Diário
Comentários 93

Tudo o que você queria saber sobre sexo oral mas não tinha coragem de perguntar

Utilidade pública. Este não é um post sobre mim, é sobre você. Sim, você mesmo(a), que tanto me pergunta se sexo oral deve ou pode ser feito com ou sem preservativo, receptiva ou ativamente, em um(a) soropositivo(a). Para começar, vou traduzir o texto que a Dra. Debby Herbenick escreveu para um popular site norte-americano. Ela é médica, autora de cinco livros sobre amor e sexo e parece ser uma especialista no assunto.

jornal1

DSTs podem ser transmitidas por sexo oral?

Dra. Debby Herbenick

Sim. Quase tudo o que se pode transmitir através de penetração também pode ser transmitido por sexo oral. Herpes? Sim. Clamídia e gonorreia? Sim. (Ambas são infecções causadas por bactérias e podem ser tratadas com antibióticos, mas há cada vez mais casos de gonorreia resistente à antibióticos, e você não quer uma infecção como estas.) O HIV também pode ser transmitido por sexo oral. No entanto, esta é uma forma de baixo risco de transmissão de HIV (a transmissão é muito mais fácil e comum através de sexo anal e vaginal). Sífilis também pode ser transmitida por sexo oral. O HPV está relacionado com alguns cânceres no cérebro e no pescoço, e sua transmissão por via oral é um tema de crescente discussão científica, sobre o qual aguardamos mais estudos e pesquisas.

Dito isso, nem todos usam camisinha ou preservativo para sexo oral durante o sexo oral. Se a transmissão de DST por sexo oral preocupa você, considere o uso de camisinha e preservativos apropriados ou, pelo menos, faça o deste de DSTs a cada novo(a) parceiro(a) ou a cada rompimento de relacionamento, para que você possa entrar numa próxima relação ciente do seu status sorológico para as diversas doenças.

O mesmo se aplica ao anilingus. Se seu parceiro ou sua parceira tem alguma doença sexualmente transmissível (DST), como gonorreia, clamídia, herpes ou HIV, você pode contrair esta DST depois de fazer anilingus (que é o estímulo oral da região anal) nele ou nela. Se a pessoa que faz o anilingus tiver herpes (herpes oral) então ele ou ela pode transmiti-lo para aquele(a) cujo ânus está sendo estimulado. Hepatite A e B também pode ser transmitida por anilingus. Felizmente, qualquer um pode fazer exames de DST e de hepatites. Qualquer um também pode ser vacinado contra hepatites — algo a se conversar com seu médico, se você planeja visitar o ânus de alguém num futuro próximo.

Por fim, há outras coisas além de DSTs — como parasitas — que podem transmitidas pelo anilingus. Ainda assim, em grande parte, o anilingus é bastante seguro não costuma apresentar incidentes, além de ser fonte de divertimento e prazer.

Como tornar o anilingus ainda mais seguro? Preservativos para sexo oral ou camisinhas cortadas ao meio, longitudinalmente, podem servir de barreira entre a boca e o ânus. Acrescente lubrificante à base de água na parte do preservativo ou da camisinha que estiver em contato com o ânus, para deixar tudo mais escorregadio e prazeroso.

A Dra. Debby Herbenick é autora de Sex Made Easy e Great In Bed, é co-diretora do Center for Sexual Health Promotion in the School of Public Health-Bloomington da Indiana University (IU) onde trabalha como pesquisadora. Ela também é educadora sexual na The Kinsey Institute for Research in Sex, Gender and Reproduction, onde escreve e grava um podcast da coluna Kinsey Confidential e coordena o programa educacional. Ela é PhD em Comportamento de Saúde, coordenando um mestrado em Educação em Saúde Pública na IU e um bacharelado em psicologia na University of Maryland, College Park. Além disso, é educadora sexual certificada pela American Association of Sex Educators, Counselors and Therapists.

jornal2

Se você prefere a opinião de especialistas brasileiros, já adianto que a recomendação é quase sempre a mesma: use camisinha mesmo no sexo oral. Já no que diz respeito aos riscos, a resposta é geralmente evasiva. Meu primeiro infectologista, o Dr. O., recomendou o uso de camisinha no sexo oral, porque, segundo ele, haveria “comprovados casos de transmissão de HIV entre lésbicas”. Na hora, acabei não levantando a questão sobre o uso de vibradores e acessórios.

O Dr. E., meu atual infectologista, é menos veemente. Segundo ele, o risco de transmissão por sexo oral é teoricamente possível e, como médico, ele deve sempre sugerir o uso de proteção. No entanto, também disse que não há caso comprovado na literatura médica de transmissão de HIV por sexo oral. O que há, segundo ele, são diversos pacientes que afirmam ser esta a única possível origem de suas infecções. No entanto, em geral, quando estes casos são analisados mais a fundo encontram-se outras formas mais prováveis de rota de infecção, como o mau uso ou o rompimento da camisinha durante o sexo anal.

Para avaliar se o preservativo foi rompido ou não, recorro à sugestão de minha mãe. Quando eu ainda era um adolescente e ganhava de meus pais minha primeira camisinha — sim, aquela mesma que eu deveria sempre ter usado — ouvi dela um eficiente conselho:

Depois de ejacular, vá ao banheiro e retire a camisinha com cuidado. Em seguida, na pia, encha-a de água, enrole a base e aperte-a, como um balão. Se vazar ou espirrar água por algum ponto, você já sabe se houve alguma fissura na borracha ou não.

