amigos, cuidando de nossa saúde, ajudando os outros, amando, chorando, se arrependendo, se entristecendo, se alegrando…enfim…tudo que uma pessoa que está viva vai fazer!

      Um bom dia, meu povo! Pra vc também Divine Pax! Agora, na boa, procura outro blog pra destilar esse veneno porque o povo aqui num tá fragilizado não, visse?!

      • ex ex ex Deprimido diz

        Otima colacao! Excelente ler um depoimento assim: encorajador, otimista, alto astral.
        Obrigado.

        • Mutatis Mutandis diz

          EX, você é um dos pilares desse blog. Gosto muito do que vc escreve. Agradeço.

      • Pequena + diz

        Perfeita colocação!!!
        Precisamos de mais comentários como este 😉
        Um forte abraço da Pequena +

      • ADRI PR diz

        Muito obrigada Mutatis Mutandis pelo seu depoimento.

        Acredito que como eu, muitos novatos (como eu!!) buscam diversas informações e que podem ser atraídos por essas armadilhas..

        Com pouco tempo de tratamento correto de ARV já tive uma graaande melhora na minha saúde..já estou quase 100%.

        Falta pouco pra chegar a indetectável, no próximo exame aviso vocês!!

        Bj,

        • Mutatis Mutandis diz

          Fico feliz por você, Adri PR. Passar a fase da fragilidade não é fácil mesmo. Sucesso no rumo ao indetectável.

      • Sérgio diz

        Mutatis Mutandis , vou ser realista com vc , não tinha parado para ler esse comentário seu ainda. Por preguiça mesmo rssss , por ser um pouco longo. Mais agora li , li de novo , e tenho que te falar , meus parabéns , concordo plenamente com vc , vc arrebentou !!! Abraços.

        • Mutatis Mutandis diz

          Grande Sérgio, Obrigado! Já lhe disse que sou seu fã nesse blog. Peço que traga sempre as atualizações daqueles seus dados extremamente técnicos. Grande Abraço.

          • Sérgio diz

            Obrigado pelas palavras Mutatis Muttandis , tenho acompanhado as pesquisas , e assim que tiver alguma novidade , posto imediatamente. Um grande abraço também , fique com Deus.

      • carleduard diz

        Tenho horror a qualquer extremismo, dizer para alguém não tomar retrovirais , uma vez que disso depende a sobrevivência de alguém, de um ser humano , ao meu ver se iguala ao homicídio ; por outro lado, tratamentos ditos alternativos ,seja autoimunoterapia, ervas etc, uma vez, acompanhadas por médicos, alguém precisa te avisar, que existem especialistas médicos !!!! Com formação em fitoterápicos ,e esses profissionais , como vc deveria saber, uma vez que se sente no direito de julgar,estudam farmacologia,fisiologia e outras matérias , da mesma forma que qualquer outro estudante de medicina, portanto cabe ao paciente ,escolher como será tratado. Porque o indivíduo tem que se limitar,a esse ou aquele tratamento ? Eu tenho um enorme respeito ao tratamento alopático, minha formação é científica!!! Mas não vejo problema algum, no caso de doenças graves como a Aids, que se use de forma impirica , aquilo que a sabedoria popular preconiza!!! E quando essa erva já tem sua toxicidade definida então….., sugiro a vc, que seja honesto , qual dessas terapias vc seguiu corretamente? Qual ou quais terapias vc de fato procurou se aprofundar, e por quanto tempo vc a usou? Cuidado! Ninguém tem o direito de diminuir aquilo que traz conforto a alguém, realmente transformar qualquer terapia , num baú de pandora , é muito irreal, mas ficar cego, surdo e completamente idiota, negando aquilo que não tem condições de compreensão , nos dias atuais é estranho!!!! Na minha visão, vc é tão estupido, quanto o radical que vc condena.

      • Fabrício massayuki Sasaki diz

        Oi amigo tudo bem,em 2013, a minha taxa de CD 4 estava em 490, hj em 2015 não sei como está minha taxa de CD 4, pois tenho vários exames positivos e ninguém me dá coquetel nenhum, imagino que minha cv deve estar altíssima, imagino que meu cd4 já deve estar em 50, ou menos, mas pelo que descobri todos me negam tratamento em todos os lugares q fui até hj,mas grato pelas explicações de todos!!!!!!!!?

      • Oi pessoal, no ano de 2012, meu CD 4 estava em 1079, e em 2013, meu cd4 foi para 490, hj em 2015 imagino que a taxa de meu cd4 deve estar em torno de 50, tenho vários exames positivos, mas todos me negam tratamento, alguém conheçe alguém q pode me ajudar, pois não quero morrer desta doença, e imagino como deve estar a minha carga viral…..

        • Sasha diz

          Vc não procurou um médico infectologista ainda? Ou um CTA de sua cidade?
          Eu nem imaginava que tinha essa doença e meu cd4 estava 20 quase morri .Hoje está 144.

    • Erick diz

      Você deve lembrar que a Mutamba só trata pessoas com a carga viral baixa,em estado inicial da manifestação do virus HIV e só foram resistrados 14 casos de pessoas curadas com a Mutamba,a função dela no corpo e restauras a celulas imunologicas afetadas pelo virus,paralizando a multiplicação do virus,e com isso as celulas imunologicas restauras começão a reagir contra o virus e diminuindo sua quantidade (que no caso de cargas baixa,já tem poucos virus) até elimina-lo do corpo.
      “Qualquer coisa pesquesem,vão atras,não custa nada vocês saberem mais sobre o que tem,quais as possibilidades de cura e etc.

  2. Rob diz

    Hoje graças a DEUS sou indetectável. mas será que um dia irei encontrar uma mulher sorodiscordante que aceite a minha condição? O meu maior medo é de contar pra mulher que irei me juntar um dia, que tenho o vírus. 😦

    • Anônimo diz

      Eu tenho um relacionamento sorodiscordante. Não se preocupe. Só a falta de informação pode afastar uma mulher de um soropositivo indetectável. Você pode ajudá-lá a obter informações. Boa sorte!

      Quanto ao outro lá em cima, dê mais dados que sustentem sua opinião. É importante.

    • vanessa diz

      Rob
      Não duvide do amor se a mulher que encontrar te amar ela não vai se importar.
      Confesso que as vezes me pego pensando dessa forma mas confio em Deus e acredito nisso que te escrevi! Espero que comigo acontEça dessa forma.
      bjs

      • Sérgio diz

        Rod , eu entendo o seu lado , mas vc não pode se fechar , viva a vida normalmente e deixe as coisas acontecerem , quando vc menos esperar vc estará feliz com uma mulher ao seu lado. Abraço
        Vanessa , perfeita a sua colocação , sim não deixe de acreditar não! Bjs.

    • ex ex ex deprimido diz

      Rob,
      Voce nao pode ter medo! O medo atrapalha nossas vidas em muitas situacoes, e nao somente quando se eh + !!! Va em frente, ame, permita-se ser feliz. As vezes perdemos oportunidades unicas na vida, pelo medo de nos atrever-mos.
      Entao, podemos escolher: passar a noite em frente a TV lamentando a vida, ou aproveitar o mundo la fora!
      Fique sorrindo!

    • Mutatis Mutandis diz

      Rob, vivo um relacionamento sorodiscordante com minha esposa. Obviamente, cada caso é um caso. Mas isso é plenamente possível, pode ficar confiante!

      Mas quem sabe vc encontre no amor de sua vida uma mulher tb indetectável? Ou então uma sorodiscordante mesmo?

      Não importa, vai ser o seu amor e pronto!

      O Amor vence o HIV com um piscar de olhos, literalmente….

      Grande Abraço!

    • Renatinho diz

      Rob
      Amigo digo sempre assim entenda o que vc vive pra depois explicar para outra pessoa ……
      (não estou dizendo que vc não sabe)
      Assim seja franco de o maximo de informações para sua futura companheira leve ela com vc no Infecto que ela terá confiança em vc

    • Silva diz

      Olha e preciso ariscar. eu por exemplo contei no segundo dia apos o inicio da relação e hj estamos casados eu indetectavél e ele sorodiscordante.

  3. Paranaense do Rio de Janeiro diz

    Comecei a tomar os antirretrovirais há dois dias. Que seja quimioterapia como o rapaz aí diz… que seja o que for… minha infectologista disse coisas que “ouvi” por aqui também. Quero viver mais 30, 40 ou 50 anos. E sei que isso pode me ajudar. Em breve serei um indetectável. A dúvida: quanto tempo isso leva pra chegar?

        • Peter, tomei por 5 anos kaletra, lamivudina e tenofovir. Agora em outubro comecei a tomar o efavirenz no lugar do Kaletra e foi a melhor coisa que fiz!
          Ah e não troquei por falha na medicação….troquei pois não aguentava mais meus desconfortos intestinais.
          Agora se o efavirenz está fazendo o efeito desejado eu ainda não sei, vou descobrir em Dezembro.

          Beijo

        • Zack diz

          Olha sou soropositivo a 2 meses cd4 631 e cv 298 cópias quase indetectavel porinquanto não preciso tomar remédios mas sou acompanhado por um infectologista

    • Anônimo diz

      Há artigos, a maioria em inglês, descrevendo três fases para a redução da carga viral. Procure por “hiv vírus deckay “. Em resumo: a primeira fase derruba o vírus a níveis bastante baixos nos 12 primeiros dias de tratamento (Efavirenz) ou 16 dias (Raltegravir). A segunda fase dura mais tempo. Após o final da primeira fase, nem meados da segunda, às pessoas já se tornam indetectável. Isso ocorre, quando há Boa adesão aos medicamentos e na ausência de resistência ao vírus, no prazo de um a seis meses. É muito provável que em até dois meses você já esteja indetectável, ou quase.

    • Tati diz

      Paranaense do Rio de Janeiro… Eu comecei com a carga viral em um milhão e lá vai cacetada, repeti o exame depois de 3 meses, estava em 63 cópias, espero no próximo já ter chegado lá…

      • Hope diz

        Tati! Que bom ouvir isso! Meu marido começou há pouco mais de uma mês a TARV com carga muito alta (700 mil)… tinha medo que, por estar tão alta, ele não chegasse ao “indetectável”… mas se você está quase lá (e estará com certeza no próximo exame), quer dizer que ele também pode!!!
        Um dúvida, caso você ou qualquer outro se sinta à vontade para falar nisso: o CD4 dele também estava bem baixo… a recuperação é mais lenta que a redução da carga ou as duas coisas andam juntas?
        Obrigada
        Alegria e saúde a todos!

        • Ricardo - Guarulhos diz

          Tb iniciei minha TARV com mais de um milhão de cópias em em 04 meses já estou indetectavel…o negocio é disciplina, boa alimentação e exercicio fisico, ou seja, passar a cuidar mais de nós mesmos. Bjão a todos.

          • Anonimo diz

            O CD4 sobe rápido também. O que demora mais é a relação cd4/cd8.

            • Hope diz

              Anônimo, ainda sou iniciante… ainda nem sabia da existência de de CD8… :-* desculpem…

          • Hope diz

            Obrigada Ricardo. Tetando aqui aguentar as pontas já que sou super disciplinada e meu marido não… homens…!!

        • Tati diz

          Hope… Meu Cd4 estava em 900 eu descobri bem no começo, por isso a C.V tão alta… Seu marido vai ficar bem… Deus está fazendo a parte dele.. Bjokas

          • Hope diz

            Obrigada Tati… no caso dele, a infecto disse que a cara era de infecção já muito antiga, ates de mesmo de estarmos casados…por isso CD4 baixa… espero que mesmo assim possa ter sucesso na terapia…ainda espero ficar velhinha ao lado dele, seja eu negativa ou positiva… aguardo janeiro para meu segundo teste…

            • Paty diz

              Hope vc poderia me informar que tipo de teste seu marido fez para descobrir o hiv? E quantos ele fez? Fico agradecida.

        • Mutatis Mutandis diz

          Hope, gosto muito de ler o que vc escreve, tem muita alma nas suas atitudes aqui descritas. Vou tentar lhe ajudar com minha experiência própria.

          Se seu esposo permitir, peça para ler o resultado do exame dele. Se familiarize com as terminologias.

          Do monte de números que tem no exame você vai ver que o infecto presta atenção em basicamente 02: Número de cópias do vírus no sangue (CV) e a relação CD4/CD8.

          Esse último pode chegar a 1.500 em alguém muito saudável, mas não em todo ser humano. Tem o lance da genética envolvido. O que importa mesmo é de onde ele não pode passar: abaixo de 200 já caracteriza Síndrome da Imunodeficiência.

          Olha, vejo pessoas aqui que chegaram ao indetectável em 04 meses. Eu estou a 10 meses me medicando e no último exame é que eu estava na confortável posição de CV 115, mas ainda não está zerada!

          Isto é, apesar de muito número, esse negócio não é uma ciência exata (rsrrsrs) Cada caso é um caso e requer paciencia, mas se está aderindo ao tratamento, em menos de um ano fica indetectável com certeza.

          Se um dia vc puder, e achar ético/conveniente, sugiro que vá ao infecto dele (junto com ele ou não) e converse a respeito desses numeros e mostre como vc está muito forte no apoio ao seu marido.

          Minha esposa já fez essa experiência, ela me disse que, na consulta, se sentiria melhor sem minha presença. Foi altamente proveitosa essa ida dela, esclareceu muitas coisas.

          Hope, viver é uma dádiva fatal (diria Renato Russo). Seu esposo precisa de você, e sei que vc sabe demais disso. Mas sei que vc precisa ouvir isso tb: espere, seja a ilha de tranquilidade dele. A sua ilha de tranquilidade será seu ato de bondade, perdão e paciência.

          Estou chegando a um ano de diagnosticado…nem lhe conto como foi chegar até aqui…pensei que não iria. Vi meu casamento chegar ao fim..fim mesmo! Mas hoje vejo como as coisas estão se ajeitando, voltando ao normal. Ainda tem muito o que fazer, o que entender, o que se adaptar. Mas tenho a vida toda pra isso! É só continuar vivendo!

          Grande Abraço!

          • Hope diz

            Mutatis,
            Muito obrigada por suas palavras. Muito importantes mesmo para mim hoje. Tivemos um dia meio ruim por que está muito sugestionado essa semana… acho que foi por conta de uma virose que nossos filhos pegaram… e eu, como sempre também peguei… ele não pegou (o único que escapou aqui de casa, pois até nossa funcionária pegou).
            Também tem consulta com oftalmologista amanhã e já fica imaginando que vai ficar cego… estou tentando de verdade ser uma opinião serena e objetiva no meio dessa turbulência, mas sofro em silêncio para ele não ver. Não sofro pela doença em si, mas pela maneira muito cética pela qual ele encara tudo…
            De qualquer maneira, fui com ele às duas consultas com a infectologista, a pedido dele. Eu fiz a maioria das perguntas e respondi à maioria também… ele é muito tímido, e eu, não mesmo.
            Mando mensagens para ela por Whatsapp a ela pois ele não tem coragem de perguntar… assim, começo a me acostumar com os números… mas ainda sou meio “verde”…
            Meu terapeuta disse que tudo é muito recente e um dia vamos acordar e nem lembrar disso…
            Espero que sim. Até lá, ouvir (ou ler) palavras como as suas me confortam muito e sempre só confirmam o meu amor por ele…

            • Mutatis Mutandis diz

              Hope, nesse ritmo a vitória no seu casamento é certa. Você está fazendo tudo certo..seu esposo, assim como eu, é um homem de sorte por ter uma mulher especial. Sucesso!

          • Joelson diz

            Minha esposa dorme na.mesma cama que eu, mas nos tocamos mais. Fui detectado em janeiro e agora em setembro estou no nível ‘não detectado”. Ela.me pediu para não sair de casa, mas disse que jamais teremos um relacionamento conjugal mais. Sei que errei, mas isso me DOI muito, pois a minha luta diária e somente Eu e Deus!!! Mas viva a vida!!!

        • James diz

          Certamente que não andam juntas, no primeiro exame após o tratamento já tive Cv indetectável, porém, até hoje continuo com cd4 nos mesmos patamares do início do diagnóstico, até um pouco inferior. Minha médica diz que vai subir e que é por causa do medo e estress que até hoje não superei totalmente, mas me parece que a genética pode ser uma melhor explicação. É bom frisar, que apesar de ansioso, sou disciplinado e coloco minha saúde à frente de tudo !
          Alguém que possa explicar melhor, fico agradecido.

      • Cara + diz

        Tati, estamos na mesma. Faço meus exames mês que vem e tb espero ter uma notícia tão boa quanto essa sua. Obrigadão por seu relato!

        • CARA + diz

          Peter
          é possível sim. A minha estava em mais de 1 milhão quando descobri e nunca senti nada, nem gripe. Varia muito de organismo para organismo!

          • Anônimo diz

            Eu descobri minha infecção com menos de 30 dias contados do contágio. Desconfiei de uma relação e fiz o teste. A carga viral estava em 1 milhão e 800 mil.
            É muito importante testar-se, especialmente depois de uma relação suspeita, ainda mais se você tiver um quadro de febre.
            A carga viral nesse início e muito alta e o doente fica altamente infeccioso.

            • Hope diz

              Oi Anônimo… desculpe a pergunta meio boba, mas ainda estou aprendendo… que teste você fez que detectou tão rápido? Não entendo por que a infectologista do meu marido disse para eu esperar até janeiro para repetir o meu teste…. já perguntei se não poderia fazer logo mas ela falou para esperar… estou seguindo tudo que ela fala, mas queria entender melhor…

              • Anonimo diz

                Hoje o teste Elisa de 4a geração não busca apenas os anticorpos, mas também a proteína p24, que é um dos componentes do vírus. A partir de 10 dias esse teste já pode captar a doença. No meu caso, fiz o teste com 18 dias desde o contágio.

                Para qualquer teste, a janela de 30 dias já é segura. Fique tranquila.

                • Hope diz

                  Obrigada Anônimo. O Sérgio também falou isso. Os testes avançaram bastante mesmo! Acho que o protocolo do Ministério da Saúde exige a repetição com 3 meses…mas imagino que vou ficar bem nervosa quando fizer… renovar aqui o estoque de Frontal…
                  De qualquer maneira, vocês vão ter que me aguentar por aqui pois minha vida está para sempre ligada a de um soropositivo, meu maridinho, que amo de paixão!

