Remédio pode reduzir a lipodistrofia


Tesamorelin pode ajudar pacientes com HIV a perder gordura

MELBOURNE, Austrália — Pacientes infectados pelo HIV tratados com hormônio liberador de hormônio do crescimento alcançaram reduções modestas na gordura abdominal e no fígado, de acordo com cientistas.

Num estudo preliminar que envolveu 54 pacientes, o tratamento com Tesamorelin (Egrifta), reduziu o tecido adiposo visceral em 34cm², comparado a uma redução de 8cm² alcançada em pacientes que tomaram placebo (P=0.005), de acordo com o Dr. Steven Grinspoon, da Harvard Medical School e Massachusetts General Hospital em Boston, e seus colegas, durante a Conferência Internacional de Aids. Os resultados também foram publicados simultaneamente no Journal of the American Medical Association.

Eles descobriram que a variação média de lipídios para porcentagem de água — um marcador de gordura no fígado — foi reduzida em 2% em pacientes tratados com Tesamorelin, com um aumento de 0,9% entre os pacientes tratados com placebo (P=0.003).

“A habilidade do Tesamorelin de reduzir a gordura no fígado em conjunção com a redução na gordura abdominal pode ser clinicamente importante para pacientes com infecção pelo HIV que apresentam doença hepática gordurosa, juntamente com o aumento da gordura abdominal”, afirmou Grinspoon. “Enquanto alguns pacientes com doença hepática gordurosa não associada ao uso de álcool têm uma evolução benigna, outros podem desenvolver um condição mais séria, envolvendo inflamação hepática, danos celulares e fibrose, os quais podem progredir para cirrose e doença hepática em estágio final ou ao câncer de fígado.”

Tesamorelin é o único medicamento aprovado pelo FDA com o objetivo de reduzir o depósito de gordura abdominal que pode se desenvolver em pacientes que fazem uso da terapia antirretroviral para tratar a infecção pelo HIV. Ele estimula o organismo a produzir hormônio do crescimento, o qual pode reduzir a lipodistrofia.

A lipodistrofia é acumulação anormal de gordura abdominal, que pode surgir em 20 a 30% dos pacientes que fazem uso de medicamentos antirretrovirais. Em torno de 30 a 40% das pessoas que vivem com HIV podem desenvolver doença hepática gordurosa não associada ao uso de álcool, mas não necessariamente em conjunto coma lipodistrofia.

“Embora a hipertrofia abdominal seja menos comum com os novos medicamentos antirretrovirais, existe um grupo significativo de pacientes com acumulação de gordura abdominal que usam antirretrovirais há bastante tempo”, afirmaram os pesquisadores. “Na infecção pelo vírus da imunodeficiência humana, a acumulação de gordura abdominal é associada o acúmulo ectópico de gordura no fígado.”

O principal autor da pesquisa, Dr. Takara Stankey, também da Harvard Medical School, disse que o Tesamorelin age especificamente na redução da gordura abdominal, mas seus efeitos sobre o fígado são desconhecidos. “A população observada foi majoritariamente de homens que viviam com HIV e sob tratamento antirretroviral por um longo período, o que é consistente com mudanças lipodistróficas”, disse Grinspoon.

Os pesquisadores examinaram 76 pessoas, randomizando 54 indivíduos que atendiam aos critérios de inclusão. Deste grupo, 26 foram designados para o grupo de placebo e 28 foram escolhidos aleatoriamente para receber Tesamorelin. Os participantes do estudo receberam injeções subcutâneas diárias durante 6 meses, com Tesamorelin (2mg/dia) ou placebo.

Uma vez que o hormônio de crescimento pode aumentar o nível de açúcar no sangue e reduzir a sensibilidade à insulina, cerca de metade dos indivíduos em cada grupo também foram submetidos a procedimentos para analisar a secreção de insulina e a resistência à insulina.

20 pacientes que receberam placebo e 25 que receberam Tesamorelin fizeram acompanhamento de 3 meses. 20 pacientes que receberam placebo e 23 que receberam Tesamorelin fizeram visitas de acompanhamento aos 6 meses. Os dados disponíveis incluem pacientes que fizeram as visitas de 6 meses.