Dr. Jairo Bouer faz menos rodeios. Em seu blog, ele já respondeu à várias perguntas sobre esse tema. E em todas as respostas ele sempre recomenda o uso de camisinha. Por outro lado, ele também ressalva que o risco de um homem que recebe o sexo oral contrair HIV ou outra DST de quem nele pratica o sexo oral é muito baixo. Já o contrário, segundo ele, não é verdadeiro: uma pessoa, homem ou mulher, que fizer sexo oral em outra mulher deve sempre usar proteção ao fazê-lo, pois o risco ali seria um pouco maior. Assim como a Dra. Debby, o Dr. Jairo também sugere que a camisinha seja cortada longitudinalmente quando for usada para sexo oral em mulheres. E, em qualquer caso de sexo oral, ele recomenda camisinhas com sabor ou, pelos menos, sem espermicida — uma vez que este pode trazer um gosto ruim a este momento prazeroso.

Há algum tempo, eu pesquisei e postei aqui alguns dados sobre os riscos de transmissão. Claro, estas são meras estimativas e constantemente debatidas, questionadas e recalculadas pelos médicos. Na época, o que eu encontrei foi nada além de uma única matéria, publicada em fevereiro de 2001, pelo site About:

Sexo anal receptivo (passivo)

0,8% a 3,23%

+

Sexo anal insertivo (ativo)

0,08% a 0,32%

Sexo vaginal receptivo (homem para mulher)

0,1% a 0,0001%

Sexo vaginal insertivo (mulher para homem)

0,00001% ou menor

Sexo oral

Menor que as anteriores

Se considerarmos que, depois disso, a Suíça divulgou um estudo que diz que um soropositivo em tratamento não oferece riscos de transmissão, e que o tratamento antirretroviral oferece redução de 96% no risco de transmissão, então, podemos concluir que os riscos apresentados na tabela acima podem ser consideravelmente menores em se tratando de um(a) soropositivo(a) em tratamento.

No meu caso, a srta. J. e eu, mesmo depois do meu diagnóstico, continuamos fazendo sexo oral um no outro sem proteção. Assim como eu, ela estava plenamente ciente dos riscos, tendo participado das duas consultas, com o Dr. O. e com o Dr. E., quando eles emitiram as opiniões que eu cito acima. E ela continua soronegativa. Não usar proteção no sexo oral é um entendimento meu e da srta. J., pessoal, e não se trata de nenhuma recomendação, sugestão e muito menos de um modelo de referência. Vale ressaltar que, como descendente direta de europeus nórdicos, é possível que ela faça parte de 1% da população européia que naturalmente apresenta a mutação inibidora do CCR5, citada pelo Dr. Esper Kallás nesta matéria aqui.

Não há, portanto, conclusão final. Talvez seja legal sugerir que os riscos, as pesquisas e as possibilidades de uso ou desuso do preservativo no sexo oral sejam conhecidos pelos parceiros sexuais. Assim, qualquer decisão pode ser de maneira consciente, antes de abrir a boca… para emitir qualquer opinião, claro!

Anúncios

93 comentários

  1. Marcus diz

    Muito importante JS. Obrigado.
    Agora, quem vai curtir o carnaval põe o dedo aqui! rsss

  2. romulo diz

    ah sinto mt… mas sexo oral com camisinha não rola… Tenho quase q ninguem nesse mundo usa, se propor isso numa relação ate constrangedor ah sei la eu não uso

  3. Adilson diz

    Vamos falar a verdade: 99% das pessoas (homens e mulheres de qualquer orientacao sexual) nao usam camisinha no sexo oral e a maior parte da humanidade faz sexo oral . E se realmente o risco fosse sério, a quantidade de soropositivos seria muito maior do que é.Pelo menos um terço da população sexualmente ativa do planeta estaria infectada.Voce pode evitar de engolir esperma ou chupar uma mulher menstruada ( ,não torçam o nariz,há quem goste), mas chupar bala com papel reamente não é necessário.É paranóia demais!

  4. Adilson diz

    Desculpe a indiscrição, mas voce pegou HIV com homem ou com mulher?

    • GLEYDSON WELBERT diz

      sou gay, sou advogado mas acima de qualquer coisa ou opinião soube ser humano, sinto muito do fundo do meu coração aos soropositivos.
      então eu descobri que sou soropositivo ontem não sei oque dizer sobre o assunto, estou ainda digerindo essa informação, pois fui uma pessoa muito leiga sobre o assunto, estou com um misto de :medo, desespero, culpa e vergonha por não ter procurando pensar no assunto antes, não culpo Deus ou quem me transmitiu o HIV , pois não fiz a escolha em ser soropositivo, mas sim fui imprudente e não pensei na minha segurança, agora é recomeçar e reaprender como proceder para meus cuidados e de possíveis futuros parceiros, tive um relacionamento até hj sexual e tive a infelicidade de contrair, venho expor minha situação e condição para alertar que a autoconfiança pode ser um caminho q mude toda sua vida….
      grato!!!!

      • Gabriele Vargas diz

        Olá Gleydson,

        Sinto muito pelo seu laudo positivo. Me desculpe a indiscrição, mas você contraiu o vírus por meio de sexo oral, ou você costumava a ter relações desprotegido?

      • AC diz

        Olá, Gleydson! Eu acho que esse momento é o mais complicado em quando vc descobre a sorologia. Faz 3 meses que eu descobri a minha… fiquei muito mal, me distanciei de muitos, comecei meu tratamento, sofri, prometi q nunca mais ficaria ou iria querer conhecer alguém rss… estou no 3o mês de tratamento e já tenho outra mentalidade… o mundo não terminou… faça o tratamento certinho, use camisinha nas relações e viva sua vida normalmente…
        É o q tenho feito =/

        Um abraço
        AC

  5. JCS diz

    Caros,

    Eu já abordei esse controverso assunto em outro tópico, mas sinto que devo repetí-lo.

    Primeiro fica uma recomendação: Não pratique sexo oral em pessoa cuja sorologia você desconheça.