            • Erlei diz

              Eu descobri ha 6 meses por que estava com muita febre e fiz varios exames e deu pneumocitose. Já estava com a doença Aids e carga viral 1.145.000 e o CD4 110. que já é um estagio avançado. Desde ai sempre me sinto ruim. Tomo os retrovirais.´Sinto falta de ar, cansaço. Estive olhando no google no meu caso eu nao tenho o virus e sim a doença. Alguem me explica. Acho que tenho pouco tempo de vida….

              • Secret Guy diz

                Erlei…

                vc teria pouco tempo de vida. Agora você está em tratamento.

                Mesmo se você adoecer agora você terá acompanhamento médico. Com a medicação sua carga viral diminuirá e seu cd4 aumentará com o tempo.

                Não há diferença entre vírus e doença. A doença é devido a baixa na sua imunidade (numero de cd4) que deixa seu corpo sem defesas contra outros vírus, bactérias e etc.

                Mas agora você já está em boas mãos e se recuperará em breve!

                Todos que descobrem sempre acham que tem pouco tempo de vida. Isso não é uma questão somente sua. Infelizmente seu caso foi um pouco pior e que é o tipo de caso que leva um grande número de pessoas a óbito!

                Foco no tratamento e força!!

                • Anonimo diz

                  Erlei,

                  O seu quadro pode ser compatível com infecção recente por HIV. Quando você fez o teste te pediram o Western Blot? As bandas vieram todas positivas?

                  Se era o caso de infecção recente, o tratamento vai restabelecer completamente o seu sistema imunológico. Como Está seu CD4 hoje? E o CD8?

                  Duas semanas ou três antes dessa febre você teve relação de risco?

      • Setembro diz

        Parabens Tati! comecei com 130 mil de Carga Viral… fiz o primeiro exame com 2 meses de tratamento ontem, estou na torcida que melhore bem o exame também 😀

        O pior é esperar um mês pelo resultado do exame… Esse SUS… 😛

    • Obsevador diz

      Que quimioteparia, esse cara é louko……não dê ouvidos a quem fala merda, vc. está certo em tomar os medicamentos eu tomo tbm. afinal temos que seguir nossas vidas!

    • ex ex ex deprimido diz

      Paranaense, eu fiquei indetectavel em 28 dias apos ter tomado a primeira pilula. Siga teu tratamento a risca! E o principal de tudo: nao pense 24 horas no HIV. So lembre dele no momento do remedio. No mais, viva o dia a dia sem stress. Leve a vida normalmente. Sei que eh dificil, mas realmente, nao ha como voltar no tempo, entao tu so podes pensar no presente e futuro. E isto so acontecera se tu estiveres em paz contigo mesmo.
      Em breve voce sera indetectavel, e veras que a vida segue o rumo normalmente.
      Nao absorva tudo que les. Filtres as boas informacoes e experiencias partilhadas pelos outros aqui, ou na propria internet. Se algo te incomoda, nao leia. Nao ocupe a mente com algo que nao te trara comforto emocional.
      Quando tiveres o resultado do proximo exame, conte aqui.
      Abracos.

      • Cara + diz

        Esse Ex é um queridão!
        cara, tu tá sempre dando conselhos dos mais otimistas para as pessoas. Isso faz um bem né?

        Obrigadão por ler e ter vc sempre por perto aqui no blog!

        • ex ex ex Deprimido diz

          Cara +, tu ehs gaucho? Eu nasci em Porto Alegre, e vivi boa parte de minha vida no sul. AMO o sul!!!

        • Rick diz

          Gente! Com certeza vcs aqui do blog fizeram e fazem toda diferença em minha vida…. num sei como seria sem vcs!!!
          Cara +, eu já disse antes mais tenho que repetir eu sou seu fã!!!
          Tem 7 meses que comecei com os antirretrovirais, em janeiro fiz o exame e ainda não estou indetectável…mais estou bem perto Carga Viral 53 copias, em maio vou repetir os exames e com fé em Deus eu chego lá!!!
          Muito obrigado a todos vocês que com depoimentos…experiência e especialmente com tanto carinho nos ajudam!
          Grande abraço! E que Deus os abençoe sempre! Mesmo sem conhecê-los, tenho um carinho muito especial por vcs…em especial a vc Cara + !!!

    • Digo diz

      Paranaense, comecei meu tratamento e o primeiro exames posterior, dois meses depois, já deu indetectável.
      Sobre o doidão aí de cima, acho que um pouco de ceticismo é sempre bom, mas negar as evidências comprovadas por milhões de pacientes e de médicos em todo o mundo e confiar em “relatos da internet” não passa de burrice.

      • James diz

        Gente, a maioria de vocês aqui faz exames com uma frequência invejavel, e desde o começo.
        Eu fiz meu primeiro exame de Cv e cd4 pós tratamento somente 8 meses depois; isso me causou uma ansiedade terrível, por tempo demais, aliás, não só o exame, mas também as consultas dificílimas, rápidas e absolutamente sem sentido, tanto que troquei de médico, de remédios, até o local.
        Mudou um pouco, mas em 1 ano e meio de tratamento só consegui fazer 1 exame daqueles que medem o níveis lipídicos, fígado, rins, etc…
        Bem que eu peço, mas tudo o que consegui foi mais 2 Cv e cd4, e porque insisto.

    • Anônimo diz

      Amigo, desculpe demorar, mas achei o artigo de que falei: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3749011/

      De uma olhada. Em resumo, com raltegravir 85% dos pacientes ficam indetectáveis em apenas 56 dias de tratamento. Com efavirenz, em dois grupos testados, os percentuais de indetectáveis foi de 17 e 57% no dia 56.

      Raltegravir é indicado apenas para tratamento de infecções mito recentes ou para quem criou resistência. Na maioria das pessoas, a carga viral é mais baixa e o efavirenz é eficiente para reduzir a Carga viral rapidamente. De uma olhada no texto, se preciso com auxílio do Google tradutor. Espero ter ajudado!

  4. Rob, tudo nessa vida é possivel! Você ainda pode se surpreender com as pessoas….com o amor!

    Beijo

    • borges diz

      Bom ai vai meu relato descobrir se sorocpositivo ha 2 meses .tentei o duicidio mais deus me livrou poos sou casado e tenho tres filhos.a primeira coisa quando chegeuei em casa foi encarar a situaçao e contar pra minha esposa.acho que sem o apoio dela eu nao suportaria passar por isso mais em fim .jah faz 1 estou me tratando a 2 semanas espero que tenah um otimo resultadocpois o unico efeito que rive com o tratamento foi ficar tipo embreagado mais tou ai na luta fe em deus que tudo vai dar certo.a minha maior alegria que minha esposa nao pegou graças a deus abraços

  5. Henrique diz

    Ainda não comecei o meu tratamento. Tenho 22 anos, minha carga viral está em torno de 4000 copias por mm³ e meu CD4 960. As opiniões de cada um aqui nos comentários me fizeram um bem enorme por me trazerem amparo e esperança. Mas acontece que na situação que nos encontramos quando recebemos o diagnóstico, ficamos suscetíveis a acreditar no que nos é dito. Fiquei extremamente chocado, abalado, amedrontado com o comentario do “Divine”.

    • Sérgio diz

      Henrique , esse sujeito é louco , assim como tem pessoas que já conseguiram induzir dezenas a suicídio coletivo , ele tem a intenção dele , saiba que quando chegar a hora vc terá que optar em viver ou ir atrás de um sujeito desse e partir. E no momento só uma realidade lhe dará essa chance de continuar vivendo . A HAART . Então henrique vc quer viver ? Vc pode e muito bem . Abraços.

    • Cavalcante Feitosa diz

      Ei cara coragem!! Meu cd4 deu “abaixíssimo” de 100 e comecei a usar os medicamentos e estou aqui 1 mês depois pra contar a história que estou a cada dia me sentindo MUITO bem. E vc que deu 960 (mais de dez vezes que o meu), NÃO SE PREOCUPE VAI DAR TUDO CERTO. abraço

      • Observador SP diz

        Comecei a me tratar com o CD4 a 144 e CV de 2.500.00 cópias acho e tbm estou aqui, a vida é bela e temos que seguir em frente, enquanto estamos vivos á esperança! Avante irmãos e irmãs!

    • Cara + diz

      Henrique
      de verdade cara, esqueça tudo o que vc leu no comentário do Divine. Basta você dar uma boa passeada pelo blog e ler os comentários. Vc vai ver que praticamente todos vivem muito bem com o hiv.

      Na boa, queria saber de onde esse Divine tirou tanta informação alheia para pautar seu comentário!!!! Simplesmente desconsiderou pesquisas, fontes e principalmente, nós, que fazemos uso dos arvs e que estamos melhores em função deles. Defende o tal uso da Mutamba, que até então, nada cientificamente ficou comprovado para a cura.

      Faça como eu. Não acredite somente em pesquisas, que diga-se de passagem, todas sempre nos são favoráveis. Acredite em fatos. Quando descobri minha sorologia, encontrei esse blog e percebi que a vida segue seu rumo normalmente após o diagnóstico e tirei essa conclusão, lendo os comentários dos integrantes daqui.

      Te digo, estou indo para o terceiro mês de tratamento e a única coisa que mudou é tomar um comprimido a noite antes de dormir.

      No mais é vida que segue meu amigo!

    • Henrique, vou contar um fato que ocorreu aqui na cidade onde eu moro.
      Havia um casal de soropositivos aqui na cidade e que viviam com isso há pelo menos uns 10 anos e ambos se recusavam a fazer o tratamento com os ARVS. Em 2011 ela foi internada , exames foram feitos e seu estado era crítico. O infecto em conversa com ela, disse que ela era extremamente relutante e que dizia que jamais iria tomar a medicação e que o mais importante na vida dela, era saber que o filho não havia sido contaminado. Resultado: ela permaneceu por dias internada com pneumonia, magérrima e com o corpo repleto de feridas e infelizmente veio a óbito. No final de 2012 eu estive no PS local acompanhando uma pessoa da minha família que não estava se sentindo bem e lá encontrei com o marido dessa moça…internado com muita febre e pneumonia …só que dele, infelizmente eu não soube o desfecho.
      Tem um outro moço aqui que convive com o HIV há mais de 20 anos e já teve todas as “ites” possíveis e imagináveis, toma 17 comprimidos por dia e vive numa boa…curtindo a vida…viajando para todo lugar e sozinho!
      Portanto meu amigo, por mais que seja ruim tomar essa medicação, o melhor, sem sombra de dúvidas é tomar. Do futuro ninguém sabe …ele não nos pertence. Então vamos viver o HOJE com o que temos para hoje.

      Beijos

      Vida

    • Henrique, não fique cara!!
      É uma realidade nova, que causa medo… Mas, temos que viver com fé, e acreditar que ainda tem muito para viver…
      Siga a vida normalmente. Tudo ficará bem!

    • ex ex ex Deprimido diz

      Henrique, nao leia o que nao eh bom. Fique chocado, abalado ou ate mesmo amedrontado com fatos reais. O comentario do “divine” eh totalmente infeliz e irrelevante.
      Se possivel, comece o tratamento logo. Converse com teu infecto. Siga tudo a risca, e o principal de tudo: cuide da cabeca. Esta pode sim te deixar chocado e abalado, caso ela nao esteja em ordem.
      Fique feliz.

      • Ti+ diz

        OLÁ QUERIDOS! Eu fui diagnosticado em setembro/ 2015, minha carga viral estava em 316.000 e cd4 380…hj minha carga viral está em 71!!! E é um grande alívio, em breve deve estar zerado….uma das coisas que mais me atrapalharam foram depressão, a incerteza e angústia. Ao contrário de muitos, engordei e muito!!! Mas isto, se devem a fatos mais psicológicos do que qualquer coisa.
        Estou retomando meus dias e as coisas que me faziam bem e isto é importante pra todos! Adoro correr e praticar exercícios e durante este período de tratamento tinha me afastado e agora sei que nada precisava ter mudado ! E aos poucos sei que isto é o que vai me fortalecer!! Então, não deixem que suas vidas se resumam aos horarios, aos horarios dos comprimidos….não se deixem influenciar por achismos! O importante é o agora, o quanto vocês lutam pelo equilíbrio!

  6. Nós poderíamos lançar a nossa história em quadrinho também!! Que tal? Criatividade é o que não falta por aqui..rssss

    • ex ex ex deprimido diz

      Vida, hahahha, falei ontem para a Gaucha que poderiamos escrever um livro!!!!

    • Cara + diz

      Vida ,eu gostei do chefe da quadrilha – o Estigma….kkk

      poxa, vou poder escrever na minha história em quadrinhos que tc com uma guria linda de sampa, vi fotos, virei fã e que quero casar com ela????

      • Cara + eu quero ser a Defensora Implacável– Defensora dos fracos e oprimidos e dos frascos e comprimidos.. :P. Só que nessa história meu lindo, a defensora acaba com o estigma..rs
        Poxa! Cortou meu coração agora.. acabar com um GATO gaúcho de 1.80… O.M.G!!! Quanto desperdício!! Posso tentar te regenerar né?? rs. Se bem que estou tentando regenerar um Mineiro safado há meses…..e todas as tentativas tem restado infrutíferas! snfis

        Beijos lindeza da Vida..

        • CARA + diz

          Minha Vida linda, eu é que não quero ser o chefe dessa quadrilha. Quero estar com vc, vendo as pessoas felizes e bemmmm cheias de vida!!!! Minha gata paulista! Casamos quando?

  7. Desculpe a mudança no assunto, preciso de um help
    Comecei a medicação dia 07/11/14. Dia 18 agora acordei com manchas vermelhas no tórax e que hoje começaram a coçar. Meu infecto volta a trabalhar só na segunda próxima. Seria melhor eu parar a medicação mesmo sem falar com o infecto? To no Efavirenz+Tenofovir+Lamivudina. Será que se eu insistir com a medicação isso passa e em qtos dias?

    • Matteus78 diz

      Binhomais,

      Muitos dos que começam a medicação tem esse rash cutaneo. Eu tive e ele passa em pouco tempo. Isso significa que seu sistema imunológico está reagindo bem.

    • Paranaense do Rio de Janeiro diz

      Ainda não tive nenhum tipo de reação, afinal são três dias. A única coisa é a tal “ondinha”. Sim… fico com o “labirinto” abalado e dá uma certa tontura. Mas o que é a informação, não é mesmo? Minha infecto me deixou a par disso tudo.

      Pessoal, posso tirar outra dúvida com vcs? Academia. Como vocês lidam com o assunto? O que vocês priorizam de exercício? Eu tenho costume apenas de fazer o aeróbico. É importante partir para a musculação mesmo? Alguém aqui teve lipodistrofia ou algo parecido? Esse é o meu grande medo.

      • PR do RJ, como vai?

        Desejo excelente tratamento pra vc, juízo na adesão (eu to indo bem), e do mais fundo do coração que fique só na ondinha do EFV (no nono dia esqueci desse efeito, já não sentia). Eu ia começar a academia um dia antes da reação do rash cutâneo /manchas vermelhas. Mas algo me dizia para esperar, pois, vai que vinha as “pipoquinhas”. Se Deus quiser e com a gigante ajuda dos médicos e profissionais da saúde que me acolheram hoje, junto à ciência farmacêutica em poucos dias estarei zerado. Quero chegar na empresa segunda-feira 100%. Qto a lipofistrofia todo mundo fala que é bem raro hoje, este ponto não me trouxe preocupação. Quero ficar com CD4 legal e undetectable 😉
        O reto vejo dos.

        Boa saúde a ti e a todos.

        • Binho, são muitas as “pipoquinhas”? Está algo insuportável?
          Recentemente eu mudei o meu esquema para “efavironha” também…Acho que foi a melhor coisa que fiz viu! Nos primeiros dias tive tontura e acordava como se tivesse tomado todas..rs .. Ah! e apareceram algumas pipoquinhas que coçavam pra kct e que felizmente sumiram rapidamente..
          Se eu fosse você eu não deixaria de tomar a medicação …aguentaria firme! Logo passa..

          • Vida linda do Binho! Então, na terça-feira dia 18 era bastante, mas pequenas, dia 19 muito mais, ontem dia 20 no peito e barriga parecia que o Paulistano aqui tinha tomado sol em Copacabana por duas horas sem protetor solar (as manchas no tórax sumiram e virou um vermelhidão só). No dia 19 avançou para os braços e ontem para as coxas… Ontem somente que começou a coçar e fiquei meio doido (quase três da madruga e eu acordado). Tomei medicação na veia e duas horas depois eu tava quase zerado da vermelhidão. Mas ta coçando ainda. Eu comprei sabonete de glicerina pra ver se ajuda. Vc usou algo que aliviasse? Não vou parar os ARV, até pq não tive sintomas de choque anafilático, só o desconforto. Suas pipocas sumiram junto com a coceira? Quantos dias levou?

            Bj e boa saúde na nossa vida Vida!

            • Binho, eu não usei nada! As bolinhas apareciam, dava aquela vontade louca de coçar (e eu coçava) e em seguida sumia.

        • Binho, tudo vai ficar bem… É o seu corpo reagindo a medicação…
          Conte o que seu médico falou?!

          • Peter,eu tinha ido num PS, o médico que me atendeu (inexperiente) era amigo de uma infecto. Me mandou fazer um exame emergencial, enqto ligava para ela, que indicou os remédios anti-histamínicos. Eu queria tudo para não precisar mexer no meu esquema, os remédios foram ajudando e estou bem melhor. Então verei meu médico só daqui uns 30 dias.

            Saúde pra ti e pra nóis!

    • Hope diz

      Meu marido teve exatamente a mesma coisa e toma os mesmos remédios que você! Passou em 2 semanas! Sempre bom falar com seu médico, por via das dúvidas.

