Notícias
Comentários 174

Histórias de amor


O Atitude Abril – Aids tem a honra de apresentar a vocês o projeto: “Histórias de amor em tempos de Aids”, que vai contar histórias de amor entre pessoas que vivem ou convivem com o HIV/aids. O projeto contará com histórias de casais soropositivos ou sorodiscordantes, sejam eles héteros, gays, bissexuais ou trans (travestis e transexuais).

Envie pra gente a sua história de amor! O objetivo é mostrar para as pessoas que há muita vida, amor, esperança e sonhos mesmo após um diagnóstico difícil como é o HIV. Além de histórias de casais, também são muito bem-vindas histórias de famílias, filhos, adoções, amizade e tudo que mostre o amor independente do vírus.

Todo mundo tem uma história de amor, todo mundo tem direito a viver uma história de amor. A aids, ou qualquer outra condição de saúde, não devem ser empecilhos para a magia e a aventura de uma paixão, um carinho, um parceiro, um companheiro de jornada. O preconceito, muito menos.

O verdadeiro amor lança o medo ao abismo e abre as portas para um tempo melhor. Acreditar no amor é muitas vezes o combustível das nossas vidas diante de momentos de angústia extrema. É por isso que queremos aqui trazer à luz histórias de amor de tantos anônimos que existem por essas esquinas da vida. Mostrar que a aids não é o fim de nada, e que às vezes pode ser até o começo. Queremos gritar bem alto que qualquer maneira de amor vale a pena e que nós portadores, parceiros, amigos ou militantes da vida, não desistiremos nunca de acreditar em um mundo onde a vida seja mais forte que a aids, que o preconceito, o desamparo o abandono e as caretices.

As pessoas que quiserem participar, devem enviar suas histórias para nettinhos@yahoo.com.br, fabiana.mesquita@yahoo.com.br e joao.abrahao@abril.com.br e não precisam se identificar com seus nomes verdadeiros.


Anúncios
Este post foi publicado em: Notícias
Etiquetado como: ,

por

Jovem paulistano nascido em 1984, que descobriu ser portador do HIV em outubro de 2010. É colaborador do HuffPost Brasil e autor do blog Diário de um Jovem Soropositivo.

174 comentários

  1. Menina + diz

    O amor algo inacreditável. Conheci vários homens soropositivos porem a um medo dentro de mim.
    Não consigo mais se entrega pq eu era apaixonada pelo meu namorado olha que ele fez me contaminou. Acreditar de novo seria uma luta constante.

    • Cris Gaucha diz

      Que é isso Menina +…

      Não pense assim!! Enquanto você pensar assim, seus medos nunca sairão de você…
      Se você não se entregar, nunca saberá. É só se cuidar. E cuidar de seu parceiro.
      Sabe…, Eu NUNCA culpei me ex namorado por me transmitir esse bichinho indigente!!
      EU sabia que qualquer relação poderia acontecer. EU permiti. Eu topei transar sem camisinha. Então… Não culpo ele por me contaminar. Se existe algum culpado, que eu acho que não… porque tivemos momentos mágicos… Se existe, os culpados fomos nós dois.
      Acredite em você, entre em harmonia com você, que sua vida vai melhorar muito e você vai sim encontrar um lindo amor!!!

      • Camillo diz

        Pois é né Cris, mania da gente se achar vítima, que “os outros” nos contaminaram… e nós? Nos protegemos o suficiente?

    • Sérgio diz

      Menina+ , eu sei que é complicado , mas vc tem que recomeçar , ficar se remoendo pelo resto da vida não mudará nada. Viva , ame , tire esse medo de dentro de vc. Bjs

  2. Alex diz

    Sempre fui muito cético em relação ao amor – um pouco por minha personalidade independente, um pouco pela rebeldia da juventude (e querer ser diferente do status quo) e um outro tanto por experiências amorosas que doeram (quem nunca?).

    No início do ano estava numa fase de sexo desenfreado, drogas e rock and roll. E embora eu tenha sido cuidadoso sempre, uma hora aconteceu: por csusa do álcool transei sem camisinha e todos sabemos o que acontece depois. Curiosamente quando eu estava em fase de soroconversão, com febres e fraquezas, conheci um cara muito especial. Diferente de todos os que eu já tinha conhecido. Ele ficou ao meu lado quando estive doente e assim que melhorei passamos a sair. Não sei se foi por estar numa situação mais vulnerável por causa do HIV, mas passei a entender o amor e a doacão com outros olhos. Passei a ver que os sentimentos podem ser sinceros e bonitos sem que sejam aprisionantes ou rasos. Não contei a ele sobre o diagnóstico ainda porque quero esperar a relacão sedimentar-se. Tomamos todo o cuidado e, nas vezes em que (perdoem a linguagem gráfica) há penetração, usamos camisinha. Mas estamos apaixonados pelo outro de uma forma que nunca havia estado antes.

    Volta e meia me pergunto se eu poderia ou deveria viver esse amor tendo dentro de mim um vírus nojento. Se, ao contrário, o certo seria me isolar. Mas esses grilos depois passam. Por isso acho linda a iniciativa desse projeto. Que amemos mais e amados de volta também!

    Vejam vocês como é a vida. A gente foge do amor, do carinho, da atenção, do coração aberto do outro e a ela dá um jeito (muitas vezes torto e pouco óbvio) de nos fazer ver que são essas simples coisas na verdade as que importam para ser feliz.

    • Barney diz

      Palmas… Só hoje tbm, percebo tudo que expressou em seu comentário.

    • CARA + diz

      Alex, baita comentário cara!
      Na real é bem como diz Djavan em Pétala: por ser amor, invade e fim…

      isso ai, a vida continua e queiramos ou não, quando é para ser, acontece!!! Basta ler o seu comentário.

      Eu, praticamente acredito que o amor nos transforma em versões muito melhores de nós mesmos, a prova está ai!

      tudo a seu tempo!

    • september diz

      O fato que muita gente nao sabe, eh que se seguirmos o tratamento adequadamente, e levarmos a carga viral ao 0, apos 6 meses confirmada em 0 se vc tomar a medicacao corretamente a transmissao tem uma chance MUUUUUUITO pequena, sendo ateh mesmo possivel ter filhos sem infectar a outra pessoa!

      Infelizmente muita gente acha que se alguem pegar o HIV vai sair transmitindo em cada relacao que tiver!

    • David diz

      Boa noite a todos.

      Fantastica suas palavras Alex. Recebi essa bendita noticia em 06/2014, vinha sentindo meu cabelo cair, muitas alergias sem explicações, tratando etc, até que por desencargo, fiz um exame e a vida me deu essa porrada. Sou casado com uma mulher a tres anos, e ela não pegou, creio que não podemos responder esse por que, como outros varios na vida. Só sei que desde que recebi essa noticia, aprendi que preciso ser menos racional em meus atos e atitudes, e mais humanista com as pessoas e aqueles que me amam. A vida é bela, curta, e linda de mais, temos que amar, dar amor sem esperar nada em troca, me sinto um babaca de não ter dado mais valor a muita coisa que venho dando nesses 5 meses, confesso que chorei muito ao escrever isso a vocês, brigo hoje não com o virus, mais sim pela vontade de não perder o amor da minha vida.