    Acho muito temerária a afirmação de que sexo oral não trasmite HIV, porque pode transmitir. Que o risco é menor eu até posso concordar, mas será que vale a pena correr risco mesmo que mínimo?

    Muitos fatores influenciam. Se o soropositivo for carga viral zerada e o parceiro tiver bons parâmetros imunológicos é um cenário aparentemente seguro. Mas e se o HIV + tiver a carga viral na estratosfera e o parceiro apresentar algum deficit imunológico no momento do ato? Será o risco o mesmo?

    E no que tange ao HIV, esse negócio de não há relato disso, não há relato daquilo, ao meu ver, não assegura nem a ocorrência muito menos a não ocorrência de qualquer fenômeno.

    Existem os chamados riscos superpostos. Boa parte das pessoas não descobre a soropositividade imediatamente após contrair o HIV. Muitos levam anos. E nesse ínterim, pode se submeter a outras situações de risco, de modo a não se poder determinar com certeza quando e como se deu a infecção.

    Muitos soronegativos têm uma ideia errada a respeito do HIV. Conheço pessoas que transam indiscriminadamente sem temer minimamente as possíveis consequencias. Isso é muita estupidez e falta de respeito consigo mesmo.

    Se você quer uma maior liberdade sexual, seja monogâmico. Do contrário, previna-se de TODAS AS FORMAS POSSÍVEIS

    Aos soronegativos: não queiram ter HIV. Não é nada simples, nem nada fácil. E é possível evitar. Então evitem.

    Forte abraço!

        • Hilux diz

          eu fato de eu ter dado minha opinião não significa que eu queira saber a sua.

          • Vida diz

            Hilux, você é muito suscetível hein? já que não quer “ouvir” opiniões, talvez você nem deva expor as suas aqui.

    • Vida diz

      JCS

      Nossa que texto hein? parece até um advogado redigindo uma petição..ou um juiz sentenciando..rs. Adorei todo o contexto!
      Você também é soropositivo?

      • Luiz diz

        acho que esse Hilux tem tudo para ser o sentenciado nesse seu comentário ou o cliente (interdito) de um advogado de família

    • Vida diz

      JCS

      Nossa que texto hein? parece até um advogado redigindo uma petição..ou um juiz sentenciando..rs. Adorei todo o contexto!
      Você também é soropositivo?

      • JCS diz

        Vida,

        Embora, na minha opinião, eu nunca tenha sido promíscuo, sempre fui neurado com a possibilidade de contrair DSTs. Justo no dia em que resolvi desencanar um pouco, peguei o bilhetinho.

        Não estou afim de detalhar nada, mas posso assegurar que me infectei comprovadamente em uma situação que a literatura classifica como risco teórico. Ah, mas é 0,000000001%…. Bem, pra mim foi 100%.

        Fica o conselho. Acate-o quem quiser.

        Abraços.

        • é….como foi?
          Em anonimato, dizer que estava em uma situação de risco teórico de 0,000000001% e ainda não querer dizer como , é esquisito.

          Pois os textos aqui geram debates positivos e opiiões.

          Eu por exemplo ja vi uma pessoa aqui dizer que pegou por agulha em hospital, sendo ele da area medica. Então , existindo 1 caso único documentado no Brasil , ou é ele ou ele não está falando a verdade.

          E outra, em SP, nos ultimos 11 anos não existem casos de transmissão aqui . Interessantes fatos que não mudam nada, pois nunca saberemos se os proprios portadores são ou não sinceros na ajuda em opiniões aqui.

          • Joaquim diz

            Ninguém tem que expor a sua vida, a menos que tenha essa vontade por isso é normalíssimo que o JCS queira revelar somente o que ache relevante.

  6. Laís diz

    Jovem, a eficácia do Truvada não é menor do que 96%?
    Entendi que a chance de um soropositivo em tratamento não passar o vírus para o parceiro seja de 96%, mas esse número é menor em caso de uso do Truvada (algo em torno de 44%).

  7. Laís diz

    Só um adendo: Eu sou mulher e sou (por falta de uma melhor palavra, não que eu concorde com essa) promíscua, mas não sou prostituta. Essa era uma dúvida que eu tinha e depois de vários exames feitos (foi assim que vim parar aqui), decidi que não faria mais sexo oral de jeito nenhum. E digo que é uma dificuldade fazer os homens entenderem que sexo oral pode ser perigoso. Quando falo que não vou fazer ou que só faço com camisinha, eles acham estranho. Acredito que as campanhas publicitárias em torno do assunto sejam muito rasas e só acaba tendo esse tipo de informação quem pesquisa mesmo. Ademais, pretendo parar com esse estilo de vida, mas é só um comentário pessoal. u_u

  8. anderson diz

    Jovem, posso mudar de assunto? Qual é o limite de horário pwra se tomar o efavirenz? Pergunto isso porque nesse carnaval, levei o tenofovir e a lamivudina no bolso. Tomei os dois no horario certo (22:00). No entanto, cheguei tarde em casa, pela manhã e só tomei quando fui dormir (5:00 hs). Minha medica me disse que eu posso tomar o efavirenz só qd eu for dormir. Mas existe um limite? Abraços.

    • O Dr. E. já me disse que posso tomar antes de dormir, exceto quando for dormir bem tarde.
      Nesse caso, acabo tomando o coquetel todo junto, na hora certa.

  9. Thiago diz

    Pena, mas eu penso como muitos sexo oral com camisinha, é mais facil pegar um saquinho plástico e por na boca do q isso… é horrivel, e nao importa se ha sabor de camisinha e tals, é horrivel da mesma forma…. pra quem poem a boca ali…

    • Bee diz

      Pra quem faz o sexo oral acho que não faz diferença, mas pra quem recebe que deve ser ruim. Normalmente os homens são menos preocupados com essas coisas. Muitas vezes a mulher tem que insistir no uso do preservativo. A questão é que quem recebe o oral não gosta que tenha uma camisinha “atrapalhando”. E pede para não usa-la.