      • Hope, obrigado pela força. Fui a um PS e lá tinha um infecto, recebi anti-histamínico intravenoso e receita para mais dois em casa, um corticosteróide e o outro não. Remedin na veia é de rápido efeito né? Então, como não consegui falar com o infecto que me acompanha, no PS me pediram para ir ao Emílio Ribas, fui e o infecto lá pediu que eu parasse a medicação ao menos até segunda-feira qdo vou falar com meu “Dr E.” (desenterrei esta, né?). Mas acho que esta orientação não seguirei, acho que prefiro a urticária ao medo dos efeitos de drogas de esquemas iniciais. No começo do ano tive até colite (devia ter feito exame de HIV ali)… Cheguei a me borrar logo dps do almoço (fumava um cigarrinho ao ar livre, achei que não era nada sólido/concreto, decidi me aliviar já que não tinha ninguém em volta rs) Kkkkk. Agora é engraçado. A coceirinha irrita mas não debilita tanto quanto ficar se assando dez vezes por dia na “casinha”, e chama menos atenção do que ficar desfilando com pressa na ida ao toillet e suado na volta dele.

        Boa saúde a todos!

        • Hope diz

          Binhomais, muita coincidencia ou coisa de Deus, como somos, eu e a infecto de meu marido, professoras da mesmo Universidade, apesar de áreas diferentes, consegui falar com ela logo. Ela pediu que ele suspendesse o coquetel e, como só fazia uma semana, ele entrou em pânico… no final das contas, eles só parou um dia e era era por conta de uma dengue (epidêmica onde moramos), depois continuou com rash no tórax, que passou com uma semana.
          Anways… você vai ficar bem e quem está falando é uma pessoa que tem alergia até a paracetamol!

          Espero, quando chegar janeiro e repetir meu Elisa, das duas uma, ou continue negativo, ou, se der positivo, minha reação seja só rash e coceira… pois já quase morri por conta de uma dipirona!
          Alegria e saúde para todos!

        • Hope diz

          Complementando… com relação à coceira… tenho dermatite atópica desde que nasci… assim como minha filha, e digo a meu marido: você passou 3 semanas sentido o que vivo minha vida toda…
          A dele passou com algumas semanas… a minha continua, há 39 anos … confessando até a idade…

          • Caraca Hope! Eu nunca tive efeito colateral a qualquer medicação, e olha que tomei várias diferentes para problemas iguais. Esta noite eu dei conta, mais ou menos, com gel de aloe vera… Mas fiquei acordado até virar o dia, dormi menos de três horas e to indo fazer comprinhas no mercadão da Lapa. To coçando bem pouquinho agora, parece que no início da noite que o bicho pega. Será que é quando os níveis da medicação ficam mais fortes no sangue (ou SNC, no caso do Efavirenz)? Enfim, até amanhã to insistindo, nesta madruga até rolou vontade de parar ou tomar um pileque (mas o danado do EFV aumenta a absorção com álcool aí eu tava perdido).

            Bjs e boa saúde pra ti e a todos!

            • Hope diz

              Tenha calma, Binhomais… é ruim mesmo, lembro que fomos comprar umas camisas e quando meu marido tirou a blusa para provar, tomei um susto! Parecia sarampo! Mas passa. Se você visse minha filhinha está exatamente agora você iria ver que seu rash é fichinha… sem desprezar…. mas ela foi picada por uma formiga e, como é alérgica, ficou toda empolada e coçou tanto que feriu a pele toda… muita dó… chorando muito.
              Se Deus quiser, em breve você vai estar super bem!!

              • Oi Hope! Imagino o aperto no seu coração, ver alguém sofrer é uma coisa, criança é pior e se é filha, daí nem consigo imaginar. Esta noite dormi a meia-noite e acordei antes das duas coçando muito. Tomei banho e levei mais um hora pra dormir. Dormi por SEIS horas (benção).

                Melhoras para sua pequena!

                • Hope diz

                  Binho, que bom! Saiba que hoje meu marido dorme como uma pedra e não tem mais sonhos estranhos ou coceiras. Na primeira semana ele sonhou com patos de neon na nossa cama…kkkk. Co relação às coceiras, também eram mais a noite, mas não sei por que. Você vai chegar lá.
                  Minha pequena melhorou, mas ainda está bem empolada”!
                  Alegria e saúde pra vc!

                  • To morrendo de sono, tomei banho, remedinho e nem sinal de coceira… Eu nunca tenho sonhos estranhos, será que terei um dia? Patos de neon é legal. Desejo este sono/sonhos de neon para sua pequena.

                    Boa saúde pra vcs!

                    • D.D. diz

                      Oi, binhomais. Comecei a fazer uso de medicamento no dia 18/12 e sete dias depois apareceram as manchas vermelhas nos braços, tórax e pernas. Entrei em contato com meu medico e ele me passou loratadina e disse pra insistir mais uma semana pra ver como será. Quanto tempo suas manchas demoraram para sumir? Antes dessa combinação tinha começado com o 3×1, mas o infecto decidiu trocar porque apresentei a mesma alergia na pele de forma muito severa. Tenho medo de ficar mal com essas manchas e ter que trocar de medicação de novo.

            • Hope diz

              Peter… na verdade ainda não temos certeza. Meu marido fez o teste em um check up e deu positivo. Fiz, no mesmo dia, e deu negativo, com janela de 34 dias. A infecto dele disse que tenho que repetir 3 meses após o primeiro. De qualquer maneira, estou me preparando para qualquer resultado, pois estou junto com meu marido para o que der e vier!
              Alegrias e saúde para você.

        • Ai Binho, sei bem o que você passou ……eu era frequentadora assídua da “casinha”..rs . Tinha uma vida de rainha…sempre no trono!..afffff

    • Cara + diz

      Binhomais
      esse foi meu medo tb antes de começar a tomar a medicação pois tinha alergia a outras coisas. Comecei a tomar e no segundo dia, tive um pouco de manchas e coceira nas pernas o qual procurei desconsiderar (nao coçar) e que sumiram nem dois dias depois.

      Vez ou outra, surgem uma ou outra e procuro fazer o mesmo, pois é bem controlável, só piora se eu começar a coçar.

      Caso seja muito grave, procure seu médico que provavelmente entrará com outra medicação para controlar a alergia, mas em hipótese alguma pare de tomar o seu arv para não correr o risco de o vírus se fortificar e ficar imune a eles.

      • Cara+, e ainda que o 3×1 deve estar pintando aqui em Sampa… Quero de jeito nenhum mudar de esquema. Obrigado pela força.

        • CARA + diz

          eu também penso assim, pois é muito prático e fácil de administrar.

          Que Deus nos ajude a permanecer assim!
          Força amigo!

      • Cara +, de 0 a 10 a minha suportabilidade tava 0,5… Coçava demais mesmo. Talvez o anti-histamínico está começando a fazer efeito ou foi um gel de aloe vera que passei… Agora a suportabilidade melhorou para um 5,5… Rs.

  8. LÚCIA diz

    Minha profissão exige muito de mim , gostaria de saber do SERGIO ou de qualquer outra pessoa , se esta noticia esta indo a favor ou não a gente , eu não tenho muito estudo e não consegui interpretar esta noticia , sera que posso dar entrada na minha aposentadoria ? Outra duvida não tem nenhuma vacina na fase 7 , 8 ou 10 não so fase 1 ,2, 1 , 2 ,1,2ta demorando muito , poxa http://prazeralexandre.blogspot.com.br/2014/11/justica-federal-determina.html

    • Hope diz

      Lucia, meu marido é atleta. Não sei qual a sua profissão, mas ele está levando a dele, até agora (quase 2 meses em TARV). numa boa. Nenhuma pretensão de aposentadoria.
      Alegria e saúde para você.

  9. Matteus78, obrigado por me acalmar. Eu já nem sinto s “ondinha” do EFV, achei que passaria sem esse efeito. Cedinho vou no hospital, se o medico disser para suspender não devo ouvi-lo, neste caso? Em qtos dias passou sua coceira? (nem ligo paras as manchas, me coçar que tá me deixando doido)

    • Anônimo diz

      Minha coceira passou em um mês e meio. Não se incomode, vai passar.

      • Vixe! Eu fico doido com seis semanas. De ontem pra hoje já tava pensando em jogar álcool e ficar assoprando (BRINCADEIRA). Obrigado pela força! Boa saúde a ti e a todos!

        • Anonimo diz

          Rsrsrs… eu fiz exatamente isso! Taquei álcool pra não coçar. Não funcionou!

          Não é que dura seis semanas. Vai diminuindo e em seis semanas passou completamente.

          • Virei a noite acordado, o EFV que mta gente sente por meses eu não sentia mais já no nono dia.Tomara que o rash passe rápido tb. Obrigado mais uma vez pela força.

    • Luis chaudio diz

      Eu tive muitas reações com EFV,e o pior foram a alergia e as náuseas não melhorava nem mesmo com os medicamentos ante-alérgicos , após seis meses de uso tive que trocar .Peça ao seu medico,pois há alternativa de medicamentos .

      • Então, não tive reações extremas do tipo fechamento da glote, olhos inchados, falta de ar… De repente é excesso de histamina, pois, o inicio de muitos tratamentos gera um conflito nas células “guerreando”. Por isso acho e desejo que seja uma fase. Ontem e hoje tive a mesma rotina e a essa hora eu tava me coçando já, nesse minuto estou de buenas. Adoraria continuar neste esquema, pois, o 3×1 tá pra chegar em Sampa… Por sinal tem um grupo de 60 pessoas, pelo que entendi pessoas em “situação de rua” e usuários de entorpecentes que estão com este medicamento (não achei detalhes, mas parece teste paraver ganhos na adesão). Se alguém souber melhor deste assunto poderia compartilhar.

        Mas se não for uma fase bora encontrar alternativa. Quero ficar bem.

        Boa saúde pra todos nós!

        • Geni diz

          Fui informada essa semana no posto onde faço tratamento que na minha próxima consulta em fevereiro já terá o 3X1 aqui em SP. bjs

  10. Ricardo diz

    Lamentável o comentário acima, não dê credibilidade a isso o hiv não mata, só enfraquece o sistema imunológico dando oportunidade a uma outra doença oportunista agir, os anti-retrovirais auxiliam o fortalecimento dos CD4, ou seja é só tomar os remédios direitinho que logo a pessoa voltar a ser saudável novamente, o remédio serve para controle do vírus e eliminação deste, auxiliando o sistema imunológico. Tudo de bom para vocês, muita paz e tranquilidade.

  11. ADRI PR diz

    Binhomais,

    Estou no 4° mês de tratamento e só agora começaram as alergias..no meu caso está um grosseirão nas bochechas e entre os seios.
    Minha infecto me passou um antialérgico que está melhorando a situação, reduziu a vermelhidão, mas ainda está meio ‘empipocado’..rs
    Ela afirmou que por enquanto não vai trocar minha medicação, pois insiste que o primeiro esquema é sempre o melhor, a não ser que esteja falhando no resultado do CD4.

    Estou aguentando aqui, pensando mais na saúde e aguardando para realizar novo exame para ser também como esses outros guerreiros aí, indetectável!!

    Força pra ti também..Bj!

    • Hope diz

      Adri… não estou em TARV, mas meu marido está! Garanto a você que esses efeitos são suportáveis, pois sou alérgica ao planeta terra e vivo a 39 anos muito feliz! Ele teve coceiras por algumas semanas e já passou!
      Alegrias e saúde para você!

      • Anonimo diz

        Adri, eu não tive rigorosamente nenhum efeito colateral além das coceiras. Parece que não tomo nada. Fique tranquila que se isso não passar há outras opções de tratamento.

        Hope, parabéns por continuar com seu marido. Você é uma grande pessoa. Não tem ideia de como isso é importante pra ele.

        • Hope diz

          Anônimo,
          Apesar de ele às vezes ter umas ideias esquisitas de querer ir embora e deixar nossa família, já disse a ele que nem sonhe que ele não se livra de mim!
          Claro que também tenho meus momentos de fraqueza, principalmente quando ele afirma que eu deveria seguir minha vida sem ele…
          Acho que o diagnóstico é recente e que ele vai parar com essa besteira e continuaremos sendo a família feliz que sempre fomos!
          Alegrias e saúde pra você!

      • Pequena + , meu e-mail está com algum problema e não consigo responder seu e-mail , fazer nada , assim que for resolvido , te respondo ok? Bjs

        • Pequena + diz

          Sérgio 😉

          Ai, ai, ai moço…rs..
          Já te falei pra fazer um skype..rs..
          Ou faz um g mail, dentro dele tem bate papo.
          Acabei fazendo um pelas facilidades, mas continuo com o outro ok.
          Saudades 😦

          Bjus da Pequena +

    • Adri, tudo bem?
      Li um post não sei se aqui ou no blog do Alexandre, era caso de rash aos seis meses com EFV. Comentaram lá que poderia ser que agora a imunidade dele atingiu um bom nível e começou a combater algo que apareceu ou algo existente que estava adormecido. Parece que só um pequeno prazo no começo seria efeito colateral.

      Do rash eu diria pra segurar firme, mas procure um dermato tb, nada melhor que cabeça tranquila.

      Melhoras pra ti (nós), e boa saúde pra frente!

      • ADRI PR diz

        Binho,

        Obrigada pelas informações, foi isso mesmo que minha infecto falou.

        Como meu CD4 estava muito baixo e agora meu corpo está reagindo (para melhor) com a medicação, alguma coisa que estava adormecido resolveu aparecer. O anti alergico que ela me passou está ajudando, agora é só paciência..rs

        Mas as ‘pipoquinhas’ já estão melhorando, viu? 🙂

        • Adri,

          Há quanto tempo (dias) você está usando anti-alérgico? Ontem eu já não usei, hoje começaram coceira e um vermelhinho na barriga… Tô com medo de que eu seja realmente alérgico ao EFV, to super pra baixo agora 😦

          • Adri Pr diz

            Binho,

            Já faz uma semana e tive uma melhora considerável, ufa!!
            A pele do meu rosto estava muito ressecada, vermelha e empipocada; coçava e até erguia vergões.
            Como minha pele é muito branquinha, impossível não perceber que algo estava acontecendo comigo.
            A meta agora é começar a reduzir: metade do comprimido, alternar dias até o cessar desta medicação.

            Outra dicas foram banhos mais curtos e frios e hidratação da pele (creminho mesmo!!) e muita paciência rapaz!

            Espero ter ajudado. 😉
            Bj

          • Adri Pr diz

            Olha, insisti com minha infecto, mas ela não quer trocar o EFV, ela prefere outras alternativas para a alergia do que trocar a combinação do ARV.

            • Sérgio diz

              Sim Adri Pr , nunca é bom trocar uma combinação , a não ser que não tenha outro jeito mesmo. Melhoras.

              • Adri e Sergio, voltei no antialérgico e com menor dose, ta dando conta. Espero mesmo que passe. Alguém falou do 3 em 1? No final de dezembro pego nova receita, o infecto tem que prescrever como dose única ou será que se já estiver disponível em São Paulo eles fazem a equivalência da receita? Será que teremos alguma boa surpresa dia primeiro? 🙂
                Olha o meu EFV fazendo efeito rss

  12. Hope diz

    Gente, respondi alguns posts sempre baseando-me nas reações colaterais objetivas de meu marido, diagnosticado desde setembro deste ano. Meu primeiro exame deu negativo mas minha vida está irrefutavelmente ligada à do homem que amo, e por isso, o desabafo. O meu resultado definitivo acabou por se tornar irrelevante.
    Já passamos pelo choque inicial (há 2 meses), somos aquele casal invejável, feliz, bonito, de bom gosto…não sei como descrever sem parecer pedante, mas é isso aí…
    O fato é que comecei a fazer terapia, tomar remédios (ironicamente, mais que ele) para permanecer firme e dar conta de seus (compreensíveis) momentos de fraqueza.
    Hoje, estou só desabafando…
    Ele não quer me beijar, é grosseiro e tenta por tudo me afastar… até nossos amigos notam a fazem piada. Temos filhos pre-adolescentes, que também notam esse comportamento arredio…
    Sei que não posso invadir sua privacidade mas queria saber se há alguém na mesma situação que eu…
    Ele tem a mim, mas eu tenho a quem?

    • Anonimo diz

      Eu passei por isso. Cheguei a querer dormir em outra cama. É o medo de contaminar o outro. Isso deve passar. É um momento muito difícil pra ele.

      • Hope diz

        Obrigada! tenho fé que passará. Ele é meu companheiro de vida e um vírus não muda isso. Mas também é muito cabeça dura… hoje já estou melhor! :-)!

    • Tati diz

      Hope.. Não sei aconteceu com todos, mas qdo iniciei o tratamento, meu humor mudou mto nos primeiros dias, muito nervosa, grossa com todo mundo e a noite um rio de lágrimas, mas isso logo passou, tá sendo dificil pra ele, mas aguente firme dê um espaço pra ele ficar sozinho um pouquinho em casa,as vezes precisamos chorar sem ninguem ver e colocar tudo pra fora de uma vez… Logo logo tudo ficará bem, digo pq minha história foi tensa viu, se puder vamos falar por email, te conto tudo… Bjao

      • Hope diz

        Tati, tento entender que por mais que eu queira ajudar, ele precisa estar só… mas não é fácil deixá-lo chorar sem querer abraçar. Estou tentando, juro! Imagine que ainda temos dois pre-adolescentes em casa… fazem muito barulho querem atenção o tempo todo… Não é fácil.
        Adoraria conversar com você: meu email é ritamariadavila@hotmail.com. Esse não é meu nome, como você deve imaginar, mas todo o resto é verdadeiro.
        Alegrias e saúde para você!

    • ricardo diz

      Oi Hope,

      Tenho uma situação parecida com a sua, mas no ponto de vista do seu marido. Como já disse a vc, sou soropositivo e minha mulher negativa. Após o diagnóstico minha vida conjugal/sexual mudou muito. Eu tenho receio de transar com minha esposa, mesmo que de camisinha, me sinto sujo, também me afastei das carícias normais do dia a dia. Ela percebe, às vezes fala. tenho medo que ela pense que não gosto mais dela ou que ela tenha perdido a atração, não é nada disso, mas é difícil explicar isso pra ela, a gente se fecha, pelo menos no meu caso, fico esperando essa sensação passar e acredito que um dia vou voltar a ter tranquilidade para beijá-la, abraçá-la, sei lá, fazer brincadeiras que fazia antes, como chamá-la de gostosa, apertar a bunda dela numa situação corriqueira. Sinto muito falta disso, mas não tenho, por enquanto, espontaneidade com dantes.
      Em comparação ao seu marido, eu não sou grosseiro e meu filho e amigos não notam nada, mas intimamente sabemos que mudamos, fazemos sexo de mês em mês e sempre depois me dá um medo tremendo. Acho que o que passa na cabeça dele é muito parecido com o que passa na minha, portanto,o que eu espero é que com o tempo isso passe e que minha esposa jamais pense que o meu desejo por ela acabou, pois não acabou. às vezes vejo ela trocando de roupa me dá aquele tesão, mas me seguro e não tenho coragem de tomar iniciativa e avançar nela. É muito difícil, por isso, entenda seu marido, e dê tempo ao tempo que as coisas se ajeitam, assim espero, pois pra mim ainda não se ajeitaram.