      • CARA + diz

        David
        você já leu o novo post Esqueça tudo sobre hiv? Se não o leu, sugiro que leia. Leia os comentários tb. Estamos todos no mesmo barco. Na mesma situação.

        Realmente é um “renascer” ao descobrir o diagnóstico. Aprendemos a dar valor a cada segundo de vida e tenha certeza que justamente por isso, por essa beleza, não vais perder o amor da tua vida.

        Força e fé! Precisando, estamos ai!

  3. Cris Gaucha diz

    Ótimaaa iniciativa adoreiii!!

    Acho que isso vai ajudar botar abaixo mais um pouquinho do preconceito, vai abrir mentes, e mostrar que existe vida, amor, carinho sim, para todos nós!

    Aqui mesmo no blog existem poucas, mas lindas historias de casais que enfrentam isso juntos. Choro de emoção cada vez que leio… rsssss

    Parabéns mais uma vez a Editora Abril pela iniciativa e a Você JS por compartilhar conosco.

    Ps. Quando as revistas com as reportagens saírem, por favor, nos comunique também. Irão pra minha coleção. Meu dossiê. hehehehe

    Bjinhosss

  4. Pequena + diz

    Ahhh…
    Esse tal do amor ❤
    Quando será que sabemos que estamos preparados para um novo amor, um rolo, um lance, uns pegas ou uma ficada como a moçada fala hoje em dia…rs…
    Do outro lado da moeda o medo 😦
    Medo da rejeição, medo da nova condição, medo de tantas coisas…
    Será que complicamos demais???
    Acho que não, é um tempo que todos nós temos que passar.
    Mas ao ler os depoimentos descritos neste blog percebi que mesmo tendo esse bichinho indesejado, amar ainda é possível.
    E ansiosíssima pelas reportagens 🙂

    Boa noite a todos!!!

    • Sérgio diz

      Pequena+ , sempre amar é possível !!!! Quero ver a sua reportagem também kkkkk

      • Serginho, quero ver a sua história na revista…
        quem sabe histórias do Mega Iate ou quiça com a Canoa furada..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        • Sérgio diz

          A minha história está em fase de construção kkkkk , estou comprando durepox para tapar os furos dessa Canoa kkkk

      • Pequena + diz

        Sérgio

        Só se for para vc se candidatar…hehehe 😉
        Porque aqui pelas bandas onde moro, está difícil homem até para beijar…rs…
        Bjus da Pequena + ❤

      • Pequena + diz

        Sérgio

        Tenho certeza que é possível 🙂
        Mas no momento só se vc se candidatar…kkkkkk 😉
        Porque por aqui está difícil homem até para beijar…rs…
        Bjus da Pequena +

        • Sérgio diz

          Que isso Pequena+ , vc mora aonde? Não seja modesta , deve ter uns flertes ai kkkk , Um Beijão , aliás dois , três , já que vc disse que ai está difícil de até arrumar homem pra beijar.

          • Pequena + diz

            Sérgio

            Bom dia 😉
            Fala assim não, senão a Pequena aqui gama…kkkkkk
            Ah, sou do sul, Paraná e vc 🙂
            Um ótimo dia pra vc!!!
            Bjus da Pequena +

            • Sérgio diz

              É Pequena + , vc gama rápido ? kkkk
              Sou Carioca , bom dia pra vc também.
              Beijo.

              • Pequena + diz

                Sérgio

                Deve ser a carência…kkkkkkkkkkkk
                Humm Carioca adoro ❤
                Hehehe 😉
                Muito bom estar aqui e conhecer pessoas que estão no mesmo barco 🙂
                E tratam tudo isso de uma forma leve.
                Bjus da Pequena +

                • Sérgio diz

                  Que bom , conheço um pouco o Paraná , já fui uma vez a Curitiba e outra a Londrina . Temos sim que tratar de uma forma leve , senão não vivemos . BJ

                  • Pequena + diz

                    Sérgio

                    Quem sabe um dia nos encontramos para conversar, darmos boas risadas e trocarmos experiências 😉
                    Sempre vou a Curitiba, Amo essa cidade ❤
                    Fica aqui o convite 🙂
                    Bjus da Pequena +

                    • Sérgio diz

                      Ok , obrigado pelo convite , marcaremos depois melhor. BJ

  5. Edu DF diz

    Bela iniciativa!

    Nao podemos ter medo do amor. Conheci um cara e estou apaixonado. Fazia tempo que nao ficava assim. É tão bom!
    No entanto, agora tenho o detalhe do HIV e logo começou a minha ansiedade em torno disso. Quando contar? Um pouco depois, conhecendo-o melhor tomei coragem e contei. Até o momento ele disse que isso nao impedira o nosso relacionamento. Espero que dê certo, ja que estou gostando muito dele, da sua beleza interna e externa.

    Em alguns momentos tentei conhecer apenas caras soropositivos, nao descarto que possa ser interessante conhecer alguém legal e que também tenha. Mas tambem acho que nao podemos nos restringir. O amor pode acontecer, é espontâneo. É a soropositividade, por si só, nao define quem somos.

  6. Ai que lindooo! É uma pena eu não ter nada pra contar no momento.rs

    Eu já contei minhas histórias de amor em algum post aí…. Hoje até tenho um post novo… CHIFRES DA VIDA EM TEMPO DE AIDS..afffffffffffffffffffffffff

    • Sérgio diz

      Vida , Vida , em breve vc terá algo para contar também !!! Não tem nada pra contar pq não quer na verdade , pois vejo um monte dando em cima de vc né? kkkkkk Tá certa também , pra quê pressa? Antes só do quê mal acompanhada . Bom dia.

      • Sérgio

        Vê um monte dando em cima de mim?? Você está vendo coisas…são apenas fãs e a maioria são HSH..rs. Cabe no dedo das mãos os heteros do blog e a maioria deles são comprometidos! E os não comprometidos, a gente tem que disputar a tapa com as solteiras .rs

        Eu sei que apressado come crú e antes só do que mal acompanhada….mas tenho pressa sim!!!!!! Tô ficando véia.rs

        Tenho que aproveitar que tá tudo “em cima”, pois com o tempo a idade chega e as coisas ficam mais difíceis!
        Imagina, veinha, flácida, enrugada e doce!.

        • Vida, não pude deixar de comentar esta sua afirmação. Só digo uma coisa, SORTUDO será um destes HTS que “cabem na palma da mão” se conquistar seu coração. Até rimou! É muito linda a Vida e ainda tem um coração imenso 🙂 #apaixonado …rsrsrssrsr

          • Sérgio diz

            Concordo Marcos Fortal , essa vida está cheio de HTS atrás dela !!! Tá podendo escolher kkkkk Tá com tudo e é uma pessoa que mostra ser de bem com a vida , muito simpática.