  10. Luiz Gaúcho diz

    JS, ou quem souber, me tire uma dúvida. E se o homem por soropositivo e a mulher não, quando ele for fazer sexo oral nela, há muito risco de transmissão?

    • And... diz

      Olá Luiz!

      Mesmo sendo tardio… a minha opinião é que tu tens que sempre pensar na possibilidade de outras DST’s, que podem ser adquiridas com o sexo oral, como o HPV, por exemplo.
      Dentre os HPV de alto risco oncogênico, os tipos 16 e 18, também podem aparecer na boca e na garganta em ambos os sexos.
      Ainda, muitas vezes, estamos imunodeprimidos, com maiores chances de termos candidíase…então, creio, não valer o risco, sem proteção…é claro.

  11. Flor diz

    Sou lesbica e minha namorada tem hiv, fizemos sexo oral 1 vez antes de eu saber q ela era soro positivo, ela faz uso de coquitel, corro risco de estar com o virus?

  12. … é um sintoma da primavera o aparecimento de novas “Flores”.

    Flor, eu acho que sua pergunta pode ser solucionada lendo o post acima.

  13. Igor diz

    Tive sintomas que, na minha concepção são específicos da fase aguda do hiv. Fiz o exame, vou pegar o resultado, mas já perdi a esperança de dar negativo. Enfim, me vi “morto”, mas depois passei a pesquisar, me informar e percebi que ainda posso viver mais! parei para imaginar a forma de contágio (só tive um parceiro, primeiro e único) usei camisinha , mas ñ no sexo oral… então, acredito que me infectei nesse ato. Digo para quem faz sexo oral, utilizar camisinha para ñ passar por transtornos futuros. É incômodo ? incôcodo de verdade é ter o vírus da Aids. (y)

    • Fabio diz

      Cara, por fim, você pegou ou não o vírus? Queria muito saber o resultado!!

  14. brunotsk diz

    Querido,

    Parabéns pelo seu texto, realmente elucidativo!!!

    Fiquei somente com um duvida. Em um de seus comentários vc diz que contraiu o vírus por meio de uma situação tida como de risco teórico. Então quer dizer que vc adquiriu a doença por meio do sexo oral?

    Abs!!!

  15. (Sem nome) diz

    Eu sou soropostivo.
    Gostei bastante de tudo na vdd.
    Na vdd vou contar um pouco sobre mim.
    Eu nasci soropostivo já,eu fiz o tratamento certinho até os 10 anos sem saber,minha mãe escondia de mim…E quando descobri levei um choque foi dificil no começo,mas conheci uma pessoa há 5 meses q me levantou me disse com essas palavras”Se vc nasceu assim é porque tem um propósito,um significado e eu como te amo aceito assim do jeito q vc é e pra mim vc é uma pessoa normal”
    Eu tenho 14anos e ela tem 13anos e o nosso relacionamento tem 5meses já e o clima está ficando mais quente.
    Os pais dela ñ deixam namorar só daqui exatamente 2anos e meio,mas eu espero,porque sei q ela realmente me ama msm com pouca idadee eu amo msm antes dela me aceitar assim.
    Eu vim a esse site pelo simples link “jovemsoropositivo…” q me chamou atenção.
    Eu não quero q ela tenha nem 0,0000000001% q de contrair,eu passo todas as noites pelo menos procurando um jeito de ser mais livre,para me sentir mais tranquilo.
    Obrigado pelas i

  16. estou emocionada com sua revelação, eu sou soropositiva e descobri na gravidez,em junho de 2013,ate entao meu esposo me tratou com carinho e tal,mas depois que ele fez o exame e constatou que ele nao era…eu passei a sofrer pois ele mau chega perto de mim.entao se esta menina te trata com todo este carinho ti dou os parabens jovenzinho pois ela gosta de vc de verdade.um abraço de alguem que esta aprendendo a viver com o hiv.

    • Loirinha feliz diz

      Eu tb querida descobrí que sou soro positiva em Abril de 2013, e estou ainda abalada com a notícia, mais estou aprendendo a conviver com isso, pois sei se tomarmos os remédios direitinho podemos viver naturalmente sem problemas, apenas nos preservando caso tenhamos uma vida sexual ativa. Eu infelismente me envolví com uma pessoa que confiei e esta pessoa era soropositivo e não me falou e acabei me contaminando, tenho 48 anos divorciada a 17 anos, 3 filhos adultos, uma família linda, feliz por ter conquistado um dos meus sonhos que foi minha casa própria e hoje me tratando sem vacilar. Mas no caso de seu marido é pura ignorancia da parte dele, pois se ele te ama de verdade não era pra lhe tratar assim, pois podem viver uma vida normal tendo que se prevenir, fique com DEUS e sorte pra vc e não deixe de tomar seus remédios viu, pois é muito importante.
      .

    • hunter diz

      So um pergunta para eu enterder? Vc disse estar gravida obviamente do seu marido e descobriu ser positiva certo? E que ele fez o exame e deu negativo, porem ele te engravidou e pelo que entendo vc ja tinha o virus, e ele nao pegou ou se contamunou ao ter relaçoes com vc a ponto de te engravidar ?

      • Hunter, existem muitos casos de casais sorodiscordantes nos quais ficam até anos mantendo relações sem camisinha e o negativo acaba não se infectando.