      • Hope diz

        Ricardo, obrigada pela força. Tem dias melhores e piores… hoje foi dos piores… mas estou tentando ser o mais tranquila possível. As vezes é muito difícil. Sei que ele me ama… apenas sofro muito em vê-lo sofrer. As vezes ele fala em se matar e isso me deixa quase louca, mas não demonstro. Converso e argumento… ele chegou a dizer que só vai ficar vivo se meu exame der positivo, para cuidar de mim, acredita? Eu levei na brincadeira e disse que independentemente do resultado do segundo teste em janeiro pretendia viver muito mesmo, e ver meus bisnetos… mas por dentro, fico acabada…
        Paciência… sei que tenho que ter muita. O caminha ainda é longo para que voltemos a viver normalmente, mas tenho fé que isso vai acontecer. Com você também, certamente!!!! Tenhamos fé, meu amigo.
        Saúde e alegria para você!

        • Sérgio diz

          Hope , desculpe me meter, mais já me metendo rsss ,com quanto tempo após a última relação desprotegida , foi feito o seu exame? E outra , vc sabe qual a metodologia usada? Abraços

          • Hope diz

            Oi Sérgio. Acho que o objetivo aqui é que todo mundo “sem meta” pra ajudar, né? Foi entre 34 e 38 dias (não lembro bem…). E fiz dois testes, um rápido e um Elisa que me disseram ser de 4a geração… os dois não reagentes, mas tenho que repetir. Por que?

            • Sérgio diz

              Olá Hope , o protocolo do Ministério da Saúde referente a janela , está desatualizado , mas independente disso , siga as instruções que o médico que está te acompanhando lhe recomendou. O que posso te dizer , que se realmente não aconteceu nada nesse período , as chances de o próximo exame mudar , são praticamente nulas . Abraços .

              • Hope diz

                Sérgio, obrigada! Espero que você esteja certo! Faremos um lindo par sorodiscordante!
                A médica disse realmente que as chances eram maiores de se confirmar o negativo… Tenho fé que seja mesmo, mas sempre dá um frio na barriga quando penso.
                Em janeiro, espero dar boas notícias aqui: meu marido também vai repetir o exames dele… acho que é cedo para o indetectável mas pelo menos no caminho certo e o eu confirmando o primeiro exame!!!
                Abcs e obrigada novamente pelas explicações.

                • Pequena + diz

                  Hope

                  Na torcida por vc e seu marido ❤
                  Vai dar tudo certo 😉
                  Tenha fé sempre.

                  Um abraço da Pequena +

                • Sérgio diz

                  Sim Hope , aguardo as boas notícias , não tenho dúvidas quanto a isso. Abraços Hope e parabéns pelo cuidado e apoio ao seu marido , melhoras para ele.

                  • Hope diz

                    Muito obrigada Sérgio e Pequena! Vocês sempre ajudam muito!!

                    Pequena +… acho que sou “mais pequena” que você! Sempre fico te imaginando, mas eu sou baixinha meeeeesmo! Bjs! 🙂

                    • Sérgio diz

                      Hope , estou ai para o que der e vier! Já te disse , salvo as circunstâncias (não ter tido outro comportamento de risco ou ter errado na contagem do tempo dito) , qual será o resultado do próximo exame né?

                    • Pequena + diz

                      Hope

                      Pode ter certeza que eu ganho de vc no quesito ser Pequena…hehehe 😉
                      Quem sabe um dia marcamos um café da tarde para fofocarmos 😉
                      Bjus da Pequena +

  13. Gledson diz

    Olá pessoal, tudo bem?

    Gostaria de tirar uma dúvida com vocês, se possível. Fui a primeira consulta com infecto no mês passado, e ele solicitou uma bateria de exames. Já conclui todos, e no resultado da Amilase e Lipase deu um valor de referência ‘ extremamente ” alto, cerca de 300. Como eu vou no infecto ainda na terça feira, e estou super ansioso, gostaria de sabe se aconteceu com alguém aqui, e se é normal para pessoas que é soropositivo.

    Obrigado e abraços a todos.
    Fé!

  14. Principiante diz

    Já faz 9 dias que tomo efavrizenz, lamivudina e tenofovir. O enjôo e os refluxos passaram, porque passei a tomar outros remédios indicados pelo infecto – lansoprazol e plamet. Mas, agora, estou esperando essas coceiras surgirem. Elas aparecem em todo mundo?

    No início do tratamento, minha carga viral estava em 6300 e o cd4 em 7600. Será que me torno indetectável rápido?

    • CARA + diz

      oi principiante
      os efeitos colaterais “podem”, veja bem, “podem” ocorrer. Isso não quer dizer que vc vai sentir todos. Numa dessas nem vai ter as manchas vermelhas, que também se surgirem, saiba que tem como remediar assim como os outros dois casos que vc relatou. Fique tranquilo.

      Eu tomo a mesma combinação que você e não tive nenhum efeito colateral, apenas uma ou outra mancha vermelha que com a mesma facilidade que aparecem, desaparecem.

      vc vai ver é bem tranquilo. Bom tratamento!

      Quanto a ficar indetectável logo, isso varia muito de cada organismo em resposta a medicação, mas o importante nisso tudo é chegarmos lá!

    • Luna diz

      Principiante eu tomo os mesmo que vc vai fazer 2 anos qdo descbri estava no começo meu namorado ficou doente e deu reagentedai fui no outro dia fazer o exame mas nunca fiquei nem com gripe em 3 messes fiquei indetectavel e estou assim até hj, ninguém nuca percebeu nadinha minha aparencia continua a mesma e nenhum efeito colateral mais…trabalho vou pra academia, pilates, facu , tudu normal…vc vai ficar indetectavel rapididinho a 2 anos atras minha cv estava em 70.000 e cd4 320…vc esta bem melhor….qualquer coisa meu e mail é lunaserena82@gmail.com…..se cuida menino,,,beijos

      • Luna diz

        Ah e não tive as manchas vermelhas não…cada organismo reage de um jeito….

        • Secret Guy diz

          Num outro tópico ele reclamou sobre minha troca de nicks.. eu acho que ele só tinha ficado com inveja!!

            • Secret Guy diz

              Eu era o Príncipe Sangue Azul…. era especialmente pra Vida mas agora ela me trocou por outros…. então voltei a ser o Secret novamente!!

              • CARA + diz

                Cara, o que tenho a te dizer é que a Vida é muito, muito disputada nesse blog e fora dele!

                Tb né, ela é tudo de bom! Pena que só quer casar comigo em 31/02

                • Cara+ , meu amor, você já ouviu esse ditado? santo de casa não faz milagre! Comigo não é diferente… E tem mais , eu não sou troféu para ser disputada!..kkkkkkkkkkkkkkk…
                  Infelizmente eu não posso me casar com você…meus sentimentos já estão comprometidos!
                  Ah…… e o Senhor será o meu padrinho de casamento ..lembra? vc vai me dar a geladeira e o fogão!

                  Beijos lindão!

                  • CARA + diz

                    ok, ok
                    me conformo em ser seu padrinho, pois sei que nesse dia vc vai estar mega feliz e isso é o que mais me importa nessa vida.

                    ver a Vida Feliz!!!

              • Secret, você sempre será o meu Príncipe Sangue Azul….meu “doce beijado”, minha “daminha de honra”, meu amigo lindo e divertidíssimo! Ontem chorei de rir com você no wats …rs e hoje ao lembrar das coisas que me falou, eu ria muito!
                Lembrei até de uma musiquinha pra cantar procê…

                Lá vem o negão, cheio de paixão, te catá, te catá, te catá..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

                Beijos meu lindo

    • ricardo diz

      Acho que tem alguma coisa errada nesse CD 4 dele. Acredito que não existe CD 4 de 7600 muito menos de 760.000.

      • Cida diz

        O menino errou e é perfeitamente compreensível, afinal é recém diagnosticado, vide o nick que escolheu: Principiante. Pena que uns e outros aqui não conseguem entender isso!

  15. Mutante Feliz diz

    Hope,

    Eu tive exatamente a mesma reação do seu marido. Dei a notícia ao meu namorado num clima de Adeus. Chorei e nem deixei que me tocasse. Eu me destanciei mas ele não desistiu da minha amizade. Levei mais de um ano para voltar como antes.!Isto só foi possível depois que eu domei o HIV e entendi que a minha condiçáo não é motivo de vergonhosa e nem é ameaça à vidal das pessoas. Este blog foi a minha âncora e a chave da minha czcompreensão. Quando olho pra tràs vejo o tamando do meu preconceito e da minha ignorância. Incentive o seu marido a conhecer melhor o HIV, navegue com ele pelo Blog, mostre a ele os protocolos sobre as possibilidades negligenciáveis de transmissão dos indetectáveis. Logo, logo ele vai se desarmar deste medo e preconceito. E vocês voltarão como antes.

    • Hope diz

      Mutante Feliz! Tenho uma fé inabalável que ele vai ficar bem e que vamos permanecer juntos… no final, tudo fica bem… se não está bem é porque não chegou o final, certo!? :-). Obrigada!

  16. Olem diz

    Puxa gente…

    Muito difícil está sendo a fase de espera dos primeiros exames Cd4 e CV… a todo momento percebo coisas diferentes no meu corpo, não sei se é sistema nervoso e ansiedade, mas já vi manchas, emagrecimento (quando me peso, o peso dá sempre o mesmo), queda de cabelo, dificuldade de fala, sensação de quase desmaio…
    Um horror, queria já estar medicado, acho que estaria mais tranquilo. O medo da Lipodistrofia me mata, alguém aqui já percebeu mudanças no corpo? os cabelos de vcs caíram antes do incio do tratamento? e depois? parou de cair?

    Desculpem o desespero.

    Forte abraço a todos vocês…

    Obrigado.

    • CARA + diz

      Olem
      me vi no que vc escreveu e acredito que a maioria das pessoas também já passaram por essa situação. Fazem 3 meses que faço o tratamento e entre o descobrir minha nova condição e iniciar a tarv, levou quase um mês. Nesse período tb tive a sensação de sentir tudo o que o tratamento poderia causar, sem ao menos ter posto um comprimido na boca.

      Para a minha alegria, comecei o tratamento e não senti nada.

      É bem coisa da nossa cabeça mesmo! Fique tranquilo, acredite em Deus, tenha fé, que tudo se resolve. Nessa fase é bom policiar o pensamento pois ele tende a nos puxar para baixo e fazer sentir coisas por pura ansiedade e medo.

      • Cara +, para mim está tudo tão perfeito com o efavirenz…..agora só me resta saber se ele está fazendo o efeito desejado.

        • CARA + diz

          Digo o mesmo minha Vidinha linda
          mês que vem (que já está ai) saberei qual o resultado que o efavironha tá fazendo nesse corpinho aqui.

          Mas sou de fé, que ele está fazendo efeito em vc, em mim e em todo mundo que adora a Vida e precisa dele.

    • Pequena + diz

      Olem

      Se acalme, a maioria desses sintomas é coisa de nossa cabeça.
      De início tudo que acontecer com a gente vamos associar ao HIV.
      E as coisas na realidade não são assim.
      Do HIV o que tive mesmo foi a queda de cabelo que na minha opinião foi do nervoso que passei ao saber o diagnóstico.
      E me recordando uns 3 meses antes de descobrir ser soropositiva tive dores na garganta contínuas sem explicação.
      O que já poderia ser um sinalzinho que a doença estava dando.
      Enfim tente se acalmar, tenha foco e muita fé.
      Que vai tudo dar certo.

      Um forte abraço da Pequena +

    • Luna diz

      Olem eu morro de medooo da lipodistrofia tb mas meu médico me falou que hj em dia é bem raro da isso na gente…faz 2 anos que tomo os remedios e não mudou nadinha no meu corpo…continuo magra…gata…e loira…hahaha

      • Sérgio diz

        Luna , o medo faz parte , mais realmente é raro hj em dia. Se cuida e continue do jeito que vc disse. Abraço

    • Rick diz

      Olem, antes mesmo de saber que era soro+ , Meus cabelos estavam caindo muito e eu tinha alergia a quase tudo, roupas…perfumes…shampoo…sabonete…a vários alimentos…até do meu suor eu estava com alergia… Por isso, por conta própria resolvi fazer o teste!
      Com menos de um mês depois q fiquei sabendo minha sorologia já iniciei com os antirretrovirais pois minha imunidade estava muito baixa , CD4 130 e Carga Viral 105.625!
      No começo tive alucinações, enjoos, fadiga, crise de choro(depressão), perdi peso, manchas vermelhas que coçavam pelo corpo….enfim tive de tudo um pouco…foi muito difícil!
      Mais hoje tudo isso passou graças a Deus!
      Tem 8 meses que iniciei o tratamento, ainda não estou indetectável mais se Deus quiser no meu próximo exame eu chego lá!
      Eu num sou muito de escrever… sou um pouco tímido mais leio quase tudo aqui no blog e confesso que graças a esses amigos que aqui encontrei eu tive forças para continuar pois não é fácil mais tem pessoas fantásticas aqui que não imaginam o quanto são importantes e essências na vida da gente!!!!
      Só tenho a agradecer e te dizer que tudo vai dar certo, com tempo tudo vai se ajeitando !
      Grande abraço e que Deus nos abençoe!

  17. Rapaz+ diz

    Ótimo o texto e os depoimentos. O Ministério da Saúde poderia se inspirar em criar projetos parecidos buscando atingir a população jovem, além de outros públicos. Isso seria tão importante e inovador.
    Não adianta só remediar, mas buscar meios para conscientizar as pessoas. Hoje vivemos uma nova era, vidas normais, pessoas saudáveis, mas a desinformação é o grande vilão, o estigma que as pessoas carregam ainda é maior… Espero muito que essa essa mudança aconteça.
    Seria massa ter um projeto bacana desses nas redes.

  18. ex ex ex Deprimido diz

    Oi Pessoal, nao sei se tem um post aqui que ja comentou sobre o efeito colateral dos remedios, no sentido de concentrar a gordura do corpo na barriga. Eu sei que tem um nome para isto, alguem sabe como se chama?
    O que eu queria saber eh se alguem passou/passa por isto.
    Eu estou super apreensivo com a ideia de me tornar “barrigudinho” !!!
    Vou deixar meu email aqui, caso alguem queira me ajudar.
    Uma simples indicacao de algum site ja me deixaria feliz.
    Obrigado.
    exexexdeprmido@gmail.com

  19. Olem diz

    Gente…

    O Infectologista teve que remarcar a consulta de hj, daí que eu falei c a psicóloga e pedi que ela me ajudasse porque eu estava muito ansioso, daí que ela me mostrou o exame de cd4, tá em 550. o CV não estava pronto ainda…. dia 09.12 retorno. essa cd4 é muito ruim? o que me dizem? obrigado!

    • Mutatis Mutandis diz

      Olem,

      meus cabelos caem, mas é porque eu tenho calvície mesmo. Só vc vendo, faço milagres pra dar uma disfarçada. Tontura nunca tive na vida, nem agora… a não ser que passe muito tempo sem comer.

      Quanto a esse lance de perder peso, sabe o que eu fiz? Comprei uma balança. Rapaz não é que não saio de 74,5 variando até 75kg, tenho aproximadamente 1,79 m, ou seja, meu IMC está ideal. Mas, acredite: todo dia eu fico achando que estou mais magro, fico achando que não engordo que todos estão pensando que eu devo ter “alguma doença”.

      Sabe do mais engraçado: quando descobri o HIV cheguei a pesar 69kg (com roupa e tudo, os pesos anteriores são todos sem roupa nenhuma), estava um esqueleto andante. Mas depois da medicação voltei ao meu peso normal, que sempre tive. Aliás há quem tenha me dito que estou até com cara de mais novo, com bom físico, etc…

      Sabe a conclusão: coisa da minha cabeça! As suposições falsas não resistem a mais simples das análises (no meu caso foi a balança). Num estou mais magro coisa nenhuma, pura invencionice do meu psicológico.

      Quanto à lipodistrofia, vou te falar uma coisa: Só pensei nisso enquanto ficava pesquisando na internet. As medicações atuais causam numa escala muito pequena esse efeito colateral, além do mais é depois de anos de uso, não é depois de algumas doses, não. Então, se vc ainda faz (porque todo mundo que tem HIV fez isso um dia) pare de ficar vendo imagens de lipodistrofia na internet. Comece uma academia, ou uma caminhada, comece a se alimentar melhor, enfim…cuide-se como qualquer ser humano precisa se cuidar

      Quanto a sua ansiedade, dê um jeitinho de controlar. Brevemente você vai fazer esses exames a cada 04 meses. Relaxe! De verdade! Seu CD4 está MUITO BOM. Tem soronegativo que não tem esse CD4 que vc tá. E quanto a CV quem cuida dela é a medicação, veja o número e não entre em pânico e pronto.

      Cuide do seu psicológico e deixe os remédios cuidarem da doença, vc vai ver como isso funciona. Hoje nem lembro que tenho HIV, só quando vou tomar os remédios ou fazer amor com minha esposa é que lembro desse invasor imbecil, mas fora isso…estou melhor do que antes.

      É isso, Olem! Sucesso. Pausa…Pausa…dê um tempo para vc mesmo. Se perdoe e espere, o tempo vai mostrar a você do que vc de fato é capaz.

      Grande Abraço!

    • Luna diz

      Olem seu cd4 esta bom o ideal é ficar sempre acima de 500 esta otimo….

  20. FJ diz

    Gente é normal não ter efeito colateral, se eu tive passou despercebido e agora que comecei o segundo mês.