A avaliação também incluiu a medição ampla de fatores relacionados à infecção pelo HIV, lipídios e metabolismo de glicose, além de análise de gordura abdominal por tomografia computadorizada e de gordura no fígado por espectroscopia de ressonância magnética.

Análises no começo e no fim do período de 6 meses indicaram que não parece haver diferenças estatisticamente significantes nos estudos de insulina a longo prazo, segundo os pesquisadores relataram. Embora o tratamento com Tesamorelin pareça reduzir a sensibilidade à insulina e aumentar os níveis de açúcar no sangue na avaliação feita aos 3 meses, as medições feitas aos 6 meses voltaram aos níveis observados no início do estudo, sugerindo que o impacto do medicamento no metabolismo da glicose foi apenas temporário, segundo Stanley.

“Os efeitos colaterais sobre a glicose pelo uso do Tesamorelin a longo prazo são neutros mas importantes, uma vez que os pacientes que vivem com HIV e acúmulo de gordura abdominal podem ter resistência subjacente à insulina; é importante saber que esta não vai ser agravada por este tratamento”, explicou Grinspoon. “Uma vez que sabemos que a gordura no fígado é associada à inflamação no fígado, reduzi-la pode resultar em menos inflamação.” Ele relatou que os testes de enzimas hepáticas e de marcadores de inflamação do fígado foram menores entre os pacientes tratados com Tesamorelin.

Os autores observaram que a ampla utilização de Tesamorelin em pacientes infectados pelo HIV e com lipodistrofia pode ser limitada, uma vez que a droga é cara, com algumas estimativas de preço chegando a US$ 3.000,00 por mês.

Eles lembraram que o grupo não foi escolhido especificamente por apresentar aumento de gordura no fígado, e que, devido a mudança absoluta de lipídios em água ter sido modesta, tem pouca importância clínica e seus dados não são conhecidos. Além disso, biópsias de fígado — o método ideal para avaliar características de doença hepática gordurosa não alcoólica e doença hepática avançada — não foi realizada. Os pesquisadores também não coletaram dados após a descontinuação do Tesamorelin.

“Estudos anteriores demonstraram que a gordura visceral pode voltar a se acumular após a descontinuação da Tesamorelin e estudos futuros serão necessários para determinar se reduções na gordura hepática com Tesamorelin são mantidos após a descontinuação do tratamento”, escreveram eles.


Anúncios

53
Deixe um comentário

avatar
21 Comment threads
32 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
30 Comment authors
jcD_PrJoelCláudio S. SouzaNeuri Recent comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Inscrever-se  
Receber notificação
Camillo
Visitante
Camillo

Valeu JS! A lipodistrofia assusta… e saber que tem um remédio em testes é muito bom.

Ga
Visitante
Ga

Um medicamento para mitigar o efeito colateral de outros…Bom, uma pena que não é tão milagroso assim, efeito brando e resultados inferiores ao que eu esperava…

Burro
Visitante
Alexandre
Visitante
Alexandre

Não é a toa que é burro!!! KKkkkkk

tatau2014
Visitante
tatau2014

Isso só será bom se, UM DIAAAAA o HIV puder ser controlado, quer seja pq a humanidade encontrou o controle ou a humanidade evoluiu biologicamente e conseguiu incorporar o genoma do hiv para alguma coisa util (um exemplo: todos os animais placentarios tem um ancestral em comum que para sobreviver ao virus, em milenios de sofrimento e depuração, conseguiu incorporar seu genoma e como consequencia disso ele passou a gerar filhotes envoltos na placenta), de forma que se possa controlar a EM, uma ramo abandonado da medicina (ja tem remedio pro ebola ai gente!). Por enquanto, é como um cisto… Ler mais »

Digo
Visitante
Digo

Inflamação do fígado… Uso ARVs há quatro anos e já tenho problemas de inflamação do fígado. Monitorado por exames clínicos e ultrassom. Não há ainda nada grave, mas é preciso acompanhar de perto.

tatau2014
Visitante
tatau2014

Qualquer coisa no figado é sempre, pelo menos, minimamente ruim. Para os rins ha dialise e para o figado, que tem 8 funçoes diferentes dentro do organismo, nao ha nada, senao a capacidade milagrosa dele de se autoregenerar. Capacidade que se perde com o consumo de álcool

Alexandre
Visitante
Alexandre

Vc bebe?