        • SAMANTA diz

          ESTUDIOSODEMAIS, ISSO É PURA VERDADE EU MESMA SOU PROVA DISSO SOU CASADA HA 10 E JA NAMORAVA MEU MARIDO HA 8 AZ MAIS OU MENOS 18 QUE ESTAMOS JUNTOS E ELE NAO TEM NADA EU TENHO UM FILHO DE 3 ANOS E DESCOBRI Q ERA PORTADORA NA GRAVIDEZ E MEU MARIDO NAO CONTRAIU NADA E A GENTE NAO USAVA NADA. E OUTRA COISA QUE FIQUE CLARO AKI FIZ O TRATAMENTO CERTINHO E MEU FILHO NASCEU NEGATIVO E COM 2 ANOS DE IDADE ELE REPETIU OS EXAMES E DEU QUE ELE NAO TEM HIV. GRAÇAS A DEUS QUE TODAS AS MULHERES QUE DESCOBRIREM Q SAO PORTADORAS QUE FAÇAM CERTINHO O TRATAMENTO PARA NAO TRANSMITIR PARA O BEBE.

      • A Cura diz

        ora, hunter. deixe de fazer perguntas impertinentes e grotescas. como a pessoa pegou não é da sua conta! se liga!

    • SAMANTA diz

      alguem na multidão, eu tb sou e descobri na gravidez, em 2010 nem imaginava que poderia ter jamais. o meu marido nao é o dele deu negativo e a getne ja estava juntos há 16 anos nossa ele me trata bem sempre mas eu tb observo que ele tem horar que tem preconceito de algumas coisas mas em outras nao me sinto segura e feliz por um lado ele nao me trata mal, so que isso nao o impede de ter medo em certas situaçaoes no sexo. na verdade sinto q tenho que enteder o lado dele. mas isso que vc postou é uma pena vc pessar por isso e ele te tratar assim, que Deus e seu ilho te de forças de lutar e saiba que aki fora tem alguem q torce por vc. bjs força querida.

  17. Hunter diz

    então no caso se no sexo tradicional há essa hipótese o sexo oral como citado no posts acima o risco e muito baixo? clao estabelecendo limites.

    • Rsico sempre existe quando há relação desprotegida meu amigo, ma oral passivo (pra quem recebe) não existem casos DOCUMENTADOS, oral ativo(quem faz) é mais perigoso, mas são raros os casos…

  18. Paula Tejano diz

    Sexo oral passivo (para quem recebe). Homem recebe de uma mulher sexo oral pode contrair herpes, hepatite e sífilis tb?

    • CARLÃO DA PIPOCA DOCE diz

      Sim amigo, por isso que mesmo os dois sendo soronegativos, é recomendado o uso de camisinha, pois hiv ambos não transmitem, mas podem ter outras doenças

    • CARLÃO DA PIPOCA DOCE diz

      Sim amigo, pois mesmo estando livre do hiv, tem outras doenças transmitidas via sexo oral.

  19. Seth RJ diz

    “Por fim, se você prefere a opinião de especialistas brasileiros, já adianto que a recomendação é sempre a mesma: use camisinha sempre.”

    Uai! Os especialistas estrangeiro tem opinião diferente?

  20. A esperança diz

    Então meu namorado tem HIV, quando ele me contou eu o vi sem esperanças, ele queria terminar o relacionamento, mais eu não quis, eu o aceito como ele é, e to dispota a enfrentar o mundo por ele . Passar por cima dos preconceitos e segurar a mão dele sempre . Apesar de minha pouca idade (17) sou bem decidida sobre isso

    Mais a minha única dúvida é, na hora do sexo oral ele pode ejacular na minha boca? Li o post mais não entendi muito bem.

  21. Insegura diz

    Sou sooropositiva a um ano.stou tomando minhas medicaçies direitinho.tenho 35 .solteira e insegura.depois q descobri n tenho vontade de ter mais ninguem em minha vida.mas no meu trabalho tem um homem afim de mim.ele diz q se um dia ficarmos vai fazer sexo oral em mim.mas tenho medo de contamina-lo.isso e possivel.?n consegui entender bem se posso infecta-lo ou se o risco é minimo.obrigada

  22. Nunca Desista diz

    Pessoal,
    Após ler a maior dos comentários resolvi também partilhar minha historia.
    Não tenho qualquer tipo de DST’s, porém, me vejo apaixonado por uma menina que por descuido contraiu o HIV.
    Nós já tínhamos tido relações(com preservativos) porém ela não sabia que era portadora desta doença. Então pediu que eu não a quisesse-a mais por ter essa doença, mas por ter esse afeto a ela não pude de maneira alguma deixa-la sozinha nesse momento, prometi a ela que estarei com ela daqui pra frente e que seguiremos juntos se assim ela quiser.
    E peço a todos que estejam passando por qualquer momento difícil, seja na descoberta e ou sendo renegado por possuir esse indesejado presente não desista de si mesmo, faça o tratamento e viva! Não deixe de ser feliz em momento algum por que você com toda a certeza você ira vencer essa etapa difícil da vida.

    Sei que palavras não vão mudar o que aconteceu, mas que elas te deem conforto para fazer você feliz!