    • Sim, é normal. Na verdade, os efeitos colaterais podem ocorrer, ou seja, não são uma regra. Agora que vc deu sorte, manda 6 números pra gente jogar na mega da virada hahaha

      • Luna diz

        Cida isso é verdade nos primeiros meses eu enjoava muito e parecia que estava sempre bebada ficava passadinha…meu médico falava que ia passar te juro que não acreditava mas passo graças a deus hj não sinto nada….bjooos

  21. Gledson diz

    Ola pessoal!

    Alguém sabe me informar sobre o saque do fgts? TODAS as pessoas que eh diagnósticado com o HIV pode sacar ou somente os que estão com o estágio avançado da doença?

    Valeu.

  22. Antenor Junior diz

    Oi jovem!
    Espero que possa me ajudar.
    Fui diagnosticado em 2010, tomo medicações a quatro meses, não senti nenhum efeito com as medicações, nem mesmo uma simples tonturas, mas depois de 4 meses de medicação eu que sempre tive 75kilos, engordei 25 kilos, estou em depressão, nunca fui gordo, diminuir tudo, so como integrais e light, mas nada funciona, estou ganhando peso de forma descontrolada, o que esta me levando a um quadro de depressão, acho que deve ser a tal lipodistrofia.
    Fui em uma nutricionista ela disse para eu diminuir a comida, mas isso eu já faço desde o começo das medicações, meu infecto me encaminhou para um indocrinologista, mas só tem vaga na rede publica em 2016,
    Onde posso conseguir ajuda?
    Preciso voltar a gostar de mim.

    • Mutatis Mutandis diz

      Antenor, não sou médico, sou outra coisa…rsrsrs! Mas Lipodistrofia com 04 meses de uso é algo perto do IMPROVÁVEL!

      Então, mesmo antes de falar com seu médico, descarte essa possibilidade de sua mente, por favor.

      Olha, Antenor, verifique o que de fato ocorreu na sua vida de diferente (além de começar a tomar os ARV’s) pós-descoberta de sua sorologia, o que foi que se acentuou para lhe causar a depressão e o aumento de peso…se auto-estude, você vai descobrir.

      Porque no geral, no começo da administração, os ARV’s até impedem certo ganho de peso…OK que isso não é regra para todo organismo mas também não é regra o aumento de peso.

      Contate alguma Assistente Social e fale do seu problema com o Endocrino, ela vai se compadecer e vai lhe ajudar a adiantar essa consulta.

      Desejo sucesso e perdoe-me pois no momento não posso lhe ajudar mais além dessas palavras de incentivo.

      Grande Abraço!

  23. Antenor Junior diz

    Sim, estou praticando esportes e comendo tudo light,somente depois dos remedios o meu peso disparou.

  24. Antenor Junior diz

    Lutei tanto para conseguir aceitar isso e viver de forma razoavel, mas toda serenidade que conquistei esta em risco, por causa desse aumento descontrolado de peso, ta foda pra mim cara,estou retornando ao quadro inicial de culpa, arrependimento e depressão, a verdade é que depois dessas tres letrinhas nunca mais tive paz.
    Me perdoa pelo desabafo . . .
    Antenos- 28 anos- São Paulo

  25. Antenor Junior diz

    Mudar de medico na rede publica ou marcar consultas com especialistas esta cada vez mais dificil. Acho que so me resta continuar lambendo o chão e seguir fingindo ate o dia que Deus quiser.
    Obrigado jovem.

    • Pequena + diz

      Antenor Junior

      Não sei como funciona o CTA que vc está se tratando, mas algum tempo após eu descobrir meu diagnóstico tive uma crise de alergia bem grave, deve ter sido pelo stress da notícia…
      No dia seguinte corri ao CTA sem horário marcado e fui atendida, apenas tive que aguardar os pacientes que estavam agendados, passei pelos enfermeiros e depois o médico me consultou.
      Pelo menos aqui o CTA tem infectologista de plantão.
      Não fique se lamentando, vá ao CTA e tire suas dúvidas.
      Boa sorte e ânimo.

      Um forte abraço da Pequena +

    • Antenor, o Secret faz tratamento num CR aí de São Paulo e me fala tão bem de lá…. Disse que lá tem dentista, nutricionista, psicólogo, etc
      Me passa seu e-mail que vou pedir pra ele entrar em contato com você!

  26. Pessoal, vcs sabem se a combinação raltegravir + darunavir + ritonavir + lamivudina + tenofovir dão mts efeitos colaterais? São 11 comprimidos…

    • Anônimo diz

      Raltegravir não dá efeito colateral nenhum. Eu tomo, excelente.

    • Charles Anderson diz

      Todo medicamento causa algum efeito colateral indesejado. Como o Raltegravir é um medicamento “moderno” causa menos efeitos, mas você deve ficar atento aos sintomas, pois os médicos não vão dizer e nem confirmar que os efeitos indesejados são causados pelo Raltegravir. mas acho que no seu caso a preocupação maior é com o Tenofovir que tem sérios efeitos colaterais na parte óssea. Pesquise e esteja atento.

  27. Olem diz

    Mutatis Mutandis…

    Que maravilha de resposta. Obrigado pela atenção de pronto, calorosa e atenciosa!

    Muitíssimo obrigado a você e a todos que aqui tomam nossos desabafos como se também fossem seus, isso é muito comovente.

    Que recebam em dobro toda a atenção!

    Forte abraço!

    • Mutatis Mutandis diz

      Oh, querido Olem!

      Feliz demais em ter sido útil nosso diálogo. Saiba que ao me propor a “ajudar” alguém eu saio com 5 a 6 vezes mais do que eu imagino ter dado. É sempre um bom “negócio” (rsrsrs) ajudar!

      Esse blog é para isso! JS é o nosso guru-fundador e nós todos somos os responsáveis pelo nosso bem estar e pela razão de ser de ser humano.

      Grande Abraço!

  28. Lost Boy diz

    Oi pessoal, fui solicitado a recoleta do meu exame no dia 1 de setembro, e confirmado com HIV no dia 8 de setembro… Carga Viral 130.000 e CD4 420 estou entrando na terceira caixinha de comprimidos…

    To guardando o diagnostico apenas para mim, nada de contar para ninguém, acho que me sinto mais seguro assim…

    Mas se alguém quiser/puder conversar ou algo meu Skype: ParanaenseConfuso@hotmail.com

    Bem legal essas campanhas, dão uma energia nas forças para seguir tomando os ARV (acredita que a placa do meu carro é isso?) e passar por cima dos efeitos colaterais…

  29. Izadora diz

    Um portador com carga viral indetectável pode transmitir o vírus.? tenho uma relação sorodiscordante e acidentalmente meu parceiro teve contato numa relação onde ocorreu um pequeno sangramento, percebemos rapidamente o rompimento do preservativo e tomamos todo o cuidado de nos higienizar sem mais contatos. Como fica a situação dele que não tem o vírus? Ele deve tomar medicação a fim de minimizar o risco?

    • Seria interessante que seu companheiro procurasse um CTA, afim de analisar a possibilidade de uma profilaxia pós exposição. Mas, o fato de você estar em tratamento, diminui MUITO a chance de transmissão.

  30. Desnecessário o comentário na Band dizendo que 7 em cada 10 pessoa em tratamento ARV apresentam lipodistrofia. Apenas desencoraja quem está começando o tratamento.

    • Secret Guy diz

      Será que existe uma porcentagem? Eu nunca pensei nisso mas agora fiquei curioso….

      Será que nossos sábios gurus podem nos ajudar??

  31. Sérgio diz

    Olá Secret Guy , a porcentagem varia muito , como o estilo de vida , etc. O que os estudos comprovaram é que um estilo de vida fisicamente ativo , tem um efeito protetor contra a ocorrência de lipodistrofia. nos estudos , a ocorrência de lipodistrofia foi observada no grupo sedentário , quando comparado ao grupo fisicamente ativo.

    • Felipe Rec diz

      Tomara que seja mesmo, meu 1° medo é descobrirem q tenho, 2° maior é desenvolver esse disturbio

    • Secret Guy diz

      Oi Sérgio,

      sim.. foi isso o que minha médica disse…e que também há uma maior tendência no sexo feminino.

      Eu tenho frequentado muito o CTA por ser novo no assunto e realmente não se nota quase casos de lipodistrofia. Claro que já vi gente com lipodistrofia. Mas em comparação com o número de pessoas atendidas a porcentagem é muito baixa.

  32. Jovem+ diz

    Boa noite!
    Sou novo aqui e achei esse site após eu pesquisar na internet.
    Bom, vou contar minha angústia. Descobri ser soropositivo há 20 dias, após realizar o teste rápido aqui na minha cidade. Já estava acostumado com o teste rápido, porque em 2011 eu tive um relacionamento discordante, e eu fazia os exames periodicamente, mesmo tomando todas as precauções.
    Enfim, em agosto eu tive todos os sintomas possíveis da DENGUE, e cheguei até ser diagnosticado com dengue pelos médicos. Em suas semanas os sintomas passaram e parecia que tudo tinha voltado ao normal.
    Pois bem, em novembro comecei a ter problemas intestinais e meu cabelo começou a cair, mas cair bastante mesmo, fiquei preocupadíssimo. Lembrei que tive uma relação em julho, e sim, foi com camisinha, mas fiquei desesperado, porque juntei a história da dengue, os cabelos caindo, e entrei em desespero. Na noite anterior ao teste rapido eu tive um ataque de pânico terrível, ja prevendo que eu pudesse estar infectado. Pois bem, após sair com o resultado positivo, liguei pra meu melhor amigo, que é soropositivo e no dia seguinte ele me levou pro lugar onde ele faz tratamento (HC-Unicamp).
    Marcaram meus primeiros exames dia 15/12 e a primeira consulta dia 12/01.
    Passo todos os dias com muito medo de ter uma febre, passar mal, enfim, minha vida está um inferno nesse momento. Estou morrendo de medo de tudo, da consulta, dos exames, da saûde, da família, tudo.
    Provavelmente esses sintomas foram da soroconversão e talvez eu passaria pela fase assintomatica agora sem perceber, mas fui mais rapido e fiz o teste.
    A propósito, meus cabelos melhoraram na queda uns 80%, e ainda cai, mas bem pouquinho.
    Desculpem o desabafo,

    • Hussein diz

      Eu passei pelos mesmos sintomas que você, tipo dengue também, queda de cabelo.

      Bom resumindo fiz o teste depois e deu positivo, meu mundo caiu, desesperei achei que iria morrer , meu maior medo se tornou realidade.
      Medo do exame, da consulta, culpa , raiva, enfim desespero total.
      Mas em tempo tudo foi se acalmando, comecei os remédios e passei mal , mais por conta do psicólogico abalado.
      Mas acredite , isso tudo passa e você ficará muito bem, inclusive psicologicamente, não tenha medo, tenha fé,,esperança e vontade de viver, ser feliz
      Tome os remédios sem falha, os efeitos desagradáveis logo passarão, e se possível treine musculação, to forte, saudável,e até as sinusites e rinites que sempre tive sumiram, digo que to mais saudável hoje do que quando era negativo.

    • Felipe Rec diz

      Jovem+
      não gosto nem de lembrar da época que eu descobri, faz 2 meses, ainda sofro um pouco, mas aos poucos a vida vai se ajustando, acho que este mês começo os remédios, vc vai perceber, como sempre me disseram aqui, o tempo é a chave de tudo, vc vai perceber que sua vida não vai parar por causa do vírus, e ainda bem que vc tem um amigo soro+,pois ele vai te orientar e te entender, coisa q eu não tive, tive que achar na net,sobre familia e amigos, relaxe, não conte a ninguém , não é necessário, boa sorte, seja forte, muita saúde pra ti garoto!

  33. JP diz

    Pergunta
    Tomo 1Efavirenz + 2Lamivudina +1Tenofovir = 4 comprimidos\dia (tomada única noite). Li que seria produzido aqui no Brasil estes três medicamentos em um único comprimido e que seria distribuído para quem começasse a TARV a partir de agora com esta combinação. E quem já toma estes ARVs não existe previsão de migrar pra o 4 em 1? Sou do RS. Perguntei para meu infectologista e ele confirmou isso. Só pra quem começar a partir de agora e sem previsão para os demais.

  34. JP, tu é de onde, parceiro?

    Também sou do RS, me adiciona no Skype se quiser trocar uma ideia. Abraço!

    pedro_reis72

  35. Adorei o post. Fui diagnostica ha alguns anos e já passei pela fase de adaptação ao medicamento, pela fase de não tomar o medicamento e agora estou a caminho do indetectável novamente, já fui indetectável. Cheguei a essa condição poucos meses após o incio do tratamento.
    Hoje criei um blog pra dividir meus pensamentos com outros soropositivos; o soroprisioneiro.blogspot.com.br
    Se puder me ajudar a divulgar obrigado.

  36. Sebastian diz

    Fazem praticamente 1 ano e 4 meses que achei esse blog, e que também fui diagnosticado, nunca irei me esquecer do meu desespero e de como eu devorei cada post desse blog como se fosse uma enciclopédia (e pra mim é, até hoje), inclusive cada comentário, desde os que já estavam aqui há mais tempo, e os recém-chegados (que era o meu caso), e o que posso dizer?
    Foi uma das melhores ajudas que tive, aqui encontrei pessoas que entendiam o que eu estava passando, nós comentamos com nossos amigos, mas entendemos que eles não sabem exatamente o que sentimos ou que passamos, ás vezes por mais que eles queiram nos ajudar com uma palavra de conforto, no nosso momento de desespero, medo, apreensão, não é suficiente, e foi aqui que encontrei os conselhos complementares que eles não eram “””capazes””” de me dar.
    Relatei aqui meu medo de começar o tratamento antiretroviral, os problemas que tive com os efeitos colaterais, com a minha antiga infectologista, e muitos de vocês sem me conhecerem, me ajudaram, me deram força, apoio, e hoje vivo uma vida saudável, indetectável, e firme e forte com vontade de viver.
    Só duas vezes ao dia eu lembro que tenho HIV, que é quando vou tomar meus comprimidos, e ás vezes nem lembro disso, sou uma pessoa que vive normalmente como qualquer outro soronegativo no mundo. Agradeço ao JS por nos disponibilizar esse espaço pra dividirmos nossas histórias, ajudar a quem precisa no seu maior momento de desespero.
    E claro quero agradecer a todos, que direta ou indiretamente me ajudaram a estar dando mais um depoimento de como vivo atualmente, e pra quem está chegando agora, com medo como eu já estive e vim aqui, tenha certeza que todos irão te abraçar como um irmão e te ajudar no que for preciso, o medo ele existe sim, mas é passageiro, mantenha a cabeça firme no seu objetivo, de não deixar esse vírus tomar posse de você, vire o jogo, todos somos capazes, e sobre esse comentário do “Divine” ignore, não existe nada mais deprimente, do que pessoas alienadas, que só visam o egoismo delas próprias, a falta de amor ao próximo.
    Um feliz natal atrasado e feliz ano novo a todos!

  37. José diz

    Boa tarde pessoal, descobri em 12/2014 que sou soro + por acaso em um exame para tirar duvida, no entanto deu positivo, sou assintomático. Busquei a assistência medica e to sendo orientado, ainda não iniciei os retrovirais, fiz meu check up e esta tudo em ordem comigo, meu CD4 deu 299 e Carga Viral 752, dia 21/1 tenho retorno e provavelmente a medica vai querer iniciar com os retrovirais. No entando…dia 6/1 comecei a fazer o uso do extrato a mutamba, hoje é o 14º dia que estou usando, e esta tudo bem comigo, o Dr Paulo é atencioso, se fosse alguma “marmota” ele não ia se expor, vou pedir um prazo para a medica para iniciar o uso dos medicamentos para fazer um exame comparativo ai compartilho informações com vocês!
    Também comecei uma dieta mais rica em vitaminas para tentar elevar a CD4.

    • José diz

      Terminei o uso do extrato da mutamba dia 04/02, fiz um hemograma para comparar, tive aumento dos leucócitos totais e plaquetas, dia 24 repeti cd4 e carga viral, vamos ver como será!

      Mas o correto apos o uso do extrato da mutamba é repetir cd4 e CV apos 60 dias, no entanto continuo bem, sem sintomas algum!

  38. Pablo diz

    Sou ressem descoberto soro+ e não estou desesperado mas sim com medo dos efeitos colaterais e medo em que em algum momento da vida o medicamento deixe de fazer efeito e meu estado venha a progredir para AIDS e suas complicações…. Se alguém puder me ajudar….

    • sampapoa diz

      pablo, se não me engano existem mais de 40 medicamentos retrovirais (e outros mais modernos ainda por serem “lançados”). em geral os medicamentos só param de fazer efeito quando o uso é feito de forma descompromissada. quem toma todos os dias o remédio (direitinho, nos mesmos horários, como @ médic@ disse) dificilmente deixarão de fazer efeito. as trocas em geral (que eu saiba) são feitas quando o paciente não se adaptou a certa medicação ou em casos específicos como gravidez ou outro contratempo. por isso é sempre bom ter o hábito regular de tomar a medicação, colocar o relógio para lembra-lo disso (uso meu celular, assim nunca esqueço 😀 ). ela passará a ser parte de seu cotidiano da mesma maneira que você escova os dentes, etc…). 🙂 não se preocupe 🙂 .

    • Tonzinho diz

      Pablo estou na mesma que você. Descobri há dois dias e meu único medo são dos efeitos colaterais, isso pq nem comecei a tomar nada ainda.