              • Sérgio diz

                RSRSRSRS , essa foi boa “heteroconverter” , mandou bem!!! Rindo muito aqui.

              • Ah Marcos essa foi boa….”heteroconverter”..rsrsrsr
                Se isso acontecer, mulheres não irão faltar moreno lindoooooo.. 😀

                  • Uia…está pensando em se “heteroconverter” por mim.. ai ai ai viu.
                    Se o Mineirim quiser bater em
                    você, saiba que é ele quem vai apanhar….bato nele!.rs

                    ôoo mineiro safado !

        • Alisson diz

          Calma Vida…nosso príncipe vai chegar hahahaha!!!
          A gente só não pode perder a esperança né?

          Beijo procê

          • Alisson, meu mineirinho 2..rs
            O meu príncipe está vindo no Pé de pano dele..rsrsrs (ki lindoo)

            Um beijo e um queijo procê!!!

    • CARA + diz

      hahahahaha, Vida, vida, já leio seus post com um sorrisão nos lábios, pq será heim????

      também já passei por isso, mas digo, tudo tem seu tempo!
      bem como diz a música: um dia eu vou estar a toa e vc vai estar na minha…

      vai acontecer de novo, e se não der certo, de novo e de novo e de novo!!!!

      • Cara+ talvez eu seja a palhacinha do blog..rsrsrs… Por isso esse seu sorriso fácil…

        Então, acho que o tempo chegou…. :D… só falta “concretizar!!.rs
        Vou cantar essa música “prele”..

        Esse cara, hum!
        Que me consome
        Nem sei seu nome
        Ou número do telefone
        Por ele me desfaço

        Olha..me consome e me desfaço mesmo..rsrs

        beijoss

  7. Depois eu quero compartilhar com vocês como tem sido os meus dias com o novo esquema “Efavironha”..hehe

    Beijão

    • Tati diz

      Vc teve que mudar de esquema Vida? Espero que esteja tudo bem… Boa sorte!! Bjokas!!

      • Tati

        Eu não tive que mudar de esquema não. Depois de 5 anos “sofrendo” com o Kaletra eu pedi pro meu infecto mudar e ele mudou!!
        Hoje estou entrando no 4º dia com o efavironha e estou me sentindo ótima! Não tive efeito colateral nenhum….apenas muita secura na boca e uma leve “ressaca”. Ah e meu sono que era ruim, ficou péssimo!.. só isso. Mas tudo vai voltar ao normal….melhor do que sofrer com dores abdominais..

        Espero que eu obtenha sucesso no tratamento..pois está sendo muito bom e isso me dá até medo. 😛

        E tudo isso eu devo a um Anjo meio encapetado e safado que entrou em minha vida.rs ..Esse Anjo eu encontrei no ano passado, depois ele bateu asas e voou…Agora encontrei de novo e não foi por acaso..teve um propósito :D.. Hehe…Santo A. L….

        Beijos

        Vida

    • Alisson diz

      Pois é gata me conta!!! Eu tb troquei meu esquema pro efavironha!!! Tô achando ótimo!!! Confesso que nos dois primeiros dias fiquei muito “maconhado” ao acordar….mas agora passou….

      Bjo!!!

  8. Camillo diz

    Já vivi o que tinha pra viver com o amor. Amo intensamente quando estou junto, fazendo sexo…. depois? Não curto mais… Preguiça de amar, o trabalho que dá em manter o amor pra mim é pesado. Não sinto falta.

      • Trabalhar rende mais lucros que o amor. Mas, não vou desistir não, ó! Quando tiver na “melhor idade” até os amores passageiros vão ficar mais raros. O vírus veio junto com o medo da solidão futura!

  9. Caso amor… Muito complicado…
    É estranho uma mulher jovem,bonita, intelligente, sozinha, sem namorado? Porquê? Como explicar no meio de tantas incertezas, duvidas? O meu ultimo caso foi a 2 anos qdo alguém lhe foi dizer que eu tinha sida obvio nao tive a portunidade ser eu contar, por medo ele afastou- se o meu quadro hoje resume-se a nada tudo passa por mim vejo- me sentada a beira da estrada e tudo a passar por mim…

    • Sérgio diz

      Marina , não fique assim , é complicado , mais vc também não pode se fechar , com certeza muitos queriam estar com vc agora. Um Beijão.

  10. Pois é Marina, entendo você perfeitamente! Ainda mais se a pessoa mora numa cidade do interior onde as pessoas gostam de cuidar da vida da gente e se preocupam com o nosso estado civil… No mínimo devem pensar que a gente não gosta de homem… É fogo !!!!

    • CARA + diz

      é foda…
      não moro em cidade pequena, mas moro em cidade com gente de mente pequena e pior, num bairro mais afastado, que vira uma certa “comunidade”. Ai meu caro, a língua rola solta, mas não dou moleza.
      A vida é minha e realmente em função dessa gente maldosa que sempre digo, se conhecesse alguém hj, só falaria algo se realmente percebesse que tem chances de ser uma história de amor, ou algo duradouro, caso contrário, não!

    • Pequena + diz

      Poxa Marina e Vida

      Que baixo astral 😦
      Credo, a vida não se resume apenas em se ter um parceiro.
      Apesar de ser muito bom quando se tem alguém ❤
      Mas quando não se tem, paciência.
      Mas deixar a vida passar e se preocupar com que os outros vão pensar por estarem sozinhas não dá né 😉
      Minha família deve pensar a mesma coisa de mim…rs…
      Pois meu ultimo namorado que apresentei a eles faz uns 5 anos, depois disso tive uns namoros que na minha cabeça não compensava apresentar a eles.
      Eu não dou a mínima pra isso, antes mesmo de saber meu diagnóstico já era assim,desencanada, saía de boa, viajava, ia a restaurantes sozinha.
      Aproveitava e continuo a aproveitar a vida ❤
      E sabe o que eu faço com aquele parente chato que vive cobrando o bolo de casamento?
      Falo pra ele, compra lá que fazemos uma festa agora…rs…

      Bjus da Pequena +

      • Sérgio diz

        Gostei pequena+ , as vezes é bom sair sozinho , o negócio é aproveitar a vida , como vc mesmo disse , a vida não se resume apenas em ter um parceiro , mais já já aparecerá alguém para preencher esse coraçãozinho seu . Bjs

        • Pequena + diz

          Sérgio

          Bom dia 😉
          Uía será que vc é vidente…rs…
          Faltou o Rg,Cpf e o endereço residencial…hehehe
          Brincadeiras a parte 🙂
          Sei sim que alguém aparecerá na hora certa, alguém que valha a pena e que me aceite com esse sangue “azul” ❤
          Uma ótima quinta feira para ti.
          Bjus da Pequena +

          • Sérgio diz

            Com certeza tem que valer a pena e te aceitar com essa condição . Homens não faltam kkkk
            Beijão

                • Sérgio diz

                  Pequena + e Vida , vcs estão fingindo que estão faltando homens né? Fala que estavam brincando , fala ai.
                  Repito , só aqui vejo um monte flertando as duas , vcs tão com tudo!!!
                  Beijo para as duas.