  23. ainda me acustumando diz

    descobri que sou soropositivo o ano passado em julho quando descobri o mundo tinha acabado pra mim ainda to me acustumando com a doença sou muito insegura desde que descobri tenho medo de ter relaçao pois acho que se o homem me chupa eu vou o infectar e outras coisa mais…

  24. Mister T diz

    Descobri que sou soropositivo a 4 meses e foi um choque. Apesar do começo dificil, decidi lutar e encarar de frente o desafio. Ainda estou iniciando as consultas para entrar com o tratamento. Meu ex namorado, de quem tenho quase certeza absoluta que contraí a doença, ja que ele também deu positivo e so transavamos sem camisinha, me largou a algumas semanas e a minha maior duvida e angustia agora é sobre o desafio que vai ser conhecer alguém novo. Tenho medo de transar com alguém e contaminar a pessoa, sou passivo, então sei que pedir pra que usem camisinha vai ser menos trabalhoso do que pedir pra fazer sexo oral em mim ou eu nele usando camisinha. Quase ninguém gosta, inclusive eu e gosto muito de sexo oral. Então será que o risco é tão absoluto que se eu fizer sexo oral com essa pessoa sem camisinha, vou transmitir o virus? E quando eu devo contar minha sorologia? Nao vou conseguir mentir pra alguém sempre. Não sou muito se relacionamentos passageiros, gosto de viver amores duradouros e sou fiel. Talvez seja isso que me doa mais, a possibilidade de rejeição, do preconceito… Ninguém quer correr o risco, a doença é complicada. Só meus pais sabem e se eu conhecer alguém que acabe espalhando isso, acho que vai ser o meu fim. Alguma ajuda ou conselho dos mais experientes? Algo focado na questão do sexo oral mesmo, se posso ter a liberdade de fazer e receber sem paranóia, sem ejacular na boca do parceiro pode realmente infectar?

    • Carly diz

      Você simplesmente me descreveu todinha na sua história, foi exatamente e está sendo exatamente igual. Estou apaixonada por um garoto, saímos há 5 meses sem sexo, e hoje por fim tivemos um momento, no caso ele recebeu, eu não deixei ele fazer em mim. Tomo o remédio há quase 3 meses. Quero contar à ele mas ontem mesmo ele fez um comentário desagradável sobre HIV como coisa de quem é promíscuo. E esse nunca foi meu caso.
      Não sei por onde contar, tenho medo de ter contaminado ele, fazendo nele o sexo oral.
      Ficarmos angustiados é pior pra nós. Descobri o vírus em fevereiro, meu ex apresentava sinais de desconfiança, acredito que ele já soubesse, pois ao me levar para fazer o exame, a sensação dele quando descobri abaladíssima, foi de alívio. Como se fosse o fim da angustia dele por eu não saber antes, sendo que ele poderia ter evitado. E no caso, acredito que tenha vindo de traições.

      • campy diz

        Sexo oral tanto na mulher quanto no homem ( se não houver ejaculação) possui o risco muito muito baixo de contrair a doença, considerado risco teorico, então você pode ser feliz quanto a isso, especialmente depois de ter a carga viral zerada com o tratamento. A pessoa soropositiva, estando ou não com a carga viral zerada, não possui risco NENHUM de contaminar a pessoa que recebe o sexo oral. espero ter ajudado, e lembre-se, aderindo ao tratamento se tem uma vida plena e sem perca de expectativa de vida, espero ter ajudado.

    • mago diz

      tenho todas as duvidas de vc tbm amigo, faz 1 dis q descobri e estou mt desnorteado ainda e sem sabee sobre nada..

  25. Maya diz

    Olá
    Adorei o post.
    Hm eu sou seropositiva desde 2009 que descobri, até agora não faço o tratamento ñ é necessário pois os meus resultados são ótimos, e faço de tudo pra que fiquem assim por muito tempo sem ter que depender do coquetel…
    A cada dia é uma superação e aceitação, afinal deus não dá uma cruz maior que a que consegues carregar, e por isso sei que o meu estado ñ é impedimento pra nada na minha vida!
    Feliz ou infelizmente fui infectada muito nova ainda só tinha 13anos, fui abusada.
    Infelizmente ainda não tive a coragem pra contar ao meu namorado sobre o meu estado tanto que decide me separar dele porque não aguentava mais esconder isso dele, namoramos durante três anos e ter que obriga lo a usar preservativos estava cada dia mais difícil. E eu não me sentia segura a contar pra ele sobre o meu estado. Mas não me arrependo pois pelo menos garanti que ele não se infectasse tbm.

  26. Junior Lobo diz

    Jovem, sou novo aqui. Apagaste o meu comentário com uma dúvida que postei ontem?

    • O seu comentário continha dúvidas sobre o seu estado de saúde, riscos e formas de transmissão do HIV ou segurança e eficácia dos testes de diagnóstico. Comentários com esse tipo de conteúdo podem ser moderados. Antes de comentar leia atentamente os Termos de Uso. Dúvidas como essa devem ser esclarecidas com o seu médico ou com o Ministério da Saúde.

  27. Carly diz

    Olá, sou uma menina que ama muito a vida.
    Quando criança tinha medo daqueles boatos da agulha no cinema, e dos sequestradores da caçamba que injetavam o vírus em crianças indefesas.
    Cresci tive um relacionamento monogâmico de muitos e muitos anos, por fim ele acabou.
    Fiquei com alguns poucos meninos, exigindo o uso do preservativo. Durante o período solteira.
    Quando finalmente entro num relacionamento, e nele fiquei por caso 8 meses, perguntei sobre o estado de saúde, se podia confiar etc. Ele disse que sim.
    Quando chega a novidade, ele positivo e me leva a fazer exame. Meu mundo acabou, pensei em me matar, ele me ameaçou contar para todo mundo, acusou meu ex.
    O que fiz? Falei com meu ex, esclareci ele foi super atencioso me apresentou exames, e lá estava negativo. Ou seja, já sei de onde veio.
    É muito triste, a gente achar que se pode confiar em alguém que diz que te ama, e não te trai, quando essa te expõe à riscos inimagínaveis e ainda lhe culpa por isso.
    Hoje estou bem, levo a vida, pratico esportes. Faz 6 meses que descobri, e três que tomo remédio.
    Melhor coisa gente, use preservativo. Vai entrar de cabeça num relacionamento, façam ambos os exames preventivos.
    O amor, ou a máscara do mesmo, não te protege do invisível aos olhos.
    Bjsss fiquem bem, que Deus abençoe à todos. Pois Ele tem me ajudado, e é fato. Juntamente à minha família.