Digo
Visitante
Digo

Às vezes e sempre em pouca quantidade (duas ou três tulipas de chope ou uma taça de vinho). O farmacêutico do hospital onde retiro os ARVs disse pra não beber.

tatau2014
Visitante
tatau2014

E o ideal é que nao beba.
Meu consumo de álcool é o seguinte

Metade de uma lata de malzebier a cada seis meses e, nas festas, duas ou tres taças de espumante. Sou soropositivo ha 18 anos, minha carga viral é inferior a vinte e meu CD4 esta em 1280. Esta tranquilidade vale mais que qq balada no choppão

José
Visitante
José

Tatau,

legal teu cd4, deixa te perguntar algo.

Nesse tempo todo de infecção, você há muito tempo toma os medicamentos.

Você acredita que agente tem que se preocupar muito com os efeitos colaterais desses novos medicamentos disponibilizados.

tatau2014
Visitante
tatau2014

Na verdade vc fez um comentário, digno de nota,e dus perguntas, uma dels dura de ser respondida, a outra, dificil de responder. O CD4 é resultado de uma filosofia de vida que eu adotei logo depois de se passarem os seis meses que me deram de vida. Eu pensei e conversei com o virus. Vc esta aqui e eu tb. Vc e eu temos o mesmo proposito: viver. entao faça o favor de ocupar seu espaço sem fazer muita desordem, para garantir isso eu vou fazer o tratamento que vc e eu sabemos qua nao matara nem a vc e… Ler mais »

Vida
Visitante

Tatau, que emocionante…chorei com suas palavras.. Onde você estava escondido esse tempo todo?? Você é sensacional!! maravilhoso!! espetacular e um grande exemplo a ser seguido.
Me apaixonei por vc! (com todo respeito tá?..sua esposa que não nos leia e nem o meu Mineiro regerado…eles podem ficar enciumados)..rsrsrsrs

Por falar em mineiro, me deu uma vontade de comer pãozin di queijo…lá de Belzonte..rs

Beijão querido..AMEI TE LER!!

tatau2014
Visitante
tatau2014

Ainda nao me refiz da catarse, por isso nao continuei com o resto. Sou sou figurinha facil por ai, ms vc me encontra em soropositivo.org. No mais, raramente me manifesto em blogs sem, antes, ter certeza daq seriedade do mesmo ou da absoluta necessidade de intervir. Eu tenho um blog chamado soropositio cinquentao, mas ele est meio as moscas pq estou com pinos e parafusos na mao direita e isso faz ocm que digitar seja algo dificil, veja quantos erros de digitacao no texto que escrvi, e doloroso. Ciumes? bobagem. A vida é muito curta para estas crizes e é… Ler mais »

jc
Visitante
jc

valeu colega estas palavras de encorajamento…

Luc
Visitante
Luc

boa noticia.

Hugo M
Visitante

Olá JS, já acompanho seu site há algum tempo… Me inspirei na sua ideia quando descobri que meu namorado é soropositivo e resolvi “botar pra fora’ algumas coisas e criei um blog também. Vou deixar o link aqui para que você e seus leitores possam acessar também http://casalsorodiscordante.blogspot.com.br/

Gosto muito dos seus textos e aprecio todas as notícias que você posta aqui. Quero agradecer pela atenção que você dá a todos nós. É muito bacana da sua parte e aqui é quase uma terapia para mim. Continue assim! Abraços.

Gabriel
Visitante
Gabriel

Então Digo, falando de fígado, recebi hoje meus exames e percebi uma leve alteração no TGP, limite é de até 41u/l e estou com 49u/l. TGO está normalíssimo.

Reforçar o suquinho de limão, chá de bolso etc. Tomara que não seja um indicador de um problema mais sério. Só tenho 1 ano e 3 meses de medicação.