                  • Pequena + diz

                    Sérgio

                    Acho que estou precisando mudar o grau dos meus óculos…kkkkkkk
                    Só vc que esta vendo isso…hehehe 😉
                    Boa noite moço 😉
                    Bjus no ❤

                    Pequena +

                    • Sérgio diz

                      Que isso Pequena+? Será que vc não está sendo modesta?
                      Não sei , se vc está falando quem sou eu pra contestar.
                      Beijão.

                    • Pequena + diz

                      Sérgio

                      Não sei, será???
                      Vc que está a mais tempo aqui tem ke me dar uns toques…kkkkkk
                      Aqui tantas pessoas falando muitas coisas ao mesmo tempo…rs…
                      Eu ainda estou aprendendo a interagir 😉
                      Mas uma coisa eu sei,vcs todos sem exceção, que postam aqui nesse blog não são 10, são 1000 ❤
                      Bjus da Pequena +

                    • Sérgio diz

                      É pequena+ , te dar um toque , eu também sou novo aqui , e estou aprendendo também aqui. A minha parte também é mais a científica , mais também estou aberto a fazer amizades e quem sabe amores kkkkkk

                    • Pequena + diz

                      Sérgio

                      Uía…
                      Gostei da sua resposta 😉
                      Será que teremos outra função para esse blog…hehehe
                      Um site de relacionamentos ❤
                      Pois fazer novas amizades já é bom, mas encontrar um novo amor ou amores é melhor ainda…rs…
                      Ps:Será que eu me enquadro em qual das categorias…kkkkkkkk
                      Bjus 🙂

                    • Sérgio diz

                      De bate pronto , nas duas , para ser minha companheira tem que ser minha amiga em primeiro lugar. Beijão Pequena+ , aliás dois.

                    • Pequena + diz

                      Sérgio

                      Isso que vc disse é verdade, tem que haver cumplicidade e amizade para se ter um relacionamento legal.
                      Também penso assim.
                      Uía, pelo que percebi vc adora beijar…hehehe
                      Já te disse, a Pequena aqui vai gamar no carioca…kkkkkk
                      Porque pelo que vc disse, chances eu tenho…hehehe 😉
                      Bjus moço

                  • Sérgio diz

                    Quem não gosta de beijar Pequena+? Eu adoro , vc já reparou kkkkk , Pequena+ estou aberto a conhecer novas pessoas e é claro que vc tem chances , um , dois , três beijos!!!

                    • Pequena + diz

                      Sérgio

                      Moço ,moço, faz isso não de ficar mandando beijos…kkkkkkkk
                      A Pequena aqui não vai resistir aos encantos do carioca…rs…
                      Uma ótima sexta feira pra ti 😉
                      Bjus,bjus,bjus da Pequena +
                      Também adoro beijar ❤

                      Ps:Vc tem Skype ou e mail?

                  • Sérgio,

                    eu ia dizer o que penso sobre os homens e o amor mas é melhor ficar quietinha..Hoje tô rabugenta, ácida…provavelmente serei expulsa do blog.rs

                    • Sérgio diz

                      Ihhhh rabugenta , não vou nem falar nada. Melhor ficar quieto.

                    • Príncipe Sangue Azul diz

                      A Vida tá igual um abacaxi – ácida e doce!

                  • Sérgio diz

                    É Vida , estou esperando minha companheira para vender água de coco e açaí comigo aqui nas praias kkkkk

  11. MB+ diz

    Ainda que eu falasse
    A língua dos homens
    E falasse a língua dos anjos
    Sem amor eu nada seria…

    love,amore,amour,ラブ,Любовь,liebe ou simplesmente amor.

    Bichinho complicado, os que não o querem o tem , os que querem não encontram , os que encontram muitas vezes não dão valor.
    Mas como viver sem ele?
    Quase impossivel , pois é ele que nos nutre , ele que nos faz caminhar , sofrer , sonhar , rir , chorar , arder , cantar …viver.

    Há esse carinha que não é um virus , uma bacteria ou um fungo.
    Mas nos infecta.
    Nos contamina.
    Nos faz portadores.

    Sofrer por amar ou sofrer por nunca ter amado ?

    Amor é para sempre
    Sexo também
    Sexo é do bom
    Amor é do bem

    Amor sem sexo
    É amizade
    Sexo sem amor
    É vontade

    Agora já temos tanta coisa para nos preocupar…um pouquinho de AMOR não nos fará mau nenhum , né?

    • Pequena + diz

      MB +

      Está inspirado heim moço 😉
      Amei ❤
      Como anda a vida?
      Bjus da Pequena +

  12. cris diz

    Boa noite pessoas… só para alegrar as nossas vidas e de quem ainda tem receios, eu vivo uma relaçao sorodiscordante e nos amamos… O vírus é só um detalhe e que eu aprendi a ser forte com ele… Meu parceiro e eu vivemos uma relaçao supee gostosa, uma vida sexualmente prazerosa e satisfatoria… Estamos nos preparando para ter nosso bb.. nossos medicos estao nos acompanhando e estamos levando uma vida o mais saudavel possivel.. Hj eu sou indetectavel e vivo como se eu nem tivesse esse vírus..

    • F. diz

      Cris, sua historia e de seu marido foi a primeira que li sobre sorodiscordantes, nem descobri minha nova condição a menos de um mês, mas posso dizer que graças a vcs, dismistifiquei a ideia que tinha sobre o Hiv, e ja co sigo digerir de forma mais natural e sem tantos medos… em breve estarei contando mais sobre mim, só preciso que tudo se estabilize na minha vida, ainda nem peguei meus resultados de CD4 nem nada…. obrigado a cada um de vcs que fizeram ver luz, vida e amor no fim do túnel! 😉

  13. Guilherme diz

    Li todos os comentários… só posso dizer que estou amando o blog! Parabéns a todos por participarem, contribuirem, e curarem os desinformados! 😉

    • Sérgio diz

      Felicidades cris , Guilherme seja bem vindo , eu já lia o blog há mais de um ano e só agora resolvi interagir. E não me arrependo , acho que tenho ajudado um pouco , com o pouco de conhecimento que adquiri . Abraço a todos .

  14. Fábio diz

    Bela iniciativa!
    Perdido na madrugada, procurando incessantemente literatura sobre soropositivos, um post assim me anima um pouco.
    Estou namorando a 3 meses, e nas primeiras semanas do nosso relacionamento ele recebeu o diagnóstico.
    Somos sorodiscordantes, e eu ainda tenho muito medo, por mais que eu não queira ou por mais que queira passar segurança, acabo “fraquejando” em muitos momentos. Mas, apesar de tudo, um diagnóstico ruim não superou o que sinto por ele.
    Apesar dos meus medos, das minhas duvidas, das minhas madrugadas sem dormir montando cenários de como será a vida, eu continuo ao lado dele…amor em tempo de AIDS

    • CARA + diz

      poxa Fabio, belo comentário. Tenho uma situação parecida com a sua, só que no caso o soropositivo sou eu e claro, algum tempo a mais de relacionamento que vc. Entendo quando vc se pergunta, como será daqui para a frente, mas acompanhando o blog me deparei com muita informação que até então desconhecia.