  39. Andrea Simas diz

    Olá,
    Depois de ler tantos comentários, gostaria de compartilhar com vcs um pouco da minha história.
    É a primeira vez que escrevo sobre isso!
    Descobri ser soropositiva a quase um ano, quando fiz meus exames do pré-natal.
    Foi um baita susto, herança de um relacionamento anterior conturbado, sofrido e do qual descobri ter sido traída!
    Graças a Deus, não sei qual o milagre, meu atual companheiro e pai do meu bebê, não foi infectado. Ele foi o tempo todo meu ombro amigo, companheiro, assim como continua sendo até hoje!
    No início foi bem difícil, porque saímos em busca de sites, respostas, achamos que a vida esta perdida.
    Porém, com o passar dos dias, descobrimos que não somos os únicos (infelizmente) a passar por isso, porém, já estamos muito a frente de quem não tem coragem de se permitir fazer um teste e iniciar um tratamento caso seja positivo.
    Iniciei o tratamento, meu primeiro exame apareceu com 36.000 CV e 600 CD4, me assutei, pelo fato de pensar que se não fosse minha gestação, eu jamais suspeitaria ser portadora de tal vírus.
    Passaram-se os meses e continuei fielmente o tratamento e a cada exame mais uma motivação.
    Alegria maior foi quando nasceu minha filha e apos alguns meses seu primeiro exame deu Não-detectado o vírus. Eu ali já agradeci a Deus e a mim mesma por permanecer sempre firme, sempre acreditando.
    Dias depois recebi o meu exame de CV e veio não-detectável!
    Não sei se sorria ou se chorava de alegria, porque é uma luta diária.
    Vou a religiosamente as consultas, tomo corretamente o coquetel, vivo uma vida completamente normal e feliz.
    Sou grata a Deus por cada amanhecer e anoitecer.
    Por ter minha filha e por ter meu marido sempre comigo.
    Friso muito o fato de ainda estar com meu companheiro, porque me coloco no lugar dele e vejo tamanha atitude, força e coragem que ele teve.
    Em muitas de nossas conversas, cheguei a dizer a ele que compreenderia se acaso ele quisesse que daquele dia em diante fossemos amigos e vivêssemos em harmonia para juntos criar nossa filha. E para minha surpresa ele se negou, simplesmente recusou terminar de ouvir o que eu tinha a dizer, pois ele já havia feito sua escolha, se antes mesmo de eu fazer um exame, mesmo correndo todo o risco ele estava comigo, porque agora com tratamento e tudo mais, teria motivos para se afastar?
    Pra mim, essa foi a maior prova que um ser humano poderia ter me dado de amor. E com certeza em muitos momentos ele foi meus braços, minhas pernas e minhas forças.
    Não tive coragem e nem vontade de expor nada disso a ninguem de minha família, por dois motivos principais:
    1) Porque eles não conhecerem praticamente nada sobre o assunto, sofreriam desnecessariamente por mim, sendo que me encontro muito bem e saudável, feliz da vida!
    2) Porque sei que ainda exigem tabus e preconceitos, e de certa forma ainda não sei como lidar com isso, caso alguem se afastasse de mim, por coisa tão pequena.

    No mais, agradeço o espaço para compartilhar um pouco do que passo.
    Eu continuarei sim a fazer o tratamento corretamente todos os dias, até que se descubram coisas novas, independente de comentários mesquinhos ou cruéis de certas pessoas desinformadas. Creio muito na evolução da ciência, esta que nos permite hoje em dia viver mais e melhor.

    Abraços a todos

    • CARA + diz

      Poxa Andrea Simas

      que baita relato esse teu. Tão cheio de vida e esperança e é assim que tem que ser. Compartilhe mais aqui.

    • vitor diz

      André querida linda sua história….

      vc exime toda sua emoção vivida nas palavras escritas e como sse pudesse ver sua luta me seus olhos, um grande desabafo.

      Se vc quiser manter contato para troca de experiências será muito bem vinda

      Meu e email e devitors@hotmail.com

      Grande abraco

  40. Douglas Cogumelos diz

    Olá pessoal! Eu e meu companheiro temos hiv. Quando ele fez exame pela primeira vez, cd4 estava em 688, carga viral pouco mais de 5 mil. Nos ficamos um pouco chocados, mas somos buscadores espirituais e buscamos ter calma. Ele se recusou a fazer o tratamento, e nao foi mais ao medico. Desde la, começamos a usar chas pra aumentar a imunidade, oleo de coco, ele fez umas duas aplicaçoes de autohemoterapia, mas logo desisitiu, por pavor de agulhas…aumentamos quantidade de alimentos crus, probioticos, diminuimos farinha branca, trocando por integral, começamos a andar de bike, tinhamos um pe de babosa(aloe vera) e usavamos nos sucos. Claro, naturalmente, perdemos peso( devido a alimentaçao mais natural) e ha um mes,(depois de nove meses que teve o diagnostico), ele decidiu ir consultar e o medico olhou p ele e disse q ele estava com AIDS ja…sem antes fazer exame(por estar magro). Ele ficou apavorado e pediu os ARV’s, mesmo o medico aconselhando ele esperar os proximos exames. Ele tomou apenas UM comprimido e tinha contagem de cd4 e carga viral no outro dia. Foi fazer. Quando pegamos os exames…ha algumas semanas, seu cd4 estava em 778(se nao me engano), e carga viral em 1.500. Ficamos chocados. Agora fica uma duvida…Seu dc4 subiu (de 688 para 778)e carga viral baixou(de 5.000 para 1.500) devido ao estilo de vida mais saudavel, ou pelo fato de ele ter tomado seu primeiro ARVS…apenas Um comprimido???O medico estava errado…ele nao tem AIDS ainda. Mas enfim, esta fazendo tratamento e quer ficar indetectavel. Alguem poderia me ajudar? Gratidão!

  41. Juliana Vaz de Moura diz

    Peço a atenção de todos a esta minha pergunta e se possível me indiquem alguma fonte segura da informação. Após a interrupção da medicação, quanto tempo leva para o paciente ter a sua carga detectável novamente? Agradeço a todos, obrigada.

  42. Olá, por incrível que pareça li praticamente todos os comentários desse blog , e gostaria muito de pedir que vocês nunca deixem esse blog acabar, afinal é muito importante para ajudar as pessoas , principalmente para novos diagnosticados que não sabem de onde tirar forças para iniciar essa batalha.

    Eu descobri minha soropositividade a cerca de 3 anos e meio , porém minha infectologista sempre me aconselhou a esperar até o ultimo momento para iniciar o tratamento com os medicamentos , uma vez que minha CV era razoavelmente baixa e meu CD4 sempre alto.

    Porém a cerca de 16 dias eu fui buscar meus exames e foi necessário dar inicio ao tratamento, inclusive estava bem feliz por ter sido passado um único comprimido por dia ( 3×1 ), no primeiro dia do tratamento tive a pior noite da minha vida, com muitos pesadelos e sensações terríveis , porém depois desse dia não tive absolutamente mais nada , até o 13º de tratamento, quando acordei e percebi que estava cheio de manchas vermelhas e com leve coceira, achei que estava com dengue ,mas por falta dos outros sintomas imaginei que estava errado, no dia posterior as manchas se espalharam para todo o corpo ( menos o rosto ) e a coceira aumentou muito nas palmas das mãos e joelhos , então hoje fui atrás da minha infectologista para ver o que fazer . Infelizmente ela não estava e fui aconselhado pela enfermeira a interromper a medicação e amanha conversar com ela para ver o que ela vai decidir fazer .
    Fiquei apenas essa noite sem tomar o medicamento , será que poderei continuar a tomar o mesmo 3×1 normalmente a partir de amanha ?

  43. BLU diz

    Olá pessoal, sou soropositivo desde 2010, sou muito alegre e adoro rir de tudo, rsrs. A quatro anos tomo remédios, no começo ficava loucão rsrs via coisas e até gostava (rsrs), agora só sinto um pouco de depre, mas de boa. O que está me encucando é que meu infectologista só quer me ver de ano em ano, as vezes acho ele meio doido rsrs, também acho isso muito estranho, mas mesmo assim vou de seis em seis meses. Será que estou sendo precipitado. Bjoooossss

  44. Tonzinho diz

    Oi gente, eu descobri anteontem q sou soropositivo, foi um choque claro, mas no outro dia já estava bem e levando a vida normal, fui no infecto ontem mesmo e ele pediu os exames. Eu tava muito mal e agora to bem, normal mesmo. E to bem psicologicamente também, não chorei depois do 1 dia. Acho q sou forte.

  45. Skynet diz

    Nao tive nenhum efeito colateral tomando 3×1 ha 2 meses parece aspirina….acho q pq sempre tomei remedio pra tudo entao sou acostumado!
    Nem os sonhos vividos eu tive nao lembro de nenhum sonho no dia seguinte

  46. Sandro diz

    Pessoal não sou bom com palavras, mas agradeço a todos os depoimento. Estou a uma semana no tratamento (3X1). a fase psicofisiológica é a pior. Pensar a frente ? Planos ? O corpo aguentará ? Até quando ? A imunidade subirá?. Varias coisas na mente. Os depoimentos ajudam muito. !!!

  47. Skynet diz

    Tome mais agua….beba menos alcool e tome centrum e faca mais exercicio! Eu to bem melhor que antes do remedio! O psicologico eh oq pode te afetar….cara eh vida normal…muito sussa…se tiver efeito colateral sugiro fazer aerobico qdo vc acordar e beber agua vc limpa organismo mais rapido…e claro q o remedio e toxico…eh so trocar o alcool e porcAria que comemos toxicas….oq vc nao pode e fazer tudo toxico junto: beber, comer porcaria, nao malhar + atripla tudo junto nao dA…

  48. Skynet diz

    Tenho convicao absoluta de uma pessoa sedentaria que se alimenta mal que bebe e fuma e fica indo em baladas…vive menos que uma pessoa que toma so esse remedio….aaa e lembre-se que o melhor remedio do mundo eh uma noite de sono bem dormida….guarde 9h horas de sono por dia! E se mesml assim vc tiver encanado tome frontal peca ao seu medico

  49. Skynet diz

    Hj deixei o comprimido 10segundos na minha boca dissolveu um pouquinho o negocio e tao violento que anestesiou minha lingua!

  50. Angustiado diz

    Olá boa noite, faz aproximadamente 60 dias que acompanhado, os depoimentos do blog, tem me ajudado muito, estou passando por um momento de angustia total, a exatamente 60 dias descobri que a menina com quem namorava e soro positiva, e o pior ela sabia da sua situação e mesmo assim não me contou nada, no início do namoro usavamos camisinha, depois de um tempo e confiança, paramos de usar, foram 3 relações sem o preservativo, até que ela chegou em mim e disse da sua condição, e que estava arrepemdida, por não ter me contado e que se achava um monstro por isso, nossa meu mundo caiu, fiquei sem chão, como pode alguém fazer isso com outra pessoa, meu Deus, des de então não tenho mais paz, acho que estou com depressão, so penso que posso estar com o vírus, minha vida parou, fiz 2 exames de 4 geração, um com 37 dias e outro com 56 dias ambos deram negativos, mais a médica disse que tenho que repetir com 3 e 6 messes, estou pedindo a Deus que não deixe nada acontece de ruim, se ela não soubesse seria uma situação, mais da forma que foi estou muito maú, por que ela fez isso comigo, está nas mãos de Deus, todos vcs são guerreiros, adimiro cada um que deixa seu depoimento de superação, a vida sempre está em primeiro lugar, que Deus abençoe a todos com muita paz e saúde !!!

    • Cara+ diz

      Oi Angustiado…

      não sou médico nem nada ligado a saúde. Só posso dizer que pelo o que conhecemos e devido aos avanços da medicina, é muito provável que vc não tenha o vírus, pois os exames hoje estão tão avançados que já conseguem detectar com bem pouco tempo de exposição ao vírus. Então acho que essa sua angústia não se deve em relação a ter ou não o vírus, mas pelo fato de sua namorada não ter aberto a condição dela para vc.

      outra questão muito importante para que vc saiba é que, se ela está em tratamento e por mais de 6 meses, com níveis de vírus no sangue, indetectáveis, as chances de você contrair o vírus hiv dela, são muito pequenas. Na realidade não existem estudos científicos que comprovem esse tipo de transmissão. O que quero dizer com isso é que, um soropositivo em tratamento e indetectável por mais de 6 meses, não te transmitirá o vírus. Já uma pessoa que vc desconheça a condição sorológica (sorointerrogativo), vc tem 50% de chances.

      Agora, tão ou mais importante você saber é que eu, sendo soropositivo, indetectável, tenho uma vida tão interessante quanto a sua. Namoro, transo, trabalho, faço academia, estudo, fico em casa de várzea, ou vou em busca dos meus objetivos, vejo filmes, beijo na boca, corro, ou fico parado, sonho e tenho planos de futuro, na mesma proporção que antes. Ou seja, o vírus não te limita, o que efetivamente te limita é o que tu pensas com relação a ele.

      Camisinha sempre, ok?

  51. Angustiado diz

    Cara + obrigado pelas suas palavras, mais ela não está indetectável, depois que se arrependeu, ela me contou que foi diagnosticada em fevereiro com caga viral de 45000, cd4 146, o último exame dela foi em junho estava com carga viral de 55 e cd4 de 176, juntamente dez dias depois do ultimo exame foi nossa última relação, por isso meu desespero, eu sei quem tem a carga Viral zerada não transmite o vírus, se ela não soubesse eu ficaria menos maú, sabe quando VC tem sua confiança traida ? Foi como fiquei, sempre joguei limpo com ela, mais a responsabilidade TB foi minha eu sei, agora não adianta mais, eu fui em uma reunião de troca de experiências no CTA da minha cidade, lá conheci e conversei com várias pessoas soropositas alguns com mais de 12 anos, e estão bem graças a Deus, acho que estou mesmo com depressão, acho que é por causa do medo, mais coloquei td nas mãos de Deus, aliás coloco todos nós, sendo ou não positivos, e tenho certeza que logo chegara a cura, se Deus quiser !!! Irei repetir meu exame com 4 meses, muita saúde, paz para nos todos !!!
    Abraços

  52. Cris diz

    Tenho muita fé em Deus, faço terapia a mais de 10 anos, e vivo na condição carga viral indetectável, já presenciei muita gente partir dessa pra outra devido não terem paciência
    com as coisas ou porque abusaram da própria sorte fumando, bebendo e até mesmo abandonando a terapia. Um forte abraço aos senhores e muita força pra vcs continuares
    na saga se amar verdadeiramente. Procuro uma parceira pra conversar 092 994052656!

  53. Oi galera Boa noite , a vinte dias descobri que meu irmão tem Aids e esta enternado com um quadro grave de pneumonia persistente, ele ja sabia a um ano mais ou menos e não contou para ninguem e nem se tratou tinha resolvido que não iria se tratar por não aceitar, assim que a familia tomou ciencia conseguimos o medicamento pelo SUS prescrito pelo proprio infectologista do hospital em que esta enternado, ele esta em coma induzido e esta respirando por aparelhos pq esta com muita falta de ar, falaram que vão começar o tratamento o quanto antes,alguem ja viveu um drama desse com um familiar ou experiencia propria, estou desesperada em pensar em perde-lo, será que vai dar certo esse medicamento mesmo ele estando ja com um quadro grave de infecçao?obg desde ja pelos exclarecimentos, paz e bem para tdos .

    • Grazi, fato é que a medicação antirretroviral é muito boa. Delicado são pessoas que não cuidam e atingem níveis avançados de imunossupressão ou alguma outra doença em estágio avançado com o organismo imunodeprimido.
      Sabemos de histórias de pessoas que tiveram momentos muito críticos e deram a volta por cima.
      Não percam a esperança. Acredite, eu, o JS e todos os nossos amigos do blog farão, cada um a seu modo, orações para que seu irmão fique bom logo.

  54. Muito obg binhomais, tdos os depoimentos postados tem me dado muita esperanças e dicas para poder ajuda-lo, e se Deus quiser ele vai conhecer o blog, paz e bem.

  55. Tony diz

    Olá, início desse ano fiquei muito doente, com febre muito alta, dor na garganta e manchas pelo corpo. Resolvi fazer o teste de HIV e deu positivo, na mesma semana fui ao hospital pra começar a fazer o tratamento, no início foi difícil, o 3×1 me deu uma crise alérgica e alguns efeitos colaterais. Trocamos os medicamentos e hoje em dia estou bem, sem nenhum efeito colateral e com a carga viral quase zerada e cd4 alto. Mas de lá pra cá sempre leio sobre o assunto e pesquisas sobre os métodos de tratamento ou cura. Achei uma pesquisa sobre a MUTAMBA, na verdade é um projeto que está no Brasil e no mundo já. Hoje pesquisei e resolvi que irei tentar fazer esse tratamento com a Mutamba e continuando tomando os medicamentos. Pelo que eu li a mutamba não trás nenhum efeito colateral. Alguém aqui ja tentou fazer esse tratamento com a Mutamba? Se sim, poderiam relatar suas experiências?

    Ah, em relação a relacionamentos eu vivo normal, claro sempre a parceira sabendo do meu diagnóstico e sempre se protegendo. Eu sempre converso com a pessoa sobre meu diagnóstico antes de qualquer coisa, mesmo se for só beijo.. Até hoje não vivi uma experiência de preconceito, mas tenho em mente que algum dia pode ocorrer.
    Gostei do blog, parabéns

  56. PaulZO diz

    Gnt alguem falou sobre lipodistrofia. isso é real?
    que medo. Sou HIV positivo e fiquei desesperado agora em conhecer outra doença oportunista em soros!

  57. VJES diz

    Descobri que sou + há dois meses. Iniciei o tratamento (3×1) há duas semanas. CD4 de 365. No começo tive os sonhos realistas que todos têm. Depois aparecereceam algumas manchas isoladas na pele. Logo se foram. Há uns 8 dias, meu corpo ficou coberto de manchas, com exceção do rosto. Meu infecto disse que era normal e recomendou que eu continuasse. Me receitou um anti-inflamatório. De uns 4 dias pra cá, as manchas sumiram, mas sinto uma urticária que não me deixa mais dormir na sola do pés e na palma das mãos. Ele recomendou continuar o tratamento, mas não vou conseguir conviver com isso por muito tempo. É terrível. Coça muito… Chego no trabalho morto de cansado por ter passado a noite em claro. Mas alguém teve isso?

    • CARA+ diz

      VJES

      oi, tb tive um pouco disso, nos pés, nos primeiros dias de tratamento. Resolvi com muito creme hidratante logo após o banho e água morna para lavar. Nada de banho quente. Ahhh, sabonete neutro também ajuda. Sumiu logo!

      Lembre-se: isso é só o seu corpo adaptando-se a medicação, logo, logo, some e tudo volta ao normal!