Marcos
Visitante
Marcos

Olá Gabriel… estive lendo um pouco mais sobre TGO e TGP. Além dos médicos que me acompanham na DIP também tenho um cardiologista especialista em HIV… e essa semana estive nele. No momento meus exames deram TGO 23,3 e TGP 24,4. Lendo mais sobre o assunto que muito nos interessa, tomo ARV a 2 anos e descobri que doenças hepáticas sempre o TGP será maior que o TGO, porém ainda estou na normalidade. Espero continuar. Faço caminhadas diárias de 40 minutos. Achei essas dicas interessantes e copiei aqui para você(s) sobre esse assunto: 1 – Se a retirada do sangue… Ler mais »

Gutan
Visitante
Gutan

Esteatose Hepática (gordura no fígado) não está ligada ao consumo de bebida alcólica. O uso de ARV pode ser uma causa. No grau 1 ainda não há grandes problemas, mas tem que ser muito bem acompanhado. https://www.facebook.com/Dra.Andresa/posts/465887063425640

Secret
Visitante
Secret

Bom dia, Gutan!

Seu médico passou alguma recomendação? Exercícios, dieta, medicação?

abraços!

Gutan
Visitante
Gutan

Secret,
Estou com o exame, que detectou esteatose grau 1, que ainda não foram analisados pelo médico. Faço uso de Tarv há apenas 5 meses.

tatau2014
Visitante
tatau2014

Pois bem! BEBAMOS.

Leonardo Domingues
Visitante

Uma dúvida… A lipodistrofia é causa pelo HIV ou pelo ARV?

Mr. R.
Visitante
Mr. R.

Descobri que sou HIV+ a mais ou menos uns 3/4 meses foi um choque pra mim, os sintomas quando apareceram veio com sífilis fiz alguns exames e o do Hiv junto deu negativo ai fiz um outro tbm, ja deu positivo, estava fazendo tratamento achando que era outra coisa na epoca. Aí quando descobri mesmo fiquei muito mal achando que minha vida acabara alí mesmo, demorei 20 dias pra ir no SAE e tentar encarar de frente, na época tbm me deu remartite ceborréia que horrivel ainda bem que não foi muito, fiz tratamento pra controlar. Agora estou esperando meus… Ler mais »

Ga
Visitante
Ga

Dermatite seborreica, vulgo caspa, não é um fator patognomônico do HIV, até soronegativos têm caspa, o que é normal.

tatau2014
Visitante
tatau2014

e, entretanto, situações de stress provocam dermatite seborréica, sim, em soropositivos, nao so no couro cabeludo mas, também, nas sombrancelhas, narinas e em qq parte do corpo, havendo la pelos ou nao

Marcos
Visitante
Marcos

Força Mr. R. vai dar tudo certo você vai ver.

José
Visitante
José

Jovem,

você poderia me dizer o que o Dr. Esper achou do estudo da vacina de Marsellha.

http://soropositivo.org/hiv-hospital-de-marselha-recebe-48-voluntarios-para-testar-primeira-vacina-contra-aids.html

Parece muito promissor.

Qual o site que vocês tinham que postavam notícias sobre hiv.

Agradecimentos,

José.

Matteus78
Visitante
Matteus78

Os resultados sao bastantes promissores, veja ai.
http://medianet.com.au/releases/release-details?id=806573

Kéka
Visitante
Kéka

Olá JP,
Esse é um assunto q me deixa muito preocupada! Lipodistrofia, nossa, como eu tenho medo dessa palavra.. Levo minha vida muito bem, nem lembro q tenho hiv, ja estou tao acostumada aos medicamentos, q penso q faz parte da vida.. Mas raramente quando leio essa palavra, lipodistrofia, parece que vejo um fantasma horrivel, que um dia irá me aterrorizar.. É um assunto q me assusta bastante.
Acompanho seu blog ha bastante tempo, fico feliz em ler matérias e comentários.. dou bastantes risadas com outros comentarios.. Enfim, resolvi começar a me envolver.. Parabéns pelo trabalho!
Bjoo

Kéka
Visitante
Kéka

Corrigindo.. JS! rs

tatau2014
Visitante
tatau2014

Keka. Nao tema a liodistrofia. O medo é o sentimento mais destruidor que eu conheço, porque ele tem o dom de realizar. 20 anos atra quando eu me descobri soropositivo eu tive medo de me tornar aquilo que figuradamente nos gostamos de chamar de uma batata com 4 palitos. E foi exatamene isso que eu me tornei, chegando a monstruosos 150 quilos que eu so pude resolver tres anos atrás com uma cirurgia de grande risco, uma gastroplastia em cujo pós operatorio eu ainda quase fui para a vala por conta de uma sgunda embolia pulmonar. Nao tema. Combata.