      Por exemplo a carga viral indetectável, que só é possivel com o tratamento. Claro, não vou afirmar aqui que logo nas primeiras tentativas, a coisa foi meio “estranha”, pois muita coisa passa pela cabeça do cara, mas com amor, parceria e dedicação, tudo se resolve.

      Vá com calma!
      vc vai ver que tudo se resolve!
      que vença o amor!

  15. Olá meu povo! Mô tempão que não apareço aqui. Saudades. Então, que iniciativa maravilhosa essa da Editora Abril. Sem dúvidas vai contribuir muito para amenizar o preconceito contra soropositivos e sorodescordantes. Terminei o namoro a um mês e infelizmente acho que um dos motivos foi o medo que ele tinha/tem. Mas to de boa. Tenho certeza que ainda viverei uma linda história de amor. Rs

    Abraço a todos.

  16. Fugindo um pouco do assunto amor. Se bem que tem haver com amor próprio.

    Quero ouvir a opinião de vocês.

    Então, quando na roda de conversa na rua, na fazenda ou na casinha de sapê… rs…bares, reuniões familiares, na escola e na faculdade pinta o assunto HIV. Vocês:

    A-) Tomam inciativa e tentam desmistificar os estereótipos sobre a doença.

    B -) Mantem neutralidade, prefere não contribuir muito no assunto.

    C -) Entra em panico e tenta mudar de assunto.

    D-) Sai imediatamente de perto da galera.

    E-) Manten-se calado(a).

    Justifiquem suas respostas.

    Abraço

    • Pequena + diz

      Olá Davi 😉

      Eu tento desmistificar os estereótipos sobre a doença.
      Faz 7 meses que descobri minha condição.
      E pelo que pude perceber, as pessoas ao meu redor não estranharam, pois sempre fui uma pessoa engajada em voluntariado, e todos sabem que meu círculo de amizades é bem variado e que busco conhecimento em várias áreas.
      As vezes fico triste com o que as pessoas pensam sobre o HIV.
      Tudo bem que eu era assim também 😦
      Mas hoje, tento mudar esses pensamentos, e repassar as informações que tive que aprender e sentir na minha pele.
      Ah e tudo isso graças a vcs do blog e pelas pesquisas que faço pelo mundo a fora…rs…
      Enfim, não é fácil…
      Mas estou fazendo a minha parte.
      Um ótimo dia pra ti 🙂
      Bjus da Pequena +

    • Felipe diz

      Ola Davi,
      Eu me descobri HIV+ em maio deste ano, mas desde 1993 convivo com pessoas portadoras. Inclusive uma deles eh meu ex-namorado. As outras pessoas a que me referi, sao familiares, super proximas.
      Acho que por eu estar tao proximo, e ter interagido com algumas cenas, minha cabeca se tornou fortalecida para muitos assuntos. Confesso que a maturidade chegou rapidamente a minha vida. Entao quando o assunto volta-se para HIV, eu debato, deixo meu ponto de vista e tento desmistificar as obscuridades da doenca. As vezes eh muito dificil escutar certas palavras, manter a calma e tentar entender a mente de algumas pessoas. Eh muito complicado.
      As vezes eh revoltante viver em pleno ano de 2014 e escutar um comentario (nao direcionado para mim) de que se voce tem “cancer” ehs digno de pena, e se tu ehs portador do virus HIV, entao tu eres “sem-vergonha” (nao quero utilizar o verdadeiro termo aqui).
      Fica aqui meu comentario.
      Abracos,

    • Alexandre diz

      Desmistifico e dou alguns exemplos de pessoas que têm HIV há 30 anos e ninguém fala que tem. Falo que hj em dia tem que se tomar cuidado pois o HIV não mata mais e as pessoas não aparentam mais ter, logo é muito mais fácil se infectar, mas isso, é claro, pra mostrar que hj a coisa está sob controle.

    • Niño diz

      Oi Davi, sou e sempre fui uma pessoa que luta por direitos igualitários, sejam eles quais forem. Antes de contaminar(a dois meses) sempre fiz questão desde adolescente de participar de assuntos diversos. Sejam, religiosos, sexo, doenças, posturas, políticas enfim. Semana passada, estamos conversando sobre politica quando entraram por acaso no assunto. Oras, se agora tenho conhecimento de causa, porque iria me abster de não falar com convicção. Apenas cito que trabalhei com pessoas como sempre fiz, não me exponho e ainda saliento muitas dúvidas. É devagar, quase parando que vamos ensinando as pessoas a se romperem de seus estigmas, preconceitos e conceitos mal elaborados sobre tudo que se refere a vida e as pessoas. Então a resposta é essa: ENTRO EM PANICO, DOU UMA VOADORA E DESMISTIFICO SOBRE O ASSUNTO(Sendo sátiro mais real). Quando é com a gente, sempre dá aquele frio na barriga, e que o medo não nos impeça de prosseguir… Abraços!

  17. Sérgio diz

    Falo praticamente igual Alexandre , isso ajuda muito a diminuir o preconceito em torno do hiv .

  18. Niño diz

    Olá pessoal! Tenho acompanhado o blog em off. Hoje faz um mês que descobri sobre o virus. Comecei a medicação ontem e hoje fiquei grogue. Nenhum efeito a mais. Apenas tontura e um pouco de sonhos estranhos. Normal para os primeiros dias. No mais fiz alguns amigos que tem conversado bastante e fico muito feliz de está me abrindo pro mundo novamente. Um grande abraço e sobre a notícia,amar é preciso, estamos em busca do amor,seja ele qual for.Fico meio tenso de compartilhar minhas histórias. Já passei por tanta coisa que daria um livro, mas amor que é bom, tá difícil de achar. Quem quiser mandar um email ou skyp para conversar.
    pequeninolemos@gmail.com ou pequeninolemos no skp. Abraços

  19. Alisson diz

    Hoje faz um ano que descobri que tenho o “sangue azul”…parece que tem mais hehehehe…passei por muita luta, muito medo, muitos dias sem dormir…mas passou…hoje tá tudo bem!!! Tô ótimo…
    Basta ter fé, determinação e seguir o tratamento!!!

    Abração pra todos!!!

      • Eu também quero bater um bolo!.. (espero que isso não seja mais uma gíria de vocês)..hehe

          • Sérgio diz

            MB+ , vc é do bonde da madruga também , só dorme lá pelas tantas?

            • MB+ diz

              Quando durmo , a vida tá meio corrida ontem no Parána , hoje no Rio , amanhã só Deus sabe…Rsrs.

              • Sérgio diz

                É brabo , eu geralmente prefiro trabalhar na madruga, correto , o amanhã pertence a Deus. Abraço

      • Alisson diz

        Adoro bater um bolo…bate pra mim que bato pra vc…ops hahahah….não me censurem!!! hahahaha

      • Secret.. Você nem pra falar o significado de “bater um bolo”…não sei de nada mesmo..kkkkkkkkkkkkkk que mico!!
        Mas se quiser eu bato um bolo pra você também!! haha …de fubá tá?