  58. oli diz

    Olá, Li vários relatos de vcs, e venho falar de minha experiência! Descobri faz 6 anos exatos, no começo tentei recusar, mas logo depois aceitei e comecei o tratamento, na época eu nem morava no Brasil, foi um baque enorme para mim. Enfim, tomo atualmente o remédio 3 em 1 que toma só uma vez por dia antes de dormir,( Nunca tive nenhum efeito colateral qualquer dos remédios) desde que descobri minha carga víral está indetectável, tenho um companheiro que é sorodiscordante, que aceita a minha situação, no começo foi difícil pra ele quando contei, mas com muita explicação da Infectologista e ele mesmo buscando informação em sites, viu que não era nada de outro mundo, e que eu não corria o risco sendo indetectável de transmitir a doença a ele. Enfim, levo uma vida normal, malho, trabalho todos os dias, e nem me lembro de doença, nem gripe eu tenho, porém como todos aqui, estou sempre lendo sobre terapias alternativas,comecei há 2 semanas a Auto Hemoterapia, e o que senti foi uma grande disposição para tudo. Lembrando que não deixei e jamais deixarei de tomar os remédios. Mas tou fazendo isso como uma alternativa, farei novos exames dentro de 3 semanas, compartilharei com vocês aqui o resultado assim que eu obtiver, confio muito em Deus, amo a vida, e sei que o problema maior é só o preconceito, com isto não conseguiria conviver, por isso guardo este segredo sobre minha saúde a 7 chaves, só mesmo 1 membro de minha família e meu companheiro sabem, e ambos me apoiam. A vida segue, creio muito em Deus e sei que a cura está próxima. Mas é vida que segue. Nunca deixem de se amar, fazer exercícios, beber muita água, se alimentar bem, não fumar, bebidas alcoólicas moderadamente, e não fazer uso de drogas. Espero que tenha ajudado a vocês.

  59. Quando se torna “indetectável”, e você fizer o teste normal de h.i.v daria negativo? Minha cruel dúvida, sei que o vírus está latente mas sensível ao teste “comum”. Poderia me explicar? Obrigado e parabéns pelo site.

    • Não daria negativo. O teste de HIV continua positivo, pois ele examina a presença de anticorpos contra o HIV e não a presença do vírus no sangue.

  60. Carioquinha diz

    Olá !

    venho aqui deixar um pouco do que aconteceu comigo…

    fui contaminado propositalmente por uma pessoa com quem mantive relações afetivas , em um ato de descuido/irresponsabilidade e me deixando levar pelo calor do momento acabei transando sem camisinha…

    após perceber a recorrencia de febre, resfriado, cansaço e garganta inflamada finalmente tomei coragem e fui fazer o teste para HIV, o qual deu positivo.

    pois bem, lendo basicamente todos os relatos, vi que em algum momento diz-se ser “maluquice” o tratamento com o 3×1… experimentei apenas tonteira por alguns dias (menos de duas semanas) e hoje posso dizer que tenho uma vida normal, reduzindo minha CV de 204mil copias/mm³ para apenas 500copias/mm³ em apenas 2 meses de medicação.

    sugiro que essa pessoa que postou dizendo que o tratamento 3×1 não pode ser continuo reavalie, pois graças a ele me sinto vivo novamente.

  61. Vivendo em paz diz

    Olá pessoal! Boa Noite! Talvez seja um pouco o de besteira o que vou falar e me perdoem por publicar isso aqui! Sei que aqui é um site que muitos jovens vem buscando ajuda para um recém diagnóstico e estão naquele período de Luto pessoal! Me perdoem mais uma vez! Tenho 20 anos, sou de Goiânia GO, sempre tomei muito cuidado em relação à sexo, sempre me cuidei e pre preservei e tudo! Comecei a namorar um cara em fevereiro desse ano, por incrível que pareça (juro por Deus) eu e ele até hoje não tivemos nenhuma relação sexual!!!!!!!!! Já explico o por que! Saíamos muito, íamos pra festa, e vários outros lugares, é um dia, estávamos em uma festa, eu sempre tive um pouquinho de gengivite, e nesse dia estava com minha boca ferida por dentro por que tomei café quente demais e feriu um pouco, meu namorado mascou alguma coisa que cortou um pedacinho bom da boca dele, quando beijei ele senti o gosto do sangue e coloquei a mão nos meus dentes estavam com manchinhas pequenas de sangue! Eu sei, é loucura, é muito difícil de acreditar, mas enfim! Passando algum tempo o ex namorado dele liga e diz “faça um teste pois é 90% de chance de vc estar com HIV” complicado né? Paralelo a isso, um mês depois mais ou menos, eu senti umas ínguas no meu pescoço e febre! Fui no medico e contei pra ele que meu namorado estava com suspeita de HIV, contei que eu e ele nunca tinha tido nenhuma relação sexual só beijos! Nem contei do que aconteceu na festa! Mas ainda sim ele me passou um Elisa e um monte de sorologia! Meu namorado nunca sentiu nada! E fiz meu exame particular e ele fez pelo CTA/SUS! O meu ficou pronto primeiro e pahhhhh assustador! Graças a Deus minha mãe foi comigo e tive em quem apoiar nessa hora! Aproveitei e assumi minha homosexualidade pra ela, meu namorado pegou um tempo depois! Positivo!
    Me perdoem a todos que estão lendo esse post! Aos recém diagnosticados fiquem tranquilos que pelo tempo que tenho, sei que isso é praticamente IMPOSSÍVEL DE ACONTECER! Não estou me lamentando, mas é que às vezes eu preciso tanto desabafar que quase explodo! Acompanho o site desde antes do meu exame pois do dia que o médico me passou até o dia de pegar o exame estava sendo um inferno!!!!!!!!
    Felizmente, deus me deu Um HIV para enfrentar e eu já venci (indetectavel) mas em compensação me deu alguém que ama acima de tudo! Sei que a dificuldade de todo soropositivo é alguém que seja informado e quebre o Tabu do HIV para ter uma relação saudável! Eu e meu namorado nos amamos muito, ele é um ano mais novo que eu! Somos novinhos!
    Somos fies, leiais, e temos muito amor um com o outro! Tive probleminhas com o Efavirens e tive que trocar o esquema! Está tudo bem! Deus sabe o que faz e acho que me fez bem! HIV me ensinou a viver diferente! Me preocupo mais comigo! Minha saúde e a do meu namorado! Estou aprendendo a amar o HIV! Aos recém diagnosticados dou a dica: não quebrem cabeça com quem passou a vcs. Vcs estão com um pequeno probleminha e está feito, não tem como voltar atrás, mas tem como olhar pra frente! Não se julguem, não se refugio-me!

    Eu e meu namo não conseguimos ainda ter uma relação sexual por que ainda que tentamos tem todo aquele problema de lembrar-mos do vírus e sei lá!!!! Não rola ainda! Mas isso vai mudar!

    Gnt, me sinto bem melhor! Muito obrigado a todos! Mais uma vez me perdoem! Sei que é difícil de acreditar mas é minha história! Que a paz de Deus reine em todos! Bjs e se cuidem!

    • CARA+ diz

      Vivendo em Paz

      não quero parecer grosseiro, pedante, do mal e por ai vai, mas difícil acreditar nesta tua história até porque, se fosse verdade, acredito que tu terias que virar caso de estudo, pois teu relato, quanto a forma de contrair o vírus, vem contra tudo o que é sabido até o momento. Ou seja, coloca tudo o que se sabe a respeito de hiv e formas de contrair o vírus (anos de estudo), pelo ralo.

      Se assim o fosse, os casos de hiv duplicariam, triplicariam, quadruplicariam… ou, antes de beijar qualquer pessoa na boca, teríamos que pedir um laudo médico, acompanhado de outro do dentista e mesmo assim, passar um antibactericida poderoso, deixar agir e por garantia, só dar um selinho de leve (daqueles no melhor estilo teledramaturgia de artistas mais antigos da tv).

      Essa forma de contágio – não procede. Sugestão – reveja e repense toda a sua história de vida e averigue se não houve algum “deslise” com este ou antigos namoros, ficantes, “peguetes”, uso de drogas injetáveis, ou objeto que perfure o teu corpo e de outros (ao mesmo tempo, ou em seguida, tá? pois o vírus vive bem pouquinho fora da corrente sanguínea), ou até mesmo passado de mãe para filho. Mas beijo na boca não! Nem que a pessoa estivesse no último estágio suportável pelo corpo humano de vírus no sangue.

      Peço que cuide quanto a este tipo de postagem, pois tem várias pessoas que estão na angústia de receber um possível reagente em seu diagnóstico e que acessam a este blog, como forma de consolo, afago e diretrizes e que ao lerem uma “barbárie” destas, podem até pensar no pior!

      #ficaadica

  62. Pedro diz

    Fui Diagnosticado recentemente pelo exame de Elisa refiz aquele simples e rapido pelo dedo e também deu positivo há 15 dias atras fiz o Contagem viral e CD4 e CD8
    Contagem viral não indectavel
    e o CD4 e CD8 deu valores dentro dos normais
    ainda não tomei nenhum remédio
    volto no médico essa semana
    Anteriormente ele já não queria me dar medicação, o que acham que devo fazer?

  63. Sorriso + diz

    Oi pessoal. Bom, acho que nem sei por onde começar, afinal são tantos comentários e tantos questionamentos, mas vamos lá. Por ter relações sexuais homoafetivas, sempre busquei fazer exames para DSTs a cada 6 meses. O último que tinha feito foi em Fevereiro desse ano, após o término de um namoro, e esse deu negativo. Um mês após estar solteiro novamente, envolvi-me com um cara, e nós ficamos por quase 2 meses, e transamos umas 4 vezes, todas elas sem camisinha. Em meados de Abril, eu tive a típica virose, uma fadiga e cansaço terríveis, só queria saber de ficar deitado, febre sempre no início da noite, dores nas articulações, inflamação dos gânglios, e uma tosse seca que piorava com o tempo. E para piorar peguei o Zika Vírus, uma coceira sem fim. Fui a emergência umas duas vezes, os médicos solicitaram hemograma completo e perceberam que meus sintomas se caracterizavam por infecção viral, pois a taxa de linfócitos deu bastante alta, ou seja, era uma linfocitose. Apenas uma das médicas perguntou se eu tinha HIV, e como não sabia, respondi que até o momento não que eu soubesse. Fui pra um otorrinolaringologista por causa da tosse e até um pneumologista, bateram raio X do meu tórax, pois desconfiaram que pudesse ser pneumologia. Porém os exames não caracterizavam infecção bacteriana. Mas mesmo assim, eles insistiram em um tratamento para pneumonia. Tomei um antibiótico fortíssimo por 14 dias, e como não apresentava melhoras significativas na tosse, já foi pensada na possibilidade de tuberculose. Até que fui encaminhado pra infectologista em Julho. E lá, ela pediu vários exames possíveis, escarro para BAAR (pra ver se poderia ser tuberculose ou não), sorologia para dengue, HIV pelo método Western Bloat, toxoplasmose, IgG e IgM para Citormegalovírus, taxa de CD4 e CD8, e proporção CD4/CD8. Peguei os resultados em setembro, e como eu suspeitava e penso, que ela também, fui diagnosticado com HIV, CD8 em torno de 4.600, CD4 em torno de 850, e relação CD4/CD8 em torno de 0,13, além de IgM alto e IgG baixo, o que deixou o quadro um pouco delicado. Ela sugeriu iniciar logo o tratamento, apesar de ser sincera quanto a opção de alguns soropositivos em retardar o início do tratamento, por terem CD4 muito bom. Ela perguntou se eu estava preparado pra iniciar o tratamento, e eu disse que sim, apesar de ter sido um choque a princípio. Mas fui em frente, no mesmo dia peguei o receituário e fui em um CTA do Hospital Universitário da minha cidade. Lá fui muito bem acolhido, e vi Deus agindo em cada passo que eu dava ali dentro, pois não tinha consulta marcada, e Deus colocou pessoas que me ajudaram e no mesmo dia, abri um prontuário para atendimento e acompanhamento no CTA, fui consultado por outra infectologista, com uma equipe maravilhosa, por sinal. Recebi o medicamento 3 em 1, e no mesmo dia iniciei o tratamento. Sigo rigorosamente a dose única diária, e hoje já no terceiro mês de tratamento me sinto maravilhosamente bem. Nas duas primeiras semanas, eu tive muita tontura e insônia a noite, além de um calor sem igual (e olha que eu durmo no ar condicionado à uma temperatura de 17 graus). Na terceira semana do tratamento surgiram as manchas vermelhas no corpo inteiro, e também tive diarréia por alguns dias. Quando iniciei o tratamento, eu estava finalizando um tratamento de 10 meses com Roacutan, pois tinha sérios problemas com acne e foliculíte crônica nas pernas. Após o poderoso tratamento, meu rosto e pernas são outra coisa. Então, ministrava o Roacutan após o almoço o ATR 3 em 1 antes de dormir. Mas hoje não tenho mais efeitos colaterais. Regrei alimentação e associei com caminhadas e corridas. Vou entrar na natação e em breve na academia, saúde agora é o que importa. Fiz meu primeiro exame de carga viral após um mês de tratamento pela rede pública, vou pegar o resultado por esses dias. Somente em Dezembro, que completa 3 meses de tratamento, vou repetir CD4, CD8, relação CD4/CD8, e nova carga viral. Não sei quanto estava a mesma antes do início do tratamento, mas depois de tudo o que li, espero que a mesma já esteja a nível indetectável. Nesse interim, já após o início do tratamento, 2 meses após pra ser mais específico, tive relações sexuais sem proteção por 2 vezes, e isso me preocupa bastante e ainda sinto culpa por isso ainda acontecer. Apesar de insistir na proteção, o parceiro na hora do ato diz estar com tanta excitação, que acaba deixando a proteção de lado. E sei que mesmo em tratamento, e mais ainda por não saber minha carga viral, que penso que posso ser um transmissor do vírus. E é nesse momento que vem a culpa e muita angústia. Ainda não consigo lidar com o assunto tão bem, e nem sei como dizer àqueles com quem já transei após a descoberta e já início do tratamento sobre a minha situação. Pedi inclusive um encaminhamento para o psicólogo, preciso e quero aprender a lidar com isso de forma tão positiva como lido com outros assuntos da vida. Minha família não sabe, apenas alguns poucos amigos, que conto nos dedos das mãos, mas um deles, com quem divido um apartamento, tem sido meu apoio constante e braço forte. Nunca chorei e nem me deixei esmorecer, sempre fui muito positivo e confiante de que tudo vai dar certo. Alguns amigos, que sabem, ficam surpresos por eu saber lidar tão bem com o assunto. Mas confesso que ainda preciso aprender a lidar com o possível preconceito que posso encontrar, inclusive dentro da família. Tenho medo de toda pessoa que eu me aproxime com algum interesse, fuja às léguas de mim caso saibam da minha condição. Esse é o monstro que preciso aprender a vencer. Enfim gente, depois de ler o post e todos os comentários de vocês, quis compartilhar um pouco da minha vivência. Fico muito feliz por ver tanta gente bacana por aqui, sempre incentivando e dando injeção de ânimo uns aos outros nessa caminhada. Fiquem todos com Deus, um grande abraço e um sorriso maior ainda!

  64. Andre diz

    Oi pessoal vcs estao meios desenformados por essa doença ;o tao temido HIV esta bem perto da cura ,falta pouco pra quem nao tinha esperança nenhuma ,oque custa esperar mais uns quatro anos ,ja estao fazendo testes preliminares ,mas como sempre em qualquer epoca e lugar a pesquisa fica parada por falta de verba;eu pesquisei e sei que estar em torno de 100milhoes pra concretizar a famosa vacina;oque eu quero dizer nesse site e que esta proximo ,nunca percam a esperança e nunca deixem de agradecer a Deus por cada dia que acordamos bem !!!!!força ai galera !!!

  65. Mãe preocupada diz

    Gostaria de saber se estando indetectável, ao fazer um teste rápido daria +ou-?

  66. Mãe preocupada diz

    Gostaria de saber se estando indetectável, o teste rápido daria + ou -?

  67. TheBoy diz

    OLÁ, PEÇO AJUDA E ATENÇÃO DE TODOS.

    Fui diagnosticado com 2 meses pós a relação de risco que tive. Ainda não fiz os exames, mas minha infecto por ter avaliado minha aparencia boa e a infecção recente, aconselhou não iniciar o tratamento com os remedios, pois segunda ela um bom CD4 já é suficiente, alem disso o corpo ficaria “intoxicado” com remedios. Fiquei confuso apos isso, mas ja estou providenciando os remedios. Minha meta é ficar indetectavel, e pelo que eu já li aqui é impossivel isso sem tomar remedio, né?

  68. sorv29 diz

    Vim partilhar da minha situação. Começei a ficar doente, diarréia não cessava. Procurei inúmeros médicos, nenhum pediu exame de hiv. Até que um dia acompanhado da minha mãe ela pediu ao médico que solicitasse o tal exame. Reagente!!! Sempre fui bastante equilibrado e assim me mantive, mas no meu primeiro teste de contagem e CD4 veio a bomba. CD4 102 , sorologia 143.000. Sim, já tinha desenvolvido a AIDS. Não desanimei e iniciei tratrament ARV em março deste ano. Me consultei no dia 9 de dezembro na expectativa dos novos resultados . Minha carga viral foi praticamente zerada ( indetectável) . Engordei 7 kg . A diarréia cessou. Cd4 passou para 450 . Doutor Plínio ficou impressionado e soltou um comentário. VC ESTÁ IRRECONHECÍVEL . Enfim, é possível. O que fiz além de tomar um comprimido religiosamente no mesmo horário ? Saí do sedentarismo, pratico esportes, parei de fumar, não larguei minha cerveja, mas diminuí bastante. Hj degusto, não entorno .
    Então me pergunto. Eu estaria vivo se não iniciasse o tratamento ? Eu estava completamente debilitado . Hj estou bem , muito bem e agradeço a essa quimioterapia que muito me ajuda ! Bom tratamento a todos .

