Notícias
Comentários 7

“Estou curado do vírus do HIV”

 jornal1

Morador de São Francisco diz ter se curado do vírus do HIV

“Estou curado do vírus do HIV”, disse na segunda-feira Timothy Ray Brown, de 45 anos, em declarações à emissora local CBS 5 reproduzidas nesta terça-feira pela imprensa. Brown teve que ser submetido a um tratamento contra leucemia mielóide e, por isso, necessitou passar por um transplante de células-tronco de um doador que possuía um gene hereditário pouco comum, associado à redução do risco de contrair o HIV. Os médicos do Hospital Médico Universitário da Caridade, em Berlim (Alemanha), selecionaram as células-tronco do tipo CD4, que não possuem o receptor CCR5, necessário para que o vírus se propague pelo organismo. [Continue lendo.]

jornal2

7 comentários

  1. LT diz

    Jovem! Eu adoro o Tintin… No trabalho dizem que me visto igual a ele rsssrs..

    De resto tudo bem com vc??
    Comio tuso certo. Praticamente nada de efeitos colaterais. Estou feliz por isso. Estou praticamente no meu ritmo normal..

    Abracos

  2. Duque diz

    Ola, tenho lido seus textos com frequencia porque ando fazendo algumas pesquisas sobre o assunto. Tenho 26 anos e conheci um cara pela internet e começamos a nos comunicar e acabamos nos interessando um pelo outro. Ele mora longe mas temos o desejo de nos conhecermos pessoalmente. Semana passada ele me disse que e soro positivo e isso me deixou bastante triste, porque sei que e dificil a vida de alguem nessas condiçoes. Mas isso nao me tirou o carinho que sinto por ele e pretendo construir um relacionamento com ele, se der certo (caso nao der certo, nao seria pela nossa divergencia de sorologia), confesso que tenho medo, mas isso nao me impede de ter uma relaçao com alguem soro positivo. Queria saber mais sobre o assunto, se possivel, pois quero ajuda-lo, ele nao anda muito bem, apesar do tratamento ele tem uma gripe ha algum tempo. Isso e normal ou comum? Por favor, me ajude, gosto muito dele e quero ficar ao lado dele.

    PS: desculpa a falta de acentos, mas meu teclado esta maluco e nao poe acento nas palavras.

    • Olá Duque,

      A instrução que minha namorada e eu recebemos do meu infectologista é usar camisinha, sempre. Tanto no sexo oral, quanto na penetração. Dessa forma, temos 100% de segurança de que ela não corre o risco de ser infectada.

      A vida de um soropositivo não é necessariamente “difícil”, como você diz. Não é preciso ficar triste por isso. Os remédios que exitem hoje garantem vida normal. Para isso, a única coisa que nós soropositivos temos que fazer é tomar os antirretrovirais na hora certa, todos os dias. Se o seu parceiro não tem vida normal, ele precisa precisa procurar um infectologista e descobrir o porquê. Ao meu ver, você pode ajudá-lo encorajando-o a fazer isso.

      Sobre o seu medo em se relacionar com um soropositivo, o ideal é que você também procure um médico. Visite um infecto ou, se o seu parceiro permitir e tiverem intimidade para isso, vá ao infecto dele. Converse sobre quais são os riscos reais com ele. Pergunte tudo: o que pode, o que não pode, o que passa HIV, o que não passa HIV, e se estourar a camisinha, o que fazer? Só um profissional pode te esclarecer isso.

      Grande abraço,

      J.

  3. Fabio diz

    Ola jovem!
    Só queria elogiar o seu blog (descobri ele a pouco tempo). Meu companheiro se descobriu soropos em março 2012, sendo eu testado negativo em nov 2011. Ele faz uso de arv, pois estava com o cd4 abaixo de 350, apesar de cv indetectavel (ele é diabético, não sei se por isso o cd4 dele estava tão baixo -meio estranho isso, mas eu vi os exames dele). O médico recomendou o uso dos arvs, pois assim q a cv subisse, ele poderia ter problemas. Entao é melhor tentar manter a cv indetectavel. Ainda estou com ele e, nesse tempo, ainda não tive coragem de me testar. Pode parecer ridiculo, mas vou contar: tomei por 2 meses o suco de mutamba, que colhia no parque villa lobos em sp e desde abril de 2012 faço auto hemoterapia. Acho q tudo isso me prejudica no sentido de me fazer pensar q estou fazendo algo por mim mesmo (mesmo sem saber os efeitos disso). Não sei o q acontece comigo, mas não consigo ter coragem de me testar. Já fui a um infecto que solicitou os exames e, num dia que bebi, rasguei tudo. Bom, eu gostei do seu blog (li sobre as suas férias) no sentido que vc vive normalmente, apesar do hiv. Preciso botar na minha cabeça que independente do resultado do teste, é vida ‘normal” (senão nunca vou me testar).
    Abços

    • Você tem coragem de fazer auto-hemoterapia e não tem coragem do teste de HIV? 😀
      Que bom que o blog ajudou e espero que sirva para você criar coragem!
      Boa sorte!

  4. Fabio diz

    Voltei aqui no seu blog para documentar o dia mais feliz da minha vida (hj, 26/03/2013). Eu sou o doidinho que comentou aí em cima (da auto-hemoterapia e mutamba). Já estava a quase 1 enrolando para fazer o teste de hiv, já que o meu parceiro se descobriu soropositivo no ano passado e, eu tendo feito muito sexo sem camisinha com ele (ativo e passivo), já me considerava contaminado! Incrivelmente o meu teste deu NÃO reagente! To muito feliz! Não voltei aqui para fazer apologia nenhuma. Só compartilhar da minha felicidade! E novamente, parabéns pelo seu trabalho nesse blog! Já encontrei muito conforto por aqui! Abração!

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s