          • Príncipe Sangue Azul diz

            Nossa… podemos abrir uma fábrica de bolo. A Pullman vai ficar pequena!

            • Secret, você é terrível!! : D

              “Simbora” vamos lançar um livro… ” A arte de bater um bolo).. by Vida.. kkkkkkkkkkkkkk

              Beijos meus amores

  20. Obrigado pelas respostas gente. De fato concientizar as pessoas da nossa convivencia é o primeiro passo contra o preconceito. Me orgulho muito de vocês. Principalmente pela coragem e a inteligencia de conviver com esse bichinho danado.

    Forte abraço

  21. Cris RJ diz

    Adorei este post e, mais ainda, uma pequena expressão usada pelo Edu DF: “detalhe do HIV”. Penso que é o ideal, que o enxerguemos como um detalhe.

    Algum de vocês enviará sua história de amor ao Atitude Abril?

    Bjs!

  22. Menina + diz

    Pessoal, estou indo para a 3ª combinação de medicação, as 2 primeiras tive reações alérgicas que me deixaram hospitalizada foram essas.

    1- Efavirenz + Lamivudina + Tenovir
    2- Nevirapina + Lamivudina + Tenovir

    Agora é

    Zidovudina + Lamivudina + Tenovir

    Alguém toma essa combinação obrigada.

    • Sérgio diz

      Olá Menina+ . e agora , está dando tudo certo com o novo esquema?

    • Hope diz

      Menina +
      Espero que tenha se acertado com a nova medicação, mas, se
      me permite perguntar, que tipo de alergias teve? Tem alergia a outras medicações, digo, para outros fins? Pergunto pois sou muito alérgica a medicamentos como antitérmicos e antiinflamatórios (desenvolvi ao longo da vida) e tenho receio de também ter aos ARVs, caso tenha que tomá-los. Meu marido descobriu-se soropositivo há pouco mais de um mês e eu aguardo para fazer novos exames. Torcendo por mais um “não reagente”, mas já pensando no caso de não ser assim….

      Ele não teve quase nenhum efeito colateral e usa a mesma combinação que você usou primeiro… mas eu sou muito alérgica e já estou meio assustada com a possibilidade não poder tomar nada…
      Alegria e saúde para você!

  23. Cris RJ diz

    rsrs Não vou enviar Sérgio, mas adoraria ler a dos companheiros 😛

  24. Sérgio, você está com tudo hein?Cheio de fãs..rs
    Ainda vai sair casamento daqui do blog viu….quero ser madrinha!! E meu presente será a geladeira.rs

  25. Sérgio diz

    Eu ou vc vida? Acho que é o contrário heim? Eu nem falo nada tá vidinha . Beijão.

  26. Marcel diz

    Pessoal,

    Tenho uma dúvida. Estou prestes a iniciar o tratamento com antirretrovirais, descobri recentemente a infecção, que também é recente. Devo eu, me preocupar tanto com possibilidades de o tratamento não ser tão eficaz devido a minha alergia a quase tudo nesse mundo? Hahahahhaha.
    Sei que isso é algo que vou saber em breve, mas o quão constantes são os casos de rejeição numa fase inicial?

    Beijão, galera!

    • Cris Gaucha diz

      Oi Marcel…

      Nossa… bem vindo ao grupo dos alérgicos também… hahahahaha

      Imagine uma pessoa alérgica… “Essa cara sou euuuuuuu….” kkkkk

      Mas não, não tive absolutamente nenhumaaaa reação a nenhum dos ARVs, nenhuma alergia, nadica de nada. Inclusive, estou no segundo protocolo, pois sou resistente ao Efa… pode???? mas é super tranquilo, pode apostar que mais tranquilo que tomar os antialérgicos. (eita sonooooo eles me dão)

      Bjãoo procê também!!!

      • Marcel diz

        Oi Cris Gaucha!

        Você também sofre deste mal? Hahahah. Que bom que não teve reação! É assim mesmo, cada organismo reage de uma forma, vamos ver como vai ser a minha. Assim que começar, relato aqui.
        E o sono desses antialérgicos, eu o adoro, hahahahaha sou super suspeito em falar, pois tenho apresso por quase tudo aquilo que me faz ter um soninho, já que minha hiperatividade é altíssima!

        Bjssss!

      • Hope diz

        Que bom ler isso, Cris Gaucha! Havia acabado de postar um pergunta sobre alergia… tb sou alérgica a tudo… até Tylenol…

    • september diz

      Estou em uso do efavirens, tenofovir e amivudina…

      Sofri bastante mas estou cada vez mais adaptado creio eu, nas primeiras semanas tive muiiiiito sono, e quando dormia meu sono era muito leve, acabei nao tendo nenhum pesadelo, mas confesso que a aflicao que eu sentia era tanta que dormi naquela semana com a minha mae (ela eh divorciada, e nao sabe do meu diagnostico)… No primeiro fim de semana, passei o dia inteiro dormindo! Era muito sono e tontura, quando ficava acordado me sentia bebado!

      Na segunda semana comecou o pior, manchas vermelhas por todo o meu corpo, muita coceira… E pra acabar com tudo foi bem no dia da eleicao, fui almocar, com a familia, fui votar e todo mundo me perguntava o que eu tinha (parecia que tinha sarampo). Por sorte minha medica eh um anjo e havia passado o telefone dela, me consultei quase todos os dias durante a semana e realizei uso de corticoide em altas doses, para minimizar o risco de algum colega de desconfiar ela me deixou aquela semana de atestado por “rubeola”, na outra semana eu ja estava bem!

      Hoje eu estou concluindo um mes de tratamento, sinto que meu sono ainda eh leve demais, lembro de todos os sonhos e acordo varias vezes durante a noite! Durante o dia ainda tenho tontura e uma sensacao de cansaco, mas nem se compara com a primeira semana…

      O segredo para mim evitar os sintomas eh tentar dormir cedo, quanto mais cedo eu durmo, melhor eu levanto e passo bem o dia… Esses dias me empolguei e fiquei pesquisando sobre a doenca, e acabei tendo apenas 5 horas de sono! O sofrimento no dia seguinte foi terrivel, sentia muita tontura, nauseas, um desconforto horrivel, me dispensaram do trabalho e eu dormi umas 4 horas, e quando acordei estava melhor!

  27. Príncipe Sangue Azul diz

    Eu sou recente no clube.. .Ainda não vivi nenhuma história para compartilhar. Mas gostaria muito de ler as que existem!

  28. Vinicius diz

    Olá meu nome é Vinicius,

    hoje provavelmente é o pior dia da minha vida, fui fazer um exame de HIV que faço pelo menos uma vez por ano e pra minha surpresa deu levemente positivo ( como a farmacêutica do laboratório me informou), meu mundo caiu, fiquei sem reação, ela me disse que iria fazer outra coleta e fazer um teste para validação, já que o primeiro que eu fiz era um teste rápido.