  69. Dinho Souza diz

    Olá pessoal, tenho 27 anos e fui diagnosticado a um mês com o vírus HIV, não sei a quanto tempo ele haje em meu organismo mas creio que seja em torno de um ano, confesso que descobrir o resultado do teste me deixou assustado mas deixei o medo e a dúvida de e decidi viver, não comecei a tomar os medicamentos ainda porque estou em fase de exames, mas confesso que não sinto nada de anormal no meu corpo e o meu organismo, trabalho e estudo sem qualquer dor ou incômodo, mas ainda me restam algumas dúvidas.
    Se o resultado do meu cd4 for satisfatório eu poderei ficar sem tomar o medicamento ou o meu médico irá me receitar mesmo assim?
    Poderei sentir alguma dor?
    Eu irei sangrar?
    Fumo e bebo, poderei continuar fazendo isso?
    E quanto aos efeitos colaterais, quais são os mais comuns e oque vocês sentirão?
    Quanto tempo eles duram?
    E após ingerir os medicamentos, em quanto tempo eles faram efeito?
    Desde já fico grato

  70. borges diz

    Bom sou soro positivo quando descobri achei minha vida acabou muitas coisas passou na minha cabeça.tentei o suocidio mais deus me livrou cai na realidade quando saiu o resultado da minha esposa que deu negativo 2 veses fiquei aliviado.comecei a tomar o cokitel a 2 semanas .a unica reaçao que me deu foi eu estar tipo drogado soment mais em fim pra todos que estao passando por isso. Eu so posso dizer viver e ser feliz e curtir cada dia bjs

  71. Em busca da paz diz

    Oi! To com dois dias que descobri o vírus, devido a um exame preventivo para o vírus. Eu tenho 17 anos, e comecei uma vida sexual como a de qualquer um jovem adolescente cedo. Mais sempre fui cabeça aberta a esses temas e de uma um namoro atrás sempre usei preservativo e com o passar do tempo me deixei levar na confiança e fiz o ato sem o preservativo e depois desse dia fiquei com alguns receios. Ainda não comecei com o tratamento e me sinto muito bem. Já li comentários aqui no blog que me levantou a autoestima e a confiança. Sei que infelizmente a o vírus ainda não tem cura mais tem tratamento. Tive medo e angústia ao saber que portava o vírus, amanhã estou indo no medico para começar o tratamento. O maior medo não é o da doença e sim da sociedade. Ainda não tive coragem de contar pra niguem, até mesmo aos Meus país, só quem sabe é eu e Deus. Eu já li aqui no blog que ter c.v indectavel que é muito bom. Mais tenho uma dúvida. Cv indetectável significa que em exames comuns ela não apareça ? Gostei muito do blog e dos depoimentos se alguém puder me ajudar agradeço muito!

    • Alex diz

      Ele aparece sim pois o que define o exame é o reagente [+]
      Se fizer o exame de HIV vai dar positivo. Se fizer o CV (carga viral) vai dar indetectável.
      O indetectável é o número de vírus no sangue que é menor que 50 cópias.

  72. Crislane diz

    Meu marido descobriu que é soropositivo, em 2014, imediamente fez todos exames que a infectologista solicitou, em seguida receitou os medicamentos,nas primeiras semanas escutava ele chorando enquanto dormia, pra mim foi angustiante, mas nunca o discriminei, estou do lado dele para cuidar dele . Eu fiz 6 teste de sorologia durante 6 meses em laboratórios diferentes, e todos deram não reagente. Eu fazia sexo com ele sem camisinha, ele interrompia o coito. Não sei se foi por esse motivo que não contrai. Ele jura que não me traiu.
    Chora muito dizendo que ´paga por uma coisa que ele não fez. Eu nunca julguei ele. Já basta o sofrimento dele. O virus em pouco tempo ficou indetectavel. Mesmo assim apareceu no olho direito uma neurite optica, tomoui corticoide por 59 dias, sofrimento, Agora apareceu um ponto no olho esquerdo. voltou a tomar corticoide, esse medicamento causa muitas dores, além de inchaço. Eu não consigo ter mais relação sexual com ele, não s porque ele é soropositivo, é que nosso casamento estava desandado antes disso, dormiamos separados. Vejo ele aflito, porque hoje ele me ver com outros olhos, o apoio que dou a ele, os cuidados que tenho com ele. Não entendo muito do assunto. Gostaria de um apoio de pessoas que são soros positivos, como devo lidar melhor com ele.

  73. Alex diz

    Nada mudou. Fui diagnosticado recentemente e estou tomando o novo medicamento 3 em 1 e não tive nenhum efeito colateral. Nada mesmo. Nem um simples enjôo. Exercícios físicos, boa alimentação e muita água. É isso.

  74. feliz da vida diz

    Sou portador do virus HIV desde 2008 abandonei o tratamento duas vezes com medo do tratamento, mas na epoca nao era obrigado tomar os Antirretrovirais, so que no mes de julho de 2014 comecei a me sentir mal mais muito mal ai tive a coragem de ir no medico fiz todos exames e em novembro de 2014 comecei tomar os remedios nossa!! nos primeiros 3 meses passei muito mal devido os efeitos colaterais depois foi melhorando eu tomava 3 comprimidos antes de dormir depois do outro exame de rotina que fiz a medica me passou a dose unica,3 em 1. hoje me sinto muito bem os efeitos colaterais sao mais fracos mais as vezes do nada fico muito nervoso sem motivos… Da ultima vez que fiz o exame de rotina a medica me disse que eu ja estava quase indetectavel… e esse mes vou fazer o exame e estou torcendo para esta indetectavel…. o importante é vc nao deixar de tomar os remedios….

  75. Mario Zara diz

    Eu tenho uma dúvida que não sei onde tirar…
    Se eu já tenho a carga viral zero, aquele exame de sangue rápido de UBS ainda pode dar reagente? Os demais exames acusam como positivo?
    Obrigado…

  76. Maria dajuda de jesus diz

    Olá sou portadora recente também, tomo o coquetel 3 em 1, não sinto muita reação mas sinto algumas coisas estranhas, sigo fielmente o tratamento descobrir ser portadora em marco6 de 2016, fiquei arrasasa. Estou tendo muita fé em Deus e força. .. existe algum grupo no whatshapp

  77. Michael macedo diz

    Minha namorada sofreu abuso sexual na rua tem menos de um mês e ela esta muito aflita achando que o agressor possa ter hiv por se tratar de um drogado eu gostaria de saber como ajuda-la . ela soube de um exame chamado antigeno p24 que pode descobri se ela tem ou não isso. Algum de vocês pode me dizer se esse exame pode tirar essa duvida cruel que ela tem ou ela terá que esperar por 6 meses para fazer um exame definitivo para detectar o vírus? Meu contado para whatsapp caso alguém possa nos exclarecer melhor 21 994715529 me chamo michael.

    • JV diz

      Michel, ela nao tomou a PEP? Normalmente, quando uma pessoa sofre uma violência sexual, os médicos administram a Profilaxia Pós Exposição para que a pessoa não venha a soroconverter caso o agressor seja positivo.

  78. Seja Positivo diz

    Contarei a minha história pois acho super importante o apoio inicial e desmarcarar algumas dúvidas para aqueles que descobrem que tem são HIV+
    Fui detectado em Novembro de 2015, após ter herpes zóster e isso já ser um indicativo, fiz os exames necessários e veio a notícia fui detectado com o vírus porém ainda sem saber níveis de carga viral e cd4/8, até fazer os exames que detectariam estes níveis, resolvi procurar um outro profissional infectologista que sem me aconselheu a de cara começar a usar a TARV(3X1) marquei os exames e fui alertado dos possiveis sintomas do medicamento, sim pessoal fiquei com medo, mas primeiro contei a minha mãe e meus irmãos sobre o resultado e tive total apoio, fiz os exames e depois de colher o sangue naquele dia comecei a tomar o remédio minha primeira noite foi muito tranquila, li a bula, tomei as 23h e fui dormir, meu único sintoma foi a lerdeza depois de acordar queria fazer na velocidade normal mas era como meu corpo não me deixasse, nos outros dias os sistemas foram os mesmos, uma semana depois isso passou, porém no 7 dia acordei com meu corpo completamente pintado, garganta doente, logo vi e como fui alertado foi uma reação do meu corpo ao medicamento, compareci ao médico o mais rapido possível e ele pediu que eu parace e usasse um anti alérgico o Fernegan(acho que é assim) esse remédio em questão de 2 comprimidos fez meu corpo voltar ao normal, o médico pediu para parar o uso da TARV até meu corpo sensibilizar com a medicação e depois voltariamos a ela para ver o que meu corpo iria dizer por a 3×1 ser a melhor indicação, foi batata voltei a tomar e meu corpo não teve mais reação alguma o sintoma inicial de lezera/tontua voltou um pouco mais fraco voltei ao médico já com o resultado dos exames, meus níveis estavam ótimos pelo protocolo sem necessidade de tomar a TARV porém o médico logo me alertou que esses protocolos estavam mudando e que era bom eu continuar já que estava me dando bem com a medicação assim o fiz, 1 mês e meio depois de uso da TARV refiz os exames, minha surpresa e a do médico também carga viral indetectável o cd4 ainda o mesmo mas com o diagnóstico que iria melhorar já que a carga viral ficou indetectável, tomo os remédios todos os dias sempre no mesmo horário as vezes 30min. antes ou até 30min. no máximo depois do horário de costume como aconselhado pelo médico caso houvesse algum problema de esquecimento ou contratempo e vitamina(Centrum) logo depois de alguma refeição do dia, me sinto muito bem….ah tenho 21 anos de idade, absorvi muito bem a notícia e a importância de me cuidar e fazer todos os exames, além de cv/cd4, exames de rins(pois o medicamento mexe com eles, daí vem a importância de ministrar o remédio com bastante líquido e tomar também durante o dia, assim como qualquer outra pessoa normal faz, aliás todos somos normais, pense que o hiv é como outra doença como a diabetes que precisa de cuidados constantes), desotrometria óssea, quando se está tudo ok com estes exames o ideal é repetir de 6 em 6 meses, já o cv/cd4 3/3 meses dependo dos resultados e pedido do médico.
    Algumas dicas…
    Na primeira semana de uso do medicamento tente tomar e depois ir dormir sem ficar pensando em possíveis efeitos colaterais, durma com alguém por perto isso pode de alcamar e se sentir seguro, lógico os sintomas mais comuns são a lezera/cansaço logo ao acordar, mas ao longo das horas isso passa e depois de uma semana os sistemas ficaram mais fracos e você talvez já vai ter superado.
    Se alimente bem, sempre no possível 3 refeições ao dia ou mais, uma alimentação saudável…isso afastará outros possíveis efeitos colaterais.
    Tome muito líquido como qualquer outra pessoa 2l durante o seu dia.
    Na primeira semana evite tomar a TARV e ficar acordado, deite, tente relaxar e durma tranquilamente.
    Seja positivo sobre seu tratamento, não se sinta diferente de ninguém, independentemente de ser hiv+ a vida segue e você é uma pessoa normal…
    Não pare o tratamento! O remédio está dando muitos efeitos colaterais que são insuportáveis e que já estão presentes a um tempo maior que o normal? Procure seu médico e converse com ele, em geral este já é um aviso deles do qual se os sistomas foram insuportáveis ou demoram a passar que os procurem, cada pessoa vem a reagir de uma maneira diferente a TARV eu mesmo tive um problema mas meu corpo voltou a aceitar e o mais importante deu os resultados esperados e necessários.

  79. Marcelo diz

    Descobri ser soro + em janeiro deste ano.
    Comecei a tomar medicação retroviral dia 22/01.

    Ontem minha infectologista acabou comigo.
    Me apavorou de um jeito que estou sem chão.

    Fiz a primeira contagem de carga viral em 02 de fevereiro.
    Deu carga de 21 000 e
    cd4 de 17

    Fiz outra contagem agora dia 26 de abril.
    Carga viral de 226
    CD4 de 134

    Ela achou um absurdo.
    Disse que com 90 dias de medicação eu ja deveria estar indetectavel. Que só não ia pedir genotipagem pq com essa carga viral não faz genotipagem… falou que com certeza eu esqueci de tomar a medicação.. q eu falhei. Etc e tal e acabou comigo.
    Nunca falhei medicação. Nunca!! Juro.

    Eu não sabia que tinha um prazo pra ficar indetectavel.. pensei que variava de pessoa pra pessoa. Eu achei que ela iria elogiar meu resultado e ao contrário. Ela acabou comigo.
    Li relatos na internet de pessoas com a carga viral menor que a minha que gastaram 10 meses pra ficarem indetectaveis.
    Não entendi. De verdade.
    Agora to aqui morrendo de medo.

    Alguém pode me ajudar com seu relato de tempo que levou para ficar indetectavel?
    Pelo que vi aqui existem pessoas que tiveram cargas virais maiores que a minha e ficaram indetectaveis em 2 meses ou 3 meses.
    Será que o vírus em mim criou resistência?
    O fato de ter desenvolvido Aids pode ter atrapalhado a eficiência dos remédios?
    Estou desesperado.

    • roberto diz

      Meu caro, n se preocupe, qdo descobri minha carga estava em 300.000 copias e cd4 abaixo de 200 e levei 8 meses pra ficar indetectável, com certeza na sua próxima contagem estarás indetectável. Não existe prazo pra zerar a carga viral, mas o tem pessoas que conseguem zerar em tres meses sim, depende muito do hábito da pessoa, mas a minha infecto disse que o prazo mínimo que a maioria das pessoas soropositivas as levam pra zerar a carca sao 8 meses. Por tanto, siga seu tratamento a risca, porque de 21000 pra 226 é um tremendo salto. Parabéns!!!!

  80. Feliz da Vida diz

    Oi caro Marcelo fique tranquilo para eu ficar indetectável demorou mais de ano.

  81. Roger+ diz

    Gente boa noite, preciso de uma força de vcs, uma palavra amiga, por favor…
    Sou soropositivo e a dois anos estou em tratamento com o coquetel, tomo regularmente e minha cv eh indetectavel, e meu cd4 passa de 1000, nao me lembro bem ao certo, a questao eh a seguinte, eu estou com um parceiro que eu sei que ele nao tem o virus, e por um descuido que tenho ciencia que nao poderia ter acontecido, a gente transou sem camisinha, e nessa relaçao eu fui passivo, gente sera que existe risco de ele ter contraido o virus, diante da minha condiçao de indetectavel e por ele ter sido ativo? Por favor gente to tao desesperado.

  82. CésarA diz

    Bom dia a todos
    Já visitei o blog diversas vezes e é muito bom e informativo, me ajudou bastante. Eu gostaria de saber se existe algum grupo no Whatsapp ou alguém que estivesse disposto a ajudar e compartilhar algumas histórias. Meu contato (21) 965086304
    Obrigado.

  83. marco diz

    nao concordo tomo todo dia ha 22 anos e tenho a vida perfeita ,no começo nao foi facil pois tudo era muito toxico ,hj é baba ,nem sinto nada ,a saude perfeita ,

  84. Esperança diz

    Fui diagnosticado a menos de 1 mês qua do decidi fazer exames de rotina, tenho um relacionamento a 2 anos e só usamos preservativos nos primeiros meses, eu ainda não sei as taxas e nem tomo medicação ainda, mas, nunca tive reação alguma que me fizesse desconfiar que estava com o vírus, isso significa que minhas taxas estão baixas? O meu namorado pode não ser soropositivo?

    Confesso que ainda estou muito abalado com tudo, mas sei que há vida depois de descobrir ser soropositivo, e essa é a minha esperança. Adorei o blog, é fantástico! Parabéns.

  85. Melo diz

    Sergio, muito bom o texto PARABÉNS!!!
    Evoluir sempre… os retrovirais são esperança para tão sonhada cura. São motivadores de sonhos, ajudam a manter viva a chama da vida!
    Como podemos julgar mal algo que nos ajuda a viver? Retrovirais é vida!

  86. Diego diz

    Olá me descobri soropositivo a 3 meses e já estou na medicação estava tomando o amarelo 127 e recentemente me passaram o branco M152 , qual a diferença entre eles ? Terei alguma reação adversa ? Estou apreensivo !

  87. Jhúlia diz

    -Descobri ser soropositivo a exatos 5 meses, desde então faço o tratamento HAART (3×1).
    Não tive reações ao tratamento e até aqui tudo nos conformes, minha dúvida é em relação a carga viral indetectável. Após o início do tratamento, em quanto tempo minha carga viral vai está indetectável?

  88. Tem 5 meses que tomo o 3X1 e as manchas que apareceu no inicio, quando descobrir do HIV, voltaram só daqui um mês tenho outra consulta com o médico. Estou preocupado se essas manchas é por causa do medicamento e se esta dando certo, apareceram no inicio do mês e agora aumentou e coça muito. Ainda não fiz o exame depois que iniciei o tratamento para ver se a carga viral caiu, o médico marcou para fazer com 6 meses.

  89. Novo diz

    Venho aqui, agradecer a cada comentário e informação prestada, descobrir que sou soro + a alguns meses e isso ainda me atormenta, e me faz passar noites pensando em “n” coisas, e as palavras de todos vem me ajudando bastante.

  90. Gildete diz

    Que a paz de Deus envolva seus corações!
    É a primeira vez que acesso esse site, e quando me dei conta estava a quase duas horas lendo os relatos acima! É tão humano, tão sincero, tão frágil, tão solidário… que me fez pensar em como essa experiência – ser soropositivo -, pode nos remeter a lugares dentro de nós mesmos tão belos, tão sensíveis, tão superiores! Viver essa experiência “limite” nos transforma de uma maneira tão terrível, tão profunda, que nos faz pessoas melhores, mais humanas, despojadas de tantos falsos valores. Nos tornamos mais capazes de amar e ser amados, aprendemos a acolher, a abraçar, a não julgar. Descobrimos, enfim, o verdadeiro propósito de estarmos vivos! Deus abençoe a todos vcs, abençoe o tratamento de cada um, a vida de cada um. Ainda que descobrimos que o nosso corpo está doente, creio que a nossa alma está sendo curada por essa experiência de amor, de solidariedade, de perdão, de esperança, de confiança na nossa vitória!

  91. Boa noite preciso de ajuda, descobri que meu namorado e soro positivo, porem indetectavel.
    Mesmo sabendo de tudo, resolvi manter minha relaçao com ele, claro me previnindo ainda, mas eu tenho uma duvida sera que procuro um infecto pra me exclarecer mais sobre o assunto?

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s