  28. Sérgio diz

    Olá pessoal, faz um mês que comecei o tratamento com 3×1 e descobri a sorologia positiva em exame de rotina. E me questionei como foi que adquiri o vírus, eu não tenho parceiro fixo e todas as minhas relações de penetração foram com camisinha mas o sexo oral não. Assim, fui, provavelmente, contaminado por essa via.

    • Junior Bello diz

      Sérgio, podes me passar o teu e-mail? Gostaria de trocar uma idéia contigo.

    • Paula diz

      Descobri que tenho hiv a 3 dias! Primeiro momento pensei sair dali jogar meu carro contra qualquer coisa na mais alta velocidade, mas fui tão covarde que não consegui, vergonha de contar pra alguém, não sei oque faço. ..

    • Souza diz

      Me identifiquei com o seu relato Sérgio. Tenho relações sexuais sem parceiro fixo e uso camisinha com exceção do sexo oral… Descobri que fui infectado ontem! Que Deus nos abençoe e que a cura desse vírus seja descoberta logo!

  29. Ricardo diz

    Sempre transei com camisinha, e acabei tendo relações com homem também, minha opção é ativo, acabei infelizmente tendo alguns parceiros e parceiras, porém houve uma pessoa em especial que já conheço a 5 anos, com o passar do tempo e a pessoa ser um profissional da área da saúde e casado, filhos…, depois de um tempo acabamos nos relacionando algumas vezes sem preservativo, recentemente fiquei sabendo que a pessoa é soropositivo e tem uma vida literalmente desregrada, eu fiquei assustado e depois de muita insistência a pessoa confirmou que era verdade, mas por se cuidar o risco para minha saúda era minima, pois estava com carga viral quase zerada, sempre faço exames e sempre deu não reagente, porém fiquei chateado pelo tempo de conhecer a pessoa e não nunca ter falado, creio que se a pessoa é amigo ou de fato gosta da outra deve ter uma conversa sincera, assim evita comentários e até mesmo chateações.

  30. amigo diz

    Bom a dois anos fui diagnosticado soropositivo e sempre ao me relacionar eu termino os relacionamentos com medo de perder a pessoa ao saber que sou soropositvo.Como devo agir ja que essa pessoa nao mora no Brasil ,embora ja ficamos tem planos para que eu mude para o país onde atualmente esta,(eua) gostaria de um conselho ,sei que o remedio nos eua nao sao gratuitos,qual o valor? Se alguem poder me aconselhar . Obrigado pelo blog !

    • CARLÃO DA PIPOCA DOCE diz

      Ai amigo, aconselho usar os remédios do Brasil ja que por visão aqui é gratuito

      • jose dos santos belchior santos diz

        Concordo , os cockteis de remedios do Brasil,são bons e ajudam muito,mas acredito que nos EUA , deve haver algum programa para os tambem soropositivos , mas você deveria contar para Ela , se Ela mudar os planos …………

        Assim você verá como é sua personalidade , melhor agora que depois , senão a decpção será maior e evita que ambos sofrem , se você realmente gosta dela e se Ela corresponde .

        At +

        ________________________________

  31. pauloudia diz

    Vim aqui há certo tempo perguntar sobre a existência de um tratamento preventivo contra HIV, tipo, já tomar esquema de ARVs tão somente com o fito de prevenção, devido ao fato de levar vida mais promíscua. Pena que isso não exista – ao menos aqui no Brasil. Gostaria que não me criticassem pela suposta vida promíscua. Estou vivendo um verdadeiro inferno interior… é que já estou na metade da casa dos trinta e ainda não consegui encontrar minha cara metade. Daí tem minha vontade incontrolável de ter uma família, ser pai etc… O resultado dessa busca e da minha carência (moro sozinho e longe de parentes) é que acabei transando sem camisinha já com duas mulheres. Numa delas fiz sexo oral também. Além disso, nos últimos dois meses transei ao menos com 5 prostitutas diferentes, sendo que de 3 delas recebi sexo oral sem camisinha e com a tal “garganta profunda”… pois bem, a essa altura da situação, pode ser que eu já seja mais um positivo, infelizmente. A verdade é que com a notícia de ser positivo ou sem ela já me sinto quebrado… Sei que não deveria reclamar tanto da vida, pq consegui alguns êxitos principalmente no campo profissional, mas minha vida pessoal está um lixo já há bastante tempo… pareço simplesmente já não ter tanta força para continuar. Foi só um desebafo… paz e felicidade a todos.

  32. Edy diz

    Bom hoje dia 17/01/2016. Vou resumir minha pequena história.
    Tenho 16 anos, eu sou soropositivo ! Mas faço tratamento, minha mãe também é e foi assim que tudo aconteceu na gravidez.
    Bom, hoje eu e minha namorada estava “quentes”, bom ela não sabe que eu sou soropositivo até porque temos 3 meses e nunca fizemos nada demais, só alguns amaços… Bom, mas logo hoje ela resolver ” ajoelhar” e disse que sentia vontade de fazer sexo oral em mim, na hora eu espantei fiquei palido, sem reação e ela foi muito mais rapida que meu raciocinio, ela desabotuou a calça e começou o ato rapidamente. Eu gostei na hora (meu primeiro sexo oral) eu tinha até uma certa curiosidade de saber como era, e quando ela colocou a boca, eu fiquei paralisado ainda, mas gostei não vou negar, só que eu interrompi na hora, ela me perguntou o porque, mas eu deixei de lado, minha mãe disse pra mim nunca falar e eu não esperava por isso, voltei pra casa preocupado com ela, não quero nada de mal pra ela, me sinto culpado, eu fiquei paralisado e fui fraco…
    Mas agora estou procurando uma opinião, ela pode ter contraído ou a chance é QUASE nula?
    Pelo que li do post é que o ato sexo oral é realmente difícil isso me tranquilizou mas não impossível, será que logo de primeira e nem cheguei a gozar… Devo me preocupar ao ponto de ir agora falar com ela ou relaxar e manter a fé de que as chances são tão mínimas ao ponto de ser QUASE impossível?
    Obrigado desde já e se puderem me ajudar com essa dúvida.
    Lembrando: Eu não deixei termina até o fim o ato…

    • Sete diz

      Meu médico diz não haver risco em sexo oral, mas sempre existe a chance. Consulte seu médico e nos diga a resposta dele.