Kéka
Visitante
Kéka

Sabias palavras! Obrigada!

Tay
Visitante
Tay

Gente esse negocio de lipodistrofia também me deixa assombrada, porém me causa indagações também pq conheço pessoas q vivem com hiv e usam ARV há 20 anos e não tem nenhum sinal de lipodistrofia… enfim é algo q me assusta muito isso.

tatau2014
Visitante
tatau2014

Conhe’
co uma moça que teve toxoplosmose e, como sequela, vive, sem poder se mexer, em posição fetal. Quando penso nas dores que ela sente pela imobilidade e a terriível dependencia para tomar banho, ser alimentada ou tomar um compo com água, aí sim, eu sinto medo… Aperte os cintos, o piloto está bebado

Bruno P.
Visitante
Bruno P.

Descobri que sou soropositivo há cinco meses, estou no quarto de tratamento ARV’S. Tenho vinte e uma anos, desde os 16 usei vários tipos de drogas, desda nicotina à anfetaminas, cocaína, maconha, ketamina, GHB… Só não passei pela heroína e crack. Melhor assim. Há quatro meses me abstive de todas as substâncias, larguei o cigarro e bebo muito esporadicamente, na verdade bebi duas vezes e vinho, que julgo ser menos prejudicial. Bom, o que tenho é agradecer pelo blog, JS, que se faz tão prestativo e de tão boa informação para nós, você é ótimo, obrigado! E ao desabafo me… Ler mais »

Elton
Visitante
Elton

JS, vc saberia dizer se este remédio está disponível no SUS? ou ainda está em testes?

carlos
Visitante
carlos

Olá boa tarde!!
Tenho 37 anos e descobri a 5 dias com um exame de rotina que contrai o vírus e irei retornar ao consultório para novos exames para confirmação.
A 5 anos atrás namorei um soropositivo por 3 anos, todo cuidado foi tomado e vivíamos super bem. O relacionamento não deu certo e por fim.terminamos.Hoje

carlos
Visitante
carlos

Continuando … Por um discutido contraí o vírus hj, recebi a notícia sem desespero algum, não sei se a ficha ainda não caiu ou por ter vivido com um soropositivo isso me deixou mais preparado pra encarar. Ninguém ainda sabe, só irei contar a principio ao meu irmão, pq preciso desabafar. A lipodistrofia me preocupa, malho a 17 anos e sou vaido só demais.

Carlos
Visitante
Carlos

Caro jovem soropositivo.
A lipodistrofia acontece com a medicação 3 em 1?

Ali Enígena
Visitante
Ali Enígena

“As alterações mais graves podem ser corrigidas por cirurgias plásticas reparadoras. Elas são gratuitas e estão disponíveis em várias unidades da rede pública de saúde de todo o país”

ALGUÉM AQUI JÁ FEZ OU VAI FAZER CIRURGIA PLASTICA REPARADORA?
DEU OU ESTÁ DANDO CERTO…
É SUS, NÉ?!

Joel
Visitante

Eu também tenho hiv + neurotoxsoplasmose lipodistrofia tomo tomo abacavir. Lamivudina. Efavirenz. Estou com hiv já 2 anos.contraí em 2015.sou magro.já cheguei pesar 80k.faço remo em casa.e também estepe. Aparelho com degrau. Fortalece minhas pernas.tenho medo da lipodistrofia
..o que fazer a mais me ajudem.obrigado pelo site

D_Pr
Visitante
D_Pr

Você desenvolveu ou não a lipodistrofia? Uma hora entendi que você tinha, noutra que tem medo!