    Pensei em tanta coisa, inclusive em suicídio, mas não tive coragem, pensei em minha mãe. Tantas são as dúvidas que surgem, a eminência do preconceito principalmente morando numa cidade pequena.

    Comecei a pesquisar sobre a qualidade de vida, sobre a expectativa de vida e cai no seu blog, li e vi muito material de pesquisa e cheguei a me surpreender com o avanço das pesquisas e o fio de esperança de uma cura ou uma vacina que impeça a contaminação.

    Fiquei pensando será que nunca mais vou transar? não vou beber, vou ter uma vida limitada e como contar pra minha mãe, será que devo? senti dor de cabeça, enjoo, estomago revirado. Será que poderei amar e ser amado ainda, será que a vida amorosa acabou?

    Desculpe, mas eu não tenho com quem falar sobre isso.

    • Príncipe Sangue Azul diz

      Vinicius,

      É algo impossível agora mas é necessário ter calma!

      se quiser conversar.. me add no skype secretguy19@hotmail.com

      A vida após HIV, sim!!

      Hoje não é o passado tão sombrio e o futuro será ainda mais brilhante! Tenha fé!

    • Pequena + diz

      Vinicius

      Boa noite 😉
      Se acalme, não faça nada precipitado.
      Essas dúvidas e medos são normais no primeiro instante.
      Mas existe muita vida pós diagnóstico de HIV.
      Viva um dia de cada vez 😉
      Vai dar tudo certo!!!
      Bjus da Pequena +

    • Cris Gaucha diz

      Olá Vini, muitos devem lhe chamar assim não é?

      Você já deve ter lido inúmeros comentários nossos aqui no blog. E deve ter lido que todos estamos vivendo, rindo, namorando, chorando, brigando, passeando, fazendo academia, trabalhando, estudando.
      A vida continua normal, só que com um hospede chatinhoooo, desses que a gente tem certeza que um dia irá embora. Mas que por enquanto temos que aturar.
      Quanto a falar para as pessoas, eu não falei pra ninguém da minha família, amigos, trabalho. (fazem 3 anos e meio que estou). Só quem sabe são meus médicos, uma secretaria e o pessoal do SAE, mas esses estão tão acostumados, que eu sou apenas mais uma.
      Ja falei em outros comentários, o que minha medica sempre fala:
      – Enquanto você não falar sempre há a possibilidade, mas se você falar, nunca poderá voltar atrás.

      Então é isso… quando precisar, estamos aqui com nosso carinho.

      Bjinhosss

      • pequeno silva diz

        Cris gaúcha,

        Muito bom sua resposta e apoio ao vinicius.

        Estou a 3 semanas com medicação. Vc a 3 anos com Hiv, como está sua vida, sua cv. Desculpas as perguntas, só saber como a vida segue a quem tem mais tempo…

        • Cris Gaucha diz

          Pequeno Silva…

          Estou ótima menino!! Meu corpo, minha pele, minha cabeça doida… hahahhaha.. Nunca recebi tantos elogios na minha vida… e olha, que tenho idade pra ser mãe de muitossss aqui do blog.
          É clarooo que as vezes bate uma deprezinha, mas em quem não bate??
          É claro que eu não queria estar com esse bichinho, mas ja que estou, tenho que conviver com ele da melhor maneira possível. Estou em ARVs a 1 ano e meio. Precisei trocar o protocolo, pois sou resistente ao EFA. Minha CV não ficou indetectavel. Mas super tranquilo. Tive medos sim, como todos temos.
          Mas agora estou bem. Vou deixar fechar 3 meses e fazer novos exames. E se Deus quiser vai dar Indetectavel. Se não der, vou mudando a medicação até ficar.

          Não precisa se desculpar, pode fazer quantas perguntas quiser.

          Me deixe seu skype que lhe adiciono. Temos uma turminha ótimaaaa das quase madrugadas. Damos muitas gargalhadas. Quando um não está bem, sempre tem alguém pra dar uma sacudida.

          Beijinhosss

            • Cris Gaucha diz

              Oi Fiaaaaaa… kkkkkk

              Deixei uma mensagem lá pra você.

              Hoje a noite conversamos.

              Bjinnnnnn

          • pequeno silva diz

            Cris gaucha,

            obrigado pela resposta. Muito bom saber seu relato. Me dá ânimo para continuar a viver. Estou sentindo nada com relação a efeitos colaterais. Isso é bom sinal e que não sofri resistência dos arv’s?.

            eu não passo o meu Skype pq ele é meu email oficial, nada fake, agora quiser me passar o seu… rsrs. Aceitarei de muita boa felicidade

  29. MB+ diz

    Vinicius.

    Fica tranquilo a vida não acabou. ..ela esta apenas começando de uma forma um pouco diferente. ..mais continua sendo vida. …amigo eu tenho 6 anos nessa estrada e minha vida em nada mudou. ..b3bo…faço amor…danço. ..corro…dou risada. ..choro. ..amo…odeio…ou como qualquer pessoa vivo…apenas vivo…e apesar deste bostinha que é o hiv nada absolutamente nada muda o que somos …e o que somos?

    Vida!!!!

  30. Falar de estoria de amor. Isso é o que aprendi neste ano.
    Conheci minha menina, a pessoa que vai estar comigo por toda a vida.

    Somos magneticos, ela positiva e eu negativo. Aprendi tanto nestes tempos, ensinei tanta coisa a ela que trouxe deste e de outros blogs.

    Vi pessoas que são positivas , em todos os graus do positivismo. Vendo a vida de forma mais colorida do que as pessoas sem esta sorologia.

    Não desgrudo desta menina por nada neste mundo.

    Nós nos ensinamos muita coisa. Ela esperava o fim da vida e quando descobriu com a TARV que a vida nao tinha um fim eminente, até deu um nó na cabeça dela. Ela esperava o virus pegar ela depois de14 anos … sempre na expectativa daquilo acordar. Descobriu comigo que podemos ser felizes por 30 ,40 anos,,, ficarmos velhinhos juntos.

    Claro, temos de guardar muita coisa dos outros, muita gente ainda esta no quadrado do preconceito. Mas , dia a dia , vejo que o HIV é tão importante quanto a luz da geladeira que nao acende quando precisa.

    É uma questão de prioridade. A vida, os sentimentos, os cuidados, o amor.

    Eita! Gente, vida pra frente! Tem sol todos os dias!

    • Pequena + diz

      Ricardo Ledust

      Que lindo ❤
      Assim que tem que ser 😉
      Bjus da Pequena +

    • pequeno silva diz

      Nossaaa… que história linda!!! 14 anos e vivendo a vida. Isso que me motiva a seguir vivendo e otimista.

  31. Fe diz

    Olá,tenho 23 anos e descobri agora ,no dia 17 de Outubro ,através do western blot confirmatório, que tenho HIV.Gostaria muito,muito mesmo de conversar com vocês a respeito dessa jornada que se inicia.Estou assustado e tenho muitas dúvidas…Percebo que o clima de amizade aqui é mais que positivo.Quem tiver tempo pra dar uma palavrinha comigo,por favor me adicione no skype:
    fe1fe6
    Serei eternamente grato! Um abraço e força pra todos nós!