  33. Vivendo a vida diz

    Muito bom o texto.
    Sou da seguinte opinião, tudo em exagero é demais. Vão aproveitar a vida, viver, parar de bitolação. Você corre risco de morrer desde quando nasce. O risco de um sexo oral é quase nulo. Assim como bater o carro, ser atropelado, cair de um avião… Tomemos os devidos cuidados quando possível e quando acharmos que devemos tomar. Vocês deixam de andar de carro? De atravessar a rua? De comprar pertences por medo de um assalto seguido de morte? Pelo amor de Deus. Vocês todos têm chances de ganhar na mega sena e nem por isso todos jogam, pq a chance de ganhar é quase nula também. Viver é perigoso. Não saiam por aí transando sem camisinha, fazendo sexo com qualquer pessoa suja, ou grupos de risco. Você pode dar um azar danado e pegar algo em um sexo oral desprotegido. E se der esse azar, pode ter certeza Q vc já deu mais sorte do Q alguém Q Morreu atropelado, assassinado, em acidentes… Esses não tiveram chances e muitos morreram cheios de saúde. Cuidado é bom e deve ser tomado, mas exagerar na dose é esquecer Q a vida também eh feita para se aproveitar. Não sejam radicais ao extremo, nem pra mais, nem pra menos. 😉

  34. Ricky diz

    Desejo a todos muita felcidade, que voces compartilhem SIM como foi contraido.., pois pelas pesquisas… ninguem teria… esses percentuais sao baixos demais.
    Cheguei aqui por terfeiro osexooral sem a camisinha, nao foi a primwira vez, mas sempre fiz exames .. agora toca eu aguardar o tempo recomendado para fazer novamente.
    abracos !

  35. Diana diz

    isso td q nós soropositivos vivemos é uma merda ! Sempre existirá duvidas quanto ao q é ou não seguro, quanto ao fato de contar ou não a um parceiro sobre a sorologia! Não é o fim , mais parece um diferencial onde só quem tem sabe o q o outro sente , as vezes sinto vontade de gritar ao mundo para conscientizar as pessoas e mostrar q não é porq a pessoa é promiscua ou não , e sim pelo fato de não usar camisinha em um dia com alguma pessoa , sei com quem peguei e foi a pior transa da minha vida , e não digo porq foi a q me contaminou mais o cara é ruim msm, Digo a todos vcs o q não me mata me torna mais forte mais !

    • Ola descobri que sou soro positivo a uma semana fiquei sem chão ao descobri não sei como lidar tenho dois filhos tenho medo ate de tocar neles

      • Mineiro de BH diz

        Oi Gome. Nem pense em agir assim. Agora é que você deve amar mais ainda seus filhos. Tocar. Abraça-los!

  36. Mineiro de BH diz

    Eu me contaminei recebendo oral. Minha glande, constantemente, se feria. Daí…..

    • Mat diz

      Olá, Mineiro de BH! Você pode contar mais sobre isso? Primeira vez que vejo alguém abertamente dizendo que se contaminou recebendo sexo oral. Acho que fui infectado também e eu normalmente apenas recebo sexo oral e não faço, agora estou aguardando uns dias para poder fazer meu teste. Que tipo de ferida você tinha? Era alguma DST? Suspeito que eu tenha alguma outra DST que não foi total curada quando fui no urologista e agora estou com medo de ter me relacionado com alguém com hiv que tinha algum machucado na boca ou garganta 😦

  37. ND diz

    Mat, já fez o teste? Foi infectado pelo sexo oral? Sinceramente acho dificil isso acontecer . Ja vi varios infectologistas dizendo que receber sexo oral não expõe ninguém ao risco.

    • Mat diz

      Fiz sim, deu negativo. O enfermeiro que me atendeu chegou a falar a mesma coisa sobre o risco e li bastante também na internet pra solucionar essa dúvida. Ainda sim, tem a questão de outras ISTs então não é 100% seguro quando olhamos para uma escala geral.

  38. TEC diz

    Bom vou relatar o q aconteceu recentemente. Conheço uma pessoa nesses app de relacionamento. Encontrei e de cara transamos. Me senti confiante com ele. Durante a relação sexual, usamos camisinha… Transamos 3 vezes. Qdo acordamos ele penetrou sem, dpois tirou não ejaculando… Senti q ele tbem não queria. No outro dia, por whatsapp comentou que era soropositivo, mas em tratamento há 8 meses. Fui no outro mundo e voltei. Pensei, tô ferrado. De imediato fui procurar ajuda médica. Fiz todos os exames, e graças a Deus o resultado foi NAO REAGENTE. Somos gays, faço sexo seguro. Mas confesso UE sou leigo nesse assunto de transmissão do vírus HIV via sexo oral, seja no sentido receptivo ou passivo. Mas de uma coisa eu aprendi, sexo oral agora só se for protegido. Passar esse transtorno, jamais…

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s