    • Cris Gaucha diz

      Oi querido!!

      Sorte sua encontrar logo o blog. Uma recomendação que dou a você a já dei a vários outros que chegaram.

      -Não leia qualquer coisa que encontrar sobre o assunto. Existem coisas que nos deixam muiiiitooo pra baixo, então não leia.

      Outra dica. Você não precisa falar pra ninguém de sua soropositividade. Eu não falei e a maioria daqui também não fala e não falou.

      Add vc no Skype!! Veja la meu convite. Vamos conversar bastante.

      Bjinhos!!

      • september diz

        Oi, vc pode deixar seu skype aqui tb? Tenho 23 anos e descobri a pouco tempo tambem… Nao consigo contar para nenhum amigo ou familiar, e tenho dificuldade para conversar com o psicologo que atende no centro da minha cidade…

        Obrigado!

        • Cris Gaucha diz

          Olá September,

          Sim vou deixar meu Skype para conversarmos.

          anjo8675

          Sei que é dificil captar isso agora, mas fique tranquilo, tudo vai dar certo. (palavra de mãe…rssssss)

          Bjinhossss

          • Hope diz

            Oi Cris Gaúcha, você tem filhos? Tenho dois pré-adolescentes e queria trocar experiências. O meu mais velho, de 12 anos, teve uma aula sobre HIV na escola essa semana… uma mês após o resultado no meu marido. Sou muito tranquila com meus filhos mas dessa vez, quando ele comentou comigo fiquei um pouco nervosa…acho que ele estranhou… Não estava preparada. Enfim… caso alguém tenha alguma experiência, agradeceria dicas!

  32. Jovem de Belém do Pará diz

    Tenho apenas alguns meses como soropositivo, não tive grandes problemas e nem entrei em depressão. Minha infectologista disse: “você é tão novo (17 anos quando descobrir) e acho incrível que não se abateu, pois a maioria entra em depressão assim que tem o resultado”… Mas mal ela sabe que por conta disso não vou poder realizar certos sonhos como doar sangue, doar orgãos, ter filhos com o meu sangue e acima de tudo, ter uma esposa ou um marido sem ter que esconder isso… Tenho dificuldades em assimilar o HIV, mas tudo isso não passa dos meus pensamentos.

  33. CARA a CARA diz

    Eu,…Um rapaz de uma cidadezinha pequena do NORTE que teve poucas historias amorosas com alguns rapazes e alguma garotas.. fase da adolescência entrando na fase adulta e descobrindo as coisas sobre mim.,.eu tinha duvidas, mas procurava sempre ser bem informado, eu tinha ideias mas não “fantasias” de achar um cara pra namorar e e ver ate onde poderia chegar sem iludir-me com nada que acontecesse,
    Na verdade sempre tive um jeito meio rebelde e reservado demais, diferente dos meus colegas,amigos que passávamos horas jogando ouvindo musicas nos fones de ouvido e sentindo aquela alegria momentânea que toda aquela diversão me proporcionava e por alguns instantes eu esquecia completamente que eu tinha problemas em casa, que eu tinha gostos diferentes dos meus amigos de jogo mas que ninguém sabia ou se desconfiava ninguém falava nada nenhuma indireta.. era somente aquela diversão da juventude de muleques que estão curtindo essa boa fase da vida e que relembrando trás um nostalgia muito boa..
    Era eu o rapaz que convivia com garotos da minha faixa de idade mas tinha o gosto não por meninas como muitas das conversas que eu ouvia, eu gostava de rapazes
    eu era incluído em quase toda conversa mas sempre desconversava quando se tratava de namoros,..
    fui crescendo e aprendendo como me esquivar de certas situações…eu cresci e mantinha ideia fixa que se fosse pra “ficar” com algum GAROTO ou mesmo uma GAROTA sempre seria somente o namoro como beijos, cheiros breves abraços toques carinhosos…não eu não tinha aquele FOGO da juventude por sexo..eu sempre tive um jeito duro só que ao mesmo tempo sentimental
    Difícil explicar esse meu jeito muito diferente dos meus primos e colegas mas eu era e talvez continue sendo assim
    Aos 22 anos…vem a contradição de tudo e todo meu jeito diferente de ser, sempre criei barreiras e tinha uma desculpa ensaiada pra na hora do “sexo” dizer que não vai dar, mas nao era por problema estético era por não ter aquele fogo pra isso…eu sempre gostei do NAMORO..talvez eu tentasse suprir a carência de afeto que eu não tive na infância ,talvez seja por ideias que jovens tem de se guardar ao máximo ate chegar o momento que ele julga ser o certo..
    Certo dia vejam vcs como ocorrem as coisas,a ironia do destino de alguém que sempre se preservou.. junto de colegas saindo por noite a fora pra curtir o fim de semana saímos e eu acabei bebendo alem da conta e nessa perca de sentidos fiz sexo e sem camisinha…eu não estava arrependido,..eu nem lembrava mais de todos os meus anos de escape desse mundo que sempre busca dar e ter prazer nas noites de fim de semana,…naqueles dias foram bons e diferentes de todos que eu já tinha vivido e eu curti aquele relacionamento baseado no sexo por alguns poucos dias
    Mas voltei a ser o eu de sempre,..e não ligava em sair ou mesmo ter um namorinho paquera flerte ou do “sexo” …não eu não sou depressivo, não sou um anti-social eu somente sempre fui muito reservado…
    ate certo dia do nada eu conversando com uma colega pelo um chat ela me diz que aquela pessoa que eu fiquei fez um exame e deu positivo pra essa doença
    Fiz o exame e deu positivo tb…
    Sabe!!…. incrivelmente eu NÃO fiquei aflito com medo nem nada do tipo “ah meu mundo acabou” está desmoronando ruindo está despedaçado…
    eu não estava fingindo mentindo pra mim mesmo ou mentindo pra psicologa que ficou preocupada com minha reação calma e serena
    eu disse pra ela: Não é algo que eu possa mudar, ficar lamentando não vai adiantar, vou tentar ficar bem,…e não se preocupe,…não é como se eu estivesse enganando a senhora e depois tentasse me matar,..e um pequeno sorriso sem emoção me veio a face
    Chegando em casa eu procurei saber detalhe por detalhe da doença e tratamento…descobri muita coisa que não tinha interesse em saber antigamente..
    Depois com o passar de um tempo vem algumas duvidas; e seu eu quiser namorar? se eu quiser no futuro ter um filho? e se eu arrumar um cara legal, namorar e ele quiser sexo? devido essa doença devo esquecer a possibilidade de ter um relacionamento amoroso???
    EU CONFESSO QUE AINDA TENHO ESSAS MESMAS DUVIDAS
    e gostaria de conversar com alguém no skype e trocar as experiencias que tiveram pra tirar a maioria dessas duvidas
    Yaoi-itb@outlook.com

    preciso conversar um pouco!